1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Cesar Silvestri acumula traições e pode apoiar Moro senador

Aliados tem incentivado ele a reagir contra ‘puxa-tapete’ que levou do senador Alvaro Dias e do ex-governador Beto Richa

O ex-prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho (PSDB), acumulou nos últimos meses uma série de traições do senador Alvaro Dias (Podemos) e do principal líder do seu atual partido, o ex-governador Beto Richa. Cesinha, como é carinhosamente chamado, tinha como projeto em 2022 uma candidatura majoritária ao Governo do Estado.

Quando percebeu que o senador Alvaro Dias estava mais preocupado em articular a própria reeleição, jogando aos leões a possível candidatura ao Governo do Estado, migrou para o PSDB, onde recebeu num primeiro momento a “promessa” de que teria garantido seu projeto político-eleitoral.

Ledo engano. Na convenção tucana, Cesinha descobriu que Beto Richa estava mais preocupado com seu projeto pessoal, se eleger deputado federal, negando a candidatura própria ao Governo do Estado, mas supostamente deixando em aberta a possibilidade dele disputar a vaga de senador. As informações são de Plenário do Povo

Nesta quarta-feira (3) Cesinha foi supreendido novamente com mais uma traição. Beto Richa revelou à imprensa que o PSDB vai apoiar a reeleição de Alvaro Dias, do Podemos. Nesta corrida às urnas em 2 de outubro, o ex-prefeito de Guarapuava se tornou jogue dos poderosos da política.

Em resposta a sequência de traições, Cesar Filho tem sido orientado a entrar de corpo e alma na campanha para eleger como senador o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), que também saiu do Podemos após perceber a ‘bola nas costas’ preparada por Alvaro Dias.