Browsing Category

Curitiba

Leia as últimas notícias sobre Curitiba no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Curitiba, Política,

Eleições 2020: Dez candidatos devem concorrer a prefeitura em Curitiba

Além do atual prefeito Greca, a lista traz deputados, médicos, empresários, professores e estudantes

Até agora, Curitiba conta com dez pré-candidatos anunciados na disputa pelo Palácio 29 de março. Além do atual prefeito Rafael Greca (DEM), que deve concorrer à reeleição, a lista traz quatro deputados federais: Ney Leprevost (PSD), Luizão Goulart (Republicanos), Gustavo Fruet (PDT) e Christiane Yared (PL).

Também mostram intenção de concorrer: o deputado estadual Fernando Francischini (PSL), o empresário João Arruda (MDB), o professor universitário Paulo Opuskaz (PT), o médico João Guilherme Moraes (Novo) e a estudante de direito Camila Lanes (PCdoB).

Por: Ric Mais

Curitiba, Destaques, Saúde,

Dono da rede Condor de supermercados, Joanir Zonta, estaria internado na UTI com Covid-19

O dono da rede Condor de supermercados, Joanir Zonta, estaria internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com quadro clínico agravado de Covid-19, infecção do novo Coronavírus.

Apoiador declarado do presidente Jair Bolsonaro, desde a campanha eleitoral, Joanir Zonta é presidente da Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e pai do ex-piloto de F1, Ricardo Zonta.

O local onde o empresário está internado ainda não foi confirmado pela fonte do blog.

Curitiba, Destaques, Geral,

Prefeitura de Curitiba fecha shoppings por atendimento controlado e revolta entidades do setor

Setor cobra isonomia e possibilidade de trabalhar em sistema de delivery, take away ou drive-thru

A Prefeitura fechou esta semana, quatro shoppings de Curitiba que atuavam com atendimento controlado de delivery, take away ou drive-thru. A medida, com multas que podem chegar a R$ 4 mil, revoltou as entidades representativas do setor. As regras duras impostas durante a quarentena, vão tornar insustentável os estabelecimentos, afirmam.

De acordo com a Prefeitura, o decreto de quarentena durante a pandemia do Coronavírus suspende o funcionamento das estruturas. No entanto, faltou transparência na normativa, o que resultou em atuação dos shoppings Pátio Batel, Crystal, Mueller e ParkShoppingBarigui.

A presidente do ShindiShooping (Sindicato dos Lojistas do Comércio Estabelecidos em Shopping Centers de Curitiba), Carolina Assis, classificou a ação ‘um absurdo’. “E as lojas que estão trabalhando com delivery, como vão controlar isso?”, indagou Carolina. “Não tem como controlar”, disse.

“As pessoas compram pelo Instagram, pelo Facebook, aí entra só um motoqueiro no estabelecimento, pega o pedido e sai para entregar. E isso não é permitido? É um absurdo”, afirmou.

De acordo com a presidente do Sindishopping, tudo está fechado: lojas, restaurantes, shoppings, não tem ninguém circulando ou comendo nestes locais. “Agora, os restaurantes não podem entregar um produto para um motoqueiro levar na casa de alguém, mas o de rua pode operar? Qual é a diferença? Por que essa falta de isonomia?”, questionou.

Violação da isonomia

A ação da Prefeitura representa uma “violação da isonomia”, na opinião do empresário Energ Komagata, que tem restaurantes em três shoppings de Curitiba. “E o segmento pode operar na rua, por delivery, por que no shopping não poderia, já que não tem contato direto com o público, né?”, indagou.

O empreendedor disse considerar “vergonho” o que está acontecendo na capital do Paraná. “E a ação veio primeiro, depois veio o esclarecimento da Prefeitura, com material instrutivo de que o shopping não poderia operar. É bem desbalanceada esta ação”, completou.

Insustentável

A situação dos shoppings de Curitiba está cada vez mais “insustentável”, afirmou o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo. Os estabelecimentos na capital não conseguiram nem retomar 10%, que era o volume normal de clientes antes do fechamento absoluto, informou.

“E agora, com esse encerramento total brusco, vai tornar a situação insustentável, não só pra manter os empregos que estão dentro dos shoppings, mas também como manter as empresas”, enfatizou. Para Aguayo, não é necessário que os empresários sempre tenham que buscar o judiciário para resolver esse tipo de demanda, já que um diálogo poderia ajudar a resolver a situação.

“Estamos fazendo um apelo ao poder público que reveja essa posição pelo menos no atendimento por delivery. Não podemos ter o desperdício dos alimentos, muitos empresários nem conseguiram retirar seus alimentos perecíveis”, alertou. A forma como o setor vem sendo tratado, disse Aguayo, “deixa o empresariado totalmente fora de controle emocionalmente. Vamos salvar vidas e empregos”, concluiu.

Dentro das normas

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) informou, em nota, que os empreendimentos de todo o Brasil seguem as determinações previstas em decretos do Poder Público para o funcionamento de suas operações, sejam elas abertas aos consumidores ou por meio de ações como delivery e drive-thru.

“Especificamente com relação às operações dos shoppings de Curitiba, a Abrasce reforça que as atividades têm seguido as orientações do decreto do Governo do Estado e que aguarda novas decisões e diretrizes para a adequação das atividades”, ressaltou.

Curitiba, Destaques, Economia,

Operação fecha 6 estabelecimentos comerciais e apreende 1,5 mil essências de narguilé em Curitiba

Equipes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana fecharam seis estabelecimentos comerciais e apreenderam mais de 1,5 mil essências de narguilé durante fiscalizações no sábado (04) e no domingo (05) em Curitiba

As equipes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) fecharam seis estabelecimentos comerciais e apreenderam mais de 1,5 mil essências de narguilé durante as fiscalizações no sábado (04) e no domingo (05) em Curitiba. Uma pessoa acabou presa e 21 autuações administrativas foram lavradas.

De acordo com a coordenadora Operacional da Aifu, tenente Elaine Melere, as ações ocorrem em colegiado, com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Urbanismo e Secretaria Municipal de Trânsito (Setran). Neste final de semana, as equipes verificaram oito locais, dos quais seis acabaram fechados.

“Trabalhamos com base em denúncias e constatamos situações de funcionamento irregular de alguns estabelecimentos, além de encontrar materiais contrabandeados, que entraram no país de maneira incorreta, e mesmo assim eram comercializados livremente”, disse a oficial.

No sábado, o destaque do trabalho da Aifu ficou para uma abordagem a uma loja de essências e artigos de narguilé, na Avenida Marechal Floriano Peixoto, no centro da cidade. O estabelecimento estava aberto – infringindo o decreto estadual nº 4.942, e além de ter irregularidades que impediam o funcionamento, também possuía mercadorias contrabandeadas do Paraguai (1.518 essências de narguilé). O ponto foi fechado e o responsável encaminhado, juntamente com os produtos, à Polícia Federal.

Ao longo do dia foram fechados mais três comércios e lavradas 16 autuações administrativas. Os agentes de trânsito que acompanharam a operação fizeram 15 autos de infração e recolheram um automóvel ao pátio por estacionamento em vaga prioritária.

No domingo, as equipes de fiscalização encontraram a maior parte dos estabelecimentos fechados (de 18 locais, 16 estavam fechados). Mesmo assim, dois comércios que foram flagrados abertos tiveram que encerrar as atividades. Ainda no domingo, houve ainda a lavratura de 16 autos de infração de trânsito e de cinco autuações administrativas.

Curitiba, Destaques, Justiça,

SindiAbrabar entra com Mandado de Segurança contra a Prefeitura de Curitiba

Imagem anexada a representação do SindiAbrabar mostra aglomeração em feira livre de Curitiba, devidamente autorizada pela Prefeitura

O Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares (SindiAbrabar) entrou com um Mandado de Segurança com pedido de Tutela de Urgência contra a Prefeitura de Curitiba. A representação tem como base os atos “ilegais” e “abusivos” praticados pelo prefeito Rafael Greca de Macedo e sua política ao setor durante a pandemia do Coronavírus.

De acordo com Gustavo Grassi, presidente do SindiAbrabar, o Mandado de Segurança foi motivado diante do tratamento desigual dado pela Prefeitura a restaurantes e lanchonetes, se comparados a feiras livres, lojas de conveniência de postos de gasolina e supermercados.

“Não existe justificativa para impedir os restaurantes de atender seus clientes em salão, oferecendo seus produtos para consumo no local, enquanto feiras livres, supermercados e e até lojas de conveniência de postos de gasolina, que são verdadeiros cubículos, não sofrem qualquer restrição”, justificou Grassi.

Os restaurantes, de acordo com o presidente do SindiAbrabar, têm muito mais condições de aplicar as normas sanitárias de prevenção, que determinam distanciamento entre mesas, higiene, com o fornecimento de álcool gel, marcações de distanciamento e disponibilização de pias para que os clientes lavem as mãos do que os demais estabelecimentos citados.

Da mesma forma, entende o Sindiabrabar que os restaurantes também são mais fáceis de serem fiscalizados quanto às normas. A categoria já extremamente abalada desde o início da pandemia, vem sendo sistematicamente discriminada, sem qualquer justificativa, o que não é admissível, completou Grassi.

Foto: Divulgação

Curitiba, Justiça,

TJPR acata pedido de Greca e concede liminar proibindo manifestação na Prefeitura de Curitiba

O juiz Guilherme de Paula Rezende, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), acatou pedido da gestão Rafael Greca (DEM) e prorrogou os efeitos da liminar que proibiu a manifestação programada para às 10h da manhã deste sábado (04), em frente a sede da Prefeitura de Curitiba.

O ato foi convocado a partir de manifestações de empresários, trabalhadores e lideranças dos segmentos de academias, gastronomia e entretenimento nas redes sociais, diante da falta de uma política clara da Prefeitura, no período em que durar a pandemia do novo Coronavírus.

Os manifestantes, que já tiveram a primeira mobilização barrada pela Justiça há três semanas, pedem que o poder público atue em socorro das categorias, pois enfrentam dificuldades para pagar salários, aluguel e décimo terceiro devido as restriçoes de atuação impostas por decretos municipal e estadual.

A ação proposta pela Prefeitura no TJPR, foi contra as associações dos Centros de Atividade Física do Brasil (academias) e de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrabar) e “demais MOVIMENTOS e INDIVÍDUOS que se encontrarem nos locais do possível molestamento da posse, especialmente nas proximidades da sede da Prefeitura de Curitiba”, diz o despacho do desembargador.

“Estamos vivendo um momento difícil, pandemia, várias situações. Mas o que mais entristece é quando o princípio básico de uma democracia, de país livre, é o direito de expressão, de manifestação”, disse o presidente da Abrabar, Fábio Aguayo.

Curitiba, acredita o líder classista, é a única capital do Brasil a buscar no Judiciário apoio para impedir o direito da livre expressão. De acordo com Aguayo, o setor está indignado com a forma como está sendo conduzido o combate ao covid-19 em Curitiba, sem transparência e parceria com a iniciativa privada.

“Alguns setores sendo privilegiados, outros não, não tendo isonomia. É uma indignação que rasga o peito de vários empresários que não querem fazer bagunça, mas querem externar os sentimentos”, completou Aguayo.

A categoria pede linhas de crédito facilitadas para os empresários e a transferência do pagamento do 13º deste ano em 2021. A sede da Prefeitura de Curitiba, que fica no Centro Cívico da capital, está cercada por grande quantidade de viaturas e policiais militares e guardas municipais, como mostram vídeos que circula nas redes sociais.

Curitiba, Política,

Ex-prefeito de Pinhais, Luis Cassiano, é encontrado morto no interior de sua empresa

O ex-prefeito de Pinhais, Luis Cassiano de Castro Fernandes, foi encontrado morto na manhã deste sábado (04), dentro de sua empresa.

Cassiano, que estava de aniverário, também foi prefeito de Piraquara, por dois mandatos, antes da emancipação que resultou no desmembramento de Pinhais.

Em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, ele foi prefeito de janeiro de 2001 a 31 de março de 2006, quando renunciou para concorrer a deputado estadual pelo então PMDB, hoje MDB.

A causa da morte de Cassiano ainda não foi divulgada.

Em breve mais informações

Curitiba, Economia,

Donos de bares e restaurantes preparam atos relâmpagos com cruzes em frente a hospitais de Curitiba

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) prepara, para este sábado (04), a realização de manifestos relâmpagos em frente aos hospitais de Curitiba. A iniciativa é uma reação do setor a decisão da Justiça, que proibiu um ato em frente à Prefeitura, convocado para às 10h da manhã.

A intenção é mostrar para a sociedade, as dificuldades que as categorias de gastronomia e entretenimento vem enfrentando desde o início da pandemia do novo Coronavírus, sem apoio do poder público. “Estamos no pronto socorro dos hospitais, por que nosso setor pede socorro”, disse o presidente Fábio Aguayo.

Que completou: “Estamos agonizando”. Durante os atos, empresários e lideranças da gastronomia e entretenimento, irão colocar cruzes representando a morte de estabelecimentos devido à crise financeira.

O setor, que pede a abertura de linhas de crédito e adiamento do 13º salário para ser pago em parcelas em 2021, mudou a estratégia de mobilização, após o juiz Guilherme de Paula Rezende, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), acatar pedido da gestão Rafael Greca (DEM) proibindo o ato.

Curitiba, Justiça,

Em Curitiba, médica-veterinária é autuada pela polícia por maus-tratos a cães

Uma médica veterinária, profissional que deveria zelar pelo bem-estar e pela saúde dos animais estava mantendo em sua casa, no bairro Mossunguê, em Curitiba, três cães da raça Pitbull em situações precárias, em um ambiente sujo, sem água, sem comida.

Informa a CBN Curitiba, que um deles estava muito machucado, pois foi atacado pelos outros cachorros.

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) resgatou os três cães na noite de quarta-feira (1). A tutora dos animais e seu marido foram autuados em flagrante pelo crime. De acordo com o delegado da PCPR, Matheus Laiola, a polícia chegou até o casal após receber um vídeo denunciando as condições dos animais.

O cachorro machucado foi encaminhado em estado grave ao hospital veterinário pelos próprios tutores antes da chegada da polícia. Os outros dois foram para a Casa do Produtor de Curitiba, para recebem os devidos cuidados.

A médica veterinária e seu marido foram levados para Delegacia da PCPR e assinaram Termo Circunstanciado pelo crime de maus-tratos.

Foto: Reprodução redes sociais

Curitiba, Destaques, Meio Ambiente,

Com geada, Curitiba e região metropolitana têm o amanhecer mais frio do ano

Curitiba e região metropolitana tiveram a temperatura mais fria do ano no início da manhã desta quinta-feira (2). 

Na capital, os termômetros marcaram 3,7°C, em Pinhais 1,7°C e em Colombo 1,0°C, de acordo com o Sistema Meteorológico Simepar.

Em diversos pontos da capital e região metropolitana uma geada de fraca a moderada foi registrada.

No interior do Paraná, o frio foi mais intenso em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, com 0.7°C negativos.

As informações são da Banda B