Browsing Category

Economia

Leia as últimas notícias sobre Economia no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Com atendimento especial, Itaipu espera receber 8.800 turistas no feriado prolongado de Finados

O atrativo Itaipu Iluminada terá visita extra no domingo (30). Outros passeios tiveram ampliada a duração e ganharam novos horários

A Itaipu espera receber cerca de 8.800 turistas nos quatro dias do feriado prolongado de Finados, de sábado (29 de outubro) a terça-feira (2 de novembro). Caso seja confirmada a previsão, está será a maior movimentação nos atrativos da usina desde a volta do atendimento normal do Complexo Turístico de Itaipu (CTI). Todas os cuidados sanitários contra a covid-19 são tomados.

Para receber os turistas, o CTI preparou um esquema especial: são mais horários, aumento em 15 minutos na duração dos passeios e atendimento na terça-feira (2), quando normalmente o turismo da Itaipu está fechado. Também excepcionalmente para o feriado, o atrativo Itaipu Iluminada vai operar no domingo (30). E o Ecomuseu, que está provisoriamente instalado no Centro de Recepção dos Visitantes, ao lado da entrada da usina, tem visitação gratuita.

O carro-chefe dos atrativos do CTI, a Itaipu Panorâmica, que dá uma visão geral da grandiosidade da usina hidrelétrica, funcionará de sexta a terça, das 8h às 17h, com saídas a cada 15 minutos. O passeio teve a duração ampliada para 1h30. O custo do ingresso é de R$ 42.

Já o passeio ao Refúgio Biológico Bela Vista teve a duração aumentada para 2h45. São 25 vagas para cada um dos oito horários: 8h30, 9h30, 10h, 10h30, 13h30, 14h30, 15h, 15h30. O deslocamento é feito em uma carretinha a partir do CRV – somente as saídas das 10h e das 15h serão feitas em veículo fechado. O ingresso custa R$ 30.

A Itaipu Iluminada terá os passeios das 19h às 21h na sexta, sábado e no domingo. No passeio, o visitante aproveita um show de músicas trinacionais, iluminação da barragem, fogos de artifícios e projeção mapeada. O atrativo teve o trajeto alterado para reduzir em 10 minutos o tempo em que as luzes ficam acessas e, assim, economizar energia. Mas o tempo total do passeio continua inalterado. O valor do ingresso é de R$ 45.

No sábado (29) e no domingo (30), tem o Itaipu by Bike, um passeio em que grupos de ciclistas conhecem a usina hidrelétrica sobre duas rodas. As pessoas precisam levar as próprias bicicletas do estilo “Mountain Bike”, além do capacete. O passeio dura 2h, sendo percorrida uma distância de 17km. O esforço é moderado – os ciclistas passam por terrenos de asfalto, terra, pedrisco e mata. São quatro paradas. O curso é de R$ 38.

Vale lembrar que alguns passeios têm vagas limitadas e os ingressos esgotam rapidamente. Por isso, recomenda-se adquirir as entradas com antecedência, reservando o melhor dia e horário para a visita, no site www.turismoitaipu.com.br.

Moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros ao lago de Itaipu não pagam ingresso, mediante apresentação de documento com nome, que comprove residência, como título de eleitor, contas em geral, entre outros. É necessário realizar reserva através do telefone (45) 3576-7000 ou Whatsapp (45) 99131-9119. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante no nome dos pais.

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Foz tem o melhor saldo de geração de empregos do ano

Em ritmo de retomada econômica, os setores de serviço e comércio impulsionaram as contratações no município no mês de setembro

Foz do Iguaçu registrou o melhor saldo de geração de empregos de 2021 no mês de setembro. De acordo com o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta terça-feira (26) pelo Ministério do Trabalho e Previdência, no mês foram criadas 719 novas vagas de trabalho no município.

O setor de serviços, que inclui hotelaria, restaurantes e atrativos turísticos, foi o que mais contratou no período com a criação de 502 novas oportunidades de emprego. O comércio também contribuiu com o saldo positivo criando 195 vagas. Na indústria foram contratados 30 profissionais.

O saldo de setembro é mais que o dobro do registrado em agosto, quando foram geradas 342 vagas. Este é o quinto mês consecutivo com saldo positivo na geração de empregos na cidade. No acumulado do ano, já foram criadas 2.377 novas oportunidades formais de trabalho. Foram 21.570 admissões e 19.193 desligamentos entre janeiro e setembro.

No estado do Paraná, Foz do Iguaçu teve o quarto melhor saldo de geração de empregos. Entre as cidades que mais geraram empregos estão Curitiba (2.911), Maringá (1.014), Londrina (886), Foz do Iguaçu (719), Cascavel (676) e São José dos Pinhais (562).

“Os números de setembro demonstram que Foz está realmente à toda na retomada econômica, e a perspectiva é que os próximos meses sejam ainda melhores. Sabemos de muitos investidores interessados em vir para a cidade, devido às condições oferecidas, além das grandes obras estruturantes em desenvolvimento, com apoio dos governos federal, via Itaipu Binacional, e estadual. E, também, às melhorias que estamos fazendo em todas as regiões da cidade”, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

Recorde de vagas

No mês de outubro, a Agência do Trabalhador registrou o recorde de oferta de vagas com mais de 300 oportunidades disponibilizadas em um único dia. “Este é um número que nunca foi alcançado na Agência do Trabalhador desde 2008. Então, a gente espera que no próximo mês os resultados continuem se superando”, informa o Diretor da Agência, Luciano Castilha.

A variedade das oportunidades ofertadas está aumentando, com oportunidades para diferentes áreas como auxiliar de jardinagem, consultor de vendas, engenheiro mecânico, gerente operacional, entre outras. “Também contamos com o início das contratações temporárias para as festividades de fim de ano e que muitas vezes se tornam empregos definitivos”, acrescenta Castilha.

Retomada econômica

Segundo Castilha, a geração de empregos é reflexo direto da recuperação econômica do município. “É resultado de uma seria de ações, como a vacinação, a divulgação do Destino Iguaçu e o empreendedorismo. Acredito que é apenas o começo de uma superação de todos os setores da economia do município”, avalia.

Mesmo antes do período de alta temporada, o turismo já sentiu impacto da retomada do setor durante os feriados prolongados de setembro e outubro. Entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, a estimativa divulgada pela Secretaria Municipal de Turismo, Projeto Estratégicos e Inovação é de uma ocupação média de 74% das hospedagens, chegando a 100% em algumas categorias, como pousadas e hotéis de luxo.

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Prefeito de Foz apresenta no Ministério de Desenvolvimento Regional proposta de recapeamento das avenidas Cataratas, Paraná e Costa e Silva

Chico Brasileiro reuniu-se na terça-feira (26) com secretário-executivo do Ministério, Daniel Ferreira, para falar sobre a necessidade das vias do corredor de transporte de exportação e importação da Argentina

O prefeito Chico Brasileiro apresentou nesta terça-feira, 26, ao Ministério de Desenvolvimento Regional, a proposta de recapeamento asfáltico das avenidas Cataratas, Paraná e Costa e Silva. As três avenidas vias formam o corredor de transporte de exportação e importação da Argentina.

“O recapeamento se faz necessário e é urgente porque essas avenidas recebem o tráfego pesado dos caminhões que vêm ou seguem para a Argentina”, disse Brasileiro. O custo estimado das obras do recape nas três vias chega a R$ 20 milhões.

Brasileiro esclareceu que não se trata dos projetos de revitalização das avenidas que devem ser executados após a liberação do trânsito na Perimetral Leste, o que deve ocorrer somente no final do segundo semestre de 2022 ou início de 2023 até a conclusão das obras complementares (viadutos, trincheiras e interseções).

Na reunião com o secretário-executivo do Ministério, Daniel Ferreira, acompanharam Chico Brasileiro, o deputado Ricardo Barros, líder do Governo no legislativo federal; e os secretários Leandro Costa (Planejamento e Captação de Recursos) e José Elias Castro Gomes (Transparência e Governança).

“Explicamos ao secretário o ônus que a cidade carrega com o tráfego pesado dos caminhões que cruzam o centro de Foz do Iguaçu”, completou Brasileiro.

Pedido

Leandro Costa apresentou ao secretário os números da Receita Federal que apontam a movimentação de US$ 4,6 bilhões no porto seco e as cerca de 170 mil cargas despachadas em 2020, das quais uma parte as três avenidas. “Esses números implicam em um grande ônus ao Município como o risco de acidentes, problemas de trânsito com caminhões quebrados e, principalmente, o desgaste contínuo do asfalto das avenidas Cataratas, Paraná e Costa e Silva”.

“A prefeitura vem fazendo a manutenção constante do asfalto destas vias, mas entendemos que o governo federal deve contribuir com a manutenção necessária”, completou.

O prefeito destacou que o secretário Daniel Ferreira consentiu com a proposta de Foz do Iguaçu que agora vai formalizar o pedido de recursos ao Ministério. “É muito importante esse entendimento do governo federal que já contribui, de forma fundamental, com várias obras e equipamentos de infraestrutura em Foz”.

O deputado Ricardo Barros reforçou a importância de Foz do Iguaçu no cenário federal e a necessidade de aporte de recursos por parte do ministério para manutenção das três avenidas. “Solicitamos os recursos para recape das vias do município onde têm grande tráfego de caminhões para escoamento da produção e ônibus de turismo. Foz merece e tem meu apoio”, disse.

Economia, Geral,

Câmara dos Deputados aprova auxílio gás para famílias carentes

Matéria segue para sanção presidencial

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) a proposta que cria o Programa Gás para os Brasileiros, o chamado auxílio gás. A medida vai subsidiar o preço do gás de cozinha para famílias de baixa renda. O texto prevê que cada família receba, a cada dois meses, o equivalente a 40% do preço do botijão de gás. A matéria segue para sanção presidencial.

Serão beneficiadas famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo, ou que morem na mesma casa de beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O auxílio será concedido preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência. A preferência de pagamento será para a mulher responsável pela família.

Fonte de recursos

O programa será financiado com recursos dos royalties pertencentes à União na produção de petróleo e gás natural sob o regime de partilha de produção, de parte da venda do excedente em óleo da União e bônus de assinatura nas licitações de áreas para a exploração de petróleo e de gás natural. Além disso, serão utilizados outros recursos que venham a ser previstos no Orçamento Geral da União e dividendos da Petrobras pagos ao Tesouro Nacional.

A proposta mantém como uma das fontes de financiamento dessa ajuda a parte do montante que cabe à União da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-combustíveis), que passará a incidir sobre o botijão de gás de 13 quilos. O trecho havia sido retirado pelos senadores, mas foi retomado na votação desta quarta-feira.

Segundo o relator, deputado Christino Aureo (PP-RJ), o benefício terá um custo de cerca de R$ 592 milhões e poderá atender dois milhões de famílias do CadÚnico. Os valores que serão usados da alíquota adicional da Cide equivalem ao que o governo deixou de cobrar de PIS/Cofins, desde março deste ano. O pagamento será bimestral, por cinco anos, contados a partir da abertura dos créditos orçamentários necessários.

As informações são de Agência Brasil

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Ampliação do wi-fi na Prefeitura de Foz entrega melhor conectividade e mobilidade nos prédios públicos

São cerca de 80 pontos de conexão espalhados pelos prédios que irão permitir a conexão gratuita à rede municipal

A Secretaria de Tecnologia da Informação de Foz do Iguaçu ampliou a cobertura de internet em diversos prédios públicos da cidade. São cerca de 80 pontos de conexão divididos nas secretarias da Fazenda, Saúde, Turismo, Assistência Social, Meio Ambiente, Administração, Gabinete do prefeito, Complexo Fouad, Complexo Bordin, Guarda Municipal e Hospital Municipal.

O novo sistema permite o ingresso de visitantes que estiverem no raio de conexão.A solução possibilita ainda uma conexão mais rápida também aos servidores, que podem se conectar automaticamente após cadastrarem o mesmo login que utilizam nos computadores e não terem o trabalho afetado pela falta de internet ou lentidão nos serviços de dados. Para visitantes, a autenticação pode ser feita por meio de um código impresso (voucher).

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação, Rafael Sanches, o objetivo é entregar uma conexão de boa qualidade, segura e prover para os usuários do serviço uma experiência de cobertura mais ampla de sinal, pois, uma vez autenticado em uma das unidades, ao se deslocar para outra já estará conectado. Ele destaca ainda que a intenção é futuramente expandir a cobertura do sinal.

A operação é realizada através da Diretoria de Infraestrutura e Segurança da Informação. Segundo o supervisor da área, Renato Vieira Gomes, todos os equipamentos são gerenciados por um centro de comando, que orquestra e mantém a conexão ativa.

Ampliação da cobertura

Entre os beneficiados está a Secretaria de Segurança Pública, que ganhou 13 novos pontos de conexão, cobrindo toda a área útil e externa do prédio. O secretário municipal de Segurança Pública, Reginaldo Silva, falou sobre a importância desta solução.

“Estamos em um ponto que possui muitas antenas de rádio e televisão próximas umas das outras, o que dificulta a nossa conexão, como em salas que o acesso é quase nulo. Já começamos a sentir a diferença positiva no trabalho”, comentou o secretário de Segurança Pública.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná,

De olho no futuro, Itaipu aposta na parceria ambiental e de infraestrutura com o Paraná

O general João Francisco Ferreira, diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, destacou nesta terça-feira (26) que os investimentos em obras, infraestrutura, meio ambiente e proteção das bacias hidrográficas que alimentam o reservatório de água de 1.350 quilômetros quadrados seguirão na pauta de prioridades da empresa nos próximos anos. Ele também ressaltou a maior parceria da história com o Governo do Estado e investimentos que ultrapassam R$ 1,5 bilhão em ações com o Executivo e a Sanepar no Oeste e Noroeste do Paraná.

“O planejamento de investimento na nossa área de influência chega a R$ 2,5 bilhões (R$ 1 bilhão nas obras de modernização do sistema de Corrente Contínua de Alta Tensão de Furnas e R$ 1,5 bilhão em infraestrutura). O general Joaquim Silva e Luna firmou vários convênios de obras há muito aguardadas e estamos prosseguindo do ponto que estava quando cheguei, olhando para a execução desses contratos. São ações importantes para o Estado e para Itaipu Binacional em diversas áreas, uma parceria institucional que fortalece o Paraná”, disse Ferreira.

Segundo ele, esse pacote é parte da missão institucional da empresa na área de influência dos rios que desaguam no Lago de Itaipu e tem como meta o desenvolvimento regional, mas também é dirigida à preservação da vida útil do reservatório e contenção do assoreamento com uso inadequado do solo, o que prejudica a produtividade da transformação de uma queda de 100 metros de altura de água em energia elétrica para o Brasil e o Paraguai.

As afirmações foram feitas em um bate-papo do diretor-geral brasileiro com jornalistas de diversos sites especializados do setor elétrico e grandes veículos nacionais. A conversa teve como mote a renovação do Anexo C do Tratado de Itaipu, espécie de constituição que rege o acordo diplomático entre os dois países, o que pode indicar novos parâmetros para a geração e comercialização de energia, além dos reflexos da crise hídrica sobre Sul e Sudeste, o que vai limitar a produção da empresa a 68 milhões de megawatts/hora em 2021, uma vez que o Operador Nacional do Sistema (ONS) tem buscado mais das termelétricas.

Investimentos – Os investimentos em andamento no Paraná, disse Ferreira, envolvem obras em Foz do Iguaçu, onde fica a usina hidrelétrica, e em outras áreas da região, compreendida por 55 municípios paranaenses e um sul-mato-grossense. Os aportes financeiros têm como foco o desenvolvimento econômico e social da região, realidade espelhada na margem paraguaia, e os esforços para a criação de um corredor bioceânico multimodal conectando o Atlântico ao Pacífico, facilitando a integração da América do Sul.

Ele citou quatro intervenções em Foz do Iguaçu, todas com apoio do Estado: a ampliação da pista do Aeroporto Internacional Cataratas, transformando-a na maior do Sul; a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que já alcançou 71% de execução e deve ficar pronta em setembro de 2022; a perimetral leste, nova rodovia que vai da cabeceira da ponte até a BR-277; e a duplicação da Rodovia das Cataratas, que deve ter obras iniciadas em 2023.

Também apresentou detalhes das obras em execução nas demais regiões do Estado, como a duplicação da BR-277 e do Contorno Oeste, em Cascavel, a pavimentação da Estrada Boiadeira, entre Icaraíma e Umuarama, a nova sede do Batalhão de Fronteira em Guaíra, a Delegacia da Mulher e do Instituto de Identificação em Foz do Iguaçu e investimentos de mais de R$ 84 milhões em saneamento ambiental em 12 municípios.

“A relação com o Governo do Estado é muito profissional e transparente. A ideia é construir em parceria. Além disso, temos uma proximidade direta com os municípios para além dos royalties de exploração. Nossa área de influência é medida nas bacias hidrográficas que levam água ao reservatório. Fazemos a gestão de evitar qualquer agressão ao meio ambiente que produza resíduos. Água limpa é essencial para a produtividade da empresa ser preservada. Ou seja, esse trabalho no entorno está ligado com a produção de energia”, disse o diretor-geral brasileiro.

Leia mais em AEN

Destaques, Economia, Geral, Paraná,

Com nove meses de saldo positivo, Paraná cria 168,5 mil empregos em 2021

O Paraná completou o nono mês consecutivo com saldo positivo na criação de empregos com carteira assinada. O levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta terça-feira (26) pelo Ministério do Trabalho e Previdência, mostrou que o Estado abriu 15.059 vagas formais em setembro. O quantitativo fez com que resultado de 2021 chegasse à marca de 168.597 contratações, o quarto melhor desempenho do País, atrás apenas de São Paulo (786.628), Minas Gerais (290.082) e Santa Catarina (176.789).

“Mesmo com o abalo causado pela pandemia da Covid-19 e pela pior crise hídrica da história, o Paraná vive um bom momento, com paz política, desenvolvimento e geração de emprego e renda. O desempenho positivo registrado pelo Caged de setembro só reforça que o Estado está no caminho certo e que a retomada da economia está mesmo acontecendo”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

No acumulado dos últimos 12 meses, entre outubro de 2020 e setembro de 2021, o número é ainda mais robusto, com 219.477 postos de trabalho, novamente o quarto principal resultado do Brasil.

“São mais de R$ 80 bilhões confirmados em investimentos privados no Estado e tantos outros em negociação. Teremos um fim de ano muito positivo e a perspectiva de um 2022 ainda melhor, especialmente em razão do avanço da vacinação contra a Covid-19 em todo o Paraná e a consequente diminuição das medidas restritivas”, acrescentou Ratinho Junior.

O quantitativo de setembro, sétimo melhor do País, foi puxado pelo setor de serviços, com a abertura de 7.102 vagas, praticamente a metade de tudo o que foi criado no mês passado (47%). Na sequência, destaque para o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (4.633), indústria (3.336) e construção (434).

“A retomada está ocorrendo em todos os setores, com destaque agora para serviços e comércio, bastante prejudicados durante toda a pandemia”, disse o governador.

O saldo de empregos se manteve positivo durante todos os meses de 2021 no Paraná. Já com os ajustes mensais aplicados pelo Caged, foram 25.154 vagas abertas em janeiro, 41.388 em fevereiro, 10.549 em março, 9.697 em abril, 15.521 em maio, 15.478 em junho, 13.925 em julho, 21.826 em agosto e as 15.059 de setembro.

“São números consistentes ao longo do ano e que mostram que as políticas de intermediação e capacitação do Estado dão resultados”, afirmou o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Municípios – Dos 399 municípios paranaenses, 284 tiveram números positivos na geração de empregos em setembro, 71% do total. Em 21 o número de contratações foi o mesmo que de demissões e, nos outros 94, o saldo foi negativo. No acumulado do ano, o resultado nos municípios é ainda melhor: 93% deles (374) abriram mais vagas do que fecharam.

Curitiba liderou a abertura de postos de trabalho formais em setembro, com um saldo de 2.911 vagas. Foi seguida por Maringá (1.014), Londrina (886), Foz do Iguaçu (719), Cascavel (676), São José dos Pinhais (562), Toledo (424), Francisco Beltrão 403, Fazenda Rio Grande (399), Colombo (398) e Guarapuava (397).

País – O saldo do emprego com carteira assinada em setembro de 2021 no País ficou positivo em 313.902 postos de trabalho. No acumulado de janeiro a setembro de 2021, o resultado também é positivo, com mais de 2,5 milhões de novas vagas.

O setor de serviços foi o grande destaque de setembro, com a geração de mais de 143 mil novos postos de trabalho formais, distribuídos, principalmente, nas atividades de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (63.657). Destaque também para alojamento e alimentação (31.763), administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde e serviços sociais (18.141).

O segundo maior crescimento do emprego formal ocorreu na indústria, com saldo de 76 mil novos postos de trabalho formais. O comércio abriu mais de 60 mil postos. O setor de construção teve um saldo de 24,5 mil novas vagas formais de trabalho. No acumulado do ano até setembro, o País somou 2.512.977 postos formais de trabalho.

as informações são de AEN

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Empreendedores unem forças em núcleo territorial da ACIFI, com apoio do Sebrae e da UniAmérica

Empresários de diferentes setores estão unindo forças para promover o desenvolvimento de um bairro histórico de Foz do Iguaçu. O Núcleo Gastronômico e Cultural da Vila Yolanda nasce com o objetivo de encontrar soluções para os desafios em comum e potencializar as oportunidades do local.

O associativismo foi o caminho encontrado pelos empreendedores para definir e realizar as ações coletivas. O grupo conta com apoio da ACIFI (Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu), por meio do Programa Empreender, e do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

O Núcleo Gastronômico e Cultural da Vila Yolanda já tem a participação de mais de 20 empresários com negócios nas principais ruas e avenidas do bairro. “A ideia é unir gastronomia, entretenimento, cultura e arte”, afirmou o empresário Ralf Smaha, um dos entusiastas da proposta, que ressalta a parceria estratégica com a UniAmérica.

Entre os estabelecimentos que integram o grupo estão restaurantes e lanchonetes de diferentes especialidades, cervejarias, pubs, galeria de artes, empanaderia, restaurante vegetariano e confeitaria.

Desafios e oportunidades – O bairro tem registrado o fortalecimento e o surgimento de novos estabelecimentos comerciais. O desafio está na preservação da sua identidade sem fechar as portas para o aproveitamento do seu potencial econômico, sobretudo por causa da localização geográfica privilegiada: entre o centro e o corredor turístico da BR-469.

Para radiografar as oportunidades, os empresários do bairro participaram de um planejamento estratégico, em setembro, coordenado pelo Sebrae. Nos encontros, foram apontadas as necessidades e demandas em infraestrutura, ordenamento urbano e paisagístico – incluindo revitalização de espaços públicos, como as praças.

“O bairro tem se destacado de forma orgânica e natural, queremos agora impulsionar o crescimento”, completou Smaha. Outro propósito é atrair novos empreendimentos culturais, gastronômicos e de segmentos relacionados. “Com muita criatividade e disposição, podemos criar uma alternativa a mais para moradores e turistas”, finalizou o empresário.

O Núcleo Gastronômico e Cultural da Vila Yolanda está na fase de execução do planejamento estratégico. As reuniões são promovidas quinzenalmente (às quartas-feiras, às 15 horas) na sede da ACIFI e são abertas para convidados. Para mais informações, ligue para (45) 99954-0274 e fale com Ralf Smaha.

Economia, Educação, Foz do Iguaçu, Paraná,

Foz do Iguaçu recebe curso de formação de mulheres progressistas nesta quarta, 27

Foz do Iguaçu vai receber, nesta quarta-feira (27), a segunda etapa do curso de formação política para mulheres, promovido pelo Partido Progressista do Paraná. A atividade está programada a partir das 9h no Hotel Bourboun (Avenida das Cataratas). “A representação política de mulheres, por mulheres, infelizmente ainda é muito aquém, daí a importância deste evento”, diz a policial federal Bibiana Orsi, liderança feminina do partido no Oeste do Paraná.

Os encontros, denominada Cidades Excelentes, são organizados pelo Movimento Mulheres Progressistas 11, do projeto Fortalecendo o Futuro. A série, aberta em Curitiba, é liderada pela presidente estadual do PP, deputada Maria Victoria e reúne prefeitas, vice-prefeitas, vereadoras e novas filiadas. A ideia é oferecer ferramentas que contribuam em gestões municipais e as tornem mais modernas e eficientes.

“Esse é o maior evento de capacitação para progressistas. Estamos aqui para trocar experiências e dividir histórias para inovar e avançar”, afirmou Maria Victoria. Depois de Foz do Iguaçu, o curso será realizado em Maringá, Toledo e Londrina. A iniciativa quer aumentar o número de mulheres filiadas no Progressistas.

“Temos a participação de diversas gestoras que buscam trocar ideias e experiências para dar o seu melhor e atender as demandas da população”, afirmou a conselheira da Itaipu Binacional e ex-governadora do Paraná, Cida Borghetti. “São mulheres determinadas e com vocação para servir”, concluiu.

Representação baixa

Bibiana Orsi lembra que, na última eleição, 51,6% do eleitorado apto a votar eram mulheres. “Infelizmente a representação nas eleições municipais ficou muito aquém, não só em Foz, mas no Paraná e no Brasil. No Estado, somos representadas pela deputada Maria Vitória e temos uma liderança mulher fortíssima, que é a Cida Burghetti”, disse.

Ela informou que, na região, tem se encarregado do trabalho de liderança das mulheres. “Queremos mostrar que os progressistas não trabalham só em ano de eleição, estamos tentando formar novas lideranças, incentivar as mulheres a participarem do debate, se emponderarem como líderes das suas comunidades, em todos nichos que fazem parte – religiosos, educação, saúde, causa animal, segurança pública”.

Participação

Bibiana comentou que muitas lideranças já confirmaram participação do evento. Entre elas a líder da bancada feminina na Câmara de Foz, Anice Gazzaoui, das vereadoras Protetora Carol e Yasmin Hachem, do presidente Ney Patrício e a primeira-dama Rosa Maria Jerônymo. O ato também terá lideranças femininas da região.

“Isto tudo é fruto do nosso trabalho de articulação, mostrando que estamos todos os dias do ano trabalhando pelo crescimento da mulher”, ressaltou. Além de policial federal, Bibiana já foi professora, duas vezes candidata a deputada federal e outra a vice-prefeita. “Continuo na militância e acredito no trabalho de base”.

“Política não se faz só em ano eleitoral, e as mulheres têm que participar dessa transformação, de um modelo de política, onde não sejamos só objeto de política”, ressaltou. A intenção é garantir as mulheres condições de serem líderes determinantes das políticas sociais.

As informações são de GDia

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Destino Iguaçu será apresentado a investidores europeus do setor turístico em evento internacional

O Road Show Vbrata começa nesta segunda-feira, 25, e vai passar por quatro países europeus que possuem boa relação com Foz do Iguaçu

A Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu irá marcar presença em mais um importante evento para a divulgação dos atrativos e apresentação do Destino Iguaçu. A nova missão será no Road Show Vbrata, que começa nesta segunda-feira (25) e termina na próxima quinta-feira (28), nos principais centros emissores da Europa: Lisboa (Portugal); Madri (Espanha); Paris (França) e Frankfurt (Alemanha).

Promovido pela Visit Brazil Travel Association (VBRATA) e com o apoio da Embratur, o evento abrange os segmentos de lazer e corporativo, direcionado para profissionais de agências de viagens interessados em aprender mais sobre o Brasil e a oferta turística do País.

A organizadora oferece uma plataforma para operadores de turismo, secretarias de turismo, companhias aéreas e redes de hotelarias brasileiras entrarem em contato direto com o trade europeu.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, participar de eventos internacionais é fundamental para posicionar a cidade entre os principais destinos do mundo. “Esses agentes e operadores do turismo podem até conhecer a cidade pela internet, por exemplo, mas a impressão muda quando a apresentação do local é feita por um técnico da área, que conhece como ninguém o que de melhor temos a oferecer. É isso que buscamos a cada participação”, salientou.

Segundo o secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli, é cada vez mais necessário promover o Brasil, com informações de qualidade, além da divulgação de Foz como um local seguro, com mais de 80% da população já imunizada (com as duas doses da vacina ou dose única) contra o coronavírus.

“Neste momento de retomada do turismo é salutar para o Destino Iguaçu participar de eventos internacionais para se posicionar de forma competitiva, conseguir visibilidade e fortalecimento da imagem da cidade como destino seguro e preparado nos principais centros emissores de turistas europeus”, disse Angeli.

Importância do mercado europeu

Entre 2018 e 2019, houve um aumento de 20% no número de turistas provenientes da França, Alemanha, Espanha e Portugal em Foz do Iguaçu. Somente no ano de 2019, a cidade recebeu 103.693 visitantes desses países.

França, Alemanha e Espanha ocupam a 3ª, 4ª e 6ª, respectivamente, na emissão internacional de turistas, logo após Argentina e Paraguai, países limítrofes, e bem a frente de outros vizinhos do Mercosul, como o Uruguai e Bolívia.

Outro importante dado do mercado internacional está no Parque Nacional do Iguaçu. Conforme revelam os dados do ICMBio, quase 50% dos mais de dois milhões de turistas que visitaram as Cataratas do Iguaçu eram estrangeiros.

“Os países europeus têm um alto poder aquisitivo e moeda valorizada. São viajantes de longo percurso, o que implica em viagens prolongadas e de gasto maior. Estes turistas visitam os principais polos de turismo sul-americanos, e Foz do Iguaçu, neste contexto, é a cidade de ligação entre estes polos da América do Sul”, garante a diretora de Promoção, Marketing e Eventos, Cristiane Santos.