Browsing Category

Foz do Iguaçu

Leia as últimas notícias sobre Foz do Iguaçu no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Em fase de implementação, semáfaros inteligentes em bairro de Foz do Iguaçu recebem ajustes

Durante essa quinta-feira, dia 14, as equipes do PTI-BR e Foztrans realizaram vistoria e ajustes nos semáforos

Nesta semana, os primeiros equipamentos de inteligência artificial instalados na Vila A começaram a funcionar, em um período de testes.

O perímetro da Vila A envolvendo as avenidas Silvio Américo Sasdelli, Garibaldi, Tancredo Neves e a BR-277 passou a contar com tecnologias de cidades inteligentes: semáforos e pontos de iluminação pública inteligentes, câmeras de reconhecimento facial e câmeras de identificação de veículos.

Desde segunda-feira, dia 11, as equipes técnicas do Foztrans, do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e da empresa contratada trabalham conjuntamente para ajustar as configurações desses equipamentos.

Na tarde de hoje, 14, foram reparados alguns problemas técnicos que prejudicaram o funcionamento adequado do semáforo entre as avenidas Araucária e Paraná nos períodos de maior tráfego de veículos.

A previsão é que na próxima semana todos estes equipamentos estejam funcionando normalmente, permitindo que a população da região perceba melhor os seus benefícios.

“Nesta primeira semana de operação estão ocorrendo ajustes e testes de configuração. Os problemas identificados estão sendo reportados à empresa fornecedora da tecnologia que está trabalhando para corrigi-los. O princípio do semáforo inteligente é liberar o fluxo de veículos onde justamente há o maior tráfego. Estamos trabalhando para oferecer a melhor solução para nossos cidadãos”, explicou o diretor superintendente do Parque Tecnológico, general Eduardo Garrido.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Obras do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu entram na fase final

Expectativa é que trabalhos sejam concluídos em maio. Investimento é de R$ 14,5 milhões, com recursos da margem brasileira da Itaipu Binacional.

A construção do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu, na Vila A, já está com 65% das obras concluídas e entrou na fase final de execução. A entrega da terceira e última etapa dos trabalhos está prevista para maio. O investimento é de R$ 14,5 milhões, com projeto do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e recursos da Itaipu Binacional.

Na manhã desta quinta-feira (14), um guindaste com capacidade para cem toneladas foi usado para posicionar três aparelhos de ar condicionado sobre o teto da estrutura. Cada peça tem entre 600 e 800 quilos. A operação exigiu o fechamento de um dos sentidos da Avenida Araucária e contou com apoio do Foztrans.

“Aqui o problema maior não é o peso, mas a distância onde o equipamento será instalado”, explicou o engenheiro Rogério Vicente, da Divisão de Infraestrutura e Manutenção (ODMI.CD) de Itaipu. Da rua ao ponto onde o aparelho foi posicionado, no teto do mercado, são 48 metros. “Por isso, o guindaste precisa ter um braço longo e contrapeso.”

Outros cinco equipamentos menores, que também compõem o sistema de refrigeração do prédio, já tinham sido instalados, totalizando oito unidades. Os mais potentes chegam a ter capacidade de 200 mil BTUs.

De acordo com Vicente, os trabalhos mais pesados da construção do Mercado Municipal já foram finalizados. Na parte externa, faltam a conclusão de dois estacionamentos (as bases estão prontas), a instalação de paver (que depende de condições climáticas favoráveis), algumas escadas e rampas de acesso.

Internamente, os boxes foram instalados, assim como torres de ar condicionado, banheiros, anexo de área administrativa, escritório, instalação de dutos, entre outros serviços. Ainda será feito o cabeamento elétrico, concluída a instalação de cerâmica, algumas divisórias, portas-rolo nos boxes, luminárias e outros equipamentos. “Basicamente, é a fase de acabamento”, explicou.

Cronograma

As obras do mercado começaram em 2018, em um antigo galpão da extinta Cobal, e foram divididas em três fases. A primeira contemplou troca do telhado e reforço na estrutura de todo o prédio; na fase seguinte, a empresa contratada não conseguiu terminar o serviço e foi necessária uma nova licitação, o que gerou atraso no cronograma. A terceira e última fase, com duração prevista de dez meses, será concluída dentro do prazo, apesar dos problemas gerados pela pandemia de covid-19, como falta de materiais.

O Mercado Municipal terá 3.750 metros quadrados e 70 boxes moduláveis, que devem receber diferentes tipos de comércio, como hortifrutigranjeiros, açougue, peixaria, laticínios e frios, empório, bebidas, mercearia, quiosques e restaurante. O modelo de concessão dos espaços, para as pessoas interessadas em ter um boxe no mercado, está em fase de elaboração pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e será divulgado nos próximos meses.

A expectativa é que o empreendimento atraia moradores de Foz do Iguaçu e visitantes. Um novo circuito turístico está sendo desenvolvido pela Itaipu, ligando o novo mercado à usina, passando por pontos históricos que remetem à época da construção de Itaipu. A gestão dos passeios será feita também pelo PTI, responsável pelo Complexo Turístico Itaipu (CTI).

Mais empregos

Além da contratação de pessoal para a construção do Mercado da Vila A, a expectativa é que o empreendimento, quando aberto ao público, gere cerca de 500 empregos diretos e indiretos. A iniciativa se soma a outros investimentos feitos na região com recursos de Itaipu, que, juntos, representam um aporte de R$ 2,4 bilhões e mais de 2,5 mil empregos.

Os projetos incluem desde construção de ciclovias e pistas de caminhadas até a execução de obras estruturantes, como a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), a duplicação da BR-469 (a Rodovia das Cataratas), a ampliação da pista do Aeroporto Internacional do Iguaçu e novos contratos para a modernização do setor elétrico brasileiro.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, observa que a maioria dos investimentos já estava prevista antes da pandemia e foi fundamental para a recuperação econômica da região nesse período delicado. “São obras que abrem vagas de trabalho, melhoram a infraestrutura de toda a região e dão mais qualidade de vida para a nossa gente.”

Fotos: Rubens Fraulini

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Itaipu, prefeitura e Governo do Estado iniciam planejamento para Natal 2021: “Memorável”

Objetivo é que a população se aproprie do natal para consolidá-lo como atração turística no fim do ano em Foz.

A Itaipu já iniciou o planejamento para a realização do Natal de 2021. Representantes da Binacional realizaram a primeira reunião com a prefeitura de Foz na semana passada e nesta semana outra reunião foi realizada envolvendo o trade turístico e o governo do estado. O Secretário Estadual de Desenvolvimento Sustentável de Turismo, Márcio Nunes, participou da reunião. A ideia é consolidar o Natal de Foz como atração turística no fim do ano.

De acordo com o Secretário de Turismo de Foz, Paulo Angeli, o projeto também conta com o apoio da iniciativa privada. “A iniciativa privada já está se movimentando, a prefeitura demonstrou interesse neste natal, a Itaipu já demonstrou interesse, então através da Secretaria de Turismo, da Fundação Cultural, nós vamos criar um projeto que realmente faça a diferença” afirmou.

Angeli salienta também que o objetivo é incluir a população no projeto. Queremos fazer um natal memorável, o objetivo é que seja a cada ano mais lindo possível, para que a população se aproprie dele e consequentemente chame demanda turística” ponderou. O projeto contempla a participação massiva da sociedade, envolvendo, inclusive, escolas e alunos.

O Natal de Foz deverá se basear no que é realizado em Gramado e Canela, que está entre os eventos mais tradicionais do país. Representantes da Itaipu Binacional estão no Rio Grande do Sul nesta semana realizando reuniões para definir o projeto que será implantado em Foz do Iguaçu.

Estado vai aportar recursos

De acordo com o Secretário Marcio Nunes, o estado deverá aportar recursos para a realização do natal em Foz, além de investir na divulgação do evento. “O estado dará a contribuição financeira, o estado não tem como desenvolver o programa, isso deve ficar por conta da sociedade iguaçuense. O Governo do Estado vai estar participando com recursos financeiros e através da mídia” informou.

Por: Rádio Cultura

Chico Brasileiro, Destaques, Saúde,

Chico Brasileiro detalha início da vacinação em Foz do Iguaçu. Assista!

O prefeito Chico Brasileiro detalhou nesta sexta-feira, 15, como será o início da vacinação contra o coronavírus em Foz do Iguaçu. A cidade, no primeiro momento, deve receber na semana que vem três mil doses do imunizante da Secretaria Estadual de Saúde e o grupo, entre os prioritários, que vai receber as primeiras vacinas será os profissionais de saúde da linha de frente no atendimento aos pacientes com a covid-19.

“O ministro de Saúde (Eduardo Pazuello) nos informou que a primeira remessa seria da Astrazeneca, essa seria a primeira fase, e em seguida receberíamos uma grande quantidade de doses da Coronavac”, disse Chico Brasileiro em entrevista à imprensa.

A prefeitura, segundo Chico Brasileiro, vai receber as vacinas em dose dupla. “Os trabalhadores da saúde no geral terão prioridades, porém a prioridade da prioridade, que são aqueles que receberão as doses iniciais, são os que estão trabalhando com a covid-19”, reiterou.

Rede

O prefeito adiantou que as vacinas serão aplicadas diretamente no hospital municipal Padre Germano Lauck, hospital Costa Cavalcanti, hospital da Unimed, Upas e Samu. “Em seguida, a vacina será aplicada nos outros profissionais de saúde quando chegar a segunda remessa. Mas temos também os idosos, começando pela faixa de 75 anos, depois vai reduzindo essas faixas, mas a prioridade será os idosos hospedados em clínicas, abrigos, asilos e em situação de vulnerabilidade”.

“Foz do Iguaçu está preparada para começar a aplicação da vacina. Outros grupos de pessoas que têm doenças e outras comorbidades serão definidos na próxima fase, de acordo com o número de vacinas que vão chegar no Brasil, de outras marcas, que o Ministério da Saúde está negociando”.

Chico Brasileiro afirmou que a logística está preparada, que a vacinação vai começar, mas que é necessário manter os cuidados para evitar o contágio e a transmissão. “Vamos continuar nos protegendo porque a pandemia não acabou, vai ser importante que todos participem e no devido momento, todos serão imunizados para que nossa cidade possa estar protegida contra a covid-19”, completou.

Coronavírus em Foz do Iguaçu, Saúde,

Em dia com mais três óbitos, Foz do Iguaçu registra 140 novos casos de Coronavírus

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 15/01/2021, 140 casos de COVID-19, totalizando 20.504 casos da doença no município. Deste total, 19.656 pessoas já estão recuperadas.

Dos novos casos, 76 são mulheres e 64 homens, com idades entre 2 e 82 anos. Dos novos casos, 4 pessoas encontram-se hospitalizadas e 136 estão em isolamento domiciliar.

Dos casos confirmados, 447 estão em isolamento domiciliar com sinais e sintomas leves, e 93 pessoas estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou mais 3 óbitos em consequência da COVID-19, totalizando 308 mortes pela doença no município. As vítimas são dois homens de 49 e 75 anos que estavam internados no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, e uma mulher de 81 anos que estava internada no Hospital Municipal Padre Germano Lauck.

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Tecnologia: Startup iguaçuense vai representar o Brasil em evento de inovação global, no Japão

Fiber Fio está desenvolvendo embalagem biodegradável com polímero alternativo e participa de projeto de aceleração com multinacionais.

Foi durante uma despretensiosa conversa de corredor que as acadêmicas do curso de Engenharia Química, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Isadora Saraiva Zamataro, Mariana Siqueira e Gabriele Bueno decidiram que o ambiente universitário seria ideal para testar ideias e inovar. Dispostas a criar algo diferenciado, as acadêmicas perceberam que poderiam unir química com meio ambiente, solucionando um dos maiores desafios do mundo atual: o uso excessivo de plástico e a dificuldade de degradação do material.

“Queríamos um projeto para iniciação científica e estávamos nos aprofundando na questão do plástico. Submetemos essa ideia de aproveitamento do material para impressoras 3D, inicialmente. Nossos professores nos motivaram, dizendo que podíamos pensar em algo a longo prazo. Pensamos, então, em criar um material polimérico que fosse mais sustentável e assim nasceu a startup Fiber Bio”, relata Mariana.

As universitárias pesquisaram, fizeram testes, validaram a ideia e se inscreveram no Sinapse de Inovação, um programa de incentivo ao empreendedorismo inovador, promovido pelo Governo do Estado do Paraná por meio da Fundação Araucária, com operação da Fundação Certi e apoio do Sebrae/PR e Sistema Fiep. Selecionadas, receberam aporte financeiro e direcionaram quase que a totalidade do valor para a pesquisa.

“No Sinapse, também recebemos consultorias do Sebrae/PR e vimos que tínhamos um potencial de grande alcance que não era aproveitado. Na formatação do nosso modelo de negócio, descobrimos que a nossa startup não terá apenas um produto, mas uma solução que carrega propósito e uma causa importante para o planeta”, detalha a empreendedora.

Para impulsionar o projeto, as acadêmicas decidiram mudar a estratégia dos pitches, as apresentações do negócio para potenciais investidores ou apoiadores. Não por acaso se inscreveram no Programa Startups Connected, da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo e também foram selecionadas, o que viabilizou a aceleração durante três meses para cocriação de uma solução com a Voith Paper e Klabin.

“Agora, a aceleração de duas multinacionais diretamente ligadas ao que elas estão se propondo fazer permite que as empresas invistam seus capitais tecnológicos e humanos para aprimorar o que já foi feito até aqui, podendo tornar o produto realidade”, indica o consultor do Sebrae/PR, Osvaldo Brotto.

De Foz do Iguaçu para o mundo

Com a bandeira da sustentabilidade fortalecida em cada etapa de desenvolvimento da Fiber Bio, Mariana, Gabriele e Isadora ganharam visibilidade mundial. Por isso, ainda em 2020, a startup foi uma das sete selecionadas para representar o Brasil no Innovation Leaders Summit 2021, evento que será realizado em Tóquio, no Japão e reunirá startups de vários países para um processo intenso de aceleração, mentorias e networking.

“A história da Fiber Bio começa ainda em 2018, com três meninas que queriam criar um projeto para iniciação científica. Em 2019, abrimos a empresa e em 2020 começamos a ganhar visibilidade e recursos para crescer. Tínhamos uma série de planos que foram apagados pela pandemia. Nos sentimos perdidas, mas o Sebrae/PR nos instigou a pensar fora da caixa e aproveitar o tempo para formatar o nosso negócio não mais como um trabalho acadêmico, mas como uma solução de mercado. Estamos animadas com o que está por vir”, finaliza Mariana Siqueira.

Por conta da pandemia, os prazos de aceleração com Voith Paper e Klabin foram prorrogados e o evento programado para ocorrer no Japão será realizado em ambiente totalmente online. Até o momento, o polímero sustentável e alternativo da Fiber Bio continua em etapa de pesquisas, validações e testes. A previsão é que, com o apoio das multinacionais envolvidas, a inovação passe a ser testada ainda em 2021. Para saber mais sobre o projeto.

Por: O Iguassu

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Oportunidade: Consórcio da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu abre vagas para laboratoristas

Estão sendo contratados encarregado de laboratório, laboratorista e auxiliar de laboratório. Obra é promovida com recursos da margem brasileira da Itaipu Binacional, cujos investimentos estão gerando 2,5 mil vagas na construção civil

O Consórcio JL – Planaterra – Iguatemi, responsável pelas obras da Perimetral Leste de Foz do Iguaçu (PR), que receberá investimentos de R$ 140 milhões da margem brasileira da Itaipu Binacional, está com vagas abertas para encarregado de laboratório, laboratorista e auxiliar de laboratório. É preciso ter experiência com solos, concreto e CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente).

Os currículos apenas para essas três vagas devem ser encaminhados para o e-mail roger.andre@construtorajl.com. Todas as demais contratações para a obra serão feitas pelo sistema nacional de vagas na página Trabalha Brasil e também serão divulgadas. No pico da construção, a expectativa do consórcio é gerar de 400 a 500 vagas diretas.

A construção da Perimetral Leste deve começar em março. O novo acesso, com 15 quilômetros, fará a ligação entre a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, e a rodovia BR-277.

A obra ajudará a desviar o trânsito de cargas pesadas da área central e turística da cidade. A perimetral está prevista para ser entregue em meados de 2022.

Obras de Itaipu geram 2,5 mil empregos

No total, a Itaipu direcionou aportes de R$ 2,4 bilhões para obras como a Perimetral Leste, a Ponte da Integração, a construção do Mercado Municipal de Foz, entre outras, além de novos contratos para modernização do setor elétrico brasileiro. Juntas, essas iniciativas somam mais de 2,5 mil empregos.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, a abertura dessas frentes de trabalho se baseia no tripé “propósito, planejamento e perseverança”. “Emprego mata a fome e devolve dignidade”, afirma.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

União publica edital que avança a licitação de aeroportos, incluindo Foz do Iguaçu, Curitiba e Londrina

O governo federal publicou, no Diário Oficial da União desta quinta-feira (14), o edital que avança no processo de licitação dos aeroportos do sul do país, incluindo os principais terminais aeroportuários do Paraná.

O documento, que referenda a decisão nª 262, de 12 de janeiro determinando os trâmites do procedimento, é chancelado pelo Ministério da Inferaestrutura e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O edital confirma a validade do Manual de Procedimentos do leilão publicado dia 18 de dezembro do ano passado e o pagamento dos recursos relacionados a produção do estudo técnico de viabilidade econômica das estruturas.

O Bloco Sul dos aeroportos que serão licitados (ao todo serão 22 no primeiro semestre do ano, segundo previsão), incluem os terminais de Foz do Iguaçu Cataratas, Afonso Pena em São José dos Pinhais e Bacacheri na região de Curitiba e Governador José Richa, em Londrina.

Também estão inclusos no bloco os aeroportos de Navegantes e Joinville (SC) e de Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS).

Abaixo a íntegra do edital, veiculado no Paçoca com Cebola:

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

Publicado em: 14/01/2021 | Edição: 9 | Seção: 1 | Página: 251
Órgão: Ministério da Infraestrutura/Agência Nacional de Aviação Civil

DECISÃO Nº 262, DE 12 DE JANEIRO DE 2021
Aprova o Anexo 1 ao Edital de Leilão nº 01/2020, que veicula o Manual de Procedimentos do Leilão, e altera dispositivos do referido Edital.

A DIRETORIA COLEGIADA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL – ANAC, no exercício da competência que lhe foi outorgada pelo art. 11, incisos IV e VI, da Lei nº 11.182, de 27 de setembro de 2005, tendo em vista o disposto nos arts. 36 da Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986, e 32 da Lei nº 9.784, de 29 de janeiro de 1999, e considerando o que consta do processo nº 00058.004913/2020-91, deliberado e aprovado na 1ª Reunião Deliberativa, realizada em 12 de janeiro de 2021, decide:

Art. 1º Aprovar o Anexo 1 do Edital de Leilão nº 01/2020, publicado em 18 de dezembro de 2020, que veicula o Manual de Procedimentos do referido Leilão.

Parágrafo único. O Manual de Procedimentos do Leilão nº 01/2020 encontra-se disponível no Boletim de Pessoal e Serviço – BPS desta Agência (endereço eletrônico https://www.anac.gov.br/assuntos/legislacao/legislacao-1/boletimde-pessoal), na rede mundial de computadores.

6.2.1. O recolhimento da remuneração à B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, nos seguintes valores:
(i) Bloco Sul (Aeroporto de Curitiba / PR – Afonso Pena (SBCT), Aeroporto de Foz do Iguaçu / PR – Cataratas (SBFI), Aeroporto de Navegantes / SC – Ministro Victor Konder (SBNF), Aeroporto de Londrina / PR – Governador José Richa (SBLO), Aeroporto de Joinville / SC – Lauro Carneiro de Loyola (SBJV), Aeroporto de Bacacheri / PR (SBBI), Aeroporto de Pelotas / RS (SBPK), Aeroporto de Uruguaiana / RS – Rubem Berta (SBUG) e Aeroporto de Bagé / RS – Comandante Gustavo Kraemer(SBBG)): valor de R$ 1.082.783,45 (um milhão, oitenta e dois mil, setecentos e oitenta e três reais e quarenta e cinco centavos);

6.2.2. A comprovação do pagamento dos seguintes valores à empresa encarregada pela realização dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental, conforme autorizado pelo art. 21 da Lei nº 8.987/95 e pelo Edital de Seleção de Estudos n.º 1/2020:
(i) Bloco Sul (Aeroporto de Curitiba / PR – Afonso Pena (SBCT), Aeroporto de Foz do Iguaçu / PR – Cataratas (SBFI), Aeroporto de Navegantes / SC – Ministro Victor Konder (SBNF), Aeroporto de Londrina / PR – Governador José Richa (SBLO), Aeroporto de Joinville / SC – Lauro Carneiro de Loyola (SBJV), Aeroporto de Bacacheri / PR (SBBI), Aeroporto de Pelotas / RS (SBPK), Aeroporto de Uruguaiana / RS – Rubem Berta (SBUG) e Aeroporto de Bagé / RS – Comandante Gustavo Kraemer(SBBG)): valor de R$ 30.833.304,95 (trinta milhões, oitocentos e trinta e três mil trezentos e quatro reais e noventa e cinco centavos);

Art. 2º Esta Decisão entra em vigor na data de sua publicação.

RAFAEL JOSÉ BOTELHO FARIA
Diretor-Presidente Substituto

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Licença do IBAMA abre caminho para licitação, em 2021, do ramal ferroviário até Foz do Iguaçu

A licitação do ramal ferroviário entre Cascavel e Foz do Iguaçu pode ser realizada até o final deste ano. A perspectiva tem como base a licença concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) para execução das obras. A decisão permite o início dos trabalhos de campo para o diagnóstico ambiental da fauna na área do projeto da Nova Ferroeste.

O processo de licenciamento da ferrovia, que ligará Mato Grosso do Sul ao Paraná, avançou com a autorização do chamado Abio, destaca o portal Midiamax. O projeto prevê, entre outras, um ramal até Foz do Iguaçu, permitindo o escoamento da safra de grãos do Paraguai até o Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. 

A estrutura logística é um antigo pleito do setor produtivo da região Oeste do Paraná. O projeto prevê ainda uma nova ferrovia entre Maracaju (MS) e Cascavel, revitalizar o atual trecho de Cascavel a Guarapuava e construir uma nova ferrovia entre Guarapuava e Paranaguá.

Com a decisão do IBAMA, terá início licitação para contratação da empresa que vai executar as obras. A expectativa do secretário de desenvolvimento econômico do Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck é que isso ocorra até o final do ano. 

“Temos trabalhado conjuntamente com o governo do Paraná e com a empresa contratada para realização dos estudos ambientais”, informou ele. Com a emissão da licença, avança o projeto dentro do cronograma previsto e confirma a previsão de que a licitação saia até fim do ano.

Diagnóstico

Com extensão estimada de 1.370 km, o projeto abrange a construção de novos trechos e a criação de um corredor ferroviário de exportação ligando o polo produtor de grãos do Mato Grosso do Sul e Oeste do Paraná ao porto de Paranaguá, no litoral do Estado.

A iniciativa atende ao objetivo de ampliar a malha ferroviária nacional, de modo a atender ao transporte de cargas voltado à exportação e promover maior participação desse modal na matriz de transportes, o que favorece a competitividade de nossa economia e a segurança do transporte de mercadorias.

A Abio permite o início dos trabalhos de campo para o diagnóstico ambiental da fauna na área do projeto da Nova Ferroeste. Essa etapa é balizada por um plano de trabalho, analisado e aprovado pelo Ibama, no qual são indicados os pontos de amostragem e a metodologia a ser aplicada. 

Impactos ambientais

Os dados a serem coletados em campo são essenciais para a avaliação de impactos ambientais da ferrovia, que será debatida com a sociedade após a conclusão dos estudos. 

“Com a emissão da Abio, a empresa de consultoria contratada para a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) pode iniciar os levantamentos de campo relacionados à fauna”, explica a Secretária de Apoio ao Licenciamento Ambiental e à Desapropriação do PPI, Rose Hofmann.

“Isto é, poderá realizar as atividades de monitoramento da fauna terrestre localizada na área do projeto”, completou Hofmann. As atividades de monitoramento ocorrerão nas áreas amostrais definidas no Plano de Trabalho aprovado pelo Ibama.

Por: GDia

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Porto Seco de Foz do Iguaçu movimentou mais de US$ 4,6 bilhões em 2020

A Estação Aduaneira do Interior (EADI), o Porto Seco de Foz do Iguaçu, movimentou mais de US$ 4,6 bilhões em produtos e mercadorias que entraram ou saíram do Brasil em 2020. O montante corresponde a R$ 23,9 milhões em cotação livre. De acordo com a Receita Federal do Brasil (RFB), do valor total, cerca de US$ 2,5 bilhões correspondem a mercadorias exportadas, e US$ 2,1 bilhões são provenientes de importações. 

A movimentação financeira deve-se a grande liberação de caminhões. Durante todo o ano passado o Porto Seco recebeu 169.657 veículos, superando os 161.950 registrados em 2019. No último trimestre de 2020, a movimentação de cargas foi a maior da história. Só em dezembro, 25.891 caminhões passaram pela Ponte Internacional da Amizade, fluxo que supera o recorte anterior, batido em outubro. 

No ano passado, de acordo com um levantamento feito pelo Sistema de Armazenagem para Recintos Alfandegados (SARA), o volume de exportações e importações pesou 3,2 milhões de quilos. Durante o ano, foram liberadas 96.843 cargas de importação. Destas, o destaque foram as importações do Paraguai, com expressivo aumento de cargas no segundo semestre, e maior ainda no último trimestre. 

Entre outubro e dezembro foram importados mais de U$ 737 milhões, mais do que o total resultante dos seis primeiros meses do ano, U$ 731 milhões. Em relação ao quarto trimestre de 2019, essas operações tiveram um aumento de mais de 58%.

Tais resultados fazem da EADI Foz a maior da América Latina no quesito movimentação de cargas, tendo como destaque a operação de exportação para o Paraguai, em que foram liberadas 66.237 cargas, o que representa em número de caminhões 39% de todo o fluxo do período, considerando o total de 169.657 cargas liberadas no ano.

Produtos em evidência 

Dentre os destaques de importação para o Brasil em 2020 estão peixes, frutas, leite, alho, azeitonas, feijão, farinha de trigo, alumínio, óleos, ferro, produtos têxtil, arroz, trigo em forma natural, milho e soja.  Estes produtos vieram do Paraguai, Argentina e Chile. 

Quanto às exportações, para Paraguai e Argentina, em 2020 foram 72.814 cargas, o resultado apresentou um aumento de aproximadamente 12,6 % com relação a 2019, quando foram liberadas cerca de 64.662 cargas. Os principais gêneros exportados foram derivados de celulose, plásticos, fertilizantes, maquinários agrícolas, veículos, peças, aço e madeiras.

Por: GDia