Browsing Category

Foz do Iguaçu

Leia as últimas notícias sobre Foz do Iguaçu no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Educação, Foz do Iguaçu, Paraná,

Município investe 100% do Fundeb com salários e encargos dos profissionais da educação de Foz do Iguaçu

Dados do custeio do Fundeb foram apresentados nesta sexta-feira (10) em reunião com o Sinprefi

A Prefeitura de Foz do Iguaçu cumpre com as obrigações legais e, neste ano, vem superando o limite mínimo de 70% do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) com o pagamento de salários aos professores municipais. Dos 100% dos recursos provenientes do fundo, mais de 87% são destinados aos proventos e cerca de 13%, com encargos previdenciários, totalizando 100% de utilização.

Os dados do custeio do Fundeb foram apresentados nesta sexta-feira (10) em uma reunião entre as secretarias de Administração, Educação e Fazenda e o Sindicato dos Professores Municipais de Foz do Iguaçu (Sinprefi). O encontro foi agendado em atendimento à demanda da entidade sindical para esclarecimentos do Município a respeito de supostas sobras do custeio do Fundo. Também participaram a vereadora Yasmin Hachem e os vereadores Adnan El Sayed, Admilson Galhardo e João Morales.

De acordo com dados disponíveis no Portal da Transparência e apresentados pelo diretor de Gestão Orçamentária, Darlei Finkler, o Município estima receber R$ 134.960.224 de transferências do fundo até o final do ano. Deste total, R$ 118.065.399 é utilizado para o pagamento dos salários dos professores e os outros R$ 16.685.570, para os encargos previdenciários. O montante destinado aos pagamentos corresponde a aproximadamente 87% da receita e aos encargos, cerca de 13%.

“Não teve sobras e ainda não encerramos o ano, e já estamos com 100% do fundo utilizado para o custeio dos salários e encargos dos professores”, reforçou Finkler.

Outro ponto importante é que a concessão de abono pode ser utilizada, com base em decisão político-administrativa, nos casos em que os municípios não atinjam 70% dos valores do fundo com o pagamento dos salários. Ainda assim, é necessária legislação específica com regulamentação de critérios e metas.

“Esse é um estudo que já estamos fazendo, mas vamos avançar no diálogo com o sindicato para analisarmos qual será a melhor alternativa para promover as melhorias, principalmente nos salários iniciais dos professores”, ressaltou o secretário de Administração, Nilton Bobato.

Resultado

A reunião possibilitou mais avanços no diálogo entre o Município e o sindicato, e renovou o compromisso da prefeitura da manutenção do diálogo permanente, com vistas a construir propostas para atualizar o plano de carreira do magistério e estudar medidas para melhorar o salário inicial dos professores.

“Este ano estamos limitados orçamentariamente a realizar as melhorias ou implantar mais benefícios nas carreiras, em virtude da Lei Complementar Federal 173, que impede até o final do ano quaisquer benefícios. Lembrando que pagamos retroativo das promoções da educação (R$ 4,6 milhões)”, explicou Bobato. “No entanto, temos o compromisso e estamos estudando medidas para o próximo ano, dependendo do comportamento da arrecadação e da recuperação da economia, desgastada pela pandemia da Covid-19”.

As pautas também serão debatidas em reunião, que já estava agendada, na próxima quinta-feira (16) entre o sindicato e o prefeito Chico Brasileiro.

Fundeb

O Fundeb é formado, quase na totalidade, por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios, vinculados à educação por força do disposto no art. 212 da Constituição Federal (CF).

Além desses recursos, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais, sempre que, no âmbito de cada Estado, seu valor por aluno não alcançar o mínimo definido nacionalmente, tanto do Valor Aluno Ano do Fundeb (VAAF), como do Valor Aluno Ano Total (VAAT).

A receita do Fundeb, por exemplo, é constituída por impostos como o IPVA, o ICMS, entre outros, que são destinados automaticamente para o fundo. Esse montante é resulta da receita arrecadada, ou seja, varia em função do comportamento da atividade econômica.

O valor arrecadado, a ser distribuído às contas específicas do Estado e seus Municípios, em uma determinada Unidade Estadual, é multiplicado por um coeficiente de distribuição de recursos, calculado para vigorar em cada ano, em cada Estado e Município, obtendo-se, com esse cálculo, o valor devido a cada governo, proveniente daquele montante de recursos a ser distribuído. Esse procedimento é repetido a cada vez que se tem um valor a ser distribuído.

Aumento

A prefeitura também esclareceu dúvidas a respeito do aumento no valor do Fundeb transferido pela União ao Estado. Neste ano, o valor foi 23% maior no comparativo com 2019, porém, esse volume é resultado do aumento de impostos como o ICMS, que incide sobre a gasolina.

“Também tivemos mais despesas, porque implementamos o novo fundo previdenciário e aportamos mais de R$50 milhões neste ano, entre outras despesas, com rescisões e chamamento de professores aprovados em concursos anteriores à vigência da lei complementar 173/2020”, acrescentou Finkler.

Além disso, é a primeira vez que a pasta consegue quitar as despesas com receitas próprias, atingindo o limite constitucional de 25% do orçamento público com a educação.

“Em anos anteriores, sempre precisávamos dispor de receitas de outras secretarias, e este ano conseguimos equilibrar com nossa própria receita, mesmo promovendo avanços, como a compra de material escolar, entre outras melhorias para a comunidade”, expressou a secretária de Educação, Justina Bernardi.

Expectativa

A expectativa da retomada da economia, após duro período da pandemia da Covid-19, o fim da LC 173/2020 e o equilíbrio na gestão orçamentária com o cumprimento das obrigações legais, possibilitam ao Município criar as condições para avançar ainda mais nas garantias dos trabalhadores públicos.

Somente no último mês, a prefeitura injetou mais de R$ 53 milhões na economia local com o pagamento antecipado do 13º salário, o retroativo da educação (R$ 4,6 milhões) e a folha de novembro (R$ 31,3 milhões). Até 28 de dezembro, no máximo, serão pagos a folha de dezembro (R$ 31,3 milhões), acrescida com o pagamento de progressões e promoções (R$ 1,5 milhão) e 1/3 de férias (4,5 milhões). Em 30 dias, serão pagos R$ 90,5 milhões, em valores brutos, referentes às folhas de novembro e dezembro, retroativos de progressões e promoções, o 13º salário e o terço de férias dos professores e demais servidores que têm esse direito.

O Município também fará o pagamento da data-base na competência de janeiro. A prefeitura já encaminhou para a Câmara de Vereadores a mensagem com o projeto de lei implantando a reposição salarial em parcela única de 8,35% na competência janeiro de 2022, para todos os servidores municipais.

Destaques, Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Foz do Iguaçu recebe vacinas da Janssen para aplicação da dose de reforço

Este é o primeiro lote enviado ao Paraná depois da recomendação do Ministério da Saúde para aplicação de uma segunda dose em pessoas que tenham recebido o imunizante

A Secretaria Municipal da Saúde recebeu nesta sexta-feira (10) o primeiro lote da Janssen para aplicação da dose de reforço – neste caso a segunda dose – em pessoas que receberam o imunizante no intervalo mínimo de dois meses.

De acordo com a secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo, a aplicação inicia hoje (10) a partir das 14 horas, por demanda espontânea, nas unidades básicas de saúde. Também será disponibilizado o agendamento on-line para aplicação a partir de segunda-feira (13).

O agendamento poderá ser feito pelo site: https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/.

Abriremos agendamento, mas as unidades também vão atender a demanda espontânea ao longo da semana” afirmou. Os imunizantes chegaram ao Paraná na quarta-feira (08) e serão direcionados para a população de fronteira, população de rua e parte da população adulta acima de 18 anos. Ao todo, 6.565 doses foram destinadas a Foz do Iguaçu.

Janssen

O imunizante Janssen obteve registro emergencial de uso aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 1º de abril deste ano e foi disponibilizado para a população em junho. A vacina é recombinante de vetor viral e destaca-se das demais pelo método de administração em dose única.

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, vinculada ao Ministério da Saúde, divulgou no mês passado a Nota Técnica nº 61/2021 recomendando a dose reforço às pessoas que tenham tomado o imunizante Janssen no intervalo mínimo de dois meses, podendo chegar até seis meses.

O documento reforça que a dose reforço deve ser aplicada com o mesmo imunizante, com exceção de mulheres que tenham tomado a Janssen e que, neste momento, estejam grávidas ou no período de puerpério. Nestes casos recomenda-se a utilização do imunizante da Pfizer.

(Com informações da AEN)

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Réveillon Dreams: atrativo turístico irá celebrar a virada de ano

Moradores de Foz do Iguaçu e da região e turistas terão mais uma opção para celebrar a chegada de 2022. A partir das 21h do dia 31 de dezembro, será realizado o Réveillon do Dreams Motor Show, um dos cinco atrativos do Dreams Park Show.

O evento contará com jantar completo, open bar com chopp e espumante, queima de fogos e atrações musicais, tudo isso dentro de um museu de motocicletas amplamente decorado, com distanciamento e segurança.

De acordo com a gerente Comercial do Dreams Park Show, Paula Haito, o evento será ainda melhor que o realizado no ano passado. “Em 2020, com todas as limitações, conseguimos preparar uma noite incrível que foi muito elogiada pelos participantes. Esse ano, será ainda melhor, com muitas novidades no cardápio e nas atrações, sem esquecer da segurança”, comentou.

Os ingressos de 1º lote antecipados já estão disponíveis no site www.dreamsparkshow.com.br no valor de R$ 500 por pessoa, incluindo jantar com sobremesa, bebidas à vontade, acesso ao Dreams Motor Show e todas as atrações da noite, tanto as musicais quanto a queima de fogos.

Para mais detalhes sobre o Réveillon, acesse www.dreamsparkshow.com.br ou contate pelo WhatsApp (45) 3527-8100.

Horários Especiais

Para se adequar às datas comemorativas de fim de ano, o Dreams Park Show terá alterações no atendimento.

No dia 7 de dezembro (terça-feira), a bilheteria atenderá somente até 17h, e a visitação dos atrativos poderá se estender até 18h. O mesmo ocorrerá nos dias 24, 25 e 31. A partir do dia 1º de janeiro de 2022, o funcionamento volta aos horários normais, das 9h às 22h.

Promoção para Moradores

A partir da próxima quinta-feira (9), moradores de Foz do Iguaçu que forem almoçar ou jantar no Dreams Motor Show terão entrada gratuita, exceto em dias de shows. No dia 17 de dezembro à noite, por exemplo, e no evento de Réveillon, não será possível aproveitar a promoção.

Para receber o benefício, o visitante deverá apresentar comprovante de residência no momento da visita, podendo ser título de eleitor ou contas de consumo (água, energia elétrica, internet ou telefone fixo). A cortesia poderá ser usada entre as 11h30 e 15h e das 19h às 22h, qualquer dia da semana.

Brasil, Foz do Iguaçu, Mundo, Paraná,

Governo decide suspender exigência do comprovante de vacina de viajantes

Decisão foi motivada pelo ataque hacker que tirou do ar o ConecteSUS, aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19. Exigência começaria a valer neste sábado.

O governo federal decidiu nesta sexta-feira (10) suspender a exigência de comprovante de vacina contra a Covid para viajantes que chegarem ao Brasil por via aérea.

Segundo apurou o blog, a suspensão será temporária, até a normalização do ConecteSUS, aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19.

O ConecteSUS saiu do ar na madrugada desta sexta após um ataque hacker. Nesta semana, o governo publicou uma portaria que impõe quarentena a quem não estiver vacinado e quiser entrar no Brasil por via aérea. A portaria entraria em vigor neste sábado (11).

O ataque hacker que derrubou o sistema afeta justamente a conferência do comprovante de vacinação de brasileiros e vacinados no Brasil.

Veja mais em G1 Globo

Foz do Iguaçu, Justiça, Paraná,

Fortalecimento da cidadania é tema de reunião entre prefeito e novo presidente da OAB de Foz do Iguaçu

O encontro aconteceu nesta quinta-feira (09), na sede do poder executivo

O fortalecimento da cidadania e a possibilidade de novas parcerias entre a Prefeitura de Foz do Iguaçu e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) foram tratados nesta quinta-feira (09) na reunião entre o prefeito Chico Brasileiro e o presidente recém-eleito para subseção de Foz, o advogado Vitor Hugo Nachtygal.

“A OAB é uma das entidades da sociedade civil organizada mais expressivas e que tem dado ao país grandes contribuições, especialmente no que diz respeito à promoção da justiça e da cidadania”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

“Em Foz não é diferente, e queremos ampliar ainda mais as parcerias entre Município e OAB para promover ações integradas de cidadania, além, é claro, de continuar contando com a entidade para as discussões dos grandes temas da cidade”, ressaltou Brasileiro.

Possibilidades de incentivos aos recém-formados e a melhoria do ambiente da advocacia na cidade também foram tratados no encontro. Com sede em Foz do Iguaçu, a subseção é composta por mais de 2 mil advogados de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. Realizada no mês passado, a eleição para a presidência da subseção de Foz foi vencida pela chamada denominada “Algo Novo”.

“Queremos ampliar a participação da OAB na construção da cidadania e estaremos sempre à disposição do Município para ações em conjunto com as secretarias de Direitos Humanos e Relações com Comunidade, de Assistência Social, entre outras”, comentou o novo presidente da subseção, Nachtygal.

A nova diretoria da OAB de Foz, que terá mandato de três anos a partir de 2022, é composta por:

  • Vitor Hugo Natchygal – presidente;
  • Vanessa Picouto – vice-presidente;
  • Ana Paula Niedzieluk Lisboa – secretária adjunta;
  • Thaise Thome – tesoureira;

F- abio Sombrio – secretário-geral.

Presenças

Também participaram da reunião o secretário da Transparência e Governança, José Elias Castro Gomes; o chefe de gabinete do prefeito, Jean Mezzomo; e a recém-eleita vice-presidente da OAB/Foz, a advogada Vanessa Picouto.

Foz do Iguaçu, Paraná, Saúde,

Foz do Iguaçu registrou 18 novos casos de Coronavírus em 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 10/12/2021, 18 casos de covid-19. No total, são 45.586 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 44.354 pessoas já estão recuperadas.

Dos 18 novos casos, 12 são mulheres e 06 homens, com idades entre 14 e 61 anos. Todos estão em isolamento domiciliar.

Do total de casos ativos, 59 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 14 estão internadas.

Óbito

Foz do Iguaçu não registrou óbitos em consequência da covid-19 nas últimas 24 horas. No total, são 1.159 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Cultura, Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional,

Parada de Natal enche a Avenida Schimmelpfeng de luzes e emoção

Primeira noite do desfile do Natal de Águas e Luzes surpreendeu moradores, visitantes e autoridades

Cerca de 9 mil pessoas acompanharam o primeiro desfile da Parada de Natal da Cia. Sorriso com Arte, na noite desta quinta-feira (09). A performance de mais de 100 artistas que compõem o espetáculo, que integra a programação do Natal de Águas e Luzes, encantou e emocionou moradores de Foz do Iguaçu, turistas e autoridades.

A apresentação teve início às 20h, na Avenida Jorge Schimmelpfeng, no Centro da cidade, e encerrou por volta das 22h. Quem perdeu o primeiro desfile, ainda tem a oportunidade de acompanhá-lo nesta sexta-feira e sábado (10 e 11).

As alas representativas de elementos como a água, a energia e a fauna, as bailarinas, patinadoras, atores e atrizes da companhia encantaram o público presente.

Ao som de hits natalinos, com banda ao vivo, o trajeto dos artistas pela avenida foi acompanhado atentamente por adultos, jovens e crianças.

União

Para o prefeito Chico Brasileiro, que acompanhou de perto a apresentação, a alegria transmitida à população foi fruto do empenho entre parceiros. “Esse Natal é resultado de muita união entre os parceiros, mas, acima do investimento, está a paixão pela cidade, e o resultado é o que vemos hoje, algo inovador que veio para ficar”.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, também apontou a união como elemento fundamental para o sucesso do Natal. “Junto com a Prefeitura Municipal, Acifi, Fundo Iguaçu, a Itaipu acreditou que era possível. Hoje digo que esse sonho está sendo realizado. Sinto que essa felicidade não vem só de mim, mas está em todas as pessoas”.

Para Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu, o Natal é uma semente que poderá gerar um bem maior. “Nossa expectativa é que isso perpetue e seja agregado como produto turístico para a cidade, que o nosso Natal vire mais um atrativo”.

Quem acompanhou o espetáculo, filmou e/ou gravou cada ala que passava pelo corredor da avenida. A empolgação da banda também contagiou quem assistia. “Este ano, bateram o recorde”, disse a professora Yara Suzana Meireles. “Está tudo encantador. Viemos de uma pandemia e agora poder encontrar essa magia que é o Natal é impressionante e faz a gente acreditar que Natal é isso tudo, é amor, é alegria, é esperança, mas também um aviso para que a gente possa viver o hoje”. Acompanhada do marido e da mãe, ela assistiu ao desfile sentada em uma cadeirinha de praia, ao lado do cercado colocado na avenida.

Isabelle Bravin Taroba, de 8 anos, estava com a família, da região Norte da cidade, e ficou surpresa com tantas luzes e cores. “Achei que tudo estava muito bom. O carro com a cama, e as bailarinas eram lindos, mas gostei mesmo foi do Papai Noel”. Para a mãe, Fabiana Bravin, a aprovação veio com um elogio. “Muito diferente de tudo que já vi”.

Ao longo do percurso, pessoas de todas idades acompanharam a performance dos artistas. Para Filomena Rafagin, 93, a parada foi surpreendente. “Foi a primeira vez que saí para ver o Natal, e achei maravilhoso”.

A empolgação do público também foi sentida pelos artistas. “A energia foi incrível e recebemos muitos pedidos de pessoas que também queriam participar do desfile. Acho que quando há receptividade, há essa troca”, disse a diretora da Cia Sorriso com Arte, Karen Pissutti.

A Parada de Natal será novamente apresentada nesta sexta-feira (10) e sábado (11), a partir das 19h30, na Avenida Jorge Schimmelpfeng. O Natal de Águas e Luzes é uma realização da Prefeitura Municipal, Itaipu BInacional, Fundo Iguaçu, Fundação Cultural e parceiros.

Fotos: Marcos Labanca

Destaques, Economia, Foz do Iguaçu,

Porto seco de Foz do Iguaçu tem grande movimentação histórica no ano de 2021

Os maiores portos secos da América Latina, respectivamente, das cidades de Foz do Iguaçu e Uruguaiana (RS), registraram recorde de movimentação de cargas já no mês de novembro

Dentre os fatores, está o aquecimento do transporte rodoviário, pela boa safra de grãos do Paraguai, mas também devido à falta de contêineres no mundo, além das secas nos rios, principalmente no Rio Paraná, o que tornou impraticável o escoamento por via fluvial.

Segundo Francisco Damilano, Gerente Geral de Operações de Fronteiras da Multilog, operadora logística que atua nos dois portos, foram necessários ajustes para dar conta de tal movimento.

“Realizamos diversas mudanças na pandemia para agilizar as operações, como a vistoria remota, automatização das senhas de exportação e liberações através da plataforma Genius para o regime de importação. Agora, com a crescente demanda do transporte rodoviário, estamos nos preparando ainda mais para o atendimento do mercado”.

No Porto Seco de Foz do Iguaçu, a quantidade de cargas despachadas em 2021 – dentre exportações e importações – já passa de 190 mil (sem contabilizar o mês de dezembro). Em 2020, o número foi de pouco mais de 169 mil.

Paulo Luis Borges da Rosa, Gestor de Operações da Multilog, em Uruguaiana, também comentou sobre os ajustes realizados.

“O movimento nas fronteiras que ligam o Brasil aos demais países do Mercosul está bem aquecido. Estamos desenhando soluções temporárias para o pico de movimentação atual e, ao mesmo tempo, nos preparando para a elevação da demanda do transporte rodoviário futuro”, disse.

Recentemente, a empresa participou do primeiro trânsito aduaneiro multimodal realizado no Brasil pela Receita Federal, que autorizou o transporte de farelo de soja por via terrestre, por conta da falta de chuvas. A carga ingressou nos Portos Secos de Foz do Iguaçu e Cascavel, e seguiu por trem até Paranaguá (PR). De lá, embarcou em navios para exportação até a Europa.

Itens mais importados e exportados em Foz do Iguaçu

  • Importação Paraguai: Grãos (Milho, Trigo, Soja e Farelo de Soja) / Carne Suína e Bovina / Ferro e Têxtil.
  • Exportação Paraguai: Cimento / Fertilizantes / Adubo / Máquinas Agrícolas / Automóveis.
  • Importação Argentina: Peixe, Frutas / Alho / Azeitonas / Feijão / Farinha de Trigo.
  • Exportação Argentina: Automóveis / Peças / Madeiras.
Economia, Foz do Iguaçu, Paraná,

Educadores de Foz deflagram greve nesta segunda para preservar plano de carreiras e cobrar reajuste

Professores e funcionários de escolas estaduais decidiram em assembleia deflagrar greve de três dias, a partir desta segunda-feira, 13. A categoria questiona a proposta que institui nova base de remunerações, apresentada pelo Governo do Paraná, vista como um artifício numérico que representa o desmonte do plano de carreiras.

A ameaça à carreira docente é por conta da extinção dos percentuais existentes entre classes e níveis, provocando o achatamento da tabela de remunerações e acabando com a evolução do profissional. A categoria interpreta que o conjunto de medidas apresentado como “reajuste” não repõe as perdas com a inflação e exclui funcionários e aposentados da nova gratificação.

O pacote de normativas corta parte do auxílio-transporte, férias, licença e abono pelo trabalho noturno. A gratificação proposta não incide sobre férias, licença e 13º salário dos educadores nem é contabilizada para fins de aposentadoria. O projeto está em tramitação e será votado na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

“Sem debate com os educadores, o governo lança esse projeto na reta final do ano e com intensa propaganda oficial. Quer fazer crer, entre a população, que teremos melhorais salariais”, aponta o presidente da APP-Sindicato/Foz, Diego Valdez. “Mas a verdade é que o plano de carreira está em risco e haverá achatamento dos salários. As perdas serão para todos”, afirma.

Conforme o dirigente sindical, os servidores públicos do Paraná estão há mais de seis anos sem receber reposição devido às perdas da inflação, acumulando uma defasagem superior a 30% no período. “E o governador Ratinho Junior apresenta 3% de recomposição, enquanto eleva absurdamente o subsídio a grandes empresas”, reflete.

“O poder de compra dos trabalhadores está reduzido, e quem ganha menos, como as agentes educacionais – que trabalham na cozinha, limpeza e outras funções –, está com dificuldades de manter o sustento da família”, sublinha. “Com a falta de reposição dos últimos seis anos, enfrentamos a alta da inflação, que faz os preços dispararem”, conclui Diego Valdez.

Agenda da greve

A APP-Sindicato/Foz realiza assembleia regional on-line neste sábado, 11, às 9h30, para a organização do movimento entre educadores de Foz do Iguaçu e região. A entidade colocará ônibus para o deslocamento de professores e funcionários que se somarão a trabalhadores da educação de todo o estado em vigília no Centro Cívico, em Curitiba (PR), durante a deliberação dos projetos.

APP-Sindicato/Foz
Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Destaques, Educação, Foz do Iguaçu,

Equipe da UNILA obtém medalha de ouro em competição internacional de biologia sintética

Projeto premiado propõe combater leishmaniose visceral por meio de técnicas de biologia sintética e desenvolver ações de conscientização na região trinacional

O grupo de pesquisa em Biologia Sintética SynFronteras, formado por estudantes da UNILA, obteve a medalha de ouro na iGEM (International Genetically Engineered Machine), principal competição internacional de biologia sintética. No evento, organizado pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology), o time apresentou o projeto BioPank, que tem o objetivo de combater a leishmaniose visceral em Foz do Iguaçu. A região é considerada endêmica da doença – calcula-se que 25% da população de cães da cidade tenha o parasita que causa a zoonose.

A SynFronteras é a primeira equipe do Paraná a apresentar-se na competição e a primeira equipe do Sul do Brasil a receber medalha de ouro. Os estudantes trabalharam no design, modelagem e nos primeiros ensaios laboratoriais para projetar uma bactéria que fosse capaz de combater a transmissão da leishmaniose dentro de seu vetor, o mosquito-palha. A estratégia inédita utiliza a técnica de paratransgênese.

Durante as pesquisas, os alunos também se engajaram em ações para combater a subnotificação da leishmaniose visceral em Foz do Iguaçu. Articulado com diversos atores municipais, o grupo participou diretamente da criação do projeto de lei nº 176/2021, submetido pela vereadora Protetora Carol Dedonatti, que reitera a obrigatoriedade de notificação de casos da zoonose à Secretaria Municipal de Saúde. “Nós percebemos que o número estimado de casos na cidade em pesquisas científicas não batia com os dados oficiais. Conversamos com veterinários e com os responsáveis do CCZ, e nos relataram que um dos principais problemas é que os veterinários não sabiam que a notificação de casos era obrigatória, e os que sabiam achavam que ela era muito complicada de ser feita”, salienta o coordenador da equipe SynFonteras, o estudante de Biotecnologia Giulio Braatz. A Leishmaniose Canina Visceral faz parte da Lista Nacional de Doenças de Notificação Compulsória, e a falta de notificação configura infração à legislação sanitária.

O projeto de lei foi apresentado para a população em uma audiência pública no mês de outubro, quando os estudantes também falaram sobre o projeto BioPank na Câmara de Vereadores do município. O PL ainda não foi à votação, mas o estudante Giulio Braatz acredita que a aprovação do projeto poderá contribuir para a criação de políticas públicas voltadas para a leishmaniose visceral, deixando a população mais protegida. “Esse projeto é importante por dois motivos: o primeiro é que os órgãos públicos só irão tomar medidas de prevenção e combate à leishmaniose se o problema realmente existir no papel, daí a importância de se ter dados de confiança e de qualidade; o segundo motivo é que o poder executivo municipal pode mais facilmente executar projetos de combate à subnotificação se houver um projeto que verse sobre o tema em âmbito municipal”.

Pesquisas continuam

Os integrantes do SynFronteras querem que a equipe se torne um espaço permanente para estudar Biologia Sintética na UNILA. Por isso, as pesquisas continuam e o time pretende participar do iGEM 2022. Vários estudantes estão dando continuidade às investigações por meio de projetos de iniciação científica e de trabalhos de conclusão de curso. No primeiro semestre, serão abertas vagas para novos membros do grupo.

O SynFronteras é formado pelos estudantes da UNILA Giulio Braatz, Sara Lima, Samuel Chagas, Matheus Araújo, Milena Challco, Giovana Zanette, Lucas Ovelar, Ágatha Devasa, Anderson Alievi, Michelli Teixeira, Elizandra Camilo, Johana Regalado, Leiber Granada e Viviana López, do curso de Biotecnologia; Rosane Leite e Maria Barmaimon, de Antropologia; Elize Marcondes, do curso de Relações Internacionais e Integração; e Caio Ballarin, de Engenharia Física. O time conta com a orientação do professor Cristian Rojas, de Ciências Biológicas da UNILA; e tem tutorias de Kelvinson Viana, docente de Biociências da UNILA; Marcelo Ramalho-Ortigão, da Uniformed Services University (USU); Thiago Lubiana, doutorando pela USP; Eric Velasco Yepez, mestrando pela USP e ex-aluno de Biotecnologia da UNILA; e Felipe Buson, mestrando pela University of Edinburgh.

Para participação no iGEM 2021, o grupo de pesquisa contou com o apoio da Itaipu Binacional e também foi selecionado no edital internacional Team Impact Grant iGEM Foundation.