Browsing Category

Política

Brasil, Destaques, Estadual, Política,

João Arruda considera absurda orientação do MPF para rejeitar projeto que proíbe a suspensão do Whatsapp. Veja na CabezaNEWS

‘Absurdo’ “Isso é um absurdo!!!! Todos nós vamos pagar por um crime que pode ter ocorrido do outro lado do mundo”. A reação é do presidente estadual do MDB, João Arruda, ao analisar orientação do Ministério Público Federal para a Câmara rejeitar o projeto de lei 5130/2016, apresentado por ele quando ainda era deputado federal.

Absurdo II A proposta, caso seja aprovada, proíbe a suspensão de qualquer aplicação da internet, como WhatsApp, por decisão do poder público. “A justiça pode multar e punir de outras formas sem prejudicar os usuários”, ressaltou.

Absurdo III A manifestação de João Arruda é uma resposta a declaração da procuradora Neide de Oliveira, ao participar quinta (150 de audiência pública na Câmara sobre crimes cibernéticos. O projeto já recebeu parecer favorável da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, onde aguarda votação.

Absurdo IV “Então você fecha as lojas e prejudica os lojistas por conta de um assalto que aconteceu dentro do shopping”, analisou Arruda.

Garçons o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, confirmou presença segunda (19), a partir das 19h na tradicional Festa dos Garçons em Curitiba. O evento, que acontece no Santa Marta Bar no Batel, terá show da dupla Willian e Renan.

Pessutão Adianta o Blog do Tupan que o ex-governador Orlando Pessuti (MDB) foi procurado por presidentes partidários de seis cidades diferentes para disputar as prefeituras de Curitiba, Campo Largo, Matinhos, Jardim Alegre, Ivaiporã e Pontal do Paraná. Por enquanto ele está avaliado a hipótese, já que tem até o início de outubro, quando termina o prazo do TRE-PR para transferência do título eleitoral, visando a eleição de quatro de outubro de 2020.

Assédio Quem também está recebendo convites para compor fileiras é o vice-prefeito e secretário de Saúde de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato. Ele saiu recentemente do PCdoB e disse que ficaria um tempo sem filiação até definir o novo destino. Bobato é cotado para disputar a reeleição em dobradinha novamente com o prefeito Chico Brasileiro.

Construção social O Centro de Convenções e Eventos de Cascavel recebe hoje (17) evento alusivo ao Dia Nacional da Construção Social. Das 9h às 17h, a iniciativa é do Sinduscon Paraná Oeste, em parceria com a Cbic e Sesi/Senai.

Mais vagas O concurso público do Foztrans de Foz do Iguaçu, para preencher 12 vagas mais cadastro, poderá ter mais postos de trabalho aberto. A informação é da diretora Administrativa e Financeira Lucimara Zenatti, sobre a revisão do edital. As inscrições vão até ás 23h59 do dia 3 de setembro, no site da Fundação Unespar (fundacaofapa.org.br/informacoes/3662/).

Ronildo Pimentel
Editor

Destaques, Geral, Política,

“Muita gente quer antecipar o processo eleitoral’, afirma o prefeito Chico Brasileiro

Prefeito de Foz do Iguaçu é o primeiro entrevistado do quadro “Quatro Perguntas” da nova plataforma digital do GDia

O prefeito Chico Brasileiro disse que não está “satisfeito 100%” com o desempenho da sua administração. “Sinceramente, é muito difícil a gente ficar satisfeito quando a gente vê que a máquina pública, muitas vezes na sua burocracia, termina não cumprindo os prazos que a gente estabelece, que idealiza”, disse ele ao quadro “Quatro Perguntas”, da nova plataforma do portal GDia.com.br.

“E por que não consegue?”, indagou o prefeito, para logo responder: “Porque muitas vezes uma licitação que você lança, aprova, faz todo processo legal, depois uma empresa desiste da obra, você tem que relicitar”. Com isso, a demora vai 30, 60 e até 90 dias para retomar um processo que poderia já estar concluído, anotou Ronildo Pimentel, no Gazeta Diário.

“Então esse processo burocrático que mais me angustia, às vezes até me irrita, porque isso emperra a máquina pública”, desabafou Brasileiro. De acordo com ele, isso faz com que muitas vezes a cidade fique esperando a entrega de um serviço que não é entregue em função dos problemas burocráticos e legais.

Abaixo a íntegra do quadro

Reforma tributária
O prefeito também comentou que a “tão sonhada” reforma tributária representará uma grande “dor de cabeça” para a cidade. Isso porque os municípios não entraram na discussão, não tiveram “acesso prévio” e não foram consultados. “Agora que já passou pela CCJ da Câmara é que estamos enxergando os riscos da aprovação da forma que está”, ressaltou.

Na avaliação de Brasileiro, o texto retira o imposto que é uma grande fatia de receita dos municípios, o ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza). A reforma também reparte o ICMS, que hoje o município tem direito a 25%, não por produção, não pela qualidade do município que produziu.

A distribuição será pelo número de habitantes. Isso é um prejuízo imenso para um município como Foz do Iguaçu e outros importantes do Brasil, avalia. “Então, estamos nos reunindo com diversos prefeitos, vamos lutar para que essa reforma tributária saia, mas que não prejudique os municípios”, disse.

Brasileiro afirma que quem mais atende a população é justamente as Prefeituras. “Não é em Brasilia, na Capital Federal, é sim nos municípios que a gente precisa desses impostos para atender bem o cidadão”.

Campanha
O prefeito também falou sobre o andamento dos projetos e ações do programa de governo, apresentado na campanha eleitoral. “Nós trabalhamos todos os dias com aquilo que a gente apresentou à população. É claro que muitas coisas ainda não foram realizadas, executadas. Outras estão em execução e outras estão em planejamento ou em processo licitatório”, disse.

Brasileiro afirmou que sua gestão não irá se “distanciar” do plano de governo. “Esse é o nosso foco, juntamente com nossa equipe para que possamos entregar até o final do nosso mandato, que termina em 2020 com, o máximo possível daquilo que a gente apresentou de propostas”.

Reeleição
A última pergunta ficou reservada aos planos futuros de Brasileiro. De acordo com ele, o foco é o trabalho, “é continuarmos em cima do nosso plano de governo, de nossas ações, realizando obras, fazendo aquilo que precisa ser feito para melhorar a vida do povo de Foz do Iguaçu”.

“Pensar em campanha nesse momento é confundir processo eleitoral com plano de governo e não quero confundir isso”, disse. O prefeito lembrou que Foz teve eleições em 2017 e em 2018, “e teremos em 2020. O único ano desses quatro anos que não tem eleição é 2019 e muitas gente quer antecipar o processo eleitoral”.

Brasileiro disse que não vai “entrar nesse jogo” e que a dedicação é com os compromissos com o povo. “Que é trabalhar, buscar desenvolver a cidade e buscar fazer as políticas públicas funcionarem, esse é o meu objetivo, principalmente no ano de 2019, que é um ano que não existe no calendário eleitoral”, concluiu.

Brasil, Cultura, Destaques, Política,

Ministério Público pede rejeição de projeto que proíbe bloqueio do Whatsapp

Representantes do MP, de delegados e peritos defendem adesão do Brasil à Convenção de Budapeste sobre crimes cibernéticos

A coordenadora de grupo de apoio ao combate aos crimes cibernéticos do Ministério Público Federal, procuradora Neide de Oliveira, sugeriu a rejeição pela Câmara dos Deputados do Projeto de Lei 5130/16, que proíbe a suspensão de qualquer aplicação da internet, como WhatsApp, por decisão do poder público.

Ela participou, de acordo com a Agência Câmara, de debate na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (foto) sobre crimes cibernéticos nesta quinta-feira (15). Apresentado pelo ex-deputado João Arruda, o projeto já recebeu parecer favorável nessa comissão, onde aguarda votação.

A procuradora explicou que o WhatsApp já teve os serviços suspensos, porque desobedecia ao artigo do Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14) que prevê que o provedor mantenha os registros de acesso ao aplicativo pelo prazo de seis meses, para facilitar investigações. Hoje o WhatsApp já guarda os dados, mas isso só foi possível, segundo ela, porque há previsão legal de suspensão de serviços pelo não cumprimento da lei.

Provedores estrangeiros
Neide de Oliveira sugeriu ainda alteração no Marco Civil, que hoje prevê sanções para provedores com representação no Brasil, mas não tem como investigar ou punir provedores de aplicações sem representação no País, como o Telegram.

“Nós temos uma sugestão em relação a provedores sem representação no Brasil de que seja prevista alguma obrigação por parte deles, como indicar representante legal em território nacional para que receba e possa cumprir decisões e ordens judiciais”, disse. Hoje é necessário pedido de cooperação internacional para promover investigações envolvendo esses provedores.

Cooperação internacional
Já a procuradora Fernanda Domingos, também do Ministério Público Federal, defendeu a adesão do Brasil à Convenção de Budapeste – tratado internacional sobre crimes cibernéticos, que já conta com 63 signatários. Segundo ela, países vizinhos da América do Sul já assinaram o acordo e, se o Brasil aderir ao tratado, a cooperação internacional em crimes cibernéticos pode ser agilizada em situações urgentes. A adesão à convenção foi apoiada por todos os outros debatedores.

Para o deputado David Soares (DEM-SP), que pediu a audiência, o Brasil precisa urgentemente assinar a convenção. “É muito importante que agora nós, como parlamentares, façamos a parte política. É inadmissível que já tenhamos uma convenção adotada há 18 anos, e o Brasil não ser signatário”, afirmou.

Penas baixas
O perito Ivo Peixinho, da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, considera baixas as penas previstas na legislação para alguns tipos de crime cibernético, como o de invasão de dispositivo informático. Hoje a pena prevista para esse crime é de detenção de três meses a um ano e multa.

Segundo Ivo, os crimes de invasão estão crescendo no País, assim como o de vazamento e de sequestro de dados. Ele informou ainda que apenas em 2018 foram contabilizados R$ 3 bilhões em fraudes bancárias eletrônicas no País, fora as não notificadas. Além disso, há 40 mil ocorrências por ano de pornografia infantil – outro crime cibernético comum.

O promotor Rodrigo Fogagnolo, do Núcleo Especial de Combate a Crimes Cibernéticos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, pediu a alteração da legislação para aumentar a pena prevista para crimes cometidos em grandes proporções – por exemplo, quando trazem prejuízos de milhões.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Geórgia Moraes

Curitiba, Destaques, Estadual, Política,

MDB precisa conectar as ideias do partido com as pessoas, afirma João Arruda

Ex-deputado federal e atual presidente estadual do MDB fez análises das eleições 2018, do cenário político atual e falou sobre a possibilidade de disputar a prefeitura de Curitiba em 2020

Considerado uma peça importante na nova fase do MDB, o ex-deputado federal João Arruda assumiu a presidência estadual do partido em dezembro de 2018. Poucos meses antes, ele participara do pleito estadual como candidato a governador.

Na ocasião, Arruda contabilizou mais de 700 mil votos e saiu fortalecido, como promessa da política paranaense. Quase um ano após o pleito, Arruda agora é especulado como futuro candidato à prefeitura da capital paranaense.

Em entrevista ao Correio do Povo do Paraná, João Arruda falou que o
resultado das eleições de 2018 era necessário para o ‘momento’ vivenciado pelo país.

“Por mais que considere que os resultados não tenham sido os melhores, nem para o Paraná, nem para o Brasil, acredito que depois disso conseguiremos encontrar o equilíbrio. Foi uma eleição dos incendiários, da extrema-esquerda contra extrema-direita”, disse.

A influência da internet
João Arruda disse entender que “os populistas conseguiram se beneficiar com as tecnologias, principalmente pelas redes sociais”.

De acordo com ele, “apostaram em causar impacto, mesmo que com fake news, desde que a ideia rendesse comentários e curtidas. Algo que muitos políticos acreditavam que não teria retorno eleitoral, mas teve, porém, vendendo uma falsa ideia”.

O sobrinho de Roberto Requião disse esperar que na próxima eleição as pessoas sejam mais criteriosas na escolha de um candidato.

“Temos tempo para a próxima eleição e espero que as pessoas tenham uma escolha mais madura. A população anda revoltada e afastada dos políticos. A economia vai mal e existe uma avalanche de corrupção, então, o povo não busca num político as soluções que ele pode oferecer no exercício do mandato”.

A situação do MDB

Em uma fase de reestruturação e de uma tentativa de conquistar a credibilidade com o povo, o MBD, no entendimento de João Arruda, deve focar em “conectar as ideias do partido com as pessoas”.

“Precisamos convencer as pessoas que só através da política conseguiremos resolver os problemas do país”.

O presidente estadual do partido contou ao Correio que o MDB deve ter, em breve, um novo presidente nacional. Dentre alguns candidatos, ele menciona o nome de Pedro Simon, ex-governador e deputado estadual pelo Rio Grande do Sul.

“Seria bom para o partido. Ele tem um currículo e uma história de vida invejável. Além de quem, possui uma visão social interessante: é ético e, mesmo não sendo um nome novo, ajudaria a limpar a imagem do partido ligada à corrupção”, enfatizou Arruda.

Candidatura à prefeitura de Curitiba
Apontado como nome ideal para concorrer à prefeitura de Curitiba no ano que vem, João não nega a intenção. “Desde que sai do mandato como deputado federal, passei a ter uma nova visão do cenário da cidade”.

“Tenho conversado com a população e visto que a cidade tem muitos problemas. Os bairros afastados do centro têm problemas sérios, com índices de criminalidade e violência muito elevados se comparado às regiões centrais. Existem disparidades na qualidade de vida. A impressão ao percorrer essas localidades distintas é de que existem ‘várias curitibas’”.

“O transporte coletivo precisa ser mais barato. Precisamos investir em tecnologia. As pessoas saem de casa durante a madrugada e vão enfrentar filas nas Unidades de Saúde para serem atendidas após as 7 da manhã”.

“Não há tecnologia estabelecida no serviço público de Curitiba, mesmo com a cidade servindo de referência no assunto para o país. Com a internet, é possível reduzir as filhas tanto dos postos quanto das creches. Eu seria o candidato para fazer uma proposta a cidade. Para isso, é necessário haver um atendimento, uma harmonia dentro do partido”, finalizou.

Destaques, Estadual, Política,

Que tal participar do processo seletivo de militar temporário do Exército? Veja como na CabezaNEWS

Seleção de militares … O comando da 5ª Região Militar do Exército (5ª RM) anunciou a publicação de oito editais de processos seletivos, no Paraná e Santa Catarina. Os processos selecionarão candidatos voluntários para os cargos de Oficial Técnico Temporário (OTT), Sargento Técnico Temporário (STT), Médicos, Farmacêuticos, Dentistas e Veterinários (MFDV).

… temporários As guarnições militares estão situadas em Cascavel, Castro, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guaíra, Guarapuava, Lapa, Palmas, Ponta Grossa, Rio Negro, Blumenau, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages, Porto União, São Miguel do Oeste, Três Barras e Tubarão. As inscrições são apenas no site www.5rm.eb.mil.br e vão até as 12h de 9 de setembro.

Abuso … O tema repercutiu nos últimos dias, nas várias instâncias de poder da República. O projeto de lei do abuso de autoridade, aprovado pela Câmara dos Deputados, não é nenhuma novidade. Foi relatado pelo ex-senador Roberto Requião há anos e só saiu da gaveta depois que vazaram os supostos diálogos do ex-juiz Sérgio Mouro com o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol e outros procuradores da operação.

… de autoridade Os parlamentares aprovaram a medida, que agora poderá ir à sanção do presidente Jair Bolsonaro. Sérgio Moro, que agora é ministro da Justiça e Segurança Pública, já veio a público defender o veto a alguns itens da lei, que busca preservar os direitos dos cidadãos.

Detector de metais … O vereador Ezequias Barros acredita que as escolas de Curitiba estão mais parecidas com as de Los Angeles, nos Estados Unidos, ou as do Rio de Janeiro. Adianta o Blog do Tupan que ele quer a instalação de catracas eletrônicas e detectores de metais nos acessos a todos os estabelecimentos de ensino da rede pública da capital.

… na escola A proposição deve ir a plenário ainda neste semestre, mas não vai ter efetividade nenhuma, pois é autorizativa, depende do prefeito Rafael Greca querer ou não, mas coloca em discussão a violência entre estudantes.

Republicanos O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acatou a mudança do nome do Partido Republicano do Brasil (PRB) para Republicanos.

Solidão A jornalista Denise Rothenburg informa que o presidente Bolsonaro tem reclamado a amigos da “solidão do poder”. Quando está no Rio, não consegue caminhar na orla. E, em Brasília, também não consegue um espaço reservado para conversar com os amigos.

Solidão II Nos últimos tempos, Bolsonaro tem recebido alguns numa sala reservada em seu closet no Alvorada. É a maneira de conversar sem ser interrompido e ou ter alguém em volta ouvindo a conversa.

Ronildo Pimentel
Editor

Destaques, Geral, Política,

Elizeu Liberato assume como novo Primeiro Secretário da Câmara de Foz do Iguaçu

Presidente Beni destacou o consenso e reforçou importância da união dos vereadores

Com a saída de Rosane Bonho (PP) que estava ocupando a 1ª secretaria da Casa de Leis, foi realizada na sessão desta quinta-feira (15), a eleição para Primeira Secretaria do Legislativo. Em consenso foi votado e aprovado por unanimidade o nome do vereador Elizeu Liberato (PR).

Em seguida, foi lido o termo de posse da Mesa Diretora, declarando que o Elizeu tomou posse no cargo de 1º secretário. “Nos confiaram o voto para honrar o cargo. Com isso, aumenta a responsabilidade para representar bem nesta Casa de Leis. Quem não nasceu para servir, não serve”, disse Elizeu Liberato (PR).

Assista reportagem da TV Câmara

Em entrevista à imprensa após a votação, o Presidente da Casa, Beni Rodrigues (PSB), ressaltou a importância do consenso e voltou a pedir união de todos pelo bem da cidade. “O vereador Luiz Queiroga estava com o nome à disposição, o vereador Marcio Rosa também queria colocar seu nome, mas a gente entrou num consenso na sala de reuniões, com todos os vereadores definindo que fosse o Elizeu Liberato”, relatou.

Segundo o presidente, “o vereador Elizeu é uma pessoa experiente, já foi na vez passada da mesa diretora, como 1° Secretário, então é uma honra. Tenho certeza que a primeira Secretaria está em boas mãos, com bastante experiência, e vamos estar juntos, unidos, trabalhando em prol de Foz do Iguaçu e da população”.

Com relação aos questionamentos sobre composição das comissões, Beni esclareceu: “Vamos sentar em reunião para definir a recomposição das comissões. A Comissão de Legislação, Justiça e Redação, a qual fazia parte o vereador Anderson Andrade, assumiu a vereadora Nanci Rafagnin Andreola. Ela já está fazendo parte dessa comissão e a gente definirá a Comissão de Orçamento, que seriam as principais comissões junto a essa Casa de Leis”, comentou.

Bolsa atleta e bolsa técnico

Logo após a sessão ordinária aconteceu uma extraordinária. Foi lido o parecer favorável das comissões reunidas ao projeto que atualiza os valores de incentivo aos atletas e técnicos (PL 99/2019), por meio do Programa Bolsa Atleta. A condição é que apresentem bons históricos de resultados em competições municipais, estaduais e internacionais.

A nova proposta propõe alguns requisitos para concessão das bolsas, que vão de R$ 100,00 a R$ 1.000,00. Dentre os critérios estão: ser estudante em Foz e atleta iniciante, idade superior a 12 anos, participante de jogos ou competições em nível estadual no ano anterior e fazer parte de equipe do núcleo de treinamento na modalidade vinculada à SMEL. O parecer ao projeto foi lido e a matéria entra em votação na sessão extraordinária de terça-feira, 20 de agosto.

Destaques, Educação, Geral, Política,

Servidores de Foz do Iguaçu concluem curso sobre cuidado farmacêutico no SUS

Farmacêuticos da Rede Pública de Saúde de Foz do Iguaçu e região receberam na tarde desta terça-feira (12) os certificados de conclusão do curso “Cuidado Farmacêutico no SUS” promovido pelos Conselhos Federal e Regional de Farmácia com apoio da Secretaria Municipal de Saúde.

A cerimônia aconteceu no auditório da UDC/Anglo, na Vila A, e contou com a presença do vice-prefeito e secretário de saúde Nilton Bobato, da diretora de assistência especializada Etelvina Maciel, da presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF) Miriam Ramos Fiorentin e da dirigente da seccional do CRF de Cascavel, Letícia Thiessen.

O encontro coroou um importante projeto para a saúde pública da população, pois habilita os farmacêuticos a exercerem de fato as atribuições da profissão junto aos pacientes, garantindo um atendimento completo que vai muito além da dispensação de medicamentos.

“Apoiamos o projeto porque compreendemos a importância do profissional de farmácia na gestão da saúde pública e em como a atuação completa contribui para o atendimento ao paciente. O farmacêutico possui uma visão global de saúde, desde a questão técnica de conhecimento sobre patologias e medicamentos, aos fluxos e aos cuidados com a saúde do usuário”, expressou o vice-prefeito e secretário de saúde, Nilton Bobato (na foto, à esquerda).

Ao todo, 29 profissionais, entre servidores e professores universitários da região participaram do curso. Ao longo de oito meses eles aperfeiçoaram o conhecimento, focado no atendimento ao paciente do SUS, com um olhar humanizado e global. O projeto é do Conselho Federal de Farmácia e está sendo implantado em regionais de todo o país com adesão das secretarias de saúde. Foz tornou-se um dos polos que recebeu servidores e professores universitários de farmácia para a capacitação no curso.

“O paciente terá um planejamento farmacológico personalizado, com a avaliação do profissional sobre interações entre medicamento e alimentação, melhores horários para a ingestão do remédio, condições de armazenamento, além de informações para garantir o bem estar e a qualidade de vida do usuário”, explicou Etelvina Maciel.

Apoio
Implementar e incentivar a ação do farmacêutico na gestão da saúde tem sido um dos focos da Secretaria Municipal de Saúde. Nas últimas semanas foram contratados 15 novos farmacêuticos, somando uma equipe de 31 servidores da área. “Estou encantada com o compromisso da Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, pela valorização aos profissionais com as novas contratações e pelo fortalecimento das políticas públicas”, disse a representante da CRF de Cascavel, Thiessen.

Prática
Com a capacitação, os farmacêuticos estão aptos a atuar de forma integrada às equipes de saúde, ofertando serviços como acompanhamento a pacientes com hipertensão, diabetes, asma e doenças mentais. Os profissionais também estão sendo capacitados para a inserção da fitoterapia no arsenal terapêutico destinado aos usuários do SUS. Nos locais onde a prática integrativa já utilizada, eles reforçam o grupo responsável pela prescrição e acompanhamento do uso de fitoterápicos.

De acordo com a Presidente do CRF-PR Miriam Ramos Fiorentin, o projeto está transformando a gestão pública de saúde de municípios como Goiania- GO, Campo Grande-MS, Toledo-PR, Manaus-AM, Belo Horizonte-MG e Volta Redonda-RJ.

Destaque
Além da entrega de certificados, o CRF dedicou duas menções honrosas aos participantes do curso, uma delas foi entregue à farmacêutica e servidora do município Flávia Rastelli, que foi homenageada pela brilhante participação no curso.

Além da cerimônia, o CRF cumpriu outra agenda em parceria com o município de Foz do Iguaçu, com a assinatura do termo de cooperação envolvendo a Vigilância em Saúde e o Procon.

A medida visa uma atuação integrada para fiscalização dos estabelecimentos públicos e privados de farmácia.

Destaques, Economia, Estadual, Política,

Coca-Cola abre 199 vagas de trabalho temporário no Paraná. Postos são em 16 cidades que você confere na CabezaNEWS

Oportunidade Boa notícia para quem está procurando emprego no Paraná. A Coca-Cola Brasil abriu 199 vagas para trabalho temporário na empresa, que prevê a contratação para jornadas que irão de agosto a dezembro deste ano. Os postos de trabalho são para 16 cidades: Araucária, Boqueirão, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Marechal Cândido Rondon, Maringá, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco e Ponta Grossa.

Oportunidade II No total, são 10 cargos disponíveis, entre eles auxiliar de remessa, auxiliar de distribuição, conferente, ajudante operacional, operador de empilhadeira e motorista de caminhão.

Oportunidade III A empresa oferece o trabalho com carteira assinada, vale-transporte, refeição no local ou vale-refeição. Interessados devem cadastrar currículos no www.contratando.com.br e informar o código 48320, para que seja direcionado para as vagas disponíveis.

Reconhecimento O mestre em acupuntura, Lin Pin Chuan, recebe hoje (15) uma Moção de Aplauso na Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu. O reconhecimento, proposto pela vereadora Inês Weizemann, será entregue às 9h. Além de ensinar técnicas da acupuntura, ele atende gratuitamente nas unidades de Saúde da Vila Yolanda e também no Profilurb.

Remoto O IDESF e Associação Brasileira de Multirrotores (ABM) realizam, até amanhã (16) em Foz do Iguaçu, um curso de pilotagem de drones destinado a integrantes das forças de segurança da tríplice fronteira. O treinamento foca a Legislação, Pilotagem e Manutenção de Aeronaves Remotamente Pilotadas.

Tráfico de drogas O Ministério Público e a PM deflagraram ontem (14) a Operação Óleo, voltada a desarticular associações criminosas vinculadas ao tráfico de drogas e coibir o comércio ilegal de armas de fogo no Norte Pioneiro. Foram cumpridos 15 mandados de prisão preventiva e 18 mandados de busca e apreensão em Cornélio Procópio, Sertaneja e Santa Mariana.

Vestibular 2020 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR) prorrogou até 27 de agosto as inscrições para o Vestibular 2020. Inicialmente, o prazo encerraria ontem. A taxa é de R$ 50 e pode ser paga até o dia 28.

Vestibular II O IFPR vai aplicar as provas dia 20 de outubro, das 14h às 18h. Elas serão formadas por 50 questões objetivas com conteúdos no Ensino Médio e uma redação.

Vestibular III As provas serão aplicadas em Assis Chateaubriand, Barracão, Campo Largo, Capanema, Cascavel, Colombo, Curitiba, Foz do Iguaçu, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaíva, Londrina, Palmas, Pinhais, Paranaguá, Paranavaí, Pitanga, Telêmaco Borba, Umuarama e União da Vitória.

Ronildo Pimentel
Editor

Brasil, Destaques, Internacional, Itaipu, Política,

Itaipu: embaixadora acredita em entendimento entre Brasil e Paraguai

Maior geradora de energia elétrica do mundo e com quase 50 anos de existência, a Usina de Itaipu enfrenta um impasse causado pela inexistência de um contrato de compra de energia pela Administração Nacional de Eletricidade (Ande), empresa estatal de energia do Paraguai, e pela Eletrobras. Por causa da falta do contrato, a empresa está impedida de emitir faturas desde o início do ano. O fato é inédito desde que a binacional começou a operar, em 5 de maio de 1984.

Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, a diretora do Departamento da América do Sul do Ministério das Relações Exteriores, embaixadora Eugenia Barthelmess, disse que o problema pode ser resolvido por meio de um acerto técnico entre os dois países com vistas a definir um cronograma de contratação de suprimento de energia para a usina no período de 2019 a 2022.

Para que haja acerto entre Brasil e Paraguai, é necessário porém que a Ande concorde em contratar a potência energética a ser utilizada a cada ano e que efetivamente pague por essa utilização. De acordo com a embaixadora, não é isso o que tem acontecido.

Nos últimos anos, a Ande estava adotando a prática de subdimensionar a previsão de sua demanda de energia de Itaipu. Como precisava a cada ano de mais energia do que efetivamente havia contratado, a empresa paraguaia acabava utilizando a cota de compra da Eletrobras. Isso provocou transtornos financeiros devido à necessidade de desembolso da empresa paraguaia.

Para tentar resolver o problema, Brasil e Paraguai assinaram uma ata, em 24 de maio de 2019, com o objetivo de definir o aumento gradual do volume de potência contratada pela Ande e assim amenizar o impacto do pagamento da energia pela empresa paraguaia. Mesmo com esse acerto, o país vizinho usou seu direito de renunciar aos termos do documento assinado e declarou a ata sem efeito. Porém, no mesmo documento, os dois países acertaram a continuidade das negociações.

A embaixadora Eugenia Barthelmess acredita no sucesso da continuidade dos negócios. Segundo ela, “a relação Brasil-Paraguai é de uma importância que transcende esse problemas específicos”. Para a embaixadora, o Brasil tem a visão mais otimista da condução desse assunto no âmbito da relação bilateral. “Eu acredito que para o Paraguai também”, disse.

Leia os principais trechos da entrevista na Agência Brasil

Cultura, Destaques, Geral, Política,

Banda da Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebe novos instrumentos. Assista reportagem sobre entrega

A banda da Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebeu esta semana novos instrumentos adquiridos com recursos destinados pela vereadora Nanci Rafagnin Andreola.

A emenda da parlamentar garantiu R$ 27 mil utilizados na aquisição de glockenspiel, tímpano e xilofone, instrumentos que deixam o grupo muito próximo de se tornar uma banda sinfônica.

Guarda Mirim de Foz do Iguaçu recebe novos instrumentos musicais

A banda é formada por jovens de 14 a 18 anos contratados por empresas como aprendizes e cedidos para integrar o grupo.

A vereadora, que acompanhou a entrega dos novos instrumentos, fez questão de destacar o importante serviço social prestado pela instituição, que segundo ela, “desempenha um papel fundamental na vida dos jovens de nossa cidade”.

Assista abaixo reportagem da TV Câmara