1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Artista brasileiro inaugura exposição de arte na The Silo Gallery

Convidado para uma residência artística de três meses no Museu Skitch Henderson, em Northville (EUA), região situada a 90 minutos de New York City (EUA), Guilherme Lepca (lepca.art), brasileiro de Curitiba (PR), produziu uma série de peças que integram a mostra “Fractions of a Part” (“Frações de uma Parte”). As obras serão exibidas na The Silo Gallery, na Hunt Hill Farm (44 Upland Rd, New Milford, CT 06776), a partir do dia 24 de julho, até 13 de agosto, de quinta a domingo, de 10h a 17h. O evento abre as comemorações do cinquentenário da Galeria, criada em 1972 pelo casal Ruth e Skitch Henderson.

Artista visual, formado em design gráfico pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e há cerca de dez anos à frente do Smart Diseños (smartdisenos.com), estúdio de criação que engloba várias linguagens da comunicação como a ilustração, animação, filme, roteiro e áudio, além do design, Lepca trabalha com a colagem e uma técnica mista de mídias (mixed-media) que junta desenho, marcadores, materiais diversos.

Desde 2008 o artista vem se dedicando à ilustração editorial para revistas. Em 2010 exibiu produções pessoais junto com peças feitas originalmente para publicações de grande circulação no Brasil e ainda, para os EUA, Israel, Itália e México. Em 2014 viajou por vários países da América do Sul com a mostra intitulada “O Espaço entre Nós”.

Com a colagem, Lepca chegou ao mundo da moda. Convidado, expos seus trabalhos no Fashinnovation, um circuito de arte dentro da New York Fashion Week. Já em 2021, fez sua primeira residência artística nos EUA, a convite da The Silo Gallery. A produção do período resultou em uma série de obras que compuseram a mostra “The Blight”. Nesse trabalho o artista fez um paralelo entre a pandemia de coronavírus, que ainda estava no auge, com uma praga que quase extinguiu as castanheiras da América do Norte. O patógeno, Cryphonectria parasitica, chegou em um navio, em 1900 e, rapidamente, se espalhou pelo país.

Primeira mostra de grande proporção em sua carreira, “Fractions of a Part” marca uma fase importante para o artista. Segundo ele, até então, não havia conseguido conciliar tão bem a arte em sua vida. E dessa vez, afirma, mesmo mantendo a agenda do seu estúdio no Brasil, conseguiu focar no trabalho de criação.

Lepca diz gostar de contar histórias pessoais. O que está sentindo e vivendo no momento em que produz. Entretanto, para compor o quadro que homenageia Ruth e Skitch Henderson, partiu de uma fotografia datada de 1968, ano em que o casal chegou à Hunt Hill Farm e optou por uma imersão literal no universo deles. Circulou por todos os espaços, envolveu-se no dia a dia do lugar e montou seu estúdio no mesmo espaço onde Skitch trabalhava ao piano e em que ele desenvolveu o conceito da New York Pops. O mesmo local que, há 19 anos (2003), tornou-se o primeiro museu de música americana afiliado do Smithsonian, o maior complexo de museus, educação e pesquisa do mundo.