Browsing Category

Geral

Destaques, Estadual, Geral, Meio Ambiente,

Maio teve mais chuva, mas Paraná mantém emergência hídrica

De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná, choveu dentro da média histórica ou acima em boa parte do Estado no mês passado. Seca ficou concentrada na região de Curitiba e no Litoral.

O mapa de chuvas do Paraná relativo a maio traz uma notícia animadora: a área de estiagem mais severa reduziu consideravelmente no mês passado, ficando concentrada na Região Metropolitana de Curitiba, Litoral e alguns pontos do Noroeste.

De acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), choveu dentro da média histórica ou acima dela em boa parte do Estado. Regiões como o Oeste e Sudoeste conseguiram compensar em parte a seca que marcou o primeiro quadrimestre do ano.

Em Toledo, por exemplo, a precipitação acumulada foi de 223 milímetros, para uma média histórica de 176 mm. Foz do Iguaçu registrou 131 mm, 3 mm acima da meta. Já em Francisco Beltrão choveu 241 mm (média de 180 mm) e em Pato Branco 158 mm (média de 160 mm).

Guarapuava, na Região Central, também ficou dentro do esperado. Em maio a precipitação na cidade foi de 134 mm, exatamente o patamar esperado para o mês. “Comparado com os outros meses, o resultado foi satisfatório. O que anima também é que a primeira quinzena de junho deve ser chuvosa também”, afirmou o meteorologista do Simepar, Samuel Braun.

Ele, porém, faz uma ponderação importante: as precipitações de maio não foram suficientes para reestabelecer a ordem por completo no Paraná. “A seca é muito grave, então o problema só será resolvido no longo prazo, com o acúmulo de chuvas”, ressaltou.

Saiba mais em AEN.

Cultura, Destaques, Educação, Geral, Meio Ambiente, Notícias, Turismo,

River Games celebra “Dia Mundial do Meio Ambiente” com reflexões virtuais

Festival On Live reunirá artistas, ativistas ambientais e agentes públicos para refletir sobre quem queremos ser em tempos de pandemia

Por Bruno Soares

O estado de pandemia que a humanidade passou a vivenciar desde o avanço global do novo coronavírus no planeta Terra impõe uma reflexão comum a todos: “Quem queremos ser nessa nova realidade?”.

Consciente da importância fundamental de se considerar o Meio Ambiente para qualquer resposta possível à questão acima, a Associação de Desenvolvimento de Esportes Radicais e Ecologia (ADERE) de Foz do Iguaçu, em parceria com ativistas ambientais, empresários, artistas e agentes públicos, promove a partir desta quarta-feira (03) a Semana do Meio Ambiente On Live.

O evento terá três dias de duração e contará com a participação de 14 convidados, todos de relevância regional e nacional. As transmissões ao vivo serão reproduzidas pelas plataformas Facebook, Instagram e YouTube.

“A pandemia chegou para que o se humano tome mais consciência sobre seu papel na defesa e preservação do Meio Ambiente e coloque este tema no centro de qualquer discussão. A questão é: Estamos dispostos a pagar o preço necessário para garantirmos nossa sobrevivência neste planeta? O futuro começa agora”, provoca o gestor e ativista Raby Khalil, um dos fundadores da ADERE.

Parceiro na idealização do evento, o produtor Marcelo Penayo completa ao destacar o caráter informativo e educativo das lives. “Nossa intenção maior é celebrar a conscientização das pessoas sobre a importância de respeitarmos nosso lar comum. Vale destacar que este evento não é uma exclusividade nossa. Estamos reproduzindo em âmbito regional o que está sendo promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Precisamos nos informar para agirmos de forma consciente”, defendeu.

Radicada em Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná, a ADERE se conectou com autoridades políticas que integram ou já integraram a Frente Parlamentar Ambiental, da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). Para debater “O Lockdown Ambiental do Brasil”, live marcada às 10h desta quarta-feira, o festival reunirá para um bate papo os deputados federais Rodrigo Agostinho, Alessandro Molon, Nilto Tatto e o ex-deputado Ricardo Tripoli. O encontro virtual também contará com a presença do ex-ministro do Meio Ambiente e idealizador da Frente Parlamentar Ambientalista, Sarney Filho.

Ainda nesta quarta-feira, às 16h, o festival receberá o ambientalista Mario Mantovani para compartilhar histórias da Mata Atlântica brasileira. Diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, o ativista atua na ong desde 1991. Neste período se dedicou à aprovação de leis ambientais importantes, como a Lei da Mata Atlântica, de 2006, e a Lei das Águas, de 1997, que criou o Sistema Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente e Gerenciamento de Recursos Hídricos.

Já na quinta-feira, também a partir das 16h, o festival irá colocar em pauta as novas tendências apresentadas pelo Ministério do Turismo diante das transformações decorrentes do Covid-19. “Teremos uma importante resenha com personalidades do Turismo que irão analisar o novo momento do setor que coloca o turismo ambiental como alternativa econômica em tempos de crise sanitária”, explica Raby. A live terá participação de Gilmar Piolla, Secretário Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu; Fernanda Fedrigo, representante do Instituto Polo Iguassu; e Carmel Davis, diretora do Parque das Aves, atrativo turístico de Foz do Iguaçu.

Na sexta-feira, cinco de junho, data em que será celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, o festival terá às 10h uma live voltada Histórias da Mata Atlântica. O Poder da Floresta e o Futuro Climático do Brasil será o tema da live seguinte, marcada às 18h. Phd especialista em Desenvolvimento Sustentável, Manejo de Áreas Protegidas e Ecoturismo, Ismael Nobre irá conversar com Mario Mantovani – Ambientalista e Diretor SOS Mata Atlântica e Maúde Nancy, advogada defensora da causa ambiental.

O encerramento da Semana do Meio Ambiente On Live está marcado para começar a partir das 20h, com um show realizado diretamente da sala de estar de Raissa Fayet, em Curitiba.
“Essa é nossa contribuição para impulsionarmos as transformações coletivas necessárias ao tempo em que vivemos. Estes encontros realizados de forma online e ao vivo, resultaram numa simbiose que intitulamos On Live. Desejemos ao público uma experiência que sirva como respiro neste contexto de forte stress físico e emocional. O Meio Ambiente precisa da atenção de todos”, finaliza Marcelo Penayo.

As transmissões das lives serão reproduzidas por meio dos perfis nas redes Facebook, Instagram. Nestas platatarmos o público deve pesquisar pelo usuário @rivergamesfest. Já no YouTube o canal é River Games Festival TV.

Economia, Estadual, Geral, Notícias, Política,

Fábrica agradece apoio de Romanelli na instalação de unidade na RMC

Diretores da Adimax, indústria e comércio de alimentos, agradeceram o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) pelo empenho na instalação de uma unidade em Mandirituba, região metropolitana de Curitiba. O grupo vai investir R$ 14,6 milhões na construção da nova planta e gerar 100 novos postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos. A previsão é de que a empresa comece a funcionar até o fim do ano que vem.

Romanelli destacou uma série de vantagens para atrair empreendimentos, com aprovação da Assembleia Legislativa, com enquadramento da empresa no programa de incentivo fiscal do Estado. Dentre as medidas estão a dilação de prazos para recolhimento do ICMS, incentivos para melhoria da infraestrutura, comércio exterior, desburocratização e capacitação profissional.

“A unidade paranaense será a quinta da indústria no País, a primeira da Região Sul. A fábrica de Mandirituba será responsável por abastecer os mercados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, disse o deputado.

A Adimax tem quatro unidades fabris. A maior delas está localizada na cidade de Salto do Pirapora, interior de São Paulo. A principal atividade é a fabricação e distribuição de alimentos para cães e gatos das marcas Magnus, Fórmula Natural, Qualidy e as linhas Sopão, Domus, Gatan, Adidog, Capitão Dog e Fort Cão.

Empregos — Inicialmente, a previsão é de que a empresa abra 100 novas vagas de trabalho em Mandirituba, podendo chegar a 300, dependendo da resposta do mercado e de futuras ampliações na sede local.

O presidente da Adimax, Adir Comunello disse que recebeu toda a atenção e suporte do Estado em relação a incentivos e infraestrutura. “Estamos nos sentindo muito bem acolhidos. Pretendemos ajudar a trazer mais empresas para a cadeia, terceiros que estão atrás do nosso negócio, como, por exemplo, para o setor logístico”, comenta o empresário.

Comunello destacou também que a indústria vai priorizar a contratação de mão de obra local e que, na medida em que a marca for crescendo, também será ampliado o quadro de funcionários. Ele  estima que a unidade paranaense se transforme no segundo polo produtivo do grupo em volume e faturamento, atrás apenas da matriz, instalada no interior de São Paulo.

Destaques, Economia, Geral, Notícias, Turismo,

Oportunidade: Complexo Dreams Park Show abre 37 vagas de trabalho

O Dreams Park Show, em Foz do Iguaçu, contratará 37 colaboradores para atuar no “Dreams Motor Show”, sétimo atrativo do complexo previsto para ser inaugurado no início do segundo semestre.

O espaço terá 2,3 mil metros e contará com um bar e um restaurante temático, um museu com pelo menos 30 motocicletas customizadas e três espaços para eventos. Ao todo, terá capacidade para atender cerca de mil pessoas.

“As obras já estão em fase de acabamento. Agora, precisamos contratar a equipe responsável pelo funcionamento do atrativo”, explicou a gerente Comercial, Paula Haito.

As vagas estão divididas em recepcionistas, garçom e garçonete, bartender, caixa, estoquista, steward (limpeza e organização dos utensílios), auxiliar de cozinhar, bem como líderes de cozinha e atendimento.

Seleção

Para participar do processo, os candidatos precisam enviar currículo via e-mail para rh.grupodreamsfoz@gmail.com, até dia 20 de junho. É imprescindível informar no assunto do e-mail e no texto qual o cargo pretendido. A seleção será dividida em duas etapas: análise de currículos e entrevistas.

Segundo o departamento de Recursos Humanos do Complexo, todos os entrevistados devem apresentar a documentação no dia da entrevista.
37 vagas
6 vagas para recepcionista
8 vagas para garçom e garçonete
5 vagas para bartender
5 vagas para caixa
1 vaga para estoque
2 vagas para steward
8 vagas para auxiliar de cozinha
1 vaga para líder de cozinha
1 vaga para líder de atendimento

Loja franca

O Complexo Dreams Park Show também prevê a instalação de uma Loja Franca ainda em 2020. O espaço terá 1,2 mil metros quadrados e trabalhará com produtos de pesca, bebidas, cosméticos, perfumaria, além de eletrônicos, brinquedos, roupas e calçados. A empresa está buscando parceiros para atuar no local.

“A nossa proposta é contribuir para que Foz do Iguaçu seja também um destino para compras. Queremos que o nosso turista fique pelo menos mais um dia na cidade, sem a necessidade atravessar a fronteira”, afirmou.

De acordo com Paula, o projeto surgiu durante a pandemia do novo coronavírus. “Nós e os turistas estamos impedidos de cruzar as fronteiras. E, com isso, impossibilitados de fazer compras”, disse.

Seis atrativos

Atualmente, o Complexo Dreams Park Show conta com seis atrativos: Dreamland (Museu de Cera), Maravilhas do Mundo, Vale dos Dinossauros, Dreams Ice Bar (Bar de Gelo), Super Carros e Dino Adventure.

SERVIÇO
Para mais informações, acesse nossa página no Facebook.
O Complexo Dreams Park Show está localizado na Avenida das Cataratas, 8100.
Abilene Rodrigues (45) 99123-5461.

Destaques, Economia, Estadual, Geral, Meio Ambiente, Notícias, Turismo,

Estadualização garante a participação do Paraná em R$ 100 milhões nas Cataratas do Iguaçu

A estadualização da área onde estão as Cataratas do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, vai garantir ao Governo do Paraná a participação nos lucros da exploração turística do atrativo, na fronteira do Brasil com a Argentina. O montante é de aproximadamente R$ 100 milhões ao ano. A medida está prevista na Lei 20.222 sancionada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). Ato celebra a Semana e o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho).

Desde 1999 a União, administra o Parque. Em 2012, no entanto, o governo paranaense comprovou por documentação e registro de escritura pública do Cartório de Registro de Imóveis ser proprietário de uma área de quase 11 milhões de metros quadrados onde estão as Cataratas do Iguaçu. Em 2013, o ex-governador Beto Richa (PSDB) sancionou a lei 17.626 cedendo gratuitamente esta área ao ICMBio.
No ano passado, o deputado Luiz Fernando Guerra (PSL) apresentou o projeto 743/2019, que foi aprovado pela Assembleia Legislativa. A proposta, agora transformada em lei, autoriza o Poder Executivo a efetuar a concessão onerosa para exploração do uso público para visitação e turismo dos atrativos do Parque Iguaçu, onde se encontram as Cataratas.

A mudança alterou a redação da lei sancionada por Richa, estipulando que a concessão de uso se torne onerosa, ou seja, com recursos financeiros à serem repassados ao caixa do Estado. Desta forma, a União irá pagar pela exploração ou terceirização dos atrativos turísticos.

Segundo o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia (ITCG), órgão da estrutura da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (SEDEST) o faturamento expressivo dessa Unidade de Conservação supera em mais de R$ 100 milhões ao ano. Em 2019, mais de dois milhões de turistas de todas as regiões do mundo visitaram o atrativo, estabelecendo o recorde histórico anual. 

Contexto
A licitação da atual concessionária, que explora o Parque Nacional do Iguaçu, se encerrará no ano de 2020. A lei fará com que os recursos financeiros sejam aplicados integralmente no Paraná. Isso poderá retornar ao cidadão em investimentos públicos e, inclusive, na manutenção do próprio Parque.

A Unidade de Conservação é administrada atualmente pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIo), autarquia federal vinculada ao Ministério do Meio Ambiente e concedida à iniciativa privada para exploração turística.
A concessão com prazo de 20 anos termina no ano de 2020 e está sob a responsabilidade da empresa Cataratas do Iguaçu S.A. que remunera mensalmente o ICMBio com 6% do faturamento. Do montante, nenhum centavo é repassado aos cofres públicos estaduais. Isso ocorre devido a lei de 2013, que referendou e autorizou a concessão de direito real de uso pelo ICMBio à título gratuito.


Patrimônio
O Parque Nacional do Iguaçu, abriga o maior remanescente da floresta Atlântica da região sul do Brasil, e também as Cataratas do Iguaçu, consagrada uma das sete maravilhas da natureza. É o segundo mais visitado do Brasil, depois do da Tijuca (RJ), onde está o Cristo Redentor. 

Ronildo Pimentel
Por GDia

Destaques, Estadual, Geral, Itaipu, Saúde,

Respirador fabricado no oeste com o apoio do PTI e Itaipu seguirá para validação na cidade de Recife

Equipamento pode ajudar no combate à pandemia que assola a capital pernambucana

Um protótipo de respirador fabricado em Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Paraná, pela Indústria Schumacher (empresa de desenvolvimento e produção de válvulas pneumáticas), em parceria com a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (PTI), será testado na cidade de Recife, capital do estado de Pernambuco (PE), onde os casos de covid-19 são altos.

A testagem do ventilador pulmonar industrial faz parte de uma cooperação técnica de validação do equipamento. Se validado, ele poderá ser utilizado para ajudar no enfrentamento da doença no Recife.

O aparelho, que faz a regulação e o controle da pressão e volume de ar comprimido e oxigênio, possui um controlador digital que executa a malha de controle do sistema.

O número de casos de covid-19 na capital pernambucana passou de 500. Em função disso, o município está em quarentena e tem tido dificuldades ara obter respiradores.

“O envio do protótipo é uma ação concreta dentro de uma série de medidas de excepcionalidade que estamos adotando para enfrentar a pandemia atual”, diz o coordenador do Grupo Estratégico da Covid-19 da Itaipu, coronel Jorge Aureo.


A validação, segundo o diretor técnico do PTI, Rafael Deitos, pode resolver um gargalo. Com a cooperação, haverá um ganho enorme tanto para o parque quanto para a Indústria Schumacher e, em especial, para a cidade de Recife.

O que é?
O equipamento faz a leitura dos sensores, atuando nas válvulas para obtenção do objetivo indicado e configurado no controlador digital. Conta com válvulas eletromecânicas para ajuste da pressão de expiração, fluxômetros para regulação da mistura de ar e oxigênio (blender), sensores para validação das pressões de inspiração/expiração e possibilidade de encaixe de filtros antiviral/antibacteriano.

Parceria
O projeto conta com produção nacional de mais de 70% dos componentes. Em menos de dois meses, a parceria resultou no desenvolvimento de três versões de protótipo. O foco principal é a melhoria de itens primordiais, como ajuste fino, controle ajustável com redundância, interface homem-máquina e atendimento de normas para testes certificados.

Validação passa por banca
Todos os protótipos passaram por testes de validação em bancada e in vivo, acompanhados por comitê de ética devidamente constituído. O projeto conta com o acompanhamento de equipes médicas e técnicas das seguintes instituições: Centro de Oncologia de Cascavel (PR); Hospital Ministro Costa Cavalcanti (Foz do Iguaçu – PR); Hospital do Trabalhador (Curitiba – PR); e Hospital Municipal de Marechal Cândido Rondon (PR). O vídeo institucional do projeto pode ser acessado no endereço www.youtube.com/watch?v=3aF0Z6RvHSs

Capacidade e alvo
A estimativa atual é que a Indústria Schumacher, parceira e desenvolvedora do projeto, tenha a capacidade para produzir as válvulas pneumáticas necessárias e montar até 20 ventiladores completos por dia. A alternativa segue as diretrizes e os esforços do governo federal no combate à pandemia.

Fotos: Divulgação PTI e Itaipu Binacional

Geral, Notícias, Política, Saúde,

Sessões de junho começam com pauta cheia e saúde de Foz do Iguaçu volta a ser tema na Câmara de Vereadores

A saúde voltou a ser assunto durante a sessão desta terça-feira, 02 de junho, na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. A discussão dos requerimentos ficou para sessão do dia 04 de junho, mas ainda durante a sessão de hoje um tema que foi abordado no requerimento 176/2020, de autoria da vereadora Inês Weizemann (PL).

A proposição solicita ao Prefeito Municipal informações sobre o controle de qualidade dos Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s fornecidos aos servidores nas Unidades Básicas de Saúde – UBS.

Na mesma sessão foram lidos pareceres sobre remanejamento de verbas e entrou extrapauta projeto de urgência a ser votado nas próximas alterando para ponto facultativo os feriados municipais dos dias 10 e 24 de junho excepcionalmente em 2020 em razão da pandemia da covid19 e para atenuar os reflexos na economia local.

AQUI para ver mais no site da Câmara

Brasil, Destaques, Geral, Internacional, Itaipu, Turismo,

Itaipu se prepara para a retomada gradativa do turismo no feriadão de Corpus Christi

Visita Panorâmica será o primeiro atrativo da usina a retornar, a partir do dia 11 de junho

A equipe do Complexo Turístico Itaipu (CTI) está se preparando para receber os visitantes da usina de Itaipu assegurando todas as condições sanitárias adequadas no enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Os passeios voltarão a funcionar gradualmente, começando pela Visita Panorâmica, o mais procurado pelos turistas.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, a reabertura do turismo é uma resposta concreta ao setor que tanto se ressente nesta crise. “Foz é um destino turístico. O segmento precisa de união e seguir em frente de forma bastante cuidadosa. E é o que estamos fazendo”.

O diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), que faz a gestão do turismo na usina, general Eduardo Garrido, diz que “todos os cuidados estão sendo adotados pra receber o turista da melhor forma: com a segurança sanitária e a qualidade da experiência que se espera de um passeio inesquecível como esse”.

Live, a retomada simbólica
No aniversário de Foz do Iguaçu, 10 de junho, o artista iguaçuense Gabriel Smaniotto fará o show que marca a retomada do turismo da cidade, em uma live solidária que terá como cenário o Mirante Central da usina de Itaipu. Já no dia seguinte, 11, a partir das 9h, a operação turística na hidrelétrica será iniciada, respeitando o protocolo estabelecido por decreto municipal.

A Visita Panorâmica será feita de hora em hora, até as 16h. Os ônibus que transportam os turistas terão a capacidade reduzida pela metade, a fim de garantir o distanciamento de dois metros entre cada pessoa. Caso haja o esgotamento dos ingressos, serão organizadas saídas extras.

O segundo passeio a ser retomado é o Refúgio Biológico, a partir do dia 17, nos horários das 9h30 e 17h30, com disponibilidade de 10 vagas por horário. O Ecomuseu volta no dia 24, das 10h às 17h, com a Ciência na Esfera suspensa temporariamente. Já o Itaipu Iluminada tem previsão de início no dia 01 de julho, às 19h30 nas sextas e sábados. O circuito interno na usina, Itaipu Especial, ainda não tem previsão de retorno.

Capacitação
A equipe do CTI passa, nesta semana, por uma capacitação para assegurar o cumprimento de todas as medidas sanitárias para a segurança dos visitantes. Está sendo instalada uma barreira sanitária onde todos os colaboradores e visitantes devem passar antes de entrar no Complexo Turístico, com aferição de temperatura, tapete sanitizante e álcool em gel. Os turistas deverão ainda preencher um formulário para que possa ser feito o rastreio em caso de necessidade.

As equipes do CTI foram escalonadas para evitar aglomerações e o uso de máscaras e protetores faciais será obrigatório. O vídeo de apresentação da Itaipu, feito no início dos passeios, também teve o local alterado para aumentar a segurança: passou do auditório para o Mirante Central, área aberta. Em todos os espaços, como recepção, sanitários e nos ônibus, os visitantes terão à disposição álcool em gel para higienização das mãos.

A revista dos visitantes também sofreu modificações para evitar o contato entre as pessoas: foi instalada máquina de raio-x e portais detectores de metais para a verificação dos pertences. Para a compra dos ingressos, além da possibilidade de agendamento online pelo site do Turismo Itaipu, também foram instalados novos totens de autoatendimento.

Cataratas do Iguaçu. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional.
Turismo na usina de Itaipu. Fotos: SkyTakes/Árvore Filmes.

Brasil, Destaques, Estadual, Geral, Internacional, Itaipu, Turismo,

Kattamaram II volta a operar no dia 10 de junho. Moradores lindeiros ao Lago Itaipu tem desconto de 30%

A embarcação mais charmosa da região também volta à cena no dia do aniversário de Foz do Iguaçu e oferece aos moradores de municípios lindeiros ao lago de Itaipu desconto de 30% nas tarifas de todos os passeios. Para ter direito ao desconto basta apresentar um comprovante de residência atual.

Nesta nova fase, além de manter o carinho e a qualidade nos serviços oferecidos, atento às responsabilidades sociais e sanitárias, o Kattamaram II adota protocolos e condutas necessários à garantia da saúde e à segurança de todos: tripulação, colaboradores e passageiros.

Municípios lindeiros ao lago: Santa Helena, Itaipulândia, Diamante D’Oeste, Entre Rios do Oeste, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Mercedes, Missal, Pato Bragado, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e Terra Roxa. No Mato Grosso do Sul, Mundo Novo.

Desconto de 50% nas tarifas continua em vigor para moradores de Foz do Iguaçu.

Fotos: Marcos Labanca

Fonte: Assessoria

Geral,

Campanha para incentivar a compra local será lançada nesta quarta, em videoconferência

“Oeste compra Oeste” valoriza pequenos negócios e fomenta o desenvolvimento da região. 

Incentivar as compras na região oeste do Paraná e, com isso, ajudar os empreendedores e fomentar o desenvolvimento local. É com esses objetivos que surge a ação “Oeste compra Oeste”, realizada pelo Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), Sebrae/PR, Associações dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), Comitê Territorial dos Pequenos Negócios (CTPN), Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná (Caciopar) e Garantioeste.

O projeto visa estimular as compras na região, ampliando o mercado de empresas para estimular a economia e gerar oportunidades de desenvolvimento nos 54 municípios do Oeste paranaense, o que é fundamental, principalmente em meio à crise do coronavírus.

“É um projeto de sensibilização e engajamento para fazer com que a sociedade compreenda a importância de realizar as suas compras de forma local. Há muito tempo, as entidades envolvidas já trabalham com a temática, mas, dessa vez, o projeto dialoga com o cidadão, incentivando que ele opte pelo consumo consciente, valorizando empreendedores e apoiando pequenas empresas da região”, explica o gerente da regional oeste do Sebrae/PR, Augusto Stein.

 O engajamento da sociedade, inclusive, é destaque no projeto. Segundo o presidente do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), Danilo Vendruscolo, essa é uma iniciativa importante que depende diretamente da população.

 “São pequenas atitudes que podem fazer a diferença. Comprar produtos e investir em serviços de forma local, fortalece a economia. Os reflexos também são positivos para a saúde financeira das empresas regionais, gerando resultados positivos que auxiliam no crescimento do oeste. Ao incentivar o consumo local, estamos proporcionando novas oportunidades para todos”, ressalta Danilo.

 O projeto será lançado nesta quarta-feira (03), durante uma webinar, ou seja, uma videoconferência, com a participação de representantes das entidades envolvidas. A transmissão será a partir das 10 horas, no Facebook da Caciopar.

Oeste em números

A região oeste do Paraná é formada por 54 municípios, totalizando mais de 1 milhão de habitantes. Representando mais de 11% do território paranaense, tem números expressivos no agronegócio, concentrando mais de 35% da produção estadual de milho e 60% de plantel de suínos do Paraná.

 Segundo dados da consultoria Urban Systems, entre as 9 melhores cidades paranaenses para fazer negócios no Brasil, três são da região. No oeste também está situado um dos destinos turísticos mais populares do mundo, a cidade de Foz do Iguaçu, que recebe mais de 1,7 milhão de visitantes por ano. Além disso, os números ligados ao setor empresarial também se destacam: a região concentra quatro das principais cooperativas do Estado.

(Texto: Sebrae/Paraná)