Browsing Category

Destaques

Destaques, Economia, Geral, Política,

Projeto de reposição de servidores municipais de Foz do Iguaçu chega à Câmara de Vereadores

Percentual negociado entre Sismufi e Executivo ficou em 4% a partir de maio

A reposição das perdas inflacionárias é direito de todo trabalhador. Normalmente, no período chamado de data-base há negociação entre sindicatos e empresas para entrar em um acordo sobre o percentual de recomposição. O Sindicato dos Servidores Municipais (SISMUFI) e a Prefeitura já tiveram reunião.

Após os entendimentos, o Executivo enviou projeto de lei (66/2019) à Câmara, para análise a aprovação dos vereadores. A proposta será lida na sessão extraordinária desta quinta-feira (23), a partir das 9h, ficando na dependência de parecer das comissões reunidas para ir à votação plenária.

O percentual de recomposição das perdas inflacionárias acumuladas no período de maio de 2018 a abril de 2019 ficou definido em 4% com efeitos financeiros a partir de maio. Apesar de pelo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, a inflação ter batido 5,07%, o município se comprometeu a recompor 4% de imediato, justificando que houve gastos elevados com saúde e outros setores prioritários.

Na mensagem aos vereadores, o prefeito Chico Brasileiro informou que o percentual restante, de 1,07% será concedido tão logo haja disponibilidade de receitas na arrecadação do município. Entretanto, os vereadores discutem com o Executivo a possibilidade de assegurar o pagamento de 1,07% em alguma data específica a ser definida.

A recomposição se aplica aos salários de servidores de carreiras e também os ocupantes de cargos em comissão.

Brasil, Destaques, Internacional, Justiça,

Ex-jogador Ronaldinho Gaúcho anuncia ida em julho ao Paraguai; Assista o vídeo!

O ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, eleito em 2004 e 2005 o melhor do mundo da modalidade, confirmou nesta quarta-feira (22), que estará em Assunção (Paraguai), na primeira metade de julho.

“Venho confirmar a todos os irmãos paraguaios que nos dias 10, 11 e 12 de julho estarei em Assunção”, disse Ronaldinho Gaúcho em vídeo nas redes sociais.

AQUI para assistir

“Tudo indica que será para o lançamento do “Ronaldinho Soccer Academy” em nosso país”, destaca o jornal Última Hora.

Passaporte

No último dia 14 de maior, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a apreensão do passaporte de Ronaldinho e de seu irmão, Roberto Assis Moreira.

No entanto, o blog apurou que, para ir até Assunção, segundo as regras do Mercosul, basta apresentar o RG (documento de identidade) e pedir a permissão a autoridade competente.

Brasil, Destaques, Itaipu, Política,

Indicação de ex-ministro em Itaipu pode esbarrar na “Carne Fraca”, afirma blog

Assim que veio a tona a notícia da indicação do ex-deputado Osmar Serraglio para uma diretoria na Itaipu, perdigueiros de plantão foram a campo.

Identificaram o nome do ex-ministro da Justiça do governo Michel Temer como um dos alvos da operação ‘Carne Fraca’, que investiga corrupção envolvendo frigoríficos do Paraná.

A notícia, no Blog do Zé Beto, vem com uma pergunta instigante: “Seria o fim da austeridade?”.

Leia a íntegra da nota creditada ao “correspondente em Brasília” do blog:

A indicação de Osmar Serraglio, envolvido no escândalo da operação a ‘Carne Fraca’, não combina com a política institucional de austeridade implantada pelo general Silva e Luna, diretor-geral, que até agora se blindou com um corpo técnico comprometido com as pautas de interesse da Itaipu e da população local“.

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Brasil, Destaques, Itaipu,

Governo avalia nomear ex-ministro de Michel Temer como diretor em Itaipu

O nome do ex-deputado Osmar Serraglio, ministro da Justiça de Michel Temer, está sendo avaliado no “banco de talentos” do governo de Jair Bolsonaro.

É que o nome dele foi indicado por deputados do Paraná para diretor jurídico de Itaipu. A informação, de O Antagonista, foi confirmada pelo próprio ao site.

Antes de ser deputado, Serraglio foi assessor jurídico da Prefeitura de Foz do Iguaçu, para onde teria de se mudar, caso tenha a nomeação confirmada.

Destaques, Estadual, Geral, Meio Ambiente,

Paranaenses devem se preparar para o fim de semana mais gelado do ano; há previsão de geada

De acordo com o meteorologista Fernando Mendes, os valores podem ficar abaixo dos
cinco graus em algumas áreas os campos gerais, do Centro e também do Sul

As baixas temperaturas deram uma trégua nos últimos dias, com a volta do sol, mas o paranaense deve se preparar porque vem aí o fim de semana mais gelado do ano, pelo menos até agora. É que o ar seco que afastou as instabilidades dos últimos dias e fez o tempo abrir na segunda (20) deve, aos poucos, dar lugar a uma frente fria que é esperada no Paraná entre entre quarta (22) e quinta-feira (23).

Com esse novo sistema, segundo o Instituto Simepar, o Estado volta a ter condição de chuva e, já na sequência, as temperaturas despencam. As informações são da Band News/Curitiba.

De acordo com o meteorologista Fernando Mendes, os valores podem ficar abaixo dos cinco graus em algumas áreas os campos gerais, do Centro e também do Sul.

Até que o tempo vire, no entanto, as temperaturas – em especial, as máximas – sobem bastante durante o dia. No Oeste, por exemplo, os termômetros devem chegar perto dos 30 graus na quarta-feira, enquanto no sábado (25) essa mesma região deve amanhecer com apenas 8 graus.

No sábado, praticamente todo o Paraná deve amanhecer com baixas temperaturas. Se as projeções se confirmarem, apenas o litoral começa o dia com uma situação diferente: em torno de 14 graus.

Até no Oeste, que normalmente é mais quente do que o restante do Estado, o dia deve começar gelado, com cerca de 7 graus – a mesma mínima calculada para Curitiba.

Francisco Beltrão e Pato Branco, por sua vez, devem chegar a 5 graus, enquanto Telêmaco Borba, nos campos gerais, Guarapuava, no centro, e União da Vitória, no Sul, podem bater apenas 4 graus logo cedo.

Lembrando que o inverno começa daqui a um mês e um dia, em 21 de junho de 2019.

Brasil, Curitiba, Destaques, Estadual, Política,

Taurus diz que decreto de Bolsonaro libera venda de fuzil para civis; “Há 2 mil clientes na fila”, afirma

Fuzil para civis  Não, não é brincadeira. Quem garantiu esta possibilidade é a fabricante de armas brasileira Taurus. De acordo com a empresa, o decreto sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, que facilitou o acesso de civis a armamentos, também inclui a possibilidade de a população comprar um fuzil – o T4 semiautomático de calibre 5,56 (foto).

Armas II  À TV Globo, a empresa disse ontem (21) aguardar a entrada em vigor da regulamentação para “imediatamente atender os clientes”. “Temos uma fila de 2 mil clientes”, disse a Taurus, que tem sede no Rio Grande do Sul. “Estamos preparados para atender em até três dias as demandas”.

Armas III  A reportagem contatou a fabricante, mas não obteve resposta sobre o assunto. A Casa Civil, ligada ao Palácio do Planalto, disse que o decreto não enquadra o fuzil T4 como arma de uso permitido. Segundo o órgão, a arma “é de uso restrito e, por isso, o cidadão comum não consegue adquiri-la”. “A informação não procede”, declarou.

Armas IV  Em 2017, quando Bolsonaro já se apresentava como candidato à Presidência, esteve em um stand da Taurus durante uma feira de produtos de segurança e disse que o T4 seria liberada para alguns grupos.

Oportunidades  As obras da segunda ponte entre Brasil e Paraguai e a abertura da primeira loja franca vão movimentar a economia de Foz do Iguaçu nos próximos anos. Bancada pela Itaipu Binacional, a estrutura que vai unir o bairro Porto Meira à paraguaia Presidente Franco, vai abrir 400 empregos diretos. Já a primeira loja franca vai abrir 46 empregos diretos. Veja no cabezanews.com como enviar o currículo e as exigências que precisam serem atendidas.

Nota Paraná  O programa, lançado pelo Governo do Estado, completou quatro anos com recorde de valores devolvidos – perto de R$ 1,5 bilhão em dinheiro aos participantes. O sucesso do Nota Paraná foi celebrado segunda (20) em sessão solene realizada na Assembleia Legislativa, proposta pelo deputado Romanelli (PSB).

De mal  O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tomou a palavra ao final da reunião entre líderes partidários ontem e disse ter rompido relações pessoais com o líder do governo na Casa, Major Vitor Hugo (PSL-GO). Ele se sentiu atacado com mensagens que Vitor Hugo no WhatsApp, que relacionavam a articulação política a negociações espúrias.

Tou fora  Por falar em Bolsonaro, o presidente disse que não irá participar domingo (26), das manifestações de rua em defesa de seu governo. Ele também orientou os ministros a não irem nos atos.

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Paga pela Itaipu, obra da segunda ponte entre Brasil e Paraguai deve gerar 400 empregos diretos

Consórcio responsável pela construção já está recebendo currículos para seleção de pessoal

Em breve, o bairro Porto Meira, em Foz do Iguaçu, onde será erguida a p, bancada por Itaipu, deverá se tornar um grande canteiro de obras. O Consórcio Construbase – Cidade – Paulitec, responsável pela construção da segunda ponte, está trabalhando no planejamento, montando escritório de apoio e recebendo currículos para seleção de pessoal. Serão criados inicialmente cerca de 400 empregos, em várias frentes.

Alguns trabalhos preparatórios – como levantamentos topográficos, revisão de projetos e locação de terreno para a construção do canteiro, considerados normais nesta etapa inicial – estão sendo feitos para dar início às atividades. O gerente de contrato do consórcio vencedor, engenheiro Osman Bove, encaminhou toda a documentação necessária para viabilizar a licença ambiental e o canteiro de obras.

O engenheiro também iniciou contato com a Receita Federal e órgãos do Paraguai para facilitar o transporte de materiais, tanto por via terrestre como por via fluvial, uma vez que haverá a necessidade de transporte de balsa a serviço exclusivo da ponte.

Além de brasileiros, também serão contratados paraguaios. Bove quer garantir que os futuros colaboradores paraguaios tenham direitos trabalhistas idênticos aos dos trabalhadores moradores de Foz.

Hub logístico

A pedra fundamental da ponte foi lançada pelos presidentes do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, no último dia 10 de maio.

Segundo o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o lançamento é propriamente o início da construção, porque dá início ao processo. A obra tornará a região o maior hub logístico da América do Sul.

O nome da ponte tem vários simbolismos, porque aproxima cada vez mais Brasil e Paraguai. Ela ligará Foz a Presidente Franco, vizinha a Ciudad del Este. Ela representa um marco na integração entre os dois países e também com a Argentina, que será beneficiada pela construção. No futuro, a segunda ponte poderá ter uma conexão com o Chile e a Bolívia.

Todos os recursos previstos (R$ 462.995.564,22) para construir a ponte e a perimetral em Foz do Iguaçu serão provenientes da Itaipu. Para isso, a binacional está fazendo um remanejamento do dinheiro aplicado em convênios e patrocínios que não tinham aderência à missão da empresa. A previsão é que a obra seja concluída em três anos, sem alteração da sua tarifa de energia, para não prejudicar o consumidor brasileiro.

Gargalo

Na região, a ponte também será fundamental para aliviar o congestionamento na Ponte Internacional da Amizade e evitar o trânsito de veículos pesados pelo centro de Foz do Iguaçu. A Ponte da Amizade será utilizada apenas pelo tráfego local entre Foz e Ciudad del Este e, ainda, para uso turístico, especialmente o de compras, uma das vocações da cidade paraguaia.

Currículos

Das 400 vagas inicialmente previstas, 80 são para trabalho indireto na obra, para cargos como técnicos administrativos, auxiliares de serviços gerais, almoxarifes e engenheiros, entre outros. As demais são reservadas para os operários – serventes, carpinteiros e armadores, por exemplo.

Um site está em desenvolvimento e em breve deve concentrar todas as informações a respeito da construção e da sua administração, mas, provisoriamente, os candidatos podem enviar seus currículos para o e-mail osman@consorciopontefoz.com.br.

Brasil, Curitiba, Destaques, Justiça,

José Dirceu e Eduardo Cunha estão dividindo cela em Curitiba

Eles compartilham o espaço com o ex-tesoureiro do PT João
Vaccari, o ex-senador Gim Argello e outros três presos

O ex-ministro José Dirceu, que foi preso novamente na sexta (17), está dividindo a cela com o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha no Complexo-Médico Penal, na região metropolitana de Curitiba, no Paraná. As informações de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

Todos os 38 detentos da Lava Jato e de outros crimes ligados à corrupção que estão no presídio foram transferidos da Galeria 6 para uma ala do hospital penitenciário do complexo. Agora, eles não dormem mais em dois presos por cela. Os detentos dividem o novo espaço com outras seis pessoas.

A transferência foi feita na quinta (16). Os colchões estão distribuídos no chão e os pertences pessoais colocados em cima de caixotes. Cada cela do espaço, que antes era a enfermaria do hospital, tem um banheiro com um chuveiro e uma privada.

Dirceu e Cunha dividem o espaço com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari, o ex-senador Gim Argello e outros três presos.

Atualmente são 868 detentos no CMP. O presídio foi projetado com 599 vagas, mais 60 no hospital penal. A Galeria 6 já foi ocupada com outros presos do complexo.

O Departamento Penitenciário do Paraná afirma que a transferência foi feita por “questões de segurança” e que o objetivo é que, no futuro, fiquem apenas quatro presos por cela.

Destaques, Economia, Estadual, Geral, Meio Ambiente, Política,

Bolsonaro participa da inauguração de usina em Capanema, no Sudoeste do Paraná

O presidente Jair Bolsonaro participa, na próxima quinta-feira (23), da solenidade de inauguração da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu em Capanema, no limite do município de Capitão Leônidas Marques, no Sudoeste do Paraná.

O ato, programado para às 14h, terá presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A Usina está instalada no trecho final do Rio Iguaçu, antes do mesmo entrar na área de proteção do Parque Nacional do Iguaçu e recebeu R$ 2,3 bilhões.

Com 350 megawatts (MW) de potência instalada, essa hidrelétrica pode produzir energia suficiente para atender mais de um milhão de pessoas.

Esta será a segunda vez que o presidente visita no Paraná em pouco mais de 10 dias.

No último dia 10 de maio, Bolsonaro esteve em Foz do Iguaçu, para o lançamento da pedra fundamental da segunda ponte da cidade, unindo Brasil ao Paraguai.

Curitiba, Destaques, Economia, Estadual, Geral, Justiça, Política,

Decisão do TJ-PR vai movimentar a economia e criar novos empregos no PR, comemora Abrabar

jurídicos da Assembleia Legislativa, SindiAbrabar, Procerva e clubes do Paraná, além dos presidentes do Athletico, Luiz Salim Emed e da Arabar, Fábio Aguayo na sessão do TJ-PR

O Tribunal de Justiça (TJ-PR) autorizou, nesta segunda-feira (20), a retomada da venda e consumo de cervejas nas arenas e estádios do Paraná. Por 18 votos a quatro, os desembargadores entenderam pela constitucionalidade da iniciativa.

A decisão vai movimentar a economia, aumentar arrecadação de impostos e criar 600 empregos diretos, comemora a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar).

A venda da bebida nos estádios, aprovada em agosto de 2017 pela Assembleia Legislativa, estava suspensa desde março de 2018, quando o Ministério Público do Paraná (MP-PR) ajuizou uma ação contra.

Para o órgão, a lei iria contra as normas estabelecidas pela União no Estatuto do Torcedor, que proíbe a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em estádios e arenas desportivas.

Logo após a iniciativa do MP, a Abrabar e o Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares (SindiAbrabar) mobilizaram o segmento, para reverter a decisão.

“Ontem tivemos uma grande vitória no TJ-PR. O Órgão Especial votou pela legalidade e constitucionalidade da lei estadual que permite a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios do Paraná”, comemorou Fábio Aguayo.

De acordo com o presidente da Abrabar/SindiAbrabar, o resultado da votação no TJ vai vai gerar não só a segurança jurídica aos investidores do segmento mas, em especial, “aumento da arrecadação”.

“E o que todo mundo está precisando hoje – emprego. Vamos gerar no mínimo 600 empregos nos bares, lanchonetes e restaurantes que tem dentro das arenas e nos estádios”, disse.

Reforço aos clubes
A decisão vai beneficiar o Londrina, Operário de Ponta Grossa, o Coritiba, Paraná, Athletico Paranaense e outros clubes que precisam de verbas de patrocínio.

“Estamos trabalhando para o cidadão de bem ser valorizado. A minoria não pode vencer a maioria. Esta lei convalidará a luta contra o comércio clandestino no entorno dos estádios e pela legalidade do produto lícito”.

De acordo com Fábio Aguayo, a lei vai fomentar os empresários na capital e interior do Estado. Isso por que, segundo ele, a medida prevê que 20% das cervejas e chopes devem ser de origem artesanal e de produção paranaense.

A comercialização e consumo de bebidas nos estádios ou arenas é permitida em copos plásticos ou de papel descartáveis.

O MP-PR ainda pode recorrer da decisão junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).