Browsing Category

Turismo

Leia as últimas notícias sobre Turismo no CabezaNews, site de informação com reportagens exclusivas, fotos, vídeos e conteúdos sobre Foz do Iguaçu e sobre o Paraná.

O CabezaNews leva ao público notícias de utilidade pública, curiosidades, turismo, lazer, cultura. Sobretudo com um olhar voltado para a região da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Em Foz, nossa cobertura foca os principais acontecimentos da cidade, incluindo eleições 2020, o avanço da pandemia do novo coronavírus, as ações da Itaipu Binacional, bem como a administração do prefeito Chico Brasileiro.

O site não deixa de lado o que acontece no restante do estado do Paraná. Notas exclusivas dos bastidores da política, da Assembleia Legislativa, ações do governo do Paraná e da administração Ratinho Júnior. Assim como as principais notícias nacionais.

O CabezaNews é editado por Ronildo Pimentel, jornalista com mais de 30 anos de atuação em jornalismo impresso e digital.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Com muito cuidado e orientações, mais de 12 mil pessoas visitaram o Parque Nacional neste feriadão

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu 12.549 visitantes de sexta-feira a domingo (25 a 27 de dezembro). A visitação superou a expectativa, que era de dez mil pessoas para todo o feriadão. A confiança dos visitantes e a aprovação dos serviços prestados aos turistas e moradores sinalizam para a recuperação gradual do movimento turístico do parque, que é um dos mais visitados no Brasil, e, consequentemente, para o reaquecimento da economia do turismo em Foz do Iguaçu.

Os números deste feriadão são mais da metade se comparados com os do mesmo período do ano passado, quando o Parque Nacional do Iguaçu recebeu 21.418 visitantes, durante os três dias do feriadão de Natal (24, 25 e 26 de dezembro). Para o próximo final de semana, feriadão do ano-novo, a expectativa é também de um bom público, principalmente turistas da Região Sul e Sudeste do Brasil.

Natureza, zelo, orientação e proteção

É importante ressaltar que, diariamente, o parque passa por um minucioso trabalho de sanitização de todo o circuito turístico, oferecendo ainda mais proteção aos visitantes. É feito o controle individual de acesso de todas as pessoas que visitam a unidade de conservação com uma barreira sanitária instalada no Centro de Visitantes. Além disso, segue com uma programação diária de orientações aos visitantes em todo o passeio.

Ingresso exclusivamente online para visitar o parque

O Parque Nacional do Iguaçu abrirá para os visitantes das 8h às 16h, todos os dias, até o dia 25 de janeiro, com capacidade limitada de pessoas por hora. Os ingressos são limitados e vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de data e horário para a visita, no site www.cataratasdoiguacu.com.br.

Passeio gastronômico

O Restaurante Porto Canoas, localizado no final da Trilha das Cataratas, está aberto diariamente com seu tradicional bufê da gastronomia brasileira que encanta visitantes do mundo todo. O restaurante atende das 12h às 16h. Reservas e informações pelo telefone (45) 3521-4441, IG @porto.canoas ou e-mail reservas@catarataspni.com.br.

Banho para lavar a alma

Mais uma boa dica para estes dias quentes é o Macuco Safari, passeio de barco pelo Rio Iguaçu, no qual o visitante tem a oportunidade de tomar “aquele banho” debaixo das quedas d’água das Cataratas do Iguaçu. O passeio, opcional, é liberado para todas as idades (www.macucosafari.com.br).

O parque visto do alto

O voo de helicóptero sobre as quedas é um dos passeios mais eletrizantes em Foz do Iguaçu. A bordo das aeronaves da Helisul, concessionária do parque, você poderá apreciar uma das vistas mais raras do planeta. Há a opção de voo de dez minutos sobre o Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas do Iguaçu, e a opção de 35 minutos sobrevoando o PNI, a Itaipu Binacional e o Marco das Três Fronteiras. É um passeio opcional.

Passe Comunidade

Moradores das 14 cidades vizinhas ao parque podem prestigiar as Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas Mundiais da Natureza, com 90% de desconto. Os ingressos também são vendidos exclusivamente on-line, pelo site www.cataratasdoiguacu.com.br. Mas atenção: os interessados precisam comprovar residência em um dos municípios apresentando o comprovante presencialmente no acesso ao parque.

Crédito fotografias: Nilton Rolin / Cataratas

Destaques, Itaipu Binacional, Turismo,

Retomada do turismo: Itaipu recebe no lado brasileiro da usina 4.463 visitantes no feriadão de Natal

Num ano atípico, Foz mostra superação também numa área bastante afetada pela pandemia. Desde junho, a atividade vem dando sinais de recuperação.

No feriadão de Natal – sexta-feira, sábado e domingo, 25, 26, 27, respectivamente -, o turismo de Itaipu recebeu a visita de 4.463 pessoas de várias partes do Brasil. Para um período de pandemia e retomada da atividade, o número é surpreendente.

Nas Cataratas do Iguaçu, principal atrativo da fronteira, no mesmo período, passaram pelo local 12.549 visitantes. Nos dois lugares, a visitação foi maior do que a metade do total registrado no mesmo período do ano passado. Foz do Iguaçu saiu na frente e foi o primeiro destino a adotar medidas restritivas contra a pandemia para voltar a operar com sua principal fonte de renda, que é o turismo.

Tanto no Complexo Turístico Itaipu (CTI) como no Parque Nacional do Iguaçu e demais atrativos, o atendimento foi reforçado, com maior oferta de saídas para o último feriado prolongado do ano. A expectativa também é bastante positiva para o Réveillon 2021. O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhotéis) estima que a ocupação média da rede hoteleira será de 54,3% na virada do ano.

“A retomada do turismo se deve a uma grande força-tarefa, que se baseou em comprometimento, vontade de dar a volta por cima e adoção de controles sanitários rigorosos. A retomada é importante porque movimenta um segmento inteiro, garantindo a manutenção de empregos para uma parcela significativa de nossa gente”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Ele lembra que o setor emprega, direta e indiretamente, profissionais das mais variadas áreas, das camareiras aos taxistas e motoristas de aplicativos, guias de turismo, garçons e outros, “pessoas que fazem do turismo uma fonte importante de renda na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina”.

O turismo foi o setor mais afetado pela pandemia, em Foz do Iguaçu. O início da superação foi em junho, com a a campanha Vem pra Foz, iniciativa de Itaipu e parceiros do trade para resgatar a atividade, que estava praticamente estagnada. Mais de 5 mil pessoas perderam emprego a partir de março. Com a mobilização, boa parte já retornou às atividades. Além disso, outras ações e obras mantidas ou financiadas pela margem brasileira da usina conseguiram abrir frentes de trabalho para mais de 3 mil pessoas.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Cataratas do Iguaçu devem receber 10 mil visitantes no feriado de Natal, 53% a menos do que em 2019

Turismo é base da economia de Foz do Iguaçu e setor acumula prejuízos econômicos desde março. Com aumento de casos da Covid-19, sindicato afirma que taxa de cancelamento de reservas chega a 20%.

Cerca de 10 mil pessoas devem visitar as Cataratas do Iguaçu neste feriado de Natal, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Apesar do número expressivo em meio à pandemia, a projeção de 2020 é 53% menor do que foi registrado em 2019, quando mais de 21,4 mil visitantes passaram pelo atrativo.

Segundo a empresa responsável pela bilheteria do parque, os números são referentes aos dias 24, 25 e 26 de dezembro. A estimativa para este feriado foi feita com base nos ingressos comprados antecipadamente pela internet.

Outro local procurado pelos turistas é a Usina de Itaipu. A expectativa para o Complexo Turístico é receber 4,6 mil visitantes no feriado, o que representa 34,9% a menos do que em 2019, quando 7,1 mil visitantes foram até a usina.

Importância do turismo

Foz do Iguaçu depende do turismo economicamente e, por isso, o setor tem acumulado prejuízos desde março.

Conforme o presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Foz do Iguaçu (Sindetur), Licério Santos, a taxa de cancelamento de reservas para o destino chegou a 20% após a curva de casos de Covid-19 voltar a crescer.

“Do mercado internacional acabou, praticamente zero em termos de recepção de turistas internacionais. O mercado doméstico, que estava começando a aquecer, deu essa retraída por conta do aumento dos casos da Covid-19 no país. A gente está sentindo diretamente essa pandemia. O que nós percebemos é que isso só vai se resolver quando começar a vacinação mesmo.”

Por causa da pandemia, shows tradicionais de fogos no Natal e Ano Novo estão suspensos para evitar aglomerações. O município tem seguido o decreto estadual, que determina toque de recolher das 23h às 5h.

Outro fator que influenciou a procura pelo destino em 2020, conforme representantes do setor, foi o fechamento da Ponte Internacional da Amizade por quase sete meses. A Ponte Tancredo Neves, que faz fronteira com a Argentina, permanece fechada por causa do novo coronavírus.

De acordo com a prefeitura, é difícil estimar o total das perdas financeiras do turismo neste período em Foz do Iguaçu.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até quarta-feira (23), Foz do Iguaçu registrou 17.522 casos confirmados do novo coronavírus e 249 mortes pela Covid-19. A cidade conta com 637 casos ativos da doença.

Rede hoteleira

A ocupação da rede hoteleira Foz do Iguaçu para o Natal deve ser de 42,2% e de 54,3% para o Ano Novo, conforme pesquisa do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu e Região (Sindhotéis).

De acordo com o sindicato, os índices estão bem abaixo da previsão para o mesmo período do ano passado, que foram de 66% e 86,3% da ocupação, respectivamente.

A rede hoteleira da cidade é composta por hotéis, pousadas, hostels e resorts, com cerca de 180 estabelecimentos, que oferecem 30 mil leitos. Em abril e maio, esses locais ficaram fechados por causa de decretos municipais.

Conforme a pesquisa do Sindhotéis, 100% das reservas foram feitas por hóspedes brasileiros. A amostragem apontou ainda ocupação maior nos hotéis de quatro e cinco estrelas.

Por: G1

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Aproveite as férias em família no Parque Nacional do Iguaçu

Natal, ano novo, férias… a época mais aguardada do  ano finalmente chegou! Que tal programar um passeio com toda a família pelas Cataratas do Iguaçu? O Parque Nacional do Iguaçu, conhecido como o quintal de casa dos moradores da região, está preparado para receber os visitantes com toda a segurança necessária. Não há restrição de idade para realizar o passeio.

De terça-feira a domingo, das 9h às 16h, o parque proporciona uma das mais raras experiências de contato com a natureza, no maior conjunto de quedas d’água do mundo. E agora, além da Trilha das Cataratas, do passeio de barco com o Macuco Safari, e do sobrevoo no parque com a Helisul, o Restaurante Porto Canoas está atendendo novamente, oferecendo o melhor da gastronomia brasileira e uma vista exclusiva para as quedas. Uma experiência completa para os visitantes. 

90% de desconto – Moradores das 14 cidades vizinhas ao parque podem prestigiar as Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas Mundiais da Natureza, com 90% de desconto. Os ingressos são vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de data e horário para a visita. Acesse: www.cataratasdoiguacu.com.br. Mas atenção: os moradores precisam comprovar residência em uma das cidades apresentando o comprovante presencialmente no acesso ao parque.

Cuidados redobrados – É importante ressaltar que, diariamente, o parque passa por um minucioso trabalho de sanitização de todo o circuito turístico, oferecendo ainda mais proteção aos visitantes. O parque faz o controle individual de acesso de todas as pessoas que visitam a unidade de conservação com uma barreira sanitária instalada no Centro de Visitantes. O público é recepcionado por uma equipe de funcionários que afere a temperatura e, simultaneamente, orientam todos para passar álcool gel nas mãos e os calçados no tapete sanitizante.

Funcionamento especial – A partir do dia 26 de dezembro, o Parque Nacional do Iguaçu abrirá para a visitação turística todos os dias, das 8h às 16h, uma hora mais cedo que o normal. Consequentemente, o Restaurante Porto Canoas também passará a atender diariamente, das 12h às 16h. Essa programação ampliada seguirá até o dia 25 de janeiro de 2021.

Central de Atendimento ao Visitante no WhatsApp: 
+55 (45) 9137-3444 (wa.me/554591373444).

Serviço
Férias no Parque Nacional do Iguaçu

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 16h
Restaurante Porto Canoas: de terça a domingo, das 9h às 16h

Programação especial – 26 de dezembro a 25 de janeiro
Funcionamento: todos os dias, das 8h às 16h
Restaurante Porto Canoas: todos os dias, das 9h às 16h

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

O impacto da crise no turismo em Foz do Iguaçu

Felipe González

A história do turismo de Foz do Iguaçu passa por uma série de crises e oscilações que impactaram significativamente o nosso setor, mas nada se compara a 2020. A pandemia mudou todo e qualquer cenário no mundo.

Quando iniciamos a gestão à frente do Visit Iguassu, em janeiro de 2020, com uma chapa composta por uma diretoria de jovens empresários – já experientes e cheios de idealismo – tínhamos planos e trabalhamos duro por dois meses e meio até nos depararmos com a pandemia. Sem saber das consequências, passamos a viver um turbilhão de sentimentos e tomamos decisões difíceis na instituição e em nossas empesas.

O ano foi duro com o turismo de Foz do Iguaçu. Esse impacto, com as fronteiras, hotéis e atrativos turísticos fechados e sem voos, trouxe consequências incalculáveis e que ainda serão sentidas por um bom tempo.  Agora, a pergunta que fica é: o que iremos levar disso tudo, o que aprendemos com 2020?

Acredito que foi um ano que nos presenteou com ensinamentos. Aprendemos a fazer com seriedade uma gestão de crise. A olhar para dentro e perceber que precisávamos arrumar a nossa casa. A voltar alguns passos, para reaprender a começar e de um ponto onde nunca estivemos. Só assim, demos início a uma retomada e colocamos a economia desta cidade para girar novamente.

Já estamos olhando à frente. Já vemos ações executadas com sucesso. Tudo porque em plena pandemia não paramos. Para se ter uma ideia, entre os meses de abril e junho, o Visit Iguassu recebeu a confirmação para ser sede de 4 novos eventos que acontecerão no ano 2021, agora são 28 no total, somados aqueles que já constam em calendário.

A pandemia mostrou a forte atuação dos empresários e gestores do turismo junto ao governo municipal, principalmente com o setor de saúde, para que tivéssemos protocolos sanitários seguros e responsáveis, pensando nos colaboradores e nos clientes do nosso destino. Hoje é possível afirmar que o setor turístico de Foz do Iguaçu é um dos mais seguros do Brasil. Todos estamos cumprindo à risca os protocolos sanitários.

O ano foi de aprendizado e de união, e quero demonstrar minha gratidão as mais de 140 empresas associadas do Visit Iguassu. Essa Diretoria que represento, só tem a agradecer a participação e envolvimento de todos. O apoio e a confiança junto ao Visit Iguassu e a cooperação com as instituições que compõem a Gestão Integrada estão permitindo um retorno mais rápido e responsável do nosso setor. Não tenho como imaginar esse recomeço sem essa união. União mais uma vez chancelada com um papel fundamental de Itaipu Binacional, sempre atuante, que colocou um olhar muito positivo sobre o turismo, realizando ações e investimentos que estão dando um verdadeiro suporte que precisamos para ganhar folego, seguir trabalhando e gerando emprego e renda. A união de esforços e a cooperação é o que manteremos em 2021 e é o que rege a Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu.

(*) Felipe Gonzalez é empresário do segmento de agência de viagem e atual Presidente do Instituto de Promoção do Iguaçu – Visit Iguassu

Foz do Iguaçu, Turismo,

Parque das Aves de Foz do Iguaçu recontrata trabalhadores dispensados durante a pandemia

130 empregados perderam o emprego com a paralisação

O Parque das Aves já reintegrou 28 funcionários que haviam sido demitidos no início da pandemia do coronavírus.

A recontratação é gradativa desde a reabertura do atrativo, que adotou protocolos sanitários como uso obrigatório de máscaras, monitoramento da temperatura corporal e evitando aglomerações.

Hoje o Parque funciona com capacidade reduzida de até 3,5 mil visitantes por dia.

Antes da pandemia, o Parque chegou a ter 250 empregados e receber 930 mil visitantes em 2019.

O Parque precisou dispensar 130 funcionários.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Foz do Iguaçu é o destino turístico mais seguro do Brasil

Dos atrativos aos hotéis e restaurantes, todos obedecem rigorosamente aos protocolos de segurança sanitária

Um dos destinos turísticos pioneiros no Brasil em adotar rigorosos protocolos de segurança sanitária, para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, Foz do Iguaçu é recompensada com o aumento do número de visitantes e é referência para outras cidades brasileiras que também têm no turismo uma das bases de sua economia.

Todos os protocolos de segurança sanitária estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Prefeitura de Foz do Iguaçu são adotados à risca nos atrativos, nos hotéis e nos restaurantes da cidade. Além de totens com álcool em gel 70% espalhados para facilitar a higienização das mãos, delimitações para distanciamento de dois metros, medição de temperatura e uso constante de máscaras, tanto de colaboradores como de visitantes, os atrativos também operam com o número de turistas que possibilita garantir toda a segurança.

Também já não se formam filas para a compra de ingressos, como antigamente. Agora, a venda é apenas pela internet. Cada atrativo também montou uma barreira sanitária, com tapete sanitizante, limpeza extra em itens de toque e aplicação de questionário sobre sintomas respiratórios. Os colaboradores estão preparados para reconhecer sintomas compatíveis com a covid-19.

O presidente do Visit Iguassu, Felipe González, lembra que as medidas abrangem também o transporte individual e coletivo de turistas, o atendimento em agências de viagens e demais atividades ligadas ao turismo. “As medidas foram tomadas para estimular a retomada do crescimento da cidade e minimizar os impactos econômicos provocados pela pandemia. E deram tão certo que acabaram servindo de modelo para outras cidades e destinos turísticos do Brasil”, conta González.

Certificação sanitária

Atrativo mais visitado do destino, o Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas, conta com o Certificado de Responsabilidade Sanitária e o Selo de Ambiente Protegido, que funciona como um aval do comitê multidisciplinar criado para conter o novo coronavírus. Para obter a certificação, os estabelecimentos passaram por rigoroso processo de visitações e auditorias, coordenadas pelas entidades envolvidas no projeto.

Segundo Adelio Demeterko, diretor do grupo Cataratas do Iguaçu S.A., “os turistas podem visitar uma das sete maravilhas naturais do mundo com a confiança de que no Parque Nacional estão sendo cumpridas todas as exigências para a proteção contra a covid-19”.

Os atrativos do Complexo Turístico Itaipu, na margem brasileira, também contam com a certificação. “O novo turista, mais consciente, dará preferência a um destino com atrativos naturais e seguro na área de saúde. Todos os nossos colaboradores foram capacitados para atender os turistas com segurança e estão engajados para frear a contaminação do vírus e dar continuidade às atividades turísticas, tão fundamentais para a saúde econômica da cidade”, analisa o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Economia

O que anima os agentes de turismo é que a retomada deu um novo fôlego aos empresários e está garantindo empregos. A rede hoteleira, por exemplo, tem cerca de 180 estabelecimentos, que oferecem 30 mil leitos e, de acordo com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhotéis), o setor está revisando diariamente os protocolos. Sobretudo em relação à higienização, que “está ligada diretamente à saúde e ao bem-estar do público que recebemos em Foz do Iguaçu”, como afirma o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin.

“O momento exige cautela e responsabilidade com as vidas que recebemos em nossos espaços. Estamos respeitando os direcionamentos da OMS e da prefeitura a fim de trazer bem-estar e segurança aos visitantes”, diz Rafagnin. Ele acrescenta que hoje Foz vive uma retomada sustentável e segura do turismo, atividade que responde por grande parte dos empregos e da renda do município.

Ingressos online

Tanto no Complexo Turístico Itaipu como no Parque Nacional do Iguaçu e outros atrativos de Foz, a venda de ingressos é on line, para evitar aglomeração. Com isso, o turista garante o dia e o horário da visita, já que os atrativos estabelecem uma limitação no número de visitantes.

Desde que reabriu, em 4 de agosto, o Parque Nacional do Iguaçu vem fazendo ajustes na operação, para atender os visitantes com o máximo de segurança. Até outubro, o parque recebia apenas 350 visitantes por hora. O número foi ampliado para 525 por hora, depois de seguidas análises concluírem que não haveria qualquer risco adicional.

Inicialmente, também, o parque funcionou apenas seis dias por semana, fechando ao público nas segundas-feiras. A partir do dia 28, voltará a abrir às segundas, para atender à crescente procura, já que começa a alta temporada de visitação. Segundo a assessoria da Cataratas do Iguaçu S.A., a ampliação do número de visitantes foi analisada com “bom senso”, já que representa um ponto de equilíbrio entre a questão da saúde e a econômica.

Texto: Visit Iguassu

Fotos: Christian Rizzi

Destaques, Na Estrada, Turismo,

No Paraguai, San Cosme y Damián é um destino turístico histórico, científico e natural

O departamento de Itapúa oferece uma proposta variada e atrativa para o turismo doméstico, além de Encarnación. Uma dessas cidades é San Cosme y Damián, um dos destinos turísticos mais procurados do interior do país. 

Na cidade o visitante pode desfrutar de encantadores sítios naturais e históricos. Com dunas paradisíacas e exóticas, a Missão Jesuíta, o Mirante Planetário, as reservas naturais e a praia municipal, entre outros, este distrito é um destino irresistível para os turistas.

Embora hoje seja obrigatório cumprir todos os protocolos de saúde para desfrutar desses locais em meio a uma pandemia, San Cosme y Damián tem uma estatística crescente desde a reabertura do turismo doméstico.

Segundo relatório da Secretaria Nacional de Turismo (Senatur) até o momento na reabertura, San Cosme y Damián recebeu 1.880 turistas até o final de novembro. Do total, 61 pessoas visitaram a cidade em julho, 205 em agosto, 226 em setembro, 635 em outubro e 757 em novembro.

Nesse sentido, um dos locais de maior valor e atração são as dunas de areia, localizadas no meio do poderoso Paraná, declaradas Patrimônio Natural da comunidade de San Cosme y Damián. O local corre o risco de desaparecer, pelo que as autoridades municipais têm pedido ao Governo Nacional que elabore um plano de resgate para a maravilha natural. De uma área de 74 hectares, hoje restam apenas cerca de cinco hectares de montanha de areia.

Além desse recurso, o destino San Cosme é composto pelo Centro de Interpretação Astronômica e Planetário Buenaventura Suárez, as Missões Jesuítas, o Centro Cultural Pindó, a reserva natural e a praia municipal.

A esse respeito, Rolando Barboza, do escritório local da Senatur, destacou que o Mirante Planetário e as Missões Jesuítas junto às dunas são as principais atrações oferecidas pela comunidade.

BELEN STAR

Hoje, o Centro Astronômico Buenaventura Suárez de San Cosme e San Damián testemunhará um acontecimento histórico. É um fenômeno astronômico que será visível após 800 anos, onde será possível observar como Júpiter e Saturno se juntam, para formar uma única estrela que brilhará em uníssono.

A estrela de Belém pode ser vista por todos os moradores, por meio de um esforço conjunto entre a Secretaria Nacional de Turismo e a Associação dos Amadores de Astronomia, que vai transmitir ao vivo pelas redes oficiais do Centro Astronômico Buenaventura Suárez na Missão Jesuíta de San Cosme e San Damián.

Este fenômeno é conhecido como Estrela de Belém ou Natal, assim como as estrelas dos Três Reis Magos, consistindo em um alinhamento formado por Júpiter, Saturno e Vênus.

A última vez que este evento foi vivenciado foi no ano de 1226, durante a Idade Média, e nesta ocasião pode ser observado por aproximadamente 45 minutos.

Por: Última Hora

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Itapemerim promete aviões com mais espaço para passageiros e voos no 1º semestre, incluindo Foz do Iguaçu

Empresa espera finalizar o processo de certificação na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar a venda de passagens

A Itapemirim promete ter aviões com menos gente, mais espaço e lanche mais caprichado a partir de janeiro de 2021. Segundo o presidente do grupo, Sidnei Piva, a empresa espera finalizar o processo de certificação na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar a venda de passagens, de acordo com o Uol.

Segundo Piva, os aviões da Itapemirim serão configurados com mais espaço entre as poltronas, o que vai reduzir a capacidade máxima para cerca de 160 lugares. Atualmente, são 180. O mandatário também informou que a empresa vai investir em um serviço de bordo mais requintado.

Piva pretende iniciar a venda de passagens da nova companhia aérea na segunda quinzena de janeiro. Mas, segundo a reportagem, a Itapemirim pretende iniciar suas operações em 1º de março. O voo inaugural deverá ser com convidados entre Vitória (ES) e Brasília (DF).

Em janeiro, também devem chegar os primeiros dez aviões do modelo Airbus A320 da companhia aérea. “Os aviões já estão sendo preparados e até a segunda quinzena de janeiro todos já estarão no Brasil”, disse.

O presidente do grupo também afirmou que os preços das passagens serão competitivos com os valores cobrados pelas concorrentes. “Não vamos ser uma empresa de preço baixo, mas também não vamos estar acima do mercado. O preço vai ser competitivo”, promete.

São Paulo, Ribeirão Preto (SP), Presidente Prudente (SP), Rio de Janeiro, Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC), Salvador (BA), Fortaleza (CE) e Goiânia (GO) serão as demais regiões atendidas.

Destaques, Foz do Iguaçu, Turismo,

Cataratas da Argentina reabre neste sábado (19) apenas ao turismo nacional

A direção do Parque Nacional do Iguazú da Argentina anunciou, nesta semana, que a visitação ao trecho onde estão as Cataratas do Iguaçu, na fronteira com Foz do Iguaçu no Brasil, será retomada no próximo sábado (19 de dezembro). A reabertura da unidade de conservação terá uma série de restrições e será permitida apenas para cidadãos argentinos. Atrativo está fechado desde março.

De acordo com o comunicado, a abertura da visitação será de segunda a segunda-feira, exceto nos dias 25 de dezembro (Natal) e 1º de janeiro (feriado de Ano Novo), informou o portal LaVozDeCataratas. Nesta primeira etapa, a operação vai permitir o ingresso de apenas duas mil pessoas por dia e a aquisição dos ingressos apenas pelo site da APN, sigla dos Parques Nacionais da Argentina.

De acordo com o serviço para reservas, o ingresso nas Cataratas vai custar P$ 530 para argentinos (aproximadamente R$ 33,00, de acordo com a cotação desta quarta-feira, 16). Os idosos terão que pagar uma taxa extra de P$ 150 (cerca de R$ 9,30) para o serviço de guia.

Os moradores da província de Misiones terão uma taxa de P$ 100 (R$ 6,20). O valor cobrado para estacionamento próximo ao portão de entrada do atrativo é P$ 200 (R$ 12,40) para moradores de outras províncias e de P$ 100 (R$ 6,20) para cidadãos residentes em Misiones.

De acordo com o portal, todos os circuitos e caminhadas estarão habilitados para os visitantes, exceto Circuito Inferior e Sendero Macuco, nesta primeira etapa. Todas as atividades comerciais relacionadas ao parque também funcionarão. 

A atividade dentro da área protegida será regulamentada de acordo com os padrões operacionais de biossegurança, distanciamento, higienização das mãos, uso de máscara facial e controle da temperatura corporal.

Quarentena

A visitação nas Cataratas da Argentina, cujo acesso é por Puerto Iguazú, está suspensa desde a segunda metade de março, quando teve início a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). A reabertura é considerada um avanço devido a mais longa quarentena de um país, incluindo o fechamento das fronteiras, em função da doença.

De acordo com o Ministério da Saúde da Argentina, o país contabilizou mais de 1,5 milhão de infectados pelo novo Coronavírus. Deste total, mais de 1,3 milhão já estão recuperados da doença, que já matou 41.204 cidadãos do vizinho país. 

Por: GDia