Browsing Category

Coronavírus em Foz do Iguaçu

Leia as últimas notícias sobre Coronavírus em Foz do Iguaçu no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Brasil, Coronavírus, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu lidera protagonismo pelas vacinas extras nas cidades fronteiriças

Prefeito Chico Brasileiro defendeu, em reuniões da Frente Nacional dos Prefeitos, que as cidades de fronteira podem ser a porta de entrada de novas variantes, sendo necessário fortalecer um cinturão de segurança contra o vírus nesses municípios

A determinação do prefeito Chico Brasileiro na defesa pelas doses extras de vacinas contra a covid não atendeu tão somente Foz do Iguaçu e outras três cidades fronteiriças no Paraná como deve alcançar mais 51 cidades de mais três estados: Mato Grosso do Sul (fronteira com a Bolívia e o Paraguai), Rio Grande do Sul (Argentina e Uruguai) e Santa Catarina (Argentina). Treze cidades mato-grossenses já receberam 165,5 mil doses, o governo gaúcho já confirmou que 29 municípios fronteiriços do estado vão receber 123 mil doses e nove cidades catarinenses ainda esperam a remessa do Ministério da Saúde.

Chico Brasileiro defendeu, em reuniões da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que as cidades de fronteira podem ser a porta de entrada de novas variantes do coronavírus, sendo necessário fortalecer um cinturão de segurança contra o vírus nesses municípios. “Mostramos nas reuniões da FNP e no Ministério da Saúde gráficos epidemiológicos com evidências de que numa região de fronteira se atende também os moradores das cidades que fazem fronteira com o Brasil”, disse.

O prefeito Chico Brasileiro, vice-presidente da FNP para as Cidades de Fronteira, coordenou quatro reuniões com 54 prefeitos brasileiros das cidades fronteiriças que reforçaram o pleito junto ao Ministério da Saúde através dos conselhos dos secretários municipais e estaduais do setor. “Em Brasília, procuramos mostrar que os diferentes devem ser tratados de forma diferente. Uma cidade de fronteira é diferente de outras regiões. Nós mostramos isso com informações do número de pessoas atendidas em Foz”, disse. Com uma população de 258 mil habitantes, a cidade tem 424 mil cadastrados no cartão SUS.

Antes da pandemia, passavam mais de 4 milhões de pessoas por mês na Ponte Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este (Paraguai), a fronteira mais movimentada da América do Sul. “Algumas vezes, a Saúde procura o endereço registrado no cadastro e simplesmente não encontra. Os casos positivos da doença registrados pela vigilância sanitária no sistema quando se faz a busca ativa das pessoas o endereço não existe e ou a pessoa não mora lá. São pessoas que buscam atendimento em Foz do Iguaçu e que são de outros municípios, provavelmente do Paraguai”, pontuou Brasileiro.

Solidariedade

Essa situação é comum, segundo Chico Brasileiro, em vários municípios de fronteiras que participaram das reuniões da FNP. “Com apoio da Secretaria Estadual da Saúde, apresentamos esses argumentos ao ministro Marcelo Queiroga (Saúde) que compreendeu, absorveu esse entendimento e pediu que a decisão fosse pactuada nos conselhos dos secretários municipais e estaduais de saúde”, disse.

O ministro de Saúde foi respaldado por essa decisão conjunta, tripartite, e o prefeito voltou de Brasília com a certeza do envio das vacinas às cidades fronteiriças. “É a concretização de uma batalha que beneficiou não só Foz do Iguaçu, Guaíra, Santo Antônio e Barracão, são quatro municípios de fronteira no Paraná que estão recebendo. As cidades do Mato Grosso do Sul também receberam e o mesmo ocorreu com os municípios da fronteira gaúcha”.

“Isso mostra o nosso espírito de solidariedade e de irmandade, muito comum na nossa fronteira. Isso foi reconhecido e para nós é extremamente gratificante quando se vence uma batalha, como essa que é a batalha da vida. A grande batalha da vida será agora recomeçar com segurança, com Foz do Iguaçu, um dos principais destinos turísticos do país, destino das pessoas que querem visitar a cidade. Nos dará segurança para que as pessoas retornem para um natal iluminado com tantas coisas que estamos com saudade de fazer e que poderemos fazer nos próximos meses”, completou Chico Brasileiro.

Busão Foz, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu inicia a semana registrando um óbito e 39 novos casos de Coronavírus

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 19/07/2021, 39 casos de covid-19. No total, são 41.564 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 40.250 pessoas já estão recuperadas.

Dos 39 novos casos, 25 são mulheres e 14 homens, com idades entre 1 mês e 78 anos. Entre eles, 36 novos casos encontram-se em isolamento domiciliar e 3 hospitalizados.

Do total de casos ativos, 173 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 78 estão internadas.

Óbito

Foz do Iguaçu registrou 1 óbito em consequência da covid-19. A vítima é 1 homem de 73 anos. No total, são 1.063 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Coronavírus, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Saúde,

Empresários destacam avanço na vacinação contra a covid-19 em Foz do Iguaçu

Cidade recebeu lote extra de vacinas, reivindicadas pelo prefeito Chico Brasileiro e a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo

O setor produtivo está entusiasmado com a vacinação extra contra a covid em Foz do Iguaçu. Só neste sábado (17) e domingo (18) foram aplicadas 19 mil vacinas do lote extra de 37 mil doses enviadas. Parte dos empresários até declinou da análise do impacto e importância na escalada da imunização para setores como turismo, comércio e serviços – a principal trindade econômica da cidade.

“É um momento muito especial que estamos vivendo na nossa cidade. É contagiante a emoção ao ver as famílias e os amigos recebendo as vacinas e celebrando a vida. Renovamos a esperança e já podemos sentir que dias melhores estão chegando para todos nós! Estou emocionado de ver tantos amigos e familiares recebendo a vacina. Não tem como pensar em turismo e negócios. A vida é sempre mais importante”, reagiu Adélio Demeterko, diretor do Grupo Cataratas.

O empresário Paulo Pulcinelli disse que a vacina trouxe a felicidade esperada por toda família iguaçuense. “A importância dessas doses trouxe ainda maior felicidade a nossa família. Hoje (sábado), tivemos o batizado da nossa netinha mais nova, a Carolina, filha do meu primogênito, que foi batizada tendo como padrinho meu filho caçula, mas para acrescentar ainda mais alegria a esse dia, meus dois filhos, Paulinho, de 37, e Bruno, de 33, foram vacinados hoje”, exultou.

“Para nossa família, que todos tivemos todos os cuidados e que continuaremos a nos cuidar, sabemos dos problemas sérios dessa doença, que sempre valorizamos demais a vacina, só temos que agradecer a Deus, à ciência e a essas doses extras vindas para Foz para mantermos nossa família ainda mais segura e unida”, completou.

Vacinação em massa

Para cumprir com a meta de aplicação das 37 mil doses extras, as equipes de vacinação da saúde municipal aplicaram 19 mil vacinas entre sábado (12 mil) e domingo (sete mil).

O presidente da Acifi (Associação Comercial de Foz do Iguaçu), Faisal Ismail, lembrou da localização e demanda fronteiriça que exigiram mais atenção das autoridades, mas que os cuidados sanitários devem ser mantidos. “Nossa cidade por ser de fronteira, precisa de atenção especial das autoridades, somos duramente afetados pela nossa geolocalização. Esta nova remessa nos dá um pouco de conforto, porém precisamos sem mais ágeis e eficazes na vacinação como um todo. Mesmo tendo a vacinação avançando, devemos manter os cuidados sanitários, distanciamento e uso de máscaras”, disse.

Turismo

O empresário Marcelo Valente, do setor de turismo e comunicação, reafirmou que “quanto mais vacinas melhor” para Foz do Iguaçu. “Junto com as vacinas, chegam também a esperança e o otimismo das pessoas em retornar às suas vidas com segurança”.

O presidente do Fundo Iguaçu (Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu), Enio Eidt, destacou também a importância da vacinação em massa para o turismo da tríplice fronteira. “A retomada do turismo depende do aumento das imunizações e estamos felizes por receber as doses necessárias para a conclusão da vacinação até agosto. Podemos a partir daí acelerar as promoções e divulgação de nosso destino, visando termos diversos fluxos de turistas do mundo todo de volta”, vaticinou.

O empresário Jin Bruno Petrycoski também avalia a importância das doses extras em função da fronteira exposta entre o Brasil e Paraguai e por a cidade receber, em tempos normais, visitantes do mundo inteiro. “É importante a população de Foz do Iguaçu, na sua totalidade, receber as vacinas o quanto antes, porque a economia depende muito do turismo e o setor não defende apenas uma abertura parcial que pode desencadear a enfrentar uma nova variante”, disse.

“Agradecemos e muito por essas novas doses e com elas, vamos ter uma retomada mais rápida do turismo, vamos passar para o mundo que Foz do Iguaçu é um local seguro e que essas pessoas vão poder nos visitar com a maior brevidade possível”, completou.

Coronavírus, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Covid-19 em Foz: Vacinação contra a Covid é ampliada para pessoas com 28 anos ou mais

Agendamento está aberto pelo site da Prefeitura de Foz. Secretaria de Saúde vai disponibilizar mais de 18 mil doses para este público

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu abriu agendamento para vacinação contra a Covid-19 em pessoas com 28 anos ou mais. A vacinação deste grupo começará nesta terça-feira (20) nas 29 unidades básicas de saúde e na sede da Vigilância em Saúde, das 8h às 17 horas. O agendamento pode ser feito pelo site: http://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

No dia da vacinação, é necessário levar os documentos pessoais (RG e CPF), cartão SUS (quando possuir) e um comprovante de residência. Serão disponibilizadas, até quinta-feira, 18.030 doses para a população em geral com 28 anos ou mais.

Coronavírus, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Foz do Iguaçu espera vacinar população adulta até agosto

A Secretaria Municipal de Saúde espera vacinar contra a covid-19, até o início de agosto, toda população adulta de Foz do Iguaçu, acima de 18 anos. A projeção tem como base as doses extras de imunizantes enviadas pelo Ministério da Saúde às cidades fronteiriças, mais as remessas semanais, afirma a secretária Rosa Maria Jerônymo.

Foz do Iguaçu recebeu na sexta-feira (16), mais de 37,8 mil doses, o que garante a imunização da população geral com 30 anos ou mais. É a primeira remessa de 45 mil doses extras encaminhadas às cidades de fronteira (incluindo Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão, no Paraná). Um segundo lote de 45 mil imunizantes deve chegar nos próximos dias.
Com a remessa, a Secretaria de Saúde registrou um novo recorde de vacinação contra a covid-19. No sábado e no domingo (17 e 18, respectivamente), foram aplicados 19 mil imunizantes. “Se recebermos as vacinas conforme planejado, vacinamos toda a população adulta, acima de 18 anos, até o final do mês, no mais tardar na primeira semana de agosto”, afirma Rosa Jeronymo.

Imunização

A secretária acredita que o lote recebido possibilita a imunização de todas as pessoas acima de 30 anos. Recebendo o mesmo quantitativo na segunda remessa programada, será possível vacinar todos de 20 à 30 anos. “Então, se ficar faltando mil a duas mil doses, e a gente continuar recebendo aquele quantitativo semanal, vamos vacinar toda nossa população adulta”, ressaltou.

De acordo com Rosa Jeronymo, é importante informar à população que as vacinas recebidas são doses extras. O pedido para remessa maior aos municípios da faixa de fronteira foi feito em fevereiro pelo o prefeito Chico Brasileiro, vice-presidente da Frente Nacional dos Prefeitos para as Cidades Fronteiriças.

“Vamos vacinar toda nossa população adulta, a não ser que a vacina não chegue. Mas acredito que chegue porque o ministro da Saúde (Marcelo Queiroga) autorizou. Isso foi aprovado e amplamente divulgado e tivemos essa garantia na reunião em Brasilia semana passada”, disse a secretária.

Contexto

Para esta segunda (19), além da primeira dose, a Secretaria pretende vacinar quatro mil iguaçuenses com a segunda dose. Desde o início da Campanha de Imunização, a cidade recebeu 215.331 vacinas, de acordo com o Painel de Vacinação. Destas, 177.704 haviam sido aplicadas até o ontem (18) – 136.327 da primeira dose, 34.981 segunda dose e 6.390 de dose única.

Sobre os números do final de semana, Rosa Jeronymo lembra que há duas semanas foram aplicadas seis mil doses. “Achávamos que estava no nosso limite. Hoje (sábado) estamos aplicando 12 mil e digo para a equipe que isso é um recorde que estamos batendo”, ressaltou.

“Com a chegada dessa quantidade de vacinas, tínhamos que organizar uma logística”, disse. Devido a grande procura, e para não atrapalhar a rotina da semana, a Secretaria abriu para vacinação no domingo, pela primeira vez. Para garantir a aplicação dos imunizantes, 29 unidades de saúde ficaram abertas. “Ao longo da semana concluímos esse quantitativo de doses”.

O planejamento é que até quinta (22) todas as doses recebidas sejam aplicadas, adiantou. De acordo com a secretária, chegando mais, até o final do mês será possível vacinar toda população acima de 18 anos com a primeira dose. “Isso é um ganho fantástico, que vai de verdade possibilitar que a gente dê novos rumos para a cidade”.

Cirurgias eletivas

Rosa Jeronymo lembra que a Secretaria prepara a retomada das cirurgias eletivas. “Tivemos reunião com o pessoal do Hospital Municipal, já estamos com as coisas encaminhadas”, afirmou. Nesta segunda está prevista a realização de 12 cirurgias no Poliambulatório Nossa Senhora Aparecida, do Porto Meira. “Então, a gente já começa esse processo e a tendência é de que as coisas realmente tomem outro nível a partir de agora”.

As cirurgias estavam suspensas desde março de 2020 por causa da pandemia. Com a retomada, o município prevê que sejam realizadas 300 por mês. Com a mudança, procedimentos de baixa e média complexidade serão feitos no Poliambulatório. As cirurgias de alta complexidade serão no Hospital Municipal.

Rosa Jeronymo destaca outro projeto da Secretaria, que leva atendimentos médicos às áreas rurais de Foz. A Unidade Campestre tem novo cronograma de cobertura em julho e já passou pelo Lote Grande, Remanso Grande e Arroio Dourado. O consultório móvel funciona das 8h às 12, com atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem.

De 20 a 22 (terça a quinta), o atendimento será no Aparecidinha e de 27 a 29 a unidade chega até o Alto da Boa Vista. “Temos tido muito sucesso com essa iniciativa e já estamos estudando ampliá-la, para levar o atendimento a mais regiões. Sabemos da importância da atenção primária para a garantia da saúde da nossa população”, destacou Rosa.

Outro programa realizado pela Secretaria de Saúde é o Consultório na Rua, que garante acesso da população em situação de vulnerabilidade aos serviços de saúde. A ação é desenvolvida em parceria com a Secretaria de Assistência Social e apoio da Unila (Universidade Federal da Integração Latino Americana).

As informações são de GDia.

Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Covid-19 em Foz: Saúde abre agendamento para vacinação contra covid nesta segunda-feira

Serão aplicadas 2.430 mil doses nas unidades básicas de saúde do município

A Secretaria Municipal de Saúde abriu agendamento para a vacinação de pessoas com 30 anos ou mais nesta segunda-feira (19). Serão aplicadas 2.430 doses nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

O agendamento está disponível no site da Prefeitura de Foz do Iguaçu (vacinacao.pmfi.pr.gov.br). As vacinas serão aplicadas das 8h às 17h.

Neste final de semana, a Secretaria de Saúde bateu um recorde de vacinação desde o início da campanha de imunização contra a covid. Foram disponibilizadas 12 mil doses no sábado e 7 mil no domingo.

O mutirão das equipes de saúde foi possível devido ao recebimento de um lote extra de vacinas, destinado às regiões de fronteira do Paraná. Foz do Iguaçu recebeu na sexta-feira 37.885 doses. Também receberam vacinas a mais os municípios de Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão.

As vacinas extras são reivindicadas para Foz pelo prefeito Chico Brasileiro e pela secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo, desde fevereiro deste ano, devido à grande movimentação de pessoas entre Brasil, Paraguai e Argentina. Mesmo a fronteira com a Argentina estando fechada, ainda há grande circulação de cargas entre os países.

“Devido à condição diferenciada de Foz, lutamos para receber essas doses a mais, devido o maior risco de transmissão do vírus, além de novas variantes. Nosso compromisso foi de aplicar essas doses de maneira ágil e, por isso, as equipes estão extremamente engajadas para, inclusive no final de semana, vacinar o maior número de pessoas”, afirmou a secretária Rosa Maria Jerônymo.

Imunização completa

“Agradeço a todos os profissionais que estão envolvidos nesta missão, que vai fazer com que Foz, muito em breve, tenha toda a população adulta imunizada”, complementou.

Com a chegada dos lotes extras, a expectativa é que até o final de outubro todas as pessoas acima de 18 anos do município tenham recebido as duas doses da vacina.

O primeiro lote para a região de fronteira do Estado tinha, ao todo, 45 mil doses. A expectativa é receber um novo lote com o mesmo quantitativo nas próximas semanas.

Busão Foz, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Pelo segundo dia consecutivo, Foz do Iguaçu não registra óbitos em consequência da covid-19

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 17/07/2021, 35 casos de covid-19. No total, são 41.494 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 40.144 pessoas já estão recuperadas.

Dos 35 novos casos, 18 são mulheres e 17 homens, com idades entre 2 e 71 anos. Todos estão em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos, 206 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 84 pessoas estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu não registrou óbitos em consequência da covid-19 nas últimas 24 horas. No total, são 1.060 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Busão Foz, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Decreto autoriza a volta de tabacarias para até 100 pessoas em Foz do Iguaçu

A quantidade não pode ultrapassar os 50% de capacidade do local e passa a valer neste sábado (17)

A Prefeitura de Foz do Iguaçu publicou nesta sexta-feira (16), no Diário Oficial do Município um decreto que permite a volta e funcionamento de tabacarias na cidade até a meia-noite.

De acordo com o documento, a partir deste sábado (17), está permitido o funcionamento destes estabelecimentos, com até 100 pessoas presentes no local, desde que não ultrapasse 50% da capacidade declarada em laudo do Corpo de Bombeiros.

Segue proibido música ao vivo ou mecanizadas, manipulada por DJ, além da proibição de pista de dança no local. Para o uso de narguilé, não será permitido o compartilhamento do equipamento, sendo utilizado somente um por pessoa. 

Em um outro decreto, também foram prorrogadas no município, as medidas restritivas, e o toque de recolher de circulação de pessoas da 0h às 5h. Estabelecimentos gastronômicos também podem funcionar até a meia-noite. As medidas seguem valendo até o dia 23 de julho.

Para ter acesso aos decretos, clique aqui e aqui.

Com informações de Portal da Cidade.

Busão Foz, Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu, Saúde,

Covid-19 em Foz: Secretaria de Saúde abre agendamento para vacinação neste domingo

Agendamento já está disponível no site da prefeitura para pessoas com 30 anos ou mais (vacinacao.pmfi.pr.gov.br)

As equipes da Secretaria Municipal de Saúde farão um mutirão de vacinação contra a covid-19 neste domingo (18) para dar mais agilidade na aplicação do lote extra de vacinas recebidos na sexta-feira (16). O agendamento para pessoas com 30 anos ou mais já está disponível no site da Prefeitura de Foz do Iguaçu (vacinacao.pmfi.pr.gov.br).

Neste sábado (17) todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a sede da Vigilância em Saúde estão abertas para bater o primeiro recorde de vacinação contra a covid, com 12 mil doses aplicadas ao longo do dia.

No domingo, as 29 unidades de saúde atenderão das 8h às 14h para a aplicação de 7 mil doses. “É a primeira vez que estamos fazendo a vacinação no domingo, porque foi um compromisso que assumimos caso recebessemos as vacinas extras. Queremos dar a maior celeridade possível a essas aplicações e não deixar vacinas paradas, assim como temos feito desde o início da campanha em Foz”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo.

“Acredito que chegando mais doses a gente consiga até o final do ano vacinar toda a nossa população com 18 anos ou mais”, complementou a secretária. Além deste primeiro lote extra, está previsto mais um lote com 45 mil doses para a região de fronteira do Paraná, conforme adiantou esta semana o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

Para receber a dose, é necessário levar os documentos pessoais, um comprovante de residência e o cartão SUS (quando possuir).

Vacinas extras

Foz do Iguaçu recebeu na sexta-feira 37.885 vacinas contra covid – entre elas, mais de 32 mil referentes a um lote extra para a região de fronteira do Paraná, que inclui Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão.

As vacinas extras para a cidade são reivindicadas pelo prefeito Chico Brasileiro e pela secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo, desde fevereiro deste ano. O pedido levou em consideração a grande movimentação de pessoas entre os países.

Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Foz do Iguaçu,

A partir de hoje, atividades gastronômicas de Foz do Iguaçu podem funcionar até 00h

Decreto que flexibiliza o horários dos estabelecimentos foi publicado no Diário Oficial nesta sexta-feira

A partir deste sábado (17), as atividades gastronômicas de Foz do Iguaçu poderão funcionar até a meia-noite. O decreto que flexibiliza o horário de restaurantes, bares e demais estabelecimentos foi publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial do Município.

A redução do número de casos e internamentos pela covid-19, devido o cumprimento das medidas restritivas e o avanço da vacinação, são os principais fatores que motivam a flexibilização dos horários. No entanto, a Prefeitura de Foz do Iguaçu pede à população que os cuidados para evitar a transmissão do coronavírus continuem sendo seguidos: uso de máscaras, distanciamento social e higienização das mãos. Isso para evitar um novo surto da doença na cidade.

O decreto desta sexta-feira também permite que sejam realizadas reuniões domiciliares de até 15 pessoas, entre adultos e crianças. A proibição da entrada de crianças e adolescentes com menos de 14 anos em supermercados foi revogada, no entanto, a recomendação é que, se possível, evitar levá-los a esses estabelecimentos.

Nesta sexta-feira (16), o boletim da Vigilância Epidemiológica registrou 12 novos casos de covid-19 em Foz do Iguaçu e nenhum óbito pela doença. A média móvel de casos está em 48,71 – 30% menor em relação a duas semanas atrás. A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal Padre Germano Lauck está em 71%, depois de meses com ocupação total.

Tabacarias

Outro decreto publicado nesta sexta-feira estabelece as regras para o funcionamento das tabacarias a partir de sábado. As atividades de comércio de tabacaria com consumo de fumígenos no local só poderão funcionar com no máximo 100 frequentadores, desde que não ultrapasse 100% da capacidade de público.

Entre as medidas para evitar a transmissão do coronavírus nesses estabelecimentos está a proibição da comercialização, distribuição, fornecimento e consumo de bebidas e produtos alimentícios nos ambiente onde o fumo é consumido; não é permitido música ao vivo, sons mecânicos operados por DJs e pista de dança; o cumprimento das regras do Termo de Responsabilidade Sanitária.

Manutenção dos cuidados

Semanalmente, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 se reúne para analisar o cenário epidemiológico da doença e definir as medidas para prevenir a transmissão de casos. Para que não haja um retrocesso nas flexibilizações, é necessário a colaboração de toda a população, com a denúncia de festas clandestinas e aglomerações pelo telefone 199 ou pelo aplicativo 156, e a manutenção dos cuidados básicos (uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos).