Browsing Category

Busão Foz

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Aplicativo que auxilia gestão de núcleos de ostomizados é desenvolvido em parceria do PTI-BR

A fim de colocar em prática uma antiga ideia, o Núcleo de Inovação Ciência e Tecnologia (NICT) da Gastroclínica Cascavel, no Paraná, inscreveu-se na segunda edição do Desafio Inova Oeste, promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), e o resultado dessa parceria foi a criação de uma plataforma de gestão de núcleos de ostomizados. O sistema é em formato de aplicativo para smartphone.

Os núcleos de ostomizados são locais físicos compostos por profissionais voluntários ou profissionais de órgãos públicos, que juntos têm o propósito de orientar e apoiar pacientes ostomizados. Geralmente o espaço é composto pela equipe de enfermagem, assistente social, fonoaudiólogos, psicólogos, médicos e demais profissionais que abraçam a temática. Junto com a Gastroclínica Cascavel, à frente deste projeto, está o Núcleo Regional dos Ostomizados do Oeste do Paraná, referência nacional em modelo de gestão.

O aplicativo Ostomiza foi criado com o objetivo de automatizar a gestão de núcleos de ostomizados, por meio de um sistema criado em formato de aplicativo de celular. Seu público-alvo são os núcleos que cuidam de pacientes que passaram pelo processo de ostomia ── intervenção cirúrgica que permite criar uma comunicação entre um órgão interno do corpo humano e o exterior. Este procedimento tem salvado vidas e melhorado a saúde de milhares de brasileiros.

Todo brasileiro tem o direito de receber os materiais do ostoma, após a cirurgia, fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas isso não garante que as pessoas vão receber o material ideal, ou muito menos informações sobre como manipulá-los. Assim, surge o Ostomiza, um aplicativo voltado aos administradores dos núcleos de ostomizados, que dispõe de informações técnicas, jurídicas, entre outras, sobre o assunto. A ideia é que o modelo do Núcleo do Paraná seja replicado por todo o país.
 

Com o apoio técnico do PTI-BR, o aplicativo foi desenvolvido para facilitar e apoiar municípios que estão construindo seus núcleos e buscam um norte a seguir na fase de implementação. Ao montar o núcleo, o gestor adquire o Ostomiza, e recebe ali todas as informações de como deve funcionar o espaço: recursos humanos, estratégias de marketing, administração do núcleo e demais questões sobre o trato com os pacientes. Todas as informações são baseadas na experiência do case de sucesso de Cascavel, o Núcleo Regional dos Ostomizados do Oeste do Paraná. A partir da existência física do núcleo, este adquire o Ostomiza para aprender a efetivamente colocar o espaço em funcionamento.
 

O Ostomiza não é diretamente ligado ao usuário final, ou seja, o paciente ostomizado, mas sim, seus núcleos: prefeituras, hospitais, e demais instituições interessadas. Após a aquisição do aplicativo por parte do núcleo, os usuários serão vinculados a ele e poderão baixá-lo para sua utilização. Portando um smartphone, é possível acessar informações sobre o assunto, dicas com cuidados adequados no período pós-cirúrgico, contato de profissionais da saúde, orientações com foco na melhoria da qualidade de vida do paciente e familiares no que condiz à reintegração social, econômica e o exercício de seus direitos, além de uma galeria de vídeos que demonstram como executar a manutenção do ostoma.
 

Para o diretor de negócios e inovação do PTI, Rodrigo Regis, é de extrema importância o desenvolvimento de projetos inovadores com o foco na qualidade de vida da sociedade. “A inovação deve ser focada no usuário e em clientes finais, levando sempre a possibilidades de novas experiências. E neste caso, quanto maior o impacto positivo para a qualidade de vida do cliente, maior a possibilidade de escalabilidade e sucesso dessa solução.”.

A gerente de projetos do NICT da Gastroclínica, Aline Ducatti, comenta sobre o foco do projeto. “Nossa meta com o Ostomiza é fornecer um sistema de gestão ágil e específico para esta área de atendimento da saúde, além de gerar receitas oriundas da comercialização da solução, possibilitando a manutenção da qualificação das pessoas que realizam as atividades de atendimento a ostomizados, e fazer com que diversas famílias tenham suas vidas melhoradas e seu retorno às atividades diárias normais, buscando reintegrar essas pessoas à sociedade”.
 

Com a participação do Parque Tecnológico, os profissionais à frente do app receberam treinamentos, mentorias, auxílio em planos de negócios e de marketing, além de todo apoio no desenvolvimento do aplicativo.

Atualmente o Ostomiza está nas etapas finais de validação e ajustes de formatação. O aplicativo será disponibilizado para sistemas Android e iOs, mediante aquisição dos núcleos.

As informações são de Parque Tecnológico Itaipu

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Mais de 5,5 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Foz

Primeira fase da campanha, que engloba crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, gestantes e puérperas, segue até o dia 10 de maio

Em Foz do Iguaçu, 3.261 crianças de 6 meses a menores de 6 anos receberam a vacinação contra a Influenza desde o início da campanha, em 12 de abril. O número, apesar de expressivo, representa apenas 16% deste público, formado por 22.022 crianças. Neste período também foram imunizados 1.711 profissionais da saúde (19%), 465 gestantes (14%) e 88 mulheres em período pós parto – puérperas (16%).

O agendamento on-line segue disponível no site da Prefeitura de Foz do Iguaçu. As 20 unidades de saúde também ofertam a vacinação para a busca espontânea, ou seja, sem a obrigatoriedade do cadastramento. A meta da Secretaria de Saúde é vacinar 90% dos grupos prioritários.

“A vacinação acontece nas 20 unidades de saúde que não estão atendendo casos covid, então é importante que a população busque o serviço. A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença. Adotamos todas as medidas de segurança para evitar outros contágios e realizar uma vacinação segura para a população e as equipes de saúde”, afirma a secretária de saúde, Rosa Maria Jeronymo.

Na segunda fase, de 11 de maio a 8 de junho, a vacinação abrangerá idosos a partir de 60 anos e professores das escolas públicas e privadas. Na terceira etapa, de 9 de junho e 9 de julho, estão: pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privadas de liberdade e adolescentes e jovens em medias socioeducativas.

Conforme lembrou a coordenadora do Programa de Imunização, Adriana Izuka, a influenza também leva a hospitalização em grupos mais vulneráveis. “Temos casos da Influenza todos os anos, que leva a hospitalização e até o óbito em grupos de maior risco para complicações. Com a oportunidade de se proteger, é importante que esta população busque a unidade de saúde e garanta a imunização”.

Vacinação

Fazem parte do público-alvo da campanha, nesta primeira etapa, 22 mil crianças de 6 meses a menores de 6 anos; 3.317 gestantes; 545 puérperas e 8. 838 trabalhadores da saúde. Para receber a vacinação, será necessário levar a carteira de vacinação (se tiver) e documento com foto. Para trabalhadores da saúde é necessário comprovar vínculo trabalhista. Trabalhadores da saúde de hospitais de Foz serão vacinados no local de trabalho.

Busão Foz, Cascavel, Saúde,

Seis casos de raiva bovina em Cascavel

Casos fazem divisa também com parte sul do município de Corbélia

A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária) de Cascavel informou que os casos de raiva bovina registradas no município subiram para seis (6). O primeiro caso foi registrado no dia 26 de março, na localidade de Colônia Barreiros, próximo à BR-369, sentido Corbélia. Agora, a abrangência aumentou, atingindo: Reassentamento São Francisco, Lago Azul, Colônia Melissa, Centralito, Colônia Esperança e Distrito de São João do Oeste. O município de Corbélia também já começou a ser atingido. “Há um único caminho: a vacinação”, recomendou Paulo Vallini, diretor secretário do Sindicato Rural de Cascavel e presidente do Comder (Conselho de Desenvolvimento Rural de Cascavel).

A raiva em animais herbívoros é uma das preocupações constantes dos pecuaristas da região Oeste do Paraná. Os casos acometem os rebanhos de bovinos, equinos e ovinos dos municípios ao entorno do Parque Nacional do Iguaçu e também dos mais afastados. Transmitida principalmente pela espécie de morcego hematófago (se alimenta de sangue) Desmodus rotundus, a zoonose (que também passa para humanos) precisa ser dada atenção. Vale lembrar que ela é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida para humanos.

Os sinais compatíveis com suspeita de raiva nos herbívoros são o isolamento, perda de apetite, salivação abundante, perda de equilíbrio e consequentes quedas, opistótono (estiramento do pescoço), entre outras. “É importante destacar que a raiva nos herbívoros é a paralítica e não a raiva furiosa, como nos cães. Quando um médico veterinário identifica animais com sintomatologia de doenças nervosas, ele precisa informar obrigatoriamente a Adapar.

A médica veterinária da Adapar de Cascavel, Luciana Monteiro, destacou que todos os produtores com bovinos, equinos, ovinos e caprinos devem vacinar os animais e fazer o reforço 30 dias depois.

Luciana reforçou que é necessário contatar a Adapar se o produtor verificar os sintomas nos animais e se descobrir abrigos de morcegos. Telefones: (45) 2101-4955, 2101-4961, 2101-4968.

Orientação para a saúde humana

A Secretaria de Saúde orienta que as pessoas que nos últimos meses tiveram contato com a saliva desses animais (suspeitos ou confirmados) com as mãos desprotegidas, procurem atendimento médico (USF Lago Azul e na UPA Veneza nos finais de semana ou assistência particular), para que um médico avalie a necessidade da vacinação antirrábica. Mantenha os cães e gatos vacinados e procure atendimento médico em caso de mordidas ou arranhões por cães, gatos e morcegos. Telefone de contato do Setor de Zoonoses para orientações: 3902- 1769 ou plantão 98804-7211.

Telefone de contato do ambulatório antirrábico para orientações sobre a vacina em humanos: 3392- 6408.

Busão Foz, Coronavírus no Paraná, Destaques, Foz do Iguaçu,

Foz do Iguaçu avança na vacinação de idosos contra a Covid-19

Nesta terça-feira (20), 1.470 idosos com 62 anos receberão a primeira dose na sede da Vigilância e no Shopping Catuaí. Mais de 3 mil pessoas receberam a segunda dose nesta segunda-feira (19)

A campanha de vacinação contra a Covid-19 segue avançando em Foz do Iguaçu. Somente nesta segunda-feira (19) 3.120 pessoas receberam a segunda dose e completaram a imunização. Nesta terça (20) receberão a primeira dose 1.470 idosos com 62 anos ou mais na sede da Vigilância em Saúde e no Shopping Catuaí Palladium, em formato drive-thru.

Ao todo, Foz do Iguaçu recebeu 59.151 doses dos imunizantes e aplicou até segunda-feira (19) 45.589. Foram 32.827 de primeira dose e 12.762 de segunda dose.

“Estamos com a vacinação contra a Covid e a Influenza em andamento, além de todos os atendimentos que estão mantidos nas unidades de saúde, por isso, eventualmente podemos ter algum problema, mas que rapidamente é resolvido”, afirmou a secretária de saúde, Rosa Maria Jeronymo.

“Hoje vamos vacinar quase 1.500 pessoas de primeira dose e o atendimento está bem mais tranquilo. Fizemos parceria com o Exército, que nos auxiliará em caso de filas e estamos a cada dia nos reorganizando para garantir a imunização dos iguaçuenses”, completou.

A meta da Secretaria da Saúde é completar ainda este mês a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais, para dar continuidade ao cronograma dos demais grupos prioritários. “Dependemos do envio de novas doses pelo Governo do Estado. A medida em que chegarem, vamos reduzindo a idade até os 60 anos”, afirmou Rosa.

A estimativa populacional deste grupo (60 a 64 anos) é 10.400 pessoas, com base na campanha de imunização contra a Influenza do ano passado. Essa é a maior população entre os grupos de idosos no município. Em todo o Paraná, foram vacinadas mais de 39 mil pessoas entre 60 e 64 anos.

Agendamento on-line

Com o agendamento online da vacinação – tanto para a primeira, quanto para a segunda dose – o município conseguiu otimizar o serviço, facilitando a vida do morador e organizando os pontos de vacinação. As pessoas que não tiverem acesso à internet ou tiverem dificuldade em acessar o sistema devem procurar uma unidade de saúde para fazer o agendamento.

Através do site http://vacinacao.pmfi.pr.gov.br, além de agendar a vacinação, é possível ter acesso a informações sobre a campanha, tirar dúvidas sobre a imunização, acompanhar o vacinômetro e ainda enviar elogios ou sugestões sobre o atendimento.

Enquanto o município aguarda o envio de novas remessas dos imunizantes, o agendamento para a primeira dose está temporariamente suspenso.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Em Foz do Iguaçu, visita à Itaipu é opção de entretenimento seguro neste feriado de Tiradentes

O feriado desta quarta-feira (21), Dia de Tiradentes, oferece a oportunidade de explorar atrativos turísticos de Foz do Iguaçu, com segurança e menos movimento do que aos fins de semana. Quem visitar os atrativos de Itaipu nesta data terá à disposição três opções de passeios seguros e com a vantagem da gratuidade para moradores lindeiros ao lago de Itaipu (mediante comprovação de endereço).

O Complexo Turístico Itaipu (CTI) está preparado para receber visitantes neste feriado que, mesmo breve, pode ser muito proveitoso. É possível reservar a ocasião para passar o dia todo na usina para relaxar, aprender e se deslumbrar com a magnitude de Itaipu. No Refúgio Biológico Bela Vista, é possível conhecer mais sobre essa reserva ambiental e os programas de reprodução de espécies ameaçadas de extinção, como a harpia e a onça-pintada, ambos reconhecidos pelos bons resultados. Além de educativo, o lugar é cheio de belezas, uma chance de contato com a natureza.

Foto: Kiko Sierich

O passeio tem 2h15 de duração. Depois, o visitante pode fazer o roteiro panorâmico, que permite uma visão geral da usina, incluindo a barragem e o Edifício da Produção. No trajeto, você verá o lago da Itaipu e o Mirante Central, onde pode garantir sua selfie no principal cartão-postal da maior usina em geração acumulada de energia, uma das maravilhas da engenharia moderna. A duração média é de 1h10.

Para fechar o roteiro, a sugestão é aprender mais sobre a história da região e da Itaipu, no Ecomuseu. O espaço oferece, ainda, uma experiência inesquecível a partir do Ciência na Esfera. Na sala, o visitante verá a projeção de dados oceanográficos, atmosféricos, geológicos, ecológicos, entre outros, diretamente em uma esfera gigante. As sessões são realizadas das 10h20 às 17h, a cada 20 minutos, com lotação máxima de nove pessoas. O tour pelo Ecomuseu tem duração livre, mas a média de permanência é de duas horas. Se quiser fazer uma pausa entre os passeios, o bistrô instalado no Centro de Recepção de Visitantes oferece refeições e bebidas (custo separado do valor dos passeios). O almoço no sistema de buffet é servido das 11h às 14h.

Quem gosta de suvenirs pode dar uma passadinha na loja cheia de artesanatos locais e lembrancinhas da hidrelétrica, um orgulho de brasileiros e paraguaios. O CRV também tem opção de guarda-volumes. Ficou interessado(a)? Venha passar o Dia de Tiradentes na Itaipu. Confira os serviços e horários de atendimento e planeje-se. Lembrando que o uso de máscara é obrigatório em todos os passeios e que o CTI possui a certificação de responsabilidade sanitária e selo de ambiente protegido contra a covid-19. 

Serviço 

•Itaipu Panorâmica: saídas a cada uma hora, entre 9h e 16h;

•Itaipu Refúgio Biológico: saídas 9h30, 10h30, 13h30 (saída extra), 14h30 e 15h30, esses passeios precisam ser agendados por meio do telefone (45) 3576-7000 ou pelo WhatsApp 991319119; e

•Itaipu Ecomuseu: das 10h às 17h com entrada livre, sem necessidade de agendamento. 

Para informações detalhadas e compra de ingressos, acesse: https://www.turismoitaipu.com.br/pt

Busão Foz, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu confirma mais dois óbitos registra 107 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 20/04/2021, 107 casos de covid-19. No total, são 33.140 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 31.926 pessoas já estão recuperadas.

Dos 107 novos casos, 51 são mulheres e 56 homens, com idades entre 11 meses e 87 anos. Entre eles, 96 estão em isolamento e 11 internados.

Do total de casos ativos, 312 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 161 estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou 2 óbitos em consequência da covid-19. As vítimas são 2 homens de 64 e 67 anos. No total, foram 741 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

No PDF abaixo a íntegra do Painel Coronavírus

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu,

Serviços essenciais serão mantidos durante o feriado de Tiradentes em Foz

Não haverá atendimento nas repartições públicas da Prefeitura de Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (20)

Devido ao feriado nacional de Tiradentes, nesta quarta-feira (21), as repartições públicas de Foz do Iguaçu e as unidades básicas de saúde estarão fechadas, com retorno das atividades na quinta-feira (22). A coleta seletiva também estará suspensa. A orientação é que os moradores da Vila A, Jardim Ipê, KLP E Lancaster armazenem os recicláveis até a próxima semana.

Os serviços considerados essenciais, como coleta de lixo orgânico, limpeza pública, saúde (urgência e emergência) e segurança funcionarão normalmente.

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Walter Cavalcante Barbosa, no Morumbi, mantém o atendimento 24 horas, exclusivo para casos de covid-19. A Unidade de Saúde Padre Ítalo, no Porto Meira, funciona durante todo o feriado para atendimentos clínicos, incluindo casos suspeitos de dengue. A UPA João Samek, no Jardim das Palmeiras, atende casos gerais de urgência e emergência e também funcionará normalmente.

A central do Plantão Coronavírus funciona todos os dias para orientações ou encaminhamentos para a coleta do exame RT-PCR. Os moradores podem entrar em contato via telefone: 0800 645 5655 (ligação gratuita) ou (45) 3521-1800 (WhatsApp e ligações).

Turismo

Os atrativos turísticos de Foz do Iguaçu estarão abertos durante o feriado e podem atender até 50% da capacidade de público, conforme previsto em decreto. Informações turísticas podem ser obtidas pelo telefone: 0800 045 1516.

Busão Foz, Coronavírus, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Fonoaudiólogos do Hospital de Foz do Iguaçu têm papel fundamental na recuperação de pacientes com covid-19

Trabalho desempenhado pelos profissionais ajuda a reestabelecer a fala e dar maior tranquilidade aos pacientes, que podem voltar a conversar com suas famílias

A equipe de fonoaudiologia do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, referência no atendimento aos casos de covid-19, tem desempenhado um papel fundamental para a recuperação das pessoas infectadas pelo coronavírus. O trabalho para devolver a fala daqueles que são intubados é essencial para dar mais tranquilidade aos pacientes, que podem voltar a conversar com suas famílias por chamada de voz.

Os cinco fonoaudiólogos que atuam no Hospital Municipal atualmente integram uma equipe multidisciplinar que oferece aos pacientes um cuidado integral no dia a dia da unidade hospital, com orientações, avaliações e um trabalho de reabilitação, para que possam ter uma recuperação mais rápida.

Assim como os demais profissionais da instituição, a equipe de fonoaudiologia precisou se adaptar a uma rotina mais intensa e desafiadora no enfrentamento à pandemia da covid-19. Os fonoaudiológicos atuam com foco na reabilitação da disfagia, que é a dificuldade para engolir, e a redução do risco da broncospiração, quando alimentos, líquidos, saliva ou vômito são aspirados pelas vias aéreas.

De acordo com a coordenadora da equipe, a fonoaudióloga Tatiane Cruz Bernardo, o Hospital Municipal tem como diferencial neste trabalho de válvulas de restabelecimento de pressão subglótica, mais conhecidas como “válvulas de fala”, que possuem um papel fundamental nas estratégias de reabilitação. “Além de reduzir as broncoaspirações por saliva e suas complicações, esssas válvulas permitem uma alimentação mais segura, reduzindo a necessidade de múltiplas aspirações traqueais diárias, auxiliando no processo de desmame do oxigênio e decanulação”, explica a fonoaudióloga.

A fonoaudióloga complementa que “todo esse processo vem a favorecer a alta hospitalar, ajudando a devolver a voz ao paciente que consegue, por exemplo, falar com a família por uma chamada de vídeo, sentindo-se mais tranquilo e seguro, mesmo ainda traqueostomizado”.

Para o diretor-presidente do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, Sergio Fabriz, o trabalho de todas as equipes multidisciplinares, como a de fonoaudiologia, é complementar e fundamental para a recuperação dos pacientes com covid-19. ”Mais do que nunca, entre as equipes há um respeito mútuo, uma valorização de cada especialidade, priorizando e garantindo uma assistência integral e eficaz aos pacientes”, avalia Fabriz.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Foztrans inicia operação de transporte alternativo para atender usuários do transporte coletivo de Foz do Iguaçu

Medida tem como objetivo reduzir prejuízos à população devido à paralisação dos trabalhadores, que reivindicam aumentos salariais; Consórcio pleiteia aumenta de tarifa, mas prefeitura não pretende onerar os usuários neste momento

O Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans abre na manhã desta terça-feira (20) o cadastramento de motoristas interessados em atuar no transporte alternativo para atendimento dos usuários do transporte coletivo nos horários intermediários, em virtude da paralisação dos trabalhadores.

Devido à greve, os ônibus estão circulando somente nos horários de pico – até às 9h, ao meio-dia e depois das 17h. Para suprir a necessidade da população o Foztrans fará a autorização de 50 veículos para circular nos horários intermediários.

Na manhã de segunda-feira (19), a Prefeitura de Foz do Iguaçu participou da terceira reunião sobre a paralisação com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sintrofi) e o Consórcio Sorriso – responsável pela operação das linhas na cidade. Os trabalhadores querem aumentos salariais, enquanto o consórcio pleiteia o aumento da tarifa do transporte.

A Prefeitura está analisando o pedido, mas não pretende, por hora, onerar os usuários do transporte, que vêm reclamando da qualidade do serviço prestado, e também em razão das dificuldades impostas pela crise econômica motivada pela pandemia da covid-19.

Foram feitas duas reivindicações pela administração municipal. A primeira para que fosse mantido o aumento da frota nos horários de pico para garantir que não haja aglomeração e evitar a transmissão do coronavírus. A segunda foi para que nos horários intermediários fosse mantida 30% da frota.

Quanta à primeira condição apresentada, o Consórcio Sorriso não se manifestou. No tocante à manutenção de 30% da frota nos horários intermediários, a solicitação ainda está em análise pelo Consórcio Sorriso, que estuda a viabilidade da operação. No entanto, o Foztrans considerou as reiteradas reivindicações da população e autorizará, a partir desta terça-feira, o transporte alternativo, até que seja restabelecida a normalidade da operação do transporte coletivo.

Busão Foz, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Colorido dos tapumes da obra do Gramadão, iniciativa de Itaipu, atrai registros fotográficos e selfies

São 800 metros quadrados de tapumes grafitados com diferentes desdobramentos de temas relacionados a gentilezas urbanas, nome do projeto

Quem passa pela Rua Perdigão, transversal à Avenida Sasdelli, na Vila A, vê uma transformação do local. O espaço virou uma galeria a céu aberto com os tapumes coloridos instalados em torno da revitalização do Gramadão da Vila A, de Itaipu. O trabalho foi feito pelos artistas da Companhia de Teatro Amadeus. A iniciativa é da usina de Itaipu.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, esse projeto, além de trazer embelezamento numa época que as pessoas precisam tanto serem acolhidas, é também uma forma de garantir um atrativo turístico até que a reforma do Gramadão de Itaipu esteja pronta. A estimativa é que a obra seja entregue para a população em outubro.

“Com as obras finalizadas, entregaremos um parque completo para nossa gente. O Gramadão formará, juntamente com outros espaços, que já contam com ciclovias e pistas de caminhada, uma espécie de Central Park para os moradores e turistas e, em especial, os paraguaios e argentinos que gostam muito do local”, reforça.

São 23 tapumes, que totalizam 800 metros quadrados de imagens de diferentes desdobramentos de temas relacionados a “Gentilezas Urbanas”, nome do projeto. Muitas pessoas estão aproveitando para fazer uma paradinha no local, tirar fotografias e selfies. O projeto também abrange a própria Sasdelli e uma parte da Avenida Paraná.

A gerente de Gestão da Comunicação Social da Itaipu, Teresa Raquel Angheben, quis fazer um passeio diferente no domingo (18) e foi visitar o local com a filha Milena, de 7 anos. Milena não resistiu aos grafites e quis fazer poses em vários pontos da grafitagem. Imagens que já estão nas redes sociais da mamãe toda orgulhosa.

A ideia da grafitagem nasceu ainda no final do ano passado, para garantir frentes de trabalho para profissionais que perderam empregos em decorrência dos problemas econômicos e sociais provocados pela covid-19. Pouco a pouco, Itaipu buscou alternativas para diminuir esse impacto, com uma espécie de força-tarefa.

As obras de Itaipu, com investimentos na ordem de R$ 2,5 bilhões, geram mais de dois mil empregos no total.

Fotos: Teresa Angheben.