Browsing Category

Itaipu Binacional

Leia as últimas notícias sobre Itaipu Binacional no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná,

Natal de Águas e Luzes e Jogos de Aventura e Natureza marcam reabertura do Gramadão, neste sábado (4)

Neste Sábado, dia 4 de dezembro a partir das 18h está previsto a abertura do Natal de Águas e Luzes no Gramadão da Vila A;

Após um ano de expectativa, o Gramadão da Vila A reabre para o público neste sábado (4) com uma celebração especial. Além das melhorias trazidas pela revitalização, que teve início em outubro de 2020, os visitantes ainda poderão conhecer dois dos principais atrativos do Natal de Águas e Luzes: a Floresta Encantada do Papai Noel e a Vila de Natal. O espaço também será palco do encerramento dos Jogos de Aventura e Natureza 2021, organizados pelo governo do Estado.

Com investimento total de quase R$ 4 milhões, recursos da margem brasileira da Itaipu Binacional, as obras corrigem velhos problemas do local, como a falta de sombreamento, sem acabar com as principais características do Gramadão – um espaço público, aberto e de uso múltiplo.

Haverá um bosque com árvores de médio e grande portes, projetado para melhorar o conforto térmico, e mais de 20 mil metros quadrados de área gramada. O playground será mantido.

Ao lado da entrada do Centro Executivo foram construídas arquibancadas para o público descansar e acompanhar o pôr do sol. Ao lado, será instalada uma fonte seca (sem espelho d’água), com jatos verticais de água e iluminação especial.

O novo Gramadão vai se integrar a outras melhorias em andamento na região, como o Mercado Municipal (também em fase de conclusão) e as ciclovias com pista de caminhada da Avenida Tancredo Neves e da Vila A – todas com recursos da Itaipu Binacional.

A iniciativa é da área de Comunicação Social da empresa, responsável pela gestão do espaço, e da Diretoria de Coordenação.

Natal de Águas e Luzes

A abertura das festividades de Natal, na última quarta-feira (1º), reuniu milhares de pessoas na Praça da Paz. Neste sábado, a festa chega também à Vila A, com uma decoração especial no Gramadão. De roda-gigante a feira de artesanato, incluindo voo cativo de balão, apresentação de BMX Freestyle (bicycle motocross) e interações com trupe circense, haverá atrações para todas as idades – e, é claro, a presença do Papai Noel.

Promovido pela Itaipu, Prefeitura de Foz e Fundo Iguaçu, o Natal de Águas e Luzes tem uma proposta inovadora, que favorece elementos e tecnologias sustentáveis e modernas para integrar à simbologia tradicional das festas natalinas as Cataratas do Iguaçu e a própria usina hidrelétrica. Serão 35 dias de decoração em dez pontos da cidade.

Além do Gramadão, a programação inclui projeções mapeadas inéditas no Colégio Mitre e Matriz São João Batista, iluminação cênica da Ponte da Amizade e da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, paradas (desfiles) e autos de Natal de grupos renomados.

Também estão programadas apresentações do cantor Daniel, no dia 19, e do padre Reginaldo Manzotti, em 22 de dezembro, ambos no Gramadão. Todas as atrações são gratuitas. Ao longo da programação, haverá coleta de alimentos não perecíveis para quem puder doar.

Encerramento dos Jogos de Aventura e Natureza

Os Jogos de Aventura e Natureza (JANS) são uma realização do Governo do Paraná, por meio da Superintendência do Esporte em parceria com as Federações Esportivas do Paraná.

É um projeto que une a prática esportiva, o turismo e a natureza em um evento itinerante, que beneficia a população paranaense tanto esportivamente quanto economicamente.

Sua edição inaugural, em 2019, contou com a participação de mais de 20 mil atletas nas competições, realizadas em 26 municípios. O Gramadão sediou a abertura dos Jogos, em setembro daquele ano.

Na edição deste ano, os JANS acontecem em duas etapas, em 20 municípios de duas regiões do Estado: Litoral e Lindeiros, num total de 30 modalidades.

Fotos da montagem de Natal. Divulgação.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Com ministros e governador, cerimônia marca o plantio de 24 milhões de árvores na Itaipu

Autoridades destacaram o pioneirismo da binacional, referência para o setor elétrico mundial nos cuidados com o meio ambiente

Com a presença de ministros de estado, do governador do Paraná, prefeitos e parceiros da região Oeste do estado, a Itaipu Binacional comemorou nesta sexta-feira (3) o plantio da 24ª milionésima árvore na margem brasileira da usina. A marca coroa os esforços de restauração florestal que a empresa iniciou em 1979 e a colocam como referência mundial em cuidados ambientais.

Para o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, não se trata de um ato simbólico, uma vez que Itaipu efetivamente plantou 24 milhões de árvores. Ele, que liderou a missão brasileira à Conferência Mundial do Clima (COP 26), lembrou dos desafios que o mundo enfrenta: a necessidade de produzir energia limpa, recuperar a biodiversidade e sequestrar os gases de efeito estufa. “E é uma satisfação muito grande ver que a Itaipu Binacional faz tudo isso ao mesmo tempo”, enfatizou.

O ministro Bento Albuquerque destacou a Itaipu como referência na aplicação dos princípios ESG (Meio Ambiente, Social e Governança, em inglês): a governança permite à empresa estabelecer recordes de produtividade e garantir o abastecimento mesmo em tempos de seca; o social se traduz em programas não apenas para pessoas em vulnerabilidade, mas também na geração de emprego e melhorias na infraestrutura regional; e o cuidado ambiental fica evidente no cuidado com a restauração florestal, por exemplo.

E destacou o pioneirismo da Itaipu em temas urgentes da agenda internacional, como a transição energética (a substituição dos combustíveis fósseis por renováveis). “Costumo dizer que a transição energética começou no Brasil há 50 anos, com a Itaipu, as usinas nucleares e o Proálcool”, afirmou.

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, falou sobre a importante contribuição da Itaipu para a promoção da sustentabilidade no estado. Recente relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre a aplicação dos princípios da Agenda 2030 da ONU aponta o Paraná como exemplo de desenvolvimento sustentável. “A sustentabilidade faz parte do DNA da Itaipu. E esse trabalho inspirou outras empresas, como a Copel e Sanepar, a também atuarem com essa visão”, disse o governador, lembrando que o estado tem 94% da geração de energia ligada à fonte hídrica.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, lembrou que os esforços de restauração florestal da Itaipu estão diretamente ligados ao negócio da empresa. Isso porque a conservação dos ecossistemas contribui para a preservação da água e para a longevidade do reservatório, assegurando a produção de energia para o Brasil e para o Paraguai no longo prazo. Ele também destacou o reconhecimento do programa O Homem e a Biosfera, da Unesco, que em 2019 incluiu as áreas protegidas da Itaipu na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

A campanha

A cerimônia realizada no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu marca o encerramento da campanha comemorativa da marca de 24 milhões de árvores plantadas pelo lado brasileiro da binacional, iniciada no último Dia da Árvore. A iniciativa envolveu os empregados da empresa, comunidades e autoridades da região. Porém, como enfatizou o general Ferreira, “o trabalho de restauração continua e será realizado enquanto a Itaipu existir”.

Representantes dos diferentes públicos envolvidos com a restauração em suas diferentes fases, desde 1979, foram homenageados durante a cerimônia: Antonio Brolezi (morador de São Miguel do Iguaçu, participante desde o início da iniciativa); Robinson Matte (empregado que está se aposentando e atuou em vários municípios da região); Jorge Borges dos Santos (que atua na Divisão de Áreas Protegidas desde 1996, especialmente no Refúgio Biológico Bela Vista); e Jandir Schug (contratado da empresa Engenharia e Manejo Florestal – Emafi).

Ao final da cerimônia, os ministros, o governador e o diretor-geral foram convidados a também deixarem suas marcas nas ações ambientais da empresa, plantando árvores no Bosque do Visitante, junto ao CRV. Última autoridade a fazer o plantio, o general Ferreira quebrou o protocolo e convidou a engenheira florestal Veridiana Pereira, da Divisão de Áreas Protegidas da Itaipu, a realizar o plantio da 24ª milionésima árvore, um ipê-amarelo.

Principais números

• 100 mil hectares de florestas preservadas em ambas as margens do reservatório (Brasil e Paraguai).
• 34 mil hectares ou 47.620 campos de futebol é quanto a Itaipu restaurou da Mata Atlântica no Brasil.
• 28% da restauração da Mata Atlântica no PR em 30 anos foram realizados pela Itaipu.
• 400 mil mudas de árvores nativas da Mata Atlântica são produzidas anualmente no Viveiro da Itaipu.
• 1.400 km de extensão é o tamanho da mata ciliar do reservatório apenas no Brasil.

Fotos: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Destaques, Itaipu Binacional, Turismo,

Turismo de Itaipu estreia musical infantil com tema natalino em Foz

Apresentações de “O rapto do Papai Noel” serão de 17 a 23 de dezembro e terão o Mirante do Vertedouro como cenário. Ingressos já estão à venda

O que fariam as crianças se um duende enciumado sequestrasse o Bom Velhinho em plena época do Natal? Esse é o mote do musical infantil “O rapto do Papai Noel”, assinado por Anderson Oliveira, que será apresentado em Foz do Iguaçu de 17 a 23 de dezembro, dentro do pacote de atrações do Complexo Turístico Itaipu (CTI).

A produção é da empresa Experiência Entretenimento, que atua no mercado de teatro brasileiro e eventos corporativos, dentro e fora do eixo Rio-São Paulo. Sete atores dividem o palco. O cenário do espetáculo, em Foz do Iguaçu, não poderia ser mais grandioso: o Mirante do Vertedouro da usina de Itaipu.

O local foi inteiramente preparado para a festa. Haverá transporte em ônibus com decoração temática, recepção natalina, Vila de Natal, food truck e parque com brinquedos para as crianças.

As saídas serão sempre das 19h às 19h45, partindo do Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu. As sessões começam às 20h30. Os ingressos custam R$ 80 por pessoa e já podem ser comprados no site do CTI (www.turismoitaipu.com.br). Crianças de 6 a 11 anos, professores, estudantes, idosos, PCDs e doadores de sangue pagam meia entrada; e crianças com menos de 6 anos não pagam.

O gerente do CTI, Yuri Benites, lembrou que a reforma recente de espaços turísticos da usina, como os mirantes Central e do Vertedouro, permitiu ao setor a ampliação das ofertas aos visitantes. Os ambientes ficaram mais confortáveis e acessíveis. O avanço da vacinação contra a covid-19 no município (e em todo o País) e a queda das internações também dão tranquilidade e segurança para o lançamento de novos projetos.

“Estamos muito animados com a estreia desse produto em um espetáculo de musical infantil, oferecendo aos nossos visitantes uma imersão no espírito de Natal. É um espetáculo para todas as idades, especialmente para as crianças, e será encenado num dos cenários mais icônicos da usina, que é o Mirante do Vertedouro. Quem assistir à peça vai ficar encantado”, afirmou.

Espírito natalino

“O rapto do Papai Noel” já foi apresentado em grandes centros, como Rio de Janeiro e Porto Alegre, e leva ao público uma abordagem contemporânea sobre o verdadeiro espírito de Natal – de acordo com a sinopse divulgada pela produtora.

“Recheado com as mais belas canções natalinas, o espetáculo aborda a estética comercial e renova os conceitos e valores obtidos na data e na lenda do Bom Velhinho”, indica o texto.

O musical conta a história de um duende ambicioso que sequestra Papai Noel e provoca indignação nas crianças, que se unem para resgatar a vítima no Polo Norte. De acordo com a produtora, trata-se de uma “fantástica aventura que os fará perceber o valor dos laços familiares e, principalmente, a grande alegria de simplesmente estarem juntos”.

Retomada do turismo

O lançamento de “O Rapto do Papai Noel” ocorre em momento de retomada da visitação turística nos atrativos da usina. Em novembro, o CTI contabilizou 34.273 visitantes, praticamente igualando o resultado de outubro (com 34.597) – que já tinha sido o melhor mês do ano e o melhor depois do início da pandemia.

Outubro, porém, teve um dia a mais no calendário e um feriado prolongado importante – o Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro, caiu neste ano numa terça-feira.

Se novembro também tivesse 31 dias, certamente o resultado teria superado o mês anterior. A média diária de visitação em novembro foi de 1,3 mil turistas – com pico de 2,9 mil visitantes/dia.

O carro-chefe do CTI foi, novamente, a Itaipu Panorâmica, passeio mais procurado pelos turistas, com 27.373 visitantes. O último mês também marcou o retorno do Itaipu Especial, um dos passeios mais desejados e que oferece ao turista um giro completo dentro e fora da usina.

Natal de Água e Luzes

O anúncio do musical infantil de “O rapto do Papai Noel” coincide com o início da programação do Natal de Água e Luzes de Foz do Iguaçu, nesta segunda-feira (1º), com a chegada do Papai Noel à Praça da Paz.

Até o dia 5 de janeiro, moradores e turistas terão um cardápio variado de atrações, como projeções mapeadas inéditas no Colégio Mitre e Matriz São João Batista (centro da cidade); iluminação cênica da Ponte da Amizade e da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe; paradas (desfiles) e autos de Natal; apresentações musicais e religiosas, incluindo show do cantor Daniel (dia 19) e missa com o Padre Reginaldo Manzotti (23), ambos no Gramadão da Vila A. Todas as atrações são gratuitas. A iniciativa é da Itaipu Binacional, Prefeitura, Fundo Iguaçu e demais parceiros.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Meio Ambiente, Paraná,

Com a presença de ministros, governador e prefeito, Itaipu celebra o plantio de 24 milhões de árvores, nesta sexta-feira (3)

A Itaipu Binacional alcançará, nesta sexta-feira (3), a marca de 24 milhões de árvores plantadas na margem brasileira da usina. A empresa, que já bateu vários recordes de produção de energia elétrica, celebra agora essa marca de respeito e cuidado com o meio ambiente, que a consolida como referência em programas de reflorestamento e símbolo mundial de hidreletricidade sustentável.

O trabalho da Itaipu na restauração de ecossistemas começou antes mesmo que a primeira turbina da usina começasse a gerar energia. Em 1979, com a criação das áreas protegidas, teve início a implantação da floresta ciliar no entorno do reservatório e a criação dos refúgios biológicos.

Foram quatro etapas distintas de trabalho. Na primeira, entre 1979 e 1981, foi feito o plantio de uma linha de árvores chamada “Cortina Florestal”, na divisa entre a propriedade de Itaipu e as áreas lindeiras. Entre 1983 e 1986, os agricultores lindeiros começaram a participar das ações de restauração no sistema agroflorestal.

O enriquecimento da vegetação introduzida na etapa anterior e o plantio de novas áreas por empresas especializadas e contratadas pela Itaipu, em especial na Faixa de Proteção do reservatório, aconteceram de 1987 a 1991.

A quarta e última etapa do trabalho teve início em 1996 e continua até os dias de hoje, com o trabalho de restauração sendo realizado por meio de convênios de cooperação técnico-financeira com os municípios lindeiros e também por empresas especializadas.

Reconhecimento

A adequada gestão ambiental é preponderante para a Itaipu, pois contribui para a segurança hídrica da usina em suas duas margens, com foco na geração de energia, no desenvolvimento regional, na conservação da biodiversidade e no bem-estar social.

Como na natureza todo processo é sistêmico, os resultados diretos da restauração incluem benefícios tanto para a comunidade como para a própria usina, como o controle de erosão marginal ao longo do reservatório. Outros benefícios são o sequestro de carbono pela biomassa e a formação de um corredor de biodiversidade que liga importantes unidades de conservação do bioma Mata Atlântica.

A qualidade e beleza das florestas implantadas pela Itaipu, aliadas à boa qualidade da água do reservatório, permitem que este binômio floresta/água seja aproveitado de diversas formas pelas comunidades lindeiras, como nas praias artificiais, por meio da pesca profissional e esportiva, captação de água para consumo humano e irrigação, entre outros.

Todo esse cuidado não passou despercebido por importantes instituições ambientais. Em 2017, a Fundação SOS Mata Atlântica publicou um estudo indicando que Itaipu é a principal responsável pela regeneração de áreas florestais no Paraná. São quase 30% de recuperação do bioma observado no Estado nos últimos 30 anos.

Em 2019, as áreas protegidas da Itaipu foram reconhecidas como área núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, dentro do programa “Homem e Biosfera”, da Organização das Nações Unidas.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná,

Abertura do Natal de Águas e Luzes lota a Praça da Paz e encanta o público de Foz

Iniciativa é da Itaipu Binacional, Prefeitura de Foz, Fundo Iguaçu e outros parceiros locais. Programação é extensa e segue até o dia 5 de janeiro

Mais de 15 mil pessoas lotaram a Praça da Paz, na noite desta quarta-feira (1º), para acompanhar a abertura oficial do Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu. A decoração temática, a iluminação especial e o espetáculo “Um Encanto de Natal”, com a Companhia Sorriso com Arte, emocionaram o público.

A chegada do Papai Noel foi um dos momentos mais aguardados da festa. O Bom Velhinho recebeu a chave da cidade das mãos do prefeito de Foz, Chico Brasileiro, e da primeira-dama, Rosa Maria Jeronymo, e deu a largada para celebração natalina, a maior da história do município. A programação de Natal de Foz segue até o dia 5 de janeiro.

“Nós estamos entregando a chave da cidade ao Papai Noel para que ele possa, nos próximos dias, comandar a alegria, a esperança, a paz e a harmonia entre todos nós”, declarou o prefeito, no encerramento da noite. “E que possamos viver um Natal de renascimento, com Cristo, que realmente represente as famílias”, completou.

Chico Brasileiro fez questão de chamar ao palco os principais parceiros do Natal de Águas e Luzes, entre eles, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, e disse que a iniciativa só foi possível graças aos esforços e à união de todos. “E essa união se faz por Foz do Iguaçu”, reforçou.

O general João Francisco Ferreira lembrou que até meados do ano, quando a pandemia de covid-19 ainda estava em um momento crítico, havia uma grande interrogação quanto à realização da festa natalina. “Mas graças a Deus, aos esforços do setor de saúde da prefeitura, da própria Itaipu, e ao avanço da vacinação, conseguimos superar esse momento de indefinição. E, a partir daí, começamos a construir o Natal de Foz”, afirmou.

“Nossa intenção era justamente permitir que neste mês de dezembro pudéssemos oferecer à população de Foz, aos turistas, um final de ano muito mais feliz”, disse o general, acrescentando que “só foi possível chegarmos a esse dia com grandes parcerias”. “Nada se faz sozinho”, destacou, mencionando a Prefeitura, o Fundo Iguaçu e o apoio das igrejas Católica e Evangélicas, entre outros parceiros.

“Nós estamos realmente vivendo uma noite de inspiração, de alegria, de felicidade. E também agradecemos por ver essa praça lotada, com a população vindo prestigiar o Natal de Foz. Tenho certeza de que seremos muito mais felizes nesse período natalino”, concluiu.

Acompanharam do lançamento da festa o presidente do Fundo Iguaçu, Ênio Eidt; o presidente da Câmara de Foz do Iguaçu, Nei Patrício; o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi), Faisal Ismail; o bispo da Diocese de Foz do Iguaçu, dom Sérgio de Deus Borges; e o presidente do Conselho de Pastores Evangélicos de Foz do Iguaçu, pastor Waldiney Fernandes – entre outras autoridades.

A estimativa de 20 mil pessoas foi feita pela Guarda Municipal de Foz do Iguaçu. Mesmo com a praça lotada, os cuidados sanitários não foram deixados de lado e a maioria dos presentes, adultos e crianças, usaram máscaras faciais. Quem perdeu a primeira apresentação do espetáculo “Um Encanto de Natal”, na Praça da Paz, terá mais uma oportunidade nesta quinta-feira (2), a partir das 20h.

Programação extensa

A festa desta quarta-feira foi só o começo. A programação do Natal de Águas e Luzes é extensa e espalhada por diferentes pontos do município, com decoração temática na Praça da Paz, Praça da Bíblia, Matriz São João Batista, Colégio Bartolomeu Mitre, Terminal de Transporte Urbano, entre outros locais.

Um dos destaques da programação é o Gramadão da Vila A, que será reaberto à população no sábado, dia 4 de dezembro, com uma grande festa ao ar livre e atrações como a Vila de Natal e a Floresta Encantada. Haverá espetáculo circense, voo de balão, roda-gigante, manobras BMX Freestyle e apresentação da Orquestra Sinfônica do Exército. O espaço foi totalmente revitalizado pela Itaipu, para dar mais conforto e segurança aos moradores.

Até o dia 23 de dezembro, o Gramadão da Vila A e a Praça da Paz também terão cerimônias diárias para marcar o acendimento das luzes de Natal, chamado “Encantamento”.

Outra novidade é a Ponte Internacional da Amizade, um dos símbolos da integração entre Brasil e Paraguai, que receberá iluminação especial. Haverá ainda projeções mapeadas inéditas no Colégio Mitre e na Matriz São João Batista (centro da cidade) e iluminação cênica na Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, na Vila A.

Paradas e autos de Natal

A programação do Natal de Foz inclui espetáculos de dança e de música, paradas (desfiles) e autos de Natal e apresentações inéditas nos bairros. Uma carreta-palco vai circular pela cidade, levando a magia do Natal para locais como a ocupação do Bubas, Bairro São Luiz, Três Lagoas, Vila C, Porto Belo e Jardim Jupira.

Outro ponto alto da programação são as paradas de Natal, nos dias 9, 10 e 11, na Avenida Jorge Schimmelpfeng, organizada pela Cia. Sorriso com Arte, com carro alegórico, acrobatas, duendes e músicas natalinas.

As atrações mais aguardadas do Natal de Foz são o cantor Daniel (com show no dia 19 de dezembro) e o padre Reginaldo Manzotti (missa no dia 22 de dezembro). Ambas as apresentações serão no Gramadão da Vila A, com expectativa de grande público. Todas as atrações são gratuitas.

O Natal de Águas e Luzes é uma iniciativa da Itaipu Binacional, Prefeitura de Foz, Fundo Iguaçu e parceiros locais. O nome escolhido para a festa faz referência às Cataratas do Iguaçu, maior atração turística de Foz, aos rios que cortam a cidade e à própria usina de Itaipu, maior geradora de energia limpa e renovável do planeta.

Mais informações e a programação completa do Natal de Águas e Luzes 2021 podem ser obtidas no site http://www.natalaguaseluzes.com.br.

Arrecadação de alimentos

Paralelamente ao Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu, os organizadores da festa lançaram a campanha “Natal feliz: nenhum prato vazio”, para arrecadação de alimentos não perecíveis, que serão destinados a famílias em vulnerabilidade social.

As doações são voluntárias e poderão ser feitas na sede da Guarda Mirim de Foz do Iguaçu até o dia 17 de dezembro. Ou nos dias dos espetáculos principais no Gramadão e na Praça da Paz. Haverá postos de arrecadação nos dois espaços, além de voluntários que auxiliarão na coleta.

Fotos: Rubens Fraulini | Itaipu Binacional

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná,

Workshop do Núcleo de Inteligência Territorial mostra como a ciência pode colaborar com o dia a dia

Serão 36 palestras e 84 apresentações de trabalho ao longo de três dias, com temas voltados à gestão territorial e segurança hídrica

A terceira edição do Workshop do Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), instituição formada por uma parceria entre a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu Brasil (PTI-BR), reúne mais de 180 profissionais de diferentes áreas do conhecimento e pesquisadores de 18 instituições acadêmicas brasileiras. Serão 36 palestras e 84 apresentações de trabalhos ao longo de três dias, de 29 de novembro a 1º de dezembro. O evento acontece de forma híbrida (presencial e on-line).

O objetivo do Workshop é dar visibilidade aos projetos desenvolvidos pelo Núcleo no âmbito da gestão territorial e da garantia da segurança hídrica do reservatório da usina e da região, além de realizar o intercâmbio de conhecimento entre os participantes. Serão abordados assuntos como sensoriamento remoto, ecossistema e biodiversidade, águas subterrâneas, variabilidade climática, saneamento ambiental, saúde pública e educação ambiental.

Durante a cerimônia de abertura do Workshop, nesta segunda-feira (29), as autoridades presentes receberam um documento contendo os resumos das pesquisas submetidos ao evento.

Estavam presentes o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; o diretor técnico executivo da Itaipu, Celso Villar Torino; a diretora jurídica, Mariana Favoreto Thiele; Auder Machado Vieira Lisboa, representando o diretor financeiro, almirante Anatalício Risden; e o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos; o reitor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Gleisson Pereira de Brito, entre outros.

De acordo com o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, os resultados apresentados pelo Núcleo desde sua implantação, em agosto de 2018, atendem aos objetivos estratégicos da binacional, especialmente no subsídio de informações relevantes para as áreas técnicas.

“Temos aqui produção de conhecimento e inovação que impressionam. Todos os estudos feitos pelo NIT têm por objetivo a prática, todos saem do papel: começam na teoria, passam pelo processo de pesquisa, cria-se a metodologia e aplica-se na realidade. Um ciclo raro, que funciona”, destacou o diretor.

Sobre o Núcleo de Inteligência Territorial

Localizado no Centro de Competência em Inteligência e Gestão Territorial do PTI-BR, o NIT é um espaço técnico-científico formado por colaboradores da Itaipu, do PTI, alunos e pesquisadores, organizado para fornecer suporte a atividades de pesquisa com foco na segurança hídrica, energética e desenvolvimento regional sustentável, contribuindo com os indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O gestor do NIT, Olímpio dos Santos Filho, resume: “é pesquisa aplicada que gera resultado no dia a dia da sociedade”.

O Núcleo atua com a geração e análise de dados que, transformados em informações relevantes, tornam-se fundamentais para a tomada de decisão de maneira estratégica e adequada.

Para o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos, o NIT contribui significativamente com o propósito do Parque, que é “entregar soluções à sociedade visando bem-estar e riqueza”, detalhou. “Quando você coloca conhecimento, estudo, tecnologia e equipe dedicada, o resultado são entregas excelentes como estas que vocês veem sendo desenvolvidas aqui”, finalizou Deitos.

Representando as universidades parceiras do Núcleo, o reitor da Unila destacou a importância do NIT e do evento para a academia. “Na governança pública fala-se sobre como mensurar a eficiência e eficácia das instituições. E, para nós, um aspecto muito notório é a entrega de valor. Esse evento marca, justamente, o potencial dessas entregas”, enfatizou Gleisson.

Ainda no cenário da ciência e pesquisa, a coordenadora geral do Workshop pela Itaipu, Simone Frederigi Benassi, complementou ressaltando que “o objetivo do Núcleo é a centralização do conhecimento, a fim de desenvolver pesquisas aplicadas ao planejamento e prospecção territorial no âmbito de atuação da Itaipu e PTI”.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná,

Diretor da Itaipu é eleito vice-presidente de gestão de portfólio e segmentos de mercado da Cier

Celso Torino, diretor técnico executivo da binacional, foi escolhido por unanimidade durante a Reunião do Comitê Central da Cier, no Panamá, para a gestão 2021-2023

O diretor técnico executivo da Itaipu Binacional, Celso Torino, foi eleito vice-presidente de gestão de portfólio e segmentos de mercado da Comissão de Integração Energética Regional (Cier) para o período 2021 – 2023.

A Cier é uma organização internacional sem fins lucrativos formada para promover e favorecer a integração do setor energético regional da América Latina e do Caribe.

A eleição ocorreu na última quinta-feira (25), durante a Reunião do Comitê Central da Cier, no Panamá. Participaram da eleição autoridades dos nove comitês nacionais e regionais da América do Sul e Central (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Equador, Peru, Colômbia e América Central, que forma um comitê regional). Torino, que além de diretor técnico executivo da Itaipu é vice-presidente de geração do comitê brasileiro, o Bracier, recebeu votos dos nove comitês, tendo sido assim eleito por unanimidade.

Diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira.

No encontro, ainda foram eleitos para o mandato 2021 – 2023 o presidente da Cier, engenheiro Carlos Mario Caro, representante do comitê peruano, e o vice-presidente de desenvolvimento institucional e sustentabilidade financeira, o argentino Marcelo Cassin.

Cier

Com sede em Montevidéu, Uruguai, a Cier é formada por um Comitê Central, Presidência e Mesa Diretiva e Comitês Nacionais e Regionais.

A interligação de sistemas elétricos e as trocas comerciais faz parte da missão da organização, que reúne empresas e organizações do setor energético dos países membros, bem como membros associados e entidades relacionadas.

Outros pontos da missão são a gestão do conhecimento e a promoção de negócios sustentáveis.

Diretor de Itaipu, Celso Torino

Nova mesa diretiva

A mesa diretiva da Cier para a gestão 2021 – 2023 fica assim constituída:

  • presidente: engenheiro Carlos Mario Caro, gerente geral de ISA REP, ISA CTM e ISA Peru;
  • vice-presidente de gestão de portfólio e segmentos de mercado: Celso Torino, diretor técnico executivo da Itaipu Binacional;
  • vice-presidente de desenvolvimento institucional e sustentabilidade financeira: Marcelo Cassin, engenheiro com trajetória profissional de 36 anos na Empresa Provincial de la Energía de Santa Fe, Argentina;
  • vice-presidente de integração e relações institucionais: Jaime Astudillo, presidente executivo da Empresa Eléctrica Ambato Regional Centro Norte, do Equador.
  • vice-presidente de gestão de conhecimento: Víctor Solís, gerente geral da Compañia Nacional Fuerza e Luz da Costa Rica.

Bracier

O diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, é o presidente do Comitê Brasileiro da Comissão de Integração Energética Regional (Bracier), braço da Cier no Brasil. Celso Torino é vice-presidente de Geração da entidade. Também integram o Bracier Juliano Portela, secretário executivo do comitê, e Renata Tufaile, secretária executiva adjunta, ambos empregados da Itaipu.

Destaques, Economia, Itaipu Binacional,

Itaipu vai investir R$ 5 milhões em laboratório e herbário em município lindeiro

Autorização de serviço foi assinada nesta segunda-feira (29), no campus da UEMS em Mundo Novo. Investimento será importante para monitorar a qualidade da água do reservatório

A Itaipu Binacional vai investir R$ 5.097.946,22 para a construção de um laboratório de fertilidade de solo e de um herbário na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). A autorização para o início das obras foi assinada nesta segunda-feira (29), no campus de Mundo Novo (MS), município lindeiro ao Lago de Itaipu. Participaram da cerimônia o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, o prefeito Valdomiro Sobrinho e o reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho.

Pela Itaipu, estavam presentes o assessor da Diretoria Geral, Aloisio Lamim, representando o diretor-geral brasileiro, general João Francisco Ferreira; o assistente Márcio Bortolini, representando o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell; e profissionais da empresa envolvidos no projeto.

O convênio foi celebrado em meados de 2020, com vigência de 36 meses. A UEMS vai investir mais R$ 2.775.668,12 na parceria, totalizando um investimento de mais de R$ 7,8 milhões. Além dos dois prédios e equipamentos, o convênio prevê o desenvolvimento de uma série de capacitações e projetos socioambientais e técnico-científicos na região Cone-Sul – alguns já estão em andamento.

“Este novo laboratório será importante para a UEMS e para o Estado, pois vai tratar do solo e da água. Temos que ressaltar ainda esta parceria com a Itaipu, como na recuperação do Rio Iguatemi, assoreamento, replantio das matas ciliares, diminuição das erosões, além da rota bioceânica, que vai dar ordem de serviço para construção da ponte sobre o Rio Paraguai”, relacionou o governador, citando a nova ligação entre Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta, no Paraguai, que será construída com recursos da binacional.

O superintendente de Gestão Ambiental (MA.CD), Ariel Scheffer da Silva, observou que o solo da região de Mundo Novo tem características próprias, de perfil arenoso e alto potencial erosivo. Isso pode favorecer o aporte de sedimentos nos rios que abastecem o reservatório de Itaipu.

“Sedimentos arenosos são os de maior risco para o reservatório”, disse. “Permanecem no fundo do lago e os atuais mecanismos de limpeza – como a dragagem – são caros e de baixa efetividade. Por isso, Itaipu tem interesse em atuar com ações preventivas, para reduzir os danos ambientais provocados pelo assoreamento e elevar a vida útil do reservatório.”

O laboratório também vai permitir que produtores rurais da região, especialmente os pequenos, tenham acesso facilitado e de baixo custo a análises de solo para identificação de sedimentos como metais pesados e moléculas químicas poluentes. Desta forma, terão um melhor diagnóstico das áreas cultivadas e, consequentemente, poderão fazer uso racional de corretivos e fertilizantes.

“As recomendações de manejo baseadas em análises de solo potencializam a exploração agropecuária sustentável, evitando o surgimento de processos erosivos que contribuiriam para o assoreamento do reservatório”, reforçou o gerente da Divisão de Ação Ambiental (MAPA.CD) de Itaipu, Sergio Angheben.

O herbário será importante para as pesquisas e poderá documentar e armazenar exemplares da flora do Refúgio Maracaju, que pertence à Itaipu e está localizado entre os municípios de Mundo Novo e Salto del Guairá (Paraguai).

De acordo com os projetos, o laboratório de análise de solo terá uma área de 332,35 metros quadrados e contará com equipamentos de última geração; o herbário terá 149,5 metros quadrados. A expectativa é que as obras sejam concluídas até agosto de 2023.

Curso de Agronomia

Sergio Angheben disse que a construção do novo laboratório e do herbário contribuiu para a aprovação do curso de graduação em Agronomia na UEMS, que também foi anunciado na cerimônia desta segunda-feira. As aulas devem começar já em 2022. “Esse é um fato muito importante. O solo daquela região tem características próprias e, recebendo formação na base, os novos profissionais estarão mais preparados para atuar no território”, disse.

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Turismo,

Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu será abraçado por todos, diz chefe de Comunicação da Itaipu

Nesta quarta-feira (1°), começa a programação de final de ano de Foz do Iguaçu, com a abertura oficial do Natal de Águas e Luzes. Serão 35 dias de programação e decoração em dez pontos da cidade, com projeções mapeadas no Colégio Mitre e Matriz São João Batista, iluminação cênica da Ponte da Amizade e da Catedral Nossa Senhora de Guadalupe, paradas (desfiles) e autos de Natal.

No Gramadão, está marcado o show do cantor Daniel e show missa com o Padre Reginaldo Manzotti. Todas as atrações são gratuitas, com iniciativa da Itaipu Binacional, Prefeitura e Fundo Iguaçu, destaca a Rádio Cultura.

Patrícia Iunovich, chefe de Comunicação de Itaipu, ressalta que esse será um Natal para ser “abraçado” pelos empresários, que poderão agregar produtos para serem vendidos para o turismo. “Esse ano a gente está dando esse start, mas a partir do ano que vem aos poucos o empresariado também possa dar sua parte”, disse.

– Patrícia Iunovich, chefe de Comunicação da Itaipu

“Tem muita coisa bacana, mas o mais importante é que conseguimos criar um circuito de Natal. As pessoas vão se emocionar e muito com o Natal que estamos preparando para nossa população e os turistas que estarão nos visitando nessa época do ano”, ressaltou Iunovich.

Ouça a entrevista na Rádio Cultura

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Itaipu divulga resultado de edital de patrocínio nas modalidades Esporte e Cultura

Foram selecionadas 22 ações inscritas por entidades sem fins lucrativos, que realizarão ações em 12 municípios do oeste paranaense

Já está disponível para consulta no site da Itaipu o resultado da seleção pública do edital de patrocínio da binacional nas modalidades Esporte e Cultura. A lista com as ações selecionadas foi publicada na última sexta-feira (26), em https://bit.ly/3d1Dz9w.

Foram selecionadas 22 ações, 16 delas esportivas, cinco artístico-culturais e uma de ambas as modalidades, totalizando R$ 1.024.345,07. As ações foram inscritas por entidades sem fins lucrativos, que realizarão ações em 12 municípios do oeste paranaense, além da participação de entidades da área de influência da Itaipu em competições estaduais e/ou nacionais.

A celebração do termo de patrocínio seguirá o cronograma de execução dos projetos selecionados. As ações serão iniciadas a partir de 24 de janeiro de 2022. As prestações de contas deverão ser feitas até 90 dias depois da conclusão de cada ação.

Para o diretor-geral brasileiro, general João Francisco Ferreira, é um grande orgulho associar o nome de Itaipu a patrocínios que tenham caráter educativo, cultural e esportivo. “É um incentivo para que essas instituições continuem crescendo, atendendo à população, e repliquem nossa marca em seus municípios”, reforça.

No total, foram recebidas 94 solicitações de patrocínio, no valor de R$ 4.277.606,67. A seleção seguiu os critérios pré-estabelecidos no edital, que seguiu as premissas básicas da boa gestão pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, conforme o artigo 37 da Constituição, dentro das normas preconizadas pelo governo federal.

Capacitação

No dia 8 de outubro, a equipe da Itaipu responsável pelo edital ministrou uma capacitação para 140 interessados em inscrever seus projetos. Os participantes receberam informações sobre as principais etapas do processo, como enquadramento da proposta ao edital; preenchimento adequado dos campos no momento da inscrição; informações sobre contrapartidas (divulgação da imagem institucional de Itaipu), entre outras.