Browsing Category

Meio Ambiente

Destaques, Estadual, Geral, Meio Ambiente,

Paranaenses devem se preparar para o fim de semana mais gelado do ano; há previsão de geada

De acordo com o meteorologista Fernando Mendes, os valores podem ficar abaixo dos
cinco graus em algumas áreas os campos gerais, do Centro e também do Sul

As baixas temperaturas deram uma trégua nos últimos dias, com a volta do sol, mas o paranaense deve se preparar porque vem aí o fim de semana mais gelado do ano, pelo menos até agora. É que o ar seco que afastou as instabilidades dos últimos dias e fez o tempo abrir na segunda (20) deve, aos poucos, dar lugar a uma frente fria que é esperada no Paraná entre entre quarta (22) e quinta-feira (23).

Com esse novo sistema, segundo o Instituto Simepar, o Estado volta a ter condição de chuva e, já na sequência, as temperaturas despencam. As informações são da Band News/Curitiba.

De acordo com o meteorologista Fernando Mendes, os valores podem ficar abaixo dos cinco graus em algumas áreas os campos gerais, do Centro e também do Sul.

Até que o tempo vire, no entanto, as temperaturas – em especial, as máximas – sobem bastante durante o dia. No Oeste, por exemplo, os termômetros devem chegar perto dos 30 graus na quarta-feira, enquanto no sábado (25) essa mesma região deve amanhecer com apenas 8 graus.

No sábado, praticamente todo o Paraná deve amanhecer com baixas temperaturas. Se as projeções se confirmarem, apenas o litoral começa o dia com uma situação diferente: em torno de 14 graus.

Até no Oeste, que normalmente é mais quente do que o restante do Estado, o dia deve começar gelado, com cerca de 7 graus – a mesma mínima calculada para Curitiba.

Francisco Beltrão e Pato Branco, por sua vez, devem chegar a 5 graus, enquanto Telêmaco Borba, nos campos gerais, Guarapuava, no centro, e União da Vitória, no Sul, podem bater apenas 4 graus logo cedo.

Lembrando que o inverno começa daqui a um mês e um dia, em 21 de junho de 2019.

Destaques, Economia, Estadual, Geral, Meio Ambiente, Política,

Bolsonaro participa da inauguração de usina em Capanema, no Sudoeste do Paraná

O presidente Jair Bolsonaro participa, na próxima quinta-feira (23), da solenidade de inauguração da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu em Capanema, no limite do município de Capitão Leônidas Marques, no Sudoeste do Paraná.

O ato, programado para às 14h, terá presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A Usina está instalada no trecho final do Rio Iguaçu, antes do mesmo entrar na área de proteção do Parque Nacional do Iguaçu e recebeu R$ 2,3 bilhões.

Com 350 megawatts (MW) de potência instalada, essa hidrelétrica pode produzir energia suficiente para atender mais de um milhão de pessoas.

Esta será a segunda vez que o presidente visita no Paraná em pouco mais de 10 dias.

No último dia 10 de maio, Bolsonaro esteve em Foz do Iguaçu, para o lançamento da pedra fundamental da segunda ponte da cidade, unindo Brasil ao Paraguai.

Brasil, Cultura, Destaques, Geral, Meio Ambiente, Turismo,

Macuco Safari de novo na telinha. Veja mais fotos da equipe no atrativo turístico

Record grava cenas para o quadro “Já pode sonhar” no famoso passeio

CabezaNEWS, com Assessoria

O sonho da vez era conhecer Foz do Iguaçu, o Parque Nacional e fazer o passeio Macuco Safari.

Para tanto a equipe do programa matinal Hoje em Dia, apresentado em rede nacional por Ana Hickmann, na Record, viajou a Foz do Iguaçu neste final de semana (de 17 a 19/5).

O ator Jean Paulo Santos, que interpretou o Cirilo na novela Carrossel, do SBT, apresenta desde novembro de 2018 o quadro que vem ganhando destaque na emissora.

Set de filmagem
A empresa Macuco Safari, que opera o passeio há 33 anos, no Parque Nacional do Iguaçu, não mediu esforços para ajudar na realização do sonho. Habituada a grandes produções, montou a operação que envolveu 50 colaboradores.

Foram destacados profissionais da casa para atuar no transporte de toda a equipe técnica e personagens, do hotel ao interior do parque; na recepção, no edifício ecológico, na trilha; do deck ao cais e, finalmente, no barco para a grande aventura nas corredeiras do rio Iguaçu e o batismo das águas no Salto Três Mosqueteiros.

Ainda era bem cedo quando o famoso “Ação! ” começou a soar nas dependências do Parque Nacional e no Macuco Safari

Extremamente simpático, Jean, que em toda parte ainda é chamado de Cirilo, posou para fotografias com funcionários do Macuco e sugeriu a gravação de um vídeo de agradecimento.

“A vocês que estiveram presente aqui bem antes do horário, que tiveram de madrugar para a produção gravar o Hoje em Dia, o “Já pode sonhar”, que é o meu quadro, nosso muito obrigada. E eu vou voltar aqui mais vezes! Espero encontrar vocês de novo”, disse Jean Paulo, o eterno Cirilo.

De acordo com o diretor do quadro, Allê Gonçalves, a previsão é de que o programa seja veiculado na semana do dia 16 de junho. As cenas gravadas no Macuco são realmente emocionantes. Vale a pena conferir.

Fotos: Edilma Duarte

Cultura, Destaques, Educação, Meio Ambiente,

Prédio da Assistência Social ganha mural com fauna e flora de Foz do Iguaçu. Veja mais fotos!

O prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social está ganhando uma cara nova. Um mural a base de grafite com elementos da fauna e da flora de Foz do Iguaçu está em fase de acabamento e já chama a atenção de quem passa pela esquina entre as Avenidas Jorge Schimmelpfeng e JK, em frente à Praça Getúlio Vargas.

A obra foi idealizada pelo “Graf Art”, um grupo de estudantes do Projeto Trilha Jovem Iguassu do PTI. O projeto do mural foi desenvolvido durante uma das oficinas do programa voltadas a iniciativas turísticas.

Em uma parceria entre o PTI, empresários e a Secretaria Municipal da Assistência Social, o projeto saiu da sala de aula e virou uma ação para divulgar e valorizar os atrativos naturais da cidade.

“A ideia do projeto é chamar a atenção dos turistas e divulgar a riqueza natural que temos através da arte”, comentou Letícia, uma das integrantes do grupo que também é composto por Júlia, Bruna, Larissa, João e Allan.

“Escolhemos o muro da Secretaria de Assistência Social porque é um prédio histórico que também faz parte do patrimônio cultural da cidade, e a ideia é ampliar a ação para vários espaços, dando uma cara nova para Foz do Iguaçu”, acrescentou Júlia.

O desenho desenvolvido pelo próprio grupo ganhou vida através das mãos do artista visual Lucas Escalantte. O artista é pai de Júlia, uma das integrantes do grupo, e está grafitando o mural de forma voluntária.

O carinho e o orgulho pela filha e a contribuição para divulgar o turismo da cidade motivaram Escalantte a fazer parte do projeto.

“Estou muito feliz, é um projeto da minha filha e fazer parte é muito bom, pois estamos fazendo algo útil para a cidade, para ajudar na divulgação do turismo”, comentou.

Incentivo
O diretor da Secretaria de Assistência Social André dos Santos, elogiou a iniciativa do grupo de jovens. Para ele, promover a ação reflete a importância dos projetos de capacitação e de inclusão para gerar uma juventude protagonista e cidadã.

“Além de valorizar o espaço público e contribuir para a divulgação turística da cidade, a ação incentiva o protagonismo dos jovens, o que desperta o exemplo para outros jovens. O Poder Público e a sociedade tem o dever de criar as condições e incentivar essas ações no caminho pela inclusão e pela cidadania”, ressaltou Santos.

Brasil, Cultura, Meio Ambiente, Turismo,

Livro “A Origem das Cataratas” pode ser adquirido em Foz do Iguaçu

Obra conta como as Cataratas se formaram, com ilustrações inéditas

O livro “A Origem das Cataratas do Iguaçu”, em três versões, português, espanhol e inglês, já pode ser adquirido nas livrarias de Foz do Iguaçu. São três pontos de vendas: Livraria Kunda (Almirante Barroso, 1473 – Centro), Livraria A Página (Cataratas JL Shopping – Av. Costa e Silva, 185 – Loja 215) e Livraria Sebo Cultural (Rua Jorge Sanways, 623 – centro).

Recentemente a Editora Líquida lançou em Foz do Iguaçu e em Puerto Iguazú (Argentina) com grande repercussão no meio acadêmico, cultural e turístico. A próxima etapa de distribuição do livro será nos atrativos turísticos e hotelaria do destino.

Sobre o livro

A obra integra um programa de pesquisa sobre a evolução das paisagens antigas e atuais que vem sendo desenvolvido há quase 30 anos em todas as regiões do Brasil com a participação do professor João Batista Sena Costa, atualmente desenvolvendo pesquisas geológicas na Editora Líquida e no Mundo Digital Interativo.

Nos últimos três anos o programa chegou na região da Tríplice Fronteira com a participação dos professores: Roberto Vizeu Lima Pinheiro, do Instituto de Geociências da UFPa; Claudio Fabian Szlafsztein, do Núcleo de Meio Ambiente da UFPa; e Leonardo Sena, do Instituto de Ciências Biológicas da UFPa.

O livro conta como as Cataratas se formaram, com ilustrações inéditas, mesclando informações geológicas e arte digital. A obra transforma conhecimento científico em informação cultural e facilita a navegação do público pela história desse majestoso patrimônio da natureza.

As Cataratas do Iguaçu são uma das heranças mais valiosas do nosso planeta. Elas protagonizam um raro espetáculo de harmonia e integração entre rochas, água, clima, flora e fauna que a Terra construiu para contemplarmos.

Assim, a obra permite voltar no tempo, aos últimos 5 milhões de anos de história, para resgatar cada elemento do valioso patrimônio do planeta, desde as mudanças climáticas, a proliferação dos mamíferos gigantes, o espalhamento da Mata Atlântica e a chegada dos humanos. Ou seja, tudo o que foi relevante durante o aumento do número de cachoeiras e do volume de água na foz do Rio Iguaçu.

Mais informações AQUI

Brasil, Destaques, Estadual, Meio Ambiente,

Marinha recebe denúncia de vazamento de óleo na Baía de Guaratuba, no litoral do Paraná

A Marinha do Brasil recebeu, neste sábado (11), uma denúncia de vazamento de óleo na Baía de Guaratuba, no litoral do Paraná.

Equipes da Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) já está investigando o caso e pede à população para auxiliar na fiscalização para segurança da navegação e salvaguarda da vida humana.

Abaixo nota à impirensa distribuída pela Marinha do Brasil

MARINHA DO BRASIL
CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ
NOTA À IMPRENSA
Paranaguá -PR.
Em 11 de maio de 2019.

A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos do Paraná (CPPR), informa que no início da tarde deste sábado recebeu denúncia de um vazamento de óleo na Baía de Guaratuba.

Uma equipe de Inspeção Naval foi acionada para coletar amostras de água e verificar as informações no local. Um Inquérito Administrativo será aberto para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do fato.

A CPPR estimula à população para auxiliar a fiscalização para a segurança da navegação, salvaguarda da vida humana no mar e prevenção da poluição hídrica a partir de embarcações.

A população pode encaminhar denúncias e informações no Disque-Segurança da Navegação: (41) 3721-1542 ou pelo e-mail do Fale Conosco: cppr.faleconosco@marinha.mil.br.

Contato:
Comunicação Social da Capitania dos Portos do Paraná
Telefone: (41) 3721-1500
Email: cppr.comsoc@marinha.mil.br

Destaques, Geral, Meio Ambiente, Política,

Mais de 300 toneladas de entulhos retiradas das bocas de lobo este ano em Foz do Iguaçu. Veja fotos!

Somente no primeiro quadrimestre deste ano, a Secretaria Municipal de Obras efetuou a limpeza em 487 bocas de lobo e a desobstrução de 1.972 galerias pluviais, retirando 337 toneladas de entulhos destes locais.

Todo tipo de material já foi encontrado pela equipe, desde restos de comida, garrafas pets, latas, vidros, pneus até colchões, cobertores, utensílios domésticos, como fogões, geladeiras, móveis e mais recentemente uma bicicleta foi encontrada em um bueiro na região do Parque Presidente. Também foram trocadas 273 tampas de bocas de lobo nos primeiros quatro meses do ano.

“O lixo jogado nas ruas vai parar nas galerias pluviais, obstruindo a passagem da água e ocasionando os pontos de alagamentos que temos visto com frequência na cidade”, comentou o secretario de obras Cesar Furlan. De acordo com ele, o número de lixo retirado das bocas de lobo é 76% maior em relação ao mesmo período do ano passado.

“A falta de conscientização de alguns moradores tem colocado toda a sociedade em risco, pois além de entupir as galerias pluviais e provocar alagamentos, os materiais descartados em via pública acabam favorecendo a formação de criadouros do mosquito da dengue”, lembrou Furlan.

A Secretaria de Obras dispõe de uma equipe específica para esse serviço, que é realizado de maneira preventiva, para evitar situações de alagamentos, por exemplo, e de forma corretiva, atendendo a denúncias de quando há alguma obstrução na galeria. Apenas uma equipe com quatro pessoas realiza o serviço, com o apoio de um caminhão hidrojato.

Combate a Dengue
Paralelo às limpezas das bocas de lobo, a Secretaria de Meio Ambiente já recolheu 572 toneladas de entulhos em terrenos e vias públicas no primeiro quadrimestre deste ano. Todas as ações fazem parte do plano de trabalho do Comitê de Combate a Dengue, que intensificou as atividades no ultimo mês devido ao aumento no número de casos da doença.

A Secretaria da Fazenda também intensificou a fiscalização a terrenos sujos, notificando 144 moradores para execução da limpeza e multando 244 devido à falta de conservação do imóvel. As multas por falta de cuidados sanitários nos imóveis podem variar de R$ 84,24 a R$ 8.424,00, dependendo da situação do terreno (o que corresponde de 1 a 100 Unidades Fiscais – UFFI).

Denúncias podem ser feitas pelo telefone da Ouvidoria do Município: 0800-450-156.

Brasil, Destaques, Estadual, Meio Ambiente, Política,

Pressão de deputados do Paraná ameaça reduzir parques nacionais no estado

Imagem de 2013 mostra como a vegetação já havia tomado a Estrada do Colono, que voltou a ser alvo de discussão em Brasília. Foto: Christian Rizzi/Arquivo/Gazeta do Povo

“Parlamentares da bancada paranaense na Câmara dos Deputados e no Senado Federal encamparam duas propostas que, se aprovadas, poderão causar a redução de áreas naturais em dois parques nacionais localizados no estado: o do Iguaçu, na Região Oeste, e o dos Campos Gerais, entre os municípios de Castro, Carambeí e Ponta Grossa. As informações são de João Frey, na Gazeta do Povo.

No Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas, a ideia, mais uma vez, é reabrir a Estrada do Colono, fechada por decisão judicial em 2003. A via de 17,6 km que rasgava uma área de mata dentro do parque ligava os municípios de Serranópolis do Iguaçu a Capanema. Sem a via, os moradores da região precisam contornar o parque, em um trajeto de aproximadamente 180 km.

Como o caminho foi fechado há 16 anos, a floresta já tomou conta de boa parte do antigo trajeto e a reabertura da estrada exigiria derrubada de mata ao longo de 17,6 km dentro do Parque Nacional do Iguaçu.

O responsável pela nova tentativa de reabertura da estrada é o deputado federal Vermelho (PSD), de Foz do Iguaçu. A proposta ecoa o que defendem agricultores, políticos locais, lideranças empresarias e associações civis das regiões Oeste e Sudoeste.

Na justificativa do projeto – que já foi aprovado na Comissão de Viação e Transportes e aguarda análise no colegiado de Meio Ambiente – o deputado afirma que a reabertura da via corrige uma injustiça histórica “e atende ao clamor social de décadas do povo paranaense, resgatando a história e as relações socioeconômicas, ambientais e turísticas da região.”

Em sua defesa do projeto, Vermelho diz ainda que a medida poderia ajudar na preservação da fauna e da flora na região porque “haverá uma compreensão positiva da população acerca do Parque Nacional do Iguaçu, uma vez que um meio ambiente equilibrado serve a todos, mas uma unidade de conservação isolada não cria benefícios à população, tão pouco aumenta a compreensão de sua importância.”

Outras tentativas
A estratégia de Vermelho para fazer prosperar sua ideia é semelhante à do ex-deputado federal Assis do Couto, que também tentou reabrir a estrada via Congresso Nacional. A ideia é alterar a lei que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza para prever a criação de estradas-parque, uma nova categoria de unidade de conservação que permitiria a construção de uma via, respeitadas as limitações da região.

A proposta legislativa tem o apoio do senador Alvaro Dias (Podemos).

AQUI para ler o restante do artigo

Destaques, Educação, Meio Ambiente, Política,

Coleta seletiva chegará a todos os bairros de Foz do Iguaçu em 2019

O Programa de Coleta Seletiva de Foz do Iguaçu recebeu, na manhã deste sábado (4 de maio), oito novos caminhões do Governo do Estado do Paraná, que possibilitarão ampliar a cobertura em 100% das áreas urbanas do município até o final deste ano.

A cerimônia de entrega aconteceu na Avenida Mario Filho, no Morumbi, e contou com a presença do prefeito Chico Brasileiro; do secretario do Desenvolvimento Sustentável e Turismo do Paraná Marcio Nunes; do diretor administrativo do Instituto das Águas do Paraná Dahir Fadel Junior; do diretor de coordenação da Itaipu Binacional Newton Luiz Kaminski; da presidente da Cooperativa dos Agentes Ambientais de Foz do Iguaçu (COAAFI) Cleusa Cordeiro; da secretaria de Meio Ambiente Ângela Meira, além dos demais secretários e moradores da região.

Durante a solenidade, o prefeito Chico Brasileiro lembrou que a implantação do programa de coleta seletiva era uma das prioridades da gestão, e que o município continuará trabalhando – em parceria com a Itaipu Binacional e o Governo do Estado – para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

“Quando uma cidade trabalha esse conceito sustentável, ele se dissemina na sociedade. Estamos vendo o resultado disso através deste programa e da mudança na vida das pessoas. Vamos continuar trabalhando, junto com a nossa grande parceira, a Itaipu, para alcançarmos a cobertura de 100% das áreas urbanas do município ainda este ano”, afirmou o prefeito.

O termo de colaboração firmado entre a Prefeitura e a COAAFI prevê a implantação total do programa até abril de 2020, no entanto, devido as boas parcerias, o município planeja atingir todos os bairros ate dezembro de 2019.

Estado
Marcio Nunes, secretário do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, parabenizou o município pelo desenvolvimento do programa e garantiu que o Governo do Estado continuará sendo parceiro. “Em nome do governador Ratinho Junior, queremos dizer que o Governo do Estado também veste a camisa de Foz do Iguaçu e apoia a Coleta Seletiva, que precisa ser copiada por outras cidades. Esse é o caminho para seguirmos em frente”, afirmou.

Os caminhões (modelo Ford Cargo 119) foram entregues pelo Instituto Águas Paraná, autarquia vinculada à Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Os recursos dos caminhões totalizaram R$ 2.035 milhões, com contrapartida de R$ 24 mil do município. Os veículos são equipados para receber os materiais recicláveis e adaptados para a separação de vidro e óleo de cozinha. Eles começarão a rodar a partir de junho, quando a Prefeitura fizer o chamamento dos motoristas aprovados no ultimo concurso publico.

Coleta
Ainda durante a cerimônia, a secretária de Meio Ambiente do município, Angela Meira relembrou a trajetória da Coleta Seletiva, desde sua implantação, em junho de 2018 ate os dias de hoje. “Começamos na Vila C e seguimos para o Porto Belo, Cidade Nova, Três Lagoas e Morumbi. O próximo passo será a Vila A, em junho, Jardim São Paulo em agosto, Porto Meira em outubro, e no início de dezembro chegaremos ao Centro, fechando toda a cidade”. Hoje o programa atende 115 mil habitantes, o que corresponde a 46% da população total.

Outro benefício do programa foi o aumento na renda dos catadores, que recebem cerca de R$ 1.200 por mês. “Os resultados foram todos positivos, seja na questão econômica, ambiental, social. Tivemos a inclusão de novos catadores no programa e um aumento de 33% na renda média salarial”, completou a coordenadora do programa Rosani Borba. Atualmente, 96 trabalhadores estão cadastrados na cooperativa.

Adote uma Praça
Junto com o repasse dos caminhões, a Prefeitura em parceria com a empresa Innova, entregou o primeiro espaço publico revitalizado dentro do projeto Adote Uma Praça. O canteiro fica na Avenida Mario Filho, próximo a UPA Dra Walter Cavalcante. Com o apoio da Innova, o espaço recebeu novo paisagismo, pintura, jogos de mesas e bancos para a população poder usufruir de uma nova área de lazer no bairro.

“Entregar um espaço como esse faz com que a gente perceba a mudança que podemos fazer com a comunidade. Agora a região do Morumbi tem mais um espaço para confraternizar, e com as novas parcerias, com certeza teremos muitas outras praças revitalizadas” disse a secretaria extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade Rosa Maria Jerônymo.

O projeto “Adote Uma Praça” tem como objetivo promover a urbanização, reforma, manutenção e conservação dos espaços públicos com o apoio de empresários.

Brasil, Destaques, Estadual, Meio Ambiente, Política,

Em Curitiba, ato com ministro do Meio Ambiente é transferido devido manifestações. Veja fotos!

O lançamento nacional do programa Lixão Zero, com a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, precisou ser transferido do Centro de Curitiba.

Tudo por conta de manifestantes que se posicionaram desde cedo próximo à Boca Maldita, no calçação da Rua XV, onde seria realizada a cerimônia.

O ato, previsto com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, acabou ocorrendo a portas fechadas no Palácio Iguaçu, sede do Governo do Estado, no Centro Cívico de Curitiba.

O governador Ratinho Junior, que cumpriu recente agenda na China, também participou da solenidade de lançamento do programa.

O blog vem acompanhando a mobilização desde as primeiras horas da manhã, em parceria com o fotógrafo Eduardo Matysiak.

Abaixo mais fotos de Matysiak sobre a agenda