Author

Destaques, Economia, Política,

Chico Brasileiro antecipa 13º do funcionalismo e injeta R$ 17,5 milhões na economia de Foz do Iguaçu

Pagamento integral será efetuado na próxima quinta-feira (12). Medida injetará mais de R$ 17,5 milhões na economia de Foz do Iguaçu

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) anunciou nesta sexta-feira (6) a antecipação do 13º salário do funcionalismo municipal de Foz do Iguaçu. A medida, segundo ele, só será possível graças ao equilíbrio das contas da admiinistração.

“Assim como em 2017 e 2018, este ano anteciparemos o 13º salário e estamos pagando integralmente”, disse Chico Brasileiro. “Esta é uma medida importantíssima para os servidores e vai ajudar no aquecimento da economia nas festas de final de ano”, ressaltou.

A antecipação irá injetar mais de R$ 17,5 milhões na economia. Inicialmente, o pagamento do 13º salário estava previsto para o dia 20 de dezembro.

Foz do Iguaçu tem mais de seis mil servidores. De acordo com o secretário da Fazenda, Ney Patrício da Costa, enxugar a máquina da Prefeitura é uma determinação contante de Chico Brasileiro.

“Com estas medidas, foi possível a execução de várias ações, principalmente obras de infraestrutura em todas as regiões da cidade e o pagamento do 13º salário dos servidores já na próxima semana”, completou Patrício.

Equilíbrio fiscal
A gestão fiscal de Foz do Iguaçu possui a nota A – avaliação máxima – pelo o índice de Capacidade de Pagamento (CAPAG) medido pelo Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi).

Neste ano, pela primeira vez desde o início da pesquisa anual em 2013, o município foi classificado como Boa Gestão pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

O Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) faz referência a 2018 e avalia as contas de 5.337 municípios de todo o país, que concentram 97,8% da população brasileira.

Além disso, ao longo do ano, todos os salários e pagamentos a fornecedores foram pagos rigorosamente em dia.

Destaques, Economia, Educação, Política, Saúde,

Vereadores garantem em Brasília recursos para Foz do Iguaçu. Veja as áreas que serão contempladas

O Presidente da Câmara de Foz do Iguaçu, Beni Rodrigues (PSB), apresentou em plenário, na quinta-feira (6) o resultado da viagem a Brasília. Dentre as conquistas estão recursos para a saúde, construção de arena multiuso, novo Centro Municipal de Educação Infantil, investimentos para portal de entrada da cidade e entendimentos para efetivação do repasse de área da União para implantação do futuro centro cívico.

Acompanhado do vereador João Miranda, presidente da Comissão Mista e segundo vice-presidente da casa, Beni esteve na capital federal dando sequência às tratativas em busca de recursos para as áreas de esporte, saúde, educação e infraestrutura para o município. Com isso, obteve o comprometimento de deputados da bancada paranaense com recursos para saúde, arena multiuso, portal de entrada da cidade e meios para solucionar a área do centro cívico de Foz.

Dentre as reuniões mantidas na capital, os vereadores Beni e Miranda estiveram na Secretaria de Patrimônio da União e nos gabinetes dos deputados federais Nelsi Coguetto “Vermelho” (PSD-PR), Fernando Giacobo (PL-PR), Toninho Wandscheer (PROS-PR), líder da bancada paranaense e com os senadores Álvaro Dias (Podemos -PR), Oriovisto (Podemos-PR) e Flávio Arns (Rede-PR).

Leia a íntegra do artigo no site da Câmara de Vereadores

Destaques, Economia, Geral, Política,

Novo cartão-postal de Foz do Iguaçu, Viaduto Lyrio Bertoli está pronto para o trânsito

O trânsito de veículos e caminhões pelo Viaduto Lyrio Bertoli, no entroncamento da BR-277 com a Avenida Costa e Silva, deve ser liberado nesta sexta-feira (6).

O elevado, no acesso principal de Foz do Iguaçu, será antes vistoriado por técnicos, antes de ser recebida pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR).

A estrutura, projetada para eliminar o gargalo do trânsito na região, já está com sistema de iluminação de led como mostra a foto de Roger Meireles do GDia.

A solenidade de inauguração, prevista esta sexta-feira (6), precisou ser transferida devido as dificuldades de agendas do governador Ratinho Junior e do prefeito Chico Brasileiro.

A abertura antecipada para o trânsito de veículos é resultado da articulação política do deputado estadual Hussein Bakri, líder do Governo na Assembleia Legislativa.

As obras, com investimento de R$ 18,3 milhões do Governo do Estado, foram concluídas mais de três meses antes do prazo previsto no edital.

O viaduto, que leva o nome de Lyrio Bertoli, homenagem ao ex-deputado e pioneiro do Oeste, foi projetado para eliminar o gargalo no trânsito em direção tanto a fronteiras do Paraguai como da Argentina e centro de Foz do Iguaçu.

A estrutura vai aumentar a capacidade do fluxo local em cinco vezes. A projeção é atender a demanda de tráfego nos próximos 30 anos.

Procedimento
Com os desvios necessários para a obra, implantados em abril, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ficou responsável pelo trecho federal, que é a BR-277.

As vias marginais – ruas Olímpio Rafagnin e Sérgio Gaspareto -, por onde seguiu todo o fluxo, passou a ser cuidado pelo Instituto de Transporte e Trânsito (Foztrans), com apoio da Guarda Municipal.

Educação, Geral, Saúde,

Dezembro Laranja: Hospital Costa Cavalcanti reforça cuidados contra o câncer de pele

Rose Mari Rech de Souza, 58 anos, sempre cuidou da casa e da família. Fazia artesanatos, decorações para aniversários, casamentos e congressos. Até pão, macarrão e salgados produzia para ajudar nas despesas da casa. Mas nunca se preocupou em cuidar da própria saúde.

“Até que um dia percebi uma berruga na asa nasal direita. A princípio não dei importância e deixei passar três anos, e só após muita insistência dos familiares procurei um dermatologista”, contou.

Desde março de 2018, ela está entre os 274 pacientes em tratamento contra o câncer de pele no Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC).

No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 33% de todos os diagnósticos desta doença são registrados no País, cerca de 180 mil novos casos.

O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, seus números são muito altos. “A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele”, explicou a cirurgiã oncológica do HMCC, Dra Fernanda Zoletti.

Segundo a médica, os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. “Mas, mais raro e letal que os carcinomas, é o melanoma o tipo mais agressivo de câncer da pele”, contribui Dra. Fernanda.

Fique alerta a qualquer sinal de pintas que crescem ou mudam de cor e padrão, ou ainda aquela que aparece de repente. Nesse momento é ideal procurar um médico cirurgião oncológico ou dermatologista.

Prevenção:

· Evite exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h;

· Use sempre proteção adequada, como bonés ou chapéus de abas largas, óculos escuros, barraca e filtro solar com fator mínimo de proteção 15.

· Usar o filtro solar apenas uma vez durante todo o dia não protege por longos períodos. É necessário reaplicá-lo a cada duas horas, durante a exposição solar. Mesmo filtros solares “a prova d’água” devem ser reaplicados.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Política,

Isenção de brasileiros para compras em países do exterior vai dobrar de US$ 500 para US$ 1 mil

Segundo documento divulgado pelo bloco, esse será ‘o limite de isenção de importações como bagagem acompanhada em viagens via aérea e marítima’; contudo, Receita Federal ainda precisa aprovar uma regra interna

Os presidentes dos países-membros do Mercosul assinaram nesta quinta, 5, o aumento do limite de isenção para produtos comprados no exterior e levados na bagagem, de US$ 500 para US$ 1000.

Adianta Barbara Nascimento, no Estado de S.Paulo, que o Itamaraty explicou, contudo, que cada país tem que aprovar uma regra interna – no caso do Brasil, pela Receita Federal.

“A norma do Mercosul não é automática, não aprovamos a norma anteontem e o limite aumenta. Terá de haver uma norma interna brasileira que aplicará os limites. Os estados-parte não são obrigados a aumentar os limites atuais. A norma limita o valor máximo que os estados-parte podem conceder de isenção”, apontou o chefe da divisão de coordenação econômica e assuntos sociais do Mercosul, Daniel Leitão.

O valor valerá para viagens por meio aéreo ou marítimo dentro do bloco. E engloba compras feitas em qualquer país e que entrarão na região que compõe o Mercosul.

O pedido para aumento foi feito pelo próprio governo brasileiro – e comemorado pelo presidente Jair Bolsonaro em seu discurso de abertura da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul hoje, em Bento Gonçalves.

Curitiba, Estadual, Política,

Ratinho Junior participa de encontro das cooperativas nesta sexta, 6, em Medianeria. Veja na CabezaNEWS

Em Medianeira O governador Ratinho Junior estará nesta sexta-feira (6) em Medianeira, no Oeste do Paraná. Ele participa do Encontro Estadual de Cooperativistas, que começa às 8h30 no Centro de Eventos da Cooperativa LAR, localizado na Avenida 24 de Outubro, 59 (Área Industrial). Ratinho deverá chegar ao local por volta das 11h, junto com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Chapa forte O PP vem trabalhando há meses na filiação de novas lideranças e futuros candidatos para formar um time competitivo nas eleições de Curitiba em outubro de 2020. O partido está selecionando lideranças com perfis diferentes e interessados em trabalhar no fortalecimento dos municípios do Paraná.

Três cadeiras Em Curitiba, a legenda prevê eleger três vereadores. Só serão lançados candidatos que tiveram, na última eleição, menos votos que a vereadora Maria Manfron. Segundo a presidente do PP, Maria Victoria, o partido está à procura de pessoas que venham contribuir com o partido e a sociedade.

Não devia O Governo não deveria conceder o novo reajuste nas tarifas do pedágio das rodovias do Anel de Integração do Paraná. A afirmação é da Feturismo, que levou em consideração os escândalos de corrupção revelados pela Lava Jato e a redução da tarifa em seis praças, determinado pela Justiça.

Reforma administrativa O governador Ratinho Junior estaria estudando a primeira reforma administrativa de seu governo em janeiro de 2020. Na Assembleia Legislativa, a informação é de que pelo menos quatro secretários estariam na mira.

Reforma II Os motivos seriam diversos – alguns planejam sair do governo para concorrer à Prefeitura em seus municípios de origem. Outros seriam “convidados” a deixar o cargo por incompatibilidade com as equipes da pasta ou deputados aliados.

Viaduto O trânsito no Viaduto Lyrio Bertoli de Foz do Iguaçu, no entroncamento da BR-277 com a Avenida Costa e Silva, deve ser liberado a partir desta sexta, 6. A inauguração precisou ser transferida para o dia 16 em função de agendas do prefeito e governador.

Picanha Informa o blog do Rigon que uma ONG Vigilantes da Gestão Pública pediu na Justiça a suspensão da distribuição de 2 toneladas de picanha na chapa em Quinta do Sol. O alimento será distribuído gratuitamente pela Prefeitura no aniversário do município. A festa ainda prevê show com a dupla sertaneja Rick e Renner.

Sem aposentadoria O STF decidiu ontem pela ilegalidade das aposentadorias pagas aos ex-governadores do Paraná e pensões a suas viúvas de R$ 33 mil mensais. Os ministros acompanharam o voto da ministra Rosa Weber, relatora da ADI 4545 que foi proposta pela secção paranaense da OAB.

Ronildo Pimentel
Editor

Destaques, Economia, Estadual, Justiça, Política,

STF derruba aposentadorias dos ex-governadores do Paraná

O Supremo Tribunal Federal (STF) acaba de decidir pela ilegalidade das aposentadorias pagas aos ex-governadores do Paraná e pensões a suas viúvas de R$ 33 mil mensais.

Os ministros, anotou Celso Nascimento no Contraponto, acompanharam o voto da ministra Rosa Weber, relatora da ADI 4545 que foi proposta pela secção paranaense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A Assembleia Legislativa apresentou defesa, alegando que a ADI havia perdido objeto já que o legislativo paranaense promulgou em abril passado emenda à Constituição estadual extinguindo o direito às aposentadorias aos futuros governadores, embora tenha mantido o benefício aos anteriores.

A ministra Rosa Weber classificou a mudança à Constituição estadual como uma “fraude” e determinou o cancelamento das aposentadorias e pensões de todos que a recebem atualmente.

Perderam suas aposentadorias e pensões os ex-governadores Paulo Pimentel, João Elízio Ferraz de Campos, Emílio Gomes, Mario Pereira, Roberto Requião, Orlando Pessuti e Beto Richa, além das viúvas de José Richa, Mario Gomes e João Mansur.

O STF entendeu, no entanto, que estes beneficiários não terão de devolver os valores já recebidos.

Brasil, Geral, Turismo,

Paranaense é eleito para compor a diretoria nacional da CNTur

O empresário Fábio Aguayo, que é vice-presidente da Feturismo, acaba de ser eleito para compor a diretoria nacional da Confederação Nacional do Turismo (CNTur).

A definição aconteceu nesta quinta-feira (5) em Brasília (DF). A posse deverá ser realizada em 2020 na capital do país, ainda sem uma data definida.

Na foto, da esquerda para a direita, Fábio Aguayo, o presidente nacional da CNTur, Nelson de Abreu Pinto e o advogado Carlos Zucolotto Júnior, novo conselheiro Jurídico da entidade.

Curitiba, Destaques, Economia, Itaipu,

Itaipu fecha totalmente escritório em Curitiba e unifica trabalho em Foz do Iguaçu

Estudos mostraram que as demandas existentes não justificariam manter uma estrutura na capital. Fechamento definitivo será em 31 de janeiro

Depois da transferência do pessoal do escritório da Itaipu Binacional em Curitiba para as várias áreas em Foz do Iguaçu, o grupo de trabalho que acompanhou o processo de migração concluiu que não há necessidade nem mesmo de manter uma representação, ainda que mínima própria, na capital.

Nesta quinta-feira (5), a Diretoria Executiva aprovou a proposta apresentada pelo diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, para o fechamento definitivo do escritório a partir do dia 31 de janeiro de 2020 – prazo final para a transferência dos últimos empregados ainda locados naquela cidade.

Se houver necessidade de reuniões na capital, a Diretoria contará com o apoio do Governo do Paraná, que já colocou à disposição salas do Palácio Iguaçu e também da Copel, pela natureza do negócio, que é energia, parecida e de diversas parcerias. Quando necessário, a empresa deve ceder à Itaipu duas salas de apoio, uma na sede própria e outra no polo Barigui. Tudo sem custos.

Dos mais de 130 empregados lotados na capital em julho, 68 já migraram para Foz. Há ainda 51 que vão ser transferidos para a cidade-sede da margem brasileira da usina. Outros dez, aptos para requerer a aposentadoria, aderiram ao Programa Permanente de Demissão Voluntária.

“Chega a ser uma surpresa imaginar que um escritório tão grande, com tantas atribuições, pôde ser simplesmente absorvido pela estrutura da Itaipu em Foz do Iguaçu, melhorando o sistema de gestão, já que todo o corpo funcional estará atuando no centro de comando da usina, e permitindo uma economia significativa de recursos, em aluguel do prédio e em passagens e estadias dos empregados que faziam frequentes viagens entre Foz e Curitiba e vice-versa”, disse o general Silva e Luna.

Mas economia não foi o principal motivo do fechamento do escritório, como lembrou Silva e Luna. “Imagine como é mais fácil e produtivo ter empregados e gestores trabalhando e morando bem próximos, todos convivendo com a rotina do trabalho e também da cidade onde moramos. Melhora muito a governança de todos os processos”, ressalta.

Aliás, é significativo destacar que o general foi o primeiro diretor-geral brasileiro nomeado para a função a morar em Foz, para onde trouxe também toda a diretoria, já totalmente adaptada à rotina da fronteira.

Em relação à economia com o fechamento do escritório, a coordenadora do plano de migração, Rosimeri Fauth Ramadas Martins, secretária executiva da Diretoria-Geral Brasileira, informou que a redução será progressiva.

No primeiro ano, deixam de ser gastos R$ 500 mil; no segundo, a economia acumulada sobe para R$ 2,5 milhões. Em 2023, ano em que será renegociado o Anexo C do Tratado de Itaipu, ela aumenta para R$ 5,7 milhões. No ano seguinte, em 2024, a economia acumulada em todos esses anos atingirá R$ 7 milhões. Como o cálculo foi feito levando em conta que seria mantido um escritório de representação, a redução deve ser ainda maior.

O início

Foi em maio deste ano que o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, assinou uma determinação que constituiu um grupo de trabalho para apresentar um plano de migração do pessoal do escritório de Curitiba para Foz do Iguaçu. A determinação previa a manutenção de uma estrutura mínima na capital, que funcionaria como um escritório de representação.

No entanto, durante a execução do plano de migração, com a alocação do pessoal de Curitiba para Foz do Iguaçu, o grupo de trabalho concluiu ser desnecessária a estrutura de representação de Itaipu na capital.

O plano de migração foi uma das primeiras medidas para reduzir custos e encargos de Itaipu, já que só o aluguel do prédio tinha um custo mensal de R$ 208 mil. Posteriormente, viriam outras medidas de maior impacto econômico, como o cancelamento de convênios e recursos que não estavam em conformidade com a missão da Itaipu.

Na época, Silva e Luna disse ser “favorável a convênios que deixem legado para a sociedade, como obras estruturantes, ou que gerem um impacto social mensurável, e não em coisas que no dia seguinte terminam”. A economia e a realocação de recursos, que totalizaram R$ 600 milhões (incluindo R$ 218 milhões na diminuição do orçamento de 2020), se transformam em obras estruturantes. É a política de austeridade com medidas que comprovam sua coerência.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional,

Receita Federal autoriza primeira loja franca de Foz do Iguaçu. Turista poderá comprar até US$ 800,00

A Receita Federal (RF) autorizou o funcionamento da primeira loja franca de Foz do Iguaçu. O ato foi assinado por Luiz Bernardi, superintendente da Receita Federal da 9ª Região Fiscal, que abrange Paraná e Santa Catarina, e publicado hoje (04), no Diário Oficial da União.

A Sky Duty Free torna-se, assim, a primeira loja franca do município e terá cota de compras mensal de 300 dólares, para brasileiros em viagens a cidades gêmeas de fronteira, incluindo a população local. A previsão é que abra as portas ainda neste mês.

“Foz do Iguaçu sai mais uma vez na frente, e se torna referência nesse novo modelo de negócio no país. As lojas francas serão mais uma atração para os turistas que conhecem nosso destino e, claro, movimentarão ainda mais a economia da região trinacional’, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

US$ 800 dólares em compras
Somando-se à cota de compras de quem atravessa a fronteira terrestre, que é de US$500 dólares a partir de janeiro, um turista brasileiro, em viagem a Foz do Iguaçu, poderá levar até US$ 800 dólares em compras, uma vez por mês.

“Lojas francas em território brasileiro e aumento da cota de compras no exterior abrem uma nova perspectiva de desenvolvimento, tanto para o comércio como para o turismo de Foz do Iguaçu e região trinacional”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Moradores de Foz do Iguaçu também poderão fazer compras nas lojas francas de Foz do Iguaçu e no comércio de Ciudad del Este e Puerto Iguazú. Outra loja que aguarda autorização de funcionamento da Receita Federal em Foz é a Duty Free Américas.

As lojas francas possuem permissão para comercializar no Brasil bebidas alcoólicas, perfumes, relógios, óculos de sol, artigos de viagem, tabaco, acessórios em geral e até eletrodomésticos. Até o momento só haviam duas lojas francas em operação no país, localizadas na fronteira do Rio Grande do Sul.

Economia forte
“A abertura das chamadas free shops mostra que o governo Bolsonaro tem interesse em ampliar o turismo nas cidades de fronteira. No caso de Foz do Iguaçu, onde Itaipu está investindo em obras estruturantes, como a Ponte da Integração e a nova pista do aeroporto, a abertura de free shops será um incentivo a mais para visitantes do Brasil e dos países vizinhos. Precisamos dinamizar a economia e o turismo, que em Foz são quase sinônimos”, afirmou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, General Joaquim Silva e Luna.

‘Oportunidade a mais para que turistas e moradores da cidade e da região possam ter acesso a produtos nacionais e importados, estimulando a economia e o desenvolvimento de nosso destino. A autorização para que a loja franca passe a operar é mais uma grande notícia para Foz do Iguaçu, que está vivendo um momento em que a cada dia temos uma surpresa boa’, avaliou Carlos Silva, presidente do Comtur.

‘A ACIFI entende que a vinda das lojas francas vai gerar muito emprego e renda em nossa região, além de atrair empresários para novos investimentos na cidade’, declarou o presidente da ACIFI, Faisal Mahmoud Ismail.

Destino completo
‘Com os free shops em funcionamento e, talvez em um futuro próximo, com a liberação dos cassinos, caminhamos para que Foz do Iguaçu seja o destino turístico mais completo de atrativos da América do Sul’, acredita Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu.

Fonte: AMN