Browsing Category

Cascavel

Leia as últimas notícias sobre Cascavel no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Busão Foz, Cascavel, Justiça,

Segurança Pública inicia obras na Penitenciária Industrial de Cascavel

As obras da Penitenciária Industrial de Cascavel (PIC), no Oeste paranaense, começaram esta semana. Mais de R$ 5,8 milhões serão investidos na reforma e ampliação da unidade, que vai praticamente dobrar sua capacidade, passando das atuais 360 vagas para 694.

“Estamos com várias obras de construção, reforma e ampliação em andamento no Estado e esta de Cascavel é muito representativa, já que se trata de uma demanda antiga e uma necessidade efetiva para o reforço do sistema prisional de toda a região Oeste”, destaca o secretário de Estado da Segurança pública, Romulo Marinho Soares. “Vamos agregar mais 334 vagas à penitenciária”, acrescenta.

O Chefe da Engenharia da Sesp, major Ivan Fernandes, calcula em 300 dias o prazo de execução das obras. A expectativa é que a entrega aconteça no primeiro trimestre de 2022.

Reestruturação – O contrato para a reforma e ampliação da PIC foi celebrado por meio da Paraná Edificações, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. Os recursos que serão investidos são fruto de uma parceria do Governo do Estado com o Governo Federal com o objetivo de aumentar o número de vagas no sistema prisional.

Mesmo durante a pandemia, as obras nas unidades prisionais e delegacias seguem em todo o Paraná. A construção civil está entre as atividades essenciais mantidas em funcionamento e o Governo do Estado tem cumprido o compromisso de avançar na reestruturação dos espaços destinados à segurança pública.

“Pedimos a todos os empreiteiros que adotassem as medidas sanitárias adequadas no trabalho. Além disso, o Governo do Estado manteve o pagamento das faturas das execuções das obras e os trabalhos não foram paralisados na pandemia”, afirma o major Fernandes.

PIC – Inaugurada em 2002, a Penitenciária Industrial de Cascavel é um estabelecimento penal destinado a condenados do sexo masculino em regime fechado. Referência de unidade prisional que incentiva o desenvolvimento profissional dos presos, oferece oficinas e outras atividades.

Com a chegada da pandemia, os apenados da unidade passaram a produzir máscaras faciais e jalecos descartáveis, reforçando as ações de enfrentamento à Covid-19 no Estado. Toda a produção da PIC foi doada a unidades de saúde da região de Cascavel.

As informações são de Agência de Notícias do Paraná

Cascavel, Geral,

Cascavel registra caso de raiva bovina

Adapar diagnosticou problema em propriedade rural na Colônia Barreiros

A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária) de Cascavel informou nesta sexta-feira (26) a confirmação de um caso de raiva bovina no Município. Desta vez, o foco da zoonose é na Colônia Barreiros, próximo a BR-369 sentido Corbélia. “Mais uma vez reforçamos a importância da vacinação contra a raiva nos nossos rebanhos”, alertou a médica veterinária da Adapar, Luciana Riboldi.

A raiva em animais herbívoros é uma das preocupações constantes dos pecuaristas da região Oeste do Paraná. Com o Parque Nacional do Iguaçu como reservatório da doença, volte e meia casos acometem os rebanhos de bovinos, equinos e ovinos dos municípios ao entorno e também dos mais afastados. Transmitida principalmente pela espécie de morcego hematófago (se alimenta de sangue) Desmodus rotundus, a zoonose (que também passa para humanos) precisa ser dada atenção.

A raiva é causada por um vírus e pode ser adquirida por todos os mamíferos. O morcego geralmente ataca animais em locais abertos, devido à facilidade. Eles mordem a presa e sugam o sangue. Se o animal não está imunizado, ele é contaminado com o vírus, que possui um período de incubação bastante variável. “Nos morcegos, por exemplo, pode demorar até 250 dias até aparecer os primeiros sinais. Nos bovinos, pode variar de 30 a 90 dias. Nos homens, de 20 a 60. Após a manifestação dos sintomas, aí não há mais o que fazer”, explicou a médica.

Os sinais compatíveis com suspeita de raiva nos herbívoros são o isolamento, perda de apetite, salivação abundante, perda de equilíbrio e consequentes quedas, opistótono (estiramento do pescoço), entre outras. “É importante destacar que a raiva nos herbívoros é a paralítica e não a raiva furiosa, como nos cães. Quando um médico veterinário identifica animais com sintomatologia de doenças nervosas, ele precisa informar obrigatoriamente a Adapar. Nós fazemos a coleta e enviamos ao laboratório o material para confirmar”, disse. “Infelizmente confirmamos esse caso na Colônia Barreiros, em Cascavel”, disse.

A prevenção em humanos é a vacinação e, após a mordida e durante o período de incubação, é possível tratar com soro. Os médicos veterinários e produtores que podem ter contato com os animais, precisam sempre estar também imunizados. Os animais contaminados após o óbito devem ser enterrados em covas fundas, minimizando assim os riscos de transmissão.

A imunização através do uso de vacina é a forma de previnir os rebanhos contra esta enfermidade. O último caso em Cascavel foi registrado em 2011.

“Destacamos a importância do custo da vacina em relação ao custo dos animais e o custo benefício no investimento na prevenção da raiva. Também é importante informar que a vacina antirrábica é elaborada com diluente aquoso e, portanto, não provoca abcessos nem febre nos animais desde que administrada sob condições adequadas de higiene”, declarou Luciana.

“Mais uma vez reforçamos a importância da vacinação dos rebanhos. Todos os criadores precisam fazer a sua parte”, orientou Paulo Orso, presidente do Sindicato Rural de Cascavel.

Os morcegos

Quando o produtor rural desconfiar de algum abrigo de morcegos e notar ataques aos animais, é preciso chamar a Adapar. Eles são facilmente identificados pelas fezes, como as fotos mostram. Os demais morcegos possuem as fezes semelhantes às dos ratos.

Após comunicação de possível abrigo de morcegos, os servidores da Adapar vão até o local, fazem a captura dos animais e, em alguns casos, fazem o controle da população com pasta vampiricida.

Contate a Adapar para dúvidas ou notificação de animais suspeitos:
Telefones: (45) 2101-4955, 2101-4961, 2101-4968

e-mail: adaparcsc@adapar.pr.gov.br

Rua Antonina, n. 974, Bairro São Cristóvão, junto à SEAB.

Cascavel, Coronavírus no Paraná, Destaques,

Macrorregional Oeste tem disponíveis nove leitos de UTI para pacientes com Covid. Baixe o relatório do CONSAMU

A Macrorregional Oeste, que abrange uma população de aproximadamente dois milhões de habitantes, tem apenas nove leitos SUS de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis para atender pacientes com Covid-19.

A informação consta do relatório do CONSAMU sobre a ocupação de leitos do sistema público de saúde nas regionais de Pato Branco (7ª), Francisco Beltrão (8ª), Foz do Iguaçu (9ª), Cascavel (10ª) e Toledo (20ª).

Os municípios de abrangência dispõe de um total de 292 leitos SUS de UTI para pacientes com Covid-19, sendo que 283 estão em utilização, o que dá 96,9% do total.

Já os leitos de Enfermaria, para pacientes com sintomas leves, das 421 unidades, 283 estão em utilização – 67,2% do total.

Veja a íntegra do levantamento no PDF abaixo

Cascavel, Destaques, Foz do Iguaçu,

Investimento em aviação regional pode chegar a R$ 1 bilhão; Foz do Iguaçu e Cascavel com melhorias

Com a promessa de expandir a aviação regional, os investimentos do Ministério da Infraestrutura no setor, de 2019 ao final de 2021, vão chegar a quase R$ 1 bilhão em equipamentos de navegação aérea, reforma e construção de novos aeroportos, nas cinco regiões do país. Segundo a pasta, os recursos direcionados por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e da Infraero, contemplam 112 municípios.

O objetivo é aumentar a conectividade e possibilitar a ampliação da oferta de voos em todas as 27 unidades da federação. A meta do governo é chegar em 2025 com 200 cidades oferecendo voos regulares. Em 2019, havia 128 aeroportos brasileiros operando de forma regular, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A partir de 2020, a pandemia afetou a oferta de voos. Atualmente, apenas 96 localidades estão sendo atendidas, por conta das restrições e da queda de demanda. Com a diminuição do fluxo de passageiros, o MInfra tem buscado acelerar obras de reforma e ampliação em diferentes aeroportos.

Parte da estratégia depende de equipamentos adequados e obras de modernização da infraestrutura. Por isso, a ordem no ministério é focar no trabalho para permitir, superados os desafios sanitários, que cada vez mais brasileiros tenham acesso ao transporte aéreo.

No Paraná

Com licitações autorizadas pelo governo federal em 2020, a expectativa é da aquisição de equipamentos para o Aeroporto de Cascavel (PR) e da conclusão da ampliação do pátio e da pista de pousos e decolagens de Foz do Iguaçu.

AS informações são de Boca Maldita

Cascavel, Coronavírus, Destaques,

Avanço do Coronavírus faz Cascavel decretar estado de calamidade pública

Medida que precisa ser aprovada pelos deputados flexibiliza questões orçamentárias e administrativas

A Prefeitura de Cascavel, no oeste do Paraná, decretou, nesta sexta-feira (19), estado de calamidade pública por causa da pandemia do novo coronavírus.

Adianta o G1 que o documento foi encaminhado à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e ainda precisa ser homologado pelos deputados.

O estado de calamidade pública flexibiliza questões orçamentárias e administrativas para assegurar os recursos necessários para áreas prioritárias como a saúde.

A prefeitura informa que, em 2020, Cascavel teve a situação de calamidade reconhecida pela Alep durante a pandemia, com validade até 31 de dezembro.

Continue lendo em G1 Globo

Cascavel, Destaques, Geral,

Após áudio polêmico, prefeito Paranhos quer criação da Central Única de Leitos em Cascavel

No áudio, atribuído a diretor de hospital, é passada a informação que o Hospital Policlínica estava com 50% de ocupação dos leitos de enfermaria covid, enquanto que o sistema público da região está em colapso por falta de leitos

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, determinou que a Procuradoria-Geral do Município faça um estudo para criar a Central Única de Leitos, incluindo o serviço público de saúde e o setor privado.

A decisão do prefeito foi tomada após viralizar um áudio atribuído a um dos diretores do hospital informando que 50% dos leitos de enfermaria estariam vagos. “Determinei imediatamente a transferência de pacientes”, afirmou Paranhos.

O prefeito também requisitou ao secretário de Estado da Saúde (Sesa), Beto Preto, e ao governador Ratinho Junior, auxílio para que leitos que estariam vagos no Hospital Policlínica sejam usados para o tratamento de pacientes com Covid-19. Ele lembrou que trata-se de um hospital de referência e pediu ao Ministério Público para que também intervenha para que os leitos sejam ocupados por pacientes que estão na fila de espera por uma vaga.

“Independente se é do SUS ou não, porque nós estamos num momento de muita dificuldade. Então se há uma informação de que nesse hospital está sobrando leitos, nós queremos utilizá-los”, afirmou o prefeito.

O governador reagiu imediatamente e determinou uma auditoria ainda hoje no hospital para saber se há leitos disponíveis.

Paranhos lembrou que o sistema está colapsado em Cascavel, na região oeste e praticamente em todo o Paraná e se há leitos disponíveis precisam ser utilizados. “Se tem leitos de enfermaria não podemos deixar as pessoas morrendo”, declarou.

O diretor do Hospital Policlínica, Dr. Ovídio Rohde, ao qual o áudio é atribuído, ainda não se manifestou sobre a polêmica.

As informações são de Preto no Branco

Cascavel, Destaques, Geral,

Governador determina auditoria sobre possíveis leitos disponíveis no Hospital Policlínica de Cascavel

Diante do áudio gravado pelo diretor clínico do Hospital Policlínica, Dr Ovídio Rohde, que afirma a queda na procura por leitos e uma ocupação de 50%, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, determinou imediata auditoria sobre os leitos da referida instituição hospitalar.

Caso existam leitos disponíveis, o governo irá requisitar a totalidade à regional de saúde, para imediata ocupação, desafogando a demanda reprimida de pacientes em espera. A equipe da Regional de Saúde estará se deslocando em instantes para o hospital.

Nota de repúdio

Repudiamos veementemente a publicação mentirosa, rasteira, maldosa, que não contribui em nada no momento tão triste que estamos vivendo.

A ação de interesse partidária, mesquinha, enfraquece e desanima toda a estrutura de suporte para recuperação das vítimas do Coronavírus.

Nosso desafio é de união, de respeito e de transparência!

Só assim conseguiremos dar força e energia para nossos abnegados servidores da saúde que tanto de tem se dedicados para recuperar milhares de contaminados e salvar vidas!

Esse ataque de mentiras só fortalece o vírus e fragiliza nossa cidade.

É hora de conscientização, de união, solidariedade, agindo com transparência e com a verdade!

Repudiamos todas as ações partidária, política e de interesse pessoal!

Pedimos respeito, para com os nossos profissionais da saúde e para com todas as famílias das vítimas desse terrível vírus!
Faça sua parte!

Contribua de várias maneiras, use máscara, pratique o distanciamento,faça higienização das mãos, pratique a verdade, ou faça silêncio quando não tiver algo produtivo para compartilhar!

Cascavel, Coronavírus,

Ato em defesa da vida é realizado em frente à Prefeitura de Cascavel; Cruzes são fixadas

Integrantes da Frente Brasil Popular realizaram ato em defesa da vida na manhã desta segunda-feira (15) em frente à Prefeitura de Cascavel com intuito de prestar solidariedade aos entes queridos das vítimas da Covid-19 e denunciar a ausência de medidas efetivas no combate ao vírus por parte do Prefeito Leonaldo Paranhos. Foram fixadas simbolicamente cruzes, representando as mais de 400 vidas levadas pela doença e reivindicando rigor pelo poder público municipal com isolamento social.

conter a propagação do vírus. Com a vacinação a passos lentos e a transmissão da covid-19 em Cascavel fora do controle, o isolamento social efetivo é a solução na contenção do vírus.

Cascavel e região encontra-se em meio ao caos com o sistema de saúde colapsado pela falta de leitos, medicamentos e profissionais especializados. A negação do Prefeito Leonaldo Paranhos em decretar medidas mais rigorosas para interromper a progressão acelerada do contágio e mortes, demonstra falta de compromisso e responsabilidade da prefeitura no combate a pandemia no município.

Pesquisadores do INPA (Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia) que realizam estudos em Cascavel e outras cidades do Paraná sobre a disseminação da covid-19, alertam que a projeção é de que dentro de duas ou três semanas Cascavel atinja 35 mortes por dia, conforme entrevista concedida ao portal da Catve. De acordo com análise do INPA, o método mais eficaz de alterar o cenário apontado pela projeção da pesquisa é a realização de um lockdown por pelo menos 21 dias.

É necessário que a população enxergue a seriedade do que estamos vivendo com a ampliação de casos e vidas perdidas devido à falta de compromisso da prefeitura com a efetivação de um isolamento social rigoroso e políticas públicas de proteção social que possa proporcionar uma renda mínima aos munícipes em vulnerabilidade social e linhas de crédito para os pequenos empresários.

Mundialmente o isolamento social demonstrou ser a medida mais eficaz para evitar a ampliação da tragédia. Precisamos de medidas efetivas de prevenção, dentre elas à ampliação do isolamento social em Cascavel.

Via: Frente Brasil Popular Cascavel – Foto: Ailton Santos

Confira o vídeo na integra em PORTAL24

Cascavel, Geral,

Morre em decorrência da Covid-19, o arcebispo de Cascavel, Dom Mauro Aparecido dos Santos

Ele estava internado há mais de três semanas e seu estado de saúde era gravíssimo

Faleceu no final da tarde desta quinta-feira (11) o arcebispo de Cascavel, Dom Mauro. Ele estava internado há mais de três semanas em função do novo coronavírus.

Seu estado de saúde foi agravando e no boletim divulgado ao meio dia de hoje já era considerado gravíssimo.

Nota da Arquidiocese de Cascavel

“Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim ainda que tenha morrido viverá” (Jo 11,25).

A Arquidiocese de Cascavel comunica o falecimento de Dom Mauro Aparecido dos Santos hoje (11 de maço) às 18h20 após ter sido internado com a COVID-19 no dia 16 de fevereiro.

Rezemos por nossa Arquidiocese e pelo repouso eterno de Nosso Arcebispo. – Pascom Arquidiocesana de Cascavel

Velório – Nesta sexta-feira haverá uma celebração de corpo presente, às 9h, também fechada ao público, mas que será transmitida pelas redes sociais.

O corpo de dom Mauro será sepultado na cripta do Cemitério Central no jazigo destinado aos religiosos às 10h.

Trajetória – Dom Mauro nasceu em 09 de Novembro de 1954, na cidade de Fartura, São Paulo. Formou-se em filosofia e teologia em Jacarezinho e em 13 de maio de 1984, ocorreu sua ordenação sacerdotal, no mesmo município.

Entre 11 de janeiro de 1992 e 31 de janeiro de 1997 exerceu função de pároco da Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, em Bandeirantes. Entre 2 de fevereiro de 1995 e 31 de julho de 1998 foi o vigário geral da Diocese de Jacarezinho.

Em 2 de fevereiro de 1997 tornou-se pároco da Paróquia Imaculada Conceição, Catedral de Jacarezinho. Em 14 de agosto de 1998 foi ordenado Bispo, também na Catedral de Jacarezinho

Dom Mauro também foi Administrador apostólico da Diocese de Umuarama entre 9 de maio de 2002 a 13 de dezembro de 2002 e em 31 de outubro de 2007 foi nomeado Arcebispo de Cascavel, tomando posse em 25 de janeiro de 2008.

Via: Redação/Skalet Fernanda – Foto: Divulgação

As informações são de NPRonline

Cascavel, Destaques, Geral,

URGENTE: Vazamento de produto químico deixa várias vítimas em cooperativa de Cascavel

Um vazamento de produto químico na noite desta quinta-feira (11) em uma cooperativa em Cascavel mobiliza intenso aparato de socorro às possíveis vítimas.

Várias pessoas teriam se intoxicados e precisaram de atendimento do Samu e do Siate, após um incidente no local, que fica na PR-180 – região norte da cidade.

O Portal24 transmite ao vivo

O Samu acionou todas as ambulâncias disponíveis para o local.

O Portal24 apurou com representantes da cooperativa que estourou uma bombo de 20 litros de sanizante de limpeza das caixas plásticas.

O produto é à base de Ácido Paracético e, segundo o Samu, não há registro de vítimas fatais em um cenário preliminar.