Browsing Category

Política

Leia as últimas notícias sobre Política no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Foz do Iguaçu, Política,

Prefeitura negocia três trincheiras na BR-277, para garantir acesso à região norte de Foz do Iguaçu

Passagens seriam para o Jardim Nacional (região do Três Bandeiras), CTG Charrua (Vila A) e Avenida Beira Rio (Vila Portes)

A prefeitura de Foz do Iguaçu está negociando a construção de três trincheiras na BR-277 de acesso à região norte da cidade.  As trincheiras são planejadas para serem construídas na altura do Jardim Nacional, com acesso à região do Três Bandeiras, na antiga rotatória do Charrua, com acesso à Vila A e na Avenida Beira Rios, com acesso ao Jardim Jupira.

A informação foi confirmada à Rádio Cultura pelo Secretário de Obras, Cesar Furlan. “Hoje nós temos apenas duas passagens da região norte para o centro, que é a Avenida Paraná e a Avenida JK, então é necessário resolver esses gargalos, o prefeito está buscando parcerias para resolver a questão dessas passagens” informou.

Foto: Rádio Cultura

De acordo com o secretário o Fundo Iguaçu já fez um estudo de viabilidade para as trincheiras e agora o município está buscando recursos para a execução. “O Fundo Iguaçu já fez um estudo de viabilidade, então estamos trabalhando para buscar recursos” salientou. Segundo o Secretário, o prefeito Chico Brasileiro discute com o governo do estado o repasse de recursos para a realização das obras.

Outras obras no município

O Secretário também comentou sobre os recursos anunciados pelo prefeito Chico Brasileiro na última semana. São 60 milhões de reais que serão investidos em várias obras. De acordo Furlan, o dinheiro será investido em Creches, escolas, unidades de gerenciamento de resíduos, residências.

Além disso, ele informou que o recurso prevê a pavimentação da Avenida Pedro Basso e da Carlos Gomes, ligando até a Marginal da BR-277. “Vamos abrir a Avenida Carlos Gomes, com as duas pistas, cruzando a Paraná, e vindo até a Pedro Basso” destacou.

Por: Rádio Cultura

Destaques, Foz do Iguaçu, Política,

Vereador de Foz do Iguaçu divulga na internet o quadro de assessores nomeados em seu gabinete na Câmara

O vereador Adnan El Sayed divulgou, em seu perfil no Facebook, fotos e informações profissionais e da capacitação do seu quadro de assessores nomeados no gabinete, na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu.

Adnan, que está no primeiro mandato e tem 37 anos, é graduado em Economia (UFPR) e mestre em Desenvolvimento Econômico (UFRGS).

A postagem destaca que o parlamentar acredita na educação como ferramenta de transformação e tem como propósito implementar uma política mais democrática e popular.

Adnan propõe uma frente de ação e políticas públicas para fomentar a economia da cidade, gerando emprego e renda, criando um “Ciclo Virtuoso de Desenvolvimento”.

Em Foz do Iguaçu, cada um dos 15 vereadores pode nomear até quatro assessores, de acordo com o Regimento Interno da Casa de Leis.

Abaixo a relação dos assessores do vereador:

  • Aldino Cardias (48) é educador físico (Uniguaçu) e pós-graduado em Ciência do Treinamento Desportivo (Uniamérica) – será o chefe de gabinete e responsável por mapear e viabilizar demandas populares. Aldino também é empresário, foi arbitro de futsal, gestor da equipe profissional Foz Futsal e presidente da Liga Iguaçuense de Futsal (2012-2019).
  • Issam Menem (26) é doutorando em Estudos Estratégicos Internacionais (UFRGS), mestre em Integração contemporânea da América Latina e graduado em Relações Internacionais (UNILA). Irá assessorar o vereador em visitas oficiais, prospecção de políticas públicas estratégicas e funções administrativas.
  • Ali Chams (32) é formado em Relações Internacionais (Faculdades Rio Branco) e entusiasta de movimentos sociais. Terá a missão de gerir trâmites jurídicos e orientar sobre as leis. Ali é também professor, escritor e atua na área de comércio exterior.
  • Cristina Zanellatto (21) é jornalista (UDC) e domina ferramentas de edição e finalização de vídeo. Terá como principal função assuntos relacionados às mídias sociais, comunicação e jornalismo. Cristina tem também experiência com TV e é autora do documentário “Fronteiras em Composição”.
Paraná, Política,

Paraná lamenta morte do ex-deputado Alencar Furtado

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) lamentou nesta segunda-feira (11) a morte do ex-deputado estadual e ex-deputado federal, José Alencar Furtado.

“O deputado Alencar Furtado marcou a minha vida, fomos colegas de legenda. Exerceu a política de forma íntegra e honesta. Alguém que nunca transgrediu seus princípios por qualquer conveniência. Foi um grande homem que teve uma vida bem vivida”, afirmou Romanelli durante abertura da sessão extraordinária.

José Alencar Furtado morreu aos 95 anos, na madrugada desta segunda-feira, em decorrência de problemas renais e cardíacos. Nasceu em Araripe, no Ceará, filho de Vicente Alencar Barbosa e Maria Furtado, pequenos agricultores.

Pelo Paraná –
 Advogado e político, Alencar Furtado exerceu três mandatos de deputado federal pelo Paraná, e foi cassado pela ditadura militar. Militante da Esquerda Democrática, uma dissidência udenista que originaria o Partido Socialista Brasileiro, foi um dos fundadores dessa última legenda no Ceará. Transferindo-se para o estado do Paraná, foi advogado junto à prefeitura de Paranavaí.

Após o golpe militar que depôs João Goulart em 1964, ingressou no MDB e foi eleito suplente de deputado estadual em 1966 e presidente do diretório regional da legenda (1969-1970).

Eleito deputado federal em 1970 e 1974, chegou ao posto de líder de bancada, sendo parte do grupo dos chamados “autênticos” do MDB. No entanto, teve o seu mandato parlamentar cassado em 30 de junho de 1977. Privado de seus direitos políticos, elegeu o filho Heitor Alencar Furtado para ocupar seu lugar, em 1978. Heitor terminou sendo assassinado durante a campanha.

De volta à cena política após a decretação da anistia pelo presidente João Figueiredo, foi reeleito deputado federal em 1982 pelo PMDB. Todavia, o assassinato do filho naquele mesmo ano abalou-o profundamente.

Após a eleição de Tancredo Neves para presidente da República, Alencar Furtado acabou por entrar em colisão com o partido ao disputar a presidência da Câmara dos Deputados contra Ulysses Guimarães em 1985. No pleito de 1986, disputou o governo do Paraná pelo PMB, em chapa com o então pedetista Jaime Lerner, mas foi derrotado por Álvaro Dias, do PMDB.

Furtado deixou viúva, três filhas e um neto.

Foz do Iguaçu, Política,

Câmara emite parecer pela constitucionalidade de mudanças na administração da Prefeitura de Foz

O presidente Ney Patrício (PSD) abriu a primeira sessão da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, na manhã desta segunda-feira, 11 de janeiro.
A primeira sessão Extraordinária de 2021 aconteceu online e teve como objetivo a leitura do projeto de lei do Prefeito reeleito Chico Brasileiro (PSD) de alteração na estrutura administrativa.

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu teve sua primeira Sessão Extraordinária, no dia 11 (onze) de janeiro de 2021. Os vereadores se reuniram para a leitura do projeto de lei n° 01/2021 – mensagem n° 01/2021 de autoria do Prefeito que propõe alterações em dispositivos da Lei n° 4.638, de 23 de julho de 2018 (define a estrutura administrativa do Município e dá outras providências).

O parecer jurídico, deu entendimento de que a iniciativa do Prefeito, não resultará no aumento de despesas de cunho continuado, não acarretando impacto orçamentário-financeiro e que a matéria se insere dentro da autonomia gerencial e de auto-administração conferidas ao Chefe do Poder Executivo. Também, segundo o parecer, a mensagem não causa violação aos preceitos da Lei Complementar 173/2020, que ao estabelecer o plano federativo de enfrentamento ao Covid-19 coíbe diversas atividades.

Após a leitura do parecer, a Sessão foi encerrada sendo os vereadores convocados para nova sessão para apreciação e votação para esta terça-feira, 12 de janeiro de 2021.

Paraná, Política,

Ação contra Beto Richa é suspensa até STJ decidir sobre competência

Para não causar prejuízos à defesa do réu, a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná Priscilla Plachá Sá determinou a suspensão de uma ação penal contra o ex-governador Beto Richa (PSDB) até que o Superior Tribunal de Justiça decida de quem é a competência para julgar o caso — da Justiça Comum ou da Justiça Eleitoral.

A ação é decorrente da operação “quadro negro”, que identificou um esquema de desvios de pelo menos R$ 22 milhões na construção de escolas estaduais durante a gestão de Richa. O tucano responde por crimes de corrupção, fraude à licitação e organização criminosa. O processo tramitava na 9ª Vara Criminal de Curitiba e já havia audiências marcadas para 2021.

Em 2019, pouco depois do recebimento da denúncia, a defesa do ex-governador pediu o envio da ação à Justiça Eleitoral, uma vez que as investigações também envolviam caixa 2 em campanhas do tucano. O caso foi parar no STJ, que deve decidir sobre a competência para julgar o processo. Enquanto isso não ocorre, a desembargadora do TJ-PR entendeu que o seguimento da ação traria prejuízos a Richa.

Ela acolheu pedido da defesa do tucano para suspender a ação que já está em andamento. Outros eventuais processos decorrentes da operação “quadro negro” também devem aguardar pronunciamento definitivo do STJ. “Espera-se que o STJ possa analisar detidamente o processo e sanear os abusos cometidos contra o ex-governador e sua família”, disse ao Estadão o advogado de Richa, Guilherme Brenner Lucchesi.

Por: Conjur

Paraná, Política,

Canziani comandará pasta robusta em Londrina

E o nome mais falado para compor a equipe do novo governo Marcelo Belinati, o ex-deputado Alex Canziani da Silveira, presidente do PTB do Paraná, está confirmado.

Ele comandará a Secretaria de Governo, mas com algumas funções a mais. Ela também atuará no desenvolvimento econômico e Inovação.

Aliás, inovação é uma área que Canziani transita bem. Ele foi um dos principais responsáveis pela implantação de Universidades Tecnológicas no Paraná.

Por: Paçoca com Cebola

Destaques, Foz do Iguaçu, Política,

Prefeito e vice de Foz fazem primeira reunião com secretariado

Transparência, credibilidade e agilização dos processos em todos os setores administrativos foram pontos destacados por Chico Brasileiro e Francisco Sampaio

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro e o vice-prefeito, delegado Francisco Sampaio, realizaram na tarde de hoje (08) a primeira reunião do ano com o secretariado municipal. O encontro aconteceu na Fundação Cultural e seguiu as normas de prevenção da Covid-19.

Durante a reunião de trabalho, Chico Brasileiro apresentou os novos gestores e orientou sobre o período de transição entre as pastas que tiveram mudanças.  Ele deu as boas vindas aos novos secretários(as) e pediu a colaboração de todos(as) para que os serviços prestados à população tenham continuidade com a máxima transparência e credibilidade.

“A transparência é fundamental em todos os setores, e por isso criamos uma secretaria específica, que traz a experiência da iniciativa privada no sentido organizacional”, disse o prefeito Chico Brasileiro, referindo-se à Secretaria de Transparência e Governança, sob o comando do empreendedor José Elias Castro Gomes.

 “Recebemos uma missão, formamos uma equipe e precisamos entregar o que a população precisa. Precisamos trabalhar em consonância com a sociedade, Ministério Público, instituições, e a transparência é fundamental para garantir a credibilidade do Poder Público”, comentou.

O vice-prefeito, Francisco Sampaio, disse que está visitando cada secretaria para poder contribuir com todas as pastas.

“Pretendemos implantar novas tecnologias e contribuir com todas as áreas. Queremos aproximar a população do Poder Público através da transparência, com controle mais efetivo sobre as ações”, disse.

Novas tecnologias

A modernização nos sistemas com a digitalização de processos é uma das metas da Secretaria de Administração. “Além da questão ambiental e econômica, a eliminação do papel gera a celeridade dos processos, e é isso o que buscamos, agilidade e transparência. A partir do dia 1º de fevereiro, vamos eliminar os memorandos, RMS e certificações de notas em papel. Futuramente, todos os processos serão digitais”, adiantou o secretário Nilton Bobato.

Ao final da reunião, cada secretário adiantou projetos e melhorias que podem ser implantadas nas pastas. Nos próximos trinta dias, cada gestor deverá apresentar ao prefeito um plano de ações estratégicas.
 
Composição do secretariado

Administração: Nilton Bobato;
Assistência Social: Elias de Sousa Oliveira;
Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário: João Pereira dos Santos;
Direitos Humanos e Relações com a Comunidade: Kelyn Trento;
Educação: Maria Justina da Silva;
Esporte: Antônio Sapia;
Fazenda: Salete Horst;
Fozhabita: Silvia Pallandi;
*Fozprev: Cecília da Fonseca;
Foztrans: Licério Santos;
Fundação Cultural: Elaine Ribeiro Anderle;
*Juventude: Franciele Montemezzo;
Meio Ambiente: Angela Meira;
Obras: Cézar Furlan;
*Planejamento: Edinardo Aguiar;
Procuradoria-Geral: Osli Machado;
Saúde: Rosa Maria Jerônymo Lima;
Segurança: Reginaldo da Silva;
Tecnologia da Informação: Evandro Ferreira;
Transparência e Governança: José Elias Castro Gomes;
Turismo e Projetos Estratégicos: Paulo Angeli.

* Interinos

Luiz Claudio Romanelli, Paraná, Política,

Romanelli, o “Posto Ipiranga” do Centro Cívico

O deputado Luiz Cláudio Romanelli não consegue contabilizar a quantos eventos participou este ano no Palácio Iguaçu, mas deve ter gasto pelos menos uns dois pares de sapatos, atravessando o curto espaço entre as duas casas.

Apagador de incêndios e, em muitos casos, também provocador, sua participação, hoje, como líder parlamentar junto ao Governo do Estado está mais para “Posto Ipiranga”. Ou como alguns já o chamam de “Romanelli resolvedor-geral”. Não só na Alep como na máquina governamental.

A rotina de Romanelli na Alep e no Palácio Iguaçu está sempre atrelada à solução de problemas que envolvem as duas casas: o legislativo e o executivo. Do seu gabinete ou dos corredores do Palácio Iguaçu, é ele que dispara telefonemas, chama os atores da situação para uma boa conversa, articula e dificilmente leva para casa problemas sem solução.

Um dos casos mais evidentes é a manutenção do Programa Tarifa Rural Noturna. Com o descontentamento de agricultores e representantes do setor, Romanelli articulou com os demais deputados a manutenção do programa, no qual a Assembleia vai dispor de R$ 20 milhões e o Estado de outros R$ 20 milhões e a tarifa noturna está garantida por mais dois anos.

Na pandemia, o legislativo garantiu R$ 100 milhões (outros R$ 100 milhões já estão garantidos no orçamento do Estado) para a compra das vacinas contra o coronavírus, além de mais R$ 37,7 para a contratação de leitos de UTI e enfermaria e para a compra de equipamentos de proteção individual. Romanelli teve participação decisivas nas negociações de repasses de recursos à área da saúde.

“Aprovamos a criação do ‘corona voucher’, cartão Comida Boa, para apoiar às famílias vulneráveis, e também mais recursos para a Secretaria Estadual de Saúde enfrentar esse período de pandemia. Apoiamos com recursos a compra de equipamentos às universidades estaduais (R$ 1,5 milhão), a recuperação de estradas (R$ 50 milhões), a conclusão do Hospital Erastinho (R$ 2,5 milhões) e a duplicação da Avenida JK, em Matinhos (R$ 12 milhões)”, pontuou Romanelli em recente artigo publicado por este Portal..

O ano político paranaense de 2021 já inicia na sombra de 2022. As amarras focadas nas eleições de outubro do ano que vem esquentam os gabinetes recém-reabertos do Centro Cívico e alguns desses movimentos de bastidores foram detectados e vieram à superfície.

O ex-governador e ex-senador Requião (MDB) anunciou que concorrerá mais uma vez ao Palácio Iguaçu. Muitos afirmam que é apenas mais um factoide de Requião. O Podemos, liderado pelos três senadores (Alvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães), observa o cenário político nem tão de perto e nem tão de longe.

Fortalecido pela vitória de Greca (DEM) na prefeitura de Curitiba e tendo emplacado a grande maioria dos prefeitos nas 399 cidades paranaenses, o governador Ratinho Júnior (PSD), vitoriosos, assiste aos movimentos. Embora saiba que terá que ser habilidoso para atender a ampla base que o apoia e construir uma chapa onde as cadeiras de vice e do Senado serão disputadíssimas.

Somado a isso, Ratinho Júnior terá que enfrentar alguns temas espinhosos. A vacinação do coronavírus, as eternas demandas de reajuste salarial do funcionalismo público, o fim dos contratos do pedágio e a licitação da nova concessão são algumas pautas que devem movimentar a Praça Nossa Senhora da Salete.

Nesse cenário, Romanelli é apontado como um ator político essencial para o bom andamento das pautas. Com experiência de vários governos e dono de grande capacidade de articulação, o deputado é reconhecido por seus pares como um parlamentar agregador e solucionador, mas já avisou.

“Com o pedágio não tem conversa. Não vamos aceitar o modelo híbrido ou a taxa de outorga previsto no modelo de pedagiamento do governo federal”. Defende de forma intensa que as novas concessões devem ter tarifas mais baixas e justas aos paranaenses.

Para quem desconhece ou acha que Romanelli que está pegando carona na polêmica, é bom saber que o deputado foi um dos três que votou contra o atual modelo, briga com as altas tarifas, com ações, protestos, falações e artigos, há 20 anos. Já teve até interdito proibitório contra suas manifestações nas praças e chegou até furar o pedágio em ato de desobediência civil.

Quem frequenta os corredores do legislativo, conta ser comum ver secretários, deputados, lideranças representantes de classe e de categorias procurarem Romanelli para ouvir sugestões e opiniões sobre problemas de toda ordem, mas principalmente os administrativos ou que estão a procura de solução no campo político.

Com a experiência do quinto mandato, Romanelli já comandou a oposição, foi líder dos governos Requião (MDB) e Beto Richa (PSDB), presidente da Cohapar e secretário do Trabalho e Emprego.

O deputado circula com desenvoltura entre as fileiras sindicalistas, universidades estaduais, as federações patronais e de trabalhadores e o alto PIB do Paraná. “Tudo que cai no colo do Romanelli, ele resolve”, confirma um colega de parlamento.

“No gabinete da 1ª secretaria na Assembleia Legislativa tem uma frase num quadro que para mim é o começo de tudo: a política só vale a pena se for para melhorar a vida das pessoas”, costuma dizer Romanelli já apontado como um forte “player” no jogo político de 2022.

Por: Fábio Campana

Coronavírus, Destaques, Política,

Pandemia provocou 45.000 desempregos em Alto Paraná durante o ano de 2020

A Delegacia Regional do Trabalho de Alto Paraná divulgou nesta semana um balanço do desemprego causado em função do novo coronavírus no Departamento de Alto Paraná. Segundo os dados, foram registradas a demissão de 12.000 pessoas.

Mas os efeitos da crise econômica com o fechamento da Ponte da Amizade foram muito maiores porque afetou gravemente o setor informal. De acordo com o secretário do Governo de Alto Paraná, Ivan Airaldi, foram perdidos cerca de 45.000 empregos na capital do departamento, uma cifra muito mais alta que os dados oficiais do Ministério do Trabalho.

Airaldi explicou que a informalidade é muito grande, principalmente em Ciudad del Este, onde milhares de camelôs, mototaxistas, taxistas e motoristas de vans sobrevivem do transporte de turistas e compristas. Com a fronteira fechada, brasileiros e argentinos não visitaram a cidade e o desemprego atingiu proporções alarmantes.

De acordo com o Ministério do Trabalho, 16.801 trabalhadores foram habilitados a receber o auxilio do Instituto de Previdência Social, o que revela o grande número de desempregados.

Para conter o avanço da pandemia, o governo paraguiaio implantou sérias restrições, sendo a mais dura foi o fechamento das fronteiras, de março a outubro de 2020. O turismo de compras foi o setor mais afetado, impactando diretamente 70.000 pessoas, estimam as autoridades.

Segundo o jornal ABC, grande parte das empresas na região central de CDE tiveram suas atividades paralisadas, enquanto outras reduziram drasticamente seus negócios.

O diretor regional do Ministério do Trabalho, Julio Valdez, disse ao ABC que muitas pessoas foram demitidas injustamente e que os empresários resistiram enquanto puderam, mas depois começaram as demissões, principalmente nos meses de maio, junho e julho.

 “Participamos de audiências de mediação entre trabalhadores e empregadores, que somaram 1.444 ao longo deste ano. Essa situação também afetou o setor doméstico, com a realização de 63 audiências de mediação. Com isso, foram obtidos 1.028 convênios aprovados antes dessa direção”, disse o diretor.

Por outro lado, houve empresas que aproveitaram a forma de suspensão do trabalho, para continuar mantendo seus funcionários na folha de pagamento. Neste caso, foram 3.552 pedidos, o que permitiu a 16.801 trabalhadores receberem uma compensação financeira por meio do IPS.

Em relação à assistência à saúde no local de trabalho, uma delegação do Ministério do Trabalho realizou 725 verificações para garantir a implementação dos protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, como o uso obrigatório de máscara facial, lavagem das mãos e distanciamento físico.

Por: GDia

Destaques, Foz do Iguaçu, Política,

Prefeito Chico Brasileiro anuncia novos secretários e gestores em Foz do Iguaçu

José Elias Castro Gomes, João Pereira dos Santos, Licério Santos e Elaine Anderle são os nomes anunciados para compor a equipe

O Prefeito de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro anunciou, nesta sexta-feira (08), os novos secretários e gestores que irão compor a equipe. Por conta da pandemia do novo Coronavírus, não haverá cerimônia de posse para evitar a aglomeração de pessoas.

José Elias Castro Gomes assume a Secretaria Municipal da Transparência e Governança; João Pereira dos Santos será o novo secretário de Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário; Licério Santos será o novo diretor superintendente do Foztrans (Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu) e Elaine Ribeiro Anderle assumirá a Fundação Cultural.

Integram a nova composição os secretários Nilton Bobato, na Administração; Rosa Maria Jerônymo Lima, na Saúde; Kelyn Trento, na Secretaria de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade e Paulo Angeli, na Secretaria de Turismo e Projetos Estratégicos. Estes nomes foram anunciados pelo prefeito Chico Brasileiro no dia 1º de janeiro.

As demais pastas permanecem com os atuais secretários: Elias de Sousa Oliveira na Assistência Social; Maria Justina da Silva na Educação; Angela Meira no Meio Ambiente; Reginaldo da Silva na Segurança; Evandro Ferreira na Secretaria de Tecnologia da Informação; Salete Horst na Fazenda; Antônio Sapia no Esporte; Cézar Furlan na Secretaria de Obras; Silvia Pallandi no Fozhabita e Osli Machado segue como Procurador Geral do Município.

As secretarias de Planejamento e Juventude seguem interinamente com os atuais secretários, Edinardo Aguiar e Franciele Montemezzo, bem como o Fozprev (autarquia), com Aurea Cecília da Fonseca.

NOVOS NOMES

Transparência e Governança
José Elias Castro Gomes é empreendedor e foi administrador/mantenedor por 20 anos do Colégio Semeador. Acumulou outras experiências no campo educacional como Membro Representante da Sociedade Civil do IFPR (Instituto Federal do Paraná), Primeiro Conselheiro do Sinepe/PR (Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná), Presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Regional Cataratas). É diretor da Iapó Administradora de Bens Próprios Ltda. e responde pela pasta de Relações Institucionais e empresariais do IDESF (Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras).

Outros cargos e experiências: Vice-Presidente do Foz Cataratas Futsal e Secretário do Forum da Comunidade Unioeste Foz do Iguaçu, Diretor da Acifi, Sócio-Proprietário da Able Agência de Viagens e Turismo, Consultor da Rafagnin, Maran & Cia. Ltda, Diretor Comercial e de Marketing do Hotel Internacional Foz e Sócio-Proprietário da Foz Mídia Exterior Ltda.

Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário
João Pereira dos Santos é formado em Administração de Empresas com especialização em Administração Financeira e em Gerência de Recursos Humanos. Foi diretor administrativo da Itaipu Binacional em 2018 e é funcionário aposentado da empresa. Na Itaipu, atuou em atividades administrativas na área de RH, foi gerente da Divisão de Planejamento e Atividades Especiais da Superintendência de Segurança Empresarial; gerente do Departamento de Serviços Gerais e assistente do diretor administrativo (entre 2009 e 2015).

Foztrans
Licério Santos é empresário de turismo receptivo há mais de 30 anos. Foi presidente do SINDETUR (Sindicato das Empresas de Turismo) por três mandatos e presidente do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) por dois mandatos. É membro do Conselho Municipal de Trânsito de Transporte (CMTT) e da Câmara Técnica de Segurança do CODEFOZ. Também atuou como vice presidente de eventos da FENACTUR (Federação Nacional de Turismo).

Fundação Cultural
Elaine Anderle é formada em Direito com especialização em Economia Solidária pela UFPR. Foi diretora superintendente do Fozhabita de dezembro de 2018 a junho de 2020 e diretora de gabinete do prefeito Chico Brasileiro nos últimos seis meses. Elaine já atuou como assessora parlamentar na Câmara de Foz do Iguaçu e foi chefe de gabinete do atual prefeito Chico Brasileiro, então deputado, na Assembleia Legislativa do Paraná, de janeiro de 2015 a abril de 2017. Foi chefe do escritório Regional de Foz do Iguaçu e coordenadora Estadual de Qualificação Profissional da SETP (Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social).