Browsing Category

Destaques

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

UNILA abriga coleção de micro-organismos de interesse biotecnológico e ambiental

Acervo de fungos e bactérias permite o desenvolvimento de diversas pesquisas em áreas como Saúde, Meio Ambiente, Química e Engenharia Civil

Cerca de 500 tipos de bactérias e fungos fazem parte da Coleção de Cultura de Micro-organismos de Interesse Biotecnológico e Ambiental (CCMIBA) da UNILA. A preservação e manutenção do acervo é o ponto inicial para o desenvolvimento de um leque enorme de pesquisas. De técnicas alternativas para degradar agrotóxicos na agricultura, ao desenvolvimento de biocimentos para a construção civil, novos fármacos para tratar o câncer e até experimentos para testar a qualidade do álcool usado no combate à Covid-19 são alguns dos estudos em andamento na UNILA e que utilizam, como matéria-prima ou em alguma etapa do projeto, fungos e bactérias. E, de acordo com a curadora da CCMIBA, a professora Rafaella Costa Bonugli Santos, o potencial para o desenvolvimento de novas pesquisas é ainda maior. “Fungos e bactérias são organismos que podem sobreviver e crescer em diferentes condições, eles podem, por exemplo, viver em ambientes sem oxigênio. Durante seu crescimento, eles produzem alguns compostos que podem ser usados pelo ser humano em diversas áreas, como para produzir alimentos, tratar doenças e até para despoluir um rio ou solo”, explica.

A Coleção surgiu oficialmente em 2020 com o objetivo de manter viáveis os micro-organismos coletados por docentes e estudantes da Universidade e de instituições parceiras. Os fungos e bactérias da CCMIBA têm diversas origens. Há um acervo grande de fungos isolados que foram encontrados em plantas, troncos e no solo do Parque Nacional do Iguaçu, mas há também micro-organismos marinhos, provenientes de indústria têxtil, de esgoto, coletados de rachaduras da Usina de Itaipu e até leveduras e bactérias da Antártida.

Os organismos microscópicos são mantidos em ultrafreezers, a uma temperatura de -80ºC. Com o ultrafreezer e os meios de cultura corretos, é possível manter os organismos viáveis por um período de seis meses. Depois disso, eles precisam ser reativados e voltar a ser congelados. “Esse é um processo contínuo, que demanda pessoal capacitado e investimentos em equipamentos e suprimentos. Esse processo garante que tenhamos organismos aptos para novas pesquisas, além de projetos de extensão e atividades de ensino desenvolvidos na Universidade”, diz Rafaella Santos. A docente, que é curadora da Coleção da UNILA, fez doutorado na Coleção Brasileira de Micro-organismos de Ambiente e Indústria (CBMAI) da Unicamp.

Atualmente, a equipe da Coleção trabalha na organização e catalogação de todo o material preservado. Alguns organismos precisam passar por análises genéticas para serem identificados. “Nosso trabalho vai desde a coleta do micro-organismo em campo até a extração do material genético em laboratório para fazer o sequenciamento e identificar a espécie. Pode parecer algo simples, mas é um processo que leva, no mínimo, seis meses de trabalho”, complementa Quemili Brand, estudante de Ciências Biológicas e bolsista do CCMIBA. Os dados primários de todas as espécies identificadas irão integrar a Rede Paranaense de Coleções Biológicas (TaxOnline), que reúne coleções botânicas, microbiológicas e zoológicas de instituições de pesquisa do Paraná. A partir da TaxOnline, as informações também vão compor um banco de dados internacional, permitindo que sejam acessados por pesquisadores e pessoas interessadas em microbiologia do mundo inteiro.

Bactérias no combate à Covid-19

Nos primeiros meses da pandemia de Covid-19, quando produtos de proteção e higienização como o álcool em gel ficaram escassos no mercado, a UNILA foi responsável por produzir álcool glicerinado 80%, que foi distribuído em unidades de saúde e assistenciais de Foz do Iguaçu. A CCMIBA atuou nos testes de qualidade que garantiram a eficácia do produto.

A Coleção forneceu três bactérias – a Escherichia coli, a Pseudomonas aeruginosa e a Staphylococcus aureus – e montou o protocolo de testagem, seguindo as normas da Anvisa. Foram mais de 6 mil litros de álcool glicerinado produzido, divididos em 21 lotes, e todos os lotes passaram por testes de qualidade. “Tínhamos uma bolsista dedicada diariamente a fazer essa testagem. Foi um dos projetos com maior impacto social da Coleção até agora, refletindo a importância da universidade pública na região, que prontamente se pôs à disposição para ajudar a comunidade”, diz Rafaella.

Coleção está aberta para consultas e visitação

A Coleção de Cultura de Micro-organismos de Interesse Biotecnológico e Ambiental (CCMIBA) fornece culturas para diversas pesquisas da UNILA, na iniciação científica, em trabalhos de conclusão de curso, projetos de mestrado e de doutorado. A CCMIBA também está aberta para toda a comunidade universitária e para o público em geral. Consultas e visitas à coleção devem ser agendadas pelo e-mail [email protected] Somente serão realizadas visitas que tenham por finalidade o ensino, a educação ambiental, a pesquisa e o repasse de informações para a comunidade. Mais informações também podem ser acessadas no Instagram @ccmiba.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Governador do Paraná anuncia instalação de Museu internacional em Foz

O Brasil será o primeiro país da América Latina a estabelecer um convênio com o Centro Nacional de Arte de Cultura George Pompidou, de Paris (França), para a construção de um museu internacional. A assinatura de protocolo de intenções ocorrerá na segunda-feira (27), no Centro Executivo da Itaipu Binacional. A empresa é parceira da iniciativa.

Segundo o governo do Estado, a escolha de Foz do Iguaçu é parte da promoção do turismo da região e da política de descentralização da cultura. A negociação com o Centro Pompidou começou há dois anos, capitaneada pelo governo do Paraná.

Mais do que um museu de arte, o Centro Pompidou de Paris é um complexo cultural efervescente, que abriga biblioteca, ateliê de escultura, cinema e centro de música e estudos acústicos. É também um dos locais de encontro mais procurados por parisienses e visitantes. Além da sede francesa, o Pompidou possui “antenas”, como são chamadas suas unidades, na Bélgica, Espanha e China.

Sobre o Centro Pompidou

Instalado há 45 anos em um dos bairros mais antigos de Paris, o distrito de Saint-Merri, o Centro Georges Pompidou possui um acervo de mais de 100 mil obras e a maior coleção europeia de arte contemporânea.

Suas características estruturais, com seu projeto arquitetônico inovador, como se a estrutura estivesse às avessas (assinado pelos arquitetos italiano Renzo Piano e o britânico, Richard Rogers), atrai milhares de visitantes. Outro chamariz é o acervo permanente do complexo, composto de obras de Pablo Picasso, Henri Matisse e Vassily Kandinsky, entre outros. Hoje, o Pompidou abriga uma das melhores coleções de arte moderna e contemporânea do mundo, comparável à do MoMa, de Nova York, e ao da Tate Modern, de Londres.

Além do museu, o centro multidisciplinar promove atividades artísticas para a comunidade, com ênfase na cultura dos séculos 20 e 21.

Foto: Tlessl/Pixabay

O nome do centro é em homenagem ao presidente francês que o idealizou, Georges Pompidou, governante da França entre 1969 e 1974. A inauguração em 1977 foi feita pelo presidente Valéry Giscard d’Estaing.

Saiba mais em https://www.centrepompidou.fr/ (opções de navegação em francês, inglês e espanhol).

Destaques, Paraná, Política,

Sergio Moro tem 30% e lidera disputa para o Senado no Paraná

Segundo colocado no levantamento, o senador Alvaro Dias tem 23%

Pesquisa Instituto Real Time Big Data divulgada nesta segunda-feira, 27, mostra pela primeira vez o ex-juiz Sergio Moro na liderança para a disputa de uma vaga ao Senado pelo Paraná . O ex-ministro da Justiça aparece com 30% das intenções de votos contra 23% do senador Alvaro Dias (Podemos), responsável pela entrada do ex-magistrado na política. O deputado federal Paulo Martins (PL), aliado do presidente Jair Bolsonaro, e o ex-deputado Dr. Rosinha (PT), estão tecnicamente empatados, com 6 e 7%, respectivamente.

Em outra simulação, em que o nome de Alvaro Dias não é apresentado no cenário estimulado, Moro tem 41% dos votos e Paulo Martins, 8%. “Fico honrado pela confiança recebida do povo paranaense refletida na pesquisa para ao Senado”, disse Moro após a divulgação da pesquisa.

O levantamento foi realizado entre os dias 24 e 25 de junho, com 1500 eleitores, e tem margem de erro de 3 pontos percentuais. O ex-ministro deve anunciar sua candidatura em meados de julho, mas ainda não decidiu se será candidato ao Senado, a deputado federal, como prefere seu novo partido, o União Brasil, ou ao governo do Paraná. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número PR-06518/2022.

Sergio Moro tem 30% e lidera disputa para o Senado no Paraná
Sergio Moro: de volta ao Paraná – foto: Felipe Cruz

As informações são de Veja Abril

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Ratinho Junior e Chico Brasileiro autorizam início da urbanização do Bubas em Foz

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o prefeito Chico Brasileiro assinam na segunda-feira (27), às 15h45, no Centro Escola Bairro Francisco Bubas, os termos de compromisso para o início das obras de urbanização da Ocupação Bubas – uma grande conquista para a comunidade e para Foz do Iguaçu.

A ocupação na área do Bubas é a maior do estado do Paraná atualmente, com cerca de 1,8 mil famílias – 10 mil pessoas, segundo levantamento dos próprios moradores. Em abril deste ano, a prefeitura e o governo estadual receberam autorização judicial para fazer as intervenções necessárias e implantar serviços de água, esgoto e energia elétrica, e fazer melhorias de infraestrutura.

Desde então, foi formado um comitê para discutir as obras composto por técnicos das secretarias municipais, do Foz*habita, representantes da Copel e da Sanepar, e lideranças do Bubas. Há duas semanas, a proposta de urbanização foi apresentada aos moradores. Com essa aprovação, foi iniciada a fase de projetos, para então licitar os serviços.

Essa força-tarefa em tempo recorde vai transformar a realidade das famílias que ocupam a área na região do Porto Meira desde 2013. Os acordos que serão assinados pelo prefeito Chico Brasileiro e o governador Ratinho Junior preveem a instalação de 9.100 metros de redes de distribuição de energia; implantação de 9.200 metros de redes de distribuição de água e 8.900 metros de redes coletoras de esgoto.

As ruas internas da área serão padronizadas – com nove metros de largura, sendo 1,5 metro de calçada de cada lado; e as ruas principais, que dão acesso a outros bairros, terão 12 metros. A proposta envolve a pavimentação das vias, construção de meios-fios e obras de drenagem. A expectativa é que o início das obras seja ainda em 2022.

Ratinho Junior e Chico Brasileiro autorizam início da urbanização do Bubas em Foz
Destaques, Foz do Iguaçu, Justiça,

Presidente do STJ destaca segurança jurídica como base para desenvolvimento econômico de Foz

O Seminário “Segurança Jurídica e Desenvolvimento Econômico”, promovido pelo Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados – IEJA, com apoio da Itaipu Binacional, UDC e demais parceiros, reuniu autoridades dos setores público e privado nacionais, que discutiram aspectos relacionados aos impactos das decisões judiciais no desenvolvimento econômico no Teatro Elias Hauagge. O evento teve transmissão nacional.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), Ministro Humberto Martins expressou o papel da educação como construção para um país melhor e afirmou que “a segurança jurídica, como caminho para o desenvolvimento econômico, se faz pela estabilidade das decisões em processos judiciais semelhantes”.

Também citou a PEC da Relevância – aprovada pelo Senado Federal – que atribui competência ao STJ de julgar e fixar precedentes em questões de relevância nacional, ressaltando que não se trata de excluir o pensamento crítico do julgador, mas de “uniformizar e dar segurança que para casos iguais, decisões iguais”, declarou Martins, que também agradeceu a reitoria da UDC, através da Professora Rosicler Hauagge do Prado e do Professor Doutor Fábio Prado pela educação e a preocupação com o futuro do país.

Na ocasião do evento e da presença ilustre do Ministro do Superior Tribunal de Justiça, a Reitoria do Centro Universitário UDC, prestou uma homenagem pelas contribuições e atuações do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF) no Brasil, buscando a transformação do país. “É uma singela homenagem da nossa instituição, a um brasileiro que se destaca de forma exemplar”.

Alunos, professores da UDC Foz do Iguaçu, UDC Medianeira e convidados prestigiaram o Seminário promovido pelo Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados (Ieja), com apoios da Itaipu Binacional, do Centro Universitário UDC, da Med Arb RB, da Revista Datavenia e da RNX.

Entre as autoridades presentes estiveram o Diretor Geral Brasileiro da Itaipu Binacional Almirante Anatalicio Risden Junior, a Reitora e o Pró-reitor do Centro Universitário UDC Profa. Rosicler Hauagge do Prado e Prof. Dr. Fábio Prado, o advogado do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) Dr. Thiago de Farias, o Secretário Adjunto de Clima e Relações Internacionais do Ministério do Meio Ambiente Sr. Marcelo Donnini Freire, o Sr. Renato Mello – CEO do Instituto Ieja, bem como a Presidente do Ieja Dra. Fabiane Oliveira, a Dra. Marcia Hoffmann Diretora do Centro de Cooperação Jurídica Internacional, o Sr. Jonathan Andreis Barbiero Diretor da Minero Mix Concretos, o Procurador Geral do Município de Foz do Iguaçu Dr. Alexandre Halfen da Porciuncula e outros.

O Diretor Geral Brasileiro da Itaipu Almirante Anatalicio Risden Junior centrou o discurso na concepção do tratado da Itaipu Binacional como exemplo de segurança jurídica. O Tratado concebido há quase cinco décadas, tem garantido a gestão compartilhada da hidroelétrica e fomentado o desenvolvimento econômico regional. “A nossa Itaipu é uma grande solução de diplomacia, econômica e é exemplar na área da engenharia”, comentou. O Diretor agradeceu mais uma vez a reitoria da UDC pela oportunidade de retornar a um contato com o mundo acadêmico. “Estarmos aqui com os acadêmicos é beber da fonte da juventude. É um privilégio voltarmos a esta casa”, finalizou o Diretor da Itaipu.

O Pró-Reitor do Centro Universitário UDC, Prof. Dr. Fábio Prado, lembrou o papel da educação como transformadora de vidas e ressaltou o impacto na economia local das obras impulsionadas pela Itaipu Binacional.

O advogado do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) Thiago de Farias, destacou que a segurança jurídica não decorre apenas de decisões judiciais, mas também, de posicionamentos dos agentes políticos.

O Secretário Adjunto de Clima e Relações Internacionais do Ministério do Meio Ambiente, Marcelo Donnini Freire, frisou o impacto negativo da ausência de segurança jurídica relacionada ao meio ambiente na economia do país, e ressaltou que é um erro considerar a análise das políticas de meio ambiente sem incluir o ser humano como integrante dessa relação.

O senhor Renato Mello, CEO do Instituto Ieja destacou a importância da postura do ministro Humberto Martins em facilitar e aproximar o judiciário da sociedade, se disponibilizando para os debates públicos.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Livro de memórias da escola João da Costa Viana será lançado na próxima quarta-feira (15)

Obra faz um resgate da fundação do bairro de Três Lagoas até os dias de hoje, traz depoimentos de antigos funcionários e imagens que marcaram a história da maior escola municipal de Foz do Iguaçu

Duas salas em madeira, uma cantina e um banheiro. Apenas três professores, duas auxiliares de serviços gerais e uma merendeira para atender 139 alunos. Essa era a realidade da Escola Municipal João da Costa Viana, em 22 de dezembro de 1969, ano em que foi oficialmente fundada. Antes disso, em 1966, a escola funcionava em um barracão doado por um agricultor para atender crianças e adolescentes da região. Uma professora, de apenas 16 anos, atendia cerca de 40 alunos, todos filhos de agricultores. Nesse espaço também eram realizadas missas, aulas da catequese e matinê aos finais de semana.

Essas são algumas das histórias contadas no Livro “Memórias da Escola Municipal João da Costa Viana”, que será lançado na próxima quarta-feira (15), no Espaço Fenix, durante um evento para profissionais da educação de Foz do Iguaçu.

Escrito pelas coordenadoras pedagógicas Inês Couto Ferreira, Janaina Proensa e Salete Spengler, o livro integra o projeto “Valorizando a educação: Educando para Relações Humanas” e foi desenvolvido com o patrocínio da Itaipu Binacional.

O resgate histórico traz depoimentos de antigos funcionários e fotografias desde a formação do bairro de Três Lagoas, até os dias de hoje. A ideia de produzir o livro, conforme explicou a diretora Catia Gadonski, surgiu na festa de comemoração dos 50 anos da escola, em 2019.

“Era pra ser apenas uma festa, mas foi durante esse evento que nasceu a ideia de deixar registrada a história de todos aqueles que passaram por aqui. Com este livro, esperamos que o leitor compreenda a importância do registro histórico para que, através do passado, tenhamos a compreensão do presente e saibamos reconhecer a importância de cada um na formação desse espaço”, disse.

Transformação da escola

O livro de memórias traz detalhes de cada reforma ocorrida na instituição e o registro do número de alunos. Em 1980, eram 700 estudantes, nos anos de 1990 chegou a ter 1.900 alunos matriculados. Em 2004, passou por uma nova ampliação e recebeu sete novas salas de aula. Também foi construído, anexo à escola, o Centro de Convivência Escola Bairro Leonel de Moura Brizola, onde são realizadas atividades artísticas, esportivas e culturais até hoje. Atualmente, a maior escola municipal de Foz do Iguaçu conta com aproximadamente 1.000 alunos e 100 funcionários, sendo 71 professores.

“Também fizemos questão de resgatar lembranças de eventos importantes promovidos pela escola, como os passeios com alunos, formaturas, desfiles, apresentações culturais, feiras de ciências e tantos outros encontros que marcaram a vida deles e a nossa”, comentou a autora e coordenadora pedagógica da escola, Janaina Proensa.

Entrevistas

Para entender como a escola começou, as autoras fizeram pesquisas e entrevistas a quem viveu e presenciou os acontecimentos. Relatos de professores, como de Ana Maria Maran, que trabalhou por 40 anos na instituição, podem ser encontrados no livro, assim como da professora Neuza Weiss, que dedicou 30 anos à instituição, 9 deles como diretora. Uma galeria de fotos com todas as diretoras também está disponível, assim como o registro dos trabalhos feitos durante a pandemia da Covid-19, quando as aulas aconteceram de forma remota.

Produção

Foram produzidos mil exemplares do livro, que serão distribuídos entre a comunidade escolar e também disponibilizados na Biblioteca Municipal Elfrida Engel, onde os moradores poderão ter acesso gratuitamente.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Prefeitura terá novo horário de atendimento a partir de janeiro

Expediente nas repartições públicas será das 7h30 às 13h30; com exceção da Procuradoria Geral do Município, e secretarias de Saúde e Assistência Social

A partir do dia 3 de janeiro de 2022, o expediente das repartições públicas de Foz do Iguaçu passará a ser das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira. O decreto que determina o novo horário de trabalho foi publicado na Segunda-feira (06) no Diário Oficial do Município.

Diversos serviços permanecerão com o mesmo horário de funcionamento, como é o caso do Centro de Atendimento ao Turista, na Avenida das Cataratas, que atende diariamente das 8h às 20h; as unidades de atendimento da Secretaria de Assistência Social, como os CRAS, CREAS, CRAM, CCI, CEJU e Patronato, funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e a sede da Secretaria de Assistência Social, Aa avenida Jorge Schimmelpfeng, continua das 8h às 17h.

O Centro Pop – Centros de Referência Especializado em Atendimento à População em Situação de Rua, mantém o atendimento de segunda a domingo, das 7h às 19h. Em regime integral (24 Horas) permanecem o SEAS – Serviço Especializado em Abordagem Social, as Casas de Passagem I e II, Casa Abrigo para Mulheres e a Residência Inclusiva.

A Procuradoria Geral do Município seguirá com o horário atual, das 8h às 17h, de segunda a sexta; a Secretaria Municipal da Saúde continuará funcionando de acordo com o estabelecido no Decreto n o 25.772, das 8h às 17h, e a Secretaria Municipal da Educação deverá obedecer ao disposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, quanto ao calendário escolar.

Os serviços essenciais, tais como: coleta de lixo, limpeza pública, escolas municipais, centros de convivência, centros de educação infantil, serviços de saúde de urgência e emergência (UPA João Samek, UPA Dr. Walter Cavalcanti Barbosa, SAMU), Diretoria de Serviços Urbanos e outros que não admitem paralisação, funcionarão normalmente.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Vivaz Cataratas uma verdadeira imersão ao descanso, à diversão e à natureza

Para quem visita Foz do Iguaçu, no Paraná, o Vivaz Cataratas Hotel Resort é a melhor pedida para quem deseja descansar, ter momento de lazer e se divertir com a família ou com amigos em um só lugar. É um resort urbano em meio a natureza. São 130,000 m² de área verde, o equivalente a 20 campos de futebol.

Urbano por estar a poucos minutos dos centros de compras, dos principais atrativos turísticos da cidade, como as Cataratas do Iguaçu, o Marco das Três Fronteiras e o Parque das Aves e, sobretudo, das fronteiras com a Argentina e com o Paraguai, mas com uma estrutura que parece abraçar a natureza. É possível ouvir o som dos pássaros e observar os beija-flor se alimentando. Inclusive apreciar pinturas de animais que circulam pelo Parque Nacional do Iguaçu.

No Vivaz Cataratas o dia começa bem cedo com o café da manhã à beira da piscina repleto de delícias regionais, como doces, bolos, torradas e frutas. Há também um buffet exclusivo com alimentos zero lactose.

Depois do café, quem deseja descansar é só seguir para os bangalôs ou redes espalhadas em meio às arvores. Mas quem aprecia uma boa aventura, basta caminhar pelas trilhas ecológicas até chegar a uma cachoeira exclusiva para os hóspedes. Há também quem prefira uma boa partida de ping-pong, pebolim e sinuca ou se exercitar na academia suspensa próxima à copa das árvores. Adultos e crianças também podem testar suas habilidades no golfe, futebol ou no tênis.

O grande diferencial do Vivaz Cataratas para quem viaja com crianças e adolescentes é o parque aquático: o Aquamania que fica aberto de outubro a março. Todos os hóspedes têm entrada livre no parque, que já é uma atração à parte em Foz do Iguaçu, uma cidade que atinge facilmente 40 graus durante o verão. São tobogãs, rio lento e piscinas que permitem brincadeiras saudáveis e seguras.

Mas no próprio hotel há muita diversão para adultos e crianças. A equipe de recreação anima a garotada do início ao fim do dia, com as atividades nas piscinas ou no Kids Club. Crianças se divertem e os pais descansam. Não é à toa ser um dos hotéis mais bem avaliados no Trip Advisor quando o assunto é hotel para família.

“Nossos filhos aproveitavam do início ao fim do dia. Brincavam e se divertiam muito. Foi difícil convencê-los que já era hora de ir para casa”, contou a jornalista e neurotrainer, Abilene Rodrigues, mãe do Davi de oito anos e da Ana de cinco. E acrescentou: “Como eles adoraram a equipe da recreação eu e meu marido também tivemos nosso tempo para namorar e descansar”.

Sofisticação

Embora viajar seja uma das formas mais intensas de exercitar a felicidade, as pessoas querem encontrar nos hotéis o conforto e o aconchego de suas casas. No Vivaz Cataratas essa combinação é perfeita.

Os apartamentos são requintados e confortáveis desde os mais econômicos até os mais luxuosos. A decoração segue a proposta externa de transmitir paz e a união homem e natureza. É toda tropical e minuciosa em cada detalhe. “É como se a decoração do quarto seguisse pela janela com a vista da floresta. O acordar no Vivaz Cataratas é a paz que todos precisam para começar bem o dia”, completou Abilene.
Todos os quartos são equipados com camas Queen size, ar condicionado, televisão, frigobar, cofre, secador de cabelo, mesa para duas pessoas e muito espaço para interação entre o casal, amigos e a família.

Sabores

Para quem não abre mão de um bom menu nas suas refeições, o Vivaz Cataratas oferece experiências, aromas, sensações e sabores para adultos e crianças. Conta com dois excelentes restaurantes com serviços de Buffet e à la carte, com pratos especialmente elaborados por um Chef exclusivo.

Pet Friendly
Se a preocupação é onde deixar o pet na hora de viajar, esse problema acabou. É só leva-lo na viagem. O Vivaz Pet Friendly. Os animais de estimação são bem-vindos e bem tratados.

Seguro
O Vivaz Cataratas segue todos os protocolos de segurança sanitária.

Mais informações no nosso site: https://www.vivazcataratas.com.br/ ou nas nossas redes sociais: https://www.instagram.com/vivazcataratas/

Destaques, Educação, Foz do Iguaçu, Paraná,

Dia Internacional dos Direitos Humanos é marcado por debates sobre os desafios impostos pela pandemia

Servidores e representantes de entidades participaram do evento nesta sexta-feira, no Hotel Foz do Iguaçu

Os desafios impostos pela pandemia nas áreas da educação, assistência social e saúde para a garantia dos direitos humanos foram assuntos debatidos na tarde de hoje (10), durante um encontro organizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade.

O evento, realizado no Hotel Foz do Iguaçu, marcou os 73 anos da assinatura da Declaração Universal dos Direitos Humanos, formalizada em 10 de dezembro de 1948 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“193 países assinaram a declaração e garantiram que os direitos humanos seriam respeitados. O Brasil é um desses países, mas sabemos o quanto sofremos violações de direitos, especialmente durante a pandemia”, afirmou a secretária da pasta, Kelyn Trento. O objetivo do encontro, segundo ela, é “conscientizar cada vez mais pessoas de que sem direitos humanos, não teremos uma sociedade justa”.

Afirmação dos Direitos

O encontro teve início com a palestra “Contra intolerância e afirmação dos Direitos Humanos”, com o professor e jornalista Ivan Seixas. Ele fez uma abordagem histórica, desde o regime nazista com a Segunda Guerra Mundial, até os dias de hoje. “Com base nos crimes cometidos contra judeus, ciganos, homossexuais, comunistas, evangélicos, e para combater a violação de direitos é que foi criada a Declaração Universal dos Direitos Humanos”, lembrou.

O compromisso da sociedade e do Estado hoje, segundo Seixas, é o de enfrentar a intolerância com o respeito. “O respeito à existência do outros é humano e não podemos permitir a discriminação. No momento atual, em que existe uma oposição entre a ciência e a ignorância, precisamos reafirmar os direitos à saúde, à educação, à assistência social”, afirmou.

A secretária da educação Maria Justina da Silva, o secretário de Assistência Social, Elias de Souza Oliveira e a secretária de Saúde, Rosa Maria Jerônymo, também participaram do encontro – que reuniu servidores e representantes de entidades. Eles relataram as dificuldades enfrentadas por cada setor durante a pandemia para garantir os direitos da população, especialmente a mais vulnerável.

Justina lembrou dos projetos implantados para auxiliar as famílias dos alunos, como a distribuição de cestas básicas, e dos desafios futuros no pós-pandemia. “A evasão escolar se agravou, muitas famílias perderam suas rendas, e nós só conseguimos voltar às salas de aula graças à vacina. A educação foi muito prejudicada, e por isso a nossa prioridade agora é dar acesso e condições para que esses alunos recuperem o tempo perdido”, disse.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Foz do Iguaçu recebe vacinas da Janssen para aplicação da dose de reforço

Este é o primeiro lote enviado ao Paraná depois da recomendação do Ministério da Saúde para aplicação de uma segunda dose em pessoas que tenham recebido o imunizante

A Secretaria Municipal da Saúde recebeu nesta sexta-feira (10) o primeiro lote da Janssen para aplicação da dose de reforço – neste caso a segunda dose – em pessoas que receberam o imunizante no intervalo mínimo de dois meses.

De acordo com a secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo, a aplicação inicia hoje (10) a partir das 14 horas, por demanda espontânea, nas unidades básicas de saúde. Também será disponibilizado o agendamento on-line para aplicação a partir de segunda-feira (13).

O agendamento poderá ser feito pelo site: https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

Abriremos agendamento, mas as unidades também vão atender a demanda espontânea ao longo da semana” afirmou. Os imunizantes chegaram ao Paraná na quarta-feira (08) e serão direcionados para a população de fronteira, população de rua e parte da população adulta acima de 18 anos. Ao todo, 6.565 doses foram destinadas a Foz do Iguaçu.

Janssen

O imunizante Janssen obteve registro emergencial de uso aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 1º de abril deste ano e foi disponibilizado para a população em junho. A vacina é recombinante de vetor viral e destaca-se das demais pelo método de administração em dose única.

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, vinculada ao Ministério da Saúde, divulgou no mês passado a Nota Técnica nº 61/2021 recomendando a dose reforço às pessoas que tenham tomado o imunizante Janssen no intervalo mínimo de dois meses, podendo chegar até seis meses.

O documento reforça que a dose reforço deve ser aplicada com o mesmo imunizante, com exceção de mulheres que tenham tomado a Janssen e que, neste momento, estejam grávidas ou no período de puerpério. Nestes casos recomenda-se a utilização do imunizante da Pfizer.

(Com informações da AEN)