Browsing Category

Cultura

Leia as últimas notícias sobre Cultura no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado pelo por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Fundação promove oficina produção de cultural, editais e comunicação

Inscrições para a segunda turma começam hoje na página da Fundação Cultural

A Fundação Cultural de Foz do Iguaçu promove no dia 07 de agosto a segunda oficina de produção cultural, editais e comunicação com o artesão, professor e comunicólogo Yuri Amaral e o mestre em psicologia e músico Antônio Ribeiro.

O curso, voltado para artistas e agentes culturais, acontecerá das 13h30 às 19h no auditório da Fundação e terá o número de participantes limitado em cumprimento as medidas de prevenção a Covid-19. O objetivo é capacitar os participantes a elaborar projetos e participar de editais de incentivo à cultura.

A primeira oficina aconteceu nos dias 28 e 30 de junho e teve boa interação dos participantes. Por meio de um formulário, eles puderam fazer comentários e apontar sugestões e outros temas para os próximos encontros. “A devolutiva dos participantes serve para avaliarmos como está sendo a condução e as estratégias planejadas. É muito satisfatório entender que conseguimos levar algo que beneficia a classe artística. O intuito é ter cada vez mais artistas acessando editais, tanto locais, quanto de outras cidades” comentou Thaisa Praxedes, Diretora Cultural da Fundação Cultural.

As inscrições estão abertas através das páginas da Fundação Cultural: https://www.facebook.com/F.CulturalFOZ e https://culturafoz.pmfi.pr.gov.br/.

Brasil, Cultura, Destaques,

Morre o ator Orlando Drummond, criador do personagem seu Peru

O ator e dublador Orlando Drummond morreu na noite de hoje (27), no Rio de Janeiro, aos 101 anos de idade.

O autor da biografia “Orlando Drummond – Versão Brasileira”, o chefe de reportagem da TV Brasil no Rio de Janeiro, Vitor Gagliardo, disse que o país perdeu um grande ator.

“Drummond era um apaixonado pela vida, pela família e pela arte. Sua obra está eternizada na figura do seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo, e em todos os seus personagens na dublagem, em especial, do Scooby e do Popeye. Foram gerações que cresceram acompanhando sua arte. Enfim, uma notícia muito triste”, disse o jornalista à Agência Brasil.

A biografia do ator, humorista e dublador carioca nascido em 1919 foi lançada no ano passado pela Editora Gryphus.

Drummond morreu em casa, no bairro de Vila Isabel, zona norte do Rio de Janeiro, de falência múltipla dos órgãos. Em maio, foi internado no Hospital Quinta d’Or, em São Cristóvão, para tratamento de uma infecção urinária, mas teve alta em junho.

Início

Orlando Drummond Cardoso nasceu no dia 18 de outubro de 1919, no Rio de Janeiro. Iniciou a carreira em 1942, como contrarregra. Atuou em alguns filmes como Rei do Movimento (1954) e Angu de Caroço (1955) até chegar à carreira de dublador que exerceu desde o início dos anos de 1950. Interrompeu o trabalho como dublador em junho de 2015, após sofrer um acidente.

Era casado com Glória Drummond desde 1951 com quem teve dois filhos, cinco netos (dos quais três são também dubladores) e três bisnetos. Entrou para o Livro Guinness dos Recordes por dublar Scooby Doo por mais de 35 anos.

No Twitter, o ator Bruno Mazzeo, filho de Chico Anysio e que assumiu o papel do pai na Escolinha do Professor Raimundo – programa onde seu Peru ganhou notoriedade – saudou o artista: “Viva Drummond! Dos grandes. Salva de palmas.”

Drummond na TV Brasil

Orlando Drummond foi homenageado no programa Sem Censura, da TV Brasil, em janeiro de 2020. Na ocasião, um de seus netos, o também dublador Eduardo Drummond, conversou sobre a biografia Orlando Drummond – versão brasileira, escrita pelo jornalista Vitor Gagliardo sobre o dono da voz icônica de diversos personagens inesquecíveis.

As informações são de Agência Brasil

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu,

Feirinha da Vila A de Foz do Iguaçu terá edição especial nesta quinta (29) em celebração ao Mês do Motociclista

O evento será realizado das 16h às 22h, com atrações especiais para os visitantes

A Feirinha da Vila A terá uma nova edição temática na próxima quinta-feira (29), em celebração ao Mês do Motociclista. O evento será das 16h às 22h, na Rua Marapá, em frente ao Colégio Anglo Americano.

Para acompanhar as delícias da gastronomia e os artesanatos, a feira terá ainda uma exposição de motos e carros antigos, com uma entrada voluntária de 2kg de alimentos não perecíveis.

Circuito de feiras

As edições temáticas integram o calendário de feiras de Foz do Iguaçu, ampliado em 2021 para atrair novos feirantes e visitantes. Presentes em todas as regiões da cidade durante a semana, elas atraem centenas de pessoas que aproveitam os produtos vendidos nos locais.

“Falamos sempre que o objetivo é consolidar esses atrativos em Foz do Iguaçu como um espaço diferente de visitação, lazer com a família e compra de produtos naturais. Todas elas seguem um rígido protocolo de segurança contra a Covid-19, assim todos podem vir com tranquilidade”.

Foz do Iguaçu possui nove feiras semanais e mais de 200 feirantes trabalhando. Às terças-feiras, o encontro é no Porto Meira; quarta-feira, na Vila A; na quinta-feira, Morumbi e Vila C; sexta-feira, na Vila Yolanda; aos sábados na Praça da Bíblia e na Vila A. Domingo, os visitantes podem escolher entre a Vila A e a tradicional feirinha da Av. JK – todas elas ficam abertas das 8h às 13h.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

MP abre procedimento administrativo sobre o tombamento do Colégio Bartolomeu Mitre de Foz do Iguaçu

Atendendo solicitação do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular – CDHMP, o promotor Luis Marcelo Mafra Bernardes da Silva determinou a instauração de procedimento administrativo para averiguar o pedido de tombamento do Colégio Bartolomeu Mitre, a primeira unidade escolar de Foz do Iguaçu.

O pedido foi protocolado junto à prefeitura pelo CDHMP em 19 de fevereiro de 2019, atendendo à lei de agosto de 2016 sobre a importância histórica e cultural da edificação como legado para Foz. Após tramitar por diversos departamentos públicos, o requerimento foi destinado ao Prefeito Chico Brasileiro, que por sua vez encaminhou o pedido para a Fundação Cultural, em março de 2020.

Aluizio Palmar, os professores Edina Vergara e Sivio Borges e o representante do CDHMP no Conselho de Patrimônio, José Luiz Pereira, entregam o pedido de tombamento a Nilton Bobato

“Desde então não consta mais nenhuma movimentação do pedido, uma espera de 14 meses”, informa o presidente do CDHMP, Aluízio Palmar.

O Ministério Público quer averiguar as informações do CDHMP sobre a demora no atendimento quanto ao tombamento do Colégio Bartolomeu Mitre e também quanto à promoção de obras que estariam descaracterizando a arquitetura original. O procedimento terá como objetivo “evitar possíveis danos ao patrimônio considerando o interesse público que envolve a causa”, destaca o documento do MP.

Por fim, o promotor solicita informações ao Poder Público Municipal sobre a tramitação do requerimento de tombamento do colégio, oferecendo 15 dias de prazo para respostas sobre o assunto.

Cultura, Destaques, Paraná,

Jovem de Palmas-PR classificada para próxima fase The Voice Kids da Globo

E o momento tão aguardado pela palmense, Brenda Tesseroli, 14 anos, para apresentação no palco do The Voice Kids com as Audições às Cegas, ocorreu no domingo (25). A torcida nas redes sociais deu certo e agora, Brenda faz parte do seleto grupo de finalistas. Os times de Carlinhos Brown, Gaby Amarantos e Michel Teló estão completos e a expectativa está grande agora para a próxima etapa do programa, a fase das Batalhas.

Brenda Tesseroli, 14 anos, chegou no TVK ao som de “Morena”, sucesso de Vitor Kley. Teló gostou da apresentação e virou a cadeira para ela. Em seguida, foi a vez de Brown e Gaby mostrarem seu interesse. “Estou muito emocionada”, disse a menina ao ver que tinha virado as três cadeiras. No final, ela escolheu Teló como técnico.

O programa este ano está sendo apresentado por Márcio Garcia, com apoio da jornalista e autora Thalita Rebouças acompanhando os bastidores do reality.

Na primeira fase do programa, foram 8 semanas de audições as cegas, onde cada técnico formará sua equipe com 24 integrantes, os quais se enfrentarão em batalhas musicais até restarem apenas um de cada equipe para a grande final.

O The Voice Kids é transmitido nas tardes de domingo após a Temperatura Máxima na Rede Globo.

Brenda é conhecida por ter uma voz suave, mas ao mesmo tempo marcante, o que motivou seu pai a inscreve-la no programa em 2019.

As Informações são de Jornal a Folha.

Busão Foz, Cultura, Educação, Foz do Iguaçu, Paraná,

Sebrae/PR realiza evento para auxiliar empreendedores da música

Músicos, bandas, duplas e outros do segmento da música do Paraná podem se inscrever para participar do “Venha se tornar um artista relevante para o seu público”, um circuito de capacitações realizado pelo Sebrae/PR, a fim de ajudar os participantes a profissionalizarem a atuação no mercado. O evento será online, nos dias 27, 28 e 29 de julho, sempre às 19 horas.

O assistente do Sebrae/PR, Luciano do Marco Campos, destaca que a oportunidade é tanto para quem está começando quanto para quem já tem uma carreira e pretende revisar a trajetória empreendedora.

“O mundo da música é concorrido, e, com a pandemia, os profissionais do setor precisam se reinventar. Por isso é importante pensar em melhorar a gestão, redefinir o modelo de negócio ou adotar outras estratégias. Os participantes vão sair das capacitações com aprendizado para aplicar imediatamente”, diz.

No dia 27, o encontro terá como tema “Mapa de engajamento”. Será a vez de aprender sobre empreendedorismo artístico, público-alvo, conceito artístico, divulgação orgânica, atração estratégica, marketing de guerrilha e planejamento, com o produtor musical Fábio Fonzare e Gabriel Camargo, da Escola de Música Gabriel Camargo.

Já no dia 28, Marina Mattoso, sócia e diretora da Jangada Comunicação, que atende clientes como Gilberto Gil, Maria Rita, Adriana Calcanhotto, UBC, Claudia Leitte e Fernandinho, falará sobre “Marketing digital musical e plataformas digitais”. Ela vai apresentar ferramentas de planejamento de conteúdo, de criação e edição e conteúdo e ferramentas disponíveis no Spotify, fará treinamento rápido de Instagram, Twitter, Facebook e TikTok, além de abordar boas práticas gerais de marketing digital.

“O mercado da música é repleto de profissionais amadores no melhor sentido da palavra. As pessoas trabalham porque amam este setor. Busco trazer ferramentas e raciocínio estratégico para estes amantes de suas profissões”, comenta Marina.

O circuito fecha com mão na massa, no dia 29, com “Planejamento e Roadmap”. Na oportunidade, o musicista e consultor Bruno Aldana ensinará sobre planejamento, metodologia de gestão OKR (Objectives and Key Results), indicadores, processo de gestão hoshin kanri e ferramentas de controle como Google Agenda, Pipefy e Trello.

Assessoria

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu,

O Casarão da Dumont, que já foi a rua mais movimentada de Foz do Iguaçu

Marcos Kidricki Iwamoto

Dizem que a “Rua Santos Dumont” era a mais movimentada da cidade, por onde chegavam ônibus e caminhões carregados de madeira.

Uma das poucas vias planas a ligar a Estrada Velha de Guarapuava e Av. das Cataratas ao Batalhão e, mais tarde, a Ponte da amizade.

Conhecida também como “Rua do Lamarque”, por causa do antigo hotel de madeira, haviam nela outros estabelecimentos importantes:

A sorveteria do Sr. João Rouver

O Armarinho do Sr. Aloys Otremba – Em uma das esquinas do Bar do Juca

O Depósito do Sr. Novicki – A primeira revenda de bebidas da cidade (Brahma)

A Mercearia do Sr. Alfonso Otremba, onde funcionou a Cachaçaria Santos Dumont

A Panificadora Bandeirantes, onde hoje está a Panificadora Dia a Dia (foto)

No que diz respeito aos prédios históricos da rua, foram todos praticamente extintos, com a exceção do Casarão da Panificadora Dia a Dia.

Uma construção antiga, levantada em meados dos anos 30 à base de barro e tijolos maciços, coberta por tabuões gravetados de pinheiro.

Nos anos 70, o imóvel foi reformado, com toda a preocupação de se manter as características originais dessa belezura da tríplice fronteira.

Somos gratos pela preservação do patrimônio histórico, por parte do Sr. Jorge Niehues e Sra. Edna Pastorelo, guardiões dessa relíquia

Marcos Kidricki Iwamoto é Auditor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu,

Paróquia São Paulo, em Foz do Iguaçu, inicia os preparativos para a 50ª edição da Festa de São Cristóvão

A Paróquia São Paulo Apóstolo deu início aos preparativos para a 50ª edição da tradicional Festa de São Cristóvão, o padroeiro dos motoristas. O evento será realizado no dia 1° de agosto (domingo), mas os fiéis já podem garantir a participação e a compra do almoço, que será distribuído no dia do evento em sistema drive-thru.

A programação seguirá todos os protocolos sanitários de prevenção à covid-19. O encontro terá início às 8h com a celebração da missa. Logo em seguida, as 9h15 acontecerá a carreata com a imagem do santo por algumas das principais ruas de Foz do Iguaçu.

O percurso inclui as avenidas Paraná, Jorge Schimmelpfeng, Juscelino Kubitschek (JK) e Duque de Caxias. Ao final do trajeto será feita uma parada em frente ao Cataratas JK Shopping, onde ocorrerá a benção dos veículos e motoristas. Condutores de caminhões, ônibus, vans, carros pequenos e motos estão convidados a participar.

Por volta das 11h será distribuído o almoço, que deve ser comprado com antecedência. O prato inclui costelinha de 2,5 quilos com arroz, salada, mandioca e maionese. O valor é de R$ 120 e o tíquete pode ser adquirido diretamente na secretaria da paróquia, localizada na Travessa Sergipe, n° 68, Vila Maracanã.

Após o almoço correrá o sorteio de uma ação entre amigos. O primeiro prêmio é um automóvel Gol 2021/22. O valor do bilhete para concorrer é de R$ 500. Também serão sorteados uma motocicleta CG 160 e uma televisão de 50 polegadas. Para estes últimos prêmios o bilhete tem custo de R$ 10. Maiores informações pelos telefones: (45) 3574-5706 e (45) 99124-3917. Toda a renda adquirida com a venda do almoço e dos sorteios será revertida para manutenções na paróquia e ações para a comunidade.

Novena

Em preparação à festa, a paróquia São Paulo também fará uma semana de novena, com início no dia 23 de julho. Cada grupo da igreja comandará um dia das orações, começando pelo JJ, Coroinhas, Liturgia, Pastoral do Adolescente e Pastoral Vocacional. No dia 24 será a vez das irmãos beneditinas e irmãs Scalabrinianas; no dia 25 catequese e cursilho; no dia 26 capela Nossa Sra da Imaculada Conceição; 27 Grupo de Oração São João Paulo II e Civilização do Amor; 28 Lareira e Pastoral Familiar; 29 Pastoral da Sobriedade, Oficina de Oração e Ministros da Eucaristia; 30 Apostolado da Oração; e 31 CPP, CPAE e Pastoral do Dízimo.

Jubileu de Ouro

São Cristóvão é um dos mártires da igreja católica, que morreu durante o reinado do imperador romano Décio, por volta do século III. De acordo com a tradição, o Dia de São Cristóvão é comemorado em 25 de julho, mesma data em que é celebrado o Dia do Motorista. Em Foz do Iguaçu a festa em sua homenagem foi criada pela união de diversas famílias.

Embora o padroeiro da igreja onde a celebração acontece seja São Paulo Apóstolo, os moradores acreditam que o santo deve ser homenageado na cidade por conta do grande número de trabalhadores na área de transporte, como taxistas, motoristas de ônibus coletivo e de veículos de turismo.

Neste ano, a festa tem uma característica ainda mais especial, pois chega a sua 50ª edição. Na oportunidade a paróquia São Paulo celebrará também o seu Jubileu de Ouro, por seus 50 anos de fundação e história em Foz do Iguaçu.

As informações são do GDia.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná,

Café Cultural conversa neste sábado com Juca Rodrigues e Luciana Casagrande

Neste sábado o programa especial trará autoridades da esfera estadual e municipal para debater os caminhos a serem percorridos pela área artística e cultural após a pandemia. Luciana Casagrande (Superintendente-geral da Cultura do Estado do Paraná) e Juca Rodrigues (Diretor Presidente da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu) falarão sobre investimentos, a retomada, programas a serem lançados e o que vem no futuro para a cidade de Foz do Iguaçu.

Na contramão da pandemia, o produtor cultural Fabrício Chianello, que atua com espetáculos teatrais em todo Brasil, mudou-se para Foz do Iguaçu e viu a oportunidade através das rádios de aproximar o público dos artistas. Em parceria com o ator Jefferson Farias, o “ceguinho” do programa “A Praça é Nossa do SBT”, lançaram o Café Cultural.

O programa, que traz alento ao público durante o período de pandemia, promete no dia 24 de julho, trazer esperança aos fazedores de cultura do município de Foz do Iguaçu, tão afetados com a pandemia do COVID-19.

Sobre Luciana Casagrande

Formação Acadêmica: Arquiteta e Urbanista pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Em 1992, morou na Itália, onde estudou História da Arte e desenvolveu pesquisas sobre Arte Contemporânea. Em 1999 cursou Pós-Graduação em Gestão Técnica do Meio Urbano na PUC-PR em convênio com a Université de Technologie de Compiègne (França). Trabalhou com planejamento urbano e patrimônio cultural até 2000 – ano em que assumiu a presidência do Instituto Paranaense de Arte, entidade proponente do projeto da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba. No período em que presidiu a Bienal, representou a instituição como membro da International Biennial Association (IBA), com sede em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, e do programa POP, do Centro Georges Pompidou, em Paris (França). De 2001 até 2003 foi fundadora e diretora do Espaço Cultural Arte Singular, em Curitiba. Em 2007, idealizou o Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba, que é realizado até hoje, difundindo o cinema em diversas cidades do Paraná.

De 2002 até 2006, contribuiu com a Associação de Amigos do Museu de Arte Contemporânea do Paraná, sendo nos primeiros dois anos Conselheira e depois de 2004, Vice-Presidente. Entre 2009 e 2017, foi Presidente da Bienal de Curitiba. Em 2013, implantou a programação de Literatura da Bienal de Curitiba, denominada Curitiba Literária da Bienal, desenvolvendo programas de incentivo à leitura em todo o estado do Paraná. Entre os anos de 2016 e 2017, foi Gran Patrono, programa de mecenato do Museu Oscar Niemeyer (MON). Em 2011 e 2017 recebeu o Prêmio ABCA (Associação Brasileira de Críticos de Arte), em nome da Bienal de Curitiba. A ABCA é uma instituição vinculada à AICA (Associação Internacional de Críticos de Arte), com sede em Paris, França, criada por iniciativa da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura).

Em 2011, recebeu o Prêmio Destaque do Ano; e em 2017, o Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade, que homenageia instituições de todo o país pela atividade no campo da arte. Em 2018, recebeu indicação para o Prêmio Personalidades do Ano da Revista TOPVIEW, na categoria Mulher do Ano e na categoria Personalidade das Artes pela realização da Bienal de Curitiba.

Sobre Juca Rodrigues

Ator, Diretor teatral e Diretor de produção artística, militante da cultura a mais de 30 anos, atuou em 19 espetáculos, dirigiu outros 40 espetáculos entre eles 01 musical, participou de mais de 30 mostras e festivais de teatro, foi Diretor do Centro Cultural Amadeus de 2005 a 2007, atuou em Conselho Municipal de Políticas Culturais, Conselho Estadual de Cultura, representante da Macrorregião Oeste no CONSEC, Conselho Estadual de Cultura do Paraná, Colegiado de Teatro do CNPC, idealizador e articulador do Projeto Cultura de Ponto em Ponto, em fase de formalização de convênio com Ministério da Cultura pelo Programa Mais Cultura, para criação de uma rede com 14 pontos de cultura para Foz do Iguaçu. co-autor do Projeto que deu origem a Lei que instituiu o Sistema Municipal de Cultural de Foz do Iguaçu em 2009, atuou como Secretário Geral da Fundação Cultural em 2012. Foi vice-presidente da Associação de Cultura do Oeste do Paraná entre 2011 e 2012, atualmente está nomeado Diretor Presidente da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu!

Café Cultural
Sábados das 12h às 13h
Apresentação Fabrício Chianello e Jeffinho Farias
Convidados da semana Luciana Casagrande e Juca Rodrigues

Busão Foz, Chico Brasileiro, Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Sobre,

Rádio Cultura é patrimônio dos iguaçuenses, diz Chico Brasileiro

Emissora de rádio de Foz do Iguaçu completou 65 anos e alcança mais de 1,5 milhão de pessoas no Brasil, Paraguai e Argentina

O prefeito Chico Brasileiro destacou nesta quinta-feira (22), a pluralidade no jornalismo levado ao ar diariamente pela Rádio Cultura. A primeira emissora de Foz do Iguaçu completou 65 anos de atividades. “É um prazer participar, como cidadão e também como um gestor público deste momento especial. A Rádio Cultura é um patrimônio dos iguaçuenses”, disse .

“Sempre comento que a Rádio Cultura tem a cara de Foz do Iguaçu”, destacou Chico Brasileiro. “Quando falo a cara é porque ela tem esse caráter de uma emissora plural, que ouve todos os segmentos, todos os setores, ouve sempre o contraditório, exatamente essa marca da nossa cidade, que é plural. A Rádio Cultura sempre primou muito por isso”, destacou Brasileiro no programa Contraponto.

De acordo com o prefeito, a emissora sempre busca fazer um jornalismo informativo que levanta as questões e se comunica com a comunidade, registra sentimentos, preocupações e os transforma em notícias. “Transformar o cotidiano da cidade em uma boa comunicação é uma primazia”, disse Chico Brasileiro.

Histórico

Fundada em 22 de julho de 1956, a Rádio Cultura foi a primeira emissora de rádio na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. O primeiro estúdio de transmissão foi montado no antigo Hotel Cassino de Foz do Iguaçu. O sinal da emissora abrange atualmente uma população estimada de mais de 1,5 milhão nos três países.

A Rádio Cultura, que também tem um portal de notícias e transmite sua programação pelas redes sociais, na avaliação de Chico Brasileiro, se tornou um patrimônio de Foz do Iguaçu. “Um patrimônio que realmente todos nós devemos preservar, devemos reverenciar por este trabalho histórico que sempre prestou no desenvolvimento da cidade”.

“Fico muito feliz de estar participando desse momento da prefeitura de Foz do Iguaçu, de ser prefeito nesse momento da comemoração dos 65 anos”, ressaltou. De acordo com ele, a interlocução que sempre teve com a população, a partir dos microfones da rádio, é muito positiva.

“A gente se comunica na rádio e é muito interessante. Hoje tem essa interação através do facebook, que está transmitindo e tudo. Mas participei da Cultura de vários momentos que não tinha redes sociais para transmissão, era só via rádio mesmo”, recorda Chico Brasileiro.

Retorno

“Sempre que encontrava as pessoas nos bairros, elas falavam ‘olha, vi sua participação, eu vi alguma coisa’, sempre diziam alguma palavra que comentamos na Rádio Cultura”. Estes fatos marcam muito, disse Brasileiro, especialmente pelo enraizamento da emissora em todos os bairros da cidade.

“Aliás, (a rádio) tem um público muito fiel, que sempre está ali, todos os dias acompanhando a programação, as opiniões do jornalismo, mas também os outros programas”. A interação com a sociedade é um dos fatores que marcaram e marcam a história da emissora.

“A gente presencia isso quando comunica com as pessoas em todos os cantos da cidade. A Rádio Cultura realmente é um meio de comunicação que nos faz muito próximo das pessoas. Tenho oportunidade de, sempre que participo, afirmar categoricamente que a população acompanha, ouve e interage com a emissora em todos os seus programas”, completou o prefeito.