Browsing Category

Paraná

Leia as últimas notícias sobre o Paraná no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Foz do Iguaçu, Justiça,

Polícia Civil procura suspeito de duplo homicídio e faz uma “varredura” em bairro de Foz do Iguaçu. VEJA FOTOS!

As ruas ficaram desertas na manhã desta quarta-feira (22) na região do Jardim Jupira, bairro próximo a cabeceira brasileira da Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai.

A equipe de agentes da Polícia Civil fez uma varredura no local atrás de Natan Junior Antunes, de 26 anos, suspeito do duplo homicídio ocorrido no final de semana no local e é considerado foragido.

A tentativa de execução do Mandado de Prisão Preventiva contra o suspeito de participação no crime é coordenada pela delegada Iane Cardoso do Nascimento, titular da Delegacia de Homicídios, que interrogou um primeiro suspeito hoje.

O duplo homicídio, de dois homens de 20 e 26 anos de idade, ocorreu no dia 21 de junho no Jardim Jupira.

O primeiro suspeito, Daniel Dutra de 27 anos de idade, teve prisão preventiva decretada após investigações da delegacia especializada.

As vítimas morreram dentro da própria residência, após serem alvejadas por disparos de arma de fogo.

O suspeito interrogado foi preso na tarde de terça-feira (21) por policiais militares, em decorrência do mandado de prisão.

Denúncias podem estar sendo realizadas através do whatsapp (45) 99843-6046 – Delegacia de Homicídios.

Fotos: Delegacia de Homicídios da Polícia Civil

Destaques, Meio Ambiente, Paraná,

Santa Terezinha de Itaipu é modelo na destinação do lixo doméstico e na preservação ambiental

No aterro sanitário de Santa Terezinha de Itaipu são destinados ao dia 15 toneladas de lixo.

Uma nova vala coberta com manta desenvolvida para proteger o solo foi aberta no aterro sanitário em Santa Terezinha de Itaipu para a destinação do lixo doméstico.

A medida atende as normas ambientais para a proteção do lençol freático formado por extensões de água que ficam abaixo da superfície do solo e que constituem grande parte da água potável do planeta. O mecanismo para a destinação dos resíduos está dentro do que prevê a nova Política Nacional de Resíduos Sólidos aprovada em lei na semana passada e que atualiza o marco legal do saneamento básico no País.

No aterro sanitário de Santa Terezinha de Itaipu são destinados ao dia 15 toneladas de lixo. Segundo o secretário de Agropecuária e Meio Ambiente, Paulo Ruppenthal, o Município já vem de longa data se adequando a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

“O Poder Público tem tomado todas as medidas ambientais para proteção do nosso lençol freático e pra isso é feita a substituição das valas com a cobertura de manta impermeável para proteger o Meio Ambiente a cada 18 meses que é o tempo de vida útil delas” explica o secretário.

A implantação do aterro sanitário de STI em 2004 foi um marco na política pública de proteção ambiental, o que acabou com o lixão a céu aberto e onde se deu início ao processo de coleta seletiva. A vida útil da vala também foi melhorada, passando de seis para 18 meses.

“A Administração Pública é referência em projetos ambientais. Antes mesmo do prazo estipulado pelo Governo Federal que determinou até 2014 o fim dos lixões a céu aberto no País em cumprimento a Lei que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, aqui em Santa Terezinha já não havia mais lixão e sim a coleta seletiva que serviu de exemplo para os municípios vizinhos implantarem o mesmo modelo de gestão”, conclui Paulo Ruppenthal.

Assessoria

Justiça, Paraná,

Juíza de Pinhais nega pedido da rede Condor para abertura de supermercados aos domingos

Ao analisar mandado de segurança impetrado pela rede Condor, a juíza Rita Borges de Area Leão Monteiro, da comarca de Pinhais, negou o pedido apresentado e manteve o entendimento do decreto municipal que restringe a abertura de mercados e supermercados aos domingos.

Na decisão é observado que as determinações contidas no Decreto Municipal 524/2020, de Pinhais, não são isoladas, mas acompanham deliberação dos demais prefeitos da Região Metropolitana. “Ademais, ao contrário do que alega a Impetrante, referido Decreto está em consonância com a Lei Federal nº 13.979/2020 que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus e estabelece as medidas que poderão ser adotadas pelas autoridades no âmbito de suas competências”, aponta a decisão.

De forma pertinente, a magistrada observa que a restrição estabelecida pelo decreto não acarretará o aumento de concentração de pessoas nos demais dias da semana, a ponto de gerar aglomeração, pois segundo o § 2º do art. 3.º, as atividades essenciais poderão funcionar de segunda-feira a sábado, sem restrição de horários. Conclui que não acarretará qualquer dificuldade para que as pessoas que trabalhem nos horários comuns de expediente realizem as compras, na medida em que os mercados e supermercados podem funcionar até tarde da noite. “O maior rigor decretado pelo Município quanto às atividades proibidas de funcionar aos domingos, está fundamentado em critérios técnicos e nas peculiaridades locais”, aponta a decisão da magistrada.

Por: AMAPAR

Destaques, Foz do Iguaçu, Geral,

Solidariedade: Grupo Cataratas arrecadou 47 toneladas de alimentos

O Grupo Cataratas arrecadou 47 toneladas de alimentos em uma campanha solidária, realizada com o apoio de voluntários e dos órgãos assistenciais de Foz do Iguaçu, que ajudaram a identificar as famílias em situação de maior vulnerabilidade social ou que perderam a renda durante a pandemia. 

A iniciativa da empresa iguaçuense teve início em abril e foi finalizada com satisfação agora em julho. A mobilização, batizada com o slogan “separar agora para juntar depois”, também teve como foco levar orientações de prevenção e combate a Covid-19.

O grande volume de mantimentos compôs 3.190 cestas básicas, que atenderam 11 mil pessoas carentes em Foz. Em média, cada cesta continha 17 itens básicos, incluindo arroz, feijão, açúcar, macarrão, molho de tomate, óleo vegetal, biscoitos, achocolatado, café, farinha de trigo, dentre outros produtos. 

Boa parte dos alimentos foi comprada com um aporte de R$ 400 mil realizado pelo Grupo Cataratas. Com este valor também foram adquiridos equipamentos de proteção individual para profissionais de saúde, além de outros insumos. 

“Esse resultado expressivo só foi possível com envolvimento de muita gente. O slogan da campanha: “separa agora, para juntar depois”, foi pensado para estimular a solidariedade e conscientizar sobre a importância do distanciamento social. Ele contempla, além das doações, uma série de outras medidas de prevenção e conscientização voltadas para funcionários, fornecedores, parceiros e comunidades próximas aos parques administrados pelo grupo”, ressaltou a equipe Cataratas. 

O trabalho de arrecadação de alimentos foi uma das diversas ações mantidas pelo Grupo Cataratas durante o período mais crítico de enfrentamento ao novo coronavírus. A campanha solidária atendeu ainda trabalhadores que perderam o emprego ou ficaram sem renda devido à paralisação dos comércios e demais estabelecimentos em decorrência da pandemia, levando dignidade e conforto às famílias. 

Sobre o Grupo 

O Grupo Cataratas é responsável pela gestão de atrativos na área de turismo sustentável do Brasil desde 1999. Os serviços voltados ao ecoturismo reúnem hoje seis atrativos de Foz do Iguaçu até Fernando de Noronha.

Três vezes eleita a companhia mais sustentável na área de Turismo e Hotelaria no Brasil (Revista Exame – Guia Exame de Sustentabilidade), o compromisso com a sustentabilidade e a conservação estão no DNA do Grupo Cataratas.

“Acreditamos que o contato com a natureza e as experiências na relação com o turismo sustentável são transformadores. Nossos valores não são apenas palavras escritas em nosso site ou coladas nas paredes da empresa. São crenças que realmente acreditamos e vivemos no dia a dia. São valores autênticos que só o Grupo Cataratas possui”, destacou a empresa. 

Por: GDia

Curitiba, Política,

MDB-Afro nacional e Fundação Ulysses Guimarães lançam programa nacional Vidas Negras Importam

O MDB-Afro nacional, em parceria com a Fundação Ulysses Guimarães lançou, na noite desta terça-feira (21), o programa Vidas Negras Importam.

A ação, que reuniu via internet centenas de militantes pelo país, tem como finalidade apresentar instrumentos de defesa das pautas da população negra.

O lançamento contou com uma palestra do Sociólogo e Cientista Político Paulo Baía.

De acordo com Aloísio Nascimento, um dos coordenadores do grupo de sistematização do programa, o “Vidas Negras Importam” será uma proposta que o MDB irá oferecer a sociedade brasileira.

A iniciativa vai contar com um plano de gestão pública aplicável em qualquer um dos 5.570 municípios do Brasil e será entregue aos candidatos do partido no dia 15 setembro.

De acordo com Nascimento (foto acima), “as políticas públicas estão em simbiose com as demandas do povo negro”.

Aloísio Nascimento, que é Tesoureiro Nacional e Presidente do MDB AFRO-PR, informa que o programa será construído com contribuições de norte a sul do país e formatado em 15 eixos norteadores de políticas públicas.

Destaques, Foz do Iguaçu, Justiça,

Delegacia da Mulher prende em flagrante filho que mantinha a mãe idosa em situação insalubre em Foz

No final da tarde desta terça-feira (21), policiais civis da Delegacia da Mulher com apoio da GM e PM prenderam em flagrante pela prática dos crimes de apropriação de proventos de idoso e expor a perigo a saúde de idoso, homem, 47 anos de idade, e mulher, 52 anos de idade, filhos da vítima, uma idosa de 82 anos de idade, no bairro Vale do Sol.

Com a chegada dos policiais a residência, estes se depararam com a filha, a qual é responsável pela idosa. Ao questionarem sobre a vítima, a suspeita informou que a mesma estava no quarto, quando para surpresa dos investigadores a porta dos aposentos estava acorrentada e trancada com cadeado.

Ao abrirem a porta do quarto, a equipe se separou com a idosa em situação bastante debilitada, aparentando extrema desnutrição, forte odor de urina e fezes, defecada, um verdadeiro desamparo.

Ainda ao lado da residência da suspeita, os polícias localizaram o filho a vítima, o homem de 47 anos, o qual afirmou não ser responsável pela idosa, no entanto, foi autuado pelo crime de expor a perigo a integridade física de idoso, o qual assinou termo circunstanciado assumindo o compromisso de comparecer em juízo.

Segundo as investigações, a filha era a responsável de prestar cuidados a idosa, inclusive, a responsável pelo recebimento da aposentadoria da genitora.

Diante da extrema crueldade, debilitação da vítima e péssimas condições de higiene da idosa, a mesma foi encaminhada ao UPA para atendimento hospitalar.

A Delegada da Delegacia da Mulher, Monica Ferracioli, ressalta que trata-se do segundo flagrante em um mês envolvendo idosos em extrema situação de abandono e crueldade, esse tipo de trabalho é verificado e tratado com total cuidado e responsabilidade preservando a integridade destes idosos.

Curitiba, Política,

Cirurgião Dentista quer levar a força jovem para a Câmara de Curitiba

O Cirurgião Dentista Pedro Henrique Dias, quer levar a força jovem para a próxima legislatura da Câmara de Vereadores de Curitiba. Pré-candidato a uma das 38 vagas do legislativo da capital pelo PSD, ele atuou nos últimos anos como coordenador de saúde bucal do Governo do Estado, onde acumulou experiência para a nova missão.

“Coloquei meu nome a disposição, por que acredito numa política do bem, das pessoas, aonde podemos trabalhar por elas”, diz Pedro Henrique. “Saúde e educação pública de qualidade, esses são os dois pilares fundamentais para o desenvolvimento do ser humano e também para ter uma vida digna”, ressalta.

O cirurgião dentista, formado em 2014 pela Universidade Positivo, tem ciência que o papel do vereador que é elaborar leis municipais conforme demanda da população, e “que sejam viáveis”, e fiscalizar o Executivo.

A militância política de Pedro Henrique começou ainda na faculdade, o que chamou a atenção dos colegas. Sua articulação chamou a atenção e ele foi convidado para participar do CRO Jovem, onde participou com palestras e congressos “sempre conversando com acadêmicos”.

Pedro Henrique atuou na aprovação de um grande projeto, que é dos “Planos odontológicos” na Assembleia Legislativa, mas que acabou sendo vetado pelo governador da época.

Em 2018, o cirurgião dentista foi convidado a participar do Governo Ratinho Junior, como responsável da Saúde Bucal do Paraná. No cargo, permaneceu por um ano e seis meses, até se desligar para participar do pleito à Câmara de Vereadores de Curitiba.

Paraná, Política,

Casa própria ainda é o sonho de muitos paranaenses, diz Romanelli

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) afirmou nesta terça-feira, 21, que a casa própria ainda é o sonho de muitas famílias paranaenses. O deputado participou da assinatura do plano de trabalho para a construção de 34 casas populares em Santa Cruz de Monte Castelo.

Romanelli e o prefeito Francisco Antônio Boni, o Fran Boni (PR) anunciaram a construção das casas para 10 famílias do distrito de Ivaína e outras 24 da área urbana. “É um sonho que será realizado em breve. Em até 30 dias, as obras vão começar a garantir a casa própria para mais 34 famílias”, diz Romanelli.

Além de Romanelli e Fran Boni, o plano foi assinado pelo secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Mauro Rockenbach, e pelo presidente da Cohapar, Jorge Luiz Lange. O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz do Monte Castelo, Fernando Fernandes (PL) também participou do ato.

No mesmo ato, a prefeita Rozinei Aparecida Raggiotto de Oliveira (PMDB) assinou o plano de construção de 37 casas em Querência do Norte. As 71 unidades de Santa Cruz de Monte Castelo e Querência do Norte serão construídas com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), no valor de R$ 5,6 milhões.

“Demos hoje um passo muito importante, seremos contemplados com 34 novas moradias para as famílias de baixa renda, só temos que agradecer ao governo e ao deputado Romanelli por mais essa conquista”, completou o prefeito de Santa Cruz de Monte Castelo.

Durante a assinatura, Romanelli destacou ainda outros investimentos da Cohapar, em Wenceslau Braz, Leópolis, Mariluz e Rebouças.

Wenceslau Braz

Em Wenceslau Braz, 50 famílias que viviam em situação de risco receberam em junho as chaves da casa própria. As unidades foram distribuídas no loteamento Pôr do Sol (30) e no Bairro São Francisco de Assis (20).

A prefeitura isentou por cinco anos a taxa de IPTU para os beneficiários e também fez a doação dos terrenos para a construção dos conjuntos. As casas têm instalações gratuitas das redes de energia elétrica pela Copel e de água e esgoto pela Sanepar.

Leópolis

Em Leópolis, outras 50 famílias também já estão morando em casas próprias. Na última sexta-feira, 17, foi inaugurado o Residencial Portal do Paranapanema, que recebeu investimentos de R$ 3,3 milhões.

O novo conjunto conta com a infraestrutura para os moradores, que têm casas de 42 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa. O conjunto está com todas as ruas pavimentadas e com iluminação pública de led e arborização.

Mariluz

Já em Mariluz são 57 famílias que vão se atendidas com as casas. A Cohapar autorizou o início das obras do conjunto habitacional, que faz parte do programa Casa Fácil Paraná, do Governo do Estado.

Ao todo, serão investidos cerca de R$ 4,8 milhões para o atendimento de famílias com renda de um a seis salários mínimos. As casas serão constituídas de dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa, em um terreno que possibilita ampliações futuras.

Rebouças

Em Rebouças, a Cohapar está em fase de finalização das obras da Vila Facão, que vai atender 165 famílias. As obras tiveram início em julho do ano passado e estão 90% concluídas.

As casas estão divididas em três ruas principais, todas asfaltadas, e já estão pintadas de marrom, bege, verde e azul, num jogo de cores que dá cara mais simpática ao cenário que homenageia Francisco Perussolo, ex-proprietário da área, cujo apelido era Facão.

São dois tipos de casas para acomodar todas as famílias no mesmo espaço, 20 geminadas e 30 independentes, com custo unitário entre R$ 50 mil e R$ 55 mil. Todas possuem 40,99 metros quadrados e contam com dois quartos, banheiro, cozinha, sala de estar, laje de concreto e todo acabamento necessário (vasos sanitários, chuveiros e pias).

Mais casas

Romanelli, que já foi presidente da Cohapar e criou o maior programa habitacional do Paraná, destaca que além das obras nos seis municípios citados, o governo também tem obras espalhadas em várias outras regiões do Estado.

Na região de Guarapuava, por exemplo, são 352 obras – 119 em Cantagalo e 89 em Prudentópolis nos mesmos moldes de requalificação urbana; 25 em Prudentópolis com recursos próprios do Estado; 31 em Santa Maria do Oeste com o programa FGTS/Caixa; e 24 moradias rurais em Guarapuava e 64 em Candói.

Há obras de construção de 80 unidades em andamento também em Irati (40) e Prudentópolis (40) dentro do programa Viver Mais Paraná. Romanelli observa que independente da região, o Estado continua no empenho de realizar o sonho dos paranaenses.

Romanelli destaca que, atualmente, a Cohapar tem 3.543 casas em obras ou em processo de licitação. “Estão em construção 1.960 casas em municípios de todas as regiões do Estado, além de outras 1.583 unidades em processo de licitação em diferentes estágios, o que soma 3.543 moradias. Tem ainda 1.017 outras obras nos trâmites de contratação”, informa.

Até o final de 2022, a expectativa da Cohapar é alcançar 30 mil unidades totalmente adequadas às diferentes realidades das famílias paranaenses, o que vai ajudar a conter um déficit de 400 mil moradias urbanas.

Emprego

O deputado acrescenta que, além de realizar o sonho da casa própria, as obras também incentivam a geração de emprego e renda e ajudam o trabalhador paranaense a vencer a crise financeira gerada pela pandemia.

Segundo ele, a construção de uma casa gera 2,56 empregos diretos e indiretos. “Se compararmos os números, vamos observar que o Paraná gera milhares de empregos diretos e indiretos com a construção de casas. Ou seja, além de realizar o sonho da casa própria, o Paraná também garante a manutenção do emprego do trabalhador , disse Romanelli.

Destaques, Paraná, Política,

Paranaenses poderão parcelar IPVA 2020 e terão isenção das diárias dos pátios do Detran e da PM

O Governador Ratinho Junior enviou à Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (21), dois projetos de lei que concedem alívio financeiro aos motoristas paranaenses em decorrência dos reflexos provocados pela pandemia do coronavírus. Segundo o Líder do Governo na Casa, deputado Hussein Bakri (PSD), as propostas permitem que o IPVA 2020 – vencido ou ainda não pago – seja parcelado em até 6 vezes, e isentam o pagamento das diárias dos pátios do Detran e da PM. Ambos os textos serão votados em regime de urgência pelos parlamentares.

“São duas medidas muito importantes para não sobrecarregar ainda mais as finanças dos milhares de paranaenses que vêm sofrendo enormes dificuldades em meio à pandemia. Mais do que nunca, o Governo deve ser parceiro da população e oferecer as condições possíveis para que todos sofram o mínimo de impacto agora, para retomarem suas vidas rapidamente ao final dessa crise”, afirmou Hussein Bakri.

De acordo com a mensagem 42/2020, o IPVA 20200 poderá ser parcelado em até 6 vezes, com parcelas mínimas de R$ 106,60. Os pedidos de parcelamento deverão ser feitos até 17 de agosto no site da Secretaria da Fazenda e, assim que o primeiro pagamento for realizado, o Detran poderá emitir o licenciamento do veículo.

Já a mensagem 41/2020 estabelece a isenção do pagamento das diárias dos pátios do Detran e da PM, no período correspondente entre a entrada em vigor da lei e a retomada do atendimento presencial nas unidades do Detran – que hoje está suspenso. Apenas a primeira diária deverá ser paga obrigatoriamente, pois diz respeito ao recolhimento do veículo ao pátio.
O projeto ainda perdoa os créditos tributários gerados a partir das taxas de estada nos pátios desde o início da pandemia, entre 19 de março e a data de entrada em vigor da nova lei. Quem tiver quitado diárias nesse período poderá solicitar o reembolso junto ao Detran.

Destaques, Justiça, Paraná,

Prefeito do Paraná, um vereador, secretário e diretor multados em R$ 35 mil por aglomeração sem máscara

A Promotoria de Justiça do Ministério Público de São João, no Sudoeste do estado, firmou termos de ajustamento de conduta (TAC) com oito pessoas que descumpriram medidas sanitárias para controle da atual pandemia de coronavírus (Covid-19).

Entre os signatários, estão o prefeito Altair José Gasparetto, um vereador, um secretário e dois fiscais municipais.

As oito pessoas participaram de aglomeração, sem uso de máscaras nem álcool em gel, com contato físico e consumo de bebidas alcoólicas em local proibido por lei estadual e decreto municipal (um posto de combustíveis).

Multa

O TAC estipulou multa para cada compromissário, num total somado de aproximadamente R$ 35 mil – valor que será destinado ao Fundo Municipal da Saúde de São João.

Os participantes comprometeram-se a não praticar novamente condutas que impliquem afronta a qualquer medida de combate à proliferação da Covid-19, sob pena de pagamento de nova multa de R$ 15 mil.

A Promotoria de Justiça de São João tem recebido informações da população a respeito de atos contrários às medidas sanitárias de contenção da pandemia e reitera a necessidade de atuação conjunta da sociedade para promover os procedimentos necessários para garantir o cumprimento dessas medidas e responsabilizar aqueles que as desrespeitam.