Browsing Category

Economia

Leia as últimas notícias sobre Economia no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Brasil, Destaques, Economia, Mundo, Saúde,

Comissão aprova acordo de circulação de pessoas na fronteira entre Brasil e Paraguai

Quem tiver carteira especial poderá trabalhar nos dois países e acessar serviços, além de isenção na importação de bens para consumo próprio

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou acordo internacional da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul que autoriza os brasileiros e os paraguaios que moram na fronteira a trabalhar e exercer seus ofícios ou profissões no outro país desde que detenham a denominada “Carteira de Trânsito Vicinal Fronteiriço” (CTVF).

O texto está previsto no Projeto de Decreto Legislativo 765/19, que também garante aos portadores da CTVF, desde que haja reciprocidade, o acesso ao ensino público e ao atendimento médico gratuito nos serviços públicos de saúde nos dois países.

Essas pessoas também serão isentas do registro de declaração de importação e exportação, relativo às mercadorias e produtos de subsistência: alimentação, higiene pessoal, limpeza e uso doméstico, medicamentos prescritos por receita médica, peças de vestuário, calçados, livros, revistas e jornais destinados ao uso e consumo pessoal e da unidade familiar.

A responsabilidade pela emissão das Carteiras de Trânsito Vicinal Fronteiriço será do país que acolhe o estrangeiro, que poderá exigir dos solicitantes documentos e certidões adicionais para fins de controle migratório.

O relator do projeto, deputado José Rocha (PL-BA), destacou que o texto fecha o ciclo brasileiro na construção de rede de acordos dessa espécie com os membros constitutivos do Mercosul, favorecendo o processo de integração regional.

“O compromisso internacional em exame aprofunda as relações bilaterais com o Paraguai, está em conformidade com os propósitos do Mercosul, bem como se amolda aos princípios constitucionais que regem as relações internacionais do Brasil”, disse.

Tramitação

A proposta já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e seguirá para votação em Plenário.

As informações são de Agência Câmara de Notícias

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Foz do Iguaçu irá abrigar um dos maiores aquários do mundo

AquaFoz, que será um dos maiores aquários de água doce do mundo, com 3,5 milhões de litros, em uma área construída de 23 mil metros quadrados; empresário do ramo hoteleiro comenta impactos de construção para o turismo local.

A cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, se prepara para ganhar uma nova atração turística, que se somará a outros redutos que costumam atrair milhares de turistas, como as Cataratas do Iguaçu, o Parque das Aves e o Museu de Cera. Trata-se do AquaFoz, que será um dos maiores aquários de água doce do mundo, com 3,5 milhões de litros, em uma área construída de 23 mil metros quadrados, a ser edificado na entrada do Parque Nacional do Iguaçu, ao lado do Centro de Visitantes. A expectativa é de que a obra seja finalizada em 2023, gerando até 300 empregos diretos.

Com o aporte de cerca de R$ 100 milhões por parte do Grupo Cataratas, o aquário funcionará como um centro de educação, pesquisa e conservação dos ecossistemas das bacias dos rios Paraná e Iguaçu. “É mais um grande investimento em Foz, com impacto na geração de emprego e no desenvolvimento da cidade. E, claro, novo atrativo para segurar o turista em Foz, para que ele gaste o dinheiro no comércio e nos diversos pontos turísticos oferecidos pelo município”, afirmou o governador do Paraná Ratinho Junior, ao lado de representantes da empresa responsável pela obra, na ocasião do anúncio do empreendimento, no início de novembro.

Continue lendo em Terra

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Campos Gerais segue exemplo de Foz do Iguaçu e quer se tornar destino halal

Associação dos Municípios da região assinou nesta quarta-feira (08) protocolo de intenções com a CDIAL Halal e Câmara de Comércio Árabe-Brasileira

Foz do Iguaçu, como município pioneiro do Brasil a iniciar um processo para se tornar um destino turístico halal, ou seja, que atenda às necessidades dos muçulmanos, participou nesta quarta-feira (08) da reunião da Associação dos Municípios dos Campos Gerais, em Ponta Grossa, que assinaram com a CDIAL Halal e com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB) protocolo de intenções de fomento ao turismo árabe-muçulmano na região.

Atualmente, Foz vem avançando nas tratativas do protocolo e conta com um grupo de trabalho no Conselho Municipal de Turismo (Comtur) dedicado à efetivação do documento, assinado na Expo Dubai 2020 pelo prefeito Chico Brasileiro, pelo governador Carlos Massa Junior e por representantes da CDIAL Halal e CCAB.

Além de prefeitos e lideranças da região, o evento teve a participação do secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. Ele apresentou o potencial da agropecuária paranaense, setor que representa cerca de 34% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, e destacou que o Paraná tem interesse em ampliar a relação com esse público.

O potencial dos Campos Gerais no mercado halal reflete a importância da região na área agropecuária e também da atividade turística. O mercado voltado aos muçulmanos nos Campos Gerais pode abranger químicos, armazéns, heparina, mel, pimenta, gelatina e colágeno. “Toda a cadeia é importantíssima”, ressalta Ali Saifi, CEO da certificadora halal que também esteve presente no encontro.

Segundo o State of the Global Islamic Economy, em 2019, mais de 200 milhões de muçulmanos viajaram pelo mundo, representando 12% dos 1.66 trilhões gastos em viagens pelo mundo. A iniciativa de Foz do Iguaçu e agora também dos Campos Gerais representa uma grande oportunidade de colocar o Brasil na rota destes turistas.

Também participaram do encontro o diretor de Assuntos Internacionais de Foz do Iguaçu, Jihad Abu Ali, representando o município; a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt; o prefeito de Castro e presidente da Associação de Municípios de Campos Gerais, Moacyr Fadel; e empresários locais.

Brasil, Economia, Mundo,

Índia supera Brasil como maior fornecedor de alimentos para árabes após 15 anos

É o que mostram dados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira

A Índia ultrapassou o Brasil nas exportações de alimentos para a Liga dos Estados Árabes pela primeira vez em 15 anos, um reflexo da pandemia de Covid-19 que atrapalhou os fluxos comerciais em 2020, segundo dados da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira obtidos pela Reuters na terça-feira (7/12).

O mundo árabe está entre os mais importantes parceiros comerciais do Brasil, mas a distância desses mercados cobrou seu preço, pois a crise sanitária causou falta de contêineres e prejudicou o transporte marítimo, afetando especialmente a movimentação de produtos perecíveis.

O Brasil respondeu por 8,15% do total de produtos do agronegócio importados pelos 22 membros da Liga no ano passado, enquanto a Índia capturou 8,25% desse comércio, encerrando a liderança do Brasil de 15 anos, mostram os dados.

Continue lendo em Globo Rural

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde, Turismo,

Prefeitos do Oeste do Paraná se reúnem em Foz nesta sexta-feira (10), para dialogar sobre a sustentabilidade no Estado

O evento incentiva a participação dos municípios no compromisso global de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU)

Nesta sexta-feira, 10, prefeitos e gestores que compõem a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP), estarão em Foz do Iguaçu para debater a implementação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).

O encontro com o tema “Estratégias para o desenvolvimento local sustentável das cidades do Paraná”, irá tratar sobre ações desenvolvidas pelo Governo do Estado em prol dos ODS, com o objetivo de apoiar os municípios do Paraná no processo de construção de cidades mais justas, inclusivas e sustentáveis, por meio da implementação dos ODS.

O evento será no Centro de Educação Ambiental do Iguaçu (CEAI), Avenida República Argentina, nº 531, a partir das 10h. As atividades preveem ainda a oferta de novas ferramentas e metodologias para apoiar os municípios na aplicação da Agenda 2030, além da cerimônia de adesão ao Programa Cidades Sustentáveis.

No encontro, prefeitos e gestores municipais da Amop serão convidados a aderirem ao Programa Cidades Sustentáveis e à Estratégia ODS por meio da assinatura da carta compromisso. A partir da adesão,os municípios terão acesso gratuito a diversas ferramentas, metodologias e funcionalidades que integram a Plataforma Cidades Sustentáveis, contempladas em módulos como Planejamento Urbano Integrado, Colaborações do Setor Privado e da Academia, Financiamento e Gestão Orçamentária e Participação Cidadã, entre outros.

A organização é feita de forma integrada pela Prefeitura de Foz do Iguaçu; Frente Nacional de Prefeitos (FNP); Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Governo do Estado do Paraná (Cedes); Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado do Paraná (Sedu); Paranacidade; Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e Programa Cidades Sustentáveis (PCS).

Destaques, Economia, Justiça, Paraná,

Com aumento do ICMS, Paraná vai na contramão do combate ao cigarro ilegal

O alerta é de entidades empresariais e organizações de combate ao contrabando e pirataria, que pedem uma audiência com o governador

O governador Ratinho Junior encaminhou projeto de lei à Assembleia Legislativa, reajustando o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o setor fumígeno no Paraná. Na expectativa de criar uma fonte confiável para o auxílio-alimentação dos policiais, o Estado está indo na contramão do combate a venda ilegal e ao contrabando do produto.

O alerta é de entidades empresariais e organizações de combate ao contrabando e pirataria, que pedem uma audiência com o governador, antes do Projeto de Lei 747/2021 ir a votação, na terça (14/12). Além de representar um perigo extra à saúde pública, o reajuste vai implementar o mercado ilegal de cigarros falsificados no Paraná.

Em 2019, esta prática chegou a 77%, baixando para 66% em 2020 devido a pandemia do covid e ao fechamento das fronteiras terrestres do Paraguai e Argentina. Os números confirmam que somos um dos Estados com maior índice de ilegalidade, frequentemente corredor de entrada do contrabando, dizem as entidades e organizações.

Com a reabertura das fronteiras, está voltando ao normal e a tendência é superar 2019. O alerta integra um manifesto reunindo diversas entidades empresariais, públicas e organizações de combate ao contrabando e pirataria. “É contraproducente aumentar o tributo, porque vai representar perda de receita no Estado”, dizem.

Guerra entre estados

Não será uma  fonte de financiamento confiável para o auxílio-alimentação dos militares, que está sendo discutido no projeto. Além disso, é importante levar em consideração a situação do Paraná e Santa Catarina. Nosso Estado hoje tem alíquota de 27% e 2% de FECOP, totalizando 29% de ICMS. Santa Catarina pratica 25%, sem FECOP. 

Aumentar essa diferença só vai prejudicar a arrecadação aqui, já que grande parte das compra dos varejistas pode migrar para o estado vizinho. O caso do Paraná encontra situação similar entre o Distrito Federal (DF) e Goiás, quando o DF decidiu reduzir o ICMS de cigarros após aumentar o ICMS além do ponto de equilíbrio para compensar as perdas com o que entrava do Estado vizinho. 

Para efeitos de projeção, até outubro de 2021, estima-se que SC, com alíquota de 25%, tenha tido um crescimento de arrecadação de 30%, versus o mesmo período. Já o Paraná, com alíquota de 29% (27% de ICMS e 2% de FECOP), teve crescimento de apenas 1% versus 2020, tendo vindo de anos de queda de arrecadação. 

“Está claro que a solução não é aumentar o ICMS sobre cigarros. Além disto, esta estratégia tem o potencial de diminuir a arrecadação, não gerando a receita esperada”, afirma o manifesto. Por fim, e não menos importante, o contrabando financia o crime organizado. 

O projeto, cuja justificativa é para pagar auxílio alimentação às forças policiais, é contraditório, uma vez que vai impulsionar o contrabando com o aumento de tributos gerando mais sobrecarga para as forças de segurança. A mobilização continua aberta para outras entidades e organizações.

Assinam o pedido de audiência com o governador:

  • AMPROTABACO – Associação dos Municípios Produtores de Tabaco
  • ABIFUMO – Associação Brasileira da Indústria do Fumo
  • ETCO – Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial
    Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade
    Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA)
  • ABRASEL – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes
  • ABRABAR – Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas
Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Parquímetros em Foz do Iguaçu começam a ser retirados nesta quinta-feira (09)

Mudança antecede a implantação do novo sistema de Estarfi, muito mais ágil para os usuários e econômico para o município

A partir desta quinta-feira (09), os parquímetros do estacionamento regulamentado de Foz do Iguaçu (Estarfi) começam a ser removidos, para dar lugar a um moderno sistema operado por aplicativo de celular, com maior agilidade nos pagamentos e menos oneroso ao município.

O Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans alerta que, no período que antecede a implantação do novo sistema, continuará valendo a rotatividade das vagas, com duração máxima de duas horas. As orientadoras do Estarfi estarão nas ruas fiscalizando e também orientando os usuários sobre o novo modelo, que será implementado no início de 2022.

As notificações aplicadas até esta quarta-feira (08) poderão ser pagas dentro de sete dias úteis, da forma como já vinham sendo cobradas. Os pagamentos podem ser efetuados para as orientadoras ou na sede do Estarfi (Avenida Juscelino Kubitscheck, 337 – Centro).

Os créditos dos usuários para estacionamento serão automaticamente migrados para o novo sistema. Aqueles que utilizam o atual aplicativo – Vago – também podem solicitar a devolução dos créditos pela plataforma.

Novo modelo

Está em andamento a contratação de empresa que fará a operação do novo Estarfi, que será operado por aplicativo de celular e terá também o apoio de estabelecimentos comerciais como pontos de venda de crédito aos usuários do serviço.

Os condutores poderão fazer a compra utilizando moedas e cédulas, além de cartão de crédito ou débito ou pix. “O novo Estarfi irá contribuir com a retomada econômica em Foz do Iguaçu de duas formas, tanto aumentando a rotatividade nas vagas e, consequentemente, facilitando o maior fluxo no comércio, como aumentando o movimento com as pessoas que irão comprar créditos e podem conhecer as lojas e, quem sabe, fazer compras”, afirma o diretor superintendente do Foztrans, Licério Santos.

O novo sistema vai garantir uma maior taxa de respeito à rotatividade nas vagas de trânsito regulamentado, que hoje é de aproximadamente 35%. “Isto significa que mais de 60% das pessoas que estacionam, deixam o tempo que querem e vão embora, uma vez que não temos capacidade de fiscalização, isso prejudica os comerciantes”.

Avanços

Os parquímetros usados nas últimas três décadas são onerosos para o Município tanto na questão da manutenção, como também foram muitas vezes alvo de vandalismo. Eles serão substituídos pela tecnologia OCR – de reconhecimento óptico de caracteres. Além de medir o tempo em que estão nas vagas, o modelo também será capaz de identificar placas de veículos furtados e roubados e, automaticamente, acionar a polícia.

A aplicação das notificações seguirá no mesmo formato, explica Licério. “Não será aplicada a multa de trânsito diretamente, pois continuará sendo emitido primeiramente o aviso de irregularidade para pagamento dentro de sete dias, como é feito hoje”, frisou.

Nas cidades onde é feita a validação e fiscalização embarcada com OCR, a taxa de respeito, segundo os estudos, é acima de 80%. Entre os exemplos de municípios analisados em busca de subsídios para pensar melhor a nova modalidade para Foz do Iguaçu estão Ponta Grossa, Maringá e Curitiba.

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Agência do trabalhador itinerante vai levar oportunidades de emprego para moradores do Bubas nesta quinta-feira (9)

Nesta quinta-feira, 9, a Agência do Trabalhador de Foz do Iguaçu irá montar um posto de trabalho para facilitar a procura por emprego dos moradores da região do Bubas. As equipes estarão na Associação de Moradores do bairro, Rua João XXlll, L:56 C:09, a partir das 9h até as 12h.

A ação visa levar todas as mais de 200 vagas da agência diretamente aos moradores, de forma gratuita e fácil. A empresa Lar Cooperativa Agroindustrial também estará no local com a equipe de RH para realizar entrevistas e encaminhar as contratações.

“Por vezes, os interessados não nos procuram até mesmo por estarem sem o dinheiro do transporte, então essa oportunidade pode ser essencial, pois daqui eles já serão encaminhados para a entrevista”, diz o diretor da agência, Luciano Castilha.

Economia, Foz do Iguaçu, Geral,

Prefeitura de Foz do Iguaçu convoca novos estagiários aprovados em processos seletivos

Estudantes devem se apresentar nesta quarta e quinta-feira junto à Diretoria de Gestão de Pessoas, no horário determinado no edital

A Prefeitura de Foz do Iguaçu está convocando 76 estagiários do ensino médio e nível superior aprovados nos Processos Seletivos nº 001/01/2021 e 002/01/2021 a comparecer junto à Diretoria de Gestão de Pessoas, localizada na Praça Getúlio Vargas, nº 280 (anexo à sede da prefeitura) para apresentação dos documentos.

Os estudantes deverão se apresentar nesta quarta e quinta-feira (08 e 09/12), conforme os horários determinados no edital, das 8h30 às 14h30. São acadêmicos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Ciências da Computação, Administração, Direito, Turismo, Publicidade e Propaganda, Farmácia, Serviço Social e Nível Médio.

Os candidatos devem apresentar os seguintes documentos: Carteira de Identificação – RG (original e fotocópia); Cadastro de Pessoa Física – CPF (original e fotocópia); Carteira de Vacinação (original e fotocópia); Declaração de matrícula escolar (original e fotocópia) expedida há no máximo 60 dias. Os estudantes que se declararam baixa renda devem comprovar esta condição no ato da convocação, através do Cadastro Único (CadÚnico).

O chamamento foi publicado nesta segunda-feira (06) no Diário Oficial do Município e pode ser acessado através do link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/pdf-5068&diario.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 45 2105-1436, na Divisão de Estágio da Prefeitura.

Economia, Paraná,

Nota Paraná libera créditos nesta quarta-feira e sorteia R$ 5 milhões na quinta

A secretaria estadual da Fazenda libera nesta quarta-feira (8) os créditos do Nota Paraná para os consumidores que solicitaram o CPF na nota nas compras do mês de setembro. Serão liberados R$ 24,9 milhões, sendo R$ 22,4 milhões para consumidores com CPF identificado e R$ 2,4 milhões para entidades sociais cadastradas.

Essa é a última chance de se tornar milionário (a) pelo programa em 2021. O sorteio de dezembro do Nota Paraná acontece nesta quinta-feira (9) a partir das 9h30min, ao vivo pela página da Secretaria da Fazenda no Facebook.

Serão sorteados R$ 5 milhões em prêmios de R$ 10, R$ 10 mil, R$ 200 mil e o prêmio máximo, de R$ 1 milhão. Já as entidades cadastradas sem fins lucrativos que contribuem para assistência social, educação, saúde e geração de emprego no Estado concorrem a valores de R$ 100 e R$ 20 mil.

Os créditos – O cálculo do crédito de cada nota fiscal é feito sempre no terceiro mês após a compra. Por exemplo, as compras efetuadas em dezembro/2021 serão calculadas em março/2022, e assim sucessivamente. Esse é o prazo para as informações necessárias para que o cálculo dos créditos, tais como o recolhimento do imposto pelo estabelecimento comercial, as notas fiscais com o CPF ou as doadas para as instituições sociais, cheguem à Secretaria da Fazenda.

Para acumular créditos basta pedir CPF na nota. Após a liberação pela Sefa, o consumidor poderá selecionar uma das opções de utilização dos créditos disponíveis no sistema – transferência para a conta-corrente ou abatimento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Após 12 meses, os créditos do programa são automaticamente cancelados. É importante que os contribuintes transfiram os valores para o IPVA ou para conta bancária para que possam utilizar a quantia disponível.

Bilhete em dobro – O consumidor que colocou CPF na nota fiscal na hora de abastecer o veículo durante o mês de setembro concorre aos sorteios desta quinta com bilhetes em dobro. A cada R$ 200 em notas fiscais geradas nos postos de combustíveis, o contribuinte terá direito a dois bilhetes. Nos demais estabelecimentos vinculados ao programa, cada R$ 200 em notas fiscais com CPF identificado continua gerando um bilhete.

Paraná Day – O Programa Paraná Pay, que também promove sorteios mensais, vai liberar os créditos para uso exclusivo nos estabelecimentos credenciados. A cada mês serão distribuídos 8 mil prêmios de R$ 100, totalizando R$ 800 mil. Os contribuintes que fizeram o aceite do Paraná Pay concorrem em ambos os programas. O uso dos valores é para serviços voltados ao segmento do turismo.

Doação – Os consumidores também podem optar por pedir e doar a entidades sem fins lucrativos. O Nota também destina valores para as entidades sociais cadastradas no programa e indicadas pelos cidadãos. Em 2021, somente para as entidades foram distribuídos R$ 26,4 milhões com os sorteios mensais que ajudaram 1.525 instituições da sociedade civil nas áreas de assistência social, saúde, defesa e proteção animal, esportiva e cultural. As doações podem ser feitas através do depósito da nota fiscal em uma urna da própria entidade ou através do aplicativo do Nota Paraná.

As informações são de AEN