Browsing Category

Brasil

Brasil, Destaques, Educação, Meio Ambiente, Turismo,

Mata Atlântica é escolhida como destino a ser visitado em 2020

Publicação do jornal The New York Times fala sobre o potencial turístico do bioma brasileiro e cita trilhas como a do Parque das Aves como atividade para se conectar com a natureza

A Mata Atlântica foi selecionada pelo jornal “The New York Times”, uma das publicações mais importantes do mundo, em um especial anual com 52 lugares para visitar em 2020. O objetivo é indicar locais para “inspirar, encantar e motivar a explorar o mundo”.

O bioma foi o único destino brasileiro escolhido pelo jornal norte-americano justamente por ser um dos mais ricos ecossistemas do planeta, oferecendo diversas possibilidades de conexão com a natureza. E ele também abriga mais de 3.400 cidades, entre elas Foz do Iguaçu, casa do maior remanescente de Mata Atlântica de interior do Brasil, onde o Parque das Aves está localizado.

A seleção dos destinos é feita a partir de uma pesquisa inicial com os colaboradores da publicação e também correspondentes estrangeiros que sugerem lugares “novos e atraentes”, além de profissionais do setor de viagens.

Jurema Fernandes, diretora administrativa do Parque das Aves, lembra que a publicação sugere atividades na região, como trilhas e escaladas, para aumentar a conscientização das pessoas sobre a importância da floresta e os riscos que corre, criando mais interesse em sua preservação.

“O que o ‘The New York Times’ sugere é que o visitante pode encontrar essa conexão com a natureza em trilhas como a do Parque das Aves. Além de se encantar com sua beleza, ele pode aprender mais sobre a conservação de espécies da Mata Atlântica”, diz.

Cerca de 45% das espécies de aves do Brasil ocorrem na Mata Atlântica, e 213 ocorrem apenas nessa região. Além de ser um dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do mundo, é também o domínio que possui um grande número de espécies ameaçadas de extinção.

Proteção ambiental
Com as questões ambientais ganhando cada vez mais destaque na mídia internacional, o jornal destaca a importância de proteger a Mata Atlântica.

O bioma é um dos mais biodiversos do planeta, com mais de 15 mil espécies de plantas, 298 de mamíferos, 350 de peixes, 200 de répteis e 370 de anfíbios (fonte: SOS Mata Atlântica), porém hoje resta pouco mais de 8% da floresta original, sendo que dois terços da população brasileira vive e depende da região da Mata Atlântica.

“É muito importante que todos conheçam a Mata Atlântica, mas principalmente quem vive nela, ou seja, a maioria da população brasileira. No Parque das Aves trabalhamos para que nossos quase 1 milhão de visitantes por ano aprendam um pouco sobre ela e suas espécies, e saiam do Parque inspirados para mudar algo em suas rotinas que beneficie as florestas”, reforça Jurema.

O Parque das Aves é um Centro de Conservação Integrada de Aves da Mata Atlântica, o único focado nesse bioma no mundo. Seus esforços são guiados principalmente para a conservação das 120 espécies e subespécies de aves da Mata Atlântica em algum grau de ameaça de extinção.

Incentivos para estrangeiros
A publicação lembrou ainda a facilidade para cidadãos dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão visitarem a região, já que desde junho de 2019, o Brasil não cobra mais vistos para visitantes desses países por um período de até 90 dias.

Sobre o Parque das Aves
Com 25 anos de atuação e 260 colaboradores, o Parque das Aves é a única instituição do mundo focada na conservação de aves da Mata Atlântica. Possui 16 hectares de mata restaurada, 1.300 aves de 130 espécies diferentes, com três viveiros de imersão e um borboletário.

O objetivo do Parque das Aves é atuar investindo significativamente para criar um impacto positivo para as aves da Mata Atlântica, principalmente as 120 espécies e subespécies em risco de extinção.

O Parque das Aves recebe mais de 930 mil visitantes por ano, sendo um dos atrativos mais visitados de Foz do Iguaçu.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Em 2020, planejamento de Itaipu vai preparar usina para cenários pós-2023

Naquele ano, a usina estará livre das dívidas de sua construção e o Anexo C do Tratado de Itaipu será renegociado entre Brasil e Paraguai

Há onze meses no comando da margem brasileira da Itaipu Binacional, o general Joaquim Silva e Luna tem como principal desafio, a partir de 2020, colocar em marcha o planejamento estratégico que vai preparar a usina para os diferentes cenários dentro de um mercado de energia elétrica complexo, dinâmico e competitivo. Em 2023, quando o anexo C, do Tratado de Itaipu será revisado por Brasil e Paraguai, a dívida da usina estará totalmente quitada.

Praticamente todos os cenários estudados apontam para a necessidade de diminuição de despesas de exploração. Com a revisão do Anexo C, que trata das bases financeiras e da prestação dos serviços de eletricidade do Tratado de Itaipu, a empresa terá em caixa US$ 1 bilhão. Hoje, Itaipu opera baseada nos custos de exploração e da dívida, mas poderá ir ao mercado e funcionar como uma empresa comum, com direito a lucros e prejuízos (hoje, o orçamento não prevê sobra de receita).

“Já sabemos que Itaipu precisa estar preparada para ‘novos tempos’. Precisa ‘acompanhar os movimentos’ do setor energético e ter uma estrutura flexível para responder às mudanças que virão”, antecipa o diretor-geral brasileiro. E ressalta: “as mudanças exigem que todos entendam o motivo; (precisam de) gente determinada, controle orçamentário e perseverança”.

“É 2023 olhando para Itaipu de 2020 com pressa”, diz ainda o general. Ele explica que “será um trabalho hercúleo, que vai precisar da colaboração de todos numa mesma direção”.

O tripé que busca a eficiência empresarial e a valorização dos empregados, a partir da sistematização de processos e metas, reúne princípios e valores constitucionais com a preservação do capital humano da empresa em nível de motivação e excelência para as mudanças necessárias.

“Já fizemos grandes mudanças em 2019. Elas agora precisam ser sistematizadas dentro de processos institucionalizados. Nessa fase, precisamos de integração, racionalização e ‘downsinzing’ (encurtamento dos processos decisórios)”. E complementa: “temos que continuar valorizando a austeridade, enxugando as estruturas com sobra de gordura”.

O mapa estratégico, baseado na missão de gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico sustentável, no Brasil e no Paraguai, tem como fios condutores:

  • produção de energia com os melhores índices de qualidade e otimização de aplicação dos recursos;
  • aperfeiçoamento da eficiência dos processos de produção de energia, que garantam a segurança hídrica;
  • fomentar o desenvolvimento sustentável na área de influência, melhorando as práticas de gestão e governança empresarial;
  • manter o capital humano com alto nível de motivação, desempenho e comprometimento. Dispor de informações e sistemas essenciais para a execução da estratégia da empresa.

Ações e projetos

No rol de ações e projetos, Itaipu fará o acompanhamento da reestruturação do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e trabalhará para conseguir autonomia financeira das fundações que dependem de Itaipu, como a própria Fundação PTI, a Fundação Itaipu Brasil de Previdência e Assistência Social e a Fundação Itaiguapy, que administra o Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

Outra grande preocupação é em relação às negociações para a revisão do Anexo C do Tratado de Itaipu, que trata das bases financeiras da prestação de serviços de eletricidade. Já há um grupo de trabalho analisando as várias hipóteses para essa renegociação, que precisa ser concluída até 2023, conforme prevê o tratado entre o Brasil e o Paraguai.

Novos tempos

Desde que assumiu Itaipu, em fevereiro de 2019, Silva e Luna imprimiu na gestão da empresa uma das principais diretrizes do governo federal: fazer mais com menos. A reestruturação teve início com a mudança da concessão de patrocínios, com ênfase em ações e projetos especialmente voltados para a segurança hídrica e energética e o desenvolvimento regional.

Com o encerramento de convênios e patrocínios sem aderência à missão da empresa, somado à economia de custos de exploração e à redução do orçamento para 2020, Itaipu conseguiu um total de R$ 600 milhões de economia, dinheiro que já está sendo aplicado em várias obras importantes para a região, para o Paraná e, por consequência, para todo o Brasil.

Destaque para a construção da Ponte da Integração, sobre o Rio Paraná, que unirá Foz do Iguaçu a Presidente Franco, no Paraguai; a ampliação da pista de embarque e desembarque do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, para tornar o Destino Iguaçu mais competitivo com outros roteiros turísticos; a conclusão do mercado municipal de Foz; e a reforma e ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, um dos mais importantes do Sul do País.

Um ponto emblemático de mudanças imprimidas pelo general Silva e Luna em Itaipu, concluído em janeiro de 2020, foi o encerramento das atividades do escritório de Curitiba, que consumia desnecessariamente muitos recursos em aluguel, reformas, passagens e estadia de funcionários que faziam a “ponte aérea” Foz-Curitiba. Os cerca de cem empregados do escritório foram transferidos para Foz, sede da usina na margem brasileira de Itaipu, o que permitiu um melhor aproveitametno da mão de obra e melhor utilização dos recursos disponíveis.

Projetos de 2020

Para 2020, a Itaipu planeja a criação de um circuito turístico ligando o futuro mercado municipal à usina de Itaipu; a transformação do Gramadão da Vila A em um parque de lazer; e mais investimentos no desenvolvimento social, econômico, turístico e cultural da região Oeste do Paraná.

“Agora, é sair do ponto A para o ponto B”, diz Silva e Luna. Na prática, é fazer a lição de casa, com o acompanhamento e a cobrança do da conclusão de todos os projetos e ações iniciados em 2019. A premissa básica é: “Não desfaçam as malas. Estamos ainda de mudança”. Uma metáfora para reforçar que é preciso se preparar para as transformações que virão.

Segundo o general, a principal proposta desta gestão de itaipu é recuperar e preservar o ideal de grandeza que um dia uniu Brasil e Paraguai para desenvolver um empreendimento binacional gigantesco, que enche de orgulho brasileiros e paraguaios. “Queremos que todos os empregados preservem o sentimento de pertencimento a Itaipu que tão bem nos identifica; queremos que ninguém tenha dúvida sobre a necessidade das mudanças e que todos se sintam motivados e participem com ideias e muito trabalho para alcançarmos os objetivos da empresa”, conclui o general.

Fotos: General e usina (Alexandre Marchetti), Hospital (Nilton Rolin) e obras da ponte (diretoria de Coordenação)

Brasil, Destaques, Educação, Internacional,

10 motivos para escolher a UNILA no Sisu 2020

Biblioteca da UNILA tem duas unidades e um acervo de 80 mil volumes

Começou nesta terça-feira (21) o período de inscrições do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). O SiSU é a porta de entrada para ingresso em várias instituições de ensino superior, entre elas a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), a universidade federal de Foz do Iguaçu que tem vocação internacional.

Até sexta-feira (24), às 23h59, estudantes que fizeram o Enem em 2019 podem inscrever-se diretamente no site do SiSU, https://sisu.mec.gov.br. E se você ainda está na dúvida sobre qual Universidade escolher, apresentamos aqui 10 motivos para você concorrer a uma das 823 vagas da UNILA no SiSU 2020.

  1. Cursos de graduação de qualidade
    Ao optar pela UNILA no SiSU você pode escolher entre 28 cursos de graduação, de várias áreas do conhecimento. E embora a UNILA seja considerada uma instituição nova – completou 10 anos em 2020 – seus cursos de graduação já são reconhecidos pela qualidade. Dos 25 cursos já avaliados pelo Ministério da Educação, 24 receberam notas 4 e 5 (muito bom e excelente). O resultado das avaliações institucionais mostram o compromisso da UNILA com o ensino público, gratuito e de qualidade.
  2. Localização privilegiada
    A UNILA é a universidade federal de Foz do Iguaçu, cidade localizada na Tríplice Fronteira entre o Brasil, o Paraguai e a Argentina, a fronteira mais movimentada do Brasil. Uma das unidades da UNILA é o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), que fica ao lado da Usina de Itaipu, uma gigante da engenharia, considerada a maior hidrelétrica do mundo em produção de energia. A UNILA também é vizinha de um dos últimos locais de conservação da Mata Atlântica: o Parque Nacional do Iguaçu, um dos trechos de vegetação original da ecorregião da Floresta do Alto Paraná, hoje reduzida a menos de 5% de sua área original. Toda essa região é um grande laboratório a céu aberto para projetos de pesquisa e de extensão desenvolvidos por docentes e estudantes.
  3. Vocação internacional
    A UNILA é uma universidade com os pés fincados em Foz do Iguaçu e a mente voltada para a América Latina. Nesse sentido, os cursos são formatados para que os alunos aprofundem seus conhecimentos sobre a história e a realidade latino-americana. Ao formarem-se, o objetivo é que os egressos sejam capazes de contribuir para solucionar os problemas da região em suas áreas de atuação.
  4. Uma Universidade bilíngue onde circulam várias línguas
    Todo estudante da UNILA tem a possibilidade de aprender (pelo menos) um idioma estrangeiro. Durante os primeiros três semestres, os alunos fazem aulas de Espanhol no Ciclo Comum de Estudos, módulo curricular comum a todos os cursos da UNILA. O estudo do idioma Espanhol é obrigatório, porque a Universidade tem a proposta de ser bilíngue e muitas disciplinas são ministradas por docentes hispanofalantes. Mas, além do espanhol, a UNILA possibilita o acesso a vários outros cursos de línguas gratuitamente. O Programa Permanente de Línguas oferta, anualmente, oportunidades de capacitação de idiomas como guarani, inglês, alemão, grego, italiano, entre outras. As vagas são abertas para a comunidade interna (alunos e servidores) e também para a comunidade externa.
  5. Convivência com a diversidade
    A formação na UNILA acontece em um ambiente universitário culturalmente diverso, com a presença de estudantes de mais de 29 países. Atualmente, a instituição tem alunos de todos os países da América Latina e de países como Síria, Rússia, Angola e Congo. A convivência entre várias culturas e nacionalidades enriquece a formação acadêmica e é apontada como um dos principais diferenciais da UNILA.
  6. Mobilidade internacional
    O intercâmbio com outras culturas também acontece por meio da Mobilidade Internacional, que proporciona uma experiência acadêmica enriquecedora para os estudantes da UNILA. A instituição já firmou convênios de intercâmbio com 36 universidades, do continente americano e europeu. A UNILA também integra o Programa Académico de Movilidad Educativa da Unión de Universidades de América Latina y el Caribe (PAME-UDUAL), que dá acesso a mais 80 universidades da América Latina e do Caribe.
  7. Iniciação Científica
    Durante o período do curso de graduação, os estudantes podem participar de programas da UNILA voltados para o aprimoramento científico-acadêmico e o desenvolvimento de novas competências. A Iniciação Científica (IC), por exemplo, tem o objetivo de despertar a vocação científica e tecnológica, descobrindo talentos potenciais entre estudantes de graduação. Ao ser selecionado pelo programa de IC, seja como voluntário ou bolsista, os alunos têm a oportunidade de acompanhar as pesquisas desenvolvidas por professores – muitos deles considerados referência em suas áreas -, escrever artigos e apresentar os resultados das investigações em eventos científicos dentro e fora da Universidade.
  8. Projetos de extensão
    Os alunos também se envolvem nos projetos de extensão, ações destinadas a integrar a UNILA e os diversos segmentos da sociedade de Foz do Iguaçu e da região. Além de contribuírem para o desenvolvimento da comunidade, a extensão é uma forma dos estudantes colocarem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.
  9. Biblioteca latino-americana
    Para promover a difusão do conhecimento e contribuir no ensino, na pesquisa e na extensão, a Universidade conta com a Biblioteca Latino-Americana da UNILA. São duas unidades (PTI e Jardim Universitário), que no total dispõem de um acervo de, aproximadamente, 80 mil volumes entre livros, CDs, DVDs e periódicos. Por meio da Biblioteca, os alunos também têm acesso a várias plataformas online para consulta a livros digitais e normas técnicas.
  10. Pós-graduação
    Desde a graduação, os alunos da UNILA estão em contato com pesquisas e discussões avançadas. Isso permite que, logo após a conclusão do curso, eles continuem a trajetória acadêmica na pós-graduação. Em Foz do Iguaçu, a UNILA é a instituição que concentra o maior número de programas de pós-graduação. São 12 cursos de mestrado e um curso de doutorado, permitindo formação continuada e pesquisas de ponta nas diversas áreas do conhecimento.
Brasil, Curitiba, Estadual, Política,

Mulheres do PSB vão qualificar políticas públicas, afirma Severino Araújo

O presidente do PSB do Paraná, Severino Araújo, disse nesta segunda-feira, 20, que a participação das mulheres nas eleições de outubro vai qualificar as políticas públicas executadas pelas prefeituras no Paraná. “Já temos mulheres em postos chaves na política”.

“São prefeitas, vice-prefeitas, vereadoras, deputadas, secretárias estaduais e secretárias municipais em áreas estratégicas como educação e saúde. No Congresso Nacional, temos uma senadora (Leila Barros-DF) e três deputadas federais”.

“Temos ainda 12 deputadas estaduais e mais de 500 vereadoras, das quais 17 no Paraná. Vamos ampliar a participação das mulheres na política pelo PSB”, disse Araújo.

Com vistas às eleições deste ano, Severino Araújo dará posse a nova diretoria da Comissão das Mulheres do PSB, durante o encontro que acontece nesse sábado (25), em Curitiba, com a presença da secretária nacional, Dora Pires e de deputados estadual e federal que integram a sigla. A assistente social Maria Ezi Cheiran Neta vai comandar o PSB Mulher no Paraná.

O encontro vai reunir também lideranças partidárias de diversos estados para debater temas relacionados a criação de políticas públicas voltadas às mulheres e a importância da participação no processo eleitoral.

“Estamos convidando a sociedade, representantes de todos os segmentos e mulheres de todas as agremiações para prestigiar esse grande encontro e participar do processo de renovação da política”, ressaltou. Severino Araújo enfatizou que as mudanças necessárias só acontecerão quando mais mulheres colocarem seus nomes nas disputas eleitorais e ocuparem seus espaços nesse cenário.

Projetos – Segundo o presidente do PSB do Paraná, a Fundação João Mangabeira (FJM) está mapeando políticas públicas exitosas das gestões do partido em estados e municípios de todo o país. A pesquisa vai resultar em uma cartilha para que gestores possam se informar sobre as ações de sucesso empreendidas nos governos do PSB.

Na primeira fase do levantamento foram identificadas 390 cidades administradas pelo PSB. Após a análise de indicadores e de mapeamento geográfico, a equipe da FJM fez uma seleção e chegou ao número de 200 municípios.

Na terceira fase, pesquisadores fizeram mais uma filtragem e chegaram a 30 cidades. Agora, eles estão visitando cada um desses municípios para fazer relatórios sobre as experiências. Das 30 cidades, 22 já passaram pela análise.

Serviço
Encontro Estadual das Mulheres do PSB do Paraná
Data: 25 de Janeiro (sábado)
Horário: das 9h às 13h
Abertura: Dora Pires, presidente da Secretaria Nacional das Mulheres do PSB
Local: Condor Hotel
Endereço: Avenida Sete de Setembro, 1866 – Centro Curitiba
Inscrições
www.sympla.com.br/mulhernapolitica-encontro-de-mulheres-do-psb-parana__761325

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Turismo,

Temporada de Verão no Blue Park tem praia e muita aventura

Estamos na estação mais quente do ano. O verão chegou de vez e quem conhece sabe que se tem um lugar que ele gosta de passar é na fronteira entre o Brasil, Paraguai e Argentina.

Amigo do calor, o Blue oferece opções imperdíveis aos frequentadores. Além da praia termal com 9 tipos de ondas os visitantes podem testar a coragem e o espírito aventureiro em descidas alucinantes nos toboáguas radicais.

O Twist Tube e o Fast Falls são as grandes atrações inauguradas especialmente para a temporada de verão “Os toboáguas garantem muita aventura, é uma opção de diversão radical. Os equipamentos são de uma empresa canadense especializada nesse tipo de atração.

“Diversão garantida para toda a família. Vemos pessoas de todas as idades descendo e curtindo muito”, disse Elvio Andrade, Diretor Geral do Blue Park.

No Fast Falls a aventura começa de uma plataforma a 17 metros de altura, de onde até 4 pessoas podem partir em toboáguas individuais. A velocidade cresce a cada curva, garantindo a diversão até o final do percurso. Dá até para apostar uma animada corrida com os parentes e amigos.

O Twist Tube é ainda mais radical, imagina só: você fica em pé, dentro de uma cápsula fechada, até que o chão desaparece, fazendo você mergulhar em uma alucinante descida cheia de curvas radicais.
“É uma das estruturas mais modernas em parques brasileiros, o que tornará as férias e o verão no Blue Park ainda mais divertido”, finaliza o diretor.

Toboáguas radicais do Blue Park

Confira a tabela de valores e horários de funcionamento:
Crianças de 1 ano- free
2 a 6 anos- R$ 20,00 (boia cortesia)
7 a 11 anos- R$ 60,00
Adulto- R$ 140,00

Horário de funcionamento:

10h às 18h (durante a alta temporada)

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Justiça,

Apreensões na fronteira ultrapassaram 100 milhões de dólares no ano de 2019

As apreensões de mercadorias e veículos realizadas no ano de 2019 pela Alfândega da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu somaram mais de US$ 108 milhões (aproximadamente R$ 465 milhões), valor que é 36% maior que o registrado no ano anterior, quando as apreensões foram de US$ 79,9 milhões. Operações de longa duração, como a Muralha, Fronteira Integrada e Hórus, tem papel importante nesse resultado.

O valor acima compreende as apreensões realizadas no âmbito de toda a jurisdição desta Alfândega, que se estende desde Foz do Iguaçu/PR até Guaíra/PR, abrangendo toda a região lindeira ao lago de Itaipu (fronteira do Estado do Paraná com o Paraguai).

Com relação à composição das apreensões, os cigarros, os celulares e os eletrônicos representaram, juntos, mais de 66% do total das apreensões registradas no ano de 2019. Em comparação ao ano anterior, as apreensões de celulares aumentaram 57%. O item que merece maior destaque, no entanto, é o cigarro, com aumento de 76% em relação ao ano de 2018.

O cigarro sempre aparece em evidência, porém, em 2019, teve um resultado ainda mais expressivo, o que se deve à participação das apreensões de Guaíra, que bateu recorde ano passado.

Outro item que merece destaque é a apreensão de veículos, com aumento de 83% em relação ao ano anterior.

Durante o ano de 2019 foram realizadas aproximadamente 1.400 operações de repressão aos ilícitos aduaneiros no âmbito da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu, em praticamente todos os municípios situados na área de sua atuação. Grande parte desses trabalhos foi realizado de forma conjunta com órgãos parceiros que atuam no combate aos crimes de contratando e descaminho e tráfico de drogas e armas.

Vale destacar que esses números englobam também as mercadorias recebidas de outras instituições parceiras que atuam no combate ao contrabando e descaminho nesta região fronteiriça, tais como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Forças Armadas.

Foram, ainda, realizadas, no ano de 2019, pelas equipes operacionais da Receita Federal que atuam na região de Foz do Iguaçu, 55 prisões em flagrante por contrabando, descaminho, tráfico de drogas, medicamentos, armas e munições.

Guaíra se destaca no cenário nacional no combate ao contrabando

No ano de 2019 a cidade de Guaíra se destacou pelo combate ao contrabando e descaminho, a Inspetoria da Receita Federal do Brasil já contabilizou mais de 200 milhões de reais em apreensões de mercadorias e veículos referentes ao período, representando um aumento de mais de 70% quando comparado ao ano anterior. O resultado de apreensões está entre os maiores do Brasil em cidades de fronteira.

O item mais apreendido é o cigarro produzido no Paraguai, produto que tem importação comercial proibida por não ser certificado pelos órgãos anuentes de produtos para consumo. A Inspetoria de Guaíra foi responsável por 67% de todo o cigarro apreendido pela jurisdição de Foz do Iguaçu em 2019.

Os resultados expressivos podem ser atribuídos ao trabalho conjunto de diversas instituições que atuam no combate aos crimes transfronteriços, com destaque às operações Muralha e Hórus. A integração promove sinergia, coordenação, orientação e aprimoramento dos agentes, além de troca de informações.

Brasil, Cultura, Destaques, Internacional, Turismo,

Ano Novo Chinês traz espetáculos inéditos a Foz do Iguaçu

Celebração, com apoio oficial da Embaixada da China no Brasil, busca estreitar os laços de amizade, culturais e turísticos com os chineses

Pela primeira vez, Foz do Iguaçu vai receber as celebrações do Feliz Ano Novo Chinês. O evento, com apresentação da Companhia Artística e Cultural da Província de Henan, ocorrerá em duas datas: no dia 24 de janeiro, no Parque Nacional do Iguaçu, onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu, para convidados e imprensa, e no dia 25, a partir das 19h, na Praça da Paz, com entrada gratuita.

A passagem do Ano Novo em Foz do Iguaçu é uma parceria entre a Embaixada da República Popular da China, Consulado-Geral da China no Brasil, Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, Fundação Cultural e Itaipu Binacional, com apoio do Fundo Iguaçu, Visit Iguassu, ICMBio e Cataratas do Iguaçu S/A. Além de Foz do Iguaçu, a celebração acontecerá também em São Paulo (SP), Brasília, Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR) e Recife (PE).

O espetáculo da Companhia Artística e Cultural da Província de Henan será dividido em duas partes: apresentação de artes marciais dos monges guerreiros do Templo Shaolin e show de dança e música folclóricas chinesas da Companhia de Música e Dança de Zhengzhou.

AQUI para ler mais no site da AMN

Brasil, Curitiba, Economia, Estadual, Turismo,

Grupo Taj prepara nova unidade em Curitiba

O Grupo Taj iniciou, na noite desta segunda-feira (20), os preparativos para a inauguração de sua nova unidade em Curitiba, prevista para a próxima semana.

O estabelecimento, no Shopping Müller, irá se soma ao tradicional bar temático no bairro Batel e as unidades de Foz do Iguaçu e Balneário Camboriú (SC) e Assunção, no Paraguai.

Na foto acima, o sócio do Taj, Gustavo Ferreira e o diretor do grupo Gustavo Todeschini, ladeando o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo. À direita o vice-presidente financeiro da entidade, Gustavo Grassi.

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu,

Carro do “De Volta para o Futuro” recarrega as energias na usina de Itaipu. Veja fotos!

Modelo caracterizado como no filme de 1985 esteve na usina para gravações de divulgação de novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu

Os turistas que passaram pela pista ao lado dos condutos forçados, neste domingo (19), foram surpreendidos com a presença de um DeLorean DMC-12, caracterizado exatamente como a “máquina do tempo” usada por Marty McFly (Michael J. Fox) no filme “De Volta para o Futuro”, de 1985.

O modelo esteve na usina para gravações de divulgação do Movie Cars Entertainment, novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu, com previsão de abertura ainda neste primeiro semestre, na Rodovia das Cataratas. Será um parque temático que reunirá duas paixões: carros e cinema.

A passagem do DeLorean pela maior geradora de energia do planeta não é por acaso.

No filme, o cientista Emmett Brown (Christopher Lloyd) descobre um jeito de fazer o carro viajar no tempo canalizando 1,21 GW de energia para um “capacitor de fluxo”.

Na Itaipu, com 14 GW de potência instalada, essa aventura teria sido mais tranquila.

O diretor Jin Petrycoski, da Movie Cars, disse que o DeLorean que visitou Itaipu é o único da América Latina com o kit completo do filme dirigido por Robert Zemeckis.

No painel, o carro tem a assinatura do ator Christopher Lloyd, que interpretou doutor Brown.

Fotos: Lúcio Horta

Brasil, Destaques, Economia, Educação, Meio Ambiente,

IFPR de Foz do Iguaçu oferta 32 vagas em Sorteio Público para o curso de Engenharia de Aquicultura

O Instituto Federal do Paraná (IFPR) – Campus Foz do Iguaçu realizará, no dia 10 de fevereiro, às 19 horas, um Sorteio Público para preenchimento de 32 vagas remanescentes do curso gratuito de Bacharelado em Engenharia de Aquicultura.

Qualquer pessoa, mesmo que não tenha participado do Processo Seletivo IFPR 2019/2020, poderá concorrer a uma vaga, desde que sejam atendidas as exigências previstas no Edital 01/2020 (disponível AQUI) .

Os interessados menores de 18 anos deverão estar acompanhados de seus pais ou de seus responsáveis.

O curso de Engenharia de Aquicultura do IFPR é ofertado em período integral e tem duração de cinco anos.

Foi criado para atender a uma demanda regional e nacional por profissionais capacitados para atuar na área da Aquicultura – ciência que estuda e desenvolve técnicas de cultivo, manejo e reprodução de organismos aquáticos, como peixes (Piscicultura); camarões (Carcinicultura); rãs (Ranicultura);

Moluscos: ostras e mexilhões (Malacocultura); algas e até tartarugas e jacarés. Um dos objetivos da Aquicultura é garantir produtos para o consumo com maior controle, regularidade e sustentabilidade.

Para participar do sorteio, cada candidato, portando seu RG, preencherá uma ficha de inscrição numerada.

Caso seja sorteado, deverá apresentar originais e cópias dos seguintes documentos: Cédula de Identidade (RG) ou passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia); Registro Nacional de Estrangeiro – RNE (para estrangeiros); CPF ou documento oficial que contenha o número do CPF ;

Certidão de Nascimento ou de Casamento; via impressa da Certidão de Quitação Eleitoral (para maiores de 16 anos que já possuam título eleitoral); Comprovante de Quitação com o Serviço Militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos);

Comprovante de residência (preferencialmente fatura de energia elétrica ou, na falta desta, água ou telefone); 1 foto 3×4 colorida recente; Declaração de Conclusão de Curso ou Histórico Escolar do Ensino Médio ou equivalente.

SERVIÇO:
SORTEIO PÚBLICO – CAMPUS FOZ DO IGUAÇU – Edital 01/2020
Local: Saguão do Bloco Administrativo do Campus do IFPR Campus Foz do Iguaçu. Avenida Araucária, 780.
Data: 10/02/2020 – Segunda-feira
Horário: 19 horas
Informações: secretaria.foz@ifpr.edu.br