Browsing Category

Sem categoria

Sem categoria,

Guedes confirma prorrogação do auxílio emergencial por dois meses

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou hoje (9) que o auxílio emergencial será prorrogado por mais dois meses, conforme já havia sido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro e que, durante esse tempo, o setor produtivo pode se preparar para retomar as atividades, com a adoção de protocolos de segurança. “E depois [a economia] entra em fase de decolar novamente, atravessando as duas ondas [da pandemia e do desemprego]”, disse Guedes, durante a 34ª Reunião do Conselho de Governo.

O auxílio é um benefício financeiro concedido pelo governo federal a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, e visa fornecer proteção no período de enfrentamento à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, causador da covid-19. Inicialmente, a previsão era o pagamento de três parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras).

Na semana passada, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que a eventual prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses deve elevar o custo do programa para um valor entre R$ 202 bilhões e R$ 203 bilhões.

Saúde, Sem categoria,

COVID-19: Toledo tem mais 48 casos, 20 são de detentos da cadeia pública

Situação é de surto na cadeia; Médico do Seju irá acompanhar casos

Em coletiva na tarde desta quarta-feira (10) o município de Toledo confirmou mais 48 casos de Covid-19 destes 20 são detentos da Cadeia pública do Município. Ao todo o município tem 183 caso confirmados.

Ao todo foram testados 22 presos, 20 deles tiveram resultado positivo. Os detentos apresentaram sintomas do dia 29 a 31 do mês maio, realizaram o teste no dia 03 e tiveram o resultado nesta quarta-feira (10).

Quando apresentaram os sintomas, os detentos foram isolados dos outros presos.

Ao todo 19 homens e uma mulher foram diagnosticados, diante da situação, o caso é considerado um surto.

Após a constatação dos casos, uma reunião foi realizada entre as partes envolvidas e foi definido que a SEJU irá encaminhar um médico para avaliar a situação e acompanhar o caso dos detentos, avaliar e realizar os exames nos demais presos. Atualmente Toledo tem 185 pessoas presas na cadeia pública.

Os presos que tiveram resultado positivo irão ser transferidos para outro lugar que servirá como “unidade prisional de quarentena”

Dos outros casos citados, apenas uma pessoa está internada, as outras estão em isolamento domiciliar.

Em 24 horas, os casos positivos para Covid-19 aumentaram 35,5%, na cidade.

Clique AQUI para assistir.

Brasil, Educação, Foz do Iguaçu, Geral, Sem categoria,

Manifestação em Foz do Iguaçu antirracismo denuncia desigualdade e violência contra a população negra

Parte da herança de três séculos de escravidão, o racismo brasileiro reproduz desigualdades que tornam a população negra mais vulnerável social e economicamente. A taxa de homicídio de jovens de 15 a 29 anos, de acordo com o IBGE, é de 98,5 – a cada cem mil habitantes – entre pessoas “pretas ou pardas”, ante um índice de 34 de brancos.

Frente a essas e outras situações de injustiça, o coletivo Fronteira Preta reuniu vozes contra o racismo durante ato público nesse domingo, 7, na Praça da Paz, em Foz do Iguaçu. A mobilização integrou a agenda nacional do movimento negro, desencadeada após mortes de jovens no Rio de Janeiro (RJ) e em outras cidades do país.

Participantes do ato exibiram cartazes com nomes de pessoas negras mortas no país (Foto Marcos Labanca)

Com regras de segurança sanitária, como o uso de máscara de proteção, os participantes fixaram faixas e cartazes com nomes de crianças, jovens e adultos – todas pessoas negras – vítimas de violência. Seguiram-se palavras de ordem antirracista, antifascista e de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os nomes de pessoas assassinadas no país – “pelo simples fato de serem negras”, conforme expuseram – foram mencionados de maneira espontânea, sugerindo a presença simbólica de cada uma delas. Fez-se um minuto de silêncio, em seguida, como homenagem a essas vítimas do que foi considerado no ato público como violência em função de cor e raça.

Uma das organizadoras da mobilização, Manoela Ferreira afirmou que o racismo deve ser combatido por toda a sociedade. Ela defendeu a necessidade da manifestação pública citando que pessoas negras mortas recentemente não tiveram “direito ao distanciamento social” porque estavam trabalhando ou em ações solidárias durante a pandemia.

“Vidas negras importam enquanto vivas”, enfatizou Manoela, ao microfone. “Não queremos nos manifestar ou lamentar somente quando ocorrem as mortes de pessoas negras”, frisou a integrante do coletivo Fronteira Preta, que é graduada em Direito e estudante de Gestão Pública.

Piores empregos, menores salários

Professora de História na rede estadual de ensino, Aline Torres entende que a eliminação do racismo depende de mobilização, políticas públicas e conscientização da população. A educadora elencou algumas diferenças entre negros e brancos que vigoram, como o acesso desigual ao trabalho e à educação.

“Esse ato antirracista é para denunciar as mazelas que existem em nossa sociedade”, sublinhou. “A população negra muitas vezes não tem acesso à educação e a trabalho digno. Mulheres e homens negros têm as piores ocupações e recebem os menores salários”, expôs Aline, que integra a direção da APP-Sindicato/Foz.

Para que todos ouçam

Estudante de Cinema e Audiovisual, Andressa Caniza Borges disse que o racismo não encontra fronteiras e está amplamente disseminado. Para ela, manifestações públicas como a realizada na Praça da Paz são necessárias para evidenciar a existência de práticas racistas e combatê-las com a participação e envolvimento das pessoas.

“Sou nascida e criada em Foz do Iguaçu, assim como toda a minha família, e temos inúmeras histórias de racismo contra a gente”, revelou. “A importância desse ato é para que o enfrentamento ao racismo se torne uma verdade em Foz do Iguaçu, para que esse discurso seja presente e palpável, escutado por todos”, ressaltou Andressa.

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral, Meio Ambiente, Paraná, Sem categoria,

Simepar prevê geadas fracas no Sul, Campos Gerais e Leste do Paraná. Em Foz do Iguaçu, temperatura vai subir

A manhã de domingo (07) começou gelada em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, resultado da concentração de massa de ar frio e seco que se desloca para a região Leste, dando lugar ao sol e temperaturas mais amenas.

Para a madrugada desta segunda-feira (08), a previsão é de geadas no extremo sul, divisa com Santa Catarina, até os Campos Gerais e sul da Região Metropolitana de Curitiba, mais ao leste do Paraná.

“As geadas de modo geral serão fracas e ocorrem principalmente nos fundos de vales e áreas protegidas da ação do vento”, diz o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

O posicionamento da área de baixa pressão atmosférica sobre o Litoral do Rio Grande do Sul favoreceu o avanço da massa de ar frio pelo norte da Argentina e Paraguai, diz o meteorologisa Reinaldo Olmar Kneib.

Por isso, o Paraná está enfrentando o núcleo frio mais significativo do Sul do Brasil.

As menores temperaturas foram registradas desde o Oeste, fronteira com o Paraguai até os Campos Gerais do Paraná.

Ponta Grossa registrou o menor valor, 3,5 °C. Durante o dia o sol brilha e o tempo fica aprazível.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Geral, Sem categoria,

VÍDEO: Um passeio revelador pelo Centro Histórico de Foz do Iguaçu. Assista a reportagem!

Por Izabelle Ferrari

Que presente escolher para comemorar 106 anos de vida? Que tal um passeio inesperado pelo Centro Histórico de Foz do Iguaçu para descobrir curiosidades relacionadas a prédios bastante conhecidos e lugares anônimos que tiveram importância nessa história?

Esse foi o presente que escolhemos para comemorar os 106 anos da nossa cidade! Vamos juntos?

Um passeio revelador pelo Centro Histórico de Foz

Que presente escolher para comemorar 106 anos de vida? Que tal um passeio inesperado pelo Centro Histórico de Foz do Iguaçu para descobrir curiosidades relacionadas a prédios bastante conhecidos e lugares anônimos que tiveram importância nessa história? Esse foi o presente que escolhemos para comemorar os 106 anos da nossa cidade! Vamos juntos?#izabelleferraricomunica #h2foz

Publiée par H2FOZ sur Mardi 2 juin 2020
Curitiba, Economia, Geral, Paraná, Sem categoria, Últimas Notícias,

Abrabar acompanha reabertura do Gato Preto e Toscana, tradicionais bares, restaurantes e casas noturnas de Curitiba

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo, acompanhou na noite deste sábado (30 de maio), a reabertura do Gato Preto e Toscana, tradicionais bares e restaurantes de Curitiba.

Os estabelecimentos estavam fechados como estratégias para evitar a propagação do novo Coronavírus, que já matou mais de 28 mil brasileiros desde o início da pandemia, em meados de março deste ano.

A reabertura dos bares, de acordo com Aguayo, está de acordo os protocolos de segurança sanitário das secretarais de saúde do município, estado e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Assista abaixo uma conversa do presidente do Abrabar com o empresário Natal, do Gato Preto:

Destaques, Geral, Justiça, Palmas, Paraná, Saúde, Sem categoria,

VÍDEO: Polícia acaba com festa no interior Palmas-PR. 20 apreendidos eram menores de idade. Assista!

A polícia Militar, em parceria com o Conselho Tutelar e a Vigilância Sanitária, acabou com uma festa que estava ocorrendo no interior de Palmas, município do Sudoeste do Paraná.

No local, haviam aproximadamente 45 pessoas não respeitando as regras de uso de máscara e de evitar aglomerações e a propagação do novo Coronavírus.

Do total de apreendidos, pelo menos 20 eram adolescentes menores de idade.

Assista abaixo reportagem da TV Folha

Cultura, Foz do Iguaçu, Geral, Paraná, Sem categoria, Últimas Notícias,

‘Cabide Solidário’ do Shopping Catuaí Palladium entrega 500 peças de roupas para casa-lar de Foz do Iguaçu

O Catuaí Palladium Shopping Center promoveu mais um repasse da campanha “Cabide Solidário”, espaço para doação de roupas, calçados e acessórios, para entidades assistenciais de Foz do Iguaçu e região.

A Casa de Proteção Temporária Acolher recebeu 500 peças, informa o shopping. A casa-lar, há 15 anos acolhe crianças e adolescentes afastados do convívio familiar que tiveram seus direitos violados.

A entidade oferece alimentação, estudo, cursos de encaminhamento para o mercado de trabalho, acolhimento, estrutura emocional, socialização e lazer.

São contemplados pelo trabalho da casa-lar desde bebês, até adolescentes que já estão trabalhando como aprendizes. Para saber mais a casa, basta acessar a página: www.facebook.com/cdptfoz.

A campanha do shopping tem intenção de arrecadar apenas peças limpas e em bom estado de conservação, prontas para uso por alguém que precisa.

Antes da entrega, é realizada uma separação das peças – se estiverem desgastadas, sujas ou furadas, são descartadas.

Entre as organizações já beneficiadas estão a Terra Indígena Tekoha Ocoy e a Associação Fraternidade Aliança (AFA).

As doações devem ser depositadas em uma loja que imita um guarda-roupa, no Piso L2 do shopping, próximo à Praça de Alimentação.

Como sugestão, espaços indicam a doação de camisetas, calças e bermudas; calçados e meias; bolsas e acessórios; camisas, casacos e blusas.

“Mas se você quiser levar aquele cobertor que está sobrando em casa, também será bem-vindo!”, reforça o shopping.

A superintendente do empreendimento, Daiane Simão Ashidate, afirma que shoppings centers são locais onde as pessoas adquirem produtos que as fazem felizes, seja por desejo ou necessidade, e por isso, é um excelente ponto de arrecadação.

“Com essa iniciativa, queremos conscientizar os clientes que, ao comprarem algo novo, podem desapegar do que não usam mais, e destinar para quem precisa”, afirma a gestora.

Para doar, não há prazo determinado, pois a ação acontece durante todo o ano. Mas a sugestão do shopping é aproveitar o tempo frio para ajudar quem precisa com roupas bem quentinhas.

Brasil, Destaques, Geral, Justiça, Meio Ambiente, Mundo, Sem categoria,

Brasil e Paraguai suspendem compartilhamento do rio Paraná e Marinha orienta pesca em Foz

O Brasil e o Paraguai suspenderam temporariamente o compartilhamento do rio Paraná, em função da pandemia da Covid-19, infecção provocada pelo novo Coronavírus.

A decisão veio após o governo do Paraguai proibir a navegação em seu lado do rio, informa a Marinha do Brasil, em nota distribuída pela Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP).

Para evitar confusão, como a envolvendo um cidadão brasileiro que teve o barco apreendido pela Armada do Paraguai na noite do último domingo (03), a Marinha recomenda à comunidade fluvial que, “durante a navegação no rio Paraná e no lago de Itaipu, mantenham-se nas proximidades da margem brasileira”.

O órgão lembra que nesta porção do rio tem competência para garantir a navegação. “O assunto foi acordado pela CFRP junto à Armada do Paraguai em Ciudad del Este, ficando suspenso o compartilhamento do rio Paraná nesse período”, afirma a nota.

“(…) consequentemente, a aproximadação à margem daquele país deve ser evitada, caso contrário o condutor e sua embarcação estarão sujeitos à sua legislação, sob o risco de apreensão e extradição”, completa a nota.

Quem tiver a embarcação apreendida enfrentará uma série de obstáculos, primeiro é preciso resolver o processo junto a Fiscalização, em seguida pagar multa na Armada do Paraguai para poder retirar os bens.

Destaques, Geral, Palmas, Paraná, Política, Sem categoria, Últimas Notícias,

Projeto que acaba com diárias para cursos na Câmara de Palmas-PR vai a votação nesta segunda-feira, 04

O plenário da Câmara de Vereadores de Palmas, no Sudoeste do Paraná, vota nesta segunda-feira (04), projeto de resolução 001/2020 de Jucelia de Oliveira Paim (PSD) e Izaias Mikilita (Republicanos 10), que acaba com as diárias concedidas para parlamentares e servidores comissionados para participação em cursos fora do município ou mesmo em outros estados.

Foi fazer o quê? Vereadora tem zero gasto em diárias

A proposta, a pedido da OAB subseção de Palmas em reunião com a vereadora e também advogada, tem gerado polêmica e debates acalourados entre os parlamentares e sociedade.

O gasto acima da média com diárias para participação de vereadores e servidores comissionados em cursos, já motivou denúncias contra a Casa de Leis e críticas da população.

Reportagem da RPC Curitiba, na série Foi fazer o quê?, destacou que os vereadores e servidores comissionados receberam, de janeiro a dezembro de 2019, mais de R$ 304,6 mil, o segundo maior do estado, segundo relatório do Tribunal de Contas (TCE-PR).

Izaias Mikilita e Célia Paim ao apresentarem o projeto de resolução

A vereadora Doutora Célia Paim, que se destacou por não ter nenhum gasto com diárias para cursos relacionados na investigação do TCE-PR, decidiu encabeçar o projeto para acabar com o gasto em cursos que, de acordo com ela, podem ser feitos através do uso da tecnologia.

Pelas redes sociais ela tem apelado à população, “diante da recusa da maioria dos vereadores em se posicionar favorável”, disse. “Peço encarecidamente o seu apoio, para que emita nota pública de apoio ao projeto em sua página e na página da câmara municipal de Palmas-PR”, completa.

O projeto em questão irá à votação a partir das 20h desta segunda-feira (04).