Browsing Category

Foz do Iguaçu

Leia as últimas notícias sobre Foz do Iguaçu no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Coronavírus em Foz do Iguaçu, Destaques, Saúde,

Em dia com mais um óbito, Foz do Iguaçu registra 118 novos casos de Coronavírus

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 28/10/2020, 118 casos de COVID-19, totalizando 9.140 casos da doença no município. Deste total, 8.578 pessoas já estão recuperadas.

Dos novos casos, 59 são mulheres e 59 homens com idades entre 1 e 85 anos. Três pessoas estão internadas e 115 encontram-se em isolamento domiciliar.

Dos casos confirmados ativos, 360 estão em isolamento domiciliar com sinais e sintomas leves e 63 pessoas estão internadas.

Óbito

Foz do Iguaçu registrou mais um óbito de paciente vítima da COVID-19, totalizando 139 mortes pela doença. A vítima é uma mulher de 62 anos, que estava internada no Hospital Ministro Costa Cavalcanti. O quadro se agravou com infecção e choque cardiogênico. O óbito ocorreu no dia 26, às 19h30.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Com remadoras rosa, Meninos do Lago amplia projeto de paracanoagem e será ainda mais inclusivo em 2021

Objetivo é fazer do maior campeão de canoagem slalom do País referência no uso do esporte para reabilitação de pessoas com deficiência (PCDs).

O Projeto Meninos do Lago, considerado um dos maiores programas de canoagem slalom do mundo, terá um foco mais inclusivo em 2021, com a ampliação do número de vagas para paratletas. Uma cerimônia na manhã desta quarta-feira (28), no Canal da Piracema, na usina de Itaipu, marcou esta nova fase do projeto, com a criação da equipe Flor de Lotus de “remadoras rosa” – que reúne mulheres que venceram ou estão em tratamento do câncer de mama e foram submetidas à mastectomia (retirada das mamas).

O projeto é mantido pela margem brasileira da Itaipu, em parceria com o Instituto Meninos do Lago (Imel), a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e a Federação Paranaense de Canoagem (Fepacan).

“É um privilégio para a Itaipu poder participar da criação desta equipe feminina de canoagem e investir na saúde das pessoas e no bem-estar de toda a comunidade”, afirmou o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, que representou a empresa na solenidade ao lado do diretor administrativo, almirante Paulo Roberto da Silva Xavier. “Desde o início, a modalidade se mostrou inserida nas características da empresa, ao envolver água e energia, além de trazer resultados expressivos nas competições”, concluiu Carbonell.

Desde 2019, o projeto já conta com uma equipe de 19 paracanoístas – a maioria é cadeirante e o esporte contribui para a qualidade de vida dessas pessoas, por meio da terapia e da promoção de uma atividade física. Com a chegada das 15 remadoras rosa, o projeto terá 34 paracanoístas, em 2020. A ideia, agora, é ampliar as vagas para outros PCDs (pessoas com deficiência), como pessoas autistas e portadores de síndrome de Down.

“Queremos abrir o leque da canoagem no Brasil, apostar ainda mais na paracanoagem e mostrar que o ‘barco é democrático’ e que todos podem entrar nele”, ilustrou o coordenador do Projeto Meninos do Lago, Argos Rodrigues Argos. Segundo ele, o programa Canoagem para Todos, da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), utiliza o esporte para reabilitação e inclusão de pessoas com deficiência física e intelectual. O objetivo é ter equipes de paracanoagem em todos os estados do País.

A solenidade faz parte das comemorações do Outubro Rosa que ilumina alguns prédios da usina de Itaipu, como é o caso do Centro Executivo. A preocupação com a prevenção da saúde é um tema tratado com muita atenção e carinho pela gestão do general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro de Itaipu. A usina tem feito grandes investimentos no setor. “Essa é uma pauta permanente da margem brasileira que não mede esforços em abrir várias frentes pra tratar com respeito nossa gente”, afirmou Silva e Luna.

Durante a solenidade, foi exibida uma mensagem em vídeo da atleta Ana Sátila, que participa das etapas do Mundial de Canoagem Slalom, na França. A atleta falou do orgulho de começar seus treinos, aos 14 anos, no Imel e, hoje, representar o País em competições no exterior. “Espero, em breve, estar aí com vocês para remarmos juntas”, disse.

Remadoras rosa

A equipe Flor de Lotus, de Foz do Iguaçu, será a 11ª de remadoras rosa no País. Elas participam da categoria dragon boat (barco-dragão), uma longa canoa, de origem chinesa, em que os compassos das remadas são ditados por um tambor. Existem 236 equipes de remadoras rosas em 29 países e mais de 2 mil atletas. A modalidade surgiu em 1996, por iniciativa do médico canadense Donald MacKenzie, que sugeriu aplicar os exercícios da canoagem no tratamento de um tipo de câncer.

A criadora e capitã da equipe, Regyna de Castro Santos, de 61 anos, treinava desde 2015 no Lago Paranoá, em Brasília, quando se mudou para Foz do Iguaçu. Ela entrou em contato com o Projeto Meninos do Lago e com a ONG Flor de Lótus e sugeriu a criação da modalidade na cidade. “O surgimento desta equipe é um exemplo de que o câncer de mama não é uma sentença de morte. Sempre digo que os médicos salvaram as nossas vidas e a canoagem nos salva o espírito todos os dias”, disse.

Os treinamentos na água começarão em janeiro de 2021, com o uso dos barcos de rafting, crossboat (um barco mais largo) e a canoa havaiana, utilizada pela atual equipe de paracanoagem. A chegada do dragon boat está prevista para ainda no primeiro semestre do ano que vem. “Vamos fazer um treino mais técnico, com a adaptação ao meio aquático e aulas de natação, até que possamos começar a treinar com o barco”, explica o fisioterapeuta Luiz Augusto Mazine Santos, técnico das equipes de paracanoagem do Projeto Meninos do Lago.

Fotos: Sara Cheida

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Rede hoteleira de Foz do Iguaçu deve registrar ocupação de 55% no feriado de Finados

Pesquisa traz otimismo ao setor e revela crescimento em relação à presença dos turistas nos feriados anteriores. Reabertura da Ponte da Amizade e campanha Vem Pra Foz impulsionam retomada do turismo

A retomada do turismo vai ocorrendo de maneira gradual em Foz do Iguaçu. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada pelo Sindhotéis (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares), a qual apontou que a média de ocupação da rede hoteleira da cidade no feriado de Finados será de 54,7%.

Apesar de ser uma taxa considerada baixa em comparação com o período pré-pandemia, os números trazem otimismo ao setor e revelam crescimento em relação à presença dos turistas nos feriados anteriores. Em setembro, o registro para o feriado da Independência foi de uma taxa de 30%, e, mais recentemente, o de Nossa Senhora Aparecida bateu a casa de 38,7%.

Assim como nos últimos levantamentos, os hotéis de cinco e quatro estrelas estão entre os mais procurados para o período de sábado (31) a segunda-feira (2), com média de ocupação de 61,9% e 57,7%. Os estabelecimentos de duas e três estrelas aparecem na sequência, com 50,1% e 49,2%.

De acordo com o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin, a taxa de ocupação deve ser ainda maior, pois “a maioria dos hoteleiros, principalmente dos estabelecimentos de pequeno porte, nos relataram que esperam uma melhora até sábado em virtude da alta procura que estão recebendo por parte dos turistas”, explica.

Compras no Paraguai: mais uma opção para o turista

Ao contrário dos últimos feriados, neste os visitantes terão a oportunidade de realizar a travessia da Ponte da Amizade para fazer compras em Ciudad del Este, no Paraguai. A circulação para o país vizinho estava restrita desde março, em razão da pandemia de covid-19, e no dia 15 de outubro voltou a ser permitida.

Parque Nacional do Iguaçu – Crédito Nilton Rolin – Cataratas do Iguaçu SA

Durante o feriado, os visitantes poderão ainda conhecer os outros atrativos do Destino Iguaçu, como as Cataratas do Iguaçu, o Parque das Aves, a Itaipu Binacional, o Dreamland, e ainda contemplar o pôr do sol do Marco das Três Fronteiras – um dos mais belos do Brasil.

Vem pra Foz

O processo de retomada do turismo em Foz do Iguaçu conta com o apoio da campanha Vem Pra Foz, promovida pela Itaipu Binacional com apoio do trade turístico do Destino Iguaçu. A ação teve como foco inicial o estímulo ao turismo regional e depois foi responsável pela criação do aplicativo Foz com Desconto, uma plataforma para a venda de atrativos, produtos e serviços com condições especiais. Clique AQUI para saber mais.

Por: Sindhotéis

Eleições 2020 em Foz do Iguaçu,

Eleições 2020: Preocupação com respostas e ataques travaram 1º debate entre candidatos em Foz do Iguaçu

A Rádio Cultura montou uma grande estrutura no Recanto Park Hotel para receber, na noite de segunda-feira (27), os nove candidatos a prefeito no primeiro debate das eleições 2020 em Foz do Iguaçu. O confronto de ideias e projetos, promovido em parceria com o GDia, foi mediado pelo comunicador Airton José e contou com mobilização da equipe de jornalismo da emissora. Os postulantes ao cargo máximo do município, voltam a se reunir dia 12, três dias antes das eleições de 15 de novembro.

No cenário, com distanciamento social recomendado na pandemia, os candidatos ficaram livres para escolher a pergunta que seria respondida pelo opositor. O debate foi dividido em quatro blocos – no primeiro, eram sorteados quem perguntava e quem respondia. No segundo, o candidato tinha oportunidade de escolher quem respondia. No terceiro, responderam perguntas de entidades, com comentários de adversário. No final, cada um fez suas considerações.

O esperado confronto entre o prefeito e candidato à reeleição Chico Brasileiro (PSD) e Paulo Mac Donald (Podemos), que protagonizam a corrida eleitoral, acabou não acontecendo. Se os eleitores esperavam propostas, reflexões e discernimentos quanto aos problemas enfrentados pela comunidade, acabaram assistindo a um jogo de tentativas de ataques e preocupação com a defesa. 

Por favor…

O mediador precisou intervir diversas vezes em razão do desvio dos temas e atropelo no tempo. Foram vários os pedidos de direito de resposta e quase todos indeferidos. Apenas os candidatos Luiz Henrique do PT e Chico Brasileiro obtiveram o direito de defesa.

Se os políticos tradicionais não conseguiram ressaltar propostas, os novos tiveram oportunidade de mostrar, como foi o caso de Aneocir Lauermann  do PCdoB (o Alemão), Luiz Henrique, Tatiana Fruet (Pros) e Ranieri Marchioro (PRTB). Sidnei Prestes (Republicanos) e Cássio Lobato (Patriota) foram os que mais polemizaram. 

Os experientes Nelton Friedrich (PDT),  Mac Donald e Chico Brasileiro do PSD se ocuparam mais nas respostas aos demais candidatos, sem quase tempo para exposição de suas propostas. A intenção do debate foi debater os temas abordados, quem fugia desta regra, foi advertido pelo mediador.

Propostas

Ao longo das discussões foram apresentadas algumas propostas. Cassio Lobato voltou a afirmar que pretende criar um auxílio-emergencial, usando parte dos recursos do Royalties da Itaipu, para os 60 mil iguaçuenses que deixaram de receber do governo federal em janeiro. Sidnei Prestes disse, ao ser indagado por Chico Brasileiro sobre o meio ambiente, que provavelmente irá juntar as secretarias de Agricultura e Meio Ambiente. 

Ao ser perguntado por Tatiana Fruet sobre a retomada do turismo, Alemão disse que é preciso incentivar o empresário do setor para fazer a cidade voltar. “Quem for eleito tem muita coisa a fazer”, disse o comunista. Na réplica, Tatiana disse que é importante dar atenção aos trabalhadores do turismo. 

A maioria dos candidatos disse que vai rever, e até quebrar, o contrato do transporte coletivo, que vai até 2025. Nelton perguntou sobre o tema para Mac Donald, já que o mesmo foi assinado durante seu governo, em 2016. O ex-prefeito disse que o documento é claro, mas depende do município aplicar as cláusulas. “Tenho certeza que fizemos o melhor possível na época”, afirmou. 

O prefeito Chico Brasileiro, secretário de Administração na época, também abordou a questão e disse que se afastou das articulações do transporte coletivo por que viu conluio entre as empresas. Mac Donald pediu direito de resposta, mas não foi atendido por não ter sido citado nominalmente. 

Nelton prometeu, se eleito, fazer pesquisa mensal de satisfação dos usuários do serviço. Luiz Henrique disse que irá implantar bilhete único de até quatro horas e prometeu passe gratuito para estudantes e desempregados. 

Itaipu

Chico Brasileiro foi sorteado para responder pergunta do Sindihoteis sobre mobilidade urbana. De acordo com ele, a Itaipu está fazendo um trabalho extraordinário com o general Silva e Luna. Sorteado para comentar a resposta, Alemão disse concordar com grande parte do respondido pelo prefeito. “Tendo uma saúde boa, uma escola de qualidade, e moradia, qualquer cidadão vai se sentir feliz em investir aqui”.

O candidato Luiz foi sorteado para responder pergunta da Acifi, sobre como reverter os mais de 6,6 mil postos de trabalho fechados durante a pandemia. De acordo com o petista, é preciso fazer igual ao governo do ex-presidente Lula. “Investir em movimentação econômica incentivando o crédito, o que acaba gerando emprego”. 

Cassio Lobato disse que vai gerar emprego e renda com a antecipação dos Royalties da Itaipu, além de trazer grandes coorporativas com a ajuda da binacional. Sobre a pandemia, Ranieri disse que não faria a quarentena no início, como foi feito em Foz e destacou o auxílio-emergencial pago pelo governo federal. 

Sem novo lockdown

Chico falou que nenhum prefeito gostaria de fazer um lockdown e o que foi feito em Foz foi “prevenir, preservar, zelar pelo próximo. Recebemos recursos públicos federal e estadual e amplicamos bem este recurso”, disse ele, lembrando dos 40 leitos de UTI instalados no Hospital Municipal. O prefeito descartou fazer um novo lockdown. 

A Rádio Cultura irá realizar outro encontro no dia 12 de novembro, no mesmo horário e nas dependências do Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention.

Por: GDia

Destaques, Foz do Iguaçu, Justiça,

Prevenção: Botão do Pânico será entregue a mulheres vítimas de violência em Foz do Iguaçu

O dispositivo poderá ser acionado quando a mulher estiver em situação de risco. Imediatamente a Patrulha Maria da Penha será mobilizada para atender a ocorrência

Um convênio entre o Tribunal de Justiça do Paraná, Governo do Estado e a Prefeitura de Foz do Iguaçu permitirá a distribuição do “Botão do Pânico” para mulheres vítimas de violência doméstica e que possuam medidas protetivas, como complemento da lei nos casos de maior gravidade.

O dispositivo poderá ser acionado quando a mulher estiver em situação de risco. Imediatamente a Patrulha Maria da Penha será mobilizada para atender a ocorrência.

A princípio, 50 equipamentos serão disponibilizados. Eles serão operacionalizados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do CRAM (Centro de Referência em Atendimento a Mulher), Vara de Violência Doméstica e Patrulha Maria da Penha.

De acordo com o secretário de Assistência Social, Elias de Oliveira, o dispositivo começará a ser entregue na próxima semana pela Patrulha Maria da Penha, que irá orientar as mulheres sobre a utilização. “Essa tecnologia permite o fortalecimento daquilo que nós já defendemos e devemos fortalecer, que é a Lei Maria da Penha. Não temos duvidas de que teremos um grande aliado para fortalecer a capacidade de enfrentamento a violência”, comentou.

Medidas Protetivas

A Justiça definirá quais mulheres receberão o dispositivo através de relatórios técnicos emitidos pelo CRAM. “Serão priorizadas as mulheres que já sofreram alguma violência, possuam medidas protetivas e estejam em risco iminente de morte”, explicou a coordenadora do CRAM , Kiara Heck. A Justiça também definirá, de acordo com a gravidade do caso, o tempo de permanência do equipamento com cada mulher.

“A política da mulher precisa dessa expansão. Temos em Foz um trabalho de referência na assistência a mulher vítima de violência, e o botão do pânico com certeza vem para somar”, completou Kiara.

Atualmente, Patrulha Maria da Penha atende cerca de 900 mulheres com medidas protetivas em Foz.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

De olho no “novo turismo”, começam as aulas do Capacita Guias 2020

Iniciativa apoia um dos setores mais prejudicados pela pandemia de covid-19 em Foz do Iguaçu; guias de turismo que participam do curso renovam conhecimentos e recebem bolsa auxílio de R$ 450 por mês

O Capacita Guias 2020 deu a largada nesta terça-feira (27), com a participação de 150 profissionais desse setor do turismo de Foz do Iguaçu. As aulas on-line tiveram início às 18 horas, numa sala virtual gigante. A iniciativa é promovida pela Itaipu, por meio de um convênio com o Instituto Polo Internacional Iguassu e apoio do Sebrae, Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A ação é uma forma de apoiar o setor do turismo, um dos mais atingidos pela pandemia da covid-19, especialmente em uma cidade como Foz do Iguaçu, que tem sua vocação econômica fundamentada na atividade turística. Além da qualificação profissional, os guias selecionados receberão uma bolsa-auxílio de R$ 450 pelo período de três meses. O recurso total repassado pela Itaipu para a ação soma R$ 202,5 mil.

“Todos os profissionais que foram selecionados neste projeto foram premiados com uma grande oportunidade de desempenhar ainda melhor suas funções na retomada da atividade turística, para que voltemos à normalidade o mais rápido possível”, disse o coronel Aureo Ferreira, assessor do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, em sua fala durante a aula inaugural do curso.

“O Capacita Guias faz parte do programa Acelera Foz e está alinhado com o plano de retomada econômica da cidade pós-pandemia, um dos objetivos priorizados pela gestão do general Silva e Luna”, completou. O convênio foi feito pelas áreas de Comunicação Social e de Turismo da Itaipu.

Oportunidade bem-vinda
A oportunidade foi muito bem-vinda para Isabel Areias Cavalcante, guia de turismo há 31 anos, que desde março não trabalhava na área. “Achei ótima a iniciativa da Itaipu e do Polo Iguassu. Além de nos ajudar financeiramente nesse momento difícil, ainda nos proporciona uma capacitação, revendo conteúdos esquecidos e aprendendo sobre assuntos novos”, elogiou.

Setor prestigiado
Para um setor que estava à beira do colapso, a ajuda foi um alívio. “A pandemia desanimou muitos guias, alguns, inclusive, desistiram da carreira. O valor da bolsa auxílio repassada pela Itaipu me ajudará a pagar algumas contas essenciais e, principalmente, será um incentivo para fazermos o curso e continuarmos na profissão”, disse Bárbara Otremba Maciel, guia de turismo há oito anos.

Conhecimento e renda
A capacitação terá duração de três meses, com aulas on-line às terças e quintas-feiras. Cada aula terá duração de duas horas (das 18h30 às 20h30). A bolsa de estudos é vinculada à frequência de pelo menos 75% no curso, com a entrega de dois trabalhos ao final da capacitação.

Os guias vão estudar as necessidades dos turistas no pós-pandemia e aprender sobre novas formas de apresentar os atrativos turísticos de Foz do Iguaçu. Também serão qualificados para a melhoria do atendimento e satisfação dos visitantes. “O Sebrae fez uma curadoria de conteúdo e temáticas para formar os guias, nossos ‘empreendedores’ do ramo”, disse Camila Giacomelli, que representou a instituição na abertura do curso.

Novas rotas
Os profissionais também vão aprender a trabalhar com rotas alternativas dentro do Parque Nacional do Iguaçu (PNI): as trilhas San Martin e a Trilha da Bananeira, e de outras já existentes. Ao falar aos guias na abertura do curso, Ulisses Santos, representante do PNI/ICMBio, revelou que o Parque estabeleceu como meta ser reconhecido como um dos cinco parques mais inovadores do mundo. “Esta parceria com os guias de turismo é essencial para que a nossa mensagem, enquanto destino, seja levada adiante aos nossos turistas”, reforçou.

Alinhamento ao governo federal
As ações da Itaipu para a retomada da economia, como a campanha Vem para Foz, e de enfrentamento à covid-19 (criação de unidades de UTI, testagem de mais de 20 mil pessoas, compra e repasse de equipamentos e insumos para as unidades regionais de saúde de Foz e região e convênio para contratação de mais de 730 funcionários da saúde), cuja soma chega a R$ 25 milhões, estão em consonância com as diretrizes do governo do presidente Bolsonaro. As iniciativas para ajudar os guias, incluindo a capacitação e uma live em junho, chegam a R$ 300 mil.

Foto: Kiko Sierich/ PTI

Eleições 2020 em Foz do Iguaçu, Política,

Eleições 2020: Especialista aprova legado de Chico Brasileiro na saúde de Foz do Iguaçu

A decisão do prefeito Chico Brasileiro (PSD) em investir na ampliação dos números de leitos de UTI e nas reformas do Hospital Municipal Padre Germano Lauck em vez de instalar um hospital de campanha no tratamento da covid é a mais correta, segundo avalia especialista entrevistado pelo Jornal Hoje da TV Globo.

No debate da Rádio Cultura, ao responder pergunta do Conselho Municipal de Saúde, Chico Brasileiro defendeu novamente investimentos em estruturas duradouras na área. De acordo com o prefeito, é muito melhor ampliar a estrutura já existente ao invés de montar um hospital de campanha. “Esse não seria um bom uso do dinheiro público”, disse.

Chico Brasileiro disse que ao ampliar o número de leitos no hospital municipal e realizar parceria com a Itaipu Binacional e a Unila no combate ao coronavírus, os benefícios desse investimento permanecerá mesmo após o fim da pandemia.

No início da pandemia em março, Foz do Iguaçu contava com 30 leitos de UTI. Uma nova ala no hospital municipal foi construída em 60 dias com um investimento superior a R$ 2 milhões, tem a capacidade para atender 21 pacientes com a covid-19. Hoje, são 65 leitos exclusivos para o atendimento da doença, 15 deles são do Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

Fechados

O Jornal Hoje fez um levantamento no país inteiro sobre os hospitais de campanha que foram abertos para combater a covid-19. Foram pelo menos 129 hospitais temporários abertos no país, 63 ainda estão funcionando e 66 foram fechados.

A construção desordenada de hospitais de campanha também revelou problemas. No Rio de Janeiro, oito hospitais foram anunciados e somente três abriram. Em alguns estados, os leitos extras ficaram vazios. Em Pelotas (RS), o hospital foi montado em abril e acabou desativado em julho, três meses depois sem ter sido usado. Nenhum paciente foi atendido, eram 159 leitos de enfermaria que custaram R$ 400 mil ao município.

O hospital montado pelo governo de Minas Gerais em Belo Horizonte custou R$ 2 milhões, chegou a ser inaugurado no fim de abril, mas só abriu em julho e em setembro foi desativado também sem nunca ter recebido um só paciente.

Marcelo Lopes, gestor em saúde pública, defende também o investimento em estruturas já existentes. “Teria como planejar, montar uma estrutura, uma equipe específica para terminar esses hospitais, para eles ficarem depois como legado desse investimento gigantesco que está tendo com a pandemia, e que após a pandemia, esses locais não seriam perdidos”.

“Montar um hospital de campanha agora não é mais aceitável, não é mais necessário, não é mais justificável, porque a gente precisa sim ter investimentos nas estruturas prontas que ficarão como legado pós-pandemia”, completou Lopes.

Fonte: Assessoria

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Comércio de Ciudad del Este deve ser bem movimentado no feriadão

Depois de quase sete meses de fronteira fechada, os comerciantes de Ciudad del Este esperam se recuperar da crise e estão eufóricos com o feriadão de finados no Brasil. Todo o comércio estará aberto à espera dos compristas brasileiros.

Mesmo com o dólar alto, comerciantes da cidade expressaram sua confiança no aumento do movimento de turistas. “Vamos ver se podemos implementar uma forma diferente porque o black friday traz muita concorrência e não queremos que sejam violadas as medidas sanitárias para que a covid fique sob  controle”, disse Linda Taijen, do Conselho de Desenvolvimento de CDE.

Na primeira semana da reabertura da ponte, os comerciantes avaliaram como positiva, tendo em vista que o movimento estava parado nos últimos sete meses. “Não vendemos praticamente nada nesse período e esperamos boas vendas no feriado”, acrescentou.

Para ela, apesar do dólar alto, a expectativa é muito boa para o resto do ano porque os clientes brasileiros costumam fazer suas compras de Natal e final de ano no Paraguai. “Todos querem vir ao Paraguai e isso nos anima”.

Linda Taijen disse ao jornal La Clave que tomou conhecimento da chegada de diversos comboios do Paraná e estados vizinhos para as compras no Paraguai, não somente no feriadão mas durante todo o mês de dezembro.

Por: GDia

Eleições 2020 em Foz do Iguaçu, Política,

Nelton Friedrich joga o transporte público no debate e desponta como força política a prefeitura de Foz

O candidato da Coligação A Foz do Povo se destacou no debate promovido pela Rádio Cultura na noite de segunda-feira (26) por dizer que o atual prefeito e o ex-prefeito são iguais

O candidato da Coligação A Foz do Povo, reunindo os partidos PDT, REDE e Cidadania, Nelton Friedrich foi um dos destaques do debate promovido pela Rádio Cultura na noite de segunda-feira (26) reunindo todo os nove candidatos a prefeito de Foz do Iguaçu, nas eleições 2020.

Durante o debate Nelton debateu propostas juto a alguns dos candidatos questões como transporte público, iluminação pública, distrito industrial, saúde, turismo, entre outros. Nelton, com sua larga experiência na vida pública, vem se firmando como nova força, rompendo assim a disputa que até então era apenas entre dois candidatos, o atual gestor e o ex-prefeito da cidade, de 2005 a 2012.

Nelton foi o primeiro a questionar a questão contrato do Transporte Público, um dos temas mais polêmicos do debate, envolvendo os dois principais postulantes à Prefeitura nesta eleição. A pergunta foi feita ao candidato Paulo. “Nós estamos há dez anos com um contrato ligado ao transporte público e começa em sua época e continua na atual. O contrato na verdade sai de um governo vai para outro governo e ele permanece o mesmo. Nós sabemos que ele está arcaico. Há um descontentamento generalizado, não serve e não se muda. Por que esse contrato foi feito com aquelas cláusulas e daí deu no que deu”, questionou.

Para o candidato a vice da coligação, Amilton Farias, que estava no local do debate, Nelton foi determinado e apresentou propostas consistentes, com visão de futuro e único ao falar de trazer recursos e parcerias para desenvolvimento local.

Segundo Nelton, o debate sempre é importante porque no mínimo possibilita que o eleitor possa fazer uma avaliação e comparar as propostas. Sentir ali onde qual candidato tem mais ou pouca consistência. Nelton tem sido muito determinado a mostrar que há um revezamento do poder no município e as mesmas pessoas praticamente lotearam a prefeitura, impedindo o progresso da cidade e mergulhando o povo em sucessivas crises.

De acordo com Nelton, o debate serve também para mostrar a evidência de quem tem mais visão do futuro e que tem criatividade. “E isso mostra que é preciso manter muita cautela e um debate facilita verificar essa profundidade ou a superficialidade. Vale a pena participar dos debates e principalmente aquele que nos assiste, ter essa reflexão sobre ter ou não ter a consistência nas propostas dos candidatos”, finalizou Nelton.

O próximo compromisso de Nelton será na quinta-feira (29) às 22h, no debate com os demais candidatos, promovido pela TV Tarobá em Cascavel. Será mais uma oportunidade para conhecer as propostas de Nelton e que mudarão significativamente Foz do Iguaçu.

    

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Parque Nacional do Iguaçu amplia atendimento e redobra cuidados no feriadão. Veja fotos!

O Parque Nacional do Iguaçu atenderá os visitantes no feriadão de Finados, de sábado (31 de outubro) a segunda-feira (2 de novembro), das 8h às 17h. A capacidade de atendimento da unidade de conservação, que abriga as Cataratas do Iguaçu, será de 525 visitantes por hora, totalizando o limite máximo de 5.250 entradas por dia.

Os ingressos são limitados e vendidos exclusivamente on-line, no site www.cataratasdoiguacu.com.br. O visitante precisa realizar a aquisição e agendar o dia e o horário da visita com antecedência.

A compra está sujeita à disponibilidade de vagas. Não há restrição de idade para fazer o passeio. A medida tem o objetivo de ampliar as vagas de visitação e manter o parque ainda mais seguro para todos, neste período de pandemia do Covid-19.

Orientações para um passeio seguro e de qualidade – É obrigatório o uso de máscara em todo o passeio no Parque Nacional do Iguaçu. A unidade de conservação passa por um minucioso trabalho de sanitização de todo o circuito turístico, oferecendo ainda mais proteção aos visitantes.

O parque faz o controle individual de acesso de todas as pessoas que o visitam com uma barreira sanitária instalada no Centro de Visitantes. Além disso, o visitante é relembrado durante todo o passeio, a manter a máscara (cobrindo a boca e o nariz) e as mãos higienizadas com álcool gel, que são disponibilizados em todo o parque.

Crédito fotografias: Nilton Rolin / Cataratas

Serviço:
Parque Nacional do Iguaçu – Feriadão de Finados 2020
Funcionamento: de sábado a segunda-feira, das 8h às 17h
www.cataratasdoiguacu.com.br
contato@catarataspni.com.br