Browsing Category

Internacional

Brasil, Internacional, Justiça,

Brasileiro é assassinado em penitenciária de Ciudad del Este, no Paraguai

Um brasileiro preso na Penitenciária Regional de Ciudad del Este, no Paraguai, foi assassinado durante uma briga entre colegas de cela na madrugada de segunda-feira (1).

A vítima foi identificada como Maicol Godoy Sedenezi, informa a imprensa local.

Os agentes penitenciários foram avisados da confusão por volta das 2h, quando encontraram Sedenezi ferido com quatro facadas no peito e três no abdômen.

Maicol Godoy Sedenezi estava preso por tráfico de drogas no Paraguai.

Ele foi levado com urgência para a ala de traumas do Hospital de Ciudad del Este, onde foi atendido, mas não não resistiu aos ferimentos.

A faca improvisada e utilizada para cometer o crime foi encontrada e entregue à criminalística da Polícia Nacional. Ainda não se sabe o motivo da briga e o autor das facadas.

Maicol Godoy Sedenezi estava preso no Paraguai por tráfico de drogas.

Brasil, Destaques, Geral, Internacional, Itaipu, Turismo,

Itaipu se prepara para a retomada gradativa do turismo no feriadão de Corpus Christi

Visita Panorâmica será o primeiro atrativo da usina a retornar, a partir do dia 11 de junho

A equipe do Complexo Turístico Itaipu (CTI) está se preparando para receber os visitantes da usina de Itaipu assegurando todas as condições sanitárias adequadas no enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Os passeios voltarão a funcionar gradualmente, começando pela Visita Panorâmica, o mais procurado pelos turistas.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, a reabertura do turismo é uma resposta concreta ao setor que tanto se ressente nesta crise. “Foz é um destino turístico. O segmento precisa de união e seguir em frente de forma bastante cuidadosa. E é o que estamos fazendo”.

O diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), que faz a gestão do turismo na usina, general Eduardo Garrido, diz que “todos os cuidados estão sendo adotados pra receber o turista da melhor forma: com a segurança sanitária e a qualidade da experiência que se espera de um passeio inesquecível como esse”.

Live, a retomada simbólica
No aniversário de Foz do Iguaçu, 10 de junho, o artista iguaçuense Gabriel Smaniotto fará o show que marca a retomada do turismo da cidade, em uma live solidária que terá como cenário o Mirante Central da usina de Itaipu. Já no dia seguinte, 11, a partir das 9h, a operação turística na hidrelétrica será iniciada, respeitando o protocolo estabelecido por decreto municipal.

A Visita Panorâmica será feita de hora em hora, até as 16h. Os ônibus que transportam os turistas terão a capacidade reduzida pela metade, a fim de garantir o distanciamento de dois metros entre cada pessoa. Caso haja o esgotamento dos ingressos, serão organizadas saídas extras.

O segundo passeio a ser retomado é o Refúgio Biológico, a partir do dia 17, nos horários das 9h30 e 17h30, com disponibilidade de 10 vagas por horário. O Ecomuseu volta no dia 24, das 10h às 17h, com a Ciência na Esfera suspensa temporariamente. Já o Itaipu Iluminada tem previsão de início no dia 01 de julho, às 19h30 nas sextas e sábados. O circuito interno na usina, Itaipu Especial, ainda não tem previsão de retorno.

Capacitação
A equipe do CTI passa, nesta semana, por uma capacitação para assegurar o cumprimento de todas as medidas sanitárias para a segurança dos visitantes. Está sendo instalada uma barreira sanitária onde todos os colaboradores e visitantes devem passar antes de entrar no Complexo Turístico, com aferição de temperatura, tapete sanitizante e álcool em gel. Os turistas deverão ainda preencher um formulário para que possa ser feito o rastreio em caso de necessidade.

As equipes do CTI foram escalonadas para evitar aglomerações e o uso de máscaras e protetores faciais será obrigatório. O vídeo de apresentação da Itaipu, feito no início dos passeios, também teve o local alterado para aumentar a segurança: passou do auditório para o Mirante Central, área aberta. Em todos os espaços, como recepção, sanitários e nos ônibus, os visitantes terão à disposição álcool em gel para higienização das mãos.

A revista dos visitantes também sofreu modificações para evitar o contato entre as pessoas: foi instalada máquina de raio-x e portais detectores de metais para a verificação dos pertences. Para a compra dos ingressos, além da possibilidade de agendamento online pelo site do Turismo Itaipu, também foram instalados novos totens de autoatendimento.

Cataratas do Iguaçu. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional.
Turismo na usina de Itaipu. Fotos: SkyTakes/Árvore Filmes.

Brasil, Destaques, Estadual, Geral, Internacional, Itaipu, Turismo,

Kattamaram II volta a operar no dia 10 de junho. Moradores lindeiros ao Lago Itaipu tem desconto de 30%

A embarcação mais charmosa da região também volta à cena no dia do aniversário de Foz do Iguaçu e oferece aos moradores de municípios lindeiros ao lago de Itaipu desconto de 30% nas tarifas de todos os passeios. Para ter direito ao desconto basta apresentar um comprovante de residência atual.

Nesta nova fase, além de manter o carinho e a qualidade nos serviços oferecidos, atento às responsabilidades sociais e sanitárias, o Kattamaram II adota protocolos e condutas necessários à garantia da saúde e à segurança de todos: tripulação, colaboradores e passageiros.

Municípios lindeiros ao lago: Santa Helena, Itaipulândia, Diamante D’Oeste, Entre Rios do Oeste, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Mercedes, Missal, Pato Bragado, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e Terra Roxa. No Mato Grosso do Sul, Mundo Novo.

Desconto de 50% nas tarifas continua em vigor para moradores de Foz do Iguaçu.

Fotos: Marcos Labanca

Fonte: Assessoria

Internacional,

Medidas que Paraguai pretende adotar não animam comércio de Ciudad del Este

Os empresários de Alto Paraná, em especial de Ciudad del Este, discordam das medidas que o governo paraguaio está analisando para reativar a economia regional e nacional.

A principal demanda de Ciudad del Este, no momento, é a reabertura da fronteira com Foz do Iguaçu, que não é considerada pelo governo informa o jornal Última Hora.

O vice-ministro de Economia, Humberto Colmán, afirma que dos negócios de fronteira, especialmente em Ciudad del Este, é um problema que decorre do modelo comercial adotado na região, que se está esgotando.

Ele disse que o plano de reativação proposto pelo governo busca uma reconversão comercial e produtiva da região, com estratégias que se baseiam principalmente em dois pontos: renovação da infraestrutura e comércio eletrônico.

A melhoria da infraestrutura atual e dos serviços, segundo o ministro, é para que as pessoas não venham às fronteiras apenas para comprar produtos a preços mais baixos, mas também para que aproveitem os atrativos para passar o dia. Com isso, haveria também maior movimento em setores como hotéis e restaurantes.

Em relação ao comércio eletrônico, o ministro disse que plataformas digitais estão sendo analisadas, para facilitar as transações, com novos planos promocionais e facilidades de compra. Afirmou que hoje existe um temor generalizado das compras presenciais, por isso é fundamental oferecer opções ao cliente, para aumentar o consumo.

O governo estuda ainda uma diminuição das taxas de importação, para baratear os preços dos produtos.

Leia mais em H2Foz

Destaques, Geral, Internacional, Meio Ambiente,

Embarcação vira no rio Paraná, jovem de 16 anos está desaparecido e pode ser sexta vítima em um mês

Um jovem de 16 anos desapareceu nas águas do rio Paraná depois que o barco que ele estava a bordo havia afundado devido à passagem de outro barco.

O desaparecimento do jovem, identificado como Jorge David López Román, 16, ocorreu por volta das 20h deste domingo nas águas do rio Paraná, informou Edgar Medina, no Última Hora.

O acidente no rio foi confirmado pela 51ª Delegacia de Polícia, no bairro de San Miguel, em Ciudad del Este, Departamento do Alto Paraná.

O adolescente pode ser a sexta vítima que cai nas profundezas do rio. No início de maio, três jovens morreram após a embarcação lotada virou próximo ao Cataratas Iate Clube.

Na região de Guaíra, um militar brasileiro caiu nas águas do rio, na primeira metade de maio, e também morreu vítima das águas.

Outro caso foi registrado em 22 de abril, quando um homem identificado como Ricardo Duarte, 50, tentou entrar clandestinamente no território paraguaio em uma canoa, na jurisdição do distrito de Yatytay, no departamento de Itapúa. Seu corpo foi encontrado no dia seguinte.

Tragédia

Segundo o relato dos intervenientes, a mais recente vítima estava na companhia de seu irmão, Richar Rubén Álvarez Román, 27, quando em um determinado momento um barco passou perto deles, fez com que o barco rodasse e os dois caíssem.

O evento foi relatado à promotora Estela Mary Ramírez e ao pessoal da Marinha do Paraguai. O representante do Ministério Público ordenou a prisão do irmão da vítima.

Destaques, Geral, Internacional, Notícias, Política, Saúde,

Autoridades paraguaias pensam em “cédula sanitária” para reabrir a Ponte Internacional da Amizade

Foz do Iguaçu emitiria um controle sanitário para abertura gradual da fronteira

Apesar do Alto Paraná ser um dos focos de contágio no país, o governo e as autoridades de saúde do departamento estão analisando junto com seus colegas do estado do Paraná (Brasil) a possibilidade de estabelecer um tipo de “certificado de saúde” que permitiria um movimento controlado e restrito de pessoas, nos dois lados da ponte da amizade.

Esse cenário de reabertura gradual da fronteira é pensado no fato de que os proprietários da maioria das empresas em Ciudad del Este e nas cidades vizinhas moram do outro lado da ponte. E como eles não podem ir para esse lado, seus negócios e empresas fecharam.

“Aqui temos dois problemas: abrimos tudo e todos morremos de Covid; Ou mantemos tudo fechado e passamos fome ”, disse o Dr. Carlos Torrás, coordenador do programa de enfrentamento à Covid-19 no Alto Paraná.

O coordenador é a favor de procurar um “meio termo” e tentar, de acordo com o que acontece nas fases da quarentena, “abrir as fronteiras, a ponte ou as lojas gradualmente e com rigorosos controles sanitários.”

Isso envolverá a realização de “testes diários” da Covid para quem entrar para emitir uma autorização de saúde temporária.

“Se você fizer testes e fornecer um registro ou certificado de saúde que possa ser usado, que dure quatro ou cinco dias, você poderá fazer isso. Mas não poderemos abri-lo ao público em geral ”, explicou Torrás, logo após sair de uma teleconferência que realizou com seus colegas brasileiros e na qual autoridades departamentais e estaduais falaram em concordar com um protocolo de saúde comum com representantes das câmaras de comércio de ambos os países.

“Se pensarmos assim, falaremos sobre o tratado do Mercosul que diz ‘trânsito livre até 12 quilômetros do lado da fronteira’. Nesta base, você pode ver como habilitar a ponte para que os cidadãos que vivem em Ciudad del Este e os cidadãos que vivem em Foz de Yguazú tenham um tráfego um pouco mais regular; mas também não é de graça ”, explicou.

Ele insistiu que essa eventual flexibilidade deveria ser uma estratégia multissetorial e bilateral entre as duas cidades. Isso em vista do fato de que no Brasil “eles não estão tendo restrições como a nossa”.

Enquanto o tráfego clandestino na fronteira continua, a idéia é controlar os cidadãos que desejam atravessar; passam por testes cujos resultados seriam dados em 24 horas. “Se Foz pegar as baterias e disser: todo mundo que entra no Brasil vai ser testado ou todo mundo que vai para o Paraguai deve ser testado, aí teremos controle, mesmo que não tenham. os resultados imediatamente. Mas se tivermos uma resposta ou solução em 24 horas, pode-se esperar em um hotel durante esse período. Então, lá ele pode estar em Ciudad del Este ou Foz do Iguaçu”, afirmou.

Ele ainda não pensa – esclareceu – que este é um cenário de compra.

“Em Ciudad del Este, a maioria dos proprietários das lojas moram em Foz. Então, eles devem escolher se ficam naquele lado do rio ou ficam desse lado “, disse ele.

Torrás garantiu que o prefeito de Foz, Francisco Lacerda, e o secretário de Saúde Pública do Estado do Paraná estão comprometidos em replicar os protocolos de saúde do Paraguai.

“Como o Paraná é um estado federal, está aberto a cumprir certas regras. A Câmara de Comércio de Foz e sua contraparte paraguaia, também o Prefeito de Foz e a Secretaria de Saúde estão comprometidos e existe uma predisposição para isso ”, afirmou.

Além disso, ele disse que em Foz eles oferecem seus laboratórios para amostras do Alto Paraná. “Eles têm capacidade para analisar mais de 1.000 testes diários. Aqui pegamos as amostras e enviamos para Assunção ”, disse.

Por: Última Hora

Cultura, Internacional, Notícias, Turismo,

VÍDEO: La Voz de Cataratas completa 17 anos com muita informação. Assista o clipe comemorativo!

O primeiro site de notícias de Puerto Iguazú (Argentina) está completando 17 anos de muita informação e serviço a partir das Três Fronteiras, incluindo Brasil e Paraguai.

Editado pela jornalista Kelly Ferreyra, o portal sempre inovou na forma de transmitir notícias utilizando as diferentes plataformas que a comunicação permite.

Vida longa ao La Voz de Cataratas, que em seu nome presta uma homenagem ao principal atrativo da região!

Destaques, Geral, Internacional, Justiça, Notícias, Política,

Paraguai anuncia mais rigor na fronteira. Lojistas que moram em Foz poderão entrar em Ciudad del Este

O ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, visitou Ciudad del Este no domingo, 31, e anunciou que o controle da fronteira será mais rigoroso, devido ao aumento de casos de contágio comunitário e sem nexos no departamento de Alto Paraná, nos últimos dias.

Segundo o jornal ABC Color, o ministro teve um encontro com militares na Base Aérea Naval e, depois, também se reuniu com autoridades policiais.

A intenção é fazer um trabalho coordenado entre militares, policiais, promotoria e outras instituições públicas, para evitar a entrada ilegal de pessoas, principalmente pelo Rio Paraná.

Empresários detidos por entrar ilegalmente no Paraguai, pelo Rio Paraná. Foto Edgar Medina, Última Hora

O jornal Última Hora informou que o ministro Euclides Azevedo negou que haverá um isolamento de Alto Paraná, devido aos casos de novo coronavírus, conforme boatos que circularam na região.

A diretora de Migrações do Paraguai, Ángeles Arriola disse que empresários que moram em Foz do Iguaçu e têm lojas no Paraguai estão autorizados a entrar no país.

Leia mais no H2Foz

Destaques, Geral, Internacional, Justiça, Saúde,

Mais 150 policiais chegam a Ciudad del Este para reforçar fronteira

De sexta para sábado o governo paraguaio identificou e prendeu mais 20 pessoas que atravessaram o rio Paraná em Foz do Iguaçu e Hernandárias para retornar ao país. Mas as autoridades estimam que cerca de 30 pessoas cruzam o rio Paraná todos os dias para voltar ao país ou transportar mercadorias contrabandeadas. 

Somente na tarde deste sábado (30) foram detidos Khaled Dib Mahrmar, Bashar Al Barban, Cleverson Pinheiro de Souza, Wagner Oliveira, Rhaman Safa Abul, Daario Cubas, Junior Aguinagalde Villalba e Pedro Gaona  González. 

As pessoas apreendidas são levadas aos albergues para fazer a quarentena obrigatória. A promotora de justiça Estela Ramirez, criticou a Prefeitura Naval da cidade: “os marines deveriam garantir a nossa segurança e não colocar nossas vidas em risco”, disse ela ao jornal Última Hora. 

Estela afirmou que o Ministério Público investiga denúncias sobre o pagamento de propina para cruzar a fronteira. “Nós estamos investigando as denúncias que recebemos e vamos processar quem  estiver envolvido”. O MP também investiga o vai e vem ilegal de comerciantes de CDE que moram em Foz do Iguaçu. 

Segurança intensificada

A Polícia Nacional de Alto Paraná também intensificou a fiscalização para evitar o descumprimento das normas da chamada “quarentena inteligente” e a entrada ilegal de pessoas na fronteira.

Neste sábado mais 150 policiais chegaram a Ciudad del Este para endurecer o controle. Os novos policiais fazem parte do Grupo Lince, Grupo de Operações Especiais, Grupamento Montado e pessoal de apoio dos estados de Caaaguazú e Canindeyú. 

As autoridades de saúde disseram que o Departamento de Alto Paraná é zona de maior risco para sofrer uma explosão de covid-19 porque existe grande número de pessoas procedentes do Brasil que burlam a fiscalização para entrar de forma clandestina. 

O Ministério da Saúde do Paraguai informou que nos primeiros cinco dias de “quarentena inteligente”  foi registrado um aumento de 12% nos casos em Alto Paraná e Departamento Central. Neste sábado havia um total de 135 casos positivos, dos quais 38 estão em quarentena em seus domicílios e 97 distribuídos em albergues. 

O ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, disse que poderá suspender a flexibilização e “fechar tudo novamente”, se a população não seguir as normas da quarentena inteligente. 

Destaques, Economia, Estadual, Geral, Internacional, Meio Ambiente, Notícias, Política, Turismo,

Ratinho Jr sanciona lei que estadualiza a arrecadação das Cataratas do Iguaçu

O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou, na última terça-feira (26), a lei 20.222 que autoriza o Estado a conceder à iniciativa privada à exploração turística onerosa da área onde estão as Catraratas do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade. A iniciativa vai garantir um reforço de caixa ao Governo no período pós-pandemia do novo Coronavírus.

A estadualização da área onde estão as famosas quedas foi proposta pelo deputado Luiz Fernando Guerra e aprovada pelo Plenário da Assembleia Legislativa. A  publicação da lei no Diário Oficial marca oficialmente o início das comemorações da Semana Estadual do Meio Ambiente e o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado anualmente em 05 de junho.

Desde 1999 a União administra o Parque Iguaçu. Em 2012, no entanto, o governo paranaense comprovou por documentação e registro de escritura pública do Cartório de Registro de Imóveis ser proprietário de uma área de quase 11 milhões de metros quadrados onde está boa parte dos pontos turísticos, como as Cataratas do Iguaçu. 

Em 2013, o ex-governador Beto Richa sancionou lei cedendo gratuitamente esta área ao Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio). O projeto apresentado por Luiz Fernando Guerra promoveu a alteração da redação dessa lei estadual, estipulando que a concessão de uso se torne onerosa, ou seja, com recursos financeiros à serem repassados ao caixa do Estado do Paraná.

Desta forma, a União pagará pela exploração ou terceirização dos atrativos turísticos. Em manifestação nos anexos da proposta, o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia (ITCG), órgão da estrutura da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (SEDEST) manifesta que o faturamento expressivo dessa Unidade de Conservação supera em mais de R$ 100 milhões ao ano.

Contexto

A título de comparação, com a concessão do Parque Estadual Vila Velha, na região dos Campos Gerais, o governo arrecada 15% do faturamento. Hoje, as Cataratas do Iguaçu paga 6% ao ICMBio. De acordo com site oficial (cataratasdoiguaçu.com.br) o ingresso para visitação às cataratas custa R$ 43,00 (brasileiros), R$ 57,00 (países do Mercosul) e R$ 72,00 (outras nacionalidades).

A licitação da atual concessionária termina em 2020. “É louvável a proposta, exemplar e oportuna porque fará com que os recursos financeiros sejam aplicados integralmente no Paraná. Isso poderá retornar ao cidadão em investimentos públicos e, inclusive, na manutenção do próprio Parque”, diz a nota do ITCG.

A Unidade de Conservação atualmente é administrada pelo ICMBIo, autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente e concedida à iniciativa privada para exploração turística. De acordo com o contrato, o instituto é remunerado com 6% do faturamento, dos quais nenhum centavo é repassado aos cofres públicos estaduais.

De acordo com o deputado, o Parque Iguaçu abriga o maior remanescente da floresta Atlântica da região sul do Brasil, além das Cataratas do Iguaçu, consagrada uma das sete maravilhas da natureza. “É o segundo parque nacional mais visitado do Brasil, depois do da Tijuca (RJ), onde está o Cristo Redentor”, ressalta Guerra. 

Momento oportuno

Agora, temos a oportunidade de transformar o nosso maior roteiro de visitação turística, também em uma nova fonte de receita para o Estado, reforça o deputado. Que complementa: “Agradeço ao Legislativo pela aprovação do projeto e especialmente ao governador Ratinho Júnior pela sanção da nossa proposta.

A intenção, de acordo com o parlamentar, é contribuir com a arrecadação do Estado, quando a economia precisa ser retomada com força para manutenção e geração de emprego e renda no pós-pandemia. Em 2019, mais de dois milhões de turistas de todos os países do mundo visitaram o atrativo, estabelecendo o recorde histórico anual. 

Números do Parque Iguaçu para a região

ICMS – Em média, por ano, o Parque responde por R$ 25 milhões de ICMS Ecológico aos municípios do entorno.
Empregos – Mil diretos e aproximadamente 15 mil indiretos.
Geração de renda – R$ 280 milhões gastos pelos visitantes refletem em mais de R$ 1 bilhão em vendas, R$ 300 milhões em renda da população e R$ 400 milhões em Valor Agregado ao PIB.
PNI – Estima-se que quase 30% da economia de Foz do Iguaçu esteja relacionada à visitação do Parque.
Turismo – As atividades relacionadas ao turismo correspondem a mais de 50% da arrecadação de Foz do Iguaçu.

Semana Estadual do Meio Ambiente

Sob o tema Hora da Natureza, o Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho. É a principal data da ONU para promover a conscientização e a ação em nível global em defesa do ambiente. O tema de 2020 é a biodiversidade. 

O Parque Iguaçu, criado em 1939, pelo Decreto N° 1.035, abriga o maior remanescente de floresta Atlântica (estacional semidecídua) da região sul do Brasil. A área abriga uma riquíssima biodiversidade, constituída por espécies representativas da fauna e flora brasileiras, algumas ameaçadas de extinção.

A expressiva variabilidade biológica somada à beleza cênica das Cataratas, fizeram do Parque Iguaçu a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser instituída como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO, no ano de 1986.

Por: Ronildo Pimentel
GDia