Browsing Category

Brasil

Leia as últimas notícias do Brasil no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Brasil, Destaques, Foz do Iguaçu,

Águas das Cataratas do Iguaçu vão entrar na receita perfeita de padeiro alemão para o pão “brasileiro”

Projeto que estuda uma fermentação natural do País vai incluir ingredientes típicos de vários Estados na massa

As águas das Cataratas do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, no Oeste do Paraná, vão entrar na receita perfeita do padeiro alemão Johannes Roos, de 45 anos, que vai percorrer padarias de seis localidades brasileiras em busca dos ingredientes para o pão “brasileiro”.

“Em Foz do Iguaçu, colocaremos água das cataratas”, adiantou Roos, ao chegar na última semana no empório Casa Carandaí, na região do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

No local, nasceu o curioso projeto elaborado há anos pelo padeiro, de buscar em uma turnê a fermantação natural antenticamente brasileira.

A história foi revelada por Edison Veiga, no portal Terra, e será colocada em prática no início do mês de setembro.

Ross vai percorrer padarias do Rio de Janeiro Cidade Oriental (Goiás), Recife (Pernambuco), Foz do Iguaçu (Paraná), Caxias do Sul (Rio Grande do Sul), Jundiaí (São Paulo).

Em todas elas, junto a um padeiro escolhido pelo projeto, vai preparar do zero um fermento natural.

A quem não é do métier, cabe o esclarecimento: também chamada de massa madre, pé de massa, sourdough, levain ou massa lêveda, trata-se do fermento básico, uma massa suavemente azeda repleta de micro-organismos que serve para, como se diz, “fazer o pão crescer”.

Continue lendo no Terra

Brasil, Paraná,

JMalucelli compra ações da holandesa Arcadis NV e passa a ser maior produtor de biogás do Brasil

A Porto de Cima Concessões, subsidiária da JMalucelli concluiu, nesta terça-feira (04) a aquisição das ações detidas pela empresa holandesa Arcadis NV (Líder Global em Design & Consultancy, com 3,5 bilhões de euros de faturamento receita bruta em 2019), de sua subsidiaria ALEN – Arcadis Logos Energia S/A.

As empresas eram sócias e, com a aquisição, a Porto de Cima passa a ter o controle das operações. Esta aquisição possibilita à JMalucelli ampliar sua presença no setor de Gás Natural Renovável, passando a explorar Biogás em 6 aterros sanitários nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, posicionando-se assim, entre os 4 maiores produtores de gás “on shore” no Brasil e o maior produtor de Biogás do país com 1.150.000 Nm3/dia de biogás processado.
“Só no que se refere à parte de geração de energia (limpa) dos nossos aterros, já temos 53mw de capacidade instalada”, pontua o presidente do Conselho da Porto e Cima, Rodrigo Nicoletti. Em termos de potência, a Porto de Cima tem capacidade equivalente ao fornecimento de energia elétrica para atender uma população estimada de 1,4 milhões de habitantes, acrescentou.
Segundo ele, o setor de Gás Natural Renovável (Biogás e Biometano) vem em franca expansão no país e com vantagens ambientais claras, entre elas 90% de redução de emissão de CO2 em relação ao gás natural de origem fóssil. “Nosso Biogás é formado pela decomposição biológica da fração orgânica presente nos resíduos urbanos que são levados para aterros sanitários”, informa Nicoletti.
A captação do Biogás é feita por dutos e, na sequência, processados, podendo ser transformados diretamente em energia elétrica, ou tratados e vendidos como combustível renovável homologado pela Agência Nacional do Petróleo- ANP, chamado Biometano.
A Porto de Cima já fornece biometano para grandes indústrias no Rio de Janeiro e também já possui parcerias para atender redes de postos de combustíveis no Estado, além de já fornecer energia elétrica limpa ao mercado.
No Estado de São Paulo suas operações estão concentradas somente no processamento do biogás para geração de energia elétrica.

Brasil,

RenovaBR promove live de lançamento do projeto Voluntários da Democracia

O RenovaBR promove neste sábado (1) a live de lançamento do projeto Voluntários da Democracia em seu canal do Youtube. A iniciativa busca espalhar esperança e construir a democracia através do compartilhamento de informação e do engajamento digital.

Para transformar a nossa política naquilo que queremos, precisamos dar poder às pessoas comuns. E o primeiro passo é dar voz. Um cidadão que tem voz é um cidadão com poder de transformar a realidade.

Por isso, qualquer pessoa pode ser um Voluntário da Democracia e você nem precisa sair da sua casa para participar. O objetivo do projeto é fortalecer o regime democrático. Quanto mais pessoas comuns têm a coragem de acreditar na política e conhecem as regras do jogo, mais forte a democracia fica.

Participe! A política só vai funcionar para pessoas comuns quando pessoas comuns estiverem na política.

Ação

Para ser Voluntário da Democracia, basta seguir quatro passos simples:

1- Participe de um Ponto de Democracia! Nos organizamos em grupos de Whatsapp espalhados por diversas cidades do Brasil. Neles você poderá conversar e conhecer outros voluntários e receberá informações e conteúdos de defesa da democracia para compartilhar nas redes sociais.

2- Faça uma postagem por semana! Como Voluntário da Democracia, seu objetivo é encorajar outras pessoas a acreditarem no poder do voto e compartilhar informações sobre as eleições. Passe conhecimento adiante e seja uma referência política nas redes.

3- Engaje mais pessoas! A capacidade dos cidadãos comuns de mudar a política é como um segredo que só se torna verdade quando todo mundo acredita nele. Convidar e encorajar mais pessoas a se tornarem voluntárias é um de nossos objetivos centrais.

4- Apoie candidaturas! Bons candidatos precisam do apoio de pessoas comuns. Escolha, divulgue, doe e se engaje nas campanhas em que você acredita. Só assim teremos políticos preparados e que atuem com independência.

Regras

Para garantir a harmonia e a efetividade de nossa atuação, temos quatro regras claras e inegociáveis:

Diversidade

Os Pontos de Democracia não são lugar de fazer campanha por candidatos, partidos ou ideologias. Queremos concentrar energias no que temos em comum: defesa da democracia e incentivo à participação de todo cidadão. Voluntários que desrespeitem essa regra serão orientados e a reincidência levará à expulsão do grupo. Naturalmente, todo voluntário tem o direito de defender os candidatos e partidos que preferir em suas próprias redes sociais.

Respeito

Não serão tolerados comentários ofensivos ou preconceituosos de qualquer natureza. Os pontos de democracia são espaços de aceitação das diferenças e respeito mútuo. Ofensas e ataques pessoais serão punidos com a expulsão do grupo.

Independência

Nenhum Voluntário da Democracia representa ou fala em nome do RenovaBR. Somos uma iniciativa formada por cidadãos independentes e autônomos. Os protagonistas dessa missão são os voluntários.

Privacidade

Sempre respeitaremos a privacidade e os dados das pessoas. Nunca incluiremos alguém em Pontos de Democracia sem seu consentimento ou usaremos informações pessoais sem sua permissão.

Todo Voluntário da Democracia se compromete a obedecer estas quatro regras. Caso presencie uma infração, registre e envie um alerta à nossa Ouvidoria.

Sobre o RenovaBR

O RenovaBR é uma escola de democracia. Nosso objetivo é qualificar pessoas comuns para se tornarem políticos fora do comum. Não somos um partido ou movimento porque não defendemos ideologias ou pautas específicas. Somos uma instituição sem fins lucrativos, mantida por doações de milhares de pessoas físicas.

Contamos com mais de 50 professores que são referências em suas áreas e uma rede com dezenas de parceiros e mais de 1.800 doadores que nos ajudam a qualificar futuras lideranças capazes de causar impacto positivo no nosso país. O RenovaBR busca contribuir para uma renovação qualificada do sistema político brasileiro.

Para cumprir esse objetivo, o programa realiza desde outubro de 2017 uma série de atividades e cursos que já selecionaram e qualificaram quase 2 mil futuros candidatos e candidatas a cargos eletivos em todo o Brasil.

Valores

O RenovaBR tem princípios claros que orientam o trabalho de todos os nossos profissionais. Respeitamos o CONHECIMENTO, nos baseamos em dados e evidências, agimos com INDEPENDÊNCIA, sem associação a partidos ou empresas, atuamos com TRANSPARÊNCIA e encaramos a defesa da DEMOCRACIA como nossa maior missão.

WhatsApp

Grupo de voluntários de Foz do Iguaçu

Grupo de voluntários de Curitiba

Brasil, Destaques, Itaipu Binacional,

Obra financiada por Itaipu: segunda viga longarina da Ponte da Integração já está em Foz

O transporte das peças gigantescas chama a atenção da população por onde passa e remete os mais nostálgicos ao tempo das construções epopeicas na fronteira entre Brasil e Paraguai, como na época da construção da usina de Itaipu.

A segunda viga longarina de 20 metros de comprimento e 60 toneladas, que integra o conjunto das quatro maiores peças metálicas da Ponte da Integração Brasil – Paraguai, chegou por volta do meio-dia deste domingo, 19, a Foz do Iguaçu, PR. A primeira havia sido posicionada na estrutura na sexta-feira (17). A ponte vai ligar Foz a Presidente Franco, no país vizinho.

O transporte das peças gigantescas chama a atenção da população por onde passa e remete os mais nostálgicos ao tempo das construções epopeicas na fronteira entre Brasil e Paraguai, como da própria usina de Itaipu, responsável pelo financiamento da segunda ponte sobre o Rio Paraná.

Quase 40 anos depois a história se repete. A cidade ganha infraestrutura para um novo salto econômico. Itaipu e as pontes, tanto da Amizade (com o Paraguai) e da Fraternidade (com a Argentina), fazem parte de ciclos fundamentais de desenvolvimento para a região e para o Mercosul, de forma geral.

Instalação

A previsão é que a instalação das duas vigas em suas posições definitivas aconteça em até dois meses. As peças foram fabricadas pela empresa Demuth Estruturas Metálicas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS).

As vigas longarinas serão aplicadas nas chamadas “aduelas de arranque”, ou “nariz de arranque”, que são estruturas de sustentação da pista de rolamento. A montagem das aduelas deve começar na próxima semana. Até agora, a obra avançou 26,2%, incluindo as frentes nas margens brasileira e paraguaia. Diretamente, a construção garante emprego para 470 trabalhadores. A previsão é que a ponte esteja pronta em meados de 2022.

Para o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, “o ritmo avançado da obra mostra um novo Brasil. Um Brasil que dá certo, que aposta na integração com seus vizinhos e no sonho de sua gente”. Nesta semana, tanto o presidente Jair Bolsonaro, quanto o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas elogiaram o encaminhamento da construção. Em regime de três turnos, a ponte vai ganhando novos contornos dia a dia.

Como será

A futura ponte internacional terá 760 metros de comprimento e será do tipo estaiada, com vão-livre de 470 metros. Contará com pista de 3,7 metros de largura em cada faixa, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

Parcerias

A nova ponte entre Brasil e Paraguai é uma obra do governo federal, com gestão do governo do Estado (por meio do Departamento de Estradas de Rodagem – DER) e recursos da margem brasileira da Itaipu Binacional. Serão investidos aproximadamente R$ 463 milhões, considerando a estrutura, as desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro, ligando a ponte à BR-277.

A nova estrutura será importante para desafogar o tráfego na Ponte da Amizade, facilitar o transporte de cargas na região, desviando o transporte pesado da região central de Foz do Iguaçu, trazendo mais segurança, benefícios socioeconômicos e mais conforto para os diferentes públicos que fazem diariamente a travessia entre os dois países.

Fotos: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Brasil, Destaques, Foz do Iguaçu,

Comércio exterior: Porto Seco de Foz do Iguaçu mantém grande volume de liberação de cargas em 2020

Recinto liberou mais de 69 mil caminhões no primeiro semestre de 2020 e se mantém como o maior da América Latina em movimentação de cargas

O Porto Seco continua com grande movimentação neste primeiro semestre de 2020 com a liberação de um total de 69.772 caminhões.

O fluxo das operações de importação foi elevado, foram aproximadamente 38.454 cargas liberadas. Dentro dessa operação os gêneros mais importados foram os cereais como exemplo o milho, trigo, arroz e soja; seguidos dos produtos da indústria de moagem como o malte e amidos; finalizando com os produtos hortícolas exemplificados por plantas, raízes e tubérculos.

Pelo lado da exportação neste primeiro semestre foram 31.318 cargas. Os principais gêneros exportados, por ordem de valor, foram: plásticos e suas obras; máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos; papel e obras de pasta de celulose.

Partindo-se do ponto de vista comercial, o fluxo total de comércio estabelecido via recinto foi de aproximadamente 1,8 bilhões de dólares. Dessas divisas, cerca de US$ 1,1 bilhão oriundo de exportações e US$ 731 milhões proveniente de importações.

Os quadros da sequência apresentam os pesos e valores totais das cargas de importação e de exportação que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu no primeiro semestre de 2020, com o detalhamento do país de procedência/destino.

Tais resultados fazem do Porto Seco de Foz do Iguaçu o maior da América Latina no quesito movimentação de cargas, tendo como destaque a operação de exportação para o Paraguai, que representa 41% de toda a operação do período.

Brasil,

Covid-19: governo prorroga programa de redução de salários e jornada

Com a medida os prazos valem por 120 dias

O presidente Jair Bolsonaro prorrogou os prazos de redução de jornada e de salário e de suspensão temporária do contrato de trabalho no âmbito do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, criado pelo governo para diminuir os efeitos econômicos e sociais causados pela pandemia de covid-19. O Decreto nº 10.422/2020 foi publicado hoje (14) no Diário Oficial da União.

O prazo máximo para os acordo de redução proporcional da jornada de trabalho e de salário, que era de 90 dias, agora será de 120 dias. Já o prazo para a suspensão temporária do contrato de trabalho, que era de 60 dias, também passa a ser de 120 dias.

A possibilidade de prorrogação já estava prevista na lei que institui o programa. As medidas têm objetivo de diminuir as despesas das empresas em um período em que estão com atividades suspensas ou reduzidas.

O decreto diz ainda que a suspensão do contrato de trabalho poderá ser de forma fracionada, em períodos sucessivos ou intercalados, desde que sejam iguais ou superiores a dez dias.

Trabalho intermitente

O programa também estabelece o pagamento de um benefício emergencial de R$ 600, por três meses, para os empregados com contrato de trabalho intermitente formalizado até 1º de abril, data da publicação da Medida Provisória 936, que originou o programa.

De acordo com o decreto publicado nesta terça-feira, o governo pagará este benefício por mais um mês, totalizando quatro parcelas.

O benefício emergencial não pode ser acumulado com o auxílio emergencial, pago pelo governo a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. Nesse caso, os trabalhadores com contrato intermitente terão direito àquele que for mais vantajoso.

Por: Agência Brasil

Brasil, Saúde,

Senador de Santa Catarina que recebeu Bolsonaro no sábado (04) aguarda resultado de teste de Covid-19

O senador Dario Berger, do MDB de Santa Catarina, aguarda para as próximas horas o resultado do exame para detectar se está ou não com Covid-19.

A informação é dele mesmo, em seu perfil no Twitter. Vejam:

Diante da confirmação de que o presidente @jairbolsonaro está infectado c/ o coronavírus, e como acompanhei sua visita recente a SC, informo que tbm realizarei o teste nas próximas horas, por precaução, já que pertenço ao grupo de risco. Desejo rápida recuperação ao presidente!“, twittou Berger.

Na agenda em Santa Catarina, Bolsonaro sobrevoou as áreas mais afetadas pelo vendaval que atingiu o estado na última semana.

Brasil, Foz do Iguaçu,

IDESF: secretário da RF, Tostes Neto, e ex-ministro do GSI, Sergio Etchegoyen, participam de debate sobre fronteiras

O secretário especial da Receita Federal (RF), José Barroso Tostes Neto, e o ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sergio Etchegoyen, participam no próximo dia 16 do painel ‘Cenários e Perspectivas: o Horizonte nos Arcos de Fronteira do Brasil’, promovido pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF).

O evento será transmitido em plataforma online, a partir das 17h, e terá também participação dos professores da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), Tassio Franchi, e da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD/MS), Tomaz Espósito Neto. O painel será gratuito, mas para assistir é necessário fazer a inscrição no site.

Brasil, Destaques,

Bolsonaro confirma teste positivo para a Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro acaba de confirmar, em transmissão ao vivo nas redes sociais e emissoras de TV, que testou positivo para a Covid-19, infecção provocada pelo novo Coronavírus.

Na segunda-feira (06), ao voltar para o Palácio da Alvorada no fim da tarde, Bolsonaro disse a apoiadores que faria o exame para saber se estava com a doença.

O presidente confessou que apresentava febre, indisposição e tosse, sintomas da doença.

Brasil,

Grupos da canoagem realizam ações sociais em várias partes do Brasil

Várias iniciativas que visam arrecadar alimentos e distribuir para famílias carentes estão sendo desenvolvidas em diversas regiões do Brasil por membros da canoagem brasileira.

Ao todo, as iniciativas já somam cinco toneladas entre alimentos e produtos de higiene pessoal. Em Piraju, no Estado de São Paulo, o atleta Pedro Henrique Gonçalves, o Pepe, da canoagem slalom, classificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, fez uma vaquinha virtual e também fechou parcerias com empresas locais e reuniu 3,5 toneladas em alimentos.

Já em Foz do Iguaçu, no Paraná, a equipe de profissionais do Instituto Meninos do Lago mobilizou a cidade para arrecadar cestas básicas e roupas para atender mais de 80 famílias das crianças do projeto social da canoagem. Destacam-se ainda ações em Piracicaba (SP) e Cascavel, no Paraná.

Pepe criou o “Juntos somos mais fortes”, que está sendo desenvolvido em Piraju (SP), e teve o objetivo de distribuir alimentos para os moradores que estão necessitando e para famílias que ficaram sem suas fontes de renda.

O canoísta começou seu movimento através de uma vaquinha virtual que tinha como meta seis mil reais, mas o valor superou as expectativas e fechou em R$ 7.401,00 doados por 67 apoiadores. Com esse recurso foram arrecadados 3.500 quilos de alimentos e produtos de limpeza que atenderam 130 famílias. A entrega foi realizada em parceria com a área de assistência social do município.

“Me sinto abençoado e honrado de com minha imagem e visibilidade chegar a todos vocês que ajudaram e fazer isso acontecer. Muito obrigado ao Supermercado Garrote Piraju e ao Celso da Cadê Veículos de Piraju, que disponibilizou um de seus carros e colocou a mão na massa para ajudar, além da sua doação. É isso aí gente, estou feliz e emocionado com tudo isso, não tenho palavras para descrever, só́ agradecer”, ressaltou Pepe.

Foz do Iguaçu

Com a paralisação das aulas para os alunos do Projeto Social Meninos do Lago, em Foz do Iguaçu, no Paraná, a equipe resolveu fazer uma pesquisa e avaliar como estava a situação de isolamento das crianças e também se suas famílias estavam precisando de ajuda. A resposta foi que muitos estão precisando de apoio.

Entre várias conversas, foi decidido unir os esforço através de uma arrecadação de alimentos para os familiares de alunos. Aí surgiu a campanha “Foz no mesmo barco”, idealizada e executada pelo IMEL – Instituto Meninos do Lago, em parceria com voluntários e empresários de vários setores na cidade. O objetivo foi amenizar o problema gerado pela falta de alimentos nos lares dos alunos do projeto neste período de pandemia e a meta é atender entre 60 a 80 famílias, que já estão recebendo as doações.

“Um dos valores fundamentais que prezamos na canoagem é a união e o trabalho em equipe. Imaginamos elaborar uma campanha onde ‘remamos juntos’, todos no mesmo barco. Desta maneira surgiu a nossa campanha”, diz o voluntário Guto Mazine.

Várias empresas aderiram ao projeto, além do Rotary Club de Foz do Iguaçu – Nova Fronteira, que doou 41 cestas básicas inicialmente e reforçará a ajuda no mês de junho com a mesma quantidade de alimentos e também kits de higiene e limpeza. A ação já conseguiu arrecadar 1,2 toneladas de doações.

Cascavel e Piracicaba

A ASCAPI – Associação de Canoagem de Piracicaba (SP) foi uma das entidades apoiadoras em uma ação coletiva que mobilizou a cidade. Foram realizadas doações individuais e também suporte na logística de compra e entrega de alimentos.

Outra iniciativa foi feita pelo CRC – Clube de Regatas Cascavel (PR), em que a equipe mobilizou a compra de oito cestas básicas, sendo que seis foram entregues para o Provopar e as outras duas para atletas do clube. Também houve a entrega de produtos de higiene pessoal.

Por: Surto Olímpico