Browsing Category

Foz do Iguaçu

Leia as últimas notícias sobre Foz do Iguaçu no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Brasil, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Novo diretor-geral brasileiro da Itaipu será o Almirante Antalício Risden Junior. Cida Borghetti deseja sucesso

O Ministério de Minas e Energia confirmou, ainda nesta terça-feira (25), a indicação do Almirante Anatalício Risden Junior para o cargo de diretor-geral brasileiro de Itaipu, em substituição ao general João Francisco Ferreira, que pediu demissão.

A informação foi confirmada à imprensa pelo ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque. O almirante Risden ocupa atualmente o cargo de diretor financeiro executivo da binacional.

“Já iniciamos o processo, que leva mais ou menos duas semanas”, explicou o ministro a Agência iNFRA . Ferreira permanecerá no cargo até que haja a formalização de sua saída e a designação de seu substituto no Diário Oficial da União.

Boas vindas

A ex-governadora Cida Borghetti, lembrada para o cargo, usou as redes sociais para comentar a mudança. “Desejo muito sucesso ao novo diretor-geral da Itaipu Binacional, Almirante Anatalício Risden Júnior”.

“Gestor competente, tenho certeza que dará continuidade ao excelente trabalho do seu antecessor, o general João Francisco Ferreira”.

“Como conselheira da Itaipu, deixo o meu reconhecimento e a minha confiança na condução dessa gigante mundial da geração de energia”, concluiu Cida Borghetti.

Foz do Iguaçu, Paraná, Turismo,

Foz do Iguaçu terá novo incremento no turismo com voos regionais

Novos voos ligam 10 cidades do Paraná com Curitiba, conexão com Foz do Iguaçu e a tríplice fronteira

O secretário de Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação, Paulo Angeli, disse nesta terça-feira, 25, que o fluxo de turismo interno vai aumentar em Foz do Iguaçu com os novos voos da Azul que ligam 10 regiões do Paraná com Curitiba. A capital paranaense, segundo Angeli, já é uma conexão de voos para a tríplice fronteira, o que será incrementado com os 10 novos voos.

“Já estamos trabalhando para potencializar o turismo regional e aumento da conectividade aérea no Estado incentiva os turistas a viajarem. Os atrativos do destino Iguaçu já são os preferidos dos paranaenses. A estratificação dos levantamento da visitação e ocupação dos hotéis mostra essa preferência”, disse Angeli.

A Azul Linhas Aéreas iniciou nesta semana a operação de dez novos destinos no Paraná. Todos conectam cidades de 10 regiões do estado com Curitiba, como parte do Voe Paraná. Cianorte, Telêmaco Borba, Arapongas, Campo Mourão, Apucarana, Guaíra, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio e União da Vitória passaram a receber voos nesta segunda-feira (24) e nesta terça (25) será a vez de Umuarama.

Na cidade de Paranavaí, outro destino que será servido pela Azul Conecta, as operações devem ter início em março, após a conclusão de obras de melhoria na infraestrutura do terminal. Serão três voos semanais para Curitiba.

Os voos serão de três a quatro vezes por semana com aeronaves Cessna Gran Caravan, com capacidade para nove passageiros. “O paranaense poderá agora, com mais agilidade, conhecer os principais atrativos e também as cidades de todas as regiões que já demonstram um potencial turístico de qualidade para os visitantes”, disse Márcio Nunes, secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

Turismo regional

Marcio Nunes disse que o turismo regional já é uma realidade no Paraná com o consolidação dos parque estaduais e dos empreendimentos nas regiões noroeste, norte e norte pioneiro. “Foz do Iguaçu, litoral e Curitiba são os nossos principais destinos. Os voos permitem agora uma conexão mais rápida entre todas as regiões, o que vai atender o turismo e outras atividades econômicas”.

A concretização destas operações se deve a uma parceria do Governo do Estado com a Azul. Em outubro de 2021, executivos da companhia se reuniram com o governador Carlos Massa Ratinho Junior para anunciarem o acordo de expansão da malha aérea por todo o Paraná. Desde o final do ano passado, a empresa já comercializa passagens para os dez novos destinos em todos os seus canais oficiais.

“A chave do desenvolvimento é a integração entre os modais, investir além das rodovias. Estamos construindo o maior programa de aviação regional do País, conectando cidades de médio porte a qualquer canto do mundo e a Azul é parceira nessa iniciativa”, afirma o governador Ratinho Junior.

Paulo Angeli disse que a prefeitura fará um trabalho conjunto com a Paraná Turismo e com as secretarias ou diretorias municipais de turismo de divulgação dos atrativos da três fronteiras. “O turismo será, em pouco tempo, o segundo ativo econômico do Estado e Foz do Iguaçu já está inserida neste contexto”, disse.

Destaques, Foz do Iguaçu, Mundo, Turismo,

Integração nos protocolos de trânsito é tema de reunião entre autoridades de Foz e Puerto Iguazu

Encontro aconteceu nesta segunda-feira (24), na sede da Guarda Municipal de Foz do Iguaçu

Nesta segunda-feira (24), autoridades de Foz do Iguaçu e de Puerto Iguazu, na Argentina, participaram de uma reunião para discutir questões relacionadas às normativas do sistema de trânsito de ambas as cidades.

O encontro, que ocorreu na sede da Guarda Municipal de Foz, contou com a participação de representantes do trade turístico.

“Esta reunião é uma continuidade daquilo que já estamos promovendo na fronteira, que é a integração entre as cidades. Por conta da pandemia e das novas exigências de migração nos dois países, fizemos esta reunião para o esclarecimento de alguns trâmites burocráticos, especialmente no que diz respeito ao transporte de turistas”, comentou o diretor superintendente do Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans, Licério Santos

“Já temos diversos acordos em vigência e, em breve, faremos uma nova reunião em Puerto Iguazu a fim de atualizar alguns dispositivos”, completou Licério.

De maneira conjunta, as autoridades e o trade turístico buscam melhorar os protocolos de trânsito nas duas cidades, a fim de que os desembaraços aduaneiros, especialmente no transporte de turistas, sejam céleres para que os visitantes levem experiências positivas da região e voltem outras vezes.

“Temos como objetivo em comum fazer com que o turismo flua sem intercorrências entre as cidades. O turismo é de grande importante para todos nós, por isso estamos trabalhando para deixar os protocolos de deslocamentos mais claros, objetivos e seguros”, comentou o chefe de fiscalização de turismo de Puerto Iguazú, Do Nacimiento Eliceo Oscar.

O vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Fernando Martin, destacou a importância do debate. “Foi uma reunião totalmente positiva e o intuito agora é melhorar ainda mais as ferramenta de integração e cooperação entre as cidades, para continuar atendendo bem os turistas”, disse.

Presenças

Também participaram da reunião o secretário municipal de Segurança Pública, Reginaldo José da Silva; o cônsul da Argentina, Alejandro Massucco; o diretor de Assuntos Internacionais de Foz do Iguaçu, Jihad Abu Ali; além de representantes das agências de turismo, taxistas e de transporte de turismo das duas cidades.

Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Agência do Trabalhador Itinerante de Foz levará atendimentos ao Jardim São Paulo

Ação será na sexta-feira (28), das 08h30min às 14h, no Centro de Convivência Érico Veríssimo

Na próxima sexta-feira (28), a Prefeitura de Foz do Iguaçu levará aos moradores do bairro Jardim São Paulo uma série de atendimentos dao projeto “Agência do Trabalhador Itinerante”. A ação acontecerá das 08h30min às 14h, no Centro de Convivência Érico Veríssimo.

“Ano passado realizamos ações-pilotos nas regiões do Bubas e Morumbi que foram um sucesso, pois contaram com a ampla participação da população. Nesta semana, ofertaremos serviços no Jardim São Paulo e, dentro de um cronograma, levaremos também para outros bairros”, comentou o diretor da Agência do Trabalhador de Foz do Iguaçu, Luciano Castilha.

A Agência do Trabalhador Itinerante busca facilitar o encontro de empregadores e as pessoas que buscam oportunidades de emprego na cidade. Na ação, os munícipes têm a oportunidades de verificar as vagas abertas, bem como tirar dúvidas e receber orientações da equipe da agência.

Além disso, a iniciativa contará com equipes Banco do Empreendedor, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade de Foz (SINCOFOZ), que prestarão atendimentos relacionados a operações de créditos para Microempreendedores Individuais (MEI’s), orientações jurídicas e contábeis para a abertura de empresas, declaração de imposto de renda, entre outros atendimentos.

Em cumprimento ao decreto municipal, será solicitada a comprovação de vacinação contra a Covid-19.

Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Mais de 7.800 testes para Covid foram realizados nas cinco escolas municipais

Pontos de coleta funcionam de segunda a sábado, das 9h às 21h, sem a necessidade de agendamento. Foz já registrou 13.892 casos da doença em janeiro

Desde que a Secretaria Municipal de Saúde implantou os novos pontos de coleta para a Covid-19 em cinco escolas municipais, mais de 7.800 testes de antígeno foram feitos, quase mil por dia, com uma média de 50% de casos positivos. Os dados referem-se aos dias 15 a 22 de janeiro, e foram repassados pela Fundação Municipal de Saúde, responsável pela organização dos locais.

Os testes de antígeno (ou testes rápidos) são ofertados para pessoas sintomáticas e apresentam resultados em menos de 15 minutos. Os pontos de coleta funcionam de segunda a sábado, das 9h às 21h, nos seguintes locais: escolas Adele Zanoto (Porto Meira); Elenice Milhorança (Jardim América); Padre Luigi Salvucci (Vila C Nova); João Adão (Três Lagoas); e CMEI Guilherme Augusto Terres dos Santos (Morumbi II).

As coletas são feitas por 76 estagiários dos cursos de enfermagem, técnico em enfermagem, saúde coletiva, biomedicina e farmácia e supervisionados por 12 profissionais destas áreas.

Somados aos testes executados nas unidades de saúde e Hospital Municipal Padre Germano Lauck desde o início do mês de janeiro, são mais de 37 mil testes realizados; 15.247 nos últimos sete dias e 2.188 realizados nas últimas 24 horas, conforme o relatório integrado da saúde.

“Foz do Iguaçu é uma das cidades que mais realiza testes para a Covid-19, o que é essencial para termos dados estatísticos que fundamentam todas as decisões tomadas pelo poder público”, afirma a secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo.

De acordo com ela, a implantação dos novos pontos de coleta ajuda a desafogar as unidades de saúde, que além dos atendimentos clínicos e da vacinação, também realizam os testes. “A população tem acesso facilitado, seja através das unidades de saúde, nas escolas que se tornaram pontos de coleta e também via Plantão Coronavírus, que realiza o agendamento para o exame no Hospital”, explica a secretária.

Nas escolas, as coletas são priorizadas para pessoas com sintomas respiratórios e a partir do terceiro dia, conforme explica a supervisora da Fundação Municipal de Saúde, Michele dos Santos Hortelan. “As coletas são feitas em pessoas sintomáticas, a partir do terceiro dia. Aquelas que procuram ao primeiro dia de sintoma, são notificadas, recebem um atestado sanitário para o isolamento e orientadas a retornar no terceiro dia. Os contactantes irão coletar no quinto dia de sintoma”. Casos positivos terão de cumprir o isolamento por 10 dias a contar do primeiro dia de sintoma e contactantes devem permanecer por 5 dias. Para assintomáticos, o isolamento é de 7 dias.

O atendimento para pessoas com sintomas respiratórios foi priorizado em 19 unidades de saúde, na Unidade Padre Ítalo, no Porto Meira e na UPA Dr. Walter Cavalcante Barbosa, no Morumbi. Somente neste mês de janeiro, a cidade soma 13.892 casos de Covid.

Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Centro Cultural Beneficente Islâmico suspende visitações internas na Mesquita

O motivo é o avanço da Covid-19 em Foz do Iguaçu e a suspensão é temporária

O Centro Cultural Beneficente Islâmico (CCBI) de Foz do Iguaçu suspendeu nesta terça-feira (25) as visitas internas à Mesquita da cidade, um ponto turístico bastante procurado no município.

A previsão de retorno e liberação deve ocorrer a 0partir do dia 7 de fevereiro. As visitas externas, no pátio e escadaria da mesquita seguem liberadas. Ainda assim, é recomendável o uso de máscara, distanciamento e uso de álcool em gel nas mãos.

Foz do Iguaçu já registrou até segunda-feira (24) 59.002 casos de Covid-19 e 1.175 mortes causadas pela doença.

Confira abaixo a nota na íntegra do CCBI:

Tendo em vista que nos últimos dias na cidade de Foz do Iguaçu-PR, o aumento no número de casos da COVID-19, o CCBI resolve:

  1. Suspensão das atividades de visitações INTERNAS iniciando no dia 25/01/2022 com data prevista de retorno no dia 07/02/2022;
  2. As visitações INTERNAS ficarão suspensas durante esse período – por enquanto – até que os casos de COVID estejam estáveis;

Essa determinação aprovada pela diretoria do CCBI viabilizando o bem estar dos visitantes e colaborando com a saúde pública do município.

As visitações permitidas serão EXTERNAS, no pátio e escadaria da MESQUITA, ainda sim, mantendo todos os cuidados recomendados pela OMS.

Qualquer outra informação ou dúvida, a secretaria do CCBI se disponibiliza pelos telefones: (45) 3573-1126 ou (45) 99974-7747.

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

General João Francisco Ferreira pede exoneração da Itaipu Binacional

Nesta terça-feira (25), o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, comunicou o seu pedido de exoneração do cargo, por razões pessoais. Ferreira ocupava o posto desde 7 de abril de 2021, sucedendo o general Joaquim Silva e Luna, então nomeado para a presidência da Petrobras.

Durante o período em que esteve no cargo, a Itaipu alcançou a marca de 2,8 bilhões de MWh gerados desde o início da operação da usina, consolidando-se como a hidrelétrica que mais produziu energia no mundo, e conquistou as melhores marcas históricas de produtividade – a relação entre a quantidade de água que passa pelas unidades geradoras e a energia efetivamente gerada.

Na sua gestão, a Itaipu também reforçou o apoio às ações de combate à covid-19 na região de Foz do Iguaçu, o que foi determinante para a diminuição acentuada do número de casos de infecção e de internações hospitalares.

Todas as obras viabilizadas financeiramente pela Itaipu tiveram importantes avanços no período, como a Ponte da Integração Brasil – Paraguai, a revitalização do Gramadão e diversas outras.

As ações na gestão ambiental e de desenvolvimento territorial também progrediram e um dos símbolos desse trabalho foi o atingimento da marca de 24 milhões de árvores plantadas nas áreas protegidas da margem brasileira da binacional.

Também avançou o processo de licitação referente ao Plano de Atualização Tecnológica da usina, com a iminente assinatura do contrato com o consórcio vencedor.

E sob a gestão de Ferreira, a Itaipu participou ativamente da organização e promoção do Natal de Águas e Luzes, um presente para toda a região Oeste do Estado do Paraná, contribuindo para o retorno do turismo e para a recuperação da economia regional, tão abalada pela pandemia da covid-19.

O general Ferreira agradece o apoio e o comprometimento dos parceiros da usina, em especial à Família Itaipu, como se refere ao grupo de empregados.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Grupo protesta contra comprovante de vacinação e Foz segue em alta da covid

Um grupo de pessoas saiu as ruas na manhã desta segunda-feira (24) para protestar contra a exigência do comprovante de vacinação ou testes negativos de covid-19 em serviços públicos de Foz do Iguaçu. O ato, que começou em frente à Câmara de Vereadores, ocorre em meio a disparada de novos casos e internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) por complicações da doença. O município registrou 11 óbitos em janeiro e 1.175 desde o início da pandemia.

A Vigilância Epidemiológica confirmou ontem 711 novos casos de covid-19, totalizando 59.002 registros da doença no município desde o início da pandemia. No acumulado de 1º a 24 de janeiro, Foz do Iguaçu contabiliza 13.219 casos – média de 550,79 por dia. Do total de infectados, 53.354 pessoas já estão recuperadas, índice superior a 90,4%.

Dos novos casos, 416 são mulheres e 295 homens, com idades entre um mês e 95 anos. Entre eles, 703 encontram-se em isolamento domiciliar e oito internados. Do total de casos ativos, 4.427 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 46 estão internadas. O boletim confirmou mais um óbito por conta da covid, totalizando 11 no mês – 0,46 por dia. A vítima é um homem de 57 anos.

Mobilização

O grupo protestou contra a exigência do comprovante de vacinação, que passou a valer nesta segunda-feira (24). Após um período de concentração em frente ao prédio da Câmara, os manifestantes ocuparam por um período o plenário da Casa de Leis. Muitos dos participantes do ato estavam aglomerados e sem a máscara facial, que reduz a propagação do vírus.

De acordo com a normativa, publicada sexta-feira (21) no Diário Oficial do município, só não será exigido o comprovante de vacinação em serviços essenciais nas áreas da saúde, educação e segurança pública. A exigência também passou a valer para o acesso em eventos sociais, esportivos, clubes e espaços com shows e danças, casas noturnas e lounges.

Caso a pessoa não tenha o comprovante de vacinação, que pode ser obtido gratuitamente pelo aplicativo de celular ConectSUS, ela pode apresentar um teste negativo de covid-19 feito nas últimas 24 horas. No comércio em geral e atrativos turísticos de Foz do Iguaçu não é necessário apresentar o documento, conforme o decreto.

Logo após ocupar o plenário da Câmara de Vereadores, os manifestantes seguiram a pé até a frente da Prefeitura Municipal. Além de palavras de ordem, eles ostentavam cartazes contra a exigência e em defesa do tratamento precoce com hidroxicloroquina, que não tem eficácia contra a doença segundo a medicina. A Polícia Militar não informou quantas pessoas participaram do protesto.

Desde o início da campanha de vacinação em janeiro do ano passado, Foz do Iguaçu recebeu 533.228 doses. Deste total, 504.764 já foram aplicadas, segundo o Painel da Vacinação da Secretaria Municipal de Saúde. Até o momento, a cidade contabiliza 218.292 pessoas com imunização completa (duas doses ou dose única) e 54.941 pessoas com dose de reforço (terceira dose).

Internados

Com o avanço de novos casos, Foz do Iguaçu voltou a conviver com outro fator preocupante, a alta de ocupação de leitos de UTI e de Enfermaria. De acordo com o Painel Coronavírus, das 50 camas especiais dotadas de respiradores, 60% estavam em utilização na tarde de ontem. Dos 72 leitos de Enfermaria disponíveis nos hospitais Municipal Padre Germano Lauck e Ministro Costa Cavalcanti, 36 estavam em utilização (50% do total).

Dos 66 pacientes internados em Foz do Iguaçu, 10 são de Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e de outras localidades. Três pacientes (dois de Foz do Iguaçu e um de Santa Terezinha de Itaipu) estavam internados em leitos de pediatria.

As informações são de GDia

Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Paraná, Turismo,

Natal de Águas e Luzes de Foz é aprovado por mais de 90% do público, indica pesquisa

Números são de levantamento on-line feito durante os 35 dias de programação. Feirantes também apoiam a iniciativa liderada por Itaipu, Prefeitura de Foz e Fundo Iguaçu

Uma pesquisa on-line com o público do Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu mostrou que 92,8% dos moradores que responderam ao questionário e 89,3% dos turistas ou excursionistas ficaram satisfeitos ou muito satisfeitos com a festa natalina, promovida pela Itaipu Binacional, Prefeitura e Fundo Iguaçu.

A consulta ficou disponível na internet nos 35 dias de programação, de 1º de dezembro a 5 de janeiro, com participação voluntária. Quase mil pessoas acessaram o levantamento e mais de um terço respondeu que visitou os locais decorados e/ou assistiu a um ou mais eventos de Natal.

“Um espetáculo memorável”, escreveu um dos participantes, nos comentários da pesquisa. “Se o destino fidelizar esta programação ano a ano será perfeito”, disse outro. Para um terceiro, chamou a atenção o ambiente descontraído e familiar: “Me senti um turista em minha própria cidade”.

Apesar da amostra reduzida, frente à estimativa de 300 mil expectadores, de acordo com a organização, a consulta reflete a percepção das equipes envolvidas no trabalho. “A festa encantou o público, que compareceu em peso aos espetáculos e aos locais com decoração natalina. E provou que tem potencial para entrar definitivamente no calendário de eventos da cidade e se transformar numa nova atração turística”, destacou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, reforça: “Somos conhecidos internacionalmente pelas belezas naturais das Cataratas do Iguaçu e pela grande obra de engenharia humana, que é a usina de Itaipu – entre tantos outros atrativos. A cidade tem tudo para se tornar referência também como destino natalino”.

Outro levantamento, feito junto a 66 comerciantes que participaram das feirinhas de Natal no Gramadão da Vila A e Avenida JK, indicou que 93% dos feirantes consideraram ótima ou boa a iniciativa e a organização dos espaços. A maioria (57%) teve lucro diário de R$ 500; 31% de R$ 500 a R$ 1 mil; 7% de R$ 1 mil a R$ 2 mil; e 3% indicou lucros superiores a R$ 2 mil.

O sucesso do Natal é corroborado por indicadores do próprio turismo, principal atividade econômica da cidade. A ocupação dos hotéis em dezembro, segundo a Secretaria de Turismo, chegou a 67%, o melhor desempenho em 12 anos, superando o mesmo período de 2018 e de 2019 (64,8% e 63,3%), anos pré-pandemia de covid-19.

O número de viajantes que passaram pelo Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, em dezembro de 2021, foi 59% superior ao registrado em dezembro de 2020. Na rodoviária, o salto foi de 69%.

Os atrativos da cidade também tiveram forte alta de visitação no último mês do ano. Na Itaipu Binacional, lado brasileiro, o acréscimo foi de 65% em relação a dezembro de 2020. O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, recebeu mais de 112 mil visitantes, salto de 88% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Plantamos uma boa semente, por isso já tivemos uma boa colheita. O Natal de Águas e Luzes no futuro agregará valor ao nosso produto turístico e com isso teremos cada vez mais excelentes finais de ano em nossa região”, declarou o presidente do Fundo Iguaçu – Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu, empresário Enio Eidt.

O secretário municipal de Turismo, Paulo Angeli, disse que o Natal trouxe resultados visíveis e tangíveis. “O mais grandioso, que deve ser celebrado, é a união. A gestão do evento, desde seu planejamento, financiamento, divulgação e execução, foi resultado da integração das instituições que compõem a gestão integrada do turismo de Foz do Iguaçu”, relacionou, citando a Itaipu Binacional, Prefeitura, Fundo Iguaçu, Visit Iguassu, Fundação Cultural e Conselho Municipal do Turismo (Comtur).

A chefe das assessorias de Turismo e Comunicação Social da Itaipu, Patrícia Iunovich, também chamou a atenção para o envolvimento das entidades, para viabilizar a festa natalina em tempo recorde, e o apoio da comunidade, que abraçou o Natal com entusiasmo e participou ativamente das atividades. “Formou-se uma corrente do bem e o resultado superou as nossas expectativas. Oferecemos entretenimento de qualidade, que encantou o público e reavivou o espírito natalino. Isso tudo depois de um ano tão desafiador, como foi 2021.”

O diretor da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, assinalou a “grande diversidade e pluralidade artística e cultural” da programação, que deu visibilidade ao talento dos artistas da cidade. “Sem falar nos espetáculos de abertura e enceramento do Natal, que simbolizaram momentos de emoção ímpar e inesquecíveis ao público”, mencionou.

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Yuri Benítez, “a repercussão positiva do Natal junto a moradores e turistas de diversas localidades, aliada à qualidade da decoração e apresentações, auxiliam para, definitivamente, consolidar a data como um marco para a visitação a Foz do Iguaçu.”

Investimentos e retorno de mídia

Nos 35 dias de programação, o Natal de Foz ofereceu ao público mais de 150 atrações, em diferentes pontos da cidade. Uma carreta-palco levou a festa para lugares muitas vezes esquecidos, como a ocupação do Bubas, a Vila C e o bairro Três Lagoas. O investimento total foi de aproximadamente R$ 14 milhões, sendo R$ 9 milhões de Itaipu.

O retorno pode ser mensurado pela satisfação do público (atestado na pesquisa), no aquecimento da economia local, na retomada da movimentação turística e da arrecadação dos atrativos, e também na resposta de mídia espontânea em veículos de imprensa.

De acordo com levantamento feito pela área de Comunicação da Itaipu, de 1º de julho a 31 de dezembro, o Natal de Águas e Luzes foi tema de quase 1,2 mil reportagens em metade dos Estados brasileiros e diversos países (como Paraguai, Argentina, Espanha e Inglaterra).

Essas matérias foram publicadas em mais de 200 veículos de comunicação, tiveram um potencial de público de 30 milhões de pessoas e valoração (caso fossem publicadas como anúncios pagos) de R$ 5,7 milhões. “Os números ainda são parciais e não incluem o resultado de mídia social, mas dá uma dimensão do sucesso da operação”, observou Patrícia Iunovich.

Destaques da programação

Um dos destaques da programação foi o show com o cantor Daniel, no dia 19 de dezembro, que levou mais de 15 mil pessoas ao Gramadão da Vila A. Foi a primeira apresentação do músico para um público aberto desde o início da pandemia de covid-19.

“Foz do Iguaçu é uma cidade muito especial. Além da energia, além da natureza, podemos encontrar várias nacionalidades aqui, e espero levar a todas uma mensagem de paz, de otimismo e de amor, que tanto precisamos”, declarou o sertanejo, intérprete de sucessos como “Adoro amar você”, “Eu me amarrei” e “Casava de novo”.

Daniel e o padre Reinaldo Manzotti, que celebrou missa seguida de show no dia 22 de dezembro, também no Gramadão, gravaram vídeos antes das apresentações, convidando o público a participar dos eventos pelas redes sociais.

A programação teve ainda a Banda Sinfônica do Exército, autos de Natal na Avenida Jorge Schimmelpfeng, projeções mapeadas no Colégio Bartolomeu Mitre e na matriz São João Batista, decoração temática na Praça da Paz, Gramadão, Avenida Brasil e Praça da Bíblia – entre outras atrações.

Outro grande destaque foi binacional e envolveu um dos maiores símbolos da integração de Brasil e Paraguai: a iluminação cênica da Ponte Internacional da Amizade, de 10 de dezembro a 15 de janeiro, que também contou com recursos da Itaipu Binacional.

O projeto de iluminação foi apresentado em setembro pelo Conselho de Desenvolvimento do Leste (Codeleste) ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), prontamente encampado pela gestão integrada do turismo e aprovado pelos dois diretores-gerais da Itaipu, general Ferreira (Brasil) e embaixador Manuel María Cáceres Cardozo (Paraguai).

O Natal de Águas e Luzes teve ainda um recorte social, com a arrecadação de alimentos não perecíveis e brinquedos. Um dos pontos de coleta foi na roda-gigante instalada no Gramadão da Vila A. Foram arrecadados, com a inciativa, quase sete toneladas de alimentos e três mil brinquedos. Todo o material foi distribuído para famílias em situação de vulnerabilidade.

Vale mencionar que as principais atrações do Natal de Águas e Luzes ocorreram em dezembro, quando a vacinação contra a covid-19 já estava avançada no País, o que permitiu a retomada das atividades com público em ambiente aberto, e antes da atual onda de contaminações provocada pela variante ômicron.

Foz do Iguaçu, Mundo,

Aduana argentina é evacuada após caminhão derramar carga química

O acesso à aduana argentina da Ponte Internacional Tancredo Neves precisou ser interditado no início da tarde de segunda-feira (24), após um caminhão com carga química vinda do Brasil derrubar o produto de um dos tonéis sobre a pista.

O caminhão carregava 6 toneladas de hidroxietil metacrilato, 5.760 kg de resina e 2.268 kg de alcatrão. Sobre a pista foram derramados 200 litros do hidroxietil, cerca de 90% do conteúdo de um dos tonéis.

O Corpo de Bombeiros de Iguazú constatou a perfuração da carga perigosa que seguia em direção à Argentina. O local foi evacuado em um raio de 300 metros da aduana.

A Secretaria de Obras de Puerto Iguazú enviou ao local uma retroescavadeira para fazer a contenção do líquido através de uma dique de terra. O Corpo de Bombeiros de Foz do Iguaçu que tem equipamentos adequados para acidentes químicos, foi acionado para ajudar na limpeza da pista.

Após a situação controlada o caminhão pode sair do local e a aduana foi liberada para o trânsito.

As informações são de Rádio Cultura