Browsing Category

Brasil

Brasil, Destaques, Estadual, Política,

Motivos para ficar de olho em Brasília, CPI da JMK tem nova rodada de interrogatórios. Veja na CabezaNEWS

Para ficar de olho A Gazeta do Povo fez um apanhado do que rolou no primeiro semestre e o que pode rolar no segundo semestre em Brasília. O alerta é para os paranaenses ficarem de olho. “O Paraná fechou o primeiro semestre de 2019 tendo conseguido resolver algumas pendências do estado em Brasília. O principal avanço foi em relação ao acordo da União com o governo do estado sobre a nova licitação das rodovias do Anel de Integração”, informa o jornal.

Olho II Os temas listados, que envolvem o Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal e Palácio do Planalto, não foram resolvidos e ficaram, se tudo der certo, para agora.

Olho III A relação inclui a Reforma da Previdência, que deve render ainda no Senado; O pagamento das compensações relativas às perdas de receitas ocasionadas pela Lei Kandir; Na área de infraestrutura estão, além do acordo para nova licitação do Anel de Integração, as concessões de aeroportos arquitetadas ainda no governo de Michel Temer e avançaram em outros aspectos, como a ampliação da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu.

Vem cá! A CPI da JMK realiza nesta quarta (14), a partir das 9h, mais uma sessão de interrogatórios. Desta vez, segundo o presidente, Soldado Fruet, serão ouvidos três ex-diretores do Departamento de Gestão de Transporte Oficial (DETO), responsável pela frota do Governo do Estado. Entre os intimados estão Ernani Augusto Delicato e João Maria dos Santos, além do atual titular do cargo, Marco Antônio Ramos.

Homenagem O arquiteto e urbanista Jaime Lerner, responsável pelo projeto da Orla do Guaíba Moacyr Scliar em Porto Alegre (RS), recebeu sexta (9), o Troféu Câmara Municipal, proposto pelo vereador Valter Nagelstein (MDB) que destacou o fato de o parlamento se enfeitar para receber o homenageado, considerado um dos principais homens públicos do Brasil.

Mercado … Em 4 anos, 10,5 milhões de trabalhadores estarão inseridos ao mercado tecnológico. É o que aponta levantamento feito pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) sobre as profissões ligadas à tecnologia, nos próximos cinco anos.

… tecnológico No período, ocupações que têm a tecnologia como base não só motivarão a abertura de novos postos de trabalho como exigirão a requalificação de parte da mão de obra hoje disponível.

Punk Conta o Blog do Tupan que o número elevado de pré-candidatos em Curitiba é sinal de que a eleição de 2020 será a mais punk da história, com previsões de denúncias em piscina de hotel, em sauna, em conversa de bastidor e com aliado. “Com depoimentos para chocar o eleitor desavisado e provocar uma onda de mudança”, diz.

Punk II Alguns pré-candidatos já estão levantando a vida dos favoritos à prefeitura da capital paranaense e pelo menos um calouro da disputa, se diz chocado com o que descobriu com uma simples varredura entre amigos em comum. Será que apenas Curitiba será privilegiada com uma campanha punk?

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu,

Centro Integrado de Operações de Fronteira em Foz deve ser instalado do PTI

Foz do Iguaçu deverá sediar, em breve, um Centro Integrado de Operações de Fronteira – iniciativa idealizada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O Centro Integrado vai reunir autoridades de diversos órgãos em um espaço único, onde a informação será compartilhada.

As instituições que integram o projeto são a Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Secretaria Nacional de Segurança Pública; Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça; Departamento Penitenciário Nacional; Secretaria de Operações Integradas; e Assessoria Especial de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça.

Na última quarta-feira (7), a equipe da Assessoria de Informações da Itaipu acompanhou uma comitiva do Ministério da Justiça que veio a Foz do Iguaçu para avaliar prováveis locais para instalação deste Centro.

A Itaipu e o Parque Tecnológico Itaipu apoiarão a implantação deste Centro, que deve ser inaugurado em dezembro de 2019, com sede nas instalações do PTI.

“Ainda não foi definido o local específico, mas a Itaipu está por firmar um convênio com o Parque para que a área seja cedida ao ministério”, explicou o coronel Francisco Ronald Rocha Fernandes, chefe da Assessoria de Informações da Itaipu.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Itaipu atingiu em julho maior produtividade da história em um mês

Nunca a água foi tão bem aproveitada para a geração de energia na usina binacional como no último mês

Itaipu, além de ser a usina que mais gera energia no mundo, acaba de registrar também a sua mais alta taxa de produtividade – a relação direta entre a produção de energia e a água que passa pelas turbinas.

Nunca a hidrelétrica aproveitou tão bem a água disponível em seu reservatório como em julho de 2019, quando atingiu a melhor produtividade em toda a sua história, num só mês, com 1,100 megawatts médios por metro cúbico de água por segundo (MWmed/m³/s). O recorde anterior, de 1,098 MWmed/m³/s, era de julho de 2018.

Praticamente não houve desperdício de água. Dois fatores foram preponderantes nesse resultado. A elevação da queda bruta de água, causada pela diminuição do nível do canal de fuga, em função da menor afluência (menos água chegando ao reservatório), favorece o aproveitamento de cada metro cúbico de matéria-prima em megawatt. Em outras palavras, a elevação da queda d´água também favorece o rendimento.

Este fator isolado, no entanto, não teria grande impacto não fosse a capacidade de trabalho integrado de todas as superintendências da Diretoria Técnica da Itaipu – Engenharia, Obras, Operação e Manutenção – aliada à relação sempre próxima com o Operador Nacional do Sistema (ONS), Ande e Eletrobras no gerenciamento adequado de todas as diversas variáveis envolvidas no processo de geração de energia. Entre elas, demanda, estoque de água e disponibilidade das máquinas e da transmissão, por exemplo.

Nos últimos anos a Itaipu vem melhorando também a sua faixa de operação, com perdas quase zero em relação ao máximo possível, ajustando inclusive as oportunidades de produção entre os setores de 50Hz e 60Hz, adequando a quantidade de unidades geradoras ao nível de produção.

Segundo o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, o novo recorde demonstra que Itaipu está trabalhando incessantemente para melhorar todos os seus índices, graças aos esforços de uma equipe comprometida, formada por brasileiros e paraguaios. “Nenhuma empresa se estabelece na liderança achando que não precisa evoluir mais, sem buscar melhorias contínuas”, afirma. “A quebra do próprio recorde de produtividade mostra que a Itaipu, mesmo na condição de maior geradora de energia de planeta, faz jus à condição de líder mundial.”

Para o diretor técnico executivo, Celso Torino, o resultado reflete a maturidade e qualidade do corpo técnico da usina. “É um trabalho contínuo, binacional e de parceria em prol da segurança da usina e da otimização de sua produção”.

Produtividade crescente

O recorde anterior, de julho do ano passado, foi obtido 28 anos depois da melhor marca até então, registrada em setembro de 1991, com 1,087 MWmed/m³/s – superada sucessivamente em maio, junho e julho do ano passado.

No acumulado parcial, 2019 também está sendo o melhor ano do histórico. Até julho, a produtividade acumulada era de 1,072 MWmed/m³/s. A melhor marca anual registrada ocorreu em 1986, com 1,060 MWmed/m³/s, seguida de 2004, com 1,052 MWmed/m³/s. Em 2018, a produtividade foi de 1,036 MWmed/m³/s.

Fotos: Caio Coronel e Rubens Fraulini

Brasil, Destaques, Economia, Política,

Reforma tributária pode tirar R$ 160 milhões por ano de Foz do Iguaçu

Prefeitos de todo Brasil preocupados com mudanças, preparam Marcha à Brasília

O projeto de reforma tributária do presidente Jair Bolsonaro, que deve chegar em outubro no Plenário da Câmara dos Deputados, tira de Foz do Iguaçu aproximadamente R$ 160 milhões por ano.

Isso vai acontecer com o fim do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), afirmou o prefeito Chico Brasileiro. As informações são de Ronildo Pimentel, na Gazeta Diário.

As mudanças no sistema de distribuição de tributos tem preocupado prefeitos de todo Brasil, que estão organizando mobilização em Brasília durante esta semana. A plenária será para discutir o projeto de reforma. De acordo com o texto, além do ICMS e ISS (que são tributos estaduais e municipais), outros três serão unificados em um só – IPI, PIS e Cofins, que são federais.

A arrecadação neste caso, como estima a proposta, será centralizada em Brasília e redistribuída per capita, ou seja, por habitantes de cada município. “Dinheiro que sai do município e vai pra capital, nunca volta como deve voltar” advertiu o prefeito Chico Brasileiro, em entrevista à Rádio Cultura.

Nas contas do prefeito, com a unificação dos impostos, Foz do Iguaçu perderia do seu orçamento aproximadamente R$ 40 milhões por ano só de ICMS e R$ 120 milhões anuais de ISS. O texto da reforma tributária já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Consumo
Todos os impostos incidem sobre o consumo. No lugar, será criado o IBS (Imposto sobre Operações com Bens e Serviços), de competência de municípios, estados e União, além de outro imposto, sobre bens e serviços específicos, esse de competência apenas federal. O tempo de transição previsto é de dez anos.

A previsão é de que o texto seja encaminhado em outubro para a aprovação em plenário. “Este projeto de reforma tributária pode quebrar o município, é extremamente danoso para municípios do porte de Foz do Iguaçu” alertou Chico Brasileiro. O ISS, reforçou o prefeito, “é a segunda maior fonte e receita do município (R$ 120 milhões ao ano)”.

Poucas indústrias
Chico Brasileiro também chama a atenção para o fato de que o município pode ser ainda mais prejudicado por não ter sua economia baseada em indústria, mas sim em serviços, no caso o turismo. “Foz do Iguaçu, mesmo que avancemos em indústria, jamais será uma cidade industrial, e tirar o ISS que é essencialmente de serviço, pode comprometer nosso futuro”, ressalta.

O projeto tramita à revelia do governo federal. Para tentar barrar a reforma com os termos que estão sendo propostos, prefeitos de todo o Brasil irão se reunir em Brasília nesta semana para discutir com a Comissão especial que foi criada pela Câmara. “Nós vamos lutar com todas as forças para que isso seja aprovado da forma que está, um dos maiores prejudicados é Foz do Iguaçu”, conclui o prefeito.

Mobilização
De acordo com Brasileiro, a ideia é ir até Brasília, reunir grupos de prefeitos e pressionar. “Fazer o que for possível, por que não dá para aceitar (do jeito que está)”, disse. Pela proposta, o ICMS será transformado. O imposto hoje, tem o valor adicionado.

“Ou seja, nós temos uma usina que produz e vende sua energia e adiciona o valor para que uma parte do imposto possa ficar no município, 25% retorna ao município”, exemplificou o prefeito. Que completou: “Eles querem levar tudo para o bolo e distribuir per capta para a população, ou seja, por habitante”.

Brasil, Destaques, Economia, Política, Turismo,

Potencialização do turismo é tema de reunião entre prefeitos de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este

A fim de potencializar o turismo na região da tríplice fronteira, os prefeitos de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro e de Ciudad Del Este Miguel Prieto participaram ontem (12) de uma reunião na Prefeitura de Foz. O encontro também contou com a presença de secretários, autoridades do Paraguai e representantes de universidades.

Além de ampliar as relações institucionais entre as duas cidades, os gestores buscam adotar políticas semelhantes no que diz respeito a divulgação dos destinos turísticos da região.

“Por estarmos em uma região de fronteira conhecida em todo o mundo, devemos adotar políticas semelhantes na promoção turística das nossas cidades. Através destes encontros e intercâmbios queremos fomentar cada vez mais o turismo e unir forças para criar novos pontos turístico, algo que impactará de forma significativa na economia de toda a fronteira”, comentou o prefeito Chico Brasileiro.

Miguel Prieto, que esteve pela segunda vez com o prefeito Chico Brasileiro, agradeceu a disposição do município em compartilhar experiências. “Foz do Iguaçu é uma grande referência e exemplo para nós. Muitas coisas que acontecem aqui que queremos implantar em Ciudad Del Este também”, disse.

Para contribuir neste processo, estudantes dos cursos de Turismo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e de Relações Internacionais, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) foram convidados a participar dos estudos.

Presenças
Participaram da reunião os secretários de Governo, Ten-Cel Marcos Antônio Janke; de Segurança Pública Reginaldo da Silva; o Diretor-Superintendente Foztrans Fernando Maraninchi; o vereador de Ciudad Del Este Hugo Benitez; comandante do pelotão de turismo da Polícia Militar, Capitão André Ribas; Guardas Municipais; representantes da Unila e Unioeste entre outros.

AQUI para ver mais fotos da reunião

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Justiça,

VÍDEO: Táxi que transportava R$ 70 mil em eletrônicos é flagrado na Ponte da Amizade, fronteira do Brasil com o Paraguai

Na sexta-feira, 09 de agosto, durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Fronteira Integrada, equipes da Receita Federal em conjunto com a Força Nacional reteve grande quantidade de eletrônicos, em sua maioria smartphones em um táxi paraguaio.

A ação ocorreu por volta das 21h, quando o táxi foi abordado na Ponte Internacional da Amizade ao tentar entrar no Brasil. Durante a vistoria do veículo, as equipes encontraram as mercadorias no assoalho e banco traseiro do veículo.

Ao ser questionado, o motorista paraguaio confessou que levaria as mercadorias até um hotel em Foz do Iguaçu e receberia R$ 200,00 para transportá-las.

As mercadorias, avaliadas em R$ 70 mil, foram retidas. O veículo e o motorista foram liberados, porém será enviada uma Representação Fiscal para fins penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.

Brasil, Curitiba, Destaques, Política,

Menino veste Rosa e menina veste azul

O maior líder do movimento LGBTI+, Toni Reis, prestigiou a ministra Damares Alves (Mulher e Direitos Humanos), durante entrega de veículos para o Conselho Tutelar em Curitiba.

Na capital do Paraná, Damares também recebeu o título de Cidadã Benemérita, concedido pelo deputado estadual Delegado Fernando Francischini.

Ela é natural de Paranaguá, no litoral do Estado.

Foto: Eduardo Matysiak/Futura Press

Brasil, Destaques, Estadual, Política,

Presidente nacional do PTB abonou a ficha de filiação do pastor Isaías Cardoso

Religioso se comprometeu a trabalhar pelo fortalecimento do partido no município, em todo Paraná e no Brasil

O presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson abonou, na última semana, a ficha de filiação do pastor Isaías Cardoso ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) de Foz do Iguaçu.

Em solenidade no diretório nacional em Brasília (DF), o religioso afirmou compromisso com o fortalecimento da representatividade da legenda no Paraná. As informações são de Ronildo Pimentel, no Gazeta Diário.

O ato contou com presença da deputada Luísa Canziani e dos presidentes do PTB do Paraná, Alex Canziani e do diretório municipal, Eduardo Teixeira, além da presidente nacional do PTB Mulher, Graciela Nienov. Em Foz do Iguaçu, o partido tem duas cadeiras na Câmara de Vereadores – Edson Narizão e Rogério Quadros e deve apoiar o projeto de reeleição do prefeito Chico Brasileiro.

“Estamos buscando pessoas comprometidas e decididas para que o PTB possa crescer, cada vez mais, como agremiação partidária”, disse Jefferson. “Sobretudo, que nos ajudem a construir um país digno, justo e próspero para os brasileiros”, frisou.

Na avaliação do ex-deputado, que teve participação fundamental na revelação dos esquemas do Mensalão durante governo do PT, o Paraná é de fundamental importância na política brasileira e no fortalecimento do projeto político-partidário do PTB, em âmbito estadual e nacional.

O Diretório Nacional acredita, de acordo com Jefferson, que a experiência e a liderança do pastor Isaías, somadas ao trabalho dos “nossos companheiros Alex e Luísa Canziani e Eduardo Teixeira”, serão importantes para o sucesso no projeto em Foz do Iguaçu e região e Paraná. “A chegada dele fortalece o partido”, comentou.

Nova política
A solenidade contou ainda com as filiações do advogado Isaías Cardoso Júnior e do pastor Roberto Murça, como resultado da articulação política de Eduardo Teixeira. “Dia de muita alegria para a família PTB”, disse o presidente municipal. “A Assembleia de Deus no Paraná, através do pastor Isaías, firma aliança com o PTB Nacional. Uma nova forma de fazer política está nascendo em Foz do Iguaçu”, concluiu.

O religioso, após assinar a filiação, agradeceu a forma como foi recebido pela Direção Nacional, a confiança e oportunidade em ajudar o partido a crescer, principalmente em Foz do Iguaçu e região. Pastor Isaías afirmou que escolheu o PTB por ser um partido de centro, ponderado, idôneo, de história e que preserva o que a Bíblia diz sobre família.

“Uma das lutas hoje, dentro da nossa igreja é pela preservação da família, por aquilo que Deus criou”, disse ele. Infelizmente, ressaltou o pastor, a sociedade assiste uma avalanche de ideologias que tentam destruir o melhor e maior projeto de Cristo. “Percebemos que o PTB é família, que preserva o bom costume e outras questões morais também”, declarou.

Alinhamento
O novo petebista ressaltou ainda que fará com que o “casamento” com o PTB dê frutos. Isaías salientou que tem como meta buscar lideranças engajadas, fortes e importantes e dispostas a somar, agregar e a reforçar a legenda. A intenção é fazer a diferença em benefício dos cidadãos de Foz do Iguaçu, Paraná e Brasil.

“Essa construção partidária é um trabalho de conscientização com as demais lideranças da nossa igreja e da nossa Convenção das Assembleias de Deus no Estado”, frisou. Pastor Isaías adiantou que irá buscar a união em torno da questão partidária, fortalecermos as candidaturas.

“Acredito que tudo aquilo que se fortalece soma muito mais”, disse o religioso. Que completou: “A nossa intenção é trazer hoje, para o PTB, as principais lideranças do Estado para fortalecer essa questão partidária. É uma aliança da igreja Assembleia de Deus com o PTB”.

Brasil, Geral, Justiça, Política,

Bolsonaro descarta Deltan Dallagnol para Procurador Geral da República

Para quem torcia pela indicação do procurador Deltan Dallagnol como novo Procurador Geral da República, se frustrou. É que o presidente Jair Bolsonaro descartou sua indicação pelas redes sociais, anotou Ana Cunha, no blog da Roseli Abrão.

Ao responder um comentário no Facebook que pedia a ele a indicação do chefe da força tarefa da Lava Jato como substituto de Raquel Dodge, Bolsonaro disse que Deltan Dallagnol de “esquerdista tipo Psol”.

Segundo o portal Poder360, como resposta ao comentário, Bolsonaro colou um link para uma publicação da página “Bolsonaro Opressor 2.0”, que é critica a Deltan.

O post, destaca o site, contém uma série de fotos onde Deltan aparece divergindo das diretrizes do governo. Em uma delas, o procurador está ao lado do escritor Matheus Leitão segurando o livro “Em nome dos pais”. A obra critica a ditadura militar no Brasil.

Em sua conta no Twitter, o coordenador da força-tarefa da Lava Jato postou a foto e escreveu que o período “virou uma espécie de fetiche” para aqueles que não o viveram, reporta o Poder360.

Em outro tweet, o procurador compartilhou e elogiou uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre as investigações das candidaturas laranjas do PSL, partido do presidente, nas eleições de 2018. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, é um dos principais investigados.

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu,

Revista Crusoé revela como era gasto dinheiro da Itaipu nas antigas diretorias

A edição do final de semana da Crusoé revelou como era gasto parte dos recursos da Itaipu, até o início da nova gestão em 2019. As informações chamaram à atenção da imprensa após o presidente Jair Bolsonaro assinar uma portaria substituindo o diretor Jurídico da Binacional, Cezar Ziliotto, pela servidora de carreira Mariana Favoretto Thele. Ninguém explicou os motivos até então. As informações são do Gazeta Diário.

Em reportagem assinada pelos jornalistas Caio Junqueira e Mateus Coutinho, intitulada “Usina de Mordomias”, a Crusoé revela que os ministros das mais altas cortes de Justiça do país viajaram pelo Brasil e exterior com passagens e hotéis pagos pela Itaipu. A “farra” acabou com a posse do novo diretor-geral, general Joaquim Silva e Luna.

Ao assumir direção-geral brasileira da hidrelétrica, Silva e Luna adotou uma linha de austeridade no cumprimento de sua missão: gerir bem Itaipu, melhorando o emprego do uso de recursos como uma ação de responsabilidade e de respeito ao consumidor que paga a conta da energia elétrica. O ritmo de trabalho calcado na moralidade incluiu corte de gastos e aplicação dos recursos em obras estruturantes, como a segunda ponte com o Paraguai e a Avenida Perimetral Leste.

Até então, de acordo com a revista, a mordomia “corria solta” na binacional. Segundo a Crusoé, a Itaipu tinha virado uma “generosa fonte de recursos para bancar a doce vida de altas autoridades do Judiciário em eventos pelo mundo”. Entre os “beneficiados” estão “ministros do STF, STJ e TST, além de tribunais regionais federais e de tribunais estaduais”.

Contexto
Os jornalistas lembram que, desde 2013, a empresa desembolsou pelo menos R$ 16 milhões para eventos jurídicos diversos. “O dinheiro que saía dos cofres de Itaipu custeou dezenas e dezenas de passagens em classe executiva para os Estados Unidos e a Europa e hospedagem em hotéis estrelados. Também foi usado para pagar palestras proferidas por magistrados”.

A lista obtida pela Crusoé inclui magistrados que de alguma forma tiveram despesas custeadas pelos cofres de Itaipu. São “seis dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal: o atual presidente da corte, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski”.

Envolvimento
A reportagem mostra ainda, como beneficiado, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, “João Otávio de Noronha, e outros 18 ministros da corte”. O ministro Ricardo Lewandowski também é citado na matéria, que viajou no ano passado com a mulher Yara de Abreu Lewandowski, para Lisboa.

“Em Portugal, o casal visitou outras cidades até que, em 4 de julho, seguiu para Madri. Três dias depois, eles seguiram para Londres em 7 de julho”, informam os jornalistas. De acordo com o texto, foi de lá que partiu o voo do casal de volta para o Brasil, em 21 de julho, com tudo bancado com recursos de Itaipu, “sob o argumento de patrocinar o Seminário de Verão realizado na Universidade de Coimbra”.

“Aliado”
A Crusoé informa que as mordomias eram facilitadas porque as “excelências convidadas”, além das entidades que as convidavam, tinham na Itaipu um aliado. “Trata-se de Cezar Ziliotto, nomeado em 2013 para o cargo de diretor-jurídico da binacional. A nomeação foi assinada pela então presidente Dilma Rousseff”.

De acordo com a reportagem a boa vontade do diretor, nos convênios com entidades jurídicas, o aproximou, primeiro, de Gilmar Mendes, dono do IDP. “Depois, ele ficou próximo também de Dias Toffoli”. Os dois ministros, ainda segundo a revista, acabaram o transformando numa espécie de afilhado político em Brasília.

“Quando Michel Temer chegou ao poder, em 2016, houve uma corrida pelo cargo, mas Ziliotto foi mantido”. Ao ser questionado pela reportagem, Ziliotto disse que “Iinexistem mordomias. Itaipu sempre teve uma política de incentivo à promoção de iniciativas culturais, sociais e jurídicas”.

Em reposta à revista, a Superintendência de Comunicação da Itaipu informa que “todos os contratos e convênios sem aderência à missão de Itaipu foram cancelados ou não renovados na gestão do general Silva e Luna”.