Author

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Conheça o AquaFoz, o futuro Aquário de Foz do Iguaçu!

Você já deve estar estar sabendo que a cidade das #3Fronteiras ganhará uma nova atração, certo?

O Aquário de Foz do Iguaçu está chegando para enriquecer a oferta turística da cidade, fomentar a economia regional e sensibilizar a sociedade sobre a importância da conservação dos rios Paraná e Iguaçu.

A equipe da TV Paraná Turismo entrevistou o Diretor do Grupo Cataratas, Adelio Demeterko, para saber mais sobre o AquaFoz, atrativo com previsão de abertura para 2023, em Foz do Iguaçu.

Confira a reportagem de Vinicius Carrasco para o programa Descubra Paraná. https://fb.watch/5sJb9PwwLj/

Facebook
Instagram

Busão Foz, Coronavírus no Paraná, Destaques, Foz do Iguaçu,

Foz do Iguaçu segue com índice alto e registra dois óbitos e 157 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 13/05/2021, 157 casos de covid-19. No total, são 35.125 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 33.603 pessoas já estão recuperadas.

Dos 157 novos casos, 81 são mulheres e 76 homens, com idades entre 9 meses e 83 anos. Entre eles, 156 estão em isolamento domiciliar e 1 internado.

Do total de casos ativos, 552 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 153 estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou 2 óbitos em consequência da covid-19. As vítimas são 2 homens de 69 e 75 anos. No total, são 817 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Busão Foz, Coronavírus no Paraná, Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Prefeitura decreta toque de recolher nos finais de semana em Foz do Iguaçu. Veja como ficam os horários!

O prefeito Chico Brasileiro editou dois decretos, na noite de quarta-feira (12), retomando o toque de recolher nos próximos dois finais de semana em Foz do Iguaçu. As medidas mais rígidas visam o controle e prevenção no enfrentamento da emergência em saúde pública e foram decididas terça-feira (11) por prefeitos e secretários de saúde dos nove municípios de abrangência da 9ª Regional de Saúde.

A estratégia, é considerada de “importância internacional” em decorrência da pandemia do Novo Coronavírus (covid-19), altera o Decreto 29.078/2021, que estabeleceu toque de recolher e fechamento das atividades não essenciais nos finais de semana – das 18h de sábado até as 5h da segunda-feira.

Em sua decisão, o prefeito levou em consideração a magnitude da Covid-19 e as constantes mudanças no seu comportamento, “especialmente no que tange ao número de casos, internamentos e óbitos” e também o aumento da taxa de reprodução da doença, “que atualmente encontra-se em 1,48”, a maior de Foz do Iguaçu desde o início da pandemia.

A cidade registrou até o momento 34.968 casos confirmados e 815 óbitos por complicações da doença, com taxa de letalidade de 2,33%, segundo dados da Vigilância Epidemiológica no Painel Coronavírus de quarta-feira (12), incluindo 162 novos casos.

O decreto também considerou a alta da média móvel de casos confirmados, que no dia 28 de abril de 2021 estava em 57 e ontem chegou a 114. O aumento de 100% revela “tendência de crescimento exponencial do número de casos, e posteriormente a um aumento de internamentos e óbitos”, diz o texto.

Foz do Iguaçu registrou, nas nas últimas seis semanas epidemiológicas, índice de internamentos na média de 153 pacientes, número considerado elevado para a estrutura de assistência do Município. No Hospital Municipal Padre Germano Lauck, que atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é referência na regional, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid ficou acima de 90%. No entanto, nos últimos seis dias, se manteve em 100%.

A medida considera ainda a intensa circulação de pessoas na fronteira e a procura por assistência médica de paraguaios e de brasileiros residentes no Paraguai, além da circulação das novas variantes P1 e P2 em Foz do Iguaçu.

Chico Brasileiro baseou sua decisão na “recomendação da Vigilância Epidemiológica, do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) e da Sala de Situação em Saúde do Município”, para o “emprego urgente de medidas de prevenção e controle sanitário de modo a evitar a disseminação do coronavírus”.

Contexto

Ficam suspensas todas as atividades das 17h do dia 15 de maio (sábado) às 5h de 17 de maio (segunda-feira) e das 17h do dia 22 de maio (sábado) às 5h do dia 24 de maio (segunda-feira). O toque de recolher proíbe a circulação de pessoas no horário estipulado, “salvo por motivo de força maior devidamente justificada”.

No período estipulado pelo toque de recolher, poderão funcionar entrega de alimentos prontos para consumo, bem como o fornecimento de gás por delivery ou “tele-entrega” das 17h às 22h dos dias 15 de maio e 22 de maio e das 10h às 22h dos dias 16 de maio e 23 de maio, sendo proibida a retirada no balcão pelos clientes.

Os postos de combustíveis poderão funcionar até as 20h, mas ficam proibidas as atividades de lojas de conveniências. O Terminal Rodoviário Internacional de Passageiros fica aberto exclusivamente para embarque e desembarque. Já os atrativos turísticos e meios de hospedagem, somente para turistas, com a devida comprovação.

No PDF abaixo, disponível para baixar, veja a íntegra do decreto

Economia, Política,

Requião Filho vai à Justiça contra novo rajuste no pedágio nas rodovias do PR

Taxa embutida na tarifa foi paga pelos usuários nas últimas décadas e somam R$ 10 bilhões a mais para as concessionárias que não realizaram todas as obras prometidas

As tarifas de pedágio da Ecovia, no trecho Curitiba ao Litoral, na BR-277 e as PRs 508 e 407, tiveram um reajuste de 7,6% nesta quarta-feira (12). Mesmo após a denúncia de que as seis concessionárias teriam recebido a mais, ao longo de todo o contrato, algumas delas já conseguiram na justiça uma liminar autorizando o reajuste das tarifas que havia sido suspenso no final do ano.

Para o Deputado Requião Filho, falta pulso firme da agência reguladora e do Governo do Estado, no sentido de reaver o valor acumulado de todo esse prejuízo. Por isso, nesta quarta-feira, ele protocola uma Ação Popular cobrando providências do poder judiciário e pedindo encaminhamento para o Ministério Público Estadual e Federal.

“Precisamos que apurem urgentemente as responsabilidades e cancelem esse aumento imediatamente”, afirmou Requião Filho.

“Poderíamos ficar 5 anos sem a cobrança de pedágio para cobrir o rombo, mas sequer temos um plano do Governo Estadual para o ressarcimento dessa dívida. Ou fazemos isso agora, ou veremos em breve novos contratos sendo firmados, com as mesmas empresas devedoras, por mais 30 anos, sem a realização das obras ou qualquer previsão desta compensação financeira que elas devem ao Paraná”.

Confira o infográfico em Deputado Estadual Requião Filho

Busão Foz, Coronavírus, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Governador Ratinho Junior e secretário Beto Preto garantem vacina da Pfizer para Foz do Iguaçu

Governo do Estado atenderá a solicitação feita pelo prefeito Chico Brasileiro em reunião em Curitiba nesta quarta-feira (12)

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, atendeu o pedido feito nesta quarta-feira (12) pelo prefeito Chico Brasileiro numa reunião em Curitiba e vai destinar vacinas da farmacêutica norte-americana Pfizer a Foz do Iguaçu. A chefe da 9ª Regional de Saúde, Iélita Santos, também participou do encontro.

A vacina da Pfizer exige refrigeração especial e as primeiras doses foram destinadas somente à capital. No segundo lote, recebido no início da semana, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou a destinação para Londrina, Cascavel e Maringá.

O secretário Beto Preto disse que o governador Ratinho Júnior autorizou a inclusão de Foz do Iguaçu entre as cidades que receberão o próximo lote de vacinas da Pfizer, após a reivindicação do prefeito Chico Brasileiro. A Secretaria de Saúde de Foz já possui estrutura para receber o imunizante.

A solicitação de Chico Brasileiro leva em consideração a realidade do município de Foz do Iguaçu, na fronteira entre o Paraguai e Argentina, uma vez que embora a população da cidade seja de 258 mil habitantes, possui mais de 424 mil usuários do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Mais leitos

O prefeito de Foz também levou ao secretário estadual de saúde a preocupação debatida com os demais chefes do Executivo dos municípios que compõem a 9ª Regional em relação à ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da região Macro Oeste, que estão 96% ocupados. Em reunião nesta terça-feira (11), os prefeitos decidiram por medidas restritivas conjuntas para reduzir o número de casos e de internações.

Busão Foz, Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu,

Feiras livres de Foz do Iguaçu aliam riqueza cultural, geração de renda e se tornam pontos turísticos da cidade

São sete tradicionais feirinhas espalhadas pelos bairros que oferecem uma oportunidade de lazer para os visitantes e renda aos feirantes

De terça a domingo as ruas de Foz do Iguaçu transformam-se em um corredor da diversidade. Quem passa por elas pode encontrar, por exemplo, produtos coloniais, artesanatos e alimentos frescos. O roteiro da Feira das Nações, tradicional circuito de feirinhas de rua da cidade, é composto não apenas por uma variedade de produtos, mas também sotaques e costumes que trazem parte da história das origens da tríplice fronteira.

As feiras estão espalhadas por todas as regiões da cidade. Nos bairros, como a Vila C, Vila A, Porto Meira, Vila Yolanda, Morumbi, Jardim São Paulo, e no centro, sendo a da Avenida Juscelino Kubitschek a principal referência.

“As feiras livres de Foz do Iguaçu são também pontos turísticos muito famosos da cidade. Não só para os visitantes, mas é também um espaço saudável onde famílias iguaçuenses chegam para passar momentos agradáveis e conhecer mais sobre a variedade cultural é um dos grandes diferenciais da nossa fronteira”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro.

Geração de renda

A riqueza cultural é uma aliada da geração de trabalho e renda impulsionados pelas feirinhas. Segundo a Fundação Cultural, quase 150 feirantes estão cadastrados para participar dos sete circuitos e outros 130 seguem na lista de espera.

Edma Machado e seu esposo Alderigi Machado trabalham há 17 anos como feirantes. É possível encontrá-los no clássico trailer preto com a “Tapioca da Dona Edma” e na barraquinha de pastel frito na hora, um ponto muito procurado nas feiras.

“Toda a nossa renda vem do trabalho com alimentação nas feiras. Participamos na Vila A e na Avenida JK, sendo muito gratificante e importante ter essa oportunidade de trabalhar em várias feiras”, conta Edma.

Para Lucymeire Amaral de Souza, a participação nesse roteiro foi essencial para uma nova fase na vida. Aposentada, passou a vender artesanatos na feira para uma renda extra e ocupar o tempo. “Sempre fui muito ativa e as feiras me ajudaram a manter essa rotina. Gosto muito, pois podemos expor nossos produtos, apresentando a cultura local e preservando-a. Apesar de estamos em uma fronteira atrativa para os importados, ainda tem pessoas que gostam de presentear com o artesanato. A interação é muito boa”, contou.

Medidas sanitárias contra o coronavírus

Como vários outros setores, a Feira das Nações também foi afetada pela pandemia da Covid-19. Para evitar a transmissão do coronavírus, as atividades foram paralisadas e só retornaram após a Fundação Cultural implantar o Termo de Responsabilidade Sanitária, o que garantiu mais seguranças aos locais.

“Precisávamos garantir o funcionamento dessa atividade com todas as medidas de segurança vigentes, pois muitos desses feirantes tiram toda a renda daqui. A cada vez mostramos a importância das feiras para o município e não medimos esforços para torná-las cada vez melhores”, disse Alexandre Barbosa, diretor de Projetos e Captação de Recursos Culturais.

Calendário de feiras

A principal feira é a que abre a semana, na Avenida JK aos domingos, sempre a partir das 8h. São quase 3 mil m² com áreas para barracas de artesanatos, trailers de alimentação e quiosques. Em poucos passos, você pode experimentar das delícias da culinária chinesa aos tradicionais produtos árabes.

O sucesso da atração é tão grande que recentemente a Fundação Cultual ampliou o circuito e decidiu manter também aos domingos a Feira da Vila A, para ampliar as opções de lazer para os iguaçuenses durante os finais de semana.

Às terças-feiras, o encontro é no Porto Meira; quarta-feira, na Vila A; na quinta-feira, Morumbi e Vila C; sexta-feira, na Vila Yolanda; e aos sábados na Praça da Bíblia e na Vila A – todas elas ficam abertas das 8h às 13h.

Paraná, Política,

PL prevê reconhecimento dos profissionais de enfermagem com criação de piso salarial regional no PR

Proposta que tramita na Assembleia visa valorizar atuação dos trabalhadores do sistema de saúde; Dia Internacional da categoria é celebrado nesta quarta-feira (12)

Nesta quarta-feira (12 de maio) se comemora, mundialmente, o Dia da Enfermagem e do Enfermeiro. A data foi escolhida em homenagem à Florence Nightingale, nascida em 12 de maio de 1820 e considerada a “mãe” da enfermagem moderna. No Brasil, a data também lembra Ana Néri, primeira enfermeira brasileira a se alistar voluntariamente em combates militares.

Com mais de 2,3 milhões de trabalhadores registrados, estes profissionais representam a maior categoria de saúde brasileira e estão na linha de frente de combate à Covid-19 desde o início da pandemia. Atualmente são 115.643 profissionais atuando no Paraná, segundo dados do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/PR), sendo 92.800 mulheres, representando 80,24% do total.

E, com o objetivo de reconhecer e valorizar a atuação destes trabalhadores do sistema de saúde, o deputado estadual Luiz Fernando Guerra apresentou na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o Projeto de Lei n.69/2021 que prevê a adoção do piso ético indicado e aprovado pelo Coren/PR e homologado pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), como piso salarial regional aos profissionais de enfermagem que atuam no Estado.

A proposta, que está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alep, acrescenta o parágrafo 4º ao artigo 2º da Lei Estadual nº 20.423 de 14 de dezembro de 2020, que fixa o piso salarial no Paraná e sua política de valorização. O indicativo de piso salarial ético foi aprovado pelo Coren/PR em 2018 e, desde então, vem sendo adotado por instituições para as novas contratações de profissionais, além de já ter sido instituído pelos conselhos regionais de Santa Catarina e Ceará.

Desta forma, a proposta apresentada pelo deputado Guerra busca atender uma reivindicação antiga da categoria, constituindo-se na valorização destes profissionais tão essenciais na atuação da pandemia de Covid-19. “Os profissionais de enfermagem possuem remuneração baixa e até injusta diante da árdua rotina de trabalho no sistema de saúde. Eles merecem todo o nosso respeito e reconhecimento, a começar por um salário justo. A pandemia de Covid-19 serviu para expor ainda mais para toda a sociedade a importância da enfermagem como profissão que salva vidas e preza pelo bem-estar da população´´, destaca o parlamentar.

Pisos – No Paraná, a possibilidade de adoção do piso salarial ético como piso salarial regional tem apoio de sindicatos de empregados em estabelecimentos de saúde. Pela proposta aprovada em 2018 pelo Coren/PR, o piso dos enfermeiros em todo o Estado estava estipulado em R$ 4.040,00; para os técnicos de enfermagem de R$ 2.800,00, e de R$ 2.100,00 para auxiliar de enfermagem.

Os pisos estaduais ou salários mínimos regionais abrangem todos os trabalhadores do respectivo estado, exceto servidores municipais, servidores estaduais, trabalhadores que tenham piso definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho. A medida está prevista no artigo 7º, inciso V da Constituição Federal e na Lei Complementar 103/2000.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Novo plano de habitação do Paraná poderá atender até 1,5 mil famílias em Foz do Iguaçu

Prefeito Chico Brasileiro participou, em Curitiba, do lançamento do programa Casa Fácil do Governo do Estado

O prefeito Chico Brasileiro vai anunciar nos próximos dias a segunda fase do programa municipal de habitação que poderá atender mais 1,5 mil famílias em Foz do Iguaçu. Entre o final de 2020 e início de 2022, a Prefeitura de Foz do Iguaçu irá entregar 1,1 mil novas casas. Nesta quarta-feira (12), Chico Brasileiro participou, em Curitiba, do lançamento pelo governador Ratinho Junior do programa Casa Fácil, que vai atender 30 mil famílias, com investimento de R$ 450 milhões.

“Poderemos entregar casas para 2,6 mil famílias, o que representa mais de 12 mil moradores em Foz do Iguaçu”, disse o prefeito, que pediu a inclusão de mais 1,5 mil moradias para Foz e vai acertar detalhes desse novo programa com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) nos próximos dias. Numa conta rápida, os investimentos podem ultrapassar a R$ 22 milhões para Foz.

“Foz tem um déficit habitacional muito alto. Vamos aproveitar o incentivo do Governo do Estado e buscar viabilizar as 1.500 moradias através de contrapartidas com áreas e terrenos para agilizar a construção do máximo possível de moradias para atender a população”, completou.

Chico Brasileiro avalia ainda que a construção das novas moradias vai contribuir, em muito, para a ampliação das frentes de trabalho que estão sendo abertas na cidade. “Todos sabem que a construção civil é o meio mais rápido para criar empregos e de cada nova aberta, temos de três a quatro empregos indiretos”, disse. As obras em Foz, públicas e privadas, estão criando mais de 3,5 mil novos postos de trabalho.

Casa Fácil

Segundo Ratinho Junior, o programa estadual viabiliza a casa própria para famílias com renda de até três salários mínimos que compõem 90% do déficit habitacional do Paraná. Os projetos serão feitos em parceria com o governo federal, prefeituras e iniciativa privada em empreendimentos financiados com recursos do FGTS.

“É o maior programa habitacional feito por um estado. Vamos financiar a entrada das casas para pessoas de baixa renda com recursos a fundo perdido”, afirmou o governador. As prefeituras poderão ofertar contrapartidas como a doação do terreno, execução de serviços de infraestrutura e a isenção de cobrança de impostos: ITBI e ISSQN.

“Estes R$ 450 milhões que o Estado vai investir vão resultar em aproximadamente R$ 3 bilhões movimentados em um contexto mais amplo, com expectativa de geração de cerca de 100 mil empregos diretos e indiretos”, disse o presidente da Cohapar, Jorge Lange.

Nos últimos sete meses, a prefeitura entregou 340 unidades do Residencial Angatuba e 25 casas na Vila C. Também está prevista a entrega dos conjuntos Boicy I e Boicy II, na região de Três Lagoas, com 576 apartamentos. As obras das 40 casas do Condomínio do Idoso estão 90% concluídas. E há ainda as 100 moradias da Cohapar em fase de construção. “Buscamos parcerias com os governos estadual e federal e estamos obtendo êxito”, completou Chico Brasileiro.

Economia, Paraná,

Senac abre 160 vagas gratuitas em cursos técnicos, no Paraná

Cursos são oferecidos em 27 cidades do estado. Inscrições ficam abertas até 20 de maio. Podem se candidatar pessoas com renda familiar per capita menor que dois salarios mínimos.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) abriu, na segunda-feira (10), 160 vagas gratuitas em cursos técnicos no Paraná. Veja a lista com as vagas por cidade no final da matéria.

As inscrições são feitas pela internet e ficam abertas até 20 de maio. Após selecionar o curso e a cidade, o candidato deve fazer um cadastro informando dados pessoais e escolaridade.

De acordo com o Senac, a divulgação com os nomes dos selecionados será em 21 de maio. Ao todo são 80 turmas, com duas vagas gratuitas por turma. Podem se candidatar pessoas com renda familiar per capita menor que dois salários mínimos.

As aulas iniciam em 10 de agosto e são feitas no modelo híbrido, com atividades presenciais e online.

Cursos e vagas gratuitas em cada cidade
Curitiba:

Técnico em Radiologia (2 vagas)
Técnico em Estética (2 vagas)
Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Técnico em Nutrição e Dietética (2 vagas)
Especialização Técnica em Enfermagem do Trabalho (2 vagas)
Especialização Técnica em Serviços de Urgência e Emergência (2 vagas)
Técnico em Administração (2 vagas)
Técnico em Logística (2 vagas)
Técnico em Segurança do Trabalho (2 vagas)

São José dos Pinhais

Técnico em Logística (2 vagas)
Técnico em Gastronomia (2 vagas)
Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Técnico em Radiologia (2 vagas)

Foz do Iguaçu

Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Técnico em Gastronomia (2 vagas)
Especialização Técnica em Instrumentação Cirúrgica (2 vagas)

Cascavel

Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Especialização Técnica em Enfermagem do Trabalho (2 vagas)
Técnico em Transações Imobiliárias (2 vagas)

Londrina

Técnico em Administração (2 vagas)
Técnico em Estética (2 vagas)
Técnico em Informática (2 vagas)
Técnico em Óptica (2 vagas)
Técnico em Enfermagem (4 vagas)
Técnico em Análises Clínicas (2 vagas)
Especialização Técnica em Instrumentação Cirúrgica (2 vagas)

Maringá

Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Técnico em Radiologia (2 vagas)
Técnico em Informática (2 vagas)

Foz do Iguaçu

Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Técnico em Gastronomia (2 vagas)
Especialização Técnica em Instrumentação Cirúrgica (2 vagas)

Cascavel

Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Especialização Técnica em Enfermagem do Trabalho (2 vagas)
Técnico em Transações Imobiliárias (2 vagas)

Apucarana

Técnico em Radiologia (2 vagas)
Técnico em Enfermagem (2 vagas)
Especialização Técnica em Instrumentação Cirúrgica (2 vagas)

Continue lendo em G1 GLobo

Luiz Claudio Romanelli, Paraná,

Abrigo Bom Pastor de Cornélio Procópio recebe R$ 20 mil do programa Nota Paraná

O Abrigo Bom Pastor, de Cornélio Procópio, foi sorteado no programa Nota Paraná e recebeu R$ 20 mil. O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), que representa a cidade no legislativo, acompanhou o sorteio nesta terça-feira, 11.

Lançado em agosto de 2015, o Nota Paraná devolve aos consumidores parte do imposto arrecadado com a venda de produtos, ao fornecer o CPF na nota.

“É uma estratégia que incentiva o consumidor a participar dos benefícios promovidos com o aumento da arrecadação do ICMS, dividindo com 30% do que for recolhido”, esclarece.

O programa sorteou o prêmio de R$ 1 milhão, que beneficiou um morador de São José dos Pinhais. Outros R$ 200 mil foram sorteados para um contribuinte de Rebouças. Dez instituições beneficentes vão receber prêmios de R$ 20 mil. Outros 20 mil prêmios de R$ 100 também foram sorteados.

“O Abrigo Bom Pastor atende cerca de 60 idosos e o valor repassado com o sorteio do Nota Paraná será muito bem aplicado para garantir ainda mais conforto e qualidade de vida aos internos atendidos pela instituição, que há décadas atende com dedicação e amor”, disse o deputado.

As outras nove instituições beneficiadas com o sorteio de R$ 20 mil são o Lar Anália Franco e o Albergue Infantil Casa do Caminho (Londrina), a Associação Cascavelense de Amigos de Surdos (Cascavel), a Associação Duovizinhense de Futsal (Dois Vizinhos), o Lar Santo Antônio (Cambé), a Associação do Amigo Animal (Curitiba), a Rede Feminina de Combate ao Câncer (Maringá), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Diamante do Norte) e o Hospital Nossa Senhora das Graças (Curitiba).