Author

Brasil, Destaques, Foz do Iguaçu,

Prefeito Chico Brasileiro acompanha ato de abertura da fronteira entre Foz do Iguaçu e Argentina

Solenidade ocorreu na tarde desta segunda em Puerto Iguazú

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, participou do ato de abertura da Ponte da Fraternidade, que liga o Brasil à Argentina, na tarde desta segunda-feira (27). A solenidade em Puerto Iguazu, que faz fronteira com Foz, contou com a presença do ministro de Estado do Interior argentino, Wado de Pedro.

“Hoje, 27 de setembro, comemoramos o Dia Mundial de Turismo com uma grande festa. A abertura desta ponte era esperada há muito tempo, pois apesar de estarmos em países diferentes, na fronteira vivemos como um só povo”, comentou o prefeito.

A fronteira com a Argentina estava fechada há mais de um ano e meio. “Este foi um passo de extrema importância para que o turismo, a nossa indústria sem chaminé, ganhe ainda mais impulso neste momento de retomada, gerando emprego e renda para a nossa região”, disse Brasileiro.

O livre trânsito terrestre está permitido desde que as pessoas cumpram os protocolos estabelecidos pelo governo argentino, como a apresentação de comprovante de imunização contra a Covid-19 completa e teste RT-PCR negativo, realizado até 72 horas antes da entrada.

“Esta é uma região vocacionada para o turismo, e abrir a ponte neste momento com a segurança sanitária garantida é uma grande vitória tanto para os argentinos como para os brasileiros que nos visitam”, comentou Wado de Pedro.

A participação da Prefeitura de Foz do Iguaçu no ato foi uma construção diplomática articulada pelo Alejandro Massucco, Cônsul da Argentina em Foz do Iguaçu. “Temos boas relações com Foz e todas as suas autoridades, e neste momento tão importante, a presença de autoridades brasileiras fortalece ainda mais a integração dos povos”, ressaltou.

Presenças:

Também participaram do ato o vice-prefeito de Foz, delegado Francisco Sampaio; o secretário municipal de Turismo, Paulo Angeli; o secretário municipal de Segurança Pública, Reginaldo José da Silva; e o diretor de Assuntos Internacionais, Jihad Abu Ali.

Coronavírus no Paraná, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu tem confirmados mais 08 casos e nenhum óbito por conta do Coronavírus nas últimas 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 26/09/2021, 8 casos de covid-19. No total, são 44.111 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 42.815 pessoas já estão recuperadas.

Dos 8 novos casos, 3 são mulheres e 5 homens, com idades entre 6 e 63 anos. Entre eles, 1 está internado e 7 estão em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos, 126 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 39 estão internadas.

Óbito

Foz do Iguaçu não registrou óbitos em consequência da covid-19 nas últimas 24 horas. No total, são 1.131 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Abaixo, em PDT, a íntegra do Painel Coronavírus

Busão Foz, Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Teatro Barracão de Foz do Iguaçu completa 29 anos neste domingo, 26

O Teatro Municipal Otília Schimmelpfeng, mais conhecido como Teatro Barracão, completa 29 anos da inauguração neste domingo (26), prestes a ser tombado como Patrimônio Histórico de Foz do Iguaçu.

O templo da cultura da Terra das Cataratas abriu as portas em 1992, com uma programação durante todo o mês de setembro, lembra o ator e ativista cultural Roberto Vieira Virginio (Beto Virginio).

AQUI para ver fotos de apresentações

O teatro ganhou forma através do Projeto Barracão, um programa de incentivo à cultura do Governo do Estado.

O idealizador da obra foi Constantino Viaro, da Fundação Teatro Guaíra, que adotou o formato como uma opção de baixo custo e de caráter transitório, para suprir a falta de locais para apresentação de artes cênicas.

A ideia, lembra Beto Virginio, era incentivar os municípios a construir seus teatros.

Nestes últimos 29 anos, o Teatro Barracão abriu as portas para manifestações artísticas e culturais de todos os gêneros.

As atividades, interrompidas em março do ano passado devido a pandemia do coronavírus (covid-19), aos poucos voltam ao palco do Teatro Barracão.

Patrimônio Histórico
O imóvel do Teatro Baracão, localizado nos fundos da Praça da Bíblia na Avenida República Argentina (região do bairro Jardim São Paulo), está na fila para ser reconhecido como patrimônio cultural de Foz do iguaçu.

A estrutura foi construída no início da década de 1990, por iniciativa do Banestado, o extinto Banco do Estado do Paraná.

O Teatro Barracão foi um projeto padrão replicado em cidades como Maringá e Cascavel. Entre 2004 e 2009, a estrutura permaneceu fechada. Até o início da pandemia, abrigava diversas atividades culturais durante toda semana.

Fotos: Acervo Beto Virginio

Coronavírus no Paraná, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu confirma mais um óbito e registra 23 novos casos de Coronavírus nas últimas 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 25/09/2021, 23 casos de covid-19. No total, são 44.103 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 42.786 pessoas já estão recuperadas.

Dos 23 novos casos, 15 são mulheres e 8 homens, com idades entre 7 e 64 anos. Todos estão em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos, 148 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 38 estão internadas.

Óbito

Foz do Iguaçu registrou 01 óbito em consequência da covid-19 nas últimas 24 horas. A vítima é 01 mulher de 60 anos. No total, são 1.131 mortes pela doença no município.

Abaixo, em PDF, a íntegra do Painel Coronavírus

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Turismo,

Natal de Águas e Luzes de Foz terá show de Padre Reginaldo Manzotti e autos natalinos em toda cidade

Anúncio das primeiras atrações foi feito nesta sexta-feira (24), em reunião da comissão organizadora. Natal de Foz é organizado por Itaipu em parceria com a Prefeitura de Foz e a iniciativa privada

Uma festa que promete ficar na história de Foz do Iguaçu vai marcar, nos dias 4 e 5 de dezembro, três momentos especiais. Será o primeiro final de semana do Natal de Águas e Luzes 2021, a reinauguração do Gramadão da Vila A e a abertura dos Jogos de Aventura e Natureza, com direito a trupe circense, balonismo e apresentação da Banda Sinfônica do Exército.

O Natal começa oficialmente no dia 1º de dezembro, uma quarta-feira, com apresentação de autos de Natal, na Praça da Paz. Depois, de forma alternada, em diferentes palcos da cidade, acontecerão shows e apresentações culturais. A última atração, no dia 22 de dezembro, será uma missa e show com o Padre Reginaldo Manzotti, conhecido como “o Padre que reúne multidões”. A decoração continua encantando turistas e moradores da cidade até o dia 5 de janeiro.

A parceria entre Itaipu Binacional, Prefeitura de Foz do Iguaçu e iniciativa privada promete presentear a cidade com uma festa inesquecível, para marcar um novo momento para os iguaçuenses e para o turismo na tríplice fronteira, após a pandemia da covid-19. “Mais do que nunca, agora é preciso que as pessoas possam ter um período de encantamento. E a data natalina não poderia ser mais apropriada”, disse o diretor-geral da Itaipu, general João Francisco Ferreira.

O anúncio das primeiras atrações confirmadas foi feito nessa sexta-feira (24), em reunião da comissão organizadora do Natal de Águas e Luzes com integrantes do Observatório Social de Foz do Iguaçu, na sede da Associação Comercial da cidade (Acifi), para apresentar o detalhamento do projeto. A instituição, conhecida por seu trabalho isento e voltado para o bem público, vai acompanhar todas as atividades de contratação das empresas envolvidas com a festa.

Natal transparente
Para garantir a transparência no uso dos recursos e a qualidade da festa, o Fundo Iguaçu, que fará a gestão do convênio, em parceria com a comissão organizadora, elaborou um termo de referência e uma série de métricas para poder fazer a escolha dos fornecedores com base em valores e, também, na qualidade do serviço oferecido.
Além de critérios como beleza, inovação e criatividade, será levado em conta o uso consciente, racional e sustentável de energia na elaboração das decorações.

A iniciativa foi bem vista pelos integrantes do Observatório. “Em casos como esse, se basear apenas no aspecto ‘matemático’ acaba gerando uma lacuna”, comentou o vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças da instituição, Walter Venson. “É preciso levar em conta também o que será oferecido, para não ter um resultado prejudicado.”

“O investimento que está sendo feito vai ter um retorno para a cidade como um todo. O incentivo ao turismo está na missão e no planejamento estratégico da Itaipu. A gente não está pensando apenas em um espetáculo, está pensando em tudo aquilo que ele gera”, afirmou a chefe das assessorias de Comunicação Social e de Turismo de Itaipu, Patrícia Iunovich.

Para o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, o Natal de Águas e Luzes vai ajudar a atrair ainda mais turistas para o Destino, que está com toda a população acima de 18 anos vacinada. “Teremos um Natal profissional, com muito encantamento e segurança para nossa comunidade e visitantes.”

Inscrições e seleção
O Fundo Iguaçu colocou à disposição das empresas interessadas os briefings para orçar os espaços e serviços. Serão contemplados, neste primeiro Natal modular, o Gramadão da Vila A, a Praça da Paz, a Praça do Mitre, a Avenida Brasil, o Terminal de Transporte Urbano, a Paróquia São João Batista, a entrada da cidade, a catedral Nossa Senhora de Guadalupe, o trevo do aeroporto e a Avenida Jorge Schimmelpfeng.

As propostas devem ser enviadas para o e-mail natal2021@fundoiguacu.com.br, aos cuidados de Nádia, até o dia 4 de outubro. Também poderão ser protocoladas na sede do Fundo Iguaçu ou ainda apresentadas presencialmente para a comissão.

Novidades que encantam
Durante 35 dias, Foz do Iguaçu dividirá cores e luzes com a paraguaia Ciudad del Este, o maior shopping a céu aberto da América do Sul e meca do consumo para milhões de brasileiros. Uma das grandes novidades do novo Natal, que fará uma menção às águas que encantam nos atrativos turísticos e produzem energia na maior hidrelétrica em geração limpa e renovável do planeta, será a iluminação da Ponte da Amizade, que representa o espírito de integração da fronteira do Brasil e Paraguai, formada por várias etnias de dois povos irmãos.

Os primeiros testes de iluminação cênica no local, envolvendo equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre – DNIT, Polícia Federal, Receita Federal, Prefeitura, Itaipu e fornecedores, entre outros apoiadores, foram considerados um grande sucesso.

Festividades
Ainda em Foz, o circuito prevê uma Feira de Natal – com gastronomia e artesanato da tríplice fronteira, paradas de Natal, shows, oficinas para capacitar artesãos, e uma programação itinerante nos bairros da cidade, programada pela Prefeitura.

Há previsão de roteiros diferenciados de ônibus para os moradores e visitantes conhecerem e tirarem fotos dos pontos decorados. A programação cultural ainda está sendo definida, mas contará com autos de Natal, entre outros shows e atividades natalinas.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu,

Vidas do Iguaçu: Conheça a história de Dona Maria Úrsula de Oliveira

O historiador Marcos Kidricki Iwamoto retorna com o resgate sensacional da história de mais uma personagem que faz parte da história de Foz do Iguaçu e da Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Desta vez, o colaborador do Cabeza News conta a trajetória de Dona Maria Úrsula de Oliveira, uma empreendedora de sucesso que conquistou a cidade com suas receitas irresistíveis.

“Em uma pequena colônia italiana, próxima aos morros da Linha Monte Mariano no Rio Grande do Sul, nasceu Maria Úrsula Christófolli.

Ela teve uma infância simples, entre animais, hortas e plantações. Uma comunidade unida, que lutava todos os dias pela sobrevivência.

Apesar dos poucos recursos, nunca faltaram ingredientes como alegria e esperança…

– Em uma festa no Batalhão, da esquerda para direita Célia Saucedo, Negra Valle, Elisa Vera e Dona Maria (Foto: Arquivo da família)

Seu nome é uma homenagem às avós, a Sra. Maria Gioldi Boaro pelo lado materno, e a Sra. Úrsula Chimini Christófolli pelo lado paterno.

Um costume dos descendentes de italianos que a família mantém até hoje: Todas as suas filhas e netas possuem “Maria” no nome 👵❤

Ela chegou a Foz de navio, em 1948. Veio para estudar no Instituto São José, onde trabalhava para poder custear os estudos e a moradia.

Foram tempos de muita dedicação!

Em uma Feirinha na Igreja São João Batista, conheceu o casal que mudaria o rumo da sua vida, o Sr. Pedro e a Dona Assumpta Basso.

– Dona Maria posando para foto numa bicicleta nos fundos da propriedade da Família Basso (Foto: Arquivo da família)

Eram os maiores comerciantes da Av. Brasil, e a acolheram como filha. Admiraram o capricho dos seus bordados e a disposição em ajudar.

Não demorou muito para Dona Maria assumir o balcão dos negócios da Família Basso 💪

Cuidava do Bar Antártica e da Casa Novidade, ao lado de onde seria o famoso “Cine Star”. E mais uma vez se destacou pelo seu trabalho.

Foi no “Bar Antártica” que conheceu o amor da sua vida, o Sr. Omar de Oliveira, com quem se casou e teve sete filhos. Foram morar em uma casa do Sr. Pedro Basso na Rua Tiradentes.

Nem a maternidade a impediu de se dedicar cada vez mais. Montou um bilhar no Edifício “Balança mas não cai” e fornecia as massas fresquinhas para o Restaurante Viena.

Mas veio a crise e eles foram à falência…

Edifício “Balança mas Não Cai” onde abriu o bilhar, no mesmo prédio que Santos Dumont ficou hospedado em 1916 (Foto: Arquivo da família)

Fez muito pelo sustento da família: Lavou as roupas de vizinhos, costurou vestidos para os libaneses, virou noites fazendo salgadinhos que os filhos vendiam no Bartolomeu Mitre.

Ainda assim, a grana era curta, mas com a ajuda dos filhos(as) seguraram as pontas 🙌

No início, as encomendas da Sra. Ester Bordin, Valderez Cury, Jussara Fava, Noemi Gomes de Lima, Nice Xavier da Costa, Iolanda Keller, Reni Valduga e Albina Sehn ajudaram muito.

Em pouco tempo os bolos da D. Maria ficaram famosos em toda a cidade. Até que em 1984, aos 60 anos de idade, ela abriu a primeira loja:

A Confeitaria Marias & Maria na Av. Brasil 🎂

O primeiro cliente foi um vizinho, o Sr. Kamal Osman, que deu sorte aos negócios, uma vez que o estabelecimento é um grande sucesso.

Cada cliente que passa pela porta ganha uma oração e uma oportunidade de provar receitas que foram testadas ao longo de uma vida.

– Omar de Oliveira e Dona Maria com os filhos (Foto: Arquivo da família)

Atualmente, o “Grupo Marias” conta com mais de 100 colaboradores entre todos os ramos de atuação, alguns com mais de 20 anos de casa.

Toda gratidão a Dona Maria e sua família, por nos oferecer tantos sabores, com muito AMOR dedicado a cada uma de suas receitas 👏😋

(Uma história baseada no livro Dona Maria por Maria, uma vida de esperança – Izabelle Ferrari)”

AQUI para ver mais fotos desta história

* Marcos Kidricki Iwamoto é Auditor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

Brasil, Justiça,

Adolescentes brasileiras de 14 anos são encontradas no Paraguai após quatro dias desaparecidas

Duas adolescentes brasileiras de 14 anos foram encontradas após mais de quatro dias desaparecidas em Pedro Juan Caballero, cidade do Paraguai na região de fronteira com o Brasil em Ponta Porã (MS).

O paradeiro das esdutantes foi descoberto graças à denúncia de uma moradora da região, confirmou o Ministério da Criança e da Adolescência do Paraguai, ao informar a identificação de ambas e que elas já estavam em segurança com suas famílias.

Ainda não foram divulgados detalhes sobre o que aconteceu com a dupla durante os dias do desaparecimento, informou o UOL Notícias.

O desaparecimento de ambas foi abordado também em reportagem do Campo Grande News.

AQUI para continuar lendo

Brasil, Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu,

Argentina anuncia para 1º de outubro a abertura de todas as fronteiras

O governo do presidente Alberto Fernández anunciou nesta terça-feira (21), que as fronteiras da Argentina serão abertas de forma “gradual e cuidadosa” a partir de 1º de outubro. O procedimento terá início já nesta sexta-feira (24 de setembro) com a eliminação do isolamento para argentinos, residentes e estrangeiros que vão trabalhar no país e são autorizados pela autoridade de imigração.

As datas de reabertura da frontiera foram estimadas pelos técnicos da Migrações, ANAC e outras autoridades, informa o LaVozDeCataratas. As fronteiras argentinas, como a Ponte Internacional Tancredo Neves que une Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú (Brasil e Argentina), estão fechadas deste março do ano passado, como estratégia para evitar a propagação do coronavírus (covid-19).

A reabertura da via tem sido cobrada por autoridades, moradores e trabalhadores de hospedagens, gastronomia e entretenimento de Puerto Iguazú. Para o próximo sábado (25), está programado um ato unindo as populações das três fronteiras, incluindo o Paraguai. As manifestações terão como palco os marcos e nas águas dos rios Iguaçu e Paraná (AQUI para relembrar).

Abaixo os detalhes da programação de reabertura:

  • 1° de outubro: autorização de entrada de estrangeiros de países vizinhos sem isolamento. Abertura das fronteiras terrestres a pedido dos governadores ( com corredores seguros homologados pela autoridade sanitária com cota definida pela capacidade de cada jurisdição).
  • Entre 1° de outubro e 1° de novembro, aumento progressivo da cota de entrada em todos os corredores, aeroportos, portos e terreno seguros.
  • No dia 1° de novembro, a entrada de todos os estrangeiros é autorizada.
    os seguintes serão solicitados para entrada no país:
  • Calendário de vacinação completo, com data da última aplicação pelo menos 14 dias antes da chegada ao país.
  • Teste PCR negativo nas 72 horas anteriores ao embarque, ou antígeno no ponto de entrada até definido pela autoridade sanitária.
  • Teste PCR do 5° ao 7° dia de chegada até definição de autoridade sanitária.
  • aqueles que não apresentarem esquema vacinal completo, inclusive menores, deverão realizar quarentena, teste de antígeno na admissão e teste de PCR no 7° dia.
  • No momento de atingir 50% da população totalmente vacinada: o teste de antígeno não será mais realizado na admissão ( exceto para os não vacinados) e PCR nos dias 5 a 7 e a cota poderá ser levantada. dessa forma, o impacto do aumento de internações e óbitos é minimizado.
Coronavírus no Paraná, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu recebe mais 17,1 mil doses de vacinas contra a covid-19. Imunizantes são para D1, D2 e D3

Foz do Iguaçu vai receber, até o final da tarde desta segunda-feira (20), o segundo lote completando 17.181 doses de vacinas contra o coronavírus (covid-19).

A informação é da chefe da 9ª Regional de Saúde, Iélita Santos. Os imunizantes estão divididos entre 10.300 para primeira dose, 4.325 de segurnda dose e 2.556 dose de reforço, ou terceira dose.

A primeira remessa dos lotes do final de semana chegou no sábado (18), informou Iélita.

Abaixo a programação completa dos imunizantes encaminhados pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde para a 9ª Regional de Saúde:

Receberemos nesta segunda feira na 09ª RS mais uma remessa de vacinas. Ainda não temos horário de chegada e nem previsão do vôo, possivelmente final do dia.

Dose de Reforço D3: 💉1.578 doses para idosos 70+
Dose de Reforço D3: 💉2.184 doses para imunossuprimidos
Dose de Reforço D3: 💉30 para Indígenas idosos e imunissuprimidos

Total de:
D3: 💉3.792 doses
D2: 💉8.325 doses
D1: 💉12.630 doses 18 anos +
Total de: 💉 24.747 doses.
Ainda no sábado, recebemos na 09ª RS mais uma remessa de vacinas.
Sendo:
D1: 💉7.926 doses
D2: 💉 4.490 doses
Total de: 💉 12.416 doses.

Somado as remessas de sábado e hj na 09ªRS, teremos:
D1:💉20.556 doses
D2:💉12.815 doses
D3: 💉 3.792 doses
Totalizando: 💉 37.163 doses. Destas ficam em Foz do Iguaçu:
D1💉7.300 doses + 3.000(sábado) = 10. 300 doses
D2: 💉4.325 doses
D3: 💉 2.556 doses
Total de 💉17.181 doses.

Busão Foz, Foz do Iguaçu, Justiça,

Menina de 14 anos é resgatada de um bordel em Minga Guazú, no Paraguai

Um promotor de Justiça, acompanhado de policiais, invadiu um bordel e resgataram uma menina de 14 anos na cidade de Minga Guazú, Departamento de Alto Paraná, no Paraguai. Durante o procedimento, seis pessoas foram apreendidas, informa o Última Hora.

O resgate do adolescente foi realizado na noite de sábado no local localizado no km 30, lado segunda-feira, a 100 metros da rota PY06, como parte de uma investigação do suposto ato de grave coerção sexual, informou o jornalista do Ultima Hora Edgar Medina .

A comitiva foi recebida pela dona da casa, Claudia Mabel Troche Ramírez, paraguaia de 39 anos, com histórico de tentativa de roubo qualificado e com proibição de sair do país, que foi presa.

Após o resgate da menor, ela foi encaminhada para a Unidade Especializada de Vítimas do Tráfico de Pessoas, dirigida por funcionários do Ministério Público.

Continue lendo no Última Hora