Browsing Category

Internacional

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Itaipu atingiu em julho maior produtividade da história em um mês

Nunca a água foi tão bem aproveitada para a geração de energia na usina binacional como no último mês

Itaipu, além de ser a usina que mais gera energia no mundo, acaba de registrar também a sua mais alta taxa de produtividade – a relação direta entre a produção de energia e a água que passa pelas turbinas.

Nunca a hidrelétrica aproveitou tão bem a água disponível em seu reservatório como em julho de 2019, quando atingiu a melhor produtividade em toda a sua história, num só mês, com 1,100 megawatts médios por metro cúbico de água por segundo (MWmed/m³/s). O recorde anterior, de 1,098 MWmed/m³/s, era de julho de 2018.

Praticamente não houve desperdício de água. Dois fatores foram preponderantes nesse resultado. A elevação da queda bruta de água, causada pela diminuição do nível do canal de fuga, em função da menor afluência (menos água chegando ao reservatório), favorece o aproveitamento de cada metro cúbico de matéria-prima em megawatt. Em outras palavras, a elevação da queda d´água também favorece o rendimento.

Este fator isolado, no entanto, não teria grande impacto não fosse a capacidade de trabalho integrado de todas as superintendências da Diretoria Técnica da Itaipu – Engenharia, Obras, Operação e Manutenção – aliada à relação sempre próxima com o Operador Nacional do Sistema (ONS), Ande e Eletrobras no gerenciamento adequado de todas as diversas variáveis envolvidas no processo de geração de energia. Entre elas, demanda, estoque de água e disponibilidade das máquinas e da transmissão, por exemplo.

Nos últimos anos a Itaipu vem melhorando também a sua faixa de operação, com perdas quase zero em relação ao máximo possível, ajustando inclusive as oportunidades de produção entre os setores de 50Hz e 60Hz, adequando a quantidade de unidades geradoras ao nível de produção.

Segundo o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, o novo recorde demonstra que Itaipu está trabalhando incessantemente para melhorar todos os seus índices, graças aos esforços de uma equipe comprometida, formada por brasileiros e paraguaios. “Nenhuma empresa se estabelece na liderança achando que não precisa evoluir mais, sem buscar melhorias contínuas”, afirma. “A quebra do próprio recorde de produtividade mostra que a Itaipu, mesmo na condição de maior geradora de energia de planeta, faz jus à condição de líder mundial.”

Para o diretor técnico executivo, Celso Torino, o resultado reflete a maturidade e qualidade do corpo técnico da usina. “É um trabalho contínuo, binacional e de parceria em prol da segurança da usina e da otimização de sua produção”.

Produtividade crescente

O recorde anterior, de julho do ano passado, foi obtido 28 anos depois da melhor marca até então, registrada em setembro de 1991, com 1,087 MWmed/m³/s – superada sucessivamente em maio, junho e julho do ano passado.

No acumulado parcial, 2019 também está sendo o melhor ano do histórico. Até julho, a produtividade acumulada era de 1,072 MWmed/m³/s. A melhor marca anual registrada ocorreu em 1986, com 1,060 MWmed/m³/s, seguida de 2004, com 1,052 MWmed/m³/s. Em 2018, a produtividade foi de 1,036 MWmed/m³/s.

Fotos: Caio Coronel e Rubens Fraulini

Destaques, Estadual, Internacional, Política,

Damares Alves é Cidadã Benemérita do Paraná. Eleição Argentina provoca tsunami. Veja na CabezaNEWS

Cidadã … A Assembleia Legislativa entregou ontem (12), o título de Cidadã Benemérita do Paraná à ministra da Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves (foto de Eduardo Matysiak). A sessão foi marcada por dois momentos antagônicos. No primeiro, o deputado Tadeu Veneri (PT) fez um discurso duro para anunciar a retirada do plenário. No segundo, o Missionário Ricardo Arruda pediu desculpas a ministra, que ficou conhecida por afirmar ter falado, quando jovem, com Jesus no alto de um pé de goiabeira.

… Benemérita A homenagem foi proposta pelo deputado Delegado Francischini. Damares (na foto acima, com o presidente Ademar Traiano e Francischini) é natural de Paranaguá, no litoral do Paraná.

Terremoto … A vitória da oposição na Argentina, capitaneada por Alberto Fernández e Cristina Kichner, sobre o presidente Maurício Macri, provocou um tsunami na economia do país. Apesar da votação, nada muda no país, uma vez que o primeiro e o segundo turno só irão ocorrer em outubro e novembro.

… eleitoral Com o resultado das urnas, a cotação do dólar disparou. A alta chegou a quase 30% e a bolsa de valores despencou. Fernández obteve 37,6% dos votos e Macri 32%. O presidente que busca a reeleição venceu em apenas duas províncias argentinas.

Paciência O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu ontem políticas de liberalização econômica e pediu paciência para que as reformas comecem a mostrar resultado na recuperação do país. “Dê um ano ou dois, dê um governo, dê uma chance de um governo de quatro anos para a liberal-democracia”, disse.

Última … A Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu parte do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) em junho que exonerou 11 integrantes do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT) e mandou reintegrar os funcionários exonerados.

… forma O mecanismo é responsável por vistoriar as condições de tratamento concedidas em presídios e outros tipos de unidade de internação mantidas pelo Estado. A decisão foi dada em caráter liminar (provisória). O governo ainda pode recorrer.

Segue aí O governo do Estado fechou acordo com a APP-Sindicato, que representa professores e funcionários de escolas públicas, e decidiu manter as regras atuais para a contratação de professores temporários para 2020. Pelo acordo, a Secretaria de Estado da Educação deve prorrogar os atuais contratos de professores para o próximo período letivo.

Segue aí II Com isto, não haverá aplicação de prova e banca de avaliação. O líder do governo na Assembleia Legislativa, Hussein Bakri (PSD), disse que eventuais mudanças na contratação via Processo Seletivo Simplificado (PSS) só serão implementadas a partir de 2020.

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Justiça,

VÍDEO: Táxi que transportava R$ 70 mil em eletrônicos é flagrado na Ponte da Amizade, fronteira do Brasil com o Paraguai

Na sexta-feira, 09 de agosto, durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Fronteira Integrada, equipes da Receita Federal em conjunto com a Força Nacional reteve grande quantidade de eletrônicos, em sua maioria smartphones em um táxi paraguaio.

A ação ocorreu por volta das 21h, quando o táxi foi abordado na Ponte Internacional da Amizade ao tentar entrar no Brasil. Durante a vistoria do veículo, as equipes encontraram as mercadorias no assoalho e banco traseiro do veículo.

Ao ser questionado, o motorista paraguaio confessou que levaria as mercadorias até um hotel em Foz do Iguaçu e receberia R$ 200,00 para transportá-las.

As mercadorias, avaliadas em R$ 70 mil, foram retidas. O veículo e o motorista foram liberados, porém será enviada uma Representação Fiscal para fins penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu,

Revista Crusoé revela como era gasto dinheiro da Itaipu nas antigas diretorias

A edição do final de semana da Crusoé revelou como era gasto parte dos recursos da Itaipu, até o início da nova gestão em 2019. As informações chamaram à atenção da imprensa após o presidente Jair Bolsonaro assinar uma portaria substituindo o diretor Jurídico da Binacional, Cezar Ziliotto, pela servidora de carreira Mariana Favoretto Thele. Ninguém explicou os motivos até então. As informações são do Gazeta Diário.

Em reportagem assinada pelos jornalistas Caio Junqueira e Mateus Coutinho, intitulada “Usina de Mordomias”, a Crusoé revela que os ministros das mais altas cortes de Justiça do país viajaram pelo Brasil e exterior com passagens e hotéis pagos pela Itaipu. A “farra” acabou com a posse do novo diretor-geral, general Joaquim Silva e Luna.

Ao assumir direção-geral brasileira da hidrelétrica, Silva e Luna adotou uma linha de austeridade no cumprimento de sua missão: gerir bem Itaipu, melhorando o emprego do uso de recursos como uma ação de responsabilidade e de respeito ao consumidor que paga a conta da energia elétrica. O ritmo de trabalho calcado na moralidade incluiu corte de gastos e aplicação dos recursos em obras estruturantes, como a segunda ponte com o Paraguai e a Avenida Perimetral Leste.

Até então, de acordo com a revista, a mordomia “corria solta” na binacional. Segundo a Crusoé, a Itaipu tinha virado uma “generosa fonte de recursos para bancar a doce vida de altas autoridades do Judiciário em eventos pelo mundo”. Entre os “beneficiados” estão “ministros do STF, STJ e TST, além de tribunais regionais federais e de tribunais estaduais”.

Contexto
Os jornalistas lembram que, desde 2013, a empresa desembolsou pelo menos R$ 16 milhões para eventos jurídicos diversos. “O dinheiro que saía dos cofres de Itaipu custeou dezenas e dezenas de passagens em classe executiva para os Estados Unidos e a Europa e hospedagem em hotéis estrelados. Também foi usado para pagar palestras proferidas por magistrados”.

A lista obtida pela Crusoé inclui magistrados que de alguma forma tiveram despesas custeadas pelos cofres de Itaipu. São “seis dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal: o atual presidente da corte, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski”.

Envolvimento
A reportagem mostra ainda, como beneficiado, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, “João Otávio de Noronha, e outros 18 ministros da corte”. O ministro Ricardo Lewandowski também é citado na matéria, que viajou no ano passado com a mulher Yara de Abreu Lewandowski, para Lisboa.

“Em Portugal, o casal visitou outras cidades até que, em 4 de julho, seguiu para Madri. Três dias depois, eles seguiram para Londres em 7 de julho”, informam os jornalistas. De acordo com o texto, foi de lá que partiu o voo do casal de volta para o Brasil, em 21 de julho, com tudo bancado com recursos de Itaipu, “sob o argumento de patrocinar o Seminário de Verão realizado na Universidade de Coimbra”.

“Aliado”
A Crusoé informa que as mordomias eram facilitadas porque as “excelências convidadas”, além das entidades que as convidavam, tinham na Itaipu um aliado. “Trata-se de Cezar Ziliotto, nomeado em 2013 para o cargo de diretor-jurídico da binacional. A nomeação foi assinada pela então presidente Dilma Rousseff”.

De acordo com a reportagem a boa vontade do diretor, nos convênios com entidades jurídicas, o aproximou, primeiro, de Gilmar Mendes, dono do IDP. “Depois, ele ficou próximo também de Dias Toffoli”. Os dois ministros, ainda segundo a revista, acabaram o transformando numa espécie de afilhado político em Brasília.

“Quando Michel Temer chegou ao poder, em 2016, houve uma corrida pelo cargo, mas Ziliotto foi mantido”. Ao ser questionado pela reportagem, Ziliotto disse que “Iinexistem mordomias. Itaipu sempre teve uma política de incentivo à promoção de iniciativas culturais, sociais e jurídicas”.

Em reposta à revista, a Superintendência de Comunicação da Itaipu informa que “todos os contratos e convênios sem aderência à missão de Itaipu foram cancelados ou não renovados na gestão do general Silva e Luna”.

Destaques, Internacional, Política,

Oposição surpreende e vence primária na Argentina com ampla diferença. Maurício Macri admitiu derrota

A chapa de oposição liderada por Alberto Fernández, que tem a ex-mandatária Cristina Kirchner como vice, venceu com larga vantagem as primárias presidenciais argentinas apontam os resultados preliminares.

Antes mesmo de iniciar a apuração do pleito, neste domingo (11), o presidente Maurício Macri reconheceu a derrota nas urnas, segundo a imprensa do país.

Favorito à presidência da Argentina, Alberto Fernández visita Lula em Curitiba. Veja fotos!

Com 58% das urnas apuradas, a Alberto e Cristina tinham 47% dos votos contra 32,6% da chapa de Macri. A tendência, segundo o órgão eleitoral, é que a diferença continue assim até o final da apuração.

Caso os números se repitam na eleição de fato, no fim de outubro, Fernández seria eleito em primeiro turno —para isso, ele precisa ter mais de 45% dos votos ou mais de 40% e no mínimo 10 pontos percentuais de vantagem para o segundo colocado.

Leia mais sobre as eleições argentinas no site da Folha

Brasil, Destaques, Internacional, Política,

Governo Federal cria comissão para desenvolvimento e integração das fronteiras

O órgão é ‘destinado a propor medidas e coordenar ações que visem ao desenvolvimento de iniciativas necessárias à atuação do Governo federal na faixa de fronteira’

O Governo Federal publicou no Diário Oficial da União (DOU) na última sexta-feira, 09, decreto instituindo a Comissão Permanente para o Desenvolvimento e a Integração da Faixa de Fronteira no âmbito do Ministério do Desenvolvimento Regional. Segundo o decreto, o órgão é ‘destinado a propor medidas e coordenar ações que visem ao desenvolvimento de iniciativas necessárias à atuação do Governo federal na faixa de fronteira’.

Entre as competências da Comissão está definir ações governamentais, apresentar planos regionalizados e interagir com núcleos regionais estabelecidos para debater questões de desenvolvimento e integração fronteiriços. Recentemente, uma ação do Ministério da Justiça também colocou as fronteiras em evidência: o ministro Sérgio Moro determinou a criação de centros integrados de segurança, para atuação cooperada das forças de segurança do País, sendo que Foz do Iguaçu terá o plano piloto da iniciativa.

“Este é mais um indicativo de que o Governo Federal está voltando seu olhar para as regiões de fronteiras, que há muito precisam de políticas públicas de desenvolvimento e segurança específicos. Essas ações estimulam o IDESF a trabalhar ainda mais no seu propósito de chamar a atenção em relação as necessidades fronteiriças”, avalia o presidente do IDESF, Luciano Stremel Barros.

A Comissão Permanente para o Desenvolvimento e a Integração da Faixa de Fronteira é composta por representantes dos ministérios do Desenvolvimento Regional; da Justiça e Segurança Pública; da Defesa; das Relações Exteriores; da Infraestrutura; da Educação e da Saúde e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.

Fonte: IDESF

Brasil, Destaques, Internacional, Justiça,

Carro furtado há 27 anos em São Paulo é recuperado na Ponte da Amizade pela PRF

Um carro furtado há 27 anos, em São Paulo (SP), foi recuperado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) neste sábado (10), na Ponte Internacional da Amizade.

A apreensão aconteceu após uma fiscalização de trânsito de rotina na aduana Brasil-Paraguai, na BR-277.

O Ford Verona era dirigido por um paraguaio de 45 anos. Ele foi preso e encaminhado à 6.ª Delegacia de Polícia de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná.

De acordo com a PRF, o homem apresentou documentos paraguaios do veículo e até mesmo um contrato de compra e venda.

No entanto, consultando o número do chassi, foi constatado que o veículo é licenciado no Brasil.

O Verona tem um alerta de furto desde o dia 30 de abril de 1992, portanto há mais de 27 anos. O registro foi feito no município de São Paulo (SP).

Assim como o condutor paraguaio, o carro recuperado foi encaminhado à delegacia de Foz do Iguaçu. O dono do veículo ainda não foi localizado.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Negociação com Paraguai sobre Itaipu não foi secreta

Duas semanas depois do início da crise que quase derrubou o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, o governo brasileiro se pronunciou oficialmente a respeito da ata que estabelecia a contratação da potência da usina de Itaipu.

Nota oficial assinada pelo Ministério de Minas e Energia e pelo Ministério de Relações Exteriores afirma que a ata buscava corrigir uma “defasagem histórica” na contratação da potência de Itaipu pela estatal paraguaia Ande, “de modo que cada parte pague pela energia que efetivamente consome”, conforme termos do Tratado de Itaipu, destaca Anne Warth, na Agência Estado.

De acordo com o governo brasileiro, “diferentemente do que tem sido divulgado”, o processo de negociação da ata – assinada no dia 24 de maio e anulada unilateralmente pelo país vizinho em 1º de agosto – “não foi secreto”. A nota oficial sustenta que representantes dos ministérios de Relações Exteriores de ambos os países, Eletrobras, Ande e Itaipu participaram de “todas as reuniões”.

O tom do comunicado é de resposta às notícias publicadas na imprensa paraguaia a partir do vazamento de mensagens trocadas entre o ex-presidente da Ande Pedro Ferreira e o presidente Mario Abdo Benitez. Nas mensagens, Ferreira se opõe aos termos da ata bilateral, que, depois de revelados, quase derrubaram o governo de Marito, como é conhecido. A ata foi considerada “entreguista” pela oposição e por membros do Partido Colorado, base de sustentação do presidente.

A ata previa que o Paraguai aumentasse a contratação da potência de Itaipu em 9,6% neste ano. Para os próximos três anos, a alta seria de 12% ao ano. Ao final do período, ainda haveria uma defasagem que permitiria aos paraguaios pagar menos pela energia do que os brasileiros. À imprensa paraguaia, Pedro Ferreira disse ser contra o acordo e negou ter participado das negociações. A crise paraguaia só diminuiu depois que a ata foi anulada, mas o país ainda passa por turbulências políticas relacionadas ao tema.

A nota oficial do governo brasileiro afirma que a ata “foi fruto de consenso entre os representantes dos dois países” e tinha como objetivo “chegar a um acordo justo para ambas as partes”. Com a anulação da ata, a contratação da potência da usina ainda não foi definida para este ano, e Itaipu não está sendo remunerada por toda a energia produzida.

“O Brasil continua dialogando com o Paraguai, de forma a construir as soluções que contribuam para a correção dos eventuais desequilíbrios em relação à contratação da energia produzida”, diz a nota oficial.

Comercializadora
A nota oficial do governo brasileiro também menciona o episódio da comercializadora Leros, que envolve Alexandre Giordano, representante da empresa e suplente do senador Major Olímpio (PSL-SP). Segundo mensagens vazadas e publicadas na imprensa paraguaia, ele teria procurado um assessor jurídico do vice-presidente paraguaio, Hugo Velázquez, para fechar um acordo para comercializar a energia excedente de Itaipu. Velázquez, por sua vez, teria procurado Pedro Ferreira para tratar da proposta.

Na nota, o governo destaca que o Tratado de Itaipu “somente permite a venda da energia produzida pela usina para a Eletrobras e para a Ande”. “Portanto, não tem qualquer fundamento a especulação sobre a possibilidade de comercialização da energia da usina binacional por parte de alguma empresa que não seja a Eletrobras e a Ande.”
De acordo com o governo brasileiro, “diferentemente do que tem sido divulgado”, o processo de negociação da ata – assinada no dia 24 de maio e anulada unilateralmente pelo país vizinho em 1º de agosto – “não foi secreto”. A nota oficial sustenta que representantes dos ministérios de Relações Exteriores de ambos os países, Eletrobras, Ande e Itaipu participaram de “todas as reuniões”.

Brasil, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu,

Ministérios se manifestam sobre a Ata Bilateral entre Brasil e Paraguai

Dos ministérios das Relações Exteriores e Minas e Energia e Eletrobras:

Sobre as questões relativas à Ata Bilateral, assinada em 24 de maio de 2019, que trata da contratação de potência da Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu, os Ministérios das Relações Exteriores, de Minas e Energia e a Eletrobras, esclarecem:

  1. A Ata Bilateral teve por finalidade estabelecer um contrato de venda de energia de Itaipu no período de 2019 a 2022, garantindo à usina os recursos necessários para seu funcionamento, e por consequência, a estabilidade no fornecimento de energia elétrica a ambos os países. Desta forma, daria cumprimento ao Artigo XIII do Tratado de Itaipu, que estabelece que os países se comprometem a contratar toda a potência disponibilizada pela binacional;
  2. Também buscava corrigir uma defasagem histórica na contratação da energia de Itaipu por parte da Ande. Considerando que a contratação pela Ande não tem acompanhado o alto crescimento de sua demanda de energia, a Ata Bilateral buscou reequilibrar esta relação, de modo que cada parte pague pela energia que efetivamente consome;
  3. Diferentemente do que tem sido divulgado, todo o processo de negociação que resultou na assinatura da Ata Bilateral não foi secreto. Em todas as reuniões houve a participação dos representantes dos Ministérios das Relações Exteriores de ambos os países, da Eletrobras, da Ande e da Itaipu Binacional;
  4. Cabe ainda destacar que o Tratado de Itaipu somente permite a venda da energia produzida pela usina para a Eletrobras e para a Ande. Portanto, não tem qualquer fundamento a especulação sobre a possibilidade de comercialização da energia da usina binacional por parte de alguma empresa que não seja a Eletrobras e a Ande;
  5. Cabe destacar que o resultado da Ata Bilateral foi fruto de consenso entre os representantes dos dois países no sentido de se chegar a um acordo justo para ambas as partes; e
  6. Por fim, o Brasil continua dialogando com o Paraguai, de forma a construir as soluções que contribuam para a correção dos eventuais desequilíbrios em relação a contratação da energia produzida.
Brasil, Destaques, Internacional, Turismo,

Marco das 3 Fronteiras terá funcionamento diferenciado na terça-feira, 13 de agosto

O Marco das 3 Fronteiras terá horário de atendimento especial na terça-feira, 13 de agosto.

O atrativo funcionará das 14h às 16h30 para a visitação turística. Depois deste horário, o Marco estará fechado para visitação.

O atendimento com horário especial, ocorrerá apenas nesta data, 13 de agosto, para a realização de um evento fechado.

Serviço
Funcionamento do Marco das Três Fronteiras
Data: 13 de agosto (terça-feira)
Horário: das 14h às 16h30

Mais informações Marco das 3 Fronteiras
www.marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br
Telefone: +55 (45) 3132-4108

Canais nas redes sociais
WhatsApp: +55 (45) 9 9137 3444
Facebook: @Marco3Fronteiras.Brasil
Instagram: @Marco3Fronteiras
Twitter: @Marco3Fronteira

Fotografia: Marcos Labanca