Browsing Category

Turismo

Brasil, Cultura, Destaques, Economia, Internacional, Turismo,

Marco das 3 Fronteiras chega a 1 milhão de visitantes

O Marco das 3 Fronteiras deve bater a marca de um milhão de visitantes até a próxima terça-feira, 20 de agosto. O monumento histórico, que completou 116 anos em 2019, passou por uma grande revitalização, com investimentos de aproximadamente R$ 30 milhões do Grupo Cataratas.

O atrativo caiu no gosto de turistas e moradores. Desde sua reinauguração, em 20 de dezembro de 2017, brasileiros e povos de mais 153 países passaram a visitar o local turístico. Brasileiros, argentinos, paraguaios, chilenos, peruanos, chineses, colombianos, estadunidenses, franceses e uruguaios lideram o ranking de nacionalidades que mais visitaram a atração turística.

O Marco é um daqueles lugares singulares do mundo. O atrativo está localizado no encontro dos rios Paraná e Iguaçu, este que dá o nome à cidade de Foz. O monumento demarca a fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, sendo reconhecido como um patrimônio histórico e cultural da região.

Dos visitantes brasileiros, os paranaenses lideram o ranking, seguidos pelos paulistas, fluminenses, catarinenses, gaúchos, mineiros, pernambucanos, cearenses e baianos. A cada ano que passa, o Marco contagia visitantes de cada canto do Brasil, mostrando todo o potencial deste lugar, que representa tão bem toda a história e diversidade de Foz.

A satisfação dos visitantes pode ser vista em cada relato de amor pelo local, como conta Solange Kirtz, após desfrutar todas as emoções que o ambiente proporciona. “Fiquei encantada com a arquitetura, a apresentação cultural dos três países, a organização e a limpeza. Um cenário belíssimo de se ver.”

Potencial para continuar crescendo – Com opções de lazer para toda a família, o Marco é um atrativo imperdível de se visitar em Foz do Iguaçu. Se durante o dia o visitante tem a magia do encontro dos rios e a tranquilidade da natureza, no fim da tarde há o pôr do sol; e à noite, a vivência das atrações culturais, a iluminação e todo o encanto da fronteira.

Reconhecido como uma das melhores opções para moradores e para quem visita a cidade, o Marco tem ainda muita capacidade de crescimento, o que ajudará no desenvolvimento do turismo de Foz do Iguaçu, como destaca Adélio Demeterko, diretor da Cataratas do Iguaçu S.A. “O Marco contribui para a nossa oferta turística com bons serviços, eventos, entretenimento, cultura e lazer, integrando os turistas e moradores de Foz. Estamos trabalhando para ampliar ainda mais esta oferta para os próximos anos.”

Parceria público-privada – O sucesso do Marco das 3 Fronteiras é resultado da concessão da Prefeitura de Foz do Iguaçu ao Grupo Cataratas, empresa fundada na cidade, no ano de 1999, e que desde 2016 é responsável pela revitalização e gestão do atrativo, colaborando para o desenvolvimento do turismo em Foz do Iguaçu.

Com quase quatro anos de concessão, o grupo já realizou cerca de R$ 30 milhões em investimentos, transformando todo o ambiente em uma referência cultural e turística. A parceria, que tem duração inicial de 15 anos, é um exemplo nacional de como o turismo pode ser valorizado, respeitando a natureza e gerando empregos à comunidade local.

Uma história marcante – Um dos principais símbolos da região de Foz do Iguaçu, o obelisco do Marco das 3 Fronteiras foi erguido para celebrar a paz entre os povos. Foi inaugurado em 20 de julho de 1903 – cerca de 11 anos antes da emancipação política da cidade, em 1914, e estabelece a soberania e o limite territorial do Brasil com a Argentina e o Paraguai.

Vale destacar também que Foz do Iguaçu está no centro das 30 reduções jesuíticas identificadas no Cone Sul, sendo sete no Leste do Paraguai e 14 no Norte da Argentina. Os jesuítas e os índios guaranis habitavam esta região, que hoje integra parte do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Neste território, eles construíram um bem-sucedido sistema social que integrou mais de cem mil pessoas.

Essa história está representada na arquitetura do Marco com a Vila Cenográfica, uma homenagem às missões jesuíticas. Logo na entrada do atrativo, o visitante se depara com a fachada da vila. Ao caminhar pelas praças e ambientes do complexo turístico, o público “viaja no tempo” com a ambientação histórica do local em que viviam esses índios e padres nos séculos 16 e 17.

Créditos de fotografias: Kiko Sierich

Serviço:
Marco das 3 Fronteiras
Funcionamento: aberto todos os dias das 14h às 22h
www.marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br
Telefone: +55 (45) 3132-4108

Canais nas redes sociais
WhatsApp: +55 (45) 99137-3444
Facebook: @Marco3Fronteiras.Brasil
Instagram: @Marco3Fronteiras
Twitter: @Marco3Fronteira

Imprensa contato
imprensa@marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br

Marco das 3 Fronteiras

Cultura, Destaques, Educação, Internacional, Turismo,

Feira do Livro 2019 traz atrações nacionais e internacionais a Foz do Iguaçu

Conceição Evaristo, Mia Couto, Zeca Camargo, Carpinejar e Miriam Leitão são destaques na programação da FILFI

Ao longo de 9 dias, o Clube Gresfi será transformado num grande palco para o maior encontro literário da região. A 15ª edição da Feira Internacional do Livro e o 2º Festival Literário de Foz do Iguaçu (FILFI) acontecem de 5 a 13 de setembro e reunirão grandes nomes da literatura na cidade.

A homenageada este ano será a escritora Conceição Evaristo, que fala ao público dia 9 (segunda-feira). Foi de autoria da escritora mineira de 71 anos, o tema adotado pela feira este ano: “Escrevivência – vivendo a literatura”.

AQUI para ver fotos do lançamento da FILFI

“A escolha pela Conceição foi natural. Aguardávamos por esse momento quando poderíamos trazer uma personalidade tão emblemática e forte quanto essa escritora, que também carrega consigo a representação da voz negra feminina na literatura brasileira”, comentou o presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues.

Entre as principais obras da escritora está “Ponciá Vivêncio”, lançada em 2003. A obra foi incluída nas listas de vestibulares de instituições em todo o país naquele ano.

Becos da Memória, Insubmissas Lágrimas de Mulheres, Olhos d´Água, também integram a bibliografia da escritora, que utiliza como temática a vivência no subúrbio e a figura feminina como protagonista da resistência à pobreza e à discriminação.

Autores
A curadoria do evento está a cargo do escritor, editor e jornalista Rogério Pereira. A programação inclui 30 escritores e escritoras como Mia Couto, Zeca Camargo, Carpinejar, Miriam Leitão, Luiz Ruffato, Cíntia Moscovich, Cristovão Tezza e muitos mais (veja na programação). Valter Hugo Mãe abre a feira no dia 5, às 20h com a mesa: A convicção da palavra.

Além da participação dos escritores (as) em palestras e mesas, as oficinas também serão ministradas por convidados especiais como o jornalista e escritor Luiz Henrique Pellanda, José Castello e do cartunista Allan Sieber. Autores locais também serão prestigiados durante o evento, com lançamentos, encontros e um sarau.

Toda a programação estará disponibilizada no site oficial do evento: www.feiradolivrodefoz.com.br e nos canais tradicionais:
Facebook: F.culturalfoz
Twitter: @CulturalFoz
Instagram: @culturalfoz
Além do site da Fundação Cultural: culturafoz.pr.gov.br e da Agência Municipal de Notícias: www.pmfi.pr.gov.br

Estrutura
O local escolhido para abrigar a FILFI mantém seu valor histórico como primeiro aeroporto da cidade. A interação entre público e escritores será disposta em espaços especiais distribuídos pela feira.

No prédio central, um grande espaço para palestras está reservado, assim como exposições, como a da Lixotec, que fará coleta de material eletrônico descartável e ministrará palestras e conversas sobre reciclagem.

No ginásio, uma feira permanente com 34 estandes fará comercialização de livros e publicações. O local também reservará espaço para a Biblioteca Municipal, assim como espaços de convivência e exposições de artistas locais.

“Queremos que esse passeio pela feira não seja apenas uma visita e sim uma experiência, por isso apostamos numa estrutura diferenciada, com brincadeiras, e atividades relacionadas à literatura”, disse a diretora cultural da Fundação, Thaisa Praxedes.

Além do ginásio, localizado ao lado do prédio histórico, salas e um domo serão instalados para receber os visitantes. Na programação oficinas, como de Clubes de Mães e contação de histórias. Seguindo pela ginásio, a arena de shows será montada para receber escritores e artistas, como a cantora Paula Lima, que se apresenta dia 12 de setembro.

Ações
Este ano uma ação em seis bairros da cidade deve atrair a atenção da comunidade. Geladeiras fora de uso foram doadas à Fundação Cultural e receberam uma nova função de artistas convidados. O projeto Mini Biblioteca Cuca Fresca, transformou geladeiras em estantes para abrigar livros que serão ofertados à população.

“Queremos levar essas geladeiras que receberam a arte para que fiquem nesses bairros e sejam um ponto onde as pessoas possam tanto escolher um livro, quanto deixar o que não utilizam mais em suas casas”, comentou Rodrigues.

A exemplo de outros anos, numa parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Vale Livro será distribuído alunos e professores da rede municipal de ensino que visitarem a feira. Ao todo, serão distribuídos R$ 400 mil em livros. “Tivemos o cuidado de planejar uma programação especial para as crianças. A distribuição do vale é um incentivo para que novos leitores criem o hábito, que possamos contribuir para isso”, confirmou Praxedes.

A Feira Internacional do Livro é uma realização da Prefeitura Municipal, através da Fundação Cultura, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos e Secretaria Municipal da Juventude. Com apoio institucional do SESC, Unioeste e Unila. Apoio da Câmara Municipal, Foztrans, Guarda Municipal, Guarda Mirim e BP3 – Lindeiros. Itaipu Binacional e Blue Park são os patrocinadores.

Programação Nacional

OFICINAS
A arte da crônica, com Luís Henrique Pellanda | 10, 11 e 12
Quadrinhos, com Allan Sieber | 11, 12 e 13
Jornalismo Cultural, com José Castello | 5, 6 e 7

Dia 5 (quinta-feira)
20h | Abertura / MESA: A convicção na palavra / Valter Hugo Mãe

Dia 6 (sexta-feira)
19h30 / MESA: Brasil: ficção e realidade /Miriam Leitão e Luiz Ruffato

Dia 7 (sábado)
15h / MESA: A arte de ver o mundo / Eloar Guazzelli e Fabiane Langona
17h / MESA: Personagens reais na ficção / Sérgio Rodrigues e Noemi Jaffe
19h /MESA: Brasil ontem e agora /Mário Magalhães e Eduardo Reina

Dia 8 (domingo)
15h / MESA: As muitas cores da palavra negro / Eliana Alves Cruz , Cidinha da Silva e Paulo Lins
17h / MESA: Violentas fronteiras urbanas / Alexandre Vidal Porto e Ana Paula Maia
19h / PALESTRA: O planeta Elza / Zeca Camargo

Dia 9 (segunda-feira)
19h30 / PALESTRA: Escrevivência, minha luta / Conceição Evaristo

Dia 10 (terça-feira)
19h30 / MESA: A cidade e os livros / Cíntia Moscovich e Cristóvão Tezza

Dia 11 (quarta-feira)
19h30 / MESA: A letra e a voz / Marcelino Freire e Jarid Arraes

Dia 12 (quinta-feira)
19h30 / PALESTRA: Só a leitura salva a relação / Carpinejar

Dia 13 (sexta-feira)
19h30 / MESA: Uma língua, vários mundos / Mia Couto

Destaques, Economia, Geral, Turismo,

Parque de Foz do Iguaçu tem 20 novas vagas de emprego

O complexo turístico Dreamland Foz está com 20 novas vagas de emprego. Em expansão, o parque está ampliando o Vale dos Dinossauros, agora com tirolesa e arvorismo.

Também irá inaugurar em dezembro o Harley Motor Show: um museu de motos clássicas da marca Harley Davidson com ambiente tematizado, gastronomia de ponta, e espaço para receber até três eventos simultâneos.

Atualmente, o parque possui cinco atrações. A proposta do Grupo Dreams, multinacional investidora do empreendimento, é ampliar para 10 nos próximos anos. Este crescimento tem como foco aumentar o tempo de permanência do turista na cidade, fomentando a economia local.

As novas vagas já disponíveis para processo seletivo são para os setores de vendas, fotografia e recepção. Candidatos devem entregar currículo impresso em 1 página no complexo Dreamland até dia 31 de agosto.

ALEXANDRE MARTINS
Assessoria de Comunicação
imprensadreamsfoz@gmail.com
+55 45 99992-7794

Destaques, Economia, Turismo,

Empresários reforçam papel do turismo no desenvolvimento de Foz do Iguaçu. Veja fotos!

Empreendedores de vários ramos econômicos formularam propostas para o segmento turístico durante pré-conferência

A relevância do turismo para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu foi ressaltada em pré-conferência nessa terça-feira, 13, na Fundação Cultural. Com a participação de empresários de vários ramos, foram elaboradas mais de 60 propostas, distribuídas em cinco eixos temáticos.

Preparatório para a 3ª Conferência Municipal de Turismo, o evento foi o segundo de um total de cinco pré-conferências. Além de debates e avaliações, as reuniões ainda elegem delegados com direito a voz e a voto na plenária final, no dia 28 de setembro.

As pré-conferências e a conferência são realizadas pela Prefeitura de Foz, por meio da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, em parceria com o Conselho Municipal de Turismo. Participam da mobilização o Fundo Iguaçu, Visit Iguassu, universidades e outras instituições da Gestão Integrada do Turismo.

Vice-presidente do Comtur, Licério Santos destacou a união entre empresários de diversos segmentos na elaboração de propostas para o desenvolvimento do turismo. No diálogo em torno da conferência, frisou, são estabelecidas metas e objetivos a serem alcançados.

“A cidade entende que todos somos atingidos pelo turismo. Por isso é importante esse momento em que empresários de todos os setores estão trabalhando juntos”, acentuou Licério. “Unidos e com a comunidade, planejamos a gestão e o plano de dez anos para o turismo.”

À plenária da pré-conferência de turismo, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI), Faisal Ismail, disse que o setor é a mola propulsora da economia do município e da geração de empregos. O dirigente também enfatizou a união do setor empresarial.

“A ACIFI se sente no dever de participar desse processo de debate e de elaboração de propostas”, sublinhou. “Foz do Iguaçu merece esse planejamento para os próximos dez anos para ser um dos melhores destinos turísticos do mundo”, refletiu.

Turismo, construção e infraestrutura

Empresário do setor de construção e infraestrutura, Renato Camargo afirmou que o turismo é um setor de grande transversalidade. Ele considerou importante o espaço de debate e planejamento com a participação de empreendedores de diversos ramos.

“Turismo está intimamente ligado às áreas de edificação e infraestrutura. Nosso setor tem muito a contribuir nesse debate”, destacou Camargo, proprietário da Tarobá Construtora e conselheiro do Sinduscon Oeste, entidade que representa a indústria da construção civil na região.

Participação

A diretora-geral do Parque das Aves, Carmel Croukamp, avaliou como importantes os debates entre os diferentes segmentos da comunidade para o fortalecimento do turismo. Ela também citou o processo de cooperação estabelecido pelas instituições durante a pré-conferência.

“As melhores ações, estratégias e marcas para o turismo se fazem a partir do debate envolvendo toda a comunidade e sua rede de representações e instituições”, ressaltou. “Isso nos deixa mais felizes em participar desse processo”, finalizou Carmel.

Escuta ativa

Vice-coordenadora do curso de Turismo da Unioeste/Foz, Silvia Tossi é uma das mediadoras voluntárias das pré-conferências. Para ela, esses encontros são relevantes por promoverem a participação e a interlocução da comunidade com os órgãos responsáveis pelas políticas de turismo.

“As pré-conferências, a conferência e outros espaços de debates são canais de escuta ativa, em que se ouve a comunidade sobre quais são as suas necessidades e soluções”, enfatizou Silvia. “São momentos de colaboração e construção entre todos”, pontuou.

(Grampo Comunicação)

Cultura, Destaques, Turismo,

Grupo Mabu anuncia calendário de eventos no Blue Park de Foz do Iguaçu

Artistas renomados como Alok, Melim e Michel Teló marcam presença em grandes shows no parque aquático em Foz do Iguaçu

O Blue Park, localizado em Foz do Iguaçu (PR) – está com um calendário de shows muito atraente. Até o fim de 2019, artistas de repercussão nacional pisarão no palco do empreendimento para memoráveis apresentações.

O DJ mais renomado do Brasil também vai deixar sua marca em Foz do Iguaçu. No dia 2 de novembro é a vez de Alok arrastar uma multidão e realizar um show inesquecível.
Em dezembro, no dia 21, Michel Teló invade o Blue Park para promover seu show intimista “Churrasco do Teló”, com direito a um banquete típico sulista.

Nada melhor para fechar o ano do que Melim. A banda formada por 3 irmãos conquistou o Brasil com seus sucessos “Meu Abrigo” e “Ouvi Dizer. Um show repleto de energias positivas para encerrar um ciclo e iniciar outro com o pé direito.

“São eventos importantes que mostram que o Blue Park não é apenas um atrativo turístico, mas também um espaço confortável e de diversão para toda a família. Estamos em uma praia e nada melhor do que grandes shows e festas para dar ainda mais aquele clima de litoral” disse Elvio Andrade, Diretor Geral do Blue Park.

Para mais informações sobre os eventos, acesse www.blueparkfoz.com.br

Confira nosso calendário:

  • Alok – 02/11
  • Churrasco do Teló – 21/12
  • Festa da Virada – Réveillon com Melim – 31/12
Brasil, Destaques, Economia, Política, Turismo,

Potencialização do turismo é tema de reunião entre prefeitos de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este

A fim de potencializar o turismo na região da tríplice fronteira, os prefeitos de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro e de Ciudad Del Este Miguel Prieto participaram ontem (12) de uma reunião na Prefeitura de Foz. O encontro também contou com a presença de secretários, autoridades do Paraguai e representantes de universidades.

Além de ampliar as relações institucionais entre as duas cidades, os gestores buscam adotar políticas semelhantes no que diz respeito a divulgação dos destinos turísticos da região.

“Por estarmos em uma região de fronteira conhecida em todo o mundo, devemos adotar políticas semelhantes na promoção turística das nossas cidades. Através destes encontros e intercâmbios queremos fomentar cada vez mais o turismo e unir forças para criar novos pontos turístico, algo que impactará de forma significativa na economia de toda a fronteira”, comentou o prefeito Chico Brasileiro.

Miguel Prieto, que esteve pela segunda vez com o prefeito Chico Brasileiro, agradeceu a disposição do município em compartilhar experiências. “Foz do Iguaçu é uma grande referência e exemplo para nós. Muitas coisas que acontecem aqui que queremos implantar em Ciudad Del Este também”, disse.

Para contribuir neste processo, estudantes dos cursos de Turismo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e de Relações Internacionais, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) foram convidados a participar dos estudos.

Presenças
Participaram da reunião os secretários de Governo, Ten-Cel Marcos Antônio Janke; de Segurança Pública Reginaldo da Silva; o Diretor-Superintendente Foztrans Fernando Maraninchi; o vereador de Ciudad Del Este Hugo Benitez; comandante do pelotão de turismo da Polícia Militar, Capitão André Ribas; Guardas Municipais; representantes da Unila e Unioeste entre outros.

AQUI para ver mais fotos da reunião

Destaques, Economia, Turismo,

Empresários de Foz debatem propostas para o turismo em pré-conferência na terça-feira, 13

Encontro é dirigido a empreendedores do comércio, serviços, turismo e indústria, bem como a profissionais liberais

O setor empresarial reúne-se para debater e elaborar propostas para o futuro do turismo iguaçuense em pré-conferência nesta terça-feira, 13, às 18h30, na Fundação Cultural. O encontro faz parte da programação da 3ª Conferência Municipal de Turismo.

A pré-conferência setorial é dirigida a empresários de todos os segmentos econômicos – comércio, serviços, turismo, indústria, entre outros – e a profissionais liberais e empreendedores. Para participar, basta inscrever-se no site www.pmfi.pr.org.br ou acessar o link https://bit.ly/2SHDHjN.

Serão debatidos cinco eixos temáticos e eleitos delegados com direito a voz e a voto na Conferência de Turismo. O objetivo é reunir propostas, soluções, projetos, metas e prioridades que irão balizar o Plano Municipal de Turismo para o período 2020-2030.

Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI), Faisal Ismail reforça a importância da participação dos empresários iguaçuenses no evento. Ele ressalta a ligação direta da atividade turística com o desenvolvimento econômico da cidade.

“Nosso comércio, serviços e indústria contam com o turismo para crescer. São setores econômicos interligados”, frisou Faisal. “Convidamos todos os empresários para que participem desse momento de decisão e ajudem a planejar o desenvolvimento de Foz para os próximos dez anos”, complementou.

Primeira pré-conferência recebeu 63 propostas

Nesse sábado, 10, estudantes, professores e representantes de instituições de ensino participaram da pré-conferência do setor de educação. Foi o primeiro de uma série de cinco encontros preparatórios. Foram indicadas 63 propostas para a expansão do segmento turístico.

A pré-conferência reuniu a comunidade acadêmica, docentes e alunos de cursos técnicos. As proposições abrangem investimento em inovação e tecnologia, mobilidade urbana, acessibilidade, adequação de áreas de uso público, construção de equipamentos, campanhas educativas para a comunidade, integração entre moradores e turistas, infraestrutura, segurança pública e outras.

Secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla enfatizou que as pré-conferências são oportunidades para uma ampla reflexão sobre o turismo iguaçuense. O objetivo, disse, é elaborar um plano arrojado, com ações e projetos para serem executados de hoje até 2030.

“É o momento para discutirmos amplamente o turismo de nossa cidade, em seus aspectos econômicos, ambientais, culturais, sociais e urbanísticos”, refletiu Piolla. “Esse debate democrático nos revela desafios e soluções para seguirmos crescendo, de forma sustentável, e gerando novas oportunidades para todos.”

Cidade e turismo

A professora da Unioeste/Foz Aline Henz foi uma das mediadoras dos debates da pré-conferência voltada para a comunidade acadêmica e instituições de ensino. Ela reforçou que a participação da comunidade é essencial para contribuir com o debate e o planejamento.

“É um processo para discutir a cidade, não só o turismo. Uma cidade somente conseguirá atender bem ao turista se oferecer qualidade de vida ao morador”, enfatizou Aline. “É importante a participação de todos os interessados em construir uma cidade para o turismo de maneira democrática”, ponderou.

Estudante do curso técnico de Guia de Turismo no Colégio Agrícola, Regiane Cavalieri disse que a pré-conferência possibilitou aprendizados. “Participei porque quero agregar experiência para o futuro, e o debate foi muito produtivo. O turismo é fundamental para Foz do Iguaçu e toda a população”, disse.

Agenda das pré-conferências de turismo (*)

13 de agosto, às 18h30

Empresários

21 de agosto, às 18h30

Integrantes de organizações da sociedade civil

23 de agosto, às 18h30

Representantes de entidades, lideranças setoriais e profissionais do turismo

24 de agosto, às 13h30

Trabalhadores e comunidade em geral

  • Todas as pré-conferências serão realizadas no auditório da Fundação Cultural (Rua Benjamin Constant, 62, centro)

(Grampo Comunicação. Fotos: Marcos Labanca e divulgação)

Brasil, Destaques, Internacional, Turismo,

Marco das 3 Fronteiras terá funcionamento diferenciado na terça-feira, 13 de agosto

O Marco das 3 Fronteiras terá horário de atendimento especial na terça-feira, 13 de agosto.

O atrativo funcionará das 14h às 16h30 para a visitação turística. Depois deste horário, o Marco estará fechado para visitação.

O atendimento com horário especial, ocorrerá apenas nesta data, 13 de agosto, para a realização de um evento fechado.

Serviço
Funcionamento do Marco das Três Fronteiras
Data: 13 de agosto (terça-feira)
Horário: das 14h às 16h30

Mais informações Marco das 3 Fronteiras
www.marcodastresfronteiras.com.br
contato@marcodastresfronteiras.com.br
Telefone: +55 (45) 3132-4108

Canais nas redes sociais
WhatsApp: +55 (45) 9 9137 3444
Facebook: @Marco3Fronteiras.Brasil
Instagram: @Marco3Fronteiras
Twitter: @Marco3Fronteira

Fotografia: Marcos Labanca

Brasil, Cultura, Destaques, Economia, Meio Ambiente, Turismo,

Comunidade pode participar da pré-conferência de turismo neste sábado

Encontro preparatório elegerá delegados à conferência e debaterá eixos temáticos

A cidade de Foz do Iguaçu começa a debater e a planejar as diretrizes para o turismo nos próximos dez anos. Neste sábado, 10, às 13h30, no auditório da Fundação Cultural, acontece a pré-conferência de turismo, primeiro de uma série de cinco encontros preparatórios à 3ª Conferência Municipal de Turismo, que será em setembro.

O encontro é aberto para a participação da população, tendo como público prioritário estudantes e professores universitários, além de representantes de instituições de ensino de todos os níveis. Durante o mês de agosto, as pré-conferências buscarão reunir públicos segmentados e a população em geral, como forma de ampliar o diálogo e a participação.

As pré-conferências elegem os delegados com direito a voz e a voto na Conferência de Turismo e debatem cinco eixos temáticos. Os participantes desses eventos preliminares indicam soluções, propostas, projetos e ações ao desenvolvimento turístico iguaçuense para o período 2020-2030.

Secretário do Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla destaca a importância do diálogo entre poder público, iniciativa privada e organizações da sociedade civil durante o processo da conferência. “Ouvindo democraticamente a comunidade, vamos planejar o futuro do turismo de Foz do Iguaçu, suas ações e projetos, para os próximos dez anos”, sublinha.

Piolla ressalta que esse processo de debate embasará as políticas públicas que nortearão a ação governamental no turismo, em conjunto com os diferentes atores da Gestão Integrada do Turismo. “As pré-conferências setoriais e a conferência, com discussões concentradas em cinco grandes eixos temáticos, resultarão no Plano Municipal de Turismo Foz do Iguaçu 2020-2030”, reforça.

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Carlos Silva, as pré-conferências amplificam o debate não apenas sobre as políticas de turismo como também em torno de demandas para a cidade em diversas outras áreas. “São cinco temas principais que se desdobram, abrangendo, por exemplo, infraestrutura, mobilidade urbana, ações culturais, trabalho e renda”, frisa.

De acordo com o presidente do Comtur, as pré-conferências e a conferência são instâncias de deliberação em que toda a comunidade deve envolver-se. “O turismo é a principal atividade econômica de Foz do Iguaçu. Desta forma, o iguaçuense deve participar do planejamento e da busca de soluções que fomentem ainda mais esse segmento, responsável por gerar trabalho e desenvolvimento para nossa cidade”, acentua Carlos Silva.

Foz 2020-2030

Com o tema “Foz do Iguaçu 2030: um futuro melhor para todos”, a 3ª Conferência Municipal de Turismo será no dia 28 de setembro, a partir das 14 horas, no anfiteatro do Centro Universitário UDC. Serão cinco eixos temáticos: 1) Desenvolvimento da indústria, colaboração e parceria; 2) Marketing e marca; 3) Experiência do visitante, desenvolvimento de produto e identificação urbanística (senso de lugar); 4) Infraestrutura, transporte, acesso, política e regulamentação; e 5) Destino inteligente.

A Conferência de Turismo é organizada pela Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, em parceria com o Comtur, Fundo Iguaçu, Visit Iguassu e Itaipu Binacional.

As inscrições para as pré-conferências e conferência são realizadas gratuitamente AQUI

Agenda das pré-conferências de turismo (*)

10 de agosto, às 13h30

Professores, estudantes e representantes de instituições de ensino

13 de agosto, às 18h30

Empresários

21 de agosto, às 18h30

Integrantes de organizações da sociedade civil

23 de agosto, às 18h30

Representantes de entidades, lideranças setoriais e profissionais do turismo

24 de agosto, às 13h30

Trabalhadores e comunidade em geral

  • Todas as pré-conferências serão realizadas no auditório da Fundação Cultural (Rua Benjamin Constant, 62, centro)

(Assessorias Comtur e Setur. Fotos: Marcos Labanca)

Brasil, Destaques, Economia, Política, Turismo,

Pista do aeroporto de Foz do Iguaçu será ampliada

Obra, que vai ampliar pista em mais 600 metros, com investimento de R$ 70 milhões, permitirá voos sem escalas para Estados Unidos e países europeus

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, anunciaram ontem (6), em Brasília, que a ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (Cataratas) será feita antes da concessão para a iniciativa privada. A notícia foi comemorada pelo prefeito Chico Brasileiro.

“Hoje o turismo é o grande carro chefe da nossa economia, e a conectividade aérea permite uma expansão extraordinária no número de visitantes. A ampliação da pista do aeroporto é imprescindível para o sucesso desse projeto. Foz quer dobrar a capacidade de embarques e desembarques nos próximos três anos. Com os novos investimentos, o aeroporto pode se tornar um grande hub da América do Sul”, avaliou Chico Brasileiro.

A obra de ampliação da pista de pouso e decolagem, dos atuais 2.195 metros para 2.795 metros de extensão, permitirá voos sem escala para Estados Unidos e países europeus a partir de 2021. A pista deverá receber uma camada de revestimento especial chamado SMA (Stone Matrix Asphalt), possibilitando um ganho de performance de aproximadamente 20%, o que garantirá um desempenho igual ou superior do terminal argentino, que tem uma pista com 3.300 metros de extensão.

O investimento será de R$ 70 milhões com recursos disponibilizados pela Infraero. A expectativa é que a nova pista aumente em até cinco vezes a movimentação de visitantes na cidade. “Não é aceitável que o nosso cartão-postal não tenha um aeroporto com voos internacionais. Desde janeiro, estamos batendo nessa tecla da ampliação da pista antes mesmo da concessão, que vai acontecer no final de 2020”, explicou o governador Ratinho Junior. “Dessa maneira, conseguimos convencer a Infraero e a Secretaria de Aviação Civil da necessidade de antecipar a construção da nova pista”.

A Infraero vai se debruçar sobre as licenças e readequações nos próximos seis meses para acelerar a licitação e até dezembro de 2020 ou no primeiro trimestre de 2021 a nova pista poderá ser inaugurada. O aeroporto também subirá de categoria para a concessão e valerá mais de R$ 1 bilhão, além de receber novos equipamentos.

“Conectividade aérea é a palavra-chave para conquistarmos novos mercados e para garantirmos sustentabilidade aos atrativos, rede hoteleira, restaurantes e toda a nossa indústria do turismo”, destacou o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

“Já temos voo direto pra Lima. E até o final do ano teremos voo direto para Santa Cruz de la Sierra. Agora estamos negociando voos diretos para Santiago do Chile e outros destinos da América do Sul. Com ampliação da pista, podemos sonhar mais alto e formar aqui em Foz do Iguaçu um hub do cone sul e países andinos”, afirma Piolla.

Fundo Iguaçu
O projeto de ampliação da pista foi elaborado pelo Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu (Fundo Iguaçu) em parceria com a Infraero. O Fundo Iguaçu também está responsável pelo licenciamento ambiental e estudos arqueológicos exigidos pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artistico (Iphan).

“Esta conquista deve-se a visão do Conselho do Fundo Iguaçu, que aprovou os recursos para que, desde 2013, fossem investidos na mudança do Plano Diretor do Aeroporto, novo sistema de pistas, recape da pista atual, duplicação do acesso, depois trabalhando nos projetos de ampliação do terminal, implantação de fingers e autorizações ambientais para ampliação da pista. A conquista é de todos!”, afirmou o presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt.

Participaram da reunião em Brasília, onde foi tomada a decisão: o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Ronei Glanzmann; o governador do Paraná, Ratinho Júnior; o diretor de Operações e Serviços Técnicos da Infraero, brigadeiro André Luíz Fonseca e Silva; o diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, Luiz Felipe Carbonell; o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex; e os deputados federais Fernando Giacobo (PR) e Vermelho (PSD), dentre outras autoridades.