Browsing Category

Economia

Leia as últimas notícias sobre Economia no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Busão Foz, Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Geral,

Empresas de Foz e região começam a contratar no segundo semestre

Com avanço da vacinação, média de vagas abertas na Agência do Trabalhador quase dobrou em junho e julho

Empresas de Foz do Iguaçu e região já procuram a agência do trabalhador para auxiliar no recrutamento de novos colaboradores para a temporada de verão. Exemplos: um hotel de grande porte, uma rede de comida rápida e uma cooperativa agrícola processadora de alimentos.

A procura pontua a cidade entre as que mais criaram empregos nos últimos meses no Paraná. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, registra que Foz fechou maio com saldo positivo de 252 novas vagas contratadas. A mudança na curva começou simultaneamente à campanha de vacinação, que acelerou em junho e julho, com a chegada de doses extras.

O diretor de Empreendedorismo e Desenvolvimento Socioeconômico, Luciano Castilha, afirma que a seleção dos novos colaboradores do grupo de hospedagem e entretenimento deve começar na próxima semana. No encontro, a Agência do Trabalhador colocou à disposição, além da intermediação da mão de obra, a estrutura para realizar o procedimento.

“Recebemos a visita da equipe, que pediu para a próxima semana. Apresentamos a agência e estrutura que temos. A proposta é fazer as entrevistas na própria agência”, adiantou Castilha. As unidades do grupo hoteleiro estão localizadas na Avenida das Cataratas, próximo ao trevo de acesso da Argentina.

Outra boa notícia vem de uma nova unidade de fast-food que vai inaugurar nos próximos meses no centro de Foz do Iguaçu. O estabelecimento está com 38 vagas de empregos abertas para pessoas com ensino médio completo ou cursando. Não é necessário ter experiência no ramo, informa a Agência do Trabalhador, que já está recebendo interessados.

Oportunidades

Castilha afirma que a agência tem abertas oportunidades de trabalho em várias áreas (ver lista abaixo), resultado da parceria formada com empreendedores e grandes grupos empresariais e industrais. “As empresas utilizam a estrutura para fazer as entrevistas e seleção. Também temos agenda para futuras parceiras, sempre deixamos à disposição”, disse.

Algumas empresas, ainda segundo ele, utilizam a agência, mas não fazem o encaminhamento pelo local. “Mas não há problema. O que queremos é a criação de novos empregos”, ressaltou. Um exemplo citado é a empresa Quero Quero, que fez toda a intermediação da mão de obra através da agência, mas a contratação foi direta pelo departamento de recursos humanos.

“Várias empresas usam a estrutura da agência, a divulgação e acabam contratando e, nestes casos, os dados aparecem no Caged, não pela agência”, adiantou. “Nosso objetivo é fazer a intermediação da mão de obra”, reforçou Castilha.

Atendimentos

De janeiro a maio, com a chegada da segunda onda da pandemia, a Agência do Trabalhador teve uma média de 80 vagas abertas para 12 empresas – a Lar é a maior contratante. Em junho e julho, com a vacinação avançando e a redução dos indicadores de covid-19, a média de vagas abertas quase dobrou, chegando a 150 por 22 empresas.

Os interessados devem comparecer à Agência do Trabalhador, na Rua Xavier da Silva, 834, no Centro de Foz do Iguaçu, das 8h às 14h, com a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Abaixo a lista de vagas abertas nesta quarta-feira (28):

Açougueiro – Com experiência na função e Habilidade em cortes de carnes.

Açougueiro – Com experiência na função e Habilidade em cortes de carnes.

Açougueiro – Com experiência na função e Habilidade em cortes de carnes.

Ajudante de Serralheiro – Com experiência na função.

Agente de Saneamento – Realizar visitas nas residências, fazendo orientações e vistorias nas ligações de esgoto.

Armador – Com experiência na função.

Armador – Com experiência na função.

Atendente de Lanchonete. Perfil jovial. Ensino médio completo ou cursando.

Atendente de Lanchonete – Perfil jovial. PCD*

Auxiliar Administrativo – Ensino médio completo. PCD*

Auxiliar de Produção – Necessário experiência em esquadrias de alumínio e vidros.

Auxiliar de Produção – Com experiência em pedreira.

Auxiliar de Produção – Para o frigorífico LAR em Matelândia com idades entre 18 e 45 anos . Horário de trabalho no período da manhã (06hs ás 15:48 hs). *Ex-funcionários devem entrar em contato antecipadamente.

Auxiliar de Logística – Recepcionam, conferem e armazenam produtos e materiais em almoxarifados, armazéns, silos e depósitos.

Auxiliar de Manutenção – Com experiência na função. Ter curso de NR10 e NR33.

Borracheiro – Com experiência na função, vaga para trabalhar na região da vila C.

Carpinteiro – Com experiência na função.

Carpinteiro – Com experiência na função. Para trabalhar em obra de edifício.

Contador – Com experiência na função.

Copeiro de Hotel – Com experiência na função, ter disponibilidade e responsabilidade em cumprir horários.

Cozinheiro de Restaurante – Com experiência na função. trabalhar das 16h20 a 00h. Saber preparar pratos a la carte e porções.

Eletricista – Com experiência na função.

Eletricista – Com experiência na função.

Encanador – Com experiência na função.

Garçom – Com experiência na função.

Gerente de Restaurante – Com experiência na função. ensino superior completo ou estar cursando gestão de pessoas, A&b ou áreas afins.

Lavador de Automóveis.

Manutencista de Hotel – Trabalhar das 11h00 às 17h00.

Marceneiro – Com experiência na função.

Marmorista – Com experiência na função.

Mecânico de Veículos – Com experiência na função.

Montador – Montador de produção com experiência em esquadrias de alumínio e vidros.

Motorista Carreteiro – Com experiência na função e curso Mopp. CNH E*

Motorista Carreteiro – Com experiência na função. Para fazer o cruze.

Promotor de Vendas – Com experiência na função. Ensino médio completo. CNH A/B e veículo próprio. **

Promotor de Vendas – Com experiência na função. Ensino médio completo. Temporário.

Recepcionista Atendente – Ensino médio completo. Temporário.

Recepcionista Hotel Bilíngue – Com experiência na função. Saber falar inglês e ter CNH B*.

Salgueira – Com experiência na função.

Serralheiro – Com experiência na função.

Sushiman – Com experiência na função.

Vendedor de Comércio Varejista.

Vendedor de Serviços – Com experiência na função. Atender clientes presencialmente, por telefone, cadastrar, negociar e promover os serviços da empresa.

Vendedor Pracista – Ter boa comunicação. Realizar venda de plano de telefonia móvel.

Vendedor Pracista – Realizar vendas externas de serviços de energia solar. realizar prospecção de clientes e atendimento. Possuir veículo próprio e CNH.

Zelador – Com disponibilidade de horário para trabalhar sexta, sábado domingo.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Prefeitura de Foz do Iguaçu amplia investimentos na área rural

Entre as ações estão melhorias nas estradas, aquisição de alimentos da agricultura familiar, projeto da unidade Campestre e apoio aos produtores

Tradicionalmente, a Prefeitura de Foz do Iguaçu organiza todos os anos atos para celebrar o Dia do Colono (25 de julho) e o Dia do Agricultor (28 de julho). Devido à pandemia, este ano não foi possível realizar as grandes festas, caminhadas e passeios ciclísticos nas comunidades rurais de Foz.

Mas as atividades agropecuárias continuam tratadas como prioridade pelo Município, que vem atuando para melhorar a logística e promover desenvolvimento nas áreas rurais, a exemplo das melhorias nas estradas, ampliação da aquisição de alimentos da agricultura familiar, cessão temporária de equipamentos agrícolas e suporte aos pequenos agricultores.

“Por muitos anos, os moradores e produtores rurais ficaram no esquecimento do poder público. Buscando recuperar esse erro, desde 2017 estamos trabalhando com muito afinco para atender as antigas reivindicações dessas pessoas”, comentou o prefeito.

Uma das principais frentes é a facilitação da logística dos produtores. “Principalmente no que diz respeito a melhoria das estradas rurais, para que as produções possam ser escoadas com mais facilidade e para que as pessoas tenham acesso mais rápido à cidade, seja para ir à escola ou em busca de um atendimento médico”, comentou o prefeito Chico Brasileiro.

Unidade Campestre

Para facilitar ainda mais o acesso aos serviços de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou em junho a Unidade Campestre, projeto que leva atendimento médico, odontológico e de enfermagem às áreas rurais de Foz. A unidade móvel é equipada com consultórios e uma van, onde funciona a farmácia.

Além de facilitar o acesso dos cidadãos aos atendimentos essenciais, também é possível monitorar os indicadores de saúde da população, traçar estratégias para cada região e cadastrá-los para o acompanhamento na atenção básica.

Melhorias nas estradas

Nos últimos anos, mais de 30 km de estradas rurais com calçamento poliédrico receberam pavimentação asfáltica, através de uma parceria entre o Município e a Itaipu Binacional. Uma nova ação com o apoio do Governo do Estado está em curso para executar a pavimentação poliédrica da Rua Iguaraçu e Linha Keller, que funcionará como acesso alternativo ao aeroporto durante a duplicação da BR-469. Entre as vias que já receberam melhorias estão: estrada do Alto da Boa Vista, Argemiro Lemes, Itaboraí, Vera Cruz, República Argentina, Felipe Wandscheer, região do Lote Grande, entre outras.

Apoio aos produtores

Buscando fomentar e incentivar a agricultura familiar, o Município adquiriu nos últimos anos mais de R$ 5 milhões em alimentos destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE e ao Banco de Alimentos. Esses produtos são direcionados para o consumo nas escolas municipais, centros de educação infantil, centros escolas-bairro e entidades filantrópicas atendidas pelas secretarias de Assistência Social e Educação.

Está em tramitação uma nova compra de R$ 2,9 milhões. Além de garantir uma alimentação de qualidade aos munícipes, as compras contribuem para a geração de emprego e renda nas áreas rurais.

Outras ações de extrema importância desenvolvidas pelo Município são os apoios técnicos por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário. Conforme o diretor de agropecuária, Jhean Maran, o produtor pode buscar a orientação desde o início do projeto de determinada produção.

“Nós fazemos uma pesquisa a fundo para entender se esse produtor tem experiência e conhecimento. Se necessário, vamos atrás de todas as informações necessárias sobre o produto em questão, como, por exemplo, qual a melhor variedade para adaptação à região, qual melhor forma de condução da produção e cuidados com doenças e pragas”, explica Jhean.

Também são repassadas orientações referentes à situação do mercado, como valores e possibilidades de agroindustrialização. “A intenção é que haja o melhor aproveitamento e maior valor agregado da produção agrícola”, complementa.

A secretaria está localizada na Rua Marechal Floriano Peixoto, 1288, ao lado do Sindicato Rural. Através do telefone (45) 3521-9000 os produtores também podem tirar dúvidas.

Curitiba, Destaques, Economia, Política,

Curitiba libera funcionamento de atividades sem restrição de horário

Curitiba mantém bandeira amarela pela quarta semana consecutiva e passa a permitir o funcionamento das atividades sem restrições de horários, além de outras medidas menos restritivas

A decisão foi tomada pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) após avaliação positiva dos indicadores. A cidade mantém a nota 1,7, índice atingido pela primeira vez no dia 7 de julho.

As novas regras estarão no Decreto Municipal 1.210, que será publicado ainda nesta quarta-feira (28/7). O decreto começa a valer a partir da publicação e terá duração de três semanas, até o dia 18 de agosto.

“Nós entendemos que após 21 dias de estabilidade da nota e redução gradativa dos indicadores, podemos dar um passo à frente e diminuir as restrições de funcionamento das atividades”, esclareceu a secretária municipal da saúde, Márcia Huçulak.

O que muda

Após a avaliação dos dados da semana epidemiológica de 21 a 27 de julho, uma das definições foi permitir o funcionamento das atividades sem restrições de horários para abertura e fechamento, desde que seguidos os protocolos específicos de controle da pandemia.

Feiras de varejo e feirões podem voltar a ser realizados seguindo protocolos específicos e limitação de fluxo de pessoas.

Também houve a liberação de consumo de bebidas alcoólicas nas feiras de artesanato e livres, porém trata-se de uma exceção para esses espaços: o consumo de bebidas alcóolicas em demais locais públicos continua proibido.

O documento também libera a ampliação de público para casas de festas e recepções, que antes era de 50 pessoas e agora passou para, no máximo, 300 pessoas.

Essa ampliação também vale para eventos corporativos, que antes podiam receber até 100 pessoas. A limitação máxima, agora de 300 pessoas, deve respeitar a regra de 50% da ocupação do local. Com isso, só poderão receber o limite máximo de pessoas os espaços com capacidade de público acima de 600 pessoas.

Fim do toque de recolher

A taxa de ocupações dos leitos de UTI exclusivos para covid-19 segue em queda. Mesmo com desativação de leitos, a ocupação está em 65% nesta quarta-feira (28/7). Há uma semana, quando havia 19 leitos a mais, a taxa era de 68%.

O número de pessoas internadas em leitos clínicos também diminuiu, na semana anterior eram 323 pessoas internadas, hoje são 290.

A melhora expressiva no sistema de resposta hospitalar possibilitou o fim do toque de recolher, medida que foi adotada para reduzir a circulação de pessoas e os traumas por acidentes e violências nas ruas, dando fôlego para os serviços de saúde se concentrarem no acolhimento aos pacientes da covid-19.

Com mais de 50% da população imunizada com pelo menos uma dose da vacina anticovid e adoção dos protocolos de responsabilidade sanitária e social, Curitiba ,vive um cenário de estabilidade da pandemia.

O número de casos ativos segue caindo, segundo o último boletim diário. Nesta terça-feira havia 6.718 pessoas na fase ativa da doença, uma queda de 5,9% em relação há 14 dias. O número indica a quantidade de pessoas com capacidade de transmissão do vírus.

A média móvel de novos casos nos últimos sete dias está em 474, uma diminuição de 36,5% em relação há 14 dias.

Veja como ficam as principais atividades
Atividades suspensas:

  • Estabelecimentos destinados ao entretenimento, tais como casas de shows, casas noturnas e atividades correlatas;
  • Eventos esportivos com público externo;
  • Tabacarias;
  • Reuniões com mais de 300 (trezentas) pessoas, incluindo comemorações, confraternizações e encontros familiares, em espaços localizados em bens públicos ou privados;
  • Consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas, salvo em feiras livres e de artesanato.

Atividades com restrições

  • Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias, centros comerciais e shopping centers;
  • Atividades de prestação de serviços não essenciais, tais como escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais, floriculturas e imobiliárias;
  • Academias de ginástica e demais espaços para práticas esportivas individuais e coletivas;
  • Restaurantes, lanchonetes, panificadoras, padarias, confeitarias e bares;
  • Lojas de conveniência em postos de combustíveis;
  • Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues, e comércio de produtos e alimentos para animais;
  • Mercados, supermercados, hipermercados e lojas de material de construção;
  • Feiras livres;
  • Parques infantis e temáticos: sendo permitida apenas a utilização de equipamentos/brinquedos e espaços lúdicos com o distanciamento mínimo de 1,5 (um metro e meio) entre os usuários, em todas as direções, realizada a assepsia após o uso por cada pessoa ou grupo de pessoas, vedado o funcionamento de piscina de bolinhas;
  • Feiras de artesanato, teatros, cinemas, museus e circos;
  • Casas de festas e de recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet, e salões de festas em clubes sociais e condomínios: autorizado até 300 (trezentos) convidados, desde que seja respeitada a capacidade de ocupação de 50% da capacidade do local;
  • Eventos corporativos, de interesse profissional, técnico e/ou científico, como jornadas, seminários, simpósios, workshops, cursos, convenções, fóruns e rodadas de negócios: autorizado até 300 (trezentos) participantes, desde que seja respeitada a capacidade de ocupação de 50% da capacidade do local;
  • Mostras comerciais, feirões e feiras de varejo;
  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels deverão funcionar com até 70% (setenta por cento) da sua capacidade de público;
  • Nos parques e praças, fica permitida a prática de atividades individuais e coletivas ao ar livre, com uso de máscaras, observado o distanciamento social;
  • As igrejas e os templos de qualquer culto deverão observar a Resolução n.º 440, de 30 de abril de 2021, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, que regulamenta a realização das atividades religiosas de qualquer natureza;
  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels deverão funcionar com até 70% (setenta por cento) da sua capacidade de público;
  • Nos parques e praças, fica permitida a prática de atividades individuais e coletivas ao ar livre, com uso de máscaras, observado o distanciamento social;
  • As igrejas e os templos de qualquer culto deverão observar a Resolução n.º 440, de 30 de abril de 2021, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, que regulamenta a realização das atividades religiosas de qualquer natureza.

As informações são de Prefeitura Municipal de Curitiba

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Selina anuncia unidades em Foz do Iguaçu e Bonito

Ainda com foco nos contratos de arrendamento, o Selina adicionará, em novembro, dois empreendimentos. Enquanto um está em processos de finalização das reformas em Foz do Iguaçu, o outro, em Bonito (MS), está em fase inicial de retrofit. Ambos, de acordo com Flávia Lorenzetti, diretora executiva para o Brasil, representam a expansão da companhia no país.

“São destinos que contribuem com a ampliação do portfólio por aqui, nos colocando também em mais destinos de lazer. Além disso, temos o Nordeste em geral no radar com Ceará, Pernambuco e Bahia, bem como cidades como Camboriú (SC) e Gramado (RS) na região Sul”, explica.

Ainda segundo Flávia, a estratégia de manter o Selina forte nos empreendimentos arrendados está ligada a sua atuação mercadológica. Com know how voltado completamente a esse modelo, ela e o restante da diretoria veem como mais interessante explorá-lo o máximo possível. É assim que a experiência continua como foco principal da rede hoteleira.

“Já que estamos apostando em um modelo diferente, conciliando trabalho e destinos de experiência, não tem porque expandirmos desenfreadamente. O objetivo do Selina é manter a expansão mas sem deixar o DNA nômade digital de lado”, complementa a diretora executiva.

Selina: resultados

No momento, a rede hoteleira panamenha não tem operações fechadas no Brasil. Com a demanda reprimida se diluindo ao longo da imunização em massa da população, a executiva conseguiu identificar uma melhora gradativa nos índices — diária média, ocupação e RevPar, mas não especificou os dados positivos.

“A expectativa é que tudo se normalize a partir de outubro para nós. Os bons resultados no lazer (Florianópolis) e a volta dos resultados em grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, foram essenciais para mensurar a retomada geral. Além disso, a manutenção de uma diária média competitiva tem nos ajudados a manter o caixa equilibrado”, pontua Flávia.

O caixa, aliás, começa a registrar números melhores. Segundo a executiva, a contenção de custos em meio ao período mais complicado da pandemia e a parceria entre proprietários, fornecedores e o Selina fizeram com que os piores momentos fossem superados. No entanto, a tranquilidade deve ser maior entre novembro e dezembro.

“A perspectiva é que a receita, a partir de setembro, supere os níveis de 2019 frente mesmo período. Isso se deve à soma da vacinação, feriados prolongados por vvir e o verão.No entanto, a recuperação geral acontecerá somente em 2022″, conclui.

As informações são de Hotelier News

Economia, Foz do Iguaçu,

Há 36 anos em Foz do Iguaçu, W TEIXEIRA Corretora de Seguros vai ampliar atuação na fronteira

Impulsionada pelo sucesso do DAY Medical Center, a empresa passará a operar também no mercado imobiliário com a mesma transparência na condução dos negócios

A trajetória da W TEIXEIRA Corretora de Seguros na fronteira começou em 1985. A empresa foi fundada pelo atual diretor-presidente, Wanderley Bertolucci Teixeira. 

História – Wanderley nasceu em Canela (RS), foi criado em União da Vitória e aos 11 anos chegou a Cascavel (PR).

Em 1976, com o início da construção da Itaipu, marcando um novo ciclo de desenvolvimento de Foz do Iguaçu, o empreendedor veio para a tríplice fronteira para administrar o escritório e representar a Sul América Seguros, na época umas das maiores empresas do ramo no Brasil.

Não demorou muito para Wanderley fundar a W TEIXEIRA Corretora de Seguros, que logo se destacou pelo pioneirismo na comercialização de seguros residenciais, de automóveis, individuais e empresariais.

A base – Wanderley conta que sempre priorizou a transparência e a ética na condução dos negócios e que, dessa maneira, a empresa conquistou respeito no mercado de seguros, firmando um sólido relacionamento e passando a ser vista como uma corretora formada por uma equipe de profissionais altamente qualificados.

“Somos uma empresa familiar, mas sempre buscamos inovar, aprender e buscar as melhores práticas de gestão para oferecer resultados e produtos de qualidade aos nossos parceiros. São processos constantes de aperfeiçoamento, que envolvem toda a direção e também a nossa equipe”, diz.

Ampliação – Em 2020 a W TEIXEIRA Corretora de Seguros anunciou a sociedade com outras três empresas sólidas na região: a NBC Arquitetura, a Nastás e a Wust&Casarotto, de Cascavel. O objetivo é construir em Foz um empreendimento que pretende transformar a cidade em um hub da Saúde, o DAY Medical Center.

DAY Medical Center – O DAY Medical Center segue um padrão internacional, pensado para oferecer os melhores espaços aos clientes.

É um empreendimento focado exclusivamente nos profissionais da saúde que pretendem oferecer mais conforto e agilidade para os pacientes.

“A união aumenta as oportunidades e amplia as condições para o grupo alcançar aquilo que vem projetando. Estamos crescendo, modernizando, buscando novos mercados e, nessa trajetória, contamos com a experiência e com a credibilidade que já conquistamos. Afinal, é tempo de retomada e de crescimento”, afirmou Wanderley.

Ascom/W TEIXEIRA Corretora de Seguros

Colunistas, Destaques, Economia, Fabio Aguayo, Paraná,

Auxílio Emergencial do Paraná já distribuiu R$ 16 milhões e boa procura da gastronomia/entretenimento

Ajuda criada pelo Governo do Estado já sofreu mais de mil tentativas de fraudes, informa a Secretaria da Fazenda

A boa procura pelos recursos facilitados tem garantido o sucesso do programa de Auxílio Emergencial do Governo do Paraná, destinado aos micros e pequenos empresário. A linha de crédito tem registrado muita procura de empreendedores individuais que sofreram na pandemia do coronavírus, especialmente do setores de gastronomia, entretenimnento e eventos.

Importante destacar que metade dos valores destinados já foi retirado – algo em torno de R$ 16 milhões de um montante de R$ 32 milhões. De acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda, infelizmente também muita gente tentou se apropriar indevidamente dos recursos. Até o momento, foram bloqueadas mais de seis mil tentativas de fraudes.

Existe ainda algum tipo de bug que impede alguns beneficiados retirarem suas parcelas. “Em nossa ótica, a política de auxílio no Paraná veio em boa hora para muita gente. Mesmo sendo baixo, não é um valor a ser desprezado”, diz o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo.

Retomada

“Temos consciência de que não é o ideal, mas entendemos que para quem paga tem o sacrifício e para quem recebe, um tipo de consolação com todo o sofrimento”, ressaltou. Na avaliação da Abrabar, seria interessante que daqui para a frente, com avanço da imunização/vacinação, todas as atividades possam trabalhar na plenitude.

Principalmente em paz e na capacidade máxima e assim, “dependendo exclusivamente do seu trabalho, para seu sustento”, frisou. Ainda de acordo com Aguayo, recursos como este do auxílio emergencial, seriam então destinados às pessoas que estão na linha da miséria ou extrema pobreza, empurrados também pela Pandemia.

O presidente da Abrabar agradeceu ao governador Ratinho Jr e ao secretário da Fazenda, Renê Garcia Jr, que proporcionaram a viabilidade deste auxílio. “Toda ajuda é muito bem vinda para o nosso setor”, completou Aguayo.

Busão Foz, Economia, Foz do Iguaçu, Turismo,

Cataratas JL Shopping promove a segunda edição da Liquidação Relâmpago

Ação acontece entre os dias 28 de julho a 01 de agosto e terá descontos de até 90%

A última semana de julho reserva novidades no Cataratas JL Shopping. Entre os dias 28 de julho a 1º de agosto, acontecerá a “Liquidação Relâmpago”, onde várias lojas – inclusive na praça de alimentação – estarão com superdescontos de até 90%. Será a segunda liquidação do ano do shopping center. Com duração de cinco dias, os lojistas esperam atrair não só o público iguaçuense, mas também os turistas que vêm a Foz do Iguaçu especialmente para o mês de julho.

De acordo com o gerente de marketing do shopping center, Cleverson Gonzalez, a expectativa é de gerar incremento de até 30% nas vendas durante o período da liquidação, em comparação com os outros dias do mês. “O movimento nas lojas depende muito do tipo de produto e da oferta, mas pelos resultados das edições anteriores esperamos que a ação movimente bastante as operações e seja um sucesso”, explica.

Para deixar a liquidação mais atraente, o estacionamento no Cataratas JL é gratuito de segunda a sexta-feira das 12h às 14h por conta do período de férias. E ainda dá para ganhar mais três horas de gratuidade no estacionamento do shopping para quem fizer compras no supermercado. As principais ofertas estarão reunidas nas redes sociais do Cataratas JL Shopping através do @cataratasjl no Facebook e Instagram.

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sábado:

Lojas: Das 10h às 22h

Praça de Alimentação:

Das 11h às 22h

Domingos e Feriados:

Lojas: das 14h às 20h

Praça de alimentação:

Das 11h às 22h

Economia, Paraná, Política,

Projetos que amenizam os efeitos da crise hídrica aguardam votações na ALEP

Propostas de Requião Filho para autorizar descontos nas tarifas da Sanepar e de incentivo à captação da água da chuva seguem aguardando na fila da CCJ

O Deputado Estadual Requião Filho (MDB) apresentou em março deste ano, um Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a conceder descontos nas tarifas da Sanepar. A medida valeria sempre que houvesse reajuste nas recomposições tarifárias, de forma que o aumento seria apenas o equivalente a inflação do ano fiscal anterior. Porém, a proposta do PL 113/2021 ainda segue aguardando tramitação na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná.

De acordo com o boletim de inverno do Sistema Meteorológico do Paraná (SIMEPAR), as previsões para os próximos meses indicam poucas chuvas e frio intenso. Ou seja, além de pagar caro, o paranaense também deverá seguir com duras medidas para economizar água.

“Além da escassez de água e das consequências econômicas da pandemia, neste momento, o Governo precisa mais do que nunca ser parceiro da população e tomar uma providência. O paranaense está pagando caro. Portanto, caso haja a necessidade de novos reajustes, queremos que, ao menos, seja somente aplicado o índice da inflação, nada mais”, defendeu.

Requião Filho pontua também que os preços dos alimentos, gás de cozinha, do transporte coletivo, do combustível e de outros itens e serviços de primeira necessidade estão cada dia maiores e, infelizmente, não existe no horizonte uma contrapartida do Governo.

“São necessárias medidas econômicas urgentes, já que não será possível garantir a oferta de água no médio e longo prazo”.

Requião Filho também chamou a atenção para a falta de planejamento do Governo no que diz respeito a preservação das florestas, o que também garantiria o bom funcionamento do sistema hídrico.

“Quando a floresta está preservada, a água das chuvas infiltra no solo e alcança os depósitos subterrâneos, os lençóis freáticos e aquíferos, que alimentam as nascentes dos rios durante o ano todo, inclusive no período seco. Sem floresta, nosso solo fica desprotegido e a água tem mais dificuldade de recarregar esses depósitos, o que diminui a vazão dos rios na seca. Um bom planejamento poderia mudar isto”, completou.

Outra proposta do deputado que está parada há pelo menos 6 anos na Assembleia é o Projeto de Lei 314/2015, que incentiva a criação de mecanismos para captação de água da chuva pela população. Nesta ideia, há a criação de linhas de crédito através da Agência de Fomento para subsidiar a instalação de cisternas e projetos para aprimorar a coleta de água da chuva.

As informações são de Deputado Estadual Requião Filho.

Busão Foz, Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Turismo,

Festival das Cataratas já tem 85% dos espaços comercializados e planeja ampliação

Vacinação acelerada em Foz do Iguaçu deve alavancar os setores de turismo e eventos

Com o processo de vacinação acelerado em Foz do Iguaçu – que deve ser o primeiro destino turístico do País a vacinar 100% da população adulta – os organizadores do Festival das Cataratas estão otimistas para a tradicional Feira de Turismo e Negócios, que será realizada nos dias 1, 2 e 3 de dezembro.

O evento já tem 85% dos estandes comercializados e cogita ampliar o espaço da exposição para mais um pavilhão, mantendo os protocolos de biossegurança e distanciamento. No espaço, o público poderá conferir o que há de melhor em produtos e serviços nos diversos segmentos do turismo.

“Foz do Iguaçu vem apresentando vacinação acelerada e queda significativa na quantidade de casos, internações e mortes em consequência da covid-19. Isso nos enche de otimismo para celebrar no Festival esse novo momento do turismo”, destacou Mayara Angeli, diretora do Festival das Cataratas.

Ainda há espaços disponíveis para o evento. Informações sobre valores e condições de pagamento podem ser obtidas pelo e-mail comercial@festivaldascataratas.com ou pelos telefones (45) 3029-6603 e (45) 99958-0025.

Vacinação acelerada e turismo em alta

Como estratégia de controle da circulação de novas variantes, como a delta (indiana), Foz do Iguaçu e outras cidades de fronteira receberam um lote extra de imunizantes. Com isso, 79% da população adulta da cidade já foi vacinada com a primeira dose. A faixa atual está em moradores com 26 anos ou mais.

As doses extras devem acelerar a retomada do turismo, principal atividade econômica da cidade. O setor já demonstrava recuperação no fechamento do primeiro semestre, quando mais de 345 mil passageiros embarcaram ou desembarcaram pelo aeroporto de Foz. O fluxo foi 42,7% superior ao registrado no semestre anterior (entre julho e dezembro de 2020).

No último sábado (24) e domingo (25), as Cataratas do Iguaçu registraram o terceiro melhor final de semana do ano. Em números, 8.869 pessoas visitaram o atrativo.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Geral,

Pequenos negócios poderão prestar serviços à prefeitura de Foz do Iguaçu

Edital que será lançado nos próximos dias para seleção de pequenos prestadores de serviços tem como objetivo gerar renda para trabalhadores de várias atividades de Foz do Iguaçu

A Prefeitura de Foz do Iguaçu vai lançar nos próximos dias uma chamada pública para seleção de pequenos prestadores de serviços. O projeto, aprovado pela Câmara de Vereadores, autorizou o Município a credenciar os microempreendedores individuais (MEIs) para a oferta de pequenos serviços de obras e manutenção nos equipamentos públicos municipais.

“Esse chamamento público vai ajudar na conservação das escolas, postos de saúde e demais equipamentos públicos. Hoje temos dificuldade de contratar empresas para manutenção, já que o processo licitatório é muito complexo e por vezes dificulta a contratação de uma empresa local para ofertar esse tipo de serviço. Com essa regulamentação, a expectativa é sanar esse vácuo e empregar prestadores de serviços do município”, disse o secretário municipal de Administração, Nilton Bobato.

Foz do Iguaçu tem 19.276 microempreendedores e destes, mais de 2,5 mil oferecem serviços de manutenção como azulejista, pinturas em geral, carpintaria, eletricista, encanador, marcenaria e de outras atividades que podem ser feitas no dia a dia dos espaços públicos. A prefeitura estuda ainda a participação de micro e pequenas empresas no novo projeto.

“Lançar um edital para prestação deste tipo de serviço ao Município significa, principalmente agora, gerar renda para os trabalhadores de várias atividades em Foz do Iguaçu. É um reforço para a retomada econômica e mais oportunidades para os empreendedores, micro e pequenas empresas. Essa medida faz com que o recurso municipal fique na cidade, fortalecendo os pequenos negócios”, destacou o prefeito Chico Brasileiro.

MEI na Escola

Chico Brasileiro destaca ainda que esta medida vai ao encontro do programa “Pró Educação: MEI na Escola”, vencedor no Paraná do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor em 2019. Voltado à geração de empregos, o programa implantado em 2018 oferece oportunidades para pequenos empresários na prestação de serviços na rede pública de ensino.

“Essa colaboração é fundamental para estabelecer um novo ciclo econômico. O poder público contrata a mão de obra da cidade, incentiva o consumo e a compra no comércio local. Empreendedores, micro e pequenos empresários serão fornecedores de bens e serviços à prefeitura, e vamos oferecer ainda em parceria com o Sebrae, capacitação e orientação da central do empreendedor para que esses pequenos negócios cresçam e criem mais empregos,” disse Salete Horst, secretária municipal de Fazenda.

O atual projeto, segundo Salete Horst, oportuniza melhores condições de trabalho e mercado para o pequeno empreendedor.