Browsing Category

Turismo

Leia as últimas notícias sobre Turismo no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Otimismo: Dreams Park Show começa ano com 14 mil visitas

O Complexo Dreams Park Show, em Foz do Iguaçu, começou o ano otimista. No primeiro final de semana prolongado de 2021, as catracas do atrativo registraram 14.057 ingressos. O número equivale a mais de 70% do movimento registrado no mesmo período do ano passado, antes do início da pandemia. No feriado de Réveillon de 2020 foram pouco mais de 19 mil visitas.

Como já é histórico, o Dreamland – Museu de Cera, foi o mais visitado. O acervo com mais de 100 personagens de cera representou 24% da visitação do parque. De 31 de dezembro a 3 de janeiro recebeu 3.353 pessoas.

Na sequência está o Vale dos Dinossauros com 3.238 visitas, representando 23% do público. Como é uma trilha ao ar livre, com árvores e cachoeiras, no Vale, a maior procura é por famílias com crianças. No espaço, aproveitam também para fazer arvorismo e descer na tirolesa do Dino Adventure.

O Maravilhas do Mundo, que conta com mais de 40 réplicas dos principais monumentos históricos do planeta, vem na terceira posição. Entre as réplicas está o Titanic e o Cristo Redentor.

Depois vem o Dreams Ice Bar e o Dreams Motor Show. Dois atrativos para quem curte uma diversão noturna e boa música. “Pela primeira vez fizemos uma espécie de ceia de ano-novo no Dreams Motor Show. Mais de 150 pessoas esperaram a chegada de 2021 em meio as 30 motos customizadas e saboreando o melhor da culinária americana”, disse a gerente Comercial do Complexo Paula Haito. No Dreams Motor Show também, os visitantes puderam assistir a um duo de rock acústico.

Aprovado

A família da Thaís Nascimento veio de Toledo para aproveitar o fim de semana em Foz. “Há um bom tempo queríamos vir conhecer o Parque. Ficamos impressionados. Foi um lindo passeio em família. Minha filha ficou encantada com os dinossauros. É realmente encantador”, disse.

De acordo com ela, no Museu encontraram os personagens favoritos. “Tiramos fotos com todos. Desde os ligados ao cinema, como também do esporte. Foi muito melhor do que imaginávamos”, contou.

E acrescentou: “Percebemos também que todas medidas de segurança de prevenção ao coronavírus estão sendo respeitadas. Só tiramos a máscara para as fotos”.

Em 2020

Em 2020, o Complexo recebeu 437.742 visitas. O atrativo mais procurado foi o Dreamland – Museu de Cera.

De 1° de janeiro a 31 de dezembro, 121.759 pessoas passaram pelas catracas do Museu. Seguido do Vale dos Dinossauros, com 108.505 ingressos.

O Bar de Gelo, que leva o visitante a experiência única de sentir o frio congelante dos alpes suíços em plena Foz do Iguaçu, uma das cidades mais quentes do país, terminou 2020 com 89.915 visitas.

Para Paula, apesar de os números representarem 45% da visitação de 2019, é um resultado a ser comemorado.

Devido a pandemia do novo Coronavírus, o Dreams Park Show passou mais de quatro meses fechado, sem atendimento ao público e sem venda de ingressos.

7 atrações

O Parque conta hoje com sete atrações: Dreamland – Museu de Cera, Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo, Dreams Ice Bar, Dino Adventure, Super Carros e o Dreams Motor Show.

Informações

Para mais informações, acesse o site: https://www.dreamsparkshow.com.br. O Dreams Park Show fica na Av. das Cataratas, nº 8.100, a menos de cinco minutos do portão de entrada do Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu.

O atrativo abre às 9h e fecha às 23h todos os dias.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Terceirização do Centro de Convenções e ocupação turística das margens do Rio Paraná estão na pauta do novo secretário de turismo

Paulo Angeli foi entrevistado pelo Jornal da Cultura nesta segunda-feira, 4. “Eu quero atuar com um elo entre o setor público e a iniciativa privada” disse o secretário.

O novo Secretário de Turismo de Foz, Paulo Angeli, foi entrevistado pelo Jornal da Cultura nesta segunda-feira, 04. Segundo o Secretário, ele vai atuar com base em quatro premissas:

Planejamento da atividade turística;
Apoiar o desenvolvimento de novos produtos turísticos;
Criar processos de formação e treinamento de pessoal;
E promoção e marketing do turismo;
“Eu quero atuar com um elo entre o setor público e a iniciativa privada” disse o secretário.

O Secretário também defendeu a terceirização do Centro de Convenções de Foz do Iguaçu. Além disso, ele afirmou que deve atuar para iniciar o processo de ocupação turística do Rio Paraná.

Por: Rádio Cultura

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Foz do Iguaçu entrou em 2021 já pensando na retomada do turismo

O ano já começou e os personagens do trade turístico de Foz do Iguaçu só pensam na retomada do setor, um dos mais afetados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Os números da visitação em 2020 nos principais atrativos do destino (Cataratas do Iguaçu e Itaipu) são comparados ao desempenho do início do século – perto de um quarto dos mais de dois milhões que foram ao Parque Nacional do Iguaçu em 2019.

A retomada do turismo ganhou destaque logo no primeiro dia de 2021. Ao tomar posse para o segundo mandato na Câmara de Vereadores, o prefeito reeleito Chico Brasileiro (PSD) disse que seu foco neste ano será a volta dos bons números do segmento. “A prefeitura vai trabalhar tanto na divulgação do destino, divulgação internacional e nacional”.

A intenção, de acordo com o prefeito, é trabalhar com os agentes de viagem, para que logo após o processo de vacinação Foz do Iguaçu tenha uma retomada forte, no máximo no segundo semestre de 2021. “Com isso, recuperar a economia através do turismo”, ressaltou Chico Brasileiro.

Foz do Iguaçu, apesar do cenário nacional de crise, estava em um excelente momento na economia com crescente número de visitações turísticas no Parque. “A cidade estava se qualificando e ampliando seus atrativos, estruturando seus equipamentos para receber bem o visitante. Em dois anos, se projetava mais de R$ 2 bilhões em investimentos privados no setor”.

A proposta é retomar um turismo forte e os investimentos privados, o que já está ocorrendo de forma paulatina, explicou. “Queremos ter mais agilidade nesse processo”, disse. Em 2020, o parque nacional recebeu 658.367 visitantes, 33% dos números registrados em 2019 (2.020.358, melhor desempenho de todos os tempos), e o equivalente às visitações de 2002.

Portão fechado

O histórico de funcionamento da visitação do Parque Nacional em 2020, por conta dos reflexos da pandemia covid-19, sofreu alterações. A unidade de conservação fechou pela primeira vez no dia 18 de março e reabriu em 10 de junho, data de aniversário da cidade de Foz do Iguaçu.

Os ingresso são vendidos exclusivamente on-line para visitar o parque. O total de bilhetes é limitado e vendido, com agendamento de data e horário para a visita, no site www.cataratasdoiguacu.com.br. Não existe mais venda de ingresso na bilheteria da unidade de conservação.

Itaipu

Mesmo em um ano de pandemia e com alguns de seus atrativos ainda fechados, o turismo da margem brasileira da binacional recebeu 233.408 visitantes em 2020. O número é 64% inferior ao de 2019, mas demonstra otimismo e segurança especialmente para os profissionais do setor. O ano passado ficou marcado pelos desafios e a superação do destino.

O turismo é a principal atividade econômica de Foz do Iguaçu, responde por mais de 50% do PIB do município, e sofreu forte impacto com as medidas restritivas para o enfrentamento do novo coronavírus. A principal estratégia da retomada do segmento foi a campanha Vem Pra Foz, lançada em junho pela Itaipu e parceiros do trade turístico, uma iniciativa para salvar o setor da estagnação.

Por: GDia

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Mais de 15,2 mil turistas visitaram as Cataratas do Iguaçu no feriadão de Ano Novo

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu no feriadão de Ano Novo (1º a 3 de janeiro, sexta-feira a domingo), 15.270 visitantes no trecho onde estão as Cataratas do Iguaçu, com acesso por Foz do Iguaçu.

O desempenho representa uma redução de 44% na visitação turística, no comparativo do mesmo período de 2020, quiando 27.286 adentraram a unidade de conservação.

O Parque Nacional do Iguaçu atendeu todos os visitantes seguindo os protocolos e medidas de proteção. O parque segue aberto nesta alta temporada, todos os dias, das 8h às 16h.

www.cataratasdoiguacu.com.br/blog
Telefone: +55 (45) 3521-4400
contato@catarataspni.com.br

Ingressos exclusivamente on-line
www.cataratasdoiguacu.com.br

Fotos: Nilton Rolin

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Turismo,

Feriado de Ano Novo atrai 4.885 turistas à usina de Itaipu

A maior parte é proveniente do próprio Paraná, seguido do Rio Grande do Sul e São Paulo. Entre os visitantes, também estiveram alguns estrangeiros.

Na retomada segura do turismo de Foz do Iguaçu, a usina de Itaipu recebeu no feriadão de Ano Novo um total de 4.885 visitantes. A maior parte é proveniente do próprio Paraná, seguido de Rio Grande do Sul e São Paulo.
Também vieram visitantes do Acre, Alagoas, Amazônia, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraíba. Do exterior, visitaram os atrativos da usina chilenos, paraguaios, peruanos, portorriquenhos, venezuelanos, argentinos, alemães, dinamarqueses, espanhóis, escoceses, chineses e até viajantes de Belize.

A visita panorâmica, a mais disputada, foi a mais movimentada, seguida do Ecomuseu e Refúgio Biológico Bela Vista. Na sexta-feira, a panorâmica registrou 1.107 visitantes. O dia de maior visitação foi no sábado, 2, com 1.389 visitas. Já no domingo, foram 1.191 turistas.

Uma das atrações no período foi o monitor barrageiro, que interagiu com o público guiando os visitantes e contando causos da época da construção da maior usina em produção de energia limpa e renovável do planeta.

Para Dani Rodrigues, moradora de Foz do Iguaçu que aproveitou para fazer o passeio, o barrageiro, que por meio de um monitor falava com o público, foi uma grande sacada do atrativo. “Vocês conseguiram humanizar um processo, por meio da tecnologia, e ainda fazer o colaborador se sentir acolhido e motivado. Parabéns mesmo!” Guias que eram operários na época da construção se revezam como monitor barrageiro. Isolados numa sala, eles atendem os visitantes por meio de um painel instalado em um totem no Mirante Central.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, “o turismo de Itaipu começou bem o ano. O nosso pessoal se preparou para receber o visitante de forma segura e os turistas aproveitaram. É só uma amostra de que 2021 será perfeito”.

Fotos: Kiko Sierich

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Dreams Park Show fecha ano com 437.742 visitas

O Complexo Dreams Park Show, em Foz do Iguaçu (PR), encerrou 2020 com 437.742 visitas. O atrativo mais procurado foi o Dreamland – Museu de Cera.

De 1 de janeiro a 31 de dezembro, 121.759 pessoas passaram pelas catracas do Museu. Seguido do Vale dos Dinossauros, com 108.505 ingressos.

O Bar de Gelo, que leva o visitante a uma experiência única, sentir o frio congelante dos alpes suíços em plena Foz do Iguaçu, uma das cidades mais quentes do ano, terminou 2020 com 89.915 visitas.

Na sequência, o Maravilhas do Mundo, que encanta os visitantes com a possibilidade de conhecer os principais monumentos históricos do planeta como o Coliseu, o Arco do Triunfo, a Torre de Pisa, o Castelo da Cinderela, os Moais e os soldados Terra Cota e, o recém-inaugurado Dreams Motor Show.

Segundo Paula Haito, gerente Comercial do Parque, apesar de os números representarem 45% da visitação de 2019, é um resultado a ser comemorado. “Estamos gratos por cada visita que recebemos ao longo do ano. No primeiro fechamento em março, ficamos um pouco preocupados, mas concentramos toda a nossa energia para reestruturar e preparar o complexo para a retomada”.

Para 2021 a equipe está otimista. “Começamos o ano com um bom movimento. Acreditamos que chegaremos em dezembro próximo do 1 milhão de visitas”.

3 novas atrações

A meta do Grupo Dreams, que administra o parque em Foz do Iguaçu, é oferecer em apenas um lugar 10 opções de passeios aos turistas. A previsão é que este ano mais três novas atrações comecem a ser construídas no complexo.

A primeira será o Hollywood Dream Cars, um museu de carros que marcaram a história da indústria automobilística e do cinema. No local, será exposto um acervo de 40 veículos das décadas de 30, 40, 50, 60 e 70. Após observar os veículos, o visitante poderá aproveitar um shakeria temática numa área de 3 mil metros quadrados. O Grupo Dreams já conta com um Museu de Carros, em Gramado (RS).

O segundo atrativo será uma loja franca. O espaço terá 1,2 mil metros quadrados e trabalhará com produtos de pesca, bebidas, cosméticos, perfumaria, além de eletrônicos, brinquedos, roupas e calçados.
Para completar e, ainda, novidade inclusive para o Grupo Dreams, será a “Casa do Terror”, um atrativo imersivo para os corajosos de todas as idades.

As sete

Essas três atrações chegam para se somar às outras 7: Dreamland Museu de Cera, Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo, Dreams Ice Bar, Dino Adventure, Super Carros e o Dreams Motor Show.

Para mais informações, acesse o site: https://www.dreamsparkshow.com.br. O Dreams Park Show fica na Av. das Cataratas, nº 8.100.

Chico Brasileiro, Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Paulo Angeli é o novo secretário de Turismo de Foz do Iguaçu

Anúncio ocorreu nesta sexta-feira (1º) após a posse do prefeito Chico Brasileiro.

O empresário e idealizador do Festival das Cataratas, Paulo Angeli, é o novo secretário de Turismo de Foz do Iguaçu. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (1º) durante entrevista coletiva após a posse do prefeito reeleito Chico Brasileiro, que afirmou que a escolha tem como objetivo levar inovação à gestão do turismo neste processo de retomada do setor com responsabilidade.

Paulo Angeli é bacharel em Marketing, possui MBA em Administração e Marketing e duas especializações pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): Formatação de Produtos Turísticos e Gestão Pública do Turismo. Além disso, conta com uma vasta trajetória na área do turismo, exercendo atualmente o cargo de presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), vice-presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC/PR), presidente fundador do Instituto para o Desenvolvimento do Turismo, Cultura, Esporte e Meio Ambiente e membro do Conselho Estadual de Turismo.

O novo secretário ainda foi presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Foz do Iguaçu entre 2012 e 2015, e diretor adjunto da Federação Nacional de Turismo (FENACTUR) entre 2015 e 2017. Desde 2005, Angeli é responsável pela organização do Festival das Cataratas, principal evento fixo de Foz do Iguaçu e um dos maiores do turismo nacional.

“A nossa gestão deve ter um trabalho intenso e inovador para superarmos este período complicado de pandemia que estamos vivendo. Será desafiador, mas tenho certeza que com o apoio de todo o trade encontraremos soluções para uma retomada segura com sucesso”, destacou Angeli.

Cultura, Destaques, Economia, Geral, Turismo,

Com crise no setor de eventos, produtoras se unem para aumentar número de clientes em 2021

Para fortalecer ainda o mercado de transmissões ao vivo, a Apple Produções acaba de adquirir a Flex, em um negócio que movimentou R$ 25 milhões

O setor de eventos encarou uma das piores crises de sua história por causa da pandemia do novo coronavírus. Muitas empresas viram o faturamento zerar e tiveram que demitir funcionários. Foi o caso da Flex, produtora fundada em 2012 por André Luis, com foco em equipamentos e mão de obra especializada em som, luz e imagem.

Somente a reinvenção poderia salvar a empresa. A saída foi apostar nas lives (transmissões ao vivo), principalmente as de grande porte, que garantiram receita recorrente no primeiro semestre. Nos últimos seis meses do ano, a situação melhorou e a Flex voltou a faturar, emplacando grandes eventos como a Expert XP 2020, organizado pela gestora de investimentos XP, e a Comic Con Experience (CCXP), produzida pelo Omelete Group.

Para esses encontros, a empresa colocou à disposição dois serviços lançados em 2020: o GoLive Experience, que combina infraestrutura, tecnologia e conteúdo; e o Area451, um complexo de estúdios criado sob medida para a realização de eventos à distância – são quatro estúdios profissionais, com camarins e áreas de alimentação, em uma área de mais de 4 mil metros quadrados.

A transformação chamou a atenção do até então concorrente Gijo Pinheiro, CEO da Apple Produções. Fundada nos anos 1980, a produtora atuava de forma parecida com a Flex – a diferença é que contava com mais equipamentos para aluguel. “As nossas conversas começaram antes mesmo da pandemia”, diz Pinheiro.

Segundo Luis, havia uma expectativa de que uma possível união com a Apple poderia deixar as operações mais eficientes. “Empresas com mais história conseguem ter uma rentabilidade maior, acumular ativos e consequentemente reinvestir mais. Para nós, isso era interessante.”

Ao observar a migração da Flex para os eventos digitais e transmissões ao vivo, Pinheiro entendeu que era a hora de propor a aquisição. Assim, as duas empresas atenderiam mais clientes e se fortaleceriam na pandemia. O negócio foi fechado no valor de R$ 25 milhões – o valor inclui a compra do negócio mais a abertura de filiais em Goiânia (GO) e Foz do Iguaçu (PR). Com isso, Luis passou a se tornar vice-presidente da operação, enquanto Pinheiro segue como CEO.

Agora, os dois torcem por tempos melhores. Os sócios acreditam que as transmissões totalmente digitais ainda serão mantidas pelo menos durante o primeiro semestre de 2021. Já no segundo, com a perspectiva da vacinação, a expectativa é por eventos híbridos, capazes de reunir grupos menores de pessoas. Para 2022, eles acreditam que a demanda reprimida do público trará ótimos resultados. “Vai ser quente. Estamos otimistas”, diz Luis.

Por: Pequenas empresas e grandes negócios

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Macuco Safari anuncia novas tarifas em passeios dentro do Parque Nacional do Iguaçu

O Macuco Safari, concessionária do Parque Nacional do Iguaçu, anuncia reajuste para as tarifas dos passeios realizados dentro da Unidade de Conservação. Os novos valores passarão a valer a partir de 01º de janeiro de 2021.

O reajuste anual está previsto no contrato de concessão 01/2010, celebrado entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Macuco Safari. A tabela prevê valores especiais para crianças e idosos brasileiros.

PREÇOS ESPECIAIS

O Macuco Tradicional que inclui um percurso na trilha de 2 quilômetros em carreta puxada por veículo elétrico, mais 600 metros de caminhada em trilha suspensa (opcional) e o passeio de barco em direção às Cataratas do rio Iguaçu, passa a custar R$ 297,00.

Crianças com menos de 7 anos (até 6 completos) não pagam e aquelas com idades entre 7 anos completos e 11 anos pagam “meio” ingresso. Idosos brasileiros acima de 60 anos também pagam meio ingresso.

Crianças com menos de 7 anos (até 6 completos) não pagam e aquelas com idades entre 7 anos completos e 11 anos pagam “meio” ingresso. Idosos brasileiros acima de 60 anos também pagam meio ingresso.

DESCONTO PARA MORADORES

O Passe Comunidade, regulamentado por meio da Portaria 504/2002 do Ministério do Meio Ambiente (MMA) garante o benefício aos moradores das seguintes cidades: Foz do Iguaçu; Santa Terezinha de Itaipu; São Miguel do Iguaçu; Medianeira; Serranópolis do Iguaçu; Matelândia; Ramilândia; Céu Azul; Vera Cruz do Oeste; Santa Tereza do Oeste; Lindoeste; Santa Lúcia; Capitão Leônidas Marques e Capanema.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Parque Nacional do Iguaçu recebeu 658.367 visitantes em 2020

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu, nos dias que ficou aberto em 2020, 658.367 visitantes, segundo balanço divulgado no final da tarde desta quinta-feira (31 de dezembro), pela concessionária Cataratas do Iguaçu SA.

O desempenho do atrativo, na fronteira entre Brasil e Argentina, na região de Foz do Iguaçu, ficou abaixo do projetado no início do ano devido ao período em que permaneceu fechado como estratégia para evitar a propagação do novo Coronavírus (Covid-19).

Em 2019, o Parque Nacional do Iguaçu registrou 2.020.358 visitantes, o melhor desempenho da atividade em todos os tempos.

A visitação no trecho onde estão as Cataratas do Iguaçu em 2020, por conta dos reflexos da pandemia, fechou pela primeira vez no dia 18 de março e reabriu em 10 de junho, data de aniversário da cidade de Foz do Iguaçu.

Depois de alguns dias aberto, em 1º de julho, a unidade fechou pela segunda vez e reabriu somente no dia 4 de agosto, em definitivo.

Desde sua criação, em 1939, essa foi a primeira vez que o parque ficou tanto tempo sem receber visitantes.

O Parque Nacional do Iguaçu está aberto todos os dias nesta alta temporada, com funcionamento das 8h às 16h, seguindo um rigoroso controle de proteção sanitária e de orientação aos visitantes, que é referência no Brasil e tem aprovação do público.

AQUI para ver mais informações sobre os cuidados.

Os ingressos são limitados e vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de data e horário para a visita, no site www.cataratasdoiguacu.com.br.

Não existe mais venda de ingresso na bilheteria da unidade de conservação.

Crédito fotografias: Nilton Rolin/Cataratas