Browsing Category

Internacional

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Nova ponte fortalece integração Brasil-Paraguai, diz ministro da Infraestrutura

Tarcísio Gomes de Freitas fez a sua primeira visita ao canteiro de obras e agradeceu a parceria com a Itaipu e o governo do Estado

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, fez na tarde desta sexta-feira (28) a sua primeira visita ao canteiro de obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que vai ligar Foz do Iguaçu (PR) a Presidente Franco. Ele estava acompanhado do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, e do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior.

De acordo com o ministro, a obra será importante para impulsionar o comércio e fortalecer as relações bilaterais entre Brasil e Paraguai. “Acho que o Paraguai é um grande parceiro, que vem crescendo muito, e obviamente, quando você coloca um equipamento deste nível, facilita a integração”, afirmou.

Ainda segundo Freitas, a integração regional sul-americana faz parte da política de transportes do governo federal e os investimentos no setor beneficiam ambos os lados da fronteira. “É uma relação de ganha-ganha. Quanto mais próximos estivermos dos irmãos paraguaios, melhor.”

O ministro esteve na cidade para inaugurar a ampliação e melhorias do Aeroporto Internacional e aproveitou para verificar o andamento das obras na nova ponte, na margem brasileira do Rio Paraná, ao lado do Marco das Três Fronteiras. A infraestrutura está sendo construída com recursos de Itaipu.

O ministro destacou que as obras estão correndo dentro do cronograma previsto e agradeceu a parceria com a binacional e o governo do Estado. “A gente pode ver os corações da obra começando a bater, que são as concretagens dos blocos”, declarou Freitas, que elogiou o andamento dos trabalhos. “As obras estão indo bem, dentro do esperado, em direção ao cumprimento do cronograma.”

Ainda de acordo com o ministro, a nova infraestrutura é um compromisso assumido pelo presidente Jair Bolsonaro logo que assumiu o cargo, há pouco mais de um ano, e só saiu do papel graças ao empenho dos governos federal e estadual, Dnit e Itaipu.

Para o governador Ratinho Júnior, obras como a nova Ponte entre Brasil e Paraguai ajudam a transformar o Paraná num dos Estados mais modernos do País, com condições de competitividade e conectividade sem igual. “Essa é uma obra extremamente complexa e importante para o Paraná, Brasil e Paraguai. É importante registrar que a discussão e o planejamento para a execução desse projeto já existem há muitos anos, porém, há menos um ano nós o tiramos do papel ao lado da Itaipu, governo federal e o governo do Estado, que tem a responsabilidade de fazer a gestão dessa obra, junto ao Dnit e DER”, afirmou.

Ratinho Júnior acrescentou que “o Paraguai é um país irmão, que possui uma relação comercial muito forte com o Brasil”. “Com o Paraguai indo bem, o Paraná também vai, e vice-versa. Essa obra vai ajudar em logística e em segurança pública, pois teremos um sistema de fronteiras mais organizado, com uma fiscalização mais apropriada na luta contra o contrabando”, finalizou.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, justificou o apoio da Itaipu às obras que vão mudar Foz do Iguaçu e região.

“Além de gerar energia elétrica de qualidade, também faz parte da missão da Itaipu impulsionar o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai, por isso entendi, junto com a minha diretoria, que deveríamos investir naquilo que deixasse legado”, afirmou. “Queremos que o cidadão comum perceba com facilidade onde o dinheiro está sendo aplicado e, por isso, investimos em obras estruturantes, como esta ponte, o aeroporto e tantas outras, inclusive, agora, a duplicação da BR 469”.

Como vai ser

A nova ligação entre Brasil e Paraguai começou a ser construída em agosto de 2019, com recursos da margem brasileira da binacional. Serão investidos R$ 463 milhões no projeto, dos quais R$ 323 milhões na ponte e R$ 140 milhões para a Perimetral Leste, que dará acesso aos motoristas à BR-277. O prazo de execução é de três anos.

A nova estrutura terá 760 metros de comprimento e vão-livre de 470 metros, com duas torres de 120 metros de altura. A pista será simples, com 3,7 metros de largura de cada lado, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

O engenheiro Osman Bove, gerente de contrato do Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, disse que aproximadamente 12% das obras da nova ponte já foram executadas. Os trabalhos estão mais avançados na margem brasileira – houve problemas burocráticos para envio de equipamentos e materiais para a margem paraguaia, já superados. “A previsão de entrega da obra é março de 2022 e estamos trabalhando para atender a esse prazo”, afirmou.

A nova ponte entre Brasil e Paraguai é uma antiga reivindicação. Além de fortalecer o comércio bilateral, terá papel importante para desafogar o trânsito de veículos pesados na Ponte da Amizade, hoje a única ligação entre os dois países sobre o Rio Paraná.

Nova gestão

A produção de energia e os investimentos em grandes obras de infraestrutura são o foco da atual gestão de Itaipu, que assumiu a empresa há um ano e adotou uma política de austeridade e readequação orçamentária. Cortes em convênios e patrocínios sem aderência à missão da empresa permitiram uma economia superior a R$ 600 milhões, que estão sendo redirecionados para os novos projetos.

Além da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, Itaipu anunciou investimentos no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (ampliação da pista de pousos e decolagens e do pátio de manobras), reforma e ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), construção de um novo hemonúcleo, construção do Mercado Municipal, obras viárias, entre outras.

Ainda nesta sexta-feira, também foi anunciada a duplicação de um trecho de 8,5 quilômetros da Rodovia das Cataratas (BR-469), entre o trevo da Argentina e o portão do Parque Nacional do Iguaçu. O investimento será de aproximadamente R$ 135 milhões – 70% financiados pela Itaipu e 30% pelo governo do Estado. A previsão é que a obra esteja concluída até março de 2022.

Fotos: Rubens Fraulini

Destaques, Educação, Internacional, Meio Ambiente,

Inclusiva: Pernas Solidárias participam da Corrida da Mulher em Foz do Iguaçu

A Corrida e Caminhada do Dia internacional da Mulher vem inovando a cada prova. Este ano foi a inclusão de Portadores de Necessidades Especiais/PNEs e um workshop que vai falar sobre Mulheres Empoderadas.

O projeto Pernas Solidárias vai competir com os cadeirantes conduzidos por corredores de rua. A Corrida será realizada no dia 08 de março e as atividades vão começar a partir das 07h da manhã, no Colégio Semeador.

A Corrida da Mulher é organizada pelo Instituto ECOPROJETAR e já está na 9ª edição. O projeto Pernas Solidárias surgiu com a missão de incluir nas corridas de rua, crianças, adolescentes e adultos com limitações físicas. Eles são conduzidos por corredores e voluntários.

O objetivo é proporcionar uma experiência única e vivenciar a emoção e alegria em participar de uma competição. A inscrição dos cadeirantes é gratuita e também recebem o Kit Atleta.

“A possibilidade de redescobrir a vida através do esporte, será um momento diferenciado para crianças e adolescentes com limitações físicas e/ou cognitiva. A experiência é compartilhada, tanto pelos participantes, quanto pelos familiares. Esta iniciativa vai contribuir para socialização e integração na sociedade, além de fazer que redescubram a vida de uma forma ampla e global”, ressalta a coordenadoras do projeto, Neiva Costa.

História do projeto
As idealizadoras e atletas, Neiva Costa e Rosemeri Grandi participaram da meia maratona de Belo Horizonte e conheceram um projeto de inclusão de PNEs. Contagiadas com a alegria dos competidores, implantaram o projeto em Foz do Iguaçu.

Os corredores profissionais se voluntariam em participação e conduzir o cadeirante em eventos de corrida de rua. Qualquer pessoa, de qualquer grupo de corrida de toda a região podem participar do projeto.

“Esta iniciativa também promove o voluntariado e a inclusão de todos os gêneros, assim proporcionamos acessibilidade aos sonhos de pessoas com deficiência. Os atletas corredores que integram o projeto Pernas Solidárias tem um envolvimento com as instituições para promover a inclusão de PNEs nas corridas de rua”, exemplifica a também coordenadora Rosemeri Grandi.

Homenagem para elas
Durante a programação da corrida, as mulheres participantes vão receber uma rosa da empresa apoiadora Flores & Frutas. Os competidores também poderão participar de sorteios de prêmios fornecidos por patrocinadores e apoiadores, que desejam ter sua marca divulgada.

Quer ser um apoiador da corrida mais charmosa de Foz do Iguaçu? Corra, ainda dá tempo. Entre em contato com a coordenadora e idealizadora, Ana Biesek pelo whatsapp 45 99916 7578.

A RPC TV de Foz do Iguaçu, que é uma apoiadora da Corrida e Caminhada da Mulher desde a primeira edição, também estará presente e vai levar profissionais de fisioterapia, massoterapeuta e Quick massage para atender atletas e público em geral.

Workshop da mulher
A Corrida da Mulher, que é organizada pelo Instituto ECOPROJETAR inova e a 9ª edição da Corrida da Mulher promove um workshop, que será realizado no dia 04 de março, às 19h, no Hotel Bella Itália. A roda de conversa terá o tema “Empoderamento Feminino” e vai contar mulheres empoderadas de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este/PY.

Programação da corrida
06h: os portões do Colégio Semeador já estarão abertos.
07h: Abertura da Feira da Mulher, onde serão expostos produtos e serviços de patrocinadores e apoiadores da Corrida e Caminhada do Dia Internacional da Mulher.
07h15: Largada da corrida dos cadeirantes, que serão conduzidos por dois corredores profissionais.
07h30: Largada da corrida de 08km para adultos: masculina e feminina.
09h: Largada para a corrida Kids.

Inscrições Restam poucas vagas para a Corrida e Caminhada da Mulher. Corra, ainda dá tempo Site www.minhasinscricoes.com.br
Rfelix Training Personal Kids – Av. Felipe Wandscheer, 2490 – Vila Yolanda; Bio Mundo – Shopping JL Cataratas
Yágizi – Av Paraná, 1473
Academia Plena Forma. Av JK, 1059.
Valor R$ 70,00 para adultos
R$ 40,00 para crianças

Wts: 45 9 9916 7578 c/ Ana Biesek

Kit do atleta
Cada participante inscrito terá direito a um Kit do Atleta com uma camiseta dryfit esportiva de alta absorção de calor, um número de peito, chip, uma bandana e no kit pós prova, uma medalha, alimentação e uma rosa (mulheres).

Brasil, Cultura, Destaques, Educação, Internacional, Meio Ambiente, Turismo,

Acaba hoje o 1° lote de inscrições para a Meia das Cataratas

Termina nesta quinta-feira, 27 de fevereiro, às 23h59, o primeiro lote das inscrições para 13ª Meia Maratona das Cataratas com valores promocionais. A prova será realizada no dia 7 de junho de 2020, no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu-PR.

A Meia Maratona das Cataratas, a corrida da Maravilha Mundial da Natureza, contará com o percurso integralmente dentro do Patrimônio Natural da Humanidade, valorizando ainda mais a experiência do corredor com a natureza e as Cataratas do Iguaçu, atração internacional que encanta pessoas de todo o mundo. 🥰

A 13ª edição da Meia Maratona das Cataratas é promovida pelo Grupo Cataratas e Parque Nacional do Iguaçu (ICMBio), tem patrocínio da Nissei (celulares e eletrônicos) e promoção da RPC Foz do Iguaçu. A prova integra a programação oficial da unidade de conservação à Semana Mundial do Meio Ambiente. 💚

As inscrições para a Meia Maratona das Cataratas, prova de 21 km, e para o Desafio de 8 km das Cataratas devem ser realizadas no site oficial da corrida (www.meiamaratonadascataratas.com.br). As vagas são limitadas para quatro mil corredores. O período de inscrição será encerrado em 7 de maio ou quando o número limite de vagas para participantes for atingido. ✨

Inscrições – 21 km e 8 km ⠀⠀
1º lote: R$ 120,00 (até 27 de fevereiro)
2º lote: R$ 140,00 (28 de fevereiro a 27 de março)
3º lote: R$ 160,00 (28 de março a 27 de abril)
4º lote: R$ 180,00 (28 de abril a 7 de maio)

Moradores de Foz e das cidades vizinhas ao parque – Os corredores da cidade de Foz do Iguaçu e dos 13 municípios vizinhos ao Parque Nacional do Iguaçu têm desconto especial, de 20% no valor da inscrição, ao realizá-la presencialmente no Marco 3 Fronteiras – Brasil. A promoção é válida mediante apresentação de comprovante de residência e documento com foto.

REGULAMENTO – 8 km: www.meiamaratonadascataratas.com.br/regulamento-8-km/

REGULAMENTO – 21 km: www.meiamaratonadascataratas.com.br/regulamento-21-km/

Fotografias: Nilton Rolin

Central de Atendimento ao Corredor – WhatsApp
+55 (45) 9137-3444 – wa.me/5545991373444

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Meio Ambiente, Turismo,

Mais de 67,6 mil foram às Cataratas no Brasil e na Argentina no Carnaval

Os Parques Nacionais do Iguaçu e Iguazú, na fronteira do Brasil com a Argentina, receberam no primeiro feriado prolongado do ano, 67.604 visitantes de pelo menos 78 diferentes nacionalidades.

De sábado a terça-feira (22 a 25 de fevereiro), 36.139 turistas foram até as Cataratas por Foz do Iguaçu, enquanto 31.465 ingressaram por Puerto Iguazú.

As Cataratas do Iguaçu são o principal termômetro do turismo na região da Tríplice Fronteira, incluindo o Paraguai.

O atrativo, localizado dentro da unidade de conservação que abrange Brasil e Argentina, já recebeu no acumulado do ano (de 1º de janeiro até o dia 25 de fevereiro), 725.028 visitantes

Em 2019, mais de 3,6 milhões visitaram as quedas pelos dois lados da fronteira.

AQUI para ler mais no site do GDia

Foto: Christian Rizzi/Cataratas S/A

Brasil, Destaques, Internacional, Saúde,

Brasil confirma primeiro caso do novo coronavírus

Paciente esteve na Itália durante explosão de casos; Ministério da Saúde deve fazer coletiva na quarta (26)

O Brasil registrou nesta terça (25) o primeiro caso de coronavírus. A Folha de S.Paulo apurou que o teste de contraprova de um paciente que já havia sido notificado como caso suspeito nesta noite também deu positivo.

A informação foi confirmada com uma fonte envolvida no processo. Mais cedo, o homem havia testado positivo para o vírus no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e sido submetido ao teste de contraprova no Instituto Aadolfo Lutz, cujo resultado deve ser anunciado nesta quarta (26) pelo Ministério da Saúde.

Com isso, o Brasil passa a ser o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do novo vírus que já matou 2.708 pessoas no mundo.

AQUI para ler mais na Folha de S.Paulo

Foto: Wang Fei/Xinhua

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Turismo,

Parque Nacional do Iguaçu recebeu 36 mil visitantes no feriadão de carnaval

O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, recebeu 36.139 visitantes nos quatro dias de feriado prolongado de carnaval (22 a 25 de fevereiro).

Pessoas de 78 nacionalidades conheceram ou revisitaram o atrativo, localizado em Foz do Iguaçu (PR), que faz fronteira com a Argentina. O movimento foi 11% menor que no mesmo feriadão do ano passado, quando 40.553 mil brasileiros e estrangeiros estiveram no local.

O dia de maior movimento foi o domingo, 23 de fevereiro, quando 14.440 pessoas visitaram a unidade de conservação. Mesmo com “friozinho” do sábado (22) e a chuva constante na terça-feira (25), os apaixonados pela natureza não deixaram de visitar o parque.

Para atender à grande procura, o Parque Nacional do Iguaçu abriu uma hora mais cedo, às 8 horas, durante todos os dias do feriadão. Na Quarta-Feira de Cinzas, 26 de fevereiro, o horário de funcionamento da unidade volta ao normal, das 9h às 17h.

Fotografias: Christian Rizzi

Central de Atendimento ao Visitante
WhatsApp: +55 (45) 99137-3444

Canais nas redes sociais
Facebook: @CataratasDoIguacu
Instagram: @CataratasdoIguacu
Twitter: @CataratasBrasil

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu, Política,

Um ano de gestão Silva e Luna: Itaipu transforma energia também em infraestrutura

A hidrelétrica binacional está possibilitando a criação de um novo clico econômico para Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná e todo o Estado

No dia 26 de fevereiro de 2019, data que completa um ano nesta quarta-feira (26), o general Joaquim Silva e Luna assumia a direção brasileira da usina de Itaipu e passava, a partir dali, a imprimir um novo ritmo na gestão da empresa.

Os milhões de megawatts-hora produzidos pela hidrelétrica – um total de 2,7 bilhões de MWh acumulados desde o inicio da geração, em maio de 1984 – passaram também a se traduzir, além de energia limpa e renovável (portanto, mais barata para o consumidor), em infraestrutura, logística, bem-estar e riqueza para a população de todo o Paraná, principalmente da região Oeste.

Isso sem contar o repasse mensal do pagamento de royalties, sem nenhum atraso, para os munícipios lindeiros ao reservatório do Lago de Itaipu e também para os indiretamente atingidos, além de estados e órgãos federais, conforme determina a legislação.

O reservatório é uma verdadeira poupança de eletricidade para o setor elétrico do Brasil e do Paraguai e de dinheiro para o entorno. “A nova Itaipu, como está sendo chamada, é resultado de uma missão que me foi confiada pelo presidente da República e que todos nós da usina estamos empenhados em honrar”, diz Silva e Luna.

Silva e Luna foi o primeiro diretor-geral brasileiro a morar em Foz do Iguaçu. E, prontamente, trouxe toda a diretoria para morar na cidade-sede da usina no Brasil e, na sequência, viabilizou a transferência dos 130 empregados do escritório de Curitiba para Foz. Com a unificação, a empresa ganhou em governança e em melhor aproveitamento profissional da mão de obra.

O general remodelou o papel estratégico da empresa, seguindo orientações do presidente Jair Bolsonaro, e atuou junto com a equipe para combater todo tipo de desperdício. Do recorde de produtividade, uso total da água para geração de energia, passando pela reavaliação de convênios, patrocínios e parcerias. O que não estava aderente à missão da usina foi descartado. Com a economia de recursos proveniente dessas medidas, Itaipu está ajudando a construir uma nova Foz do Iguaçu e região.

A nova Itaipu, só na margem brasileira da usina, está garantindo o redirecionamento de R$ 600 milhões para obras de grande importância para o desenvolvimento regional, com impacto em toda a América Latina, como é o caso da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, iniciada em agosto e com previsão de conclusão em junho de 2022, juntamente com a Perimetral Leste, que vai mudar o traçado de um trecho da cidade e permitir um ordenamento do tráfego no município. A perimetral ligará a nova ponte entre o Brasil e o Paraguai à BR-277.

Todas essas obras geram um ciclo produtivo com novos empregos diretos e indiretos e movimentação de toda a economia local.

Também fazem parte desse conjunto de iniciativas a modernização do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, com mais leitos para o SUS, e a ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto de Foz do Iguaçu. Neste caso, o aeroporto terá condições de concorrer com outros destinos turísticos, já que terá condições de receber aeronaves de grande porte, sem a necessidade de escalas.

A lista inclui também a conclusão do Mercado Municipal, a remodelagem do turismo interno de Itaipu, a transformação do Gramadão de Itaipu, na Vila A, num parque de lazer, a entrega da ciclovia da Avenida Tancredo Neves e a criação de um circuito turístico Itaipu, com saída do futuro mercado e roteiro que remeta o turista e morador à época da construção da usina.

A mudança na região já pode ser vista, com o grande número de obras viabilizadas financeiramente pela Itaipu que estão em andamento. Agora, a preocupação de Silva e Luna é entregar, no prazo ou até mesmo antes, todas as obras estruturantes já iniciadas ou com seu projeto executivo em fase de conclusão. “Não vamos inaugurar promessas nem nos queixar das dores do parto, vamos apresentar o filho do nosso esforço”, afirma o general.

Silva e Luna também designou técnicos da empresa para integrar o grupo de trabalho do Ministério de Minas e Energia que estuda a revisão do Anexo C do Tratado de Itaipu. Em 2023, o Tratado completa 50 anos, e seu Anexo C – que trata da parte financeira do acordo – será revisado por brasileiros e paraguaios. O trabalho prevê a atualização das bases para comercialização da energia de Itaipu, representada no Brasil pela Eletrobras e no Paraguai pela Administración Nacional de Electricidad (Ande).

Outro importante projeto em andamento é o processo de modernização tecnológica da usina. O investimento de mais de US$ 500 milhões, em dez anos, vai permitir a sustentabilidade da hidrelétrica para as próximas décadas. O sucesso dessa empreitada depende do comprometimento de brasileiros e paraguaios, uma equipe alinhada, trabalhando lado a lado pelo bem maior da usina.

Quanto mais Itaipu gera energia, mais ela produz riqueza para a região e desenvolvimento para os dois países. Só os 2,7 bilhões de MWh dariam para suprir o mundo inteiro de energia por 43 dias.

Todas as medidas adotadas são para deixar Itaipu preparada para o pós-2023, quando a dívida de sua construção, que hoje representa 62% dos custos de sua energia, estará totalmente quitada. Depois dessa fase, os governos dos dois países vão definir o melhor modelo de mercado para a energia de Itaipu.

Foto: Alexandre Marchetti

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Turismo,

Mais de 31,4 mil turistas já visitaram as Cataratas do Iguaçu no ‘feriadão’ de carnaval 2020

O Parque Naciolnal do Iguaçu recebeu 31.434 turistas nos três primeiros dias do feriado prolongado do Carnaval 2020 (de sábado a segunda-feira, 22 a 24 de fevereiro).

A maior movimentação de visitantes na unidade de conservação onde estão as Cataratas do Iguaçu ocorreu no domingo (23), com 14.440 acessos, informa parcial da concessionária do atrativo.

No complexo turístico do Marco das 3 Fronteiras, foram 9.037 ingressos nos três dias do feriado prolongado, que termina nesta terça-feira (25)..

Abaixo os dados parciais da Cataratas SA

FERIADÃO PARQUE
Sábado, 22: 7620
Domingo, 23: 14440
Segunda, 24: 9374
Parcial: 31.434

FERIADÃO MARCO
Sábado, 22: 2.586
Domingo, 23: 4.024
Segunda, 24: 2.427
Parcial: 9.037

Foto: Nilton Rolin

Brasil, Destaques, Economia, Estadual, Internacional, Turismo,

Em dois meses, Paraná ganha novas rotas das principais companhias aéreas

Novas rotas para Foz do Iguaçu, conexões com São Paulo e Brasília e mais um destino internacional formam o panorama da aviação civil do Estado neste início de 2020. Em pouco mais de um mês foram anunciadas três novas rotas das empresas Azul e Voepass, e a Latam e a Gol reforçaram operações já existentes.

Além disso, outras medidas administrativas confirmam o avanço do setor no Estado, como a liberação da ordem de serviço das obras da nova pista do Aeroporto Internacional Cataratas e o anúncio de investimento de R$ 1,5 bilhão nos quatro aeroportos paranaenses que serão concedidos para a iniciativa privada neste ano.

Para o governador Carlos Massa Ratinho Junior, as conquistas mostram que os investidores e o governo federal estão animados com a perspectiva econômica e com o desenvolvimento do turismo do Estado. As novas rotas, destacou, conectam ainda mais o Paraná com o País e possibilitam novos negócios. O aumento de voos é uma contrapartida da redução do ICMS do querosene da aviação civil.

AQUI para ler mais na AEN

Brasil, Cultura, Destaques, Educação, Internacional,

Pontos luminosos observados no céu de Foz são satélites para internet gratuita no mundo. Assista!

A quinta missão da SpaceX lançou dezenas de satélites na Flórida, nos EUA. As luzes foram vistas no céu de várias cidades do sul do Brasil

Na noite de sexta-feira (21), algumas pessoas avistaram pontos luminosos no céu de determinadas cidades do Sul do Brasil — inclusive em Foz do Iguaçu. Nas redes sociais, diversos usuários escreveram sobre o assunto, surpresos com o fenômeno. As informações são do Zero Hora.

No entanto, não é a primeira vez que isso acontece — em dezembro de 2019, as luzes foram vistas em diversas cidades —, e, de acordo com o diretor da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), Renato Cássio Poltronieri, também não será a última. Os pontos vistos são o brilho de satélites da constelação Starlink, enviados pela empresa SpaceX.

— Vai acontecer muitas vezes ainda. Quando lançam uma nova trilha (de satélites) e eles estão se posicionando, eles aparecem — explica.

A quinta missão da SpaceX, com dezenas de satélites, foi lançada na quinta-feira (17), na Flórida. O envio faz parte de um projeto que prevê distribuição de sinal de internet de forma gratuita em todo o mundo. No Rio Grande do Sul a visualização foi melhor. Poltronieri esclarece que, enquanto eles estão em órbita baixa, é possível enxergá-los a olho nu:

— Conforme eles passam, a luz solar bate nas antenas e causa aquele brilho. O Rio Grande do Sul está em uma latitude mais baixa, o que proporciona melhor visualização em sua trajetória.

Vários internautas afirmaram ter visto os pontos de luz, inclusive em Cascavel.

Uma gravação de Alfredo Dal’Ava Junior — do projeto RMS, da Bramon — flagrou quando uma “turma” de satélites pôde ser vista em São Paulo, na madrugada deste sábado (22). É possível vê-los a partir de um minuto de vídeo: