Browsing Category

Brasil

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu,

Mudança de foco: PTI terá importante papel na atualização tecnológica da usina de Itaipu

Em sua primeira visita ao Parque, o diretor-geral brasileiro, general Silva e Luna, afirmou que participação do PTI no processo será intensificada

A partir de agora, um dos principais focos do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) será dar sustentabilidade para a operação da usina de Itaipu por meio de projetos de automação, inovação e tecnologia. Com isso, o PTI deverá ter um importante papel no processo de atualização tecnológica da usina, que já está em andamento e deverá ser concluído nos próximos 14 anos. A afirmação foi feita pelo diretor-geral brasileiro da binacional, general Joaquim Silva e Luna, durante visita ao PTI na manhã desta terça-feira (25).

O PTI, administrado pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu, é o mais importante centro de pesquisa em tecnologia e inovação ligado à usina de Itaipu.

Essa foi a primeira vez que o general, que está há quatro meses no cargo, esteve no parque. Ali ele conheceu projetos de segurança cibernética, automação e simulação de sistemas elétricos e segurança de barragens – todos voltados ao atendimento de demandas da Itaipu e também de outras usinas. Para o diretor, foi uma “surpresa agradável” perceber que essas iniciativas estão 100% alinhadas com a hidrelétrica, maior produtora de energia elétrica limpa e renovável do planeta e também mantenedora do PTI.

Silva e Luna foi recebido pelo diretor administrativo-financeiro e diretor superintendente interino do PTI, Flaviano da Costa Masnik, e pelo diretor técnico, Rafael José Deitos, ambos empregados de carreira de Itaipu. A valorização de funcionários da casa faz parte da política de valorização de pratas da casa pelo general Silva e Luna.

Os dois fizeram uma breve apresentação sobre a linha de atuação do parque, que deverá estar cada vez mais focada nas necessidades de atendimento da missão ampliada de Itaipu. Em seguida, ele conheceu o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb), o Centro de Estudos Avançados em Proteção de Estruturas Estratégicas (Ceape²), o Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse) e o Laboratório Vivo de Cidades Inteligentes.

De acordo com o general, o PTI deverá estar diretamente envolvido no processo de atualização tecnológica pelo qual a Itaipu vai passar nos próximos anos, exatamente pela sua característica de vanguarda em pesquisa e inovação, que será reforçada. Segundo ele, o parque já participava do processo, mas agora as ações serão intensificadas. “A atualização tecnológica da usina é um grande desafio e a participação do PTI nesse processo como um todo será elevadíssima”, afirmou.

Para isso, será necessária uma integração maior ainda entre o parque e sua instituição mantenedora, que é a Itaipu. A usina apresentará suas necessidades para ver as possibilidades de o centro de pesquisa em tecnologia e inovação poder atendê-las. “É uma operação ganha-ganha, um círculo virtuoso, literalmente. Cada vez haverá mais ganhos provenientes da tecnologia, desenvolvimento e inovação a proveito da Itaipu. E é isso o que queremos”, ressaltou o general.

O atendimento a essas demandas prioritárias da binacional vai direcionar o foco da atuação do parque, que terá como diretriz fornecer subsídios para a sustentabilidade da hidrelétrica tanto na parte hídrica quanto elétrica para assegurar a continuidade dos bons resultados da usina na geração e produtividade de energia. Com mais de 2,6 bilhões de megawatts-hora de energia acumulada em 35 anos de operação, Itaipu é recordista de produção mundial de energia.

Fonte: Assessoria

Fotos: Kiko Sierich

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu, Turismo,

Itaipu recebe visitação recorde no feriadão de Corpus Christi

Com mais de 11,5 mil visitantes, o movimento turístico de Itaipu durante o feriado prolongado de Corpus Christi foi o maior deste período e o segundo melhor resultado do ano, atrás somente do Carnaval, quando 15,9 mil pessoas visitaram a usina.

De quinta-feira (20) a domingo (23) passaram pelo Complexo Turístico Itaipu (CTI) 11.528 pessoas, 2,1% acima da expectativa (11.279 visitantes). O dia de maior movimento foi o sábado (22), com 4.321 turistas. Os números são do CTI, responsável pelas visitas turísticas com entrada pela margem brasileira da usina.

A visitação no feriado de Corpus Christi de 2019 foi 7,32% maior em comparação com o mesmo período de 2017. O ano de 2018 não foi considerado em função da greve dos caminhoneiros, que aconteceu na mesma época e comprometeu o fluxo de turistas.

Desta vez, os visitantes que aproveitaram os dias de folga para passear na usina puderam escolher entre os atrativos Itaipu Panorâmica, que possibilita uma visão externa de umas maiores obras da engenharia do mundo; Itaipu Iluminada; Refúgio Biológico; Ecomuseu; Polo Astronômico. O CTI também oferece a exposição Itaipu Natureza, instalada até julho no Shopping JL Cataratas, em Foz do Iguaçu.

O próximo feriado prolongado do ano será em 15 de novembro, mas terá um dia a menos – de sexta-feira (15) a domingo (17).

O resultado de agora aproxima ainda mais Itaipu de um novo recorde histórico anual de visitação. Nos cinco primeiros meses de 2019, Itaipu recebeu 263.409 turistas, diante dos 244.443 visitantes em 2018.

Ao longo do ano passado, a binacional recebeu 1.024.549 pessoas, todas as modalidades de visitação (turística e institucional) e nas duas margens (brasileira e paraguaia).

Brasil, Economia, Política,

Rodrigo Maia: Expectativa é que relatório da reforma da Previdência seja votada nesta semana

Semana decisiva para o governo, com a votação do relatório da reforma da Previdência (PEC 6/2019) na Câmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) começa a segunda-feira com uma tropa de choque em seu gabinete.

O relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP), pode apresentar nesta semana um voto complementar. Segundo a colunista do G1 Andréia Sadi, a expectativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é que a proposta seja votada na comissão especial também nesta semana. O presidente Jair Bolsonaro já disse que, se atrasar a votação em uma semana, “não tem problema”.

Brasil, Destaques, Economia, Turismo,

Passagens de Curitiba para Foz do Iguaçu a partir de R$ 239 nas férias de julho. Veja as datas disponíveis!

Excelente oportunidade de visitar as incríveis Cataratas do Iguaçu! Encontramos passagens aéreas para Foz do Iguaçu a partir de apenas R$ 239 ida e volta, com as taxas inclusas saindo de várias cidades brasileiras! O melhor é que há muitas datas nas férias de julho, quando é raro ter esse tipo de tarifa.

O menor valor é de voos saindo de Curitiba, mas tem passagens com origem em São Paulo por R$ 299 nas férias de julho, ou do Rio de Janeiro e mais cidades a partir de apenas R$ 303 ida e volta, taxas incluídas! As informações são do Melhores Destinos.

Agende sua viagem no Site

Brasil, Destaques, Geral, Internacional,

Hospital Municipal de Foz do Iguaçu recebe comitiva chinesa

A comitiva chinesa da Província de Henan esteve na tarde desta quarta-feira, 19, visitando o Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL), onde foi recepcionada pelo diretor-presidente Sergio Fabriz, o diretor Técnico, Fábio Marques, o diretor Administrativo, Nailton da Silva e a coordenadora de enfermagem da instituição, Mariana Fachine.

O encontro foi intermediado pelo diretor de Assuntos Internacionais de Foz do Iguaçu, Jihad Abu Ali.

Após as apresentações, Fabriz fez uma explanação sobre o Hospital, relatando dados e processos assistenciais; o projeto da instituição em tornar-se Hospital de Ensino; a ampliação do número de cirurgias e internamentos assim como a importância da instituição na região da Tríplice Fronteira.

Representando a comitiva chinesa, o diretor da Comissão de Saúde, Kan Quancheng, disse aos anfitriões que o Hospital da Província de Henan é considerado um dos maiores da China, com mais de dois mil médicos em mais de 60 especialidades.

Salientou também que os hospitais públicos da China ainda são melhores do que os privados, e não são 100% SUS: 75% mantidos pelo governo e 25% pelos usuários.

“Os hospitais chineses, referência em saúde pública, investem muito na formação acadêmica dos seus profissionais, com o objetivo da troca de experiência, serviço e aprendizado”, salientou o diretor-presidente do HMPGL.

Fabriz pontuou que o bom relacionamento entre os dois países, poderá trazer oportunidades de futuras parcerias.

Já o diretor de Assuntos Internacionais, Jihad Abu Ali, falou da importância da parceria e cooperação com Henan.. “Estamos nos comprometendo a encaminhar um pedido formal de cooperação e irmanação, para proporcionar um intercâmbio de conhecimento cientifico”, afirmou.

Henan

A Província de Henan é uma das mais importantes da China. Com quase 100 milhões de habitantes, destaca-se pela indústria de manufaturados e pela produção mineral, principalmente ouro e alumínio.

Terminada a reunião, o grupo fez a troca de presentes e seguiram para conhecer os setores assistenciais do Hospital Municipal Padre Germano Lauck.

Brasil, Destaques, Economia, Geral, Turismo,

Veto a gratuidade de bagagem traz boa perspectiva de novos voos no aeroporto de Foz do Iguaçu

Companhia área de baixo custo, que inicia em julho operações em Puerto Iguazú, tem interesse em operar voos em Foz do Iguaçu

O veto do presidente Jair Bolsonaro, a gratuidade de bagagem em voos domésticos prevista na Medida Provisória 863/18 aprovada pela Câmara e Senado, animou o trade turístico de Foz do Iguaçu. A liberação para transporte de bagagens até 23 quilos, era visto com temor pelas companhias aéreas de baixo custo, as low cost.

O texto com ajuste, divulgado na segunda-feira (17), autoriza a participação de até 100% de capital estrangeiros em empresas do setor com sede no país. As informações são de Ronildo Pimentel, no Gazeta Diário.

A medida, na avaliação do vice-presidente da Associação Brasileiras das Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Felipe Gonzalez, será muito boa para todo o Brasil.

Foz do Iguaçu, como destino turístico, irá sentir de “imediato”, um impacto positivo. “Tem que considerar que somos trinacional onde três aeroportos servem a região”, analisou.

Na avaliação de Gonzalez (foto acima), os incentivos as companhias aéreas é a “solução” para destinos como o nosso.

“Destinos que ainda não estão caracterizados operacionalmente como ‘hub’ (qu recebe muitos voos). As companhias Low Cost auxiliam grandemente para reduzir o preço do bilhete aéreo para o destino”, afirma o agente de viagem.

“Também estimula a concorrência como foi o caso da Web Jet, que em 2008/2009, operou com seis voos diretos desde os principais aeroportos, estimulando a concorrência e ampliando o número de voos para o destino”, lembrou.

De acordo com Gonzalez, a liberação do capital estrangeiro para companhia aérea em solo brasileiro, também será benéfica para o setor. “Isso estimulará investimentos e capacitará as companhias brasileiras e o mercado poderá ser mais competitivo”, completou.

Incentivo
O diretor de Promoção, Marketing e Eventos do Turismo da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Washington Sena, também afirma que as medidas adotadas pelo governo federal irão impactar positivamente no setor do turismo em Foz do Iguaçu.

“Isso porque já temos negociações em andamento e, se mantivesse a gratuidade, as low costs perderiam o interesse”, disse.

Sena informou que o secretário Gilmar Piolla esteve no Chile esta semana, negociando com as companhias aéreas Latam e JetSmart. A segunda atua no segmento de baixo custo e anunciou para julho operações de voos de Puerto Iguazú até Buenos Aires e Salta, na Argentina, com tarifas a partir de R$ 50,00.

“A JetSmart tem interesse em montar uma operação em Foz do Iguaçu. Se não caísse a gratuidade das bagagens, poderia perder o interesse”, completou.

Procedimento
O veto de Bolsonaro à volta do despacho gratuito de bagagens nas aeronaves gerou controvérsia durante o debate no Congresso Nacional. Pela regra vetada, a gratuidade valeria para bagagem de até 23 quilos em aviões com capacidade acima de 31 lugares, nos voos domésticos.

Com o veto, as empresas aéreas poderão voltar a cobrar pelas bagagens despachadas, ficando os passageiros isentos apenas de bagagens de mão até 10 quilos. O Congresso Nacional, em sessão conjunta de Câmara e Senado, poderá manter ou derrubar o veto presidencial quando vier a analisá-lo. Ainda não há previsão de quando essa matéria será votada.

Brasil, Destaques, Economia, Política,

Termina dia 28 de junho o prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep

Termina no dia 28 de junho o prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou em 2017. O valor varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado naquele ano. Quem não fizer o saque perderá o direito ao benefício. As informações são da UOL.

Até a última sexta-feira (14), mais de 2,2 milhões de pessoas que têm direito ainda não haviam sacado o dinheiro, que totaliza R$ 6,5 bilhões, de acordo com o ministério da Economia.

Leia abaixo quem tem direito ao abono e o que fazer para receber o dinheiro. 

Quem tem direito a sacar o abono? 
Quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017 
Ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês 
Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos 
É preciso que a empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo.

Como saber se tenho direito? 
Para saber se tem direito ao abono salarial, é possível fazer a consulta das seguintes maneiras:

PIS (trabalhador de empresa privada): 
no Aplicativo Caixa Trabalhador 
no site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS), clique em “Consultar pagamento” 
Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Pasep (servidor público): 
Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Quanto é pago? 
O valor pago é de até um salário mínimo (R$ 998 em 2019) e varia de acordo com o tempo que a pessoa trabalhou. Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do salário mínimo. 

Segundo o Ministério da Economia, os valores são arredondados para cima. Quem trabalhou por um mês, por exemplo, teria direito a R$ 83,17 de abono. Com o arredondamento, o trabalhador recebe R$ 84.

Onde é feito o saque? 
Funcionários de empresa privada, com Cartão Cidadão e senha cadastrada: o saque pode ser feito em caixas eletrônicos da Caixa ou em lotéricas 

Não tem o Cartão Cidadão? O saque é feito em uma agência da Caixa, com documento de identificação 

É correntista individual da Caixa? O abono é depositado diretamente na conta, caso haja saldo acima de R$ 1 e movimentação 

É servidor público? O saque é feito nas agências do Banco do Brasil, com documento de identificação. Servidores correntistas do banco recebem o dinheiro diretamente na conta. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone do BB: 0800 729 0001.

Brasil, Cultura, Destaques, Educação, Geral, Internacional,

UFPR figura no ranking com a 15ª maior nota entre as universidades brasileiras

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) subiu da 36ª para a 26ª posição na edição de 2019 do Latin America University Rankings, realizado pela Times Higher Education (THE), revista inglesa especializada em ensino superior que também edita o THE World University Rankings.

A UFPR figura no ranking com a 15ª maior nota entre as universidades brasileiras. Também é a 13ª melhor entre as instituições públicas. Assim, a UFPR manteve a posição de melhor entre as instituições do Paraná que aparecem no ranking.

Segundo a lista, divulgada nesta terça-feira (18), a nota geral da UFPR subiu de 59.4 em 2018 para 66.8 em 2019. Contribuiu para esse crescimento principalmente a nota relativa ao ensino, que, segundo a publicação, considera aspectos do ambiente pedagógico, entre os quais reputação e proporção de professores doutores. Nesse quesito, a nota da UFPR passou de 68.0 em 2018 para 84.8 em 2019.

O segundo critério em que a UFPR teve mais crescimento foi o de pesquisa — de 76.2 para 80.4. Segundo a THE, nesse campo são levantados questões como o volume, o financiamento e a reputação das pesquisas desenvolvidas pela instituição.

A produtividade é medida por meio das publicações indexadas na base mundial Scopus, da editora Elsevier, que é parceira da publicação. Já a reputação é levantada entre a comunidade científica por meio de um survey anual, o Academic Reputation Survey.

Inovação e internacionalização

Também houve incremento na nota do conceito que avalia a transferência de conhecimento entre a instituição e a indústria (“industry income”). Nesse caso, a nota subiu de 35,3 para 39.

De acordo com a THE, o critério é diretamente vinculado à inovação, uma vez que leva em conta a capacidade de a instituição ajudar o mercado com inovações, invenções e consultoria. Essa avaliação inclui o grau da aposta do mercado na instituição, que é medido pela proporção de financiamento.

A UFPR também evoluiu no item relacionado à internacionalização (“international outlook”). O item abrange ensino e pesquisa, uma vez que considera o apelo da instituição entre estudantes estrangeiros (perspectiva internacional e proporção de estudantes e pessoa internacional) e o nível de colaboração entre cientistas estrangeiros, medido pelas coautorias em publicações. Nesse quesito, a nota da UFPR subiu de 26.0 para 26.4.

Brasil
No Latin America University Rankings 2019, são brasileiras seis das dez universidades com maiores notas gerais. Dessas, cinco são universidades públicas: Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (Unicamp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade do Estado de São Paulo (Unesp).

Sobre o ranking
De acordo com a THE, o Latin America University Rankings 2019 avalia as melhores universidades da região da América Latina e do Caribe. Em 2019, foram avaliadas 150 universidades em 12 países, número superior ao do ano anterior (129 instituições).

A publicação informa que são verificados os mesmos indicadores de desempenho do THE World University Rankings, mas com “pesos diferentes para refletir as características das universidades da América Latina”. As universidades são avaliadas dentro do que a revista considera ser “as missões” dessas instituições: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectiva internacional.

Brasil, Cultura, Geral,

Conheça o BMatch: o aplicativo de relacionamento nacional que será lançado por um iguaçuense

Cerca de 124 milhões de pessoas utilizam aplicativos de relacionamentos no Brasil. A praticidade que essas plataformas proporcionam é o que tem atraído e conquistado cada vez mais adeptos dos apps na busca do date perfeito.

No entanto, é preciso ficar atento com a segurança desses aplicativos, pois, infelizmente existem usuários mal-intencionados, que criam perfis fakes e geram medo e insatisfação com as tradicionais plataformas.

Rafael Law, natural de Foz do Iguaçu, percebeu a dificuldade que era encontrar um aplicativo de relacionamento seguro e de confiança. Afinal, a maioria dos apps não tem uma política rígida sobre a proteção e veracidade dos usuários. Além disso, a maioria deles é voltada apenas para o lado casual.

Com isso, ele viu uma oportunidade de criar algo inovador e seguro, pensando principalmente no público feminino e LGBTS. “A segurança é um dos principais diferenciais do aplicativo. Conversando com amigas mulheres e amigos LGBTS, percebi que isso era um ponto muito importante para eles. Muitos ficavam receosos, pois não sabiam se estavam realmente falando com a pessoa da foto ou se era algum perfil fake” comenta Rafael.

AQUI para ler o restante do artigo

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Em 100 dias no cargo, general da Itaipu já economizou o suficiente para pagar quase a metade da 2ª Ponte

As medidas de austeridade adotadas pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, já resultam numa economia de R$ 163 milhões para os cofres da binacional, empresa pública mantida pelo Brasil e pelo Paraguai.

O valor economizado equivale à metade dos recursos destinados à construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que deve custar R$ 323 milhões (apenas a ponte, sem considerar a perimetral que vai conectá-la à BR-277, em Foz do Iguaçu).

O balanço é referente a 100 dias de sua gestão à frente da margem esquerda da usina, completados nesta quarta-feira, 5 de junho.

Nessa conta não entram estimativas futuras de redução de outros gastos que ocorrerão com o enxugamento do escritório de Itaipu em Curitiba e, consequentemente, a transferência de quase 150 empregados para Foz do Iguaçu, centro de comando da usina. O processo de migração começa em julho e se estende até janeiro de 2020. Itaipu manterá na capital paranaense apenas uma unidade de representação, a exemplo de Brasília (DF).

Só com o cancelamento da reforma prevista para o Edifício Parigot de Souza, sede do escritório de Curitiba, a economia passa de R$ 4,1 milhões. Com a redução de passagens aéreas e diárias de empregados que se locomoviam entre Foz do Iguaçu e Curitiba, nos primeiros cinco meses do ano e em comparação ao mesmo período de 2018, foram economizados R$ 2,3 milhões.

Mas a redução de gastos mais significativa foi no orçamento referente a convênios. Entre cortes de convênios e desonerações, tanto em convênios atuais como os que seriam pagos ao longo dos anos. foram poupados R$ 140 milhões. Na concessão de patrocínios o corte foi de R$ 17 milhões.