Browsing Category

Busão Foz

Busão Foz, Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Região Norte em Foz recebe a terceira edição do Orçamento Participativo de 2021

Encontro será nesta terça-feira (28) a partir das 18h na Escola Altair Ferrais da Silva “Zizo”, no Jardim Ipê

A Prefeitura de Foz do Iguaçu realiza nesta terça-feira (28) o Orçamento Participativo na região Norte. O encontro com os moradores terá início às 18 horas na Escola Altair Ferrais da Silva “Zizo”, na Avenida Andradina, 2290, no Jardim Ipê.

Durante o evento, que contará com a presença do prefeito Chico Brasileiro e de todo o secretariado municipal, a comunidade poderá definir as obras prioritárias para a região, dentro do orçamento de R$ 10 milhões, disponibilizado pelo município.

“Estamos muito felizes com os resultados das duas primeiras edições, na região Sul e Leste da cidade e a expectativa é a melhor possível para essas próximas edições. Os moradores entenderam a importância da participação e da oportunidade de reivindicar melhorias para os seus bairros”, disse a secretaria municipal de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, Kelyn Trento.

O evento será dividido em três etapas: a abertura oficial e prestação de contas do Orçamento Participativo de 2019, conduzida pelo prefeito Chico Brasileiro; a reunião dos moradores nas salas de votação e a plenária final, onde serão definidas as obras para 2022.

Prestação de Contas

A região Norte da cidade recebeu melhorias expressivas, especialmente na área da educação. O município investiu mais de R$ 1,6 milhão na reforma e ampliação da Escola Zizo e mais de R$ 2,6 milhões na reconstrução da Escola Gabriela Mistral, que está em fase de execução. Também está em andamento a construção do CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) do Jardim Jupira, uma reivindicação antiga da comunidade, com investimentos que passam de R$ 3 milhões. A Escola Suzana Balen também receberá melhorias, com obras de reforma e ampliação e a Escola Candido Portinari será reconstruída e receberá investimentos na ordem de R$ 4,4 milhões.

Reuniões

Este será o terceiro dos cinco encontros organizados pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade. Na quinta-feira (30), a reunião será na Escola João da Costa Viana, em Três Lagoas, para os moradores da região Nordeste e no dia 5 de outubro, o Orçamento Participativo será na região Oeste, na sede da Guarda Mirim. Todos começam às 18 horas.

Busão Foz, Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Teatro Barracão de Foz do Iguaçu completa 29 anos neste domingo, 26

O Teatro Municipal Otília Schimmelpfeng, mais conhecido como Teatro Barracão, completa 29 anos da inauguração neste domingo (26), prestes a ser tombado como Patrimônio Histórico de Foz do Iguaçu.

O templo da cultura da Terra das Cataratas abriu as portas em 1992, com uma programação durante todo o mês de setembro, lembra o ator e ativista cultural Roberto Vieira Virginio (Beto Virginio).

AQUI para ver fotos de apresentações

O teatro ganhou forma através do Projeto Barracão, um programa de incentivo à cultura do Governo do Estado.

O idealizador da obra foi Constantino Viaro, da Fundação Teatro Guaíra, que adotou o formato como uma opção de baixo custo e de caráter transitório, para suprir a falta de locais para apresentação de artes cênicas.

A ideia, lembra Beto Virginio, era incentivar os municípios a construir seus teatros.

Nestes últimos 29 anos, o Teatro Barracão abriu as portas para manifestações artísticas e culturais de todos os gêneros.

As atividades, interrompidas em março do ano passado devido a pandemia do coronavírus (covid-19), aos poucos voltam ao palco do Teatro Barracão.

Patrimônio Histórico
O imóvel do Teatro Baracão, localizado nos fundos da Praça da Bíblia na Avenida República Argentina (região do bairro Jardim São Paulo), está na fila para ser reconhecido como patrimônio cultural de Foz do iguaçu.

A estrutura foi construída no início da década de 1990, por iniciativa do Banestado, o extinto Banco do Estado do Paraná.

O Teatro Barracão foi um projeto padrão replicado em cidades como Maringá e Cascavel. Entre 2004 e 2009, a estrutura permaneceu fechada. Até o início da pandemia, abrigava diversas atividades culturais durante toda semana.

Fotos: Acervo Beto Virginio

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Voluntários do “Espalhe Amor por onde Você For” se mobilizam para festa das crianças em Foz

Os voluntários do grupo “Espalhe Amor por onde Você For” já estão mobilizados para garantir um feliz dia das crianças carentes de Foz do Iguaçu “Contamos com a sua colaboração para realizar nosso evento em prol das crianças”, diz o banner.

Para participar, basta entrar em contato com a Stela no (45) 99807-5553 e doar doces, guloseimas, brinquedos, salgados, refrigerantes e alimentos.

O projeto, que não tem cunho político algum e não visa lucros, é totalmente beneficente, realizado com doações e patrocínio.

“Contamos com a sua doação e colaboração. Nós e as crianças vamos ser eternamente gratos pela sua colaboração”, dizem.

A iniciativa conta com incentivo e colaboração do jogador de futebol iguaçuense Pepê, que atualmente joga pelo Porto, de Portugal.

Histórico

Há 10 anos surgiu uma iniciativa solidária entre um grupo de amigos da Vila Claudia visando proporcionar as crianças do bairro e imediações um pouco de alegria e diversão.

Esse grupo voluntário tem por nome “Espalhe Amor Por Onde Você For” e todo ano organiza uma festa infantil com atrações musicais, brincadeiras e distribuição de doces e brinquedos.

Também é servido um delicioso lanche com cachorro-quente, pipoca, algodão doce, sorvete/picolé, bolo e refrigerante.

É um momento de confraternização extremamente agradável entre as crianças do bairro e também das famílias que juntamente com seus filhos participam desse momento.

Toda o evento é realizado através de parcerias e doações de vários colaboradores. Atualmente mais de 50 voluntários participam na campanha de coleta de doações (dinheiro, doces, brinquedos, ingredientes para os lanches) e também se colocam a disposição para trabalhar com amor e dedicação no dia do evento para proporcionar um dia especial na vida dessas crianças.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Secretaria da Saúde de Foz do Iguaçu anuncia antecipação de segunda dose da vacina contra a Covid

Mais de 9 mil pessoas poderão completar a imunização neste sábado (25) nas unidades de saúde; agendamento já está liberado

Moradores de Foz do Iguaçu com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 prevista para os dias 27 de setembro a 10 de outubro poderão receber o imunizante neste sábado (25) nas unidades básicas de saúde. O agendamento já está disponível no site da Prefeitura – http://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

O anúncio da antecipação das vacinas Pfizer e AstraZeneca foi feito hoje (21) pela secretária municipal de saúde, Rosa Maria Jerônymo. De acordo com ela, a meta é acelerar a imunização para que Foz do Iguaçu alcance pelo menos 75% de cobertura com a segunda dose até o final de outubro. Atualmente, 100% da população adulta (estimada) recebeu a primeira dose e 56,9% completou a imunização com as duas doses ou a dose única.

“O intervalo convencional entre as vacinas é de aproximadamente 90 dias e os intervalos mínimos, de duas a quatro semanas já foram respeitados, por isso não há nenhuma contra indicação para anteciparmos a segunda dose”, informou a secretária. A estimativa é que 9.800 pessoas completem a imunização neste sábado, o que permitirá chegar a 62% de cobertura vacinal.

Segundo a secretária, o município seguirá com a redução de intervalo entre as doses com a chegada de novos imunizantes. “Estamos antecipando agora porque temos essas doses aqui e, à medida que recebermos novos lotes, poderemos antecipar. No dia 16 de outubro temos a previsão de vacinar mais de 10 mil pessoas, e caso o município receba antes, também anteciparemos”, adiantou.

Vacinação

Foz do Iguaçu segue aplicando as primeiras doses na população acima de 18 anos e também deu início à terceira dose, ou dose de reforço em idosos com mais de 80 anos e imunossuprimidos.

A vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e jovens de 17 anos sem comorbidades iniciará somente com a chegada de novas doses. “Os adolescentes podem receber somente a vacina da Pfizer e não temos reserva técnica desta vacina no momento. Aguardamos o Governo do Estado nos enviar novas doses para começar a vacinação neste grupo”, informou a secretária Rosa.

Foz do Iguaçu aplicou até agora 306.749 doses de vacinas, 194.013 de primeira dose, 105.617 de segunda dose e 7.117 doses únicas.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Educação é uma das prioridades para o Orçamento Participativo 2022, indicam moradores da região Sul de Foz

População se manifestou na primeira edição do evento na Paróquia Espírito Santo, no Ouro Verde

A primeira edição do Orçamento Participativo de 2021 foi marcada pelo engajamento dos moradores do Porto Meira, na região Sul de Foz do Iguaçu. Aproximadamente 600 pessoas participaram da ação, na noite desta terça-feira (21) na Paróquia Divino Espírito Santo e Nossa Senhora Aparecida, no Ouro Verde.

Durante o evento, que contou com a presença do prefeito Chico Brasileiro, do vice-prefeito delegado Francisco Sampaio, de todo o secretariado municipal e dos vereadores, a comunidade pôde debater e votar as obras prioritárias para a região dentro do orçamento de R$ 10 milhões, disponibilizado pelo município.

As demandas na área da educação, como reformas e ampliações de escolas e CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil) e construções de quadras de esportes nas instituições de ensino foram as prioridades entre os moradores. Pelo menos R$ 9 milhões serão destinados para obras nas instituições de ensino que receberam o maior número de votos. Os moradores também pediram a pavimentação asfáltica, um playground, um campo de futebol suíço e obras de drenagem na região. Ao todo, 586 votos foram contabilizados pela organização do evento.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, o principal objetivo do Orçamento Participativo é dar voz à população. “Queremos promover a integração entre a prefeitura e os moradores, fazer com que as pessoas conheçam o orçamento público, tenham espaço para apresentar suas sugestões e lutar pelas prioridades do bairro”, comentou.

A secretária de saúde e primeira-dama do Município, Rosa Maria Jerônymo, lembrou que a retomada do Orçamento Participativo só está sendo possível graças ao avanço da vacinação contra a Covid-19. “Pra mim, é motivo de orgulho estar aqui, porque há dois anos iniciamos esse projeto e muitos diriam que não daria certo, mas foi e está sendo um sucesso. Conseguimos retomar o Orçamento Participativo porque avançamos na imunização e estamos hoje com 56,9% de cobertura com a segunda dose ou dose única e em breve começaremos a vacinação dos adolescentes”, anunciou.

Kelyn Trento, secretária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, exaltou a participação dos moradores nesta primeira edição do ano. “Estamos muito felizes com a participação dos moradores e esperamos o mesmo engajamento na região Leste, nesta quinta-feira”, disse.

Funcionamento

O evento foi dividido em três etapas: a abertura oficial e prestação de contas do Orçamento Participativo de 2019, conduzida pelo prefeito Chico Brasileiro; a reunião dos moradores nas salas de votação e a plenária final, onde foram definidas as obras prioritárias.

Durante a apresentação, o prefeito também exibiu aos moradores o projeto de revitalização da Avenida General Meira, que deve começar ainda este ano. O investimento do município nesta obra será de R$ 6,2 milhões, prevendo o aumento do fluxo de pessoas a partir da entrega da Ponte da Integração e da instalação de novos atrativos turísticos, como a mega roda gigante.

Já nas salas de votação, os moradores tiveram acesso aos custos estimados dos equipamentos públicos, como unidades de saúde, escolas, playgrouns, campos de futebol, pavimentação, entre outros. “Dividimos as salas por vizinhança, para que elas possam debater o que pode ser útil para dois ou mais bairros. Também temos um mapa daquilo que já foi feito ou esta em construção no bairro, além do custo estimado de cada equipamento”, explicou Kelyn Trento.

Participação Popular

Presidente da Associação de Moradores do Profilurb II, Marfisia Kratzler, mais conhecida como “Xuxa”, afirma que a participação da comunidade é essencial para garantir as melhorias no bairro. “Em 2019 votamos e fomos atendidos em muitas demandas. Meu bairro foi um dos mais contemplados, temos creche nova, ruas asfaltadas, áreas de lazer e vamos agora ajudar os outros. Eu acho muito importante essa iniciativa, para que cada um lute por aquilo que é melhor para o bairro”, comentou.

Ilzelene Carvalho da Silva, moradora do Jardim das Flores, também acompanhou o OP em 2019 e retornou ainda mais mobilizada nesta edição. “Essa ação é sempre bem vinda, porque os moradores são ouvidos dentro das suas necessidades. Nessas convocações, é muito interessante que a comunidade se faça presente e exponha seus anseios”.

Líder comunitário do Jardim Cataratas, Odacir Zampolli convocou os moradores para pedir melhorias na área de lazer. “É o nosso momento, de decidir o que a gente precisa. Fizemos uma mobilização para reunir o máximo de moradores, porque as necessidades são muitas. Não temos nenhum parquinho para as crianças, nem praça, faixas elevadas. São pequenas coisas, mas que fazem a diferença. Quando a gente não vem atrás, a gente não ganha nada, então resolvemos sair dessa inércia e lutar pelo nosso direito”, afirmou.

Para o presidente da Associação de Moradores da região Sul, Marcelo Franke, a aproximação com o Poder Público garante maior transparência no processo de gestão. “O Orçamento nos traz ânimo e esperança, para que possamos buscar aquilo que o bairro precisa e acompanhar as obras. Estamos muito felizes com a retomada deste evento tão importante”.

Próximas edições

A segunda edição do Orçamento Participativo acontecerá amanhã (23) na Escola Municipal Irio Manganelli, no Morumbi (região Leste); no dia 28 setembro, os moradores da região Norte se reúnem na Escola Altair Ferrais da Silva, a “Zizo”, no Jardim Ipê; no dia 30 o encontro será na Escola João da Costa Viana, em Três Lagoas, para a população da região Nordeste; e no dia 05 de outubro a última edição será na sede da Guarda Mirim, para a região Oeste. Todos os encontros terão início às 18h.

Fotos: Christian Rizzi/PMFI

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Natal de Águas e Luzes de Foz abre processo para receber propostas de decoração e iluminação

O Fundo Iguaçu, que fará a gestão do convênio entre instituição, Itaipu e Prefeitura, criará critérios de contratação, por meio de uma comissão integrada. Objetivo é dar total transparência ao projeto

O inédito Natal de Águas e Luzes, em Foz do Iguaçu, que terá uma versão replicada no município de Ciudad del Este, na fronteira do Paraguai, abriu nessa terça-feira (21) o processo de contratação de propostas de decoração e iluminação, via e-mail e também de forma presencial.

A ideia é criar oportunidades e democratizar todo o processo, seguindo os preceitos das melhores práticas da administração pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência (Limpe), conforme prevê o artigo 37 da Constituição Federal.

“Essa é uma forma de dar total transparência a um presente que Itaipu e parceiros estão dando à fronteira. Nosso Natal de Águas e Luzes pretende ser o passo inicial para a consolidação de um produto que colocará o Destino Iguaçu na vitrine de grandes roteiros natalinos”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira.

Para o prefeito Chico Brasileiro, mais que um evento de final de ano, o Natal de Águas e Luzes marca uma nova fase de Foz do Iguaçu. “Graças a parcerias entre a Prefeitura, Itaipu e a iniciativa privada, estamos criando mais um atrativo importante, comprovando que é viável a transformação de Foz do Iguaçu numa cidade de todos e para todos, iguaçuenses e turistas.”

Inscrições e seleção

O Fundo Iguaçu vai colocar à disposição das empresas interessadas os briefings para orçar os espaços e serviços. Serão contemplados, neste primeiro Natal modular, o Gramadão da Vila A, a Praça da Paz, a Praça do Mitre, a Avenida Brasil, o Terminal de Transporte Urbano, a Paróquia São João Batista, a entrada da cidade, a catedral Nossa Senhora de Guadalupe, o trevo do aeroporto e a Avenida Jorge Schimmelpfeng.

As propostas devem ser enviadas para o e-mail natal2021@fundoiguacu.com.br, aos cuidados de Nádia, até o próximo dia 30. Também poderão ser protocoladas na sede do Fundo Iguaçu ou ainda apresentadas presencialmente para a comissão.

O julgamento será feito seguindo critérios técnicos e de preços. Os vencedores serão conhecidos na primeira semana de outubro. De acordo com o presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt, as propostas serão todas parametrizadas.

“Apesar do pouco tempo para a realização das atividades, estamos trabalhando juntamente com os parceiros, Itaipu, Prefeitura e Fundação Cultural, entre outros, para organizar e planejar bem todo o evento. Além de divulgar, dar publicidade e transparência ao processo, definiremos parâmetros para obter as melhores propostas. Do começo ao fim, teremos uma força-tarefa para acompanhar todo o projeto de Natal”, afirmou.

Novidades que encantam

Durante 35 dias, Foz do Iguaçu dividirá cores e luzes com a paraguaia Ciudad del Este, o maior shopping a céu aberto da América do Sul e meca do consumo para milhões de brasileiros. Uma das grandes novidades do novo Natal, que fará uma menção às águas que encantam nos atrativos turísticos e produzem energia na maior hidrelétrica em geração limpa e renovável do planeta, será a iluminação da Ponte da Amizade, que representa o espírito de integração da fronteira do Brasil e Paraguai, formada por várias etnias de dois povos irmãos.

Os primeiros testes de iluminação cênica no local, envolvendo equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre – DNIT, Polícia Federal, Receita Federal, Prefeitura, Itaipu e fornecedores, entre outros apoiadores, foram considerados um grande sucesso.

Festividades

Ainda em Foz, o circuito prevê uma Feira de Natal, com gastronomia e artesanato da tríplice fronteira; paradas de Natal; shows; oficinas para capacitar artesãos; e uma programação itinerante nos bairros da cidade, programada pela Prefeitura.

Há previsão de roteiros diferenciados de ônibus para os moradores e visitantes conhecerem e tirarem fotos dos pontos decorados. A programação cultural ainda está sendo definida, mas contará com autos de Natal, entre outros shows e atividades natalinas.

Busão Foz, Economia, Mundo, Saúde,

Argentina acaba com obrigatoriedade de uso de máscara facial ao ar livre

Entre as medidas anunciadas pelo governo argentino nesta terça-feira (21) está o fim da obrigatoriedade de uso de máscaras faciais ao ar livre. A novidade, decretada pelo presidente Alberto Fernández, foi comunicada durante uma coletiva de imprensa pela ministra da Saúde, Carla Bizzotti e o chefe de Gabinete da Presidência, Juan Manzur (foto acima).

O fim da obrigatoriedade da máscara ao ar livre é decorrente da queda dos indicadores da covid-19 no país. Continua sendo obrigatório em locais fechados (sala de aula, cinema, teatro, áreas de trabalho, transporte público, shows e eventos de massa) e ao ar livre quando há multidões de pessoas.

O decreto prevê ainda aumento da capacidade de pessoas para diferentes atividades como encontros sociais sem limites de pessoas, desde que se cumpram medidas de prevenção – máscaras, distância e ventilação.

A capacidade será de 100% em atividades econômicas, industriais, comerciais, de serviços, religiosas, culturais, esportivas, recreativas e sociais em locais fechados mantendo medidas de prevenção, máscara, distância e ventilação.

Busão Foz, Educação, Foz do Iguaçu, Paraná,

Alunos de CMEIs participam de Campanha Educativa Integrada, em alusão ao Dia Mundial da Árvore

Os 5.769 alunos das turmas infantil 4 e 5 acompanham atividades promovidas pela Itaipu e Conselho dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Na semana de comemoração ao Dia Mundial da Árvore, alunos dos Centros de Educação Infantil (CMEIs) de Foz do Iguaçu participam da Campanha Educativa Integrada, com uma série de atividades pedagógicas relacionadas ao tema e aos conteúdos de aprendizagem específicos de cada ano de estudo.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, por intermédio da Divisão de Educação Ambiental, integra a Campanha Educativa Integrada – Dia da Árvore, promovida pela Itaipu Binacional e Conselho dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu. O tema deste ano é a Biodiversidade e Restauração dos Ecossistemas e o objetivo é promover ampla sensibilização junto à população regional sobre a importância da restauração dos ecossistemas para a conservação da biodiversidade.

Em Foz do Iguaçu, o público escolhido para participar da ação são os professores (as) e os 5.769 alunos das turmas Infantil 4 e 5 dos CMEIs, que receberão papéis-sementes, produzidos a partir da reciclagem de papel, contendo sementes de margarida, rúcula e manjericão.

Para a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira, a atividade desenvolvida nos CMEIs “é um convite para que juntos possamos cada dia, mais e mais, falarmos sobre a importância da biodiversidade para a vida no planeta Terra”.

“Quanto mais cedo falarmos da importância de cuidar do nosso planeta com as crianças, maiores as chances de despertar a consciência pela preservação e mudanças de atitude. Por isso, a educação para uma vida sustentável deve ser desde pequenos, pois com certeza serão adultos mais conscientes do que somos hoje”, considera a diretora de Educação Infantil, Luciana Moreira.

Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas

Estamos na Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas 2021-2030, liderada pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente e Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. A Década da ONU é uma convocação para a proteção e revitalização dos ecossistemas em todo o mundo, para benefício das pessoas e da natureza.

O objetivo é deter a degradação de ecossistemas e restaurá-los para alcançar os objetivos globais.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Porto Meira será região turística de Foz

Região recebe elenco de obras públicas e investimentos que trazem no perfil econômico baseado na prestação de serviços ao turismo

O prefeito Chico Brasileiro disse nesta segunda-feira, 20, que os investimentos públicos e privados estão potencializando a região do Porto Meira em um grande corredor turístico de Foz do Iguaçu. “As duas das principais avenidas, tanto a General Meira quanto a Morenitas, serão um grande corredor turístico e, consequentemente, vão desenvolver a grande Porto Meira que terá um novo impulso no perfil econômico e nas atividades de prestação de serviços”.

Chico Brasileiro cita a segunda ponte e a Perimetral Leste, obras financiadas pela Itaipu Binacional, e a instalação da mega roda gigante e de novos investimentos privados que vão mudar a configuração urbana da região. Para atender essa demanda, nos planos da prefeitura, para começar ainda neste ano, está a revitalização dos quatro quilômetros da Avenida General Meira, que terá ciclovia e obras nas interseções com bairros.

“A Avenida General Meira fará parte do corredor turístico de Foz do Iguaçu porque será uma via que levará o turista até a ponte. A Ponte da Integração vai ser um cartão postal. Não servirá apenas para mobilidade, será também uma atração turística, uma ponte internacional que vai marcar o Brasil. Vai ter uma beleza cênica, uma ponte estaiada, e a população vai enxergar isso no avanço das obras”, destacou o prefeito.

Orçamento Participativo

A atenção da prefeitura, além do potencial das grandes obras de infraestrutura, se volta a atender os 50 mil moradores dos 22 bairros da região. Nesta terça-feira, 21, Brasileiro coordena, a partir das 18 horas, a primeira reunião da segunda edição do Orçamento Participativo na Paróquia Espírito Santo e Nossa Senhora Aparecida, no Ouro Verde. “O Orçamento Participativo é fundamental para as pessoas entenderem quais obras são necessárias para preparar esse novo momento que toda região vai passar”, disse o prefeito.

Os moradores do Porto Meira poderão escolher as obras que podem chegar, no conjunto, até R$ 10 milhões. Na reunião, Chico Brasileiro vai fazer uma espécie de prestação de contas da primeira edição do programa. “Algumas obras ainda não foram executadas e vou citar um exemplo. A reforma da escola Acácio Pedroso, no Profilurb, não foi feita porque o terreno não pertence ao Município. A obra está garantida, os recursos já estão em caixa, mas precisamos vencer ainda mais esta etapa burocrática”.

Novo momento

O prefeito disse ainda que a região é exemplo do novo momento que a cidade está passando entre os investimentos públicos e privados. “Os novos empreendimentos puxados pelas obras que a Itaipu está fazendo, também trazem mais recursos para a região que vai ser impactada positivamente”.

“O que a prefeitura tem haver com tudo isso? Muito, porque a prefeitura tem que estruturar a região, o empresariado entendeu o momento que Foz do Iguaçu está vivendo e está fazendo novos investimentos”, disse.

O turismo, segundo Brasileiro, é a mola mestra deste novo impulso econômico. “O turismo é uma cadeia tão grande que leva recursos para o bairro, porque a medida que o turista vem e ele se hospeda, gera emprego no hotel, no táxi, na gastronomia, em todos os setores. Essa cadeia de serviços ligados diretamente ao turismo, indiretamente leva recursos para os bairros, aumenta os empregos e as compras nos pequenos estabelecimentos”, disse.

A evolução da atividade turística impulsiona ainda novos investimentos em outras áreas. “A opção por Foz do Iguaçu é porque a cidade oferece as condições para os novos investimentos e as obras públicas, como a segunda ponta e Perimetral Leste, é a certeza mais concreta disso”.

“Todos unidos e trabalhando pelo engrandecimento da cidade. Esta vontade e dinâmica que estamos construindo e ações da prefeitura, além de colaborar com todo esse processo de planejamento, vão encontro daquilo que morador espera do poder público”, completa Brasileiro.

Brasil, Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu,

Argentina anuncia para 1º de outubro a abertura de todas as fronteiras

O governo do presidente Alberto Fernández anunciou nesta terça-feira (21), que as fronteiras da Argentina serão abertas de forma “gradual e cuidadosa” a partir de 1º de outubro. O procedimento terá início já nesta sexta-feira (24 de setembro) com a eliminação do isolamento para argentinos, residentes e estrangeiros que vão trabalhar no país e são autorizados pela autoridade de imigração.

As datas de reabertura da frontiera foram estimadas pelos técnicos da Migrações, ANAC e outras autoridades, informa o LaVozDeCataratas. As fronteiras argentinas, como a Ponte Internacional Tancredo Neves que une Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú (Brasil e Argentina), estão fechadas deste março do ano passado, como estratégia para evitar a propagação do coronavírus (covid-19).

A reabertura da via tem sido cobrada por autoridades, moradores e trabalhadores de hospedagens, gastronomia e entretenimento de Puerto Iguazú. Para o próximo sábado (25), está programado um ato unindo as populações das três fronteiras, incluindo o Paraguai. As manifestações terão como palco os marcos e nas águas dos rios Iguaçu e Paraná (AQUI para relembrar).

Abaixo os detalhes da programação de reabertura:

  • 1° de outubro: autorização de entrada de estrangeiros de países vizinhos sem isolamento. Abertura das fronteiras terrestres a pedido dos governadores ( com corredores seguros homologados pela autoridade sanitária com cota definida pela capacidade de cada jurisdição).
  • Entre 1° de outubro e 1° de novembro, aumento progressivo da cota de entrada em todos os corredores, aeroportos, portos e terreno seguros.
  • No dia 1° de novembro, a entrada de todos os estrangeiros é autorizada.
    os seguintes serão solicitados para entrada no país:
  • Calendário de vacinação completo, com data da última aplicação pelo menos 14 dias antes da chegada ao país.
  • Teste PCR negativo nas 72 horas anteriores ao embarque, ou antígeno no ponto de entrada até definido pela autoridade sanitária.
  • Teste PCR do 5° ao 7° dia de chegada até definição de autoridade sanitária.
  • aqueles que não apresentarem esquema vacinal completo, inclusive menores, deverão realizar quarentena, teste de antígeno na admissão e teste de PCR no 7° dia.
  • No momento de atingir 50% da população totalmente vacinada: o teste de antígeno não será mais realizado na admissão ( exceto para os não vacinados) e PCR nos dias 5 a 7 e a cota poderá ser levantada. dessa forma, o impacto do aumento de internações e óbitos é minimizado.