Browsing Category

Geral

Geral, Paraná,

Romanelli destaca atuação do Congresso Nacional contra a venda da Repar

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta segunda-feira, 28, a decisão da Câmara dos Deputados e do Senado Federal na defesa das refinarias da Petrobras, entre elas a de Repar no Paraná. O Congresso Nacional, em documento enviado ao STF, se colocou contra a venda das refinarias pelo governo federal.

Romanelli diz que a venda da refinaria vai provocar desemprego, além de transferir um patrimônio dos brasileiros para a iniciativa privada. “Sou inteiramente contra a venda de uma refinaria que é lucrativa e que pertence ao povo do Paraná e do Brasil. A Repar é nossa e deve continuar nas mãos do povo brasileiro”, disse.

O deputado é contra também à venda da usina do xisto em São Mateus do Sul. Mais de sete mil trabalhadores podem perder seus empregos. Na Repar, na cidade de Araucária, são 3,4 mil empregos (772 diretos e 2,6 mil indiretos). E na usina do xisto são mil empregos diretos e outros três mil indiretos.

Reanálise

O documento encaminhado Supremo Tribunal Federal pelos deputados e senadores pede que os ministros avaliem a decisão e impeçam a negociação de oito refinarias da Petrobras. Os parlamentares defendem uma reanálise do programa de privatizações das unidades que ainda não chegou a ser discutido em nenhuma das Casas.

“As negociações já estão avançadas, mas é importante que o STF mantenha um posicionamento imediato, antes que a Petrobras conclua a venda”, apela Romanelli.

Os ministros Edson Fachin (relator do processo), Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello votaram contrário à venda da Repar e de outras refinarias da Petrobras. Os deputados temem que as refinarias sejam vendidas, antes da decisão final do STF.

Unidades

A Petrobras adiantou que a venda das unidades de refinaria, a da Repar pode ocorrer na primeira fase e a Usina do Xisto, na segunda.

A Repar é responsável por 12% da produção nacional de produtos derivados do petróleo e a segunda maior refinaria da Petrobrás em volume produzido, atende além do Paraná, os estados de Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul, além de exportar através dos Portos de Paranaguá e São Francisco do Sul (SC).

A usina do xisto tem a capacidade de produzir seis mil barris por dia de materiais como óleo combustível, GLP, nafta e enxofre para fertilizantes, produtos para a pavimentação, cimento, asfalto, cerâmica e insumos agrícolas. A primeira unidade da usina entrou em funcionamento em 1972 e a segunda em 1991, e, por conta da importância da usina, a BR-476 que liga Curitiba a União da Vitória, passando por Araucária e São Mateus do Sul, foi batizada de Rodovia do Xisto.

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Presidente do Paraguai confirma que data para reabertura da Ponte da Amizade será definida nesta semana

Em visita ao departamento de Guairá, nesta segunda-feira (28), o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, informou que vai marcar esta semana, junto como presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, a data para a reabertura das áreas de fronteira.

Benítez disse que esteve conversando com o presidente Bolsonaro e nesta semana será definida a data de abertura das passagens de fronteira com o Brasil, como é o caso de Ciudad del Este, Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero.

Ele pediu aos moradores das cidades fronteiriças que sejam responsáveis e ajudem a evitar a propagação do vírus na retomada.

O Presidente do Paraguai afirmou que as taxas de infecções e mortes por Covid-19 permanecem positivas em comparação com outros países da região. Disse também que as medidas adotadas pelo Governo e a consciência dos cidadãos desempenharam um papel fundamental para salvar vidas e recuperar a economia.

“Os países que não tomaram medidas drásticas no início, sentem os reflexos na vida e na economia. Com certeza cometemos erros, mas algo foi bem feito porque na economia e nas questões de saúde, estamos melhores que toda a região”, comentou o Presidente. 

Protocolo

Marito pediu que os protocolos de saúde sejam cumpridos para que a economia seja retomada e que as empresas continuem operando. Ele ressaltou que assim que todas as áreas forem retomadas, haverá números bem melhores do que os registrados atualmente.

“Tudo isso não depende do presidente, depende das pessoas que devem respeitar os protocolos para continuar avançando e para que o Paraguai continue sendo um exemplo”, comentou.

Por: Rádio Cultura

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Detran volta a atender por agendamento em Foz do Iguaçu nesta segunda-feira, 28

Atendimentos agendados para a última sexta-feira foram cancelados após um servidor testar positivo para Covid-19.

A 16ª Ciretran (Detran) de Foz do Iguaçu voltou a atender o público por agendamento nesta segunda-feira (28). O trabalho foi interrompido na última sexta-feira após um funcionário testar positivo para a Covid-19.

Quem tinha atendimento marcado para a sexta-feira, o horário será reagendado automaticamente e o cidadão informado por mensagem, informou o chefe da Ciretran na cidade, Alexandre Freire.

O órgão realizou o teste de Covid-19 nos demais funcionários e todos testaram negativo. O servidor positivado segue em isolamento domiciliar.

Através do site www.detran.pr.gov.br o motorista pode consultar diversos serviços on-line, como:

Acompanhar a emissão da carteira de motorista
Agendar atendimento presencial no Detran para foto e biometria
Agendar curso de reciclagem
Agendar exames médicos
Agendar ou cancelar entrevista devolutiva após avaliação psicológica no Detran
Cancelar agendamento de exames médicos
Consultar pontuação da carteira de motorista
Consultar resultado da prova de reciclagem
Consultar resultado da prova teórica para emissão de carteira de motorista
Consultar resultado de exames para emissão de carteira de motorista
Consultar taxas de serviços do Detran relacionados à habilitação
Emitir certidão de histórico de motorista
Fazer prova teórica simulada
Reemitir guia para pagamento de serviços do Detran
Solicitar a emissão da 2ª via da carteira de motorista
Solicitar a emissão da carteira de motorista definitiva
Solicitar a emissão da Permissão Internacional para Dirigir (PID)
Solicitar a renovação da carteira de motorista
Solicitar revisão de junta médica ou psicológica (recurso)
Verificar autenticidade da Licença de Aprendizagem de Direção Veicular (LADV)

Por: Rádio Cultura

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Ponte Internacional da Amizade ainda não tem data de reabertura

Apesar da confirmação do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de que a Ponte da Amizade será reaberta para permitir a circulação de seus compatriotas em território paraguaio, não há informação oficial do Governo paraguaio sobre a data em que ocorreria. a reabertura desta importante passagem de fronteira.

O jornal Última Hora consultou vários funcionários do governo sobre o anúncio feito no sábado por Bolsonaro em sua rede social Facebook, mas nenhum soube responder.

O vice-ministro das Relações Econômicas e Integração do Ministério das Relações Exteriores, Didier Olmedo, desvinculou-se da questão e jogou a bola para o campo das Migrações e Saúde Pública, indicando que os responsáveis ​​por essas instituições deveriam responder a esse respeito.

Este jornal também tentou entrar em contato com Ángeles Arriola, diretor de Migrações, mas não respondeu à mensagem deixada em seu WhatsApp.

Enquanto isso, o Embaixador Federico González, ministro assessor da Presidência da República, respondeu à consulta do ÚH de que é o Chanceler Antonio Rivas Palacios quem deve responder sobre o ponto consultado.

É importante contextualizar que o presidente Mario Abdo Benítez havia anunciado em meados da semana passada que havia ordenado a abertura total da passagem de fronteira em Ciudad del Este através da Ponte da Amizade,.

Continue lendo no Última Hora

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Foz Cataratas empata com o Cascavel fora de casa pela LNF

O Foz Cataratas Poker Futsal volta de Cascavel com um ponto na bagagem, em confronto válido pela 6° rodada da Liga Nacional de Futsal.

O empate em 3 a 3 diante do Cascavel Futsal aconteceu na noite deste sábado, 25 de setembro, em jogo realizado no Ginásio da Neva.

Na primeira etapa, o Azulão saiu na frente com Léo Evangelista e Neto; ainda no primeiro tempo e goleiro André Deko diminuiu para o Cascavel.

Na etapa complementar, o pivô Daniel Alves marcou o terceiro gol para o time iguaçuense. Logo em seguida o Cascavel diminuiu com David, e de pênalti Jorginho converteu para o Cascavel, dando números finais ao jogo eletrizante.

O Azulão volta à quadra nesta terça-feira, 29, contra o Siqueira Campos Futsal em jogo válido pela Liga Futsal Paraná, às 19h00 no Ginásio Raulino Ceccon, em Siqueira Campos.

Crédito fotos: Luciano Neves / Cascavel Futsal

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Neste final de semana Foz Cataratas joga em dose dupla. Veja rodada!

O Foz Cataratas Poker Futsal enfrenta o Cascavel pela Liga Nacional de Futsal, no Ginásio da Neva, na cidade de Cascavel, neste sábado, 26 de setembro, às 19h05. A partida terá transmissão ao vivo da LNFTV e da CATVE.

Já em Foz do Iguaçu, no Ginásio Costa Cavalcanti, as meninas do Foz Cataratas Futsal entram em quadra contra o time de Cianorte, atual campeão da Libertadores da América, pelo Campeonato Paranaense, Série Ouro, sábado, 26 de setembro, às 19h30. O jogo das meninas do Foz Cataratas terá transmissão da V.A Sports.

Link das transmissões:

Cascavel x Foz Cataratas (masculino)
Sábado, 26 de setembro, 19h05 – Liga Nacional de Futsal
LNFTV (para assinantes): https://tv.ligafutsal.com.br
CATVE: https://catve.com/portal/

Foz Cataratas x Cianorte (feminino)
Sábado, 26 de setembro, 19h30 – Paranaense (Série Ouro)
V.A Sports: www.facebook.com/vasportsfoz

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Infraestrutura: Duplicação da BR-469, em Foz do Iguaçu, deve sair do papel entre março e abril de 2021

Convênio para a gestão da obra foi assinado nesta sexta-feira (25) entre o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, e o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior.

Se tudo ocorrer dentro do prazo esperado, as obras da duplicação da BR-469 – a Rodovia das Cataratas, um dos mais importantes corredores turísticos de Foz do Iguaçu e região, no Paraná – devem começar já entre o final de março e abril de 2021.

Um dos passos mais importantes para o início da construção foi dado nesta sexta-feira (25), com a assinatura do convênio de parceria entre a Itaipu e o governo do Paraná, firmado pelo diretor-geral brasileiro da binacional, general Joaquim Silva e Luna, e o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A duplicação terá um investimento de R$ 139,4 milhões, dos quais R$ 136,3 milhões serão financiados pela Itaipu Binacional e, o restante, pelo governo do Paraná, que será ainda o responsável pela licitação e gestão da obra.

O trecho a ser duplicado da BR-469 tem 8,7 quilômetros de extensão. A obra começa no trevo de acesso à Argentina e termina na entrada do Parque Nacional do Iguaçu (PNI).

A duplicação é esperada há décadas pela população local, pois a rodovia conecta ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, ao setor hoteleiro e ao PNI, onde estão as Cataratas do Iguaçu, o principal atrativo turístico regional.

No auge da temporada, os congestionamentos são comuns, tornando a duplicação uma ação altamente estratégica e positiva para uma região que tem no turismo sua principal vocação econômica.

Solenidade

A assinatura aconteceu no Palácio Iguaçu. Por causa das restrições da pandemia de covid-19, o evento foi aberto para a imprensa e poucos convidados.

Participaram da cerimônia, além do governador e do diretor-geral brasileiro de Itaipu, o vice-governador, Darci Piana; o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Fernando Furiatti.

Pela Itaipu também estiveram presentes o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, e o diretor financeiro executivo, almirante Anatalicio Risden Junior, o Assessor do Prefeito de Foz do Iguaçu, Valdomiro Variza, além de assessores.

A assinatura da parceria ocorre menos de um mês depois de o presidente Jair Bolsonaro e demais autoridades lançarem em Foz a pedra fundamental da duplicação.

O convênio faz parte do trâmite normal de uma obra desse porte. Já revisado, o projeto está sendo concluído e, após a aprovação pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit), que deve ocorrer entre outubro e novembro, segue para licitação.

Passo a passo

Se não houver contratempos, como pedidos de recurso, a expectativa é de que o processo todo seja finalizado entre março e abril do ano que vem, com a assinatura da ordem de serviço para o início das obras.

“Só temos a agradecer todas as parcerias feitas com a usina de Itaipu, que nesta atual administração tem feito investimentos robustos para colocar o Paraná na vitrine mundial do desenvolvimento”, disse Ratinho Junior.

Ainda segundo o governador, “as três obras mais importantes dos últimos 30 anos de Foz do Iguaçu estão saindo agora, em apenas um ano e meio: a segunda ponte [entre Brasil e Paraguai], com mais de 400 pessoas trabalhando; melhorias e ampliação do aeroporto, que vai permitir mais turistas estrangeiros; e agora o convênio formalizado para a Rodovia das Cataratas, um grande investimento de infraestrutura que vai trazer mais negócios e gerar crescimento para a economia para Foz”.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu retribuiu o agradecimento dizendo que a empresa está dando sua contrapartida à gente do Paraná, “um povo trabalhador e merecedor de ações e iniciativas que melhorem a vida de todos e também ajudem no turismo do Estado, já que Foz é uma cidade turística e precisa de investimentos neste setor.”

“A maior parceria de infraestrutura do Brasil é no Paraná, capitaneada pela Itaipu Binacional”, destacou o secretário da Infraestrutura e Logística do Estado, Sandro Alex, citando a parceria para a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que tem recursos da binacional e gestão do Estado. “A obra da duplicação da BR-469 será conduzida com a mesma seriedade.”

Outras obras de Itaipu e parceiros

Os investimentos da Itaipu na duplicação da BR-469, assim como em outras obras estruturantes, só estão sendo possíveis graças à política de readequação de orçamento e de combate ao desperdício, como cortes de convênios, iniciativas e patrocínios sem aderência à missão da empresa.

A duplicação da Rodovia das Cataratas, as melhorias no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai e de uma perimetral que vai conectar a nova ponte à BR-277, importante rodovia que corta o Estado, desviando o tráfego pesado de caminhões do centro de Foz, compõem um conjunto de obras que deixarão um legado permanente para a população. Os investimentos da Itaipu são superiores a R$ 1 bilhão.

A empresa ainda está investindo na construção do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu e na modernização e ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) – criado e mantido pela empresa e que atende pacientes também do Sistema Único de Saúde (SUS).

Esta diretriz de investimentos atende às orientações do governo do presidente Jair Bolsonaro e obedece ao que está consagrado no artigo 37 da Constituição, que estabelece os princípios da administração pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

Destaques, Geral, Paraná,

Proibição do cerol em linhas de pipa pode virar lei nacional

Dois projetos em curso na Câmara dos Deputados são similares à lei paranaense de autoria do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) e prevê a proibição do uso do cerol em linhas de pipa em todo o país. A lei proposta por Romanelli proíbe no estado a posse, o uso, a fabricação, a comercialização e o transporte de linhas cortantes.

O deputado ressaltou nesta quinta-feira, 24, que mais uma vez o Paraná é exemplo para o Brasil. “Criamos a lei que agora poderá ser estendida em todo país para que a vida de motociclistas, ciclistas e pedestres seja preservada”, disse Romanelli.

As propostas dos deputados federais Ricardo Silva (PSB-SP) e Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG)  preveem o fim definitivo ao uso do cerol – mistura de cola com vidro moído – nas linhas de pipas.

O projeto de Ricardo Silva tipifica no Código Penal (CP) o uso, venda e porte de cerol ou linha chilena como crime de perigo para a vida ou saúde de outros, com pena de três meses a um ano de detenção.  

A proposta do Delegado Freitas amplia a pena dos crimes de homicídio e lesão corporal em 1/3 se praticados com pipa cheia de cerol. Para ele, a mudança é necessária para coibir o uso que provoca acidentes, alguns deles, fatais.

Campanha

No Paraná, o Batalhão de Polícia de Trânsito fez uma blitz educativa na entrada do estacionamento do Jardim Botânico em Curitiba, e distribuiu 80 antenas corta-fio a motociclistas para auxiliar na prevenção de acidentes com linha de cerol. A ação faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito, que começou na sexta-feira (18),

“É uma ação importante, que tem o apoio dos motociclistas e empresas do ramo, que têm consciência do perigo que representa o uso do cerol em linhas de pipa. Uma brincadeira que pode custar vidas”, alerta o deputado.

Nos primeiros oito meses, ocorreram 1.559 acidentes em Curitiba envolvendo motociclistas. No mesmo período do ano passado, foram 1.856 acidentes, uma redução de 16%. Os dados são do Batalhão de Trânsito.

“Houve redução de 20% no número de feridos e de 13% no número de mortes. Esses dados já incluem os acidentes com linhas de cerol. Precisamos conscientizar as pessoas que gostam de empinar pipa sobre os riscos do uso do cerol e da linha chilena para que esses números sejam ainda menores”, aponta Romanelli.

Geral,

Puerto Iguazú, na Argentina, tem segundo protesto pela reativação do turismo em uma semana

A manhã de quinta-feira (24) ficou marcada pelo protesto de taxistas, remises e motoristas de ônibus e micro-ônibus pela reativação do turismo em Puerto Iguazú, no lado argentino da Tríplice Fronteira. Eles se concentraram na rotatória de entrada da cidade, próximo da aduana de acesso à Ponte Internacional Tancredo Neves, na fronteira com o Brasil. O governador de Misiones disse ontem que a fronteira segue fechada.

A segunda mobilização da comunidade pela reativação do turismo de Puerto Iguazú, em uma semana, começou antes das 8h da manhã. A mobilização foi motivada especialmente entre os taxistas e remises (condutores de veículos que transportam turistas). O ato contou com a adesão de outros setores que atuam no transporte de passageiros, como motoristas de ônibus e micro-ônibus.

A reativação do turismo, afirmam os participantes, depende da reabertura da Ponte Tancredo Neves, por onde passaram os mais de 1,5 milhão de visitantes em 2019. A via, assim como a Ponte Internacional da Amizade, na fronteira do Brasil com Paraguai, está fechada desde o dia 18 de março, início da pandemia do novo Coronavírus.

“Pedimos a ativação do turismo em Iguazú já que muitas famílias dependem dessa atividade e estão 6 meses sem poder gerar renda, a situação econômica se complica dia a dia”. O relato é de Freddy Rios, um dos organizadores da mobilização, segundo Kelly Ferreira, do portal LaVozdeCataratas.com.

Concentração

Os manifestantes colocaram os veículos nas laterais da rotatória com faixas e banners relatando a situação. “Vamos salvar o turismo em Iguazú”, ressaltou Rios. De acordo com os organizadores, todos os trabalhadores do volante de Puerto Iguazú estão apoiando a mobilização. 

Eles também abrem convite para outros setores. A atividade é uma das mais atingidas pela pandemia. “As contas estão chegando às nossas casas para que isso não aconteça devemos avaliar como voltar ao trabalho”, informam.
“A pandemia é um fato, hoje temos que conviver com o vírus dentro das normas de conduta com responsabilidade social”, dizem. Segundo Rios, é preciso continuar o dia a dia devido as pressões econômicas a que estão expostos. “Sem trabalho, é impossível sobreviver”, completou.

Resistência

A reabertura da fronteira com o Brasil não será assim tão simples. O governador da Província de Misiones, Oscar Herrera Ahuad, disse novamente ontem que elas continuarão fechadas. Na Argentina, quem decide de fato sobre as fronteiras é o presidente Alberto Fernández, após o governador indicar a reabertura, informou Kelly Ferreira.

“A prioridade sobre o tema é a saúde”, voltou a recordar o deputado nacional de Misiones, Ricardo Wellbach, ao defender o atual “bloqueio” da fronteira. “Se pode atender as questões por razões humanitárias e sanitárias”, afirmou ele, descartando qualquer possibilidade de abrir a fronteira, uma vez que a “importação e exportação de produtos e mercadorias está legalmente permitido”, concluiu.

Segundo ato

Na manhã da última segunda (21), integrantes de diferentes setores da indústria se reuniram na Praça San Martín e depois marcharam em direção ao Marco das Três Fronteiras de Puerto Iguazú. Sem o turismo, a situação é insustentável, afirmaram.

O ato foi liderado pelo prefeito Claudio Raúl Filippa, o advogado Leopoldo Lucas, titular da Iturem, empresários e trabalhadores de diversos setores de um dos destinos mais visitados da Argentina. De acordo com Filippa, todos sabem do grande esforço e sacrifício que os trabalhadores estão fazendo, “mas tudo tem um limite”.

Comissão

O Ministério do Turismo e Esportes da Argentina anunciou ontem a criação de um Conselho Interministerial para tratar das questões relacionadas a pandemia e a reativação da atividade turística em todo país. O grupo será presidido pelo ministro Matías Lammens, vai funcionar como um órgão consultivo.

Terá como missão ainda convocar especialistas e representantes do turismo para debater e preparar protocolos sanitários com base no monitoramento epidemiológico da Argentina. A coordenação do conselho, segundo o ministro, também contará com participação de autoridades das províncias e dos municípios.

Por: GDia