1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Atletas de Foz vencem nas duas categorias principais da Corrida do Turismo

Segunda edição da prova aconteceu na Itaipu Binacional, um dos principais atrativos da cidade

Marcos da Silva Suzarth e Keidy Roze Cima Pontes, ambos atletas de Foz do Iguaçu, venceram as categorias masculina e feminina do percurso de 10km da Corrida do Turismo, realizada no domingo (6), na Itaipu Binacional. Esta foi a segunda edição e marcou retorno da prova, que estreou no Parque Nacional Iguaçu, em 2019, mas teve que ser interrompida nos últimos dois anos por conta da pandemia.

Para Marcos da Silva, que pela primeira vez disputou uma competição na área da Usina, a vitória foi uma alegria já esperada. “O percurso exigiu bastante, mas eu tinha a responsabilidade de estar correndo aqui, sabia que havia atletas de outras cidades e outros países, então eu dei o meu máximo para chegar bem e chegar na frente”, disse.

Veja também

Já Keidy venceu com tranquilidade aproveitando bem o fato de conhecer o percurso, pois costumava treinar na região com o marido, Maycon Lazarotto, que trabalha na empresa. “A gente já correu aqui, inclusive venci a prova do Reviver [corrida organizada pela Itaipu para empregados e familiares]. Mas essa foi a primeira prova que venço na categoria geral, foi bem emocionante”, ressaltou.

Ao todo, mais de 600 atletas estavam inscritos para um dos percursos de corrida (10km e 5km) ou de caminhada (5km) dentro da área da usina. A largada e a chegada aconteceram no estacionamento do Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu, próximo à barreira de controle.

A ideia para a prova, segundo a organizadora, Ana Solange Biesek, é aliar atrativos turísticos com atividades esportivas para moradores de Foz e turistas. “A Corrida do Turismo tem esse objetivo, de trazer para as pessoas, tanto de Foz do Iguaçu quanto de outras regiões, um cenário diferente, que atraia a pessoa para correr e já conhecer o lugar. Esse aqui é um cenário fantástico, diferenciado, que alia o meio ambiente às construções.” Ana Solange também destacou o apoio da empresa que, segundo ela, “abriu os braços para acolher a prova”.

De acordo com o superintendente de Segurança Empresarial da Itaipu, Alfredo Santos Taranto, auxiliar na organização de um evento como esse é importante, mas traz desafios diferentes à instituição. “Precisamos garantir que as pessoas entrem na usina em segurança, façam a sua caminhada e corrida desfrutando da paisagem, que é muito bonita, sem que tenham qualquer tipo de imprevisto”, apontou.

Créditos das Fotos: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional