Browsing Category

Cultura

Cultura, Curitiba, Destaques, Geral,

Em Curitiba, Fagner vai ao O Torto

O cantor Raimundo Fagner está em Curitiba onde se apresenta neste sábado (17) dentro do Sesi Música, projeto do Sesi Cultural do Paraná, em comemoração aos 45 anos de carreira.

Nesta sexta-feira (16), Fagner aceitou convite dos amigos e visitou o Arlindo Ventura, o Magrão, do O Torto Bar, boteco no entorno do tradicional Largo da Ordem da capital paranaense.

No bar temático, em homenagem ao eterno craque do futebol Garrincha, o Anjo de Pernas Tortas, Fagner foi recebido pelo proprietário Magrão.

Como mostra a foto, ele estava acompanhado do técnico de futebol Levir Culpi, o presidente da Abrabar, Fábio Aguayo e o advogado Carlos Zucolotto Junior.

Curta um clássico do compositor Raimundo Fagner

Brasil, Cultura, Destaques, Economia, Internacional, Turismo,

Marco das 3 Fronteiras chega a 1 milhão de visitantes

O Marco das 3 Fronteiras deve bater a marca de um milhão de visitantes até a próxima terça-feira, 20 de agosto. O monumento histórico, que completou 116 anos em 2019, passou por uma grande revitalização, com investimentos de aproximadamente R$ 30 milhões do Grupo Cataratas.

O atrativo caiu no gosto de turistas e moradores. Desde sua reinauguração, em 20 de dezembro de 2017, brasileiros e povos de mais 153 países passaram a visitar o local turístico. Brasileiros, argentinos, paraguaios, chilenos, peruanos, chineses, colombianos, estadunidenses, franceses e uruguaios lideram o ranking de nacionalidades que mais visitaram a atração turística.

O Marco é um daqueles lugares singulares do mundo. O atrativo está localizado no encontro dos rios Paraná e Iguaçu, este que dá o nome à cidade de Foz. O monumento demarca a fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, sendo reconhecido como um patrimônio histórico e cultural da região.

Dos visitantes brasileiros, os paranaenses lideram o ranking, seguidos pelos paulistas, fluminenses, catarinenses, gaúchos, mineiros, pernambucanos, cearenses e baianos. A cada ano que passa, o Marco contagia visitantes de cada canto do Brasil, mostrando todo o potencial deste lugar, que representa tão bem toda a história e diversidade de Foz.

A satisfação dos visitantes pode ser vista em cada relato de amor pelo local, como conta Solange Kirtz, após desfrutar todas as emoções que o ambiente proporciona. “Fiquei encantada com a arquitetura, a apresentação cultural dos três países, a organização e a limpeza. Um cenário belíssimo de se ver.”

Potencial para continuar crescendo – Com opções de lazer para toda a família, o Marco é um atrativo imperdível de se visitar em Foz do Iguaçu. Se durante o dia o visitante tem a magia do encontro dos rios e a tranquilidade da natureza, no fim da tarde há o pôr do sol; e à noite, a vivência das atrações culturais, a iluminação e todo o encanto da fronteira.

Reconhecido como uma das melhores opções para moradores e para quem visita a cidade, o Marco tem ainda muita capacidade de crescimento, o que ajudará no desenvolvimento do turismo de Foz do Iguaçu, como destaca Adélio Demeterko, diretor da Cataratas do Iguaçu S.A. “O Marco contribui para a nossa oferta turística com bons serviços, eventos, entretenimento, cultura e lazer, integrando os turistas e moradores de Foz. Estamos trabalhando para ampliar ainda mais esta oferta para os próximos anos.”

Parceria público-privada – O sucesso do Marco das 3 Fronteiras é resultado da concessão da Prefeitura de Foz do Iguaçu ao Grupo Cataratas, empresa fundada na cidade, no ano de 1999, e que desde 2016 é responsável pela revitalização e gestão do atrativo, colaborando para o desenvolvimento do turismo em Foz do Iguaçu.

Com quase quatro anos de concessão, o grupo já realizou cerca de R$ 30 milhões em investimentos, transformando todo o ambiente em uma referência cultural e turística. A parceria, que tem duração inicial de 15 anos, é um exemplo nacional de como o turismo pode ser valorizado, respeitando a natureza e gerando empregos à comunidade local.

Uma história marcante – Um dos principais símbolos da região de Foz do Iguaçu, o obelisco do Marco das 3 Fronteiras foi erguido para celebrar a paz entre os povos. Foi inaugurado em 20 de julho de 1903 – cerca de 11 anos antes da emancipação política da cidade, em 1914, e estabelece a soberania e o limite territorial do Brasil com a Argentina e o Paraguai.

Vale destacar também que Foz do Iguaçu está no centro das 30 reduções jesuíticas identificadas no Cone Sul, sendo sete no Leste do Paraguai e 14 no Norte da Argentina. Os jesuítas e os índios guaranis habitavam esta região, que hoje integra parte do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Neste território, eles construíram um bem-sucedido sistema social que integrou mais de cem mil pessoas.

Essa história está representada na arquitetura do Marco com a Vila Cenográfica, uma homenagem às missões jesuíticas. Logo na entrada do atrativo, o visitante se depara com a fachada da vila. Ao caminhar pelas praças e ambientes do complexo turístico, o público “viaja no tempo” com a ambientação histórica do local em que viviam esses índios e padres nos séculos 16 e 17.

Créditos de fotografias: Kiko Sierich

Serviço:
Marco das 3 Fronteiras
Funcionamento: aberto todos os dias das 14h às 22h
www.marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br
Telefone: +55 (45) 3132-4108

Canais nas redes sociais
WhatsApp: +55 (45) 99137-3444
Facebook: @Marco3Fronteiras.Brasil
Instagram: @Marco3Fronteiras
Twitter: @Marco3Fronteira

Imprensa contato
imprensa@marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br

Marco das 3 Fronteiras

Brasil, Cultura, Estadual, Geral,

Observatório Social de Foz do Iguaçu participa do Concurso Nacional de Boas Práticas

Foz do Iguaçu está participando do Concurso Nacional de Boas Práticas do Observatório Social Brasil.
O vídeo já está disponível no YouTube (assista abaixo). Vencerá o vídeo com mais “likes”.
Para votar é fácil:

1 – Faça o login no Youtube.
2 – Acesse o link: https://youtu.be/1byKPWO5EYA
3- Clique na mãozinha para dar “like” no vídeo 👍🏻

Cultura, Curitiba, Destaques, Economia, Geral, Justiça,

Assembleia conjunta debate parcerias, gestão e soluções para resíduos sólidos em empreendimentos de gastronomia

Reunião será na segunda-feira (19), a partir das 15h na antiga Mesbla da Boca Maldita de Curitiba

As técnicas de gestão com melhores resultados e soluções para lidar com resíduos sólidos em estabelecimentos estarão em destaque na assembleia mensal da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), SindiAbrabar e Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento, Lazer e Similares do Paraná (Feturismo).

A reunião conjunta, a partir das 15h da segunda-feira (19), será na sede do Centro Universitário Sociedade Educacional de Santa Catarina, a UniSociesc no Palácio Avenida, na antiga Mesbla da Boca Maldita no centro de Curitiba.

A pauta prevê três apresentações em formato de palestras que irão durar de 10 a 15 minutos. A intenção é repassar aos empreendedores, ações que melhorem o rendimento do estabelecimentos, reforçam Fábio Aguayo (presidente da Abrabar), Gustavo Grassi Severino (vice-presidente SindiAbrabar) e Claudio José Antunes (presidente da Feturismo).

Panorama
A primeira palestra vai tratar da condução do empreendimento tendo como aliado o Software Business ONE de Gestão, Gerência e Compra de Insumos. Serão abordadas também soluções para lidar com os resíduos sólidos, devido às exigências das Prefeituras Municipais, que podem resultar em multas e notificações pelo lixo em excesso e má destinação.

“Vamos também apresentar como andam as negociações salariais com os Sindicatos que representam os nossos trabalhadores”, adiantou Fábio Aguayo. “Para finalizar, o destaque serão as ações contra a Prefeitura sobre a nova cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) para eventos em nossos empreendimentos”, completam Gustavo Severino e Claudio Antunes.

SERVIÇO
Reunião conjunta Abrabar, SindiAbrabar e Feturismo
Dia e horário: 19 de agosto de 2019 às 15h
Onde: UniSociesc – Palácio Avenida – Rua Luiz Xavier, 40 – Centro – Curitiba
Mais informações e confirmações de presença no e-mail contato@sindiabrabar.com.br

Foto: Divulgação

Cultura, Destaques, Educação, Internacional, Turismo,

Feira do Livro 2019 traz atrações nacionais e internacionais a Foz do Iguaçu

Conceição Evaristo, Mia Couto, Zeca Camargo, Carpinejar e Miriam Leitão são destaques na programação da FILFI

Ao longo de 9 dias, o Clube Gresfi será transformado num grande palco para o maior encontro literário da região. A 15ª edição da Feira Internacional do Livro e o 2º Festival Literário de Foz do Iguaçu (FILFI) acontecem de 5 a 13 de setembro e reunirão grandes nomes da literatura na cidade.

A homenageada este ano será a escritora Conceição Evaristo, que fala ao público dia 9 (segunda-feira). Foi de autoria da escritora mineira de 71 anos, o tema adotado pela feira este ano: “Escrevivência – vivendo a literatura”.

AQUI para ver fotos do lançamento da FILFI

“A escolha pela Conceição foi natural. Aguardávamos por esse momento quando poderíamos trazer uma personalidade tão emblemática e forte quanto essa escritora, que também carrega consigo a representação da voz negra feminina na literatura brasileira”, comentou o presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues.

Entre as principais obras da escritora está “Ponciá Vivêncio”, lançada em 2003. A obra foi incluída nas listas de vestibulares de instituições em todo o país naquele ano.

Becos da Memória, Insubmissas Lágrimas de Mulheres, Olhos d´Água, também integram a bibliografia da escritora, que utiliza como temática a vivência no subúrbio e a figura feminina como protagonista da resistência à pobreza e à discriminação.

Autores
A curadoria do evento está a cargo do escritor, editor e jornalista Rogério Pereira. A programação inclui 30 escritores e escritoras como Mia Couto, Zeca Camargo, Carpinejar, Miriam Leitão, Luiz Ruffato, Cíntia Moscovich, Cristovão Tezza e muitos mais (veja na programação). Valter Hugo Mãe abre a feira no dia 5, às 20h com a mesa: A convicção da palavra.

Além da participação dos escritores (as) em palestras e mesas, as oficinas também serão ministradas por convidados especiais como o jornalista e escritor Luiz Henrique Pellanda, José Castello e do cartunista Allan Sieber. Autores locais também serão prestigiados durante o evento, com lançamentos, encontros e um sarau.

Toda a programação estará disponibilizada no site oficial do evento: www.feiradolivrodefoz.com.br e nos canais tradicionais:
Facebook: F.culturalfoz
Twitter: @CulturalFoz
Instagram: @culturalfoz
Além do site da Fundação Cultural: culturafoz.pr.gov.br e da Agência Municipal de Notícias: www.pmfi.pr.gov.br

Estrutura
O local escolhido para abrigar a FILFI mantém seu valor histórico como primeiro aeroporto da cidade. A interação entre público e escritores será disposta em espaços especiais distribuídos pela feira.

No prédio central, um grande espaço para palestras está reservado, assim como exposições, como a da Lixotec, que fará coleta de material eletrônico descartável e ministrará palestras e conversas sobre reciclagem.

No ginásio, uma feira permanente com 34 estandes fará comercialização de livros e publicações. O local também reservará espaço para a Biblioteca Municipal, assim como espaços de convivência e exposições de artistas locais.

“Queremos que esse passeio pela feira não seja apenas uma visita e sim uma experiência, por isso apostamos numa estrutura diferenciada, com brincadeiras, e atividades relacionadas à literatura”, disse a diretora cultural da Fundação, Thaisa Praxedes.

Além do ginásio, localizado ao lado do prédio histórico, salas e um domo serão instalados para receber os visitantes. Na programação oficinas, como de Clubes de Mães e contação de histórias. Seguindo pela ginásio, a arena de shows será montada para receber escritores e artistas, como a cantora Paula Lima, que se apresenta dia 12 de setembro.

Ações
Este ano uma ação em seis bairros da cidade deve atrair a atenção da comunidade. Geladeiras fora de uso foram doadas à Fundação Cultural e receberam uma nova função de artistas convidados. O projeto Mini Biblioteca Cuca Fresca, transformou geladeiras em estantes para abrigar livros que serão ofertados à população.

“Queremos levar essas geladeiras que receberam a arte para que fiquem nesses bairros e sejam um ponto onde as pessoas possam tanto escolher um livro, quanto deixar o que não utilizam mais em suas casas”, comentou Rodrigues.

A exemplo de outros anos, numa parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Vale Livro será distribuído alunos e professores da rede municipal de ensino que visitarem a feira. Ao todo, serão distribuídos R$ 400 mil em livros. “Tivemos o cuidado de planejar uma programação especial para as crianças. A distribuição do vale é um incentivo para que novos leitores criem o hábito, que possamos contribuir para isso”, confirmou Praxedes.

A Feira Internacional do Livro é uma realização da Prefeitura Municipal, através da Fundação Cultura, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos e Secretaria Municipal da Juventude. Com apoio institucional do SESC, Unioeste e Unila. Apoio da Câmara Municipal, Foztrans, Guarda Municipal, Guarda Mirim e BP3 – Lindeiros. Itaipu Binacional e Blue Park são os patrocinadores.

Programação Nacional

OFICINAS
A arte da crônica, com Luís Henrique Pellanda | 10, 11 e 12
Quadrinhos, com Allan Sieber | 11, 12 e 13
Jornalismo Cultural, com José Castello | 5, 6 e 7

Dia 5 (quinta-feira)
20h | Abertura / MESA: A convicção na palavra / Valter Hugo Mãe

Dia 6 (sexta-feira)
19h30 / MESA: Brasil: ficção e realidade /Miriam Leitão e Luiz Ruffato

Dia 7 (sábado)
15h / MESA: A arte de ver o mundo / Eloar Guazzelli e Fabiane Langona
17h / MESA: Personagens reais na ficção / Sérgio Rodrigues e Noemi Jaffe
19h /MESA: Brasil ontem e agora /Mário Magalhães e Eduardo Reina

Dia 8 (domingo)
15h / MESA: As muitas cores da palavra negro / Eliana Alves Cruz , Cidinha da Silva e Paulo Lins
17h / MESA: Violentas fronteiras urbanas / Alexandre Vidal Porto e Ana Paula Maia
19h / PALESTRA: O planeta Elza / Zeca Camargo

Dia 9 (segunda-feira)
19h30 / PALESTRA: Escrevivência, minha luta / Conceição Evaristo

Dia 10 (terça-feira)
19h30 / MESA: A cidade e os livros / Cíntia Moscovich e Cristóvão Tezza

Dia 11 (quarta-feira)
19h30 / MESA: A letra e a voz / Marcelino Freire e Jarid Arraes

Dia 12 (quinta-feira)
19h30 / PALESTRA: Só a leitura salva a relação / Carpinejar

Dia 13 (sexta-feira)
19h30 / MESA: Uma língua, vários mundos / Mia Couto

Brasil, Cultura, Destaques, Política,

Ministério Público pede rejeição de projeto que proíbe bloqueio do Whatsapp

Representantes do MP, de delegados e peritos defendem adesão do Brasil à Convenção de Budapeste sobre crimes cibernéticos

A coordenadora de grupo de apoio ao combate aos crimes cibernéticos do Ministério Público Federal, procuradora Neide de Oliveira, sugeriu a rejeição pela Câmara dos Deputados do Projeto de Lei 5130/16, que proíbe a suspensão de qualquer aplicação da internet, como WhatsApp, por decisão do poder público.

Ela participou, de acordo com a Agência Câmara, de debate na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (foto) sobre crimes cibernéticos nesta quinta-feira (15). Apresentado pelo ex-deputado João Arruda, o projeto já recebeu parecer favorável nessa comissão, onde aguarda votação.

A procuradora explicou que o WhatsApp já teve os serviços suspensos, porque desobedecia ao artigo do Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14) que prevê que o provedor mantenha os registros de acesso ao aplicativo pelo prazo de seis meses, para facilitar investigações. Hoje o WhatsApp já guarda os dados, mas isso só foi possível, segundo ela, porque há previsão legal de suspensão de serviços pelo não cumprimento da lei.

Provedores estrangeiros
Neide de Oliveira sugeriu ainda alteração no Marco Civil, que hoje prevê sanções para provedores com representação no Brasil, mas não tem como investigar ou punir provedores de aplicações sem representação no País, como o Telegram.

“Nós temos uma sugestão em relação a provedores sem representação no Brasil de que seja prevista alguma obrigação por parte deles, como indicar representante legal em território nacional para que receba e possa cumprir decisões e ordens judiciais”, disse. Hoje é necessário pedido de cooperação internacional para promover investigações envolvendo esses provedores.

Cooperação internacional
Já a procuradora Fernanda Domingos, também do Ministério Público Federal, defendeu a adesão do Brasil à Convenção de Budapeste – tratado internacional sobre crimes cibernéticos, que já conta com 63 signatários. Segundo ela, países vizinhos da América do Sul já assinaram o acordo e, se o Brasil aderir ao tratado, a cooperação internacional em crimes cibernéticos pode ser agilizada em situações urgentes. A adesão à convenção foi apoiada por todos os outros debatedores.

Para o deputado David Soares (DEM-SP), que pediu a audiência, o Brasil precisa urgentemente assinar a convenção. “É muito importante que agora nós, como parlamentares, façamos a parte política. É inadmissível que já tenhamos uma convenção adotada há 18 anos, e o Brasil não ser signatário”, afirmou.

Penas baixas
O perito Ivo Peixinho, da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, considera baixas as penas previstas na legislação para alguns tipos de crime cibernético, como o de invasão de dispositivo informático. Hoje a pena prevista para esse crime é de detenção de três meses a um ano e multa.

Segundo Ivo, os crimes de invasão estão crescendo no País, assim como o de vazamento e de sequestro de dados. Ele informou ainda que apenas em 2018 foram contabilizados R$ 3 bilhões em fraudes bancárias eletrônicas no País, fora as não notificadas. Além disso, há 40 mil ocorrências por ano de pornografia infantil – outro crime cibernético comum.

O promotor Rodrigo Fogagnolo, do Núcleo Especial de Combate a Crimes Cibernéticos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, pediu a alteração da legislação para aumentar a pena prevista para crimes cometidos em grandes proporções – por exemplo, quando trazem prejuízos de milhões.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Geórgia Moraes

Cultura, Destaques, Geral, Política,

Banda da Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebe novos instrumentos. Assista reportagem sobre entrega

A banda da Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebeu esta semana novos instrumentos adquiridos com recursos destinados pela vereadora Nanci Rafagnin Andreola.

A emenda da parlamentar garantiu R$ 27 mil utilizados na aquisição de glockenspiel, tímpano e xilofone, instrumentos que deixam o grupo muito próximo de se tornar uma banda sinfônica.

Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebe novos instrumentos musicais

A banda é formada por jovens de 14 a 18 anos contratados por empresas como aprendizes e cedidos para integrar o grupo.

A vereadora, que acompanhou a entrega dos novos instrumentos, fez questão de destacar o importante serviço social prestado pela instituição, que segundo ela, “desempenha um papel fundamental na vida dos jovens de nossa cidade”.

Assista abaixo reportagem da TV Câmara

Cultura, Destaques, Turismo,

Grupo Mabu anuncia calendário de eventos no Blue Park de Foz do Iguaçu

Artistas renomados como Alok, Melim e Michel Teló marcam presença em grandes shows no parque aquático em Foz do Iguaçu

O Blue Park, localizado em Foz do Iguaçu (PR) – está com um calendário de shows muito atraente. Até o fim de 2019, artistas de repercussão nacional pisarão no palco do empreendimento para memoráveis apresentações.

O DJ mais renomado do Brasil também vai deixar sua marca em Foz do Iguaçu. No dia 2 de novembro é a vez de Alok arrastar uma multidão e realizar um show inesquecível.
Em dezembro, no dia 21, Michel Teló invade o Blue Park para promover seu show intimista “Churrasco do Teló”, com direito a um banquete típico sulista.

Nada melhor para fechar o ano do que Melim. A banda formada por 3 irmãos conquistou o Brasil com seus sucessos “Meu Abrigo” e “Ouvi Dizer. Um show repleto de energias positivas para encerrar um ciclo e iniciar outro com o pé direito.

“São eventos importantes que mostram que o Blue Park não é apenas um atrativo turístico, mas também um espaço confortável e de diversão para toda a família. Estamos em uma praia e nada melhor do que grandes shows e festas para dar ainda mais aquele clima de litoral” disse Elvio Andrade, Diretor Geral do Blue Park.

Para mais informações sobre os eventos, acesse www.blueparkfoz.com.br

Confira nosso calendário:

  • Alok – 02/11
  • Churrasco do Teló – 21/12
  • Festa da Virada – Réveillon com Melim – 31/12
Cultura, Economia, Educação, Geral,

Educação financeira será tema de oficina promovida pela Unila na Livraria Kunda em Foz do Iguaçu

A educação financeira estará em destaque no curso que o professor Wolney de Carvalho e estudantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) irão ministrar no sábado (17), na Livraria Kunda de Foz do Iguaçu.

A oficina, com o tema “Você sabe para onde vai seu Dinheiro?” terá início às 10h30, na Rua Almirante Barroso, 1473. A participação, que é gratuita, precisa ser confirmada pelo telefone (45) 98404-1473.

A equipe que vai ministrar o curso é formada ainda por Diego Villalba e Eduarda Weber. Abaixo um apanhado sobre o tema e como surgiu a ideia do curso dentro da Unila:

“No Brasil, e no mundo inteiro se está vivendo uma crise econômica que afeta as familias, especialmente as de recursos mais escassos.

Desse modo, a Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA) abriu um espaço para o projeto de extensão, “DESMISTIFICANDO A ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA PESSOAL: uma assessoria econômico-financeira à comunidade de Foz do Iguaçu (PR)”, que busca auxiliar a comunidade de Foz.

Essa educação financeira, exposta por o professor-coordenador Wolney Carvalho e outros alunos, permite aos trabalhadores administrar melhor a contratação de novas dívidas, efetuando-as de forma mais racional.

Portanto, esse projeto de extensão tem como finalidade a busca de soluções através de assessorias de finanças pessoais/familiares e de palestras junto às escolas, bem como por meio da distribuição de cartilhas sobre o tema, focando-se nas classes C, D e E da cidade de Foz do Iguaçu (PR).”

Cultura, Destaques, Estadual, Política,

Cigarro apreendido, Biografia Ney Leprevost, música na Guarda Mirim. Veja estas e outras na CabezaNEWS

Tabaco O contrabando e descaminho de produtos falsificados continua fazendo estragos no comércio legal do Paraná e do Brasil. No final de semana, policiais militares do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) encontraram, em Entre Rios do Oeste, um depósito com 800 caixas de cigarros contrabandeados. Segundo as autoridades, a equipe realizava patrulhamento em estradas rurais quando localizou próximo a uma mata um depósito com grande quantidade do produto.

Montante O volume apreendido, ainda segundo as autoridades, representa um prejuízo, aos criminosos, de mais de R$ 1 milhão. Após busca rápida nas proximidades as equipes localizaram um homem suspeito. O produto foi levado para a Receita Federal de Foz do Iguaçu.

Música A Guarda Mirim de Foz do Iguaçu vai receber, nesta segunda-feira (12), novos instrumentos musicais para compor o acervo do da Oficina da Música Laudiceia Braga Rodrigues. O ato está programado para às 15h.

Emenda De acordo com o presidente da entidade, Hélio Cândido do Carmo, os instrumentos foram adquiridos com uma emenda paramentar aprovada pela vereadora Nanci Rafagnin Andreola.

Biografia O secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) do Governo do Paraná, deputado federal Ney Leprevost, está entre as personalidades biografadas no livro “Vozes do Paraná 11”, escrito pelo jornalista Aroldo Murá Haygert, que será lançado hoje (12), às 19 horas, na Sociedade Garibaldi, em Curitiba.

Fica Adianta o Blog do Tupan que a prefeita Marlene Revers (PSDB), de Quedas do Iguaçui, obteve liminar para permanecer no cargo até pelo menos nos próximos 90 dias. A sessão de posse do substituto, que seria hoje, foi cancelada.

Mais um Cláudio Osti informa que mais um candidato está de olho na cadeira do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP). O ex-secretário de Gestão no governo Kireeff, Rogério Carlos Dias, ex-servidor da Polícia Federal, também se inscreveu para o processo seletivo dos candidatos do Partido Novo. Além dele, o empresário Nelson Tsukahara também está inscrito.

De volta O vereador Luiz Queiroga, que teve o mandato cassado em julho de 2017, é o quarto parlamentar a retornar à Câmara de Foz do Iguaçu, por decisão da Justiça. A posse, para o retorno às funções no legislativo, deverá ocorrer na manhã desta terça-feira (13), segundo a defesa do edil.

Ronildo Pimentel
Editor