Browsing Category

Estadual

Brasil, Destaques, Economia, Estadual, Internacional, Turismo,

Em dois meses, Paraná ganha novas rotas das principais companhias aéreas

Novas rotas para Foz do Iguaçu, conexões com São Paulo e Brasília e mais um destino internacional formam o panorama da aviação civil do Estado neste início de 2020. Em pouco mais de um mês foram anunciadas três novas rotas das empresas Azul e Voepass, e a Latam e a Gol reforçaram operações já existentes.

Além disso, outras medidas administrativas confirmam o avanço do setor no Estado, como a liberação da ordem de serviço das obras da nova pista do Aeroporto Internacional Cataratas e o anúncio de investimento de R$ 1,5 bilhão nos quatro aeroportos paranaenses que serão concedidos para a iniciativa privada neste ano.

Para o governador Carlos Massa Ratinho Junior, as conquistas mostram que os investidores e o governo federal estão animados com a perspectiva econômica e com o desenvolvimento do turismo do Estado. As novas rotas, destacou, conectam ainda mais o Paraná com o País e possibilitam novos negócios. O aumento de voos é uma contrapartida da redução do ICMS do querosene da aviação civil.

AQUI para ler mais na AEN

Brasil, Destaques, Estadual, Meio Ambiente, Turismo,

Carnaval da natureza em Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu amanheceu com a temperatura média de 20 graus neste sábado, 22 de fevereiro, primeiro dia de carnaval. Turistas brasileiros da Região Norte, Sudeste e Nordeste foram vistos com blusa de inverno, nas primeiras horas do dia, na Passarela das Cataratas do Iguaçu.

A temperatura equilibrada dos próximos dias, de acordo com a previsão meteorológica, irá colaborar para a experiência contemplativa dos 40 mil visitantes que devem visitar o Parque Nacional do Iguaçu de sábado a terça-feira.

O domingo promete ser o dia de maior movimento na unidade, com cerca de 15 mil pessoas. Durante todo o feriadão, o parque abrirá uma hora mais cedo, às 8 horas.

O visitante que quiser receber mais informações sobre o feriadão de carnaval no Parque Nacional do Iguaçu pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Visitante: +55 (45) 9137-3444 (wa.me/554591373444).

O registro fotográfico é de Nilton Rolin.

Atendimento no Parque Nacional do Iguaçu – Carnaval
De 21 de fevereiro (sexta-feira) a 25 de fevereiro (terça-feira): das 8h às 17h
Informações e ingresso on-line
www.cataratasdoiguacu.com.br
contato@catarataspni.com.br
(45) 3521-4400

Canais nas redes sociais
WhatsApp: +55 (45) 99137-3444
Facebook: @CataratasDoIguacu
Instagram: @CataratasdoIguacu
Twitter: @CataratasBrasil

Curitiba, Economia, Estadual, Política,

Serviços de open bar e open food sem enganação é direito do consumidor

Chegar em um bar ou restaurante que oferece sistema open bar ou open food nem sempre pode ser o que o cliente espera. Muitas vezes, ao escolher um produto no cardápio, é informado de que aquele, geralmente de maior valor, não está no pacote promocional anunciado. A situação gera descontentamento e mesmo com as reclamações, a armadilha segue sendo aplicada a toda a clientela.

Entretanto, o deputado estadual Requião Filho (MDB) lembra que este é um direito do consumidor, de ser avisado com antecedência à entrada do estabelecimento, em anúncio claro e destacado, sobre todos os produtos que compõem o sistema open oferecido pela casa.

“É uma prática comum e quando o cliente escolhe algo fora do valor promocional, gera uma sensação de trapaça, de enganação. Ficam à mercê da sorte! Por isso é preciso criar regras claras e cobrar para que os estabelecimentos divulguem antecipadamente todas as marcas de bebidas e tipos de comidas que serão oferecidos no pacote”, explicou.

Diante deste incômodo relatado por diversos consumidores, o parlamentar protocolou esta semana o projeto de lei 54/2020 na Assembleia Legislativa do Paraná que exige de bares e restaurantes provedores de ofertas neste sistema open bar ou open food, que especifiquem antecipadamente todas as condições e qual o cardápio que será disponibilizado ao cliente.

“Queremos ampliar a proteção aos consumidores que, por vezes, compram ingressos para referidos eventos e acabam se sentindo enganados”, justificou no projeto.

Foto: Orlando Kissner/Assembleia

Estadual, Geral, Política,

Projeto de lei aprovado pela Assembleia rende homenagem da Copel ao deputado Hussein Bakri

Autor da lei que estabelece uma faixa de segurança para plantio próximo às redes elétricas, o deputado Hussein Bakri (PSD) foi homenageado pela Copel nesta semana. Com a presença do presidente da empresa, Daniel Slaviero, e do diretor de distribuição, Max Orfali, o parlamentar recebeu uma placa de reconhecimento por garantir “mais segurança e qualidade no fornecimento de energia à população do Paraná, o que se traduz no desenvolvimento do estado”.

“Não há nada mais recompensador para um homem público do que ter seu trabalho reconhecido em prol da coletividade. E isso ganha uma dimensão ainda maior quando parte de uma das empresas públicas mais premiadas do Brasil pela sua atuação de excelência. Na verdade, sou eu quem deve render homenagens à Copel pelos serviços prestados a todos os paranaenses e que venho procurando ajudar na função de Líder do Governo na Assembleia Legislativa”, afirmou Hussein Bakri.

Aprovada por unanimidade pelos deputados estaduais, a Lei 20.081/2019 foi redigida por Bakri em parceria com a Copel e com os órgãos ambientais. O texto estabelece uma faixa de segurança mínima de 15 metros de cada lado da rede e determina que a altura máxima das árvores não poderá ultrapassar 3 metros. Prevê ainda que a poda da vegetação será de responsabilidade do proprietário da terra, exceto nos casos em que houver risco de segurança e a Copel deverá ser acionada. Se as regras não forem cumpridas, a concessionária poderá podar ou mesmo retirar as árvores. O prazo para adequação à nova legislação é de 7 anos.

Segundo a Copel, em algumas regiões do Paraná, a vegetação é responsável por mais de 70% das interrupções no sistema de distribuição de energia elétrica – desde 2014, houve 1,1 milhão de casos. Boa parte deles envolve o reflorestamento de eucaliptos, que, durante vendavais e tempestades, entram em contato com os cabos condutores e deixam casas e fábricas sem luz por várias horas. Há ainda a questão da segurança de pessoas e animais, agravada pelo risco de incêndios florestais.

“Se chega luz às casas, ao comércio, às indústrias de todo o Paraná é por causa da Copel e seus milhares de colaboradores. E, num trabalho conjunto, a Assembleia aprovou esse projeto – agora uma lei –, que vai trazer segurança e qualidade ao fornecimento de energia no estado. Por isso, fizemos questão de agradecer ao deputado Hussein Bakri, que capitaneou todo esse processo”, disse o presidente da Copel.

Destaques, Estadual, Geral, Meio Ambiente,

Calor vai predominar durante o Carnaval em Foz do Iguaçu, afirma o Simepar

O céu azul e o calor forte vão marcar os dias do Carnaval 2020 em Foz do Iguaçu, informa o meterologista Rodrigo Lins, do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná).

As temperaturas no período, de sexta a terça-feira (21 a 25 de fevereiro, respectivamente), vão variar de 24º C a 35º C, prevê o instituto.

O clima será ideal para os mais de 40 mil turistas que são esperados nas Cataratas do Iguaçu durante o feriado.

A foto, que ilustra esta postagem, é do repórter fotográfico Roger Meireles e mostra o amanhecer de Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (21).

Estado

Uma frente fria se aproxima de Curitiba neste sábado (22), o que vai deixar as temperaturas mais estáveis.

“As previsões indicam mínimas de 14° C e máximas na casa de 20° C na Capital, o que também se estende ao Litoral. O tempo fica mais nublado, mas também com poucas possibilidades de chuva”, afirmou.

“Mas na segunda-feira essa frente fria deixa o Estado em direção ao oceano e volta a esquentar nessa região”.

AQUI para ver mais do clima no Estado durante o Carnaval

Estadual, Geral, Justiça, Política,

Presidente da Câmara assume hoje a Prefeitura de Pontal do Paraná. Veja na CabezaNEWS

Nova direção Depois da demora do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR), em comunicar a cassação do prefeito Marcos “Casquinha” Fioravante (PSB) à Câmara de Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, finalmente foi entregue a decisão no parlamento. Com isto, adianta o Blog do Tupan, os vereadores marcaram a posse de Fabiano Alves Maciel (PV), o Binho, para às 18h de hoje (21).

Tampão Binho vai comandar a cidade até abril, quando deve ocorrer a eleição extemporânea. Também vai tomar posse o novo presidente da casa legislativa, o 1º vice-presidente Oseias Leal (SD), vereador mais votado na última eleição.

R$ 20 bilhões Este é o montante do rombo provocado todos os anos pelos crimes de falsificação, contrabando e descaminho de produtos e mercadorias. A informação é do secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia Junior, que pede atuação conjunta de órgãos de segurança da federação, estado e município, sempre com presença do Ministério Público.

Audiência Renê Garcia convida a população para participar, na segunda quinzena de março, de uma audiência pública para debater o problema e soluções possíveis para conter o avanço dos casos. O evento está sendo organizado pela Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda da Assembleia Legislativa, a pedido de Fábio Aguayo, representante das entidades de turismo ligadas à Confederação Nacional do Turismo (CNTur).

Dinheirama Chamou a atenção da imprensa a apreensão, na quarta (19), de US$ 500 mil com duas mulheres em Foz do Iguaçu. O montante, que dá mais de R$ 2 milhões, foi entregue junto com elas à Polícia Federal, onde foram autuada por evasão de divisas.

Vamos juntos? Não passou despercebido dos fofoqueiros de plantão a passagem do deputado federal Ricardo Barros (PP) pela Assembleia Legislativa na terça (18). Ele aproveitou para trocar umas ideias e, segundo os mais atentos, propor uma dobradinha na eleição de outubro em Maringá.

Juntos? A intenção de Barros, de acordo com o atento deputado Dr. Batista, que é pré-candidato a prefeito da cidade pelo DEM, é recuperar a hegemonia numa dobradinha com o PSL de vice.

Robô é crime O senador Eduardo Braga (MDB-AM) apresentou projeto de lei que criminaliza o uso de robôs nas campanhas eleitorais. Se aprovada, a iniciativa vai combater a prática, uma vez que os ditos perfis são pessoas reais que utilizam a internet para enviar mensagens automáticas para influenciar debates políticos, interferir no processo eleitoral ou gerar prejuízo ao interesse público pode se tornar crime.

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Destaques, Educação, Estadual, Justiça, Meio Ambiente,

Entidades se mobilizam em defesa do Parque Nacional do Iguaçu

Defensores do Meio Ambiente pedem transparência nas concessões

As recentes notícias da existência de um plano para “privatização” da área de visitação do Parque Nacional do Iguaçu, tem mobilizado os movimentos sociais e entidades de proteção do meio ambiente.

Segundo os ambientalistas, é necessário que a população participe das negociações que tem como objetivo a renovação das concessões.

“Estamos atentos”, diz o advogado Ian Vargas presidente da Associação de Defesa e Educação Ambiental de Foz do Iguaçu. O presidente da Adeafi conclama a comunidade a defender o patrimônio natural do Município, diante da possibilidade de avanços não civilizatórios sobre o ecossistema, habitat ou comunidade biológica.

Na mesma linha, o pré-candidato do Partido dos Trabalhadores, Hamilton Serighelli, denuncia que as conversas para as novas concessões estão sendo feitas “na calada da noite” sem participação da comunidade iguaçuense.
“Queremos transparência nesse processo, para que mais uma vez os interesses do município não sejam lesados”, afirma Serighelli.

Por outro lado, o Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu, protocolou na quarta-feira, ofícios na Assembléia Legislativa do Estado do Paraná e no Senado Federal, denunciando as ameaças que pairam sobre o Parque Nacional do Iguaçu.

Segundo o presidente do CDHMP, os termos da ou das concessões, devem ser de conhecimento público e exaustivamente debatidos com a população.

“Após o carnaval vamos ter uma audiência com o presidente da Câmara Municipal, vereador Beni Rodrigues, e solicitar a realização de uma Audiência Pública para debater as concessões e os problemas que afetam o carro chefe de nossa economia – turismo, afirmou Aluízio Palmar, presidente do CDHMP.

Contatos
Adeafi – Ian Vargas 45 9942-9669
CDHMP – Aluizio Palmar 45 99941-6969
Movimentos Populares- Wander Carlos – 459922-7382

Brasil, Destaques, Economia, Estadual, Justiça,

Contrabando e descaminho geram um rombo de R$ 20 bi por ano ao Paraná

Secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia, quer ação conjunta e convoca sociedade para audiência pública na Assembleia Legislativa

Os prejuízos à economia do Paraná relacionados a falsificação e ao contrabando e descaminho ultrapassam os R$ 20 bilhões ao ano. O alerta é do secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia Junior, ao defender uma atuação conjunta das forças de segurança e fiscalização que atuam no Estado. Entidades ligadas ao turismo farão audiência pública ampla para discutir a questão.

De acordo com relatório divulgado ano passado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) e pela Associação Brasileira de Combate à Sonegação (ABCF), este tipo de crime provocou um rombo de R$ 410 bilhões à economia do país, no período de 2016 a 2018. As falsificações, contrabando e descaminho atingem em cheio o comércio legal.

De acordo com Renê Garcia, estes tipos de crimes vem numa crescente desde 2010, quanto foi implantada a simplificação tributária proveniente do Simples Nacional. “Uma série de empresas foram criadas no Brasil com este regime, e no Paraná, não foi diferente”, disse.

Incentivo ao descaminho
Na avaliação do secretário, existe um incentivo muito grande para mercadorias, cuja origem não estão bem claras, sejam comercializadas livremente em sites de venda direta ao mercado. “Primeiro vem o contrabando e o descaminho, que é a porta aberta para bebidas, cigarros, vestuário e armas e munição”, disse.

Só que, a medida que isto vai crescendo, vai tendo impacto sobre a economia real. “Isto por que acaba tendo concorrência desleal com as mercadorias licitas, afentando a lucratividade das empresas. O impacto é profundo, algo em torno de R$ 20 bilhões devam entrar pelas fronteiras ilegalmente”, acredita.

Para se ter uma ideia, afirma o secretário, só com cigarro e bebidas a perda ao Paraná é de R$ 3 bilhões ao ano. Outro impacto ao comércio legal é o crime organizado atuando no roubo de cargas. “Aí você tem toda a destruição de um comércio formal, principlamente o varejista”, disse.

Evasão de divisas
A ação dos marginais cria um ambiente de insegurança e os atacadistas não formam seus estoques no Estado. “Começam a usar de outras regiões, fortalecendo apenas estas regiões, principalmente do comércio eletrônico. Hoje o crime organizado atua em várias frentes na venda de produtos de forma muito agressiva”.

Com este cenário avança a questão do descaminho, contrabando, mercado ilegal com empresas especializadas na emissão de nota fiscal, sem o lastro de origem dos produtos. “Ocorre a venda de ICMS para compensação entre os estados, ou seja, o crime organizado tomou uma vertente muito mais sofisticadas”, disse o secretário.

A fiscalização hoje, na avaliação de Renê Garcia, tem que ser em conjnunto com segurança, Receita e Ministério Público. “Tem que identificar a geografia do crime. Precisa de fiscalização conjunta com estados, PF e PRF e MP presente em todo processo. O comércio podre expulsa o comércio bom”, completou.

Debate
O secretário Renê Garcia covida todos os setores da sociedade para uma audiência pública da Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda da Assembleia Legislativa. O evento, previsto na seguna quinzena de março, foi solicitado por Fábio Aguayo representantes das entidades de turismo ligadas à Confederação Nacional de Turismo (CNTur).

Foto: Geraldo Bubniak/ANPr

Curitiba, Estadual, Geral,

Morre Sueli Roveda, esposa do ex-presidente da Fiep, Edson Campagnolo

Faleceu agora pouco, no Hospital do Instituto de Neurologia (INC) em Curitiba, Sueli Roveda, esposa de Edson Campagnolo, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

Sueli é natural de Capanema, no Sudoeste do Paraná e, de acordo com informações apuradas pelo blog, estava em casa no momento que sentiu um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

A família ainda não divulgou onde será o velório e o enterro.

Atualização: 17h13 – 20/02/2020
O velório de Sueli Roveda será a partir das 19h desta quinta (20) nas capelas 1 e 2 do Cemitério Jardim da Saudade, na Avenida Maringa, 3300 em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O corpo será cremado às 14h desta sexta-feira (21), no Crematório Jardim da Saudade – Avenida Maringá, 3379, em Pinhais.

Economia, Estadual, Política,

Governo do Paraná fechou 2019 com resultados positivos

O Governo do Estado conseguiu gerar mais receita no ano de 2019 e gerenciou as despesas de forma a garantir a manutenção dos serviços públicos, sem aumentar os gastos de forma expressiva. Com isso, obteve resultado primário 40 vezes maior que em 2018.

“Isso significa que a relação com os fornecedores melhorou porque o Governo vem honrando com todos os seus compromissos. Por consequência, também diminuímos a dívida do Estado, em especial com as sentenças judiciais”, explica o secretário da Fazenda, Renê Garcia Júnior. “Estamos arrumando a casa”, completou.

O secretário foi à Assembleia Legislativa nesta terça-feira (18) para apresentar, em audiência pública, os dados relativos ao cumprimento das metas fiscais do terceiro quadrimestre do ano passado.

AQUI para ler mais na AEN