Browsing Category

Saúde

Brasil, Curitiba, Destaques, Internacional, Saúde, Turismo,

Aeroportos de Foz do Iguaçu e Curitiba tem aviso sonoro sobre o coronavírus

Os aeroportos de Foz do Iguaçu e de São José dos Pinhais, que atende Curitiba, passaram a contar, a partir desta sexta-feira (24), com aviso sonoro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o conoravírus.

A mensagem, de um minuto, alerta sobre os sintomas da doença e informa sobre medidas para evitar a transmissão da virose, informa em nota a Infraero.

O aviso sonoro inclui todos os aeroportos administrados pela estatal de aviação, o que inclui os terminais de Londrina e do Bacacheri, em Curitiba.

“A Anvisa informa, se você tiver febre, tosse, ou dificuldade para respirar, dentro de um período de até 14 dias a cidade de Wuhan, na China, deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da viagem”, diz o aviso.

AQUI para ouvir a íntegra do alerta

Outras orientações sobre questões relacionadas ao coronavírus podem ser obtidas no site da Anvisa, orienta a Infraero.

Economia, Educação, Política, Saúde,

Vereador Narizão destina verbas para saúde, esporte e educação de Foz do Iguaçu

Emendas orçamentárias impositivas, assinadas pelo vereador, contemplam setores que mais necessitam de assistência

Entre as 19 emendas impositivas assinadas pelo vereador Edson Narizão (PTB) constam verbas destinadas ao CMEI Lindoia, Escola Municipal João XXIII, implantação de unidades de saúde e equipamentos para o Hospital Municipal além de recursos para entidades como o Centro de Atenção Integral ao Adolescente – CAIA, Associação Fraternidade e Aliança e a Associação Um Chute Para o Futuro.

As verbas passaram a constar no orçamento do Município e por força de lei o prefeito é obrigado, no decorrer deste ano, a realizar todas as obras e serviços previstas pelo vereador.

Nas emendas coletivas, aquelas assinadas conjuntamente com outros vereadores, Edson Narizão definiu recursos para a saúde como a destinação de verba para a construção de uma Unidade Básica de Saúde entre os bairros 1º de Maio e Cohapar III; e o custeio da aquisição de equipamentos para as unidades do centro cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva, pronto socorro e enfermarias do Hospital Municipal Padre Germano Lauck. Entre os contemplados no esporte estão a associação JUDOFOZ e o Ginásio Costa Cavalcanti.

AQUI para ver as emendas de Edson Narizão no site da Câmara

Destaques, Educação, Saúde,

Mobilização de Combate à Dengue retira 17 toneladas de lixo em Foz do Iguaçu

Força tarefa com mais de 200 pessoas percorreu mais de 3,2 mil imóveis para orientar moradores na região oeste

Nas primeiras horas do último sábado (18), mais de 200 pessoas, entre agentes de saúde, servidores do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Fazenda, Meio Ambiente e soldados do Exército, além de maquinário, integraram uma força tarefa e percorreram quatro bairros da região oeste, na primeira Mobilização de Combate à Dengue do ano.

“A meta é fazer as visitas não somente para fiscalizar, mas também orientar, esclarecer e tirar dúvidas para que o combate por parte da comunidade possa ser mais efetiva”, disse Jean Rios, Coordenador do Comitê da Dengue.

Durante a visita foram feitas ações como distribuição de sacos de lixos, entrega de cartazes e panfletos nos comércios, notificações e autuações, além de limpeza de bota foras.

A ação espalhou-se ao longo de 100 quarteirões, visitando um total de 3.258 imóveis, dos quais 445 estavam fechados e em outros 66 imóveis foram encontrados foco de mosquitos. Outros 10 imóveis foram notificados e outros 9 foram multados.

Além da distribuição de sacos de lixo e vistoria, agentes e Exército trabalharam em conjunto na orientação dos moradores da Vila Portes, Vila Paraguaia, Jardim América e Jardim Central.

Dessa região também foram removidos ao aterro sanitário, 17 toneladas de lixos que estavam jogados em terrenos baldios da região.

A visita dos agentes foi reforçada com a presença do Exército. “Sem dúvida, quando temos a companhia do Exército, as pessoas ficam mais atentas e menos desconfiadas, a receptividade é muito boa”, disse a agente Alexandra Prestes.

AQUI para ler mais no site da AMN

Cultura, Destaques, Educação, Justiça, Política, Saúde,

Foz do Iguaçu quer acelerar as multas e restringir direito de quem não combate a dengue

Prefeito Nilton Bobato falou das mudanças que estão sendo estudadas no decreto que permite a limpeza de terrenos baldios

A Prefeitura de Foz do Iguaçu quer modificar o decreto que permite a limpeza de terrenos baldios, para acelerar a aplicação de multas e restringir direitos dos proprietários que não cuidam do patrimônio. A informação é do prefeito em exercício Nilton Bobato, ao falar sobre as ações para evitar uma epidemia da doença. Neste sábado (18), será realizada uma grande ação nos bairros próximos à fronteira do Paraguai, adianta Ronildo Pimentel, no GDia.

“A primeira iniciativa que vamos fazer, a partir da semana que vem, é modificar o decreto que possibilita a limpeza de terrenos baldios, para acelerar o processo”, disse Bobato, em conversa com a imprensa na manhã desta sexta-feira (17). “Em caso de terreno baldio, que o município possa fazer a limpeza imediatamente e cobrar a multa posterior. Não perder tempo com burocracia”, disse.

O prefeito lembrou que, no ano passado, foram emitidas 344 multas e 449 notificações, significando que 344 não cumpriram o processo. “Então, temos que acelerar este processo, fazendo a notificação, dar um prazo e se não for limpo, o município vai assumir isto e cobrar por isto também”.

“(Vamos) tentar criar alguns impedimentos para que este cidadão não tenha alguns benefícios que outros cidadãos tem”, adiantou Bobato. A intenção, ainda de acordo com o prefeito, é que o proprietário “seja punido por não cuidar do seu patrimônio”, frisou ele, sem antecipar quais seriam as punições.

Contexto
Em 2019 foram feitas pelos agentes de saúde 365 mil vistorias em imóveis em Foz do Iguaçu. No último trimestre do ano, foram recolhidos 7.700 toneladas de entulho e lixo de pontos de bota-fora. No primeiro mês de 2020, 378 toneladas já foram encaminhadas ao Aterro Sanitário.

Na avaliação de Bobato, a situação preocupa e sem a participação da população não há combate ao Aedes aegypti e a dengue. “Não é possível combater o inseto e a doença somente com o poder público agindo. É preciso que cada um faça sua parte na sua casa, na sua comunidade, no seu bairro”, destacou.

O prefeito falou ainda em relação aos imóveis da Prefeitura que também necessitam de limpeza. “Nós estamos organizando nossas equipes para que rapidamente qualquer situação de mato em terreno público seja resolvido também rapidamente”, disse.

Bobato lembrou que, se o município tem que cuidar de terreno particular, diminui as equipes para cuidar de terreno público. “Então, temos que tentar fazer as duas coisas”. As denúncias, segundo ele, também podem ser feitas pelos telefones: 0800 450 156 ou pelo whatsapp do CCZ: (45) 99997-4448.

Panorama
Na reunião, também foram apresentados dados das regiões mais preocupantes devido a maior presença do mosquito. “Não há bairros que os cuidados devam ser menores, pois todos devem cuidar de suas casas”, orientou o chefe do CCZ, Carlos Santi.

Um dos sinais de alerta também está nas cidades vizinhas. “Lidamos com subnotificações tanto no Paraguai quanto na Argentina e isso vai se refletir diretamente aqui, por isso todos devem estar em alerta”, comentou Santi.

O levantamento aponta que 63% dos criadouros pertencem aos grupos B e D2, ou seja, objetos de fácil remoção (garrafas, vidros, latas, embalagens plásticas) dispostos de forma irregular pela população o que possibilita o acúmulo de água, e aumentando ainda mais os índices do mosquito.

Município acelera combate no distrito oeste neste sábado, 18

A Prefeitura de Foz do Iguaçu preparou para este sábado (18), a partir das 8h, uma grande mobilização de combate à dengue. A ação terá como foco o distrito oeste que abrange o Jardim América, Jardim Central, Vila Paraguaia e Vila Portes, todos próximos a Ponte da Amizade, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

A concentração será no Parque Monjolo. No local estarão 250 agentes de endemias e voluntários que irão visitar às casas dos bairros e promover a distribuição de sacos de lixo e desobstrução de galerias e bocas de lobo.

A ação tem como base os números de casos de dengue divulgados durante a semana. São 158 casos confirmados desde o início do ano epidemiológico em agosto de 2019, e também do LIRAa (Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti), apontando a presença quatro larvas do mosquito a cada 100 residências.

Do total de casos confirmados de dengue, 135 são dos grupos A e B (dengue comum). O grupo C (dengue com sinais de alarme), registrou 21 casos, e o D (dengue grave), apenas dois casos. Circulam na cidade os sorotipos DENV-2 e DENV-4.

No primeiro LIRAa do ano, realizado de 6 a 10 de janeiro de 2020, o índice geral foi de 3,21% . O número mantém o município em médio risco para epidemias das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, de acordo com a classificação do Ministério da Saúde.

Destaques, Economia, Política, Saúde,

Hospital Municipal de Foz do Iguaçu abre processo seletivo. Salários vão de R$ 1,7 mil a R$ 3,3 mil

Os cargos são para técnico em imobilização ortopédica, enfermeiro e fisioterapeuta

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu, acaba de abrir um Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratar técnico em imobilização ortopédica, enfermeiro e fisioterapeuta. Os salários variam de R$ 1,7 mil a R$ 3,3 mil.

As inscrições serão efetuadas pessoalmente no setor de Protocolo do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, localizado à Rua Adoniran Barbosa, nº 370 – Jardim Central, no período das 8h00 às 12h00 e das 13h00 às 16h30, nos dias 21,22, 23, 24 e 27 de janeiro de 2020.

No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar sua ficha de inscrição, devidamente preenchida.

A contratação ocorrerá em regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Leia mais na AMN

Destaques, Geral, Saúde,

Uma das vítimas do acidente na BR-277 era técnica de Enfermagem do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu

Uma das vítimas do acidente na BR-277, entre Palmeiras e Irati na região de ponta Grossa, era técnica de Enfermagem do Hospital Municipal Padre Germano Lauck de Foz do Iguaçu.

A informação foi confirmada em nota de falecimento do hospital.

Sandra Carneiro Cadrenal estava no veículo que colidiu de frente com um ônibus transportando trabalhadores rurais e morreu junto com quatro integrantes da família – o marido, dois filhos e uma cunhada.

A colisão ocorreu por volta das 14h30, no momento em que a pista estava molhada devido as chuvas que caíam na região.

Abaixo a íntegra da nota do hospital:

NOTA DE FALECIMENTO

É com profunda tristeza que o Hospital Municipal Padre Germano Lauck, comunica o falecimento da técnica de Enfermagem, Sandra Carneiro Cadrenal.

Sandra começou suas atividades no Hospital Municipal em 2018.

Trabalhou no Centro Cirúrgico como instrumentadora e atualmente realizava seu trabalho com amor e comprometimento no setor da Clínica Médica.

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck se solidariza com seus familiares, amigos e profissionais da instituição que atuaram ao seu lado.

Destaques, Educação, Estadual, Política, Saúde,

Regionais de Saúde do Paraná estão mobilizadas para ações de combate à dengue

Secretário Estadual da Saúde, Beto Preto, disse que o trabalho da força-tarefa começa a apresentar resultados positivos

O Paraná está mobilizado contra a dengue e as Regionais da Secretaria da Saúde seguem à disposição dos gestores municipais para apoio técnico e estratégico no combate à doença.

Nesta quarta-feira (15), em reunião com diretores das Regionais, em Curitiba, o secretário da Saúde, Beto Preto, disse que a força-tarefa contra a dengue no Paraná começa a apresentar os primeiros resultados positivos com a diminuição da incidência de casos em três municípios que estavam em situação crítica.

Em Nova Cantu, o índice passou de 4,8 mil por 100 mil habitantes na semana mais crítica para 18 por 100 mil habitantes no levantamento da semana passada; em Quinta do Sol, de 4,1 mil para 409 e, em Florestópolis, de 160 para 9.

“Esta redução só foi possível com a remoção dos criadouros realizada de forma técnica, ou seja, com a participação de profissionais da vigilância, que fizeram um trabalho minucioso de busca e eliminação de focos”, disse o secretário.

“Em Nova Cantu, por exemplo, os agentes localizaram criadouros com centenas de larvas em poços desativados, mas que não estavam bem lacrados. Um desses poços foi encontrado perto da residência de uma das pessoas contaminadas na cidade e que foi a óbito”, destacou.

O secretário afirmou que todas as Regionais seguirão com as ações, apoiando os municípios, e que o trabalho deve ser ampliado. “Estamos diante de uma epidemia. Para se ter uma ideia, na mesma semana de janeiro do ano passado, eram 146 casos e, nesta semana, registramos mais de 6 mil casos confirmados no Paraná”, disse.

“A situação é real e preocupante, mas podemos ver que onde houve enfrentamento também houve queda dos números. Por isso a intensificação do combate neste momento, inclusive com a criação do Comitê Intersetorial da Dengue, que tem a participação de todas as secretarias, órgãos públicos e sociedade civil”, complementou.

DEFESA CIVIL – Na reunião ficou definida mais uma ação do Comitê Intersetorial: a realização de uma videoconferência da Defesa Civil, sobre a formação de gabinetes de crise nos municípios. O evento será nos próximos dias, com apoio das Regionais de Saúde e participação dos municípios.

“A Defesa Civil tem protocolos já estabelecidos para gerenciamento de crise, como é o caso da dengue, e vamos capacitar e ajudar os municípios neste sentido”, afirmou o capitão Romero Nunes da Silva Filho.

Destaques, Política, Saúde,

Deputada Luísa Canziani reafirma compromisso com a saúde pública de Foz do Iguaçu

A deputada federal Luísa Canziani (PTB) cumpriu, nesta segunda-feira (13), agenda em Foz do Iguaçu onde reafirmou o compromisso de apoiar o sistema público de saúde da cidade. Em reunião com lideranças políticas e sociais, a parlamentar mais jovem do Congresso Nacional defendeu mais candidaturas femininas e de jovens. O prefeito em exercício Nilton Bobato (MDB) participou do encontro, informa Ronildo Pimentel, no GDia.

Em outubro de 2018, Luísa Canziani recebeu aproximadamente mil votos em Foz do Iguaçu (se elegeu com cerca de 90 mil votos). Ela visitou também para uma prestação de contas do primeiro ano na Câmara dos Deputados. A reunião, coordenada pelo presidente municipal do PTB, Eduardo Teixeira, contou com participação do presidente da Câmara, Beni Rodrigues (PSB).

“É uma cidade que tenho um carinho muito grande. É graças a Foz do Iguaçu que sou eleita a deputada mais jovem do país”, disse. Em função da votação que recebeu, a parlamentar disse que tem mais que um compromisso. “Temos o dever de honrar os votos, honrar os cidadãos daqui e da nossa região”.

A deputada lembrou que, em 2019, destinou meio milhão de Reais para a saúde de Foz e, durante a reunião, se comprometeu com a destinação de mais verbas para a atenção primária este ano. “A gente sabe que é a maior demanda da cidade, que as pessoas das outras cidades da região e Paraguai e Argentina vem usar o serviço público aqui”.

Nilton Bobato, prefeito em exercício de Foz do Iguaçu

Luísa lembrou que, apesar de ter aproximadamente 300 mil habitantes, em função desta demanda extra, Foz do Iguaçu tem mais de 600 mil cartões SUS. “É um número gigante, muito significativo que merece toda uma atenção e é por isso que vamos continuar trabalhando pela saúde de Foz do Iguaçu e outras áreas também”, disse.

Desafios
A deputada lembrou que o primeiro ano na Câmara Federal, foi marcado por muitos desafios. “Várias reformas importantes que começaram a ser discutidas, que já foram implementadas, como por exemplo, a reforma da previdência”. Luísa ressaltou que o país passa por um novo momento. “Hoje a gente sente uma equipe competente administrando nosso país”.

Devido a este quadro, a parlamentar disse ver com otimismo o futuro próximo do país. “A economia tem dado sinais de melhora”. Sobre a relação da bancada federal com o governo Ratinho Junior (PSD), Luísa disse que seu compromisso é com o Estado.

Eduardo Teixeira, presidente do PTB de Foz do Iguaçu

“Independente de quem seja o governador, prefeito, presidente da República”, afirmou. “Mas é claro, nossa relação com o governador Ratinho tem sido com diálogo. Estamos aliados para que possamos construir juntos projetos importantes no estado”, afirmou.

Mulheres
Luísa, que é presidente da Comissão de Direitos da Mulher, defendeu ainda um maior número de candidatas mulheres, que são a maioria da população brasileira. “A gente tem que participar mais da política para melhorar, qualificar o debate”, disse. De acordo com ela, é importante a presença feminina na política para melhorar o debate e a formulação das políticas públicas.

A mudança no sistema eleitoral, com o fim das coligações proporcionais, na avaliação dela, dará mais oportunidade as mulheres e aos candidatos jovens. “Será uma eleição atípica que vai conseguir visualizar os partidos se firmando. Hoje não tem cabimento tantos partidos”, completou.

Reconhecimento
O prefeito em exercício Nilton Bobato, que é secretário de Saúde, lembrou que o PTB participou da coligação em 2017 e faz parte do governo liderado por Chico Brasileiro (PSD). Em 2019, segundo ele, a deputada destino R$ 500 mil para a saúde. “Quem ajuda não podemos ter ciúmes, mas elogiar”, ressaltou.

O presidente da Câmara, Beni Rodrigues, disse que Luísa tem sido um “porto seguro” para lideranças de Foz em Brasília. “Somos muito bem recebidos por ela e equipe. Agora ela está subscrevendo mais R$ 31 milhões em emendas coletivas para Foz. Deste total, R$ 1 milhão é destinado pelo deputado Vermelho”, informou.

O presidente Eduardo Teixeira afirmou que, em 2020, o PTB de Foz do Iguaçu “terá os melhores nomes e projetos para os novos desafios que se apresentam para o desenvolvimento do município”. Participaram ainda da reunião os vereadores Queiroga, Rogério Quadros, Darci DRM e Edson Narizão.

Destaques, Economia, Política, Saúde,

Vereadores reforçam orçamento da saúde pública de Foz do Iguaçu em mais de R$ 6 milhões

O valor original da prefeitura era de R$ 309 milhões. Com emendas impositivas, a Câmara aumentou para R$ 315,3 milhões neste ano

Trabalhando para atender setores onde a população tem mais necessidade, os vereadores de Foz do Iguaçu reforçaram o orçamento da saúde em mais de R$ 6 milhões para este ano. O valor original no projeto da prefeitura era de R$ 309.069.726,00. Com as emendas impositivas, a Câmara aumentou para R$ 315.322.832,32. Vale lembrar que por força de lei o prefeito é obrigado a executar todos os serviços e obras definidos nas emendas impositivas dos vereadores.

Dentre estas obrigações do Executivo na saúde estão assegurados R$ 2,030 milhões o Hospital Municipal Padre Germano Lauck. O investimento vai aumentar a quantidade de cirurgias e exames ajudando no plano de redução da fila de espera. A emenda é coletiva, assinada por todos os vereadores: Elizeu Liberato, Anice Nagib Gazzaoui, Beni Rodrigues, Celino Fertrin, Darci DRM, Edílio Dall’Agnol, Edson Narizão, Inês Weizemann, Jeferson Brayner, João Miranda, Luiz Queiroga, Marcio Rosa, Marino Garcia, Nanci Rafagnin Andreola e Rogério Quadros.

A emenda representa o maior valor em emenda impositiva destinada ao Hospital Municipal, sendo resultado de um amplo entendimento entre todos os vereadores diante da limitação da lei para emendas impositivas. Cada vereador pode apresentar emendas de execução obrigatória no valor de R$ 808 mil. No total os 15 vereadores apresentaram o limite geral de R$ 12,1 milhões, o que significa um percentual de 1,2% da receita corrente líquida do Município.

Equipamentos para o hospital

A emenda de R$ 2,030 milhões será utilizada para aquisição de equipamentos como Craniótomo, Broncoscópio, Endoscópio (com 3 chicotes), Colonoscópio, três mesas cirúrgicas, Carrinho de anestesia com monitor, dois aparelhos de Ultrassom portáteis com três sondas, Torre de Vídeo Full HD para Endoscopia e Torre de Vídeo Full HD para Cirurgia Geral. As aquisições vão atender as unidades do centro cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pronto socorro e enfermarias.

O hospital é o maior do extremo oeste do Paraná na rede pública, atendendo aos nove municípios da 9ª Regional de Saúde; pacientes brasileiros advindos da Tríplice Fronteira, assim como também é referência em emergência e trauma aos turistas brasileiros e estrangeiros não segurados. O hospital é responsável pelo atendimento de uma população de mais de 500 mil pessoas em toda a 9ª Regional de saúde.

O HMPGL é referência regional para as seguintes especialidades: Ortopedia/Traumatologia, Neurocirurgia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia Vascular, Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Bucomaxilofacial, Cirurgia Pediátrica, Infectologia, Urologia, Cirurgia Torácica, Pronto Socorro de Politrauma, UTI Geral e UTI de Trauma.

Demais emendas na saúde

Dentre as demais emendas constam: recursos para melhorias nas unidades básicas de saúde com o objetivo de aumentar a eficiência evitando que casos se agravem a ponto de sobrecarregar as UPAs; aquisição de equipamentos e veículos para unidades de saúde; reforço de material para o Programa Melhor em Casa (atendimento domiciliar); veículo e materiais para as unidades do CAPS; uniformes para os agentes comunitários de saúde;

Equipamentos, veículos e material permanente para diversas unidades de saúde; instalação de equipamentos e serviços de apoio no Poliambulatório e nas UPAs a fim de agilizar o atendimento e melhorar a eficiência; construção de uma nova unidade de saúde no Morumbi; Aquisição de duas cadeiras para dentista destinadas à UBS Morumbi II; e construção de Unidade Básica de Saúde no Bairro Porto Meira com a finalidade de inserir o referido bairro no Programa Saúde da Família, na Rua Manguruju, Profilurb I;

Economia na Câmara ajuda a salvar vidas

Em dezembro, o Poder Legislativo de Foz do Iguaçu devolveu ao Município R$ 5,2 milhões economizados no decorrer do ano passado. É o maior volume de recursos devolvidos no período de um ano. O presidente da Câmara, Beni Rodrigues (PSB) e os demais membros da mesa diretora e vereadores receberam o prefeito Chico Brasileiro (PSD), no plenário para o ato de devolução. Na atual legislatura o montante chega a R$ 13,3 milhões, sendo R$ 3,4 milhões em 2017; R$ 4,7 milhões em 2018; e R$ 5,2 milhões no ano passado.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, os recursos economizados pela Câmara foram destinados para atender a saúde da população contribuindo para o investimento necessário nos serviços do Hospital Municipal no fim do ano quando normalmente aumenta a demanda, principalmente no pronto socorro.

Brasileiro explicou que houve um problema orçamentário sério em 2019 no Hospital. “Tínhamos uma previsão orçamentária de receitas no Hospital Municipal na ordem de R$ 30 milhões. Isso era previsto. Em função de diversas discussões sobre o modelo de transferência de recursos, nós só conseguimos fechar uma proposta no mês de junho. Ao invés dos R$ 30 milhões, vieram apenas R$ 11,5 milhões, mas esse recurso devolvido pudemos fechar o ano com 100% em dia do Hospital Municipal e todo nosso sistema de saúde”, concluiu o prefeito.

Justiça, Saúde,

Veja esta: Ladrão morre ao tentar sair pela janela de Unidade de Saúde em Foz do Iguaçu

Funcionários da Posto de Saúde São João, no Bairro Três Lagoas, em Foz do Iguaçu, encontraram na manhã desta segunda-feira (13), um jovem preso a janela da unidade, já sem vida.

Acredita-se que o rapaz tenha acessado a unidade para roubar, e durante a fuga, ficou preso na janela causando corte em seu pescoço e levando ao óbito.

O jovem apresentava apenas o ferimento no pescoço no momento em que foi encontrado, e por estar sem as vestimentas inferiores, acredita-se que tenha se debatido por algum tempo na tentativa de escapar da situação.

Além disso, ele estava com uma tornozeleira eletrônica.

A Polícia Civil investiga o caso, na tentativa de confirmar a causa da morte e identificação da vítima.

As informações são via Guia Medianeira, redação Catve.com e Rádio Cultura