Browsing Category

Sem categoria

Brasil, Destaques, Geral, Internacional, Itaipu, Justiça, Sem categoria,

Segurança na fronteira recebe reforço concentrado em Foz do Iguaçu

São duas ações: uma operação com as Forças Armadas do Brasil e do Paraguai e um encontro com a participação de ministros de 11 países

Uma operação de segurança integrando as Forças Armadas do Brasil e do Paraguai, e um encontro dos ministros de Justiça e Segurança dos países do Mercosul, ambos sediados em Foz do Iguaçu, reafirmam o compromisso governamental de aumentar a vigilância em toda a faixa de fronteira. As ações, apoiadas pela Itaipu, são distintas, mas interligadas pelo mesmo foco: o combate ao crime organizado.

A Operação Paraná, que está prevista para acontecer entre 27 de setembro e 3 de outubro, reunirá uma série de iniciativas conjuntas, com a participação de 300 integrantes das Forças Armadas brasileira e paraguaia. A ação será desenvolvida nos municípios lindeiros ao reservatório de Itaipu, com diferentes exercícios militares. O último dia é reservado para uma manobra conjunta na usina.

Já o encontro de ministros, agendado para 4 a 7 de novembro, nas dependências do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), reunirá ministros da Justiça e Segurança Pública do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname. Um dos focos será o combate aos crimes transnacionais, normalmente praticados por organizações criminosas especializadas.

Operação Paraná
A inclusão de um exercício militar na usina de Itaipu na Operação Paraná corrobora a importância da obra para o Brasil e o Paraguai. “Por se tratar de uma área binacional, extremamente sensível e de soberania dos dois países, não se pode pensar em um exercício unilateral”, explica o chefe da Assessoria de Informações da usina, Francisco Ronald Fernandes.

E complementa: “Essa é, também, uma grande oportunidade para fortalecer os laços de amizade entre as Forças Armadas dos dois países”. Segundo Ronald, “a operação combinada deixa como legado conhecimento para novos exercícios binacionais”.

Crime organizado
O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, que foi ministro da Defesa entre fevereiro e dezembro de 2018, afirma que, mais do que nunca, Brasil, Paraguai e países limítrofes precisam unir forças para ensejar o combate a um mal que hoje já não tem fronteiras: o crime organizado.

“As organizações criminosas movimentam um volume de dinheiro tão elevado que, para combatê-las, é preciso um amplo esforço de inteligência e de ações vigorosas, envolvendo as forças de segurança não apenas na fronteira, mas no destino final do tráfico”, afirma.

Silva e Luna acredita que a linha de ação pensada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para a fronteira com o Paraguai, que integrará as várias forças de segurança, é o caminho certo.

O Paraguai, diz o general, “tem o maior interesse nesta cooperação binacional, porque hoje está sofrendo cotidianamente com a ação de criminosos, nas ruas e nas prisões dominados por facções como o PCC e o Comando Vermelho, de origem brasileira”.

Ministros na Itaipu
A agenda do encontro ministerial ainda está sendo finalizada, mas será o ministro Sérgio Moro quem dará as boas-vindas a seus pares. Em seguida, está prevista uma visita às instalações do futuro Centro Integrado de Inteligência. Inspirado em modelo dos Estados Unidos, o escritório vai se chamar “Fusion Center” e funcionará em uma área de 600 metros quadrados no Parque Tecnológico Itaipu.

O projeto abriga 16 instituições, como Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Nacional de Inteligência (Abin), Ministério da Defesa, Unidade de Inteligência Financeira (UIF – antigo Coaf) e Receita Federal, entre outras.

Principais funções
O escritório vai integrar o trabalho operacional dos órgãos de controle e investigação. Além de apoio operacional para as ações das polícias na fronteira, o Fusion Center também vai auxiliar em investigações do Brasil inteiro, por meio do levantamento de informações, processamento e difusão.

O escritório em Foz do Iguaçu funcionará em conjunto com o Centro Integrado de Inteligência inaugurado recentemente em Curitiba. O Fusion Center também vai auxiliar na criação de protocolos de troca de informações entre instituições.

Brasil, Destaques, Estadual, Geral, Internacional, Justiça, Sem categoria,

BPFRON apreende maconha líquida no Oeste do Paraná. Produto seria consumido em piteiras de cigarro eletrônico

Autoridades alertam pais que não dão importância sobre uso de cigarros eletrônicos

Policiais Militares do BPFRON apreenderam no interior de um ônibus nesta terça-feira (10) em Cascavel, no Oeste do Paraná, um rapaz transportando aproximadamente 250 ponteiras e oito frascos contendo uma substância líquida de princípio ativo THC – Tetra Hidro Canabinol.

Na abordagem do ônibus, que fazia a linha Foz do Iguaçu-Londrina (PR), o proprietário identificado como A.M. contou aos policiais do pelotão ROCAM que faziam patrulhamento, que se tratava de medicamento para cachorro.

Os produtos, adquiridos no Paraguai, seriam levados até Bauru, em São Paulo. Nas buscas no bagageiro do ônibus foi localizado uma mala com diversas “embalagens contendo um líquido que possuía odor bastante similar a maconha”, informam o boletim.

A tentativa de “migué” do suspeito não colou, uma vez que os policiais perceberam, em diversas das embalagens, escritas em inglês que tal substância continha 91% de THC, o principio ativo da maconha e que o produto continha “CANNABIS” Sativa, nome científico da “maconha”.

Diante das evidências, A. M teve de acompanhar a equipe até a Delegacia da Polícia Federal de Cascavel, foram realizados testes preliminares das substâncias, sendo o resultado positivo para o princípio ativo da maconha.

O suspeito recebeu voz de prisão por crime de tráfico de droga. Com ele haviam 244 ponteiras de uma marca, 3 ponteiras de outra e 8 frascos sem rótulos de caracterização contendo substância liquida de princípio ativo THC.

As autoridades alertam pais que não dão importância sobre uso de cigarros eletrônicos – Viper – Piteiras. “O THC líquido pode ser consumido de forma dissimulada”.

O uso dos cigarros eletrônicos pode estar ligados a seis mortes recentes nos Estados Unidos, provocadas por enfermidade pulmonar relacionada ao mesmo. Veja reportagem sobre o tema na CNN

Destaques, Itaipu, Sem categoria,

Contra ataques cibernéticos, Itaipu amplia parceria com PTI e Exército

A Itaipu Binacional vai ampliar as ações em defesa cibernética, com apoio do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e do Exército Brasileiro. O assunto foi discutido nesta quarta-feira (24), em Foz do Iguaçu (PR), em uma reunião de trabalho coordenada pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, e pelo chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército, general Décio Luís Schons.

Uma das estratégias será fortalecer a atuação do Laboratório de Segurança Eletrônica, de Comunicações e Cibernética (Lasec²), vinculado ao Centro de Estudos Avançados em Proteção de Estruturas Estratégicas (Ceape²) e em fase de instalação no Parque Tecnológico.

O Lasec² foi criado dentro de um acordo de cooperação firmado por Itaipu, Exército e Parque Tecnológico, em 2014, e contará com ambientes de simulação e sistemas para identificar vulnerabilidades. O laboratório manterá um banco de dados atualizado, relacionando as principais ameaças cibernéticas do planeta.

Ameaça global

O general Silva e Luna observou que a ameaça cibernética é hoje uma das maiores preocupações em termos de defesa, não só do Brasil, mas de todas as forças armadas modernas. Como exemplo, ele disse que o próprio Ministério da Defesa brasileiro, que ele chefiou até o ano passado, sofria (e rechaçava) ataques diários.

Para o general Décio Luís Schons, a parceria entre Itaipu e Exército atende necessidades das duas instituições, “visando acima de tudo o interesse nacional e o bem comum”. “Acredito que exista sobre todos nós uma grande responsabilidade. Temos que fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que isso (ataques cibernéticos) não aconteça. E, se acontecer, que estejamos preparados”, salientou.

Ainda sobre o acordo com Itaipu, ele disse que se trata de uma parceria “ganha-ganha”. “Porque vai fazer tudo o que Itaipu necessita em termos de prevenção tecnológica, particularmente em relação a esses riscos cibernéticos. E, ao Exército, em particular, vai dar a oportunidade de capacitação para o nosso pessoal.”

O general Silva e Luna destacou que o projeto de defesa cibernética também será importante no processo de atualização tecnológica das unidades geradoras, trabalho que já está em andamento e deve se estender pelos próximos 14 anos. “O momento é oportuno e vamos avançar nesta direção”, disse, classificando a parceria com o Exército como “estratégica para Itaipu e para o Brasil”.

Após o encontro, no Centro Executivo da binacional, na Vila A, o grupo fez uma visita técnica às instalações do Parque Tecnológico, onde receberam informações sobre o andamento do projeto de baterias de sódio, do sistema híbrido de armazenamento de energia (parceria com o Exército) e do próprio Ceape².

A reunião de trabalho teve a participação do chefe de Tecnologia e Inovação e Comunicações do Exército, general Bráulio de Paula Machado; do chefe de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, general Hildo Vieira Prado Filho; e do comandante de Defesa Cibernética, general Guido Amin Naves – entre outros representantes do Exército.

Pela Itaipu, participaram os diretores de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell; técnico executivo, Celso Torino; e financeiro executivo, Anatalicio Risden Junior. Também estavam presentes o chefe da Assessoria de Informações, Francisco Ronald Rocha Fernandes, o superintendente de Segurança Empresarial, Alfredo Santos Taranto, representantes de outras áreas da empresa e também do Parque Tecnológico Itaipu.

Cultura, Destaques, Educação, Meio Ambiente, Sem categoria,

Começam os preparativos para a XIV Festa do Colono de Foz do Iguaçu

A Secretaria de Agricultura de Foz do Iguaçu em parceria com o Sindicato Rural e a Prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu promovem no próximo domingo (28) a tradicional Festa do Colono, na Comunidade Rural de Aparecidinha.

O evento, que chega a sua 14ª edição, contará com a Caminhada da Natureza a partir das 8 horas e almoço com churrasco partir das 12 horas.

Os ingressos para o almoço estão sendo vendidos por membros da comunidade e também no Sindicato Rural a R$ 60 (2,5 kg de costela) e R$ 110 (5 kg de costela). Para o almoço, é necessário que os convidados levem pratos e talheres. Também serão servidos acompanhamentos, como saladas, mandioca e arroz.

A festa é realizada todos os anos em comemoração ao Dia do Colono, celebrado em 25 de julho, e ao Dia do Agricultor, comemorado em 28 de julho. De acordo com a Secretaria de Agricultura, a expectativa é que mais de mil pessoas participem da festa.

“Antes da caminhada, às 7 horas da manhã, será servido um café colonial, com pães, doces, cucas e produtos da agricultura familiar. Durante a festa, os visitantes também poderão adquirir produtos frescos, como queijos, mel, compotas e hortaliças na feira de produtos coloniais”, adiantou o secretário Michieu Platini de Oliveira.

Caminhada
Promovida em parceria com o Instituto Conhecer para Conservar, SOS Mata Atlântica e Secretaria de Esportes, a Caminhada da Natureza é aberta para adultos e crianças (desde que acompanhadas dos pais ou responsáveis).

O trajeto de quase 10 quilômetros na área rural contempla os municípios vizinhos de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. A inscrição para a caminhada é gratuita e pode ser feita na hora.

A Festa do Colono é uma promoção do Governo do Município de Foz do Iguaçu, através da Secretaria de Agricultura e conta também com o apoio da Fundação Cultural e Guarda Municipal.

Economia, Estadual, Sem categoria,

Hussein Bakri comenta a negociação da data-base com os servidores. Ouça o áudio!

O deputado Hussein Bakri (PSD), Líder do Governo na Assembleia Legislativa o estágio atual da negociação com o Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) a respeito da reposição salarial aos servidores estaduais.

Nesta terça-feira pela manhã, o governador Ratinho Junior (PSD) recebeu no Palácio Iguaçu os deputados que integram a Bancada de Defesa do Serviço Público e dos Servidores do Estado para tratar do assunto.

Ouça abaixo o áudio do comentário de Bakri

Cultura, Economia, Geral, Sem categoria,

Coaafi contribui para a limpeza da Fartal, em Foz do Iguaçu

Todos os dias, pelo menos dois membros da Cooperativa de Agentes Ambientais de Foz do Iguaçu intercalam trabalho no Charrua

A exemplo de outros anos, a organização desta coleta é da secretaria de Meio Ambiente, que visa atender a cada edição uma região diferente, onde estão instalados os 7 barracões.

“A ação é parte do programa municipal de gestão de resíduos recicláveis da SMMA e são catadores do centro de triagem Jardim das Palmeiras, o mais próximo do Charrua”, disse a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.

O trabalho de orientação para separação do resíduo reciclável está intensificado este ano com a motivação dos expositores a realizarem a ação.

SMMA e Coaafi fizeram uma reunião pré Fartal com os feirantes, e cada barraca foi identificada com um número em sacos de ráfia, que são recolhidos pelos agentes. Os resíduos orgânicos e rejeitos são colocados separadamente.

“Assim é possível saber a origem do resíduo. Os feirantes também assinaram um termo de compromisso com a Coaafi para entrega dos recicláveis separados”, explicou. Além disso lixeiras seletivas estão distribuídas pela feira.

Para Marilza Oliveira e Sandra da Silva, o trabalho é intenso, mas gratificante.

“Ainda precisa de mais educação das pessoas para poderem procurar as lixeiras e colaborar com a limpeza”, disse Sandra. Ao circularem uniformizadas pela Fartal porém ambas percebem o reconhecimento de quem visita o espaço.

“Basta olharem pra gente trabalhando que lembram de primeira que é preciso contribuir com a limpeza”. A Coaafi conta atualmente com 97 cooperados.

A média de material reciclável recolhido ainda não foi contabilizado, pois a coleta segue por mais dois dias de feira.

Destaques, Economia, Sem categoria,

Receita abre na segunda consulta ao primeiro lote de restituição

De acordo com a Receita Federal, o crédito bancário para 2.573.186 contribuintes será no dia 17 de junho, no valor total de R$5,1 bilhões. Adianta o Blog do Tupan que receberão nesse primeiro lote 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (http://idg.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF.

Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Destaques, Educação, Geral, Política, Sem categoria,

Sessão na Câmara de Vereadores marca os 40 anos da Unioeste de Foz do Iguaçu

As quatro décadas do ensino superior em Foz do Iguaçu serão destaque na próxima quinta-feira (6), em sessão especial na Câmara de Vereadores.

A data será destacada pelo diretor-geral da Unioeste Campus de Foz do Iguaçu, Fernando José Martins, a partir das 9h. A abertura do espaço foi definida em reunião entre ele e o presidente Beni Rodrigues.

“Nós abrimos o espaço para a exposição do diretor da instituição, dada à importância da Unioeste para a história de Foz do Iguaçu, que sempre prezou por educação pública e de qualidade, já deu oportunidade de muitas pessoas da nossa cidade e região terem ensino superior, além de gerar emprego e renda para nossa cidade”, destacou Beni Rodrigues.

Atividades durante o ano

Aproveitando o espaço, o diretor-geral vai apresentar um cronograma de atividades alusivas à data. “Até o fim do ano planejamos diversas ações de reconhecimento às pessoas que ajudaram a construir o ensino superior em Foz do Iguaçu”, disse.

“Não vamos focar tanto na Unioeste em si, mas olhar para Foz do Iguaçu e entender como a cidade foi transformada por esse processo educacional”, antecipa o diretor-geral.

Foto: Alexandre Klock Ernzen/Pró-Reitoria de Extensão da Unioeste

Curitiba, Destaques, Economia, Internacional, Itaipu, Sem categoria,

Enxugamento de escritório em Curitiba trará economia de R$ 7 milhões para Itaipu

Plano de migração, que prevê a transferência de quase 150 empregados, começa em julho e deverá ser concluído até janeiro de 2020

Até 2024, ou seja, dentro de cinco anos, a usina de Itaipu deverá ter uma economia de aproximadamente R$ 7 milhões com o enxugamento do escritório de Curitiba e, por consequência, a transferência de quase 150 empregados da capital paranaense para Foz do Iguaçu.

Os dados foram apresentados nesta sexta-feira (30) pela secretária executiva da Diretoria-Geral Brasileira, Rosimeri Fauth Ramadas Martins, aos diretores brasileiros da Itaipu, durante reunião de Diretoria. Rosimeri é a coordenadora do plano de migração, que prevê, entre outras medidas, o estudo de realocação de atividades da Responsabilidade Social, Mobilidade Elétrica e Energias Renováveis.

Itaipu manterá em Curitiba apenas uma unidade de representação, a exemplo do que ocorre em Brasília (DF). A medida de austeridade adotada pelo general Joaquim Silva e Luna dá um recado importante à sociedade, já que o comando da usina está em Foz do Iguaçu, onde os próprios diretores estão lotados. Silva e Luna é o primeiro diretor-geral brasileiro no cargo a fixar residência na cidade.

Otimização de estruturas
Mesmo com o impacto inicial de 13% na folha para os empregados transferidos a Foz, previstos como adicional de fronteira, já no primeiro ano da transferência Itaipu fará uma economia de R$ 500 mil. No segundo ano, em 2021, a economia acumulada subirá para 2,5 milhões. Em 2022, esse valor irá para R$ 4,2 milhões; em 2023, salta para R$ 5,7 milhões; e, em 2024, a economia acumulada em todos esses anos chegará a R$ 7 milhões.

De acordo com o plano de migração, as atividades de sombreamento e duplicidade, isto é, que existem em Foz do Iguaçu e em Curitiba, serão revistas, para otimizar estruturas e processos e propiciar melhor aproveitamento das equipes.

Os empregados atualmente lotados em Curitiba e suas respectivas funções deverão ser realocados em Foz do Iguaçu, preferencialmente, pela diretoria de origem.

Premissas
De acordo com a Resolução da Diretoria Executiva, a transferência de pessoal entre áreas, quando necessária, será facilitada, em proveito do interesse empresarial e profissional, considerando-se a formação e as competências dos empregados.

O apoio para as transferências será dado pela Superintendência de Serviços Gerais, que buscará instalações, mesmo que provisórias, a cada empregado ou equipe, à medida que forem transferidos para os escritórios de Foz do Iguaçu. Os casos excepcionais que envolvam o Programa Permanente de Desligamento Voluntário (PPDV) serão analisados individualmente pelo Grupo de Trabalho responsável pelo processo de migração.

Até janeiro
A migração começa em julho e será concluída em 31 de janeiro de 2020. Ela poderá ser gradual, atendendo às necessidades dos empregados, mas sempre condicionada à preservação dos processos e atividades, tendo em vista o interesse empresarial.

Fotos: Kiko Sierich/Itaipu Binacional

A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,6 bilhões de MWh.

Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh.

Em 2018, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Sem categoria,

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28. Foz do Iguaçu e Curitiba são afetadas

A Avianca atualizou a lista de rotas afetadas com a devolução de aviões em meio à crise financeira da companhia aérea.

Já são mais de 1.300 voos cancelados entre ontem (19) e o domingo da próxima semana, 28 de abril.

A relação de cancelamentos alcança os aeroportos paranaenses de Foz do Iguaçu e Curitiba com perda de … e .. voos, respectivamente.

Os aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, Brasília e Galeão, no Rio de Janeiro, são os mais prejudicados.

Leia sobre o tema no UOL Economia
https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2019/04/20/avianca-cancela-mais-de-1300-voos-ate-dia-28.htm