Browsing Category

Economia

Brasil, Economia, Internacional, Turismo,

Voo inaugural Foz do Iguaçu – Santa Cruz de la Sierra e conexões será neste domingo, 15

A Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu e a companhia aérea Amaszonas convidam para a chegada do voo inaugural que fará o trajeto Foz do Iguaçu – Santa Cruz de la Sierra e conexões. Haverá batismo da aeronave, recepção aos passageiros e show artístico para receber os visitantes.

Data: 15 de dezembro de 2019
Horário: a partir das 18 horas
Local: Sala de Desembarque Internacional do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

Curitiba, Destaques, Economia, Geral, Turismo,

Turismo no Paraná tem o melhor desempenho do ano em outubro

A atividade turística no Paraná obteve o melhor desempenho do ano em outubro. De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado apresentou crescimento de 5,4% no mês, incremento acima da média nacional, que ficou em 1,5%. O desempenho do Estado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento da receita de empresas de locação de automóveis, de restaurantes e hotéis.

O resultado colocou o Paraná na vice-liderança no ranking brasileiro do turismo no período, atrás apenas do Rio de Janeiro (5,8%), mas à frente de estados com tradição no setor, como Santa Catarina (3,5%) e Bahia (3,1%).

Os números reforçam a opção do governo por fazer do turismo propulsor do desenvolvimento econômico e social do Estado. O governador Carlos Massa Ratinho Junior destaca diversas ações implantadas para difundir as belezas naturais do Estado como forma de ampliar a atração de turistas.

Ele cita a mudança no perfil da TV Educativa, que passou a se chamar Paraná Turismo, priorizando temas e programas ligados à área; e a criação dos Jogos de Aventura e Natureza que atraíram 20 mil atletas e mais de 90 mil pessoas nas oficinas voltadas para a comunidade em 26 municípios de diversas regiões. “O Paraná tem um grande potencial para o turismo de natureza, uma indústria limpa que gera milhões de empregos, com capacidade para desenvolver muitos pontos do Estado”, afirma Ratinho Junior.

FOZ DO IGUAÇU – Há também das ações para incrementar o turismo em Foz do Iguaçu, o principal polo do setor no Paraná e um dos primeiros do Brasil. O governador destaca a publicação, pela Infraero, do edital de licitação do projeto de ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. O edital foi publicado em outubro.

Atualmente a pista do Aeroporto de Foz do Iguaçu tem 2.195 metros de comprimento por 45 metros de largura, é uma pista curta pra decolagem de voos de longa distância.

A nova pista terá 2,8 mil metros, 605 metros a mais que a atual. A obra deve custar R$ 70 milhões e os recursos serão disponibilizados pela Infraero. A estimativa é triplicar o número de turistas que visitam Foz do Iguaçu com a ampliação da pista.

VERÃO MAIOR – Secretário do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes ressaltou que a evolução apresentada em outubro deve ter continuidade nesta virada do ano, com a aproximação da temporada de verão, com destaque para as ações especialmente no Litoral paranaense.

O Verão Maior, que reúne um conjunto de ações e serviços do Governo do Estado destinado a turistas e moradores, será oficialmente aberta no próximo dia 21.

“O Paraná vai se consolidando como um dos principais destinos turísticos do Brasil. Temos certeza de que teremos um verão especial, com praias limpas e estruturadas para receber as pessoas”, afirmou Nunes.

REGIONALIZAÇÃO – Hudson José, secretário de Estado da Comunicação Social e Cultura, reforça que o Paraná consegue reunir uma série de atrativos, em regiões distintas, para diferentes perfis de turistas.

Ele citou o turismo de aventura nas cachoeiras gigantes de Prudentópolis, o Litoral, o turismo de negócios nas grandes cidades como Curitiba, e o religioso em diversas localidades, com destaque para Lunardelli.

“O Paraná é um polo de atração que consegue agradar turistas dos mais variados perfis”, diz.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

URGENTE: Eletrobras e ANDE definem cronograma de contratação de potência de Itaipu até 2022

A Eletrobras e a ANDE estabeleceram o cronograma de contratação da potência da Itaipu Binacional no período 2019-2022. A contratação da potência por quatro anos dá maior previsibilidade ao planejamento das duas entidades compradoras e assegura à usina binacional os recursos necessários para seu adequado funcionamento e, por consequência, para a estabilidade no fornecimento de energia elétrica a ambos os países.

Isto permitirá a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras, os quais foram aprovados em reuniões do Conselho de Administração de Itaipu e da Diretoria Executiva, ad referendum da ANDe e da Eletrobras.

Com a contratação de potência assegurada até o final de 2022, Itaipu poderá continuar a honrar compromissos importantes, como, por exemplo, o pagamento dos royalties e das despesas de exploração, nas quais estão inseridos gastos com desenvolvimento social, entre eles as duas pontes internacionais entre Brasil e Paraguai a serem custeadas pela entidade binacional.

O resultado das tratativas não provocará aumento na tarifa de energia em qualquer um dos dois países. A contratação dá cumprimento ao artigo XIII do Tratado de Itaipu, que estabelece que os países “se comprometem a adquirir, conjunta ou separadamente, na forma que acordarem, o total da potência de Itaipu”.

Curitiba, Economia, Estadual, Justiça, Política,

Phelipe Mansur assina ficha no Republicanos e lança pré-candidatura em Foz do Iguaçu. Na CabezaNEWS

Phelipe Mansur O Blog do Tupan repercutiu ontem (12) o lançamento da pré-candidatura de Phelipe Mansur a prefeito de Foz do Iguaçu, programada para às 19h do dia 19 no Hotel Recanto. No mesmo dia ele deverá assinar a ficha no Republicanos e já começa a articulação para a formação da chapa de vereadores.

Tripartite Autoridades do Brasil, Paraguai e Argentina participaram na manhã de ontem (12), da 290ª Reunião do Comando Tripartite, na Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu. Em pauta a segurança na região trinacional.

Terra redonda O Ecomuseu de Itaipu vai ganhar uma esfera gigante para ensinar ciência com imagens projetadas de corpos celestes. A iniciativa faz parte do projeto “Ciência na Esfera” desenvolvido pela Agência Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA), ligada ao Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

Redonda II A esfera, a terceira da América Latina, será inaugurada às 9h30 da terça-feira (17), com presença dos diretores da Itaipu, do PTI, universidades e grupo estudantes do IFPR.

Pacto Federativo A Assembleia Legislativa vai realizar, no dia 4 de fevereiro de 2020, uma audiência que vai debater a PEC do Pacto Federativo que prevê a incorporação à municípios vizinhos de cidades com até 5 mil habitantes. A iniciativa é do deputado Romanelli (PSB), que é contra a extinção dos municípios.

Perdas Romanelli divulgou um estudo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que aponta a perda de R$ 682 milhões em recursos ao Paraná e que 100 cidades estão ameaçadas caso a PEC seja aprovada no Congresso Nacional, conforme proposta pelo governo federal.

Deixa assim Os vereadores de Foz do Iguaçu se posicionaram contrários ao fechamento da rotatória da BR-277, no trecho conhecido como Trevo do Charrua. A medida foi anunciada pelo DER-PR após inauguração do Viaduto Lyrio Bertoli, no entroncamento da BR-277 com a Avenida Costa e Silva.

Deixa assim II A vereadora Anice Gazzaoui apresentou requerimento, aprovado por unanimidade, solicitando informações da direção geral do órgão. Ela destaca o grande fluxo no local e a dificuldade que a medida causaria no dia a dia das pessoas.

Toca aí O Juiz Marcos Vinícius da Rocha Loures Demchuk, da 24ª Vara Cível, reconheceu o equívoco e liberou para funcionamento uma casa noturna no bairro São Francisco, em Curitiba. O estabelecimento acabou interditado por erro induzido pela burocracia do Ministério Público do Meio Ambiente.

Bom senso A Abrabar, que denunciou o caso, comemorou o entendimento da Justiça. “Prevaleceu o bom senso”, disse o presidente Fábio Aguayo.

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Curitiba, Destaques, Economia, Geral,

Pizza Hut abre em Curitiba confiante na força do setor da gastronomia do Paraná

A Pizza Hut, maior rede de pizzarias do mundo, inaugurou nesta quarta-feira (11) uma unidade no bairro Juvevê, uma das regiões mais movimentadas de Curitiba. A iniciativa demonstra a confiança da rede no setor de gastronomia do Paraná, comemora a Associação Brasileira de Casas Noturnas (Abrabar/SindiAbrabar).

A nova loja de Curitiba é a 15ª do Paraná e a de número 200 da rede no Brasil. A chegada de mais uma unidade da Pizza Hut vai reforçar ainda mais o nosso setor, que é um dos que mais gera empregos diretos, ressalta Fábio Aguayo, presidente da Abrabar e SindiAbrabar.

Instalada na rua Augusto Stresser, nº 371, a unidade é a nona da rede na capital do Estado. Aguayo participou da cerimônia ao lado do gerente geral da Pizza Hut no Brasil, Saddy Nardino (foto acima) e do advogado Carlos Zucolotto Júnior, diretor Jurídico da Confederação Nacional do Turismo (CNTur).

Estrutura
A loja conta com 200 metros quadrados de área e layout moderno com transparência entre o balcão de atendimento e a cozinha, permitindo que os consumidores acompanhem todo o processo de produção das pizzas preparadas diariamente. A loja tem 42 assentos que melhoram a experiência dos consumidores.

Com 25 colaboradores, seu horário de funcionamento será das 17h30 às 23h todos os dias da semana. Os pedidos poderão ser realizados para consumo na loja, retirada no balcão e delivery nas imediações.

“Chegar a 200 unidades é um marco muito importante para a Pizza Hut no Brasil. Isso mostra que conquistamos os brasileiros”, destaca Saddy Nardino. Que completa projetando mais uma loja no estado e 40 no Brasil até o final de 2020.

Destaques, Economia, Estadual, Política,

Câmara de Foz do Iguaçu é contrária ao fechamento do Trevo do Charrua, na BR-277

Os vereadores de Foz do Iguaçu se posicionaram contrários, nesta terça-feira (10), ao fechamento da rotatória da BR-277, no trecho conhecido como Trevo do Charrua.

A medida foi anunciada pelo Departamento de Estradas de Rodagens do Paraná (DER-PR), após a inauguração do Viaduto Lyrio Bertoli, no entroncamento da BR-277 com a Avenida Costa e Silva.

DER mantém plano para fechar trevo do Charrua

Considerando o grande fluxo no local e a dificuldade que a medida causaria no dia a dia das pessoas, a vereadora Anice Nagib Gazzaoui (sem partido) apresentou requerimento pedindo informações ao Diretor Geral do DER/PR.

Ela também solicitou justificativas para a negativa na instalação de um semáforo para controlar o trânsito no local.

O requerimento foi aprovado por unanimidade.

Leia mais da sessão no site da Câmara de Foz do Iguaçu

Curitiba, Destaques, Economia, Justiça,

Justiça libera balada de Curitiba interditada por erro induzido pelo MP do Meio Ambiente

Casa Noturna Milano Club & Lounge pode reabrir após Justiça corrigir equivoco

O Juiz Marcos Vinícius da Rocha Loures Demchuk, da 24ª Vara Cível de Curitiba, reconheceu o equívoco e liberou para funcionamento a Casa Noturna Milano Club & Lounge, no bairro São Francisco. O estabelecimento acabou interditado na última sexta-feira (6), por erro induzido pela burocracia do Ministério Público do Meio Ambiente na emissão da licença.

O fechamento equivocado mobilizou o setor de gastronomia e entretenimento, representado pela Associação Brasileira de Casas Noturnas (Abrabar). A balada iniciou suas atividades há pouco mais de dois meses e, no dia 28 de agosto de 2019, entrou com o pedido de licença junto ao MP do Meio Ambiente, que acabou aprovado no início da semana.

Em sua decisão, o magistrado levou em consideração que “todos os documentos dos órgãos municipais” apresentados “autorizaram as atividades do estabelecimento”. As certidões “(…) estão em plena vigência”, ressaltou Marcos Demchuk em seu despacho.

Com a papelada, deixaram de existir “as razões que embasaram a decisão liminar” para interdição. Em sua decisão, o magistrado determinou a “revogação da tutela de urgência” e o recolhimento do mandado e marcou para 18 de março de 2020 a audiência de conciliação.

Bom senso
A Abrabar comemorou o entendimento da Justiça, ressaltou que o bom senso prevaleceu. “Porém, fica fica o alerta ao MP para checar as informações e cobrar da Prefeitura agilidade nas licenças para não prejudicar todas as categorias, especialmente a nossa que é tão perseguida”, disse o presidente Fábio Aguayo.

De acordo com ele, a decisão equivocada foi provocada por erro do MP do Meio Ambiente e provocou causou transtornos e danos financeiros e a imagem do estabelecimento e da categoria. “Quando a lei de abuso de autoridade entrar em vigor, medidas como essas serão diminuídas e os prejudicados vão cobrar mais pelos danos”, concluiu.

Foto: Divulgação

Destaques, Economia,

Itaipu ganha chancela de Empresa Amiga da Família

Instituições precisaram comprovar que adotam medidas de promoção do equilíbrio entre o trabalho e o ambiente familiar. Resultado foi divulgado no Diário Oficial da União, desta quarta-feira (11).

A Itaipu Binacional é um das quatro vencedoras da primeira edição do Selo Empresa Amiga da Família (SEAF) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O resultado foi publicado nesta quarta-feira (11), no Diário Oficial da União. A entrega do selo será na próxima quarta-feira (18), a partir das 14h, em Brasília (DF). O local da premiação ainda será definido pelo Ministério.

Para ganhar o prêmio, as instituições precisaram comprovar que adotam medidas de promoção do equilíbrio entre o trabalho e o ambiente familiar.

Além de não fazer uso de trabalho análogo à escravidão, um dos pontos primordiais do selo, Itaipu foi avaliada em relação a categorias e práticas organizacionais de equilíbrio trabalho-família; cultura e gestão da conciliação trabalho-família; condições de trabalho (tempo, local e organização); e benefícios e serviços (prazos e condições, além do mínimo estabelecido por lei).

No rol de evidências, a empresa mostrou que concede licença maternidade superior a 120 dias; licença paternidade superior a 5 dias; assim como direito à licença adotante, licença (sem prejuízo no salário) para acompanhamento de familiar doente e assistência financeira ou serviço de apoio para o cuidado de crianças em idade pré-escolar.

A binacional também comprovou a garantia de assistência financeira ou serviço de apoio para o cuidado de crianças em idade escolar; assistência financeira ou serviço de apoio para o cuidado de familiar com deficiência ou incapacidade temporária ou permanente; e assistência financeira ou serviço de apoio para o cuidado de familiar idoso. Outra vantagem é que Itaipu também mantém horário de trabalho flexível.

Na categoria principal “Selo Empresa Amiga da Família”, na qual Itaipu foi uma das vencedoras, puderam participar empresas privadas com faturamento anual bruto superior a R$ 360 mil e empresas estatais. Já a modalidade “Adesão” foi voltada para as instituições interessadas na assinatura de um termo de compromisso pelo qual se comprometiam a adotar medidas organizacionais de equilíbrio trabalho-família.

Segundo o Ministério, a proposta do SEAF é “contribuir com o fomento da adoção voluntária de práticas organizacionais de equilíbrio entre trabalho e família pelas empresas brasileiras”. “A adoção de boas práticas de promoção do equilíbrio trabalho-família não é apenas um gasto, mas um investimento que gera retornos sólidos para a empresa e para toda a sociedade”, afirma a secretária nacional da Família, Angela Gandra Martins.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, essa premiação é uma grande honraria para a Itaipu que tem trabalhado fortemente em sua missão ampliada de “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. “Essa chancela mostra que estamos no caminho certo e que devemos continuar nos esforçando para atender a sociedade como ela merece, com respeito e comportamento republicano”, concluiu o diretor.

Modalidades de premiação

Na categoria ganha por Itaipu também foram agraciadas com o selo Empresa Amiga da Família a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a Máquinas Agrícolas Jacto S/A e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Além do selo, destinados às instituições que já possuem a evidências sobre as políticas adotadas, o Ministério criou a categoria “SEAF – Adesão”, voltado àquelas que assinaram um compromisso sobre o tema e desejam concorrer ao selo, na edição posterior.

Na modalidade “SEAF – Adesão” foram premiadas as seguintes empresas: CIS Treinamento em Desenvolvimento Profissional e Gerencial Ltda; DAE S/A – Água e Esgoto (Jundiaí); Dom Casero Comércio de Produtos Alimentícios Eireli; Merck S/A; e Tox Pressotechnik do Brasil – Indústria e Comércio de Equipamentos Ltda.

Projetos inspiraram ministra em visita à Itaipu

No começo do mês de agosto, a ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou em Foz do Iguaçu, que pretendia levar a experiência do projeto de canoagem Meninos do Lago, desenvolvido por Itaipu Binacional e parceiros, para regiões ribeirinhas do Brasil. Na ocasião, ela ressaltou que a ideia era implantar o projeto-piloto na Ilha do Marajó, no Estado do Pará, atendendo crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

A ministra esteve na cidade para participar do lançamento da campanha “Criança não é brinquedo”, da Receita Federal, e depois cumpriu agenda na binacional.

Damares visitou o projeto Meninos do Lago e conversou com coordenadores e jovens atendidos pelo programa. A ministra também fez uma visita técnica à usina, conheceu o circuito turístico e participou de uma reunião de trabalho no Centro Executivo da Itaipu com o diretor-geral brasileiro, Joaquim Silva e Luna, e com os diretores de Coordenação, Luiz Felipe Carbonell; e técnico executivo, Celso Torino.

Durante a reunião, a ministra conheceu outros projetos na área de responsabilidade social de Itaipu e também o trabalho da Rede Proteger, composta por cerca de 40 entidades da região (entre elas, a própria Itaipu) e que atua na área de proteção e garantia dos direitos da criança e do adolescente na região. A ministra disse que ficou impressionada com o alcance e os resultados obtidos pelos projetos da binacional. Para ela, Itaipu é exemplo de empresa pública que atua com responsabilidade social.

Mais de 3 mil beneficiados

Os projetos de responsabilidade social desenvolvidos por Itaipu em parceria com outras entidades atendem diretamente a mais de 3 mil crianças e adolescentes da rede pública de ensino de Foz do Iguaçu e região. São iniciativas ligadas ao esporte, à educação, capacitação, formação profissional e combate ao uso de entorpecentes.
Só podem participar dos programas alunos que estejam matriculados e tenham frequência na escola. A Itaipu faz acompanhamento de desempenho escolar e presta suporte social às famílias dos beneficiários.

Um dos projetos que ganhou impulso em 2019 foi justamente o Meninos do Lago, que a ministra conheceu no Parque da Piracema. O projeto é voltado para alunos de 5 a 16 anos de idade e atende neste ano cerca de 600 estudantes das escolas públicas de Foz do Iguaçu. O número é seis vezes maior do que o registrado no ano passado.

Economia, Estadual, Política,

Assembleia aprova projeto de Hussein Bakri que regulamenta plantio perto da rede elétrica

Proposta, que ainda passará por mais uma votação em plenário, vai beneficiar diretamente o setor de erva-mate do Sul do Paraná

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou, nesta segunda-feira (9), o projeto que regulamenta o plantio de árvores próximas às linhas de energia elétrica.

De autoria do deputado Hussein Bakri (PSD), a proposta aprovada em primeira votação estabelece uma faixa de segurança mínima de 15 metros de cada lado da rede e determina que a altura máxima das árvores não poderá ultrapassar 3 metros.

“Este projeto foi redigido em consonância com a Copel e com os órgãos ambientais. Há uma quantidade enorme de quedas de energia por conta de árvores que caem na rede e acabam causando acidentes graves, além de provocar prejuízos financeiros a produtores rurais e empresários e à própria Copel”.

“A medida também vai incentivar outras culturas como o plantio da erva-mate, gerando renda para o meio rural”, defendeu Hussein Bakri, que é Líder do Governo na Assembleia Legislativa.

O projeto prevê que a poda das árvores será de responsabilidade do proprietário da terra, exceto nos casos em que houver risco de segurança e a Copel deverá ser acionada. Se as regras não forem cumpridas, a concessionária poderá podar ou mesmo retirar as árvores. O prazo para adequação à nova legislação será de 7 anos.

Segundo a justificativa da proposta, em algumas regiões do Paraná, a vegetação é responsável por mais de 70% das interrupções no sistema de distribuição de energia elétrica – desde 2014, houve 1,1 milhão de casos.

Boa parte deles envolve o reflorestamento de eucaliptos, que, durante vendavais e tempestades, entram em contato com os cabos condutores e deixam casas e fábricas sem luz por várias horas. Há ainda a questão da segurança de pessoas e animais, agravada pelo risco de incêndios florestais.

Erva-mate
A regulamentação dessas regras propostas por Hussein Bakri é um anseio antigo da cadeia produtiva da erva-mate do Sul do estado, que emprega cerca de 100 mil famílias. Em julho, por intermédio do parlamentar, o Conselho Gestor da Erva-Mate do Vale do Iguaçu (Cogemate) esteve no Palácio Iguaçu e apresentou essa e outras demandas do setor ao Governador Ratinho Junior (PSD).

Vários dos pontos debatidos naquele encontro já estão sendo avaliados internamente pelos órgãos competentes dentro do Executivo estadual. A pauta inclui a criação do Arranjo Produtivo Local (APL); de uma zona franca; de leis estaduais de manejo sustentável, que amparem o cultivo do produto em meio à mata nativa; desenvolvimento de pesquisas acadêmicas; marketing institucional em cima do produto; fomento ao turismo; e a inclusão do chá ou suco de erva-mate na merenda escolar.

Somadas, essas medidas vão alavancar ainda mais a cadeia da erva-mate no Paraná que, em 2018, já foi o responsável por 87% de toda a produção do país, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Brasil, Destaques, Economia, Internacional,

Lago Itaipu e os caminhos do cigarro contrabandeado do Paraguai até o Brasil

A incidência de apreensões de cigarros contrabandeados do Paraguai, passando pelo Lago Itaipu, aumentou nas últimas semanas.

Um dos motivos são as patrulhas embarcadas, promovidas pelas equipes no âmbito da Operação Hórus, que envolve diversos órgãos de segurança.

A orla do reservatório, que vai de Foz do Iguaçu até Guaíra, facilita a abertura de portos clandestinos por onde o produto é facilmente desembarcado para abastecer o mercado consumidor no Brasil.

Na noite da segunda-feira (9), por volta das 22h30, equipe em patrulhamento embarcado na região de Santa Helena realizou a apreensão de duas embarcações. Na maior delas, 50 caixas de cigarros de origem paraguaia.

No momento da abordagem os pilotos fugiram em meio à mata, não sendo possível localizá-los. As embarcações e carga de cigarros foram encaminhados para a Receita Federal em Foz do Iguaçu.

A ação no âmbito da Operação Hórus PRF, RF – Alfândega, COBRA/BPFRON/PM/PR, BOPE/PM/MS, DOF/MS, COPE e TIGRE PC/PR, FNSP e Exército do Brasil, com o apoio da SEOPI/MJSP.

Com informações e fotos da Assessoria de Comunicação