1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Com Carnaval, a visitação nas Cataratas do Iguaçu subiu 11% no mês de março

Cataratas em alta  Os números da visitação no Parque Nacional do Iguaçu, no trecho onde estão as Cataratas do Iguaçu, indicam uma alta de 11% em março, no comparativo do mesmo mês do ano passado. De acordo com a Cataratas SA, concessionária que administra a área dos mirantes do atrativo, de 1º a 31 de março, foram 158.084 acessos, contra 142.675 em 2018.

Carnaval  A alta no turismo em Foz do Iguaçu compensa os números de fevereiro, quando o período fechou em leve baixa. A explicação, na avaliação de representantes do trade turístico, é o feriado de Carnaval, que caiu em março este ano.

2 milhões  Ainda de acordo com a concessionária, no acumulado do ano, foram 531.193 ingressos nas Cataratas do Iguaçu. O desempenho no primeiro trimestre é um excelente indicativo de que o Parque Nacional do Iguaçu deverá chegar e superar os 2 milhões de acessos em 2019, acima dos 1,8 milhão de 2018, recorde da visitação anual do atrativo.

Caminhoneiros  Um grupo de caminhoneiros fez carreata sábado (30 de março) na região metropolitana de Curitiba. O ato foi promovido pelo Sindicato dos Caminhoneiros de São José dos Pinhais, que pede a fiscalização da tabela do frete rodoviário e a diminuição do preço do litro do óleo diesel.

Parado  Bom lembrar que, em 2018, os caminhoneiros protestaram contra o aumento do preço do diesel, praticamente parando o país. O então presidente Michel Temer, precisou tirar recursos de obras e ações para reduzir o preço do produto.

Escola Segura  O baixo interesse de policiais da reserva em aderir ao programa Escola Segura lançado por Ratinho Junior, obrigou o Governo do Estado a suspender temporariamente o edital. A decisão ocorreu sexta, um dia antes do prazo final de inscrições. Um dos motivos da falta de interesse é o salário de R$ 113 por dia de trabalho.

Atuação  De acordo com o edital, estavam reservadas 74 vagas para escolas de Londrina e 46 vagas para Foz do Iguaçu. O Paraná tem, atualmente, 2.143 escolas estaduais.

Debandada  O projeto de reforma da Previdência do presidente Jair Bolsonaro, pode provocar uma debandada de parlamentares do PSL, igual aconteceu com o PT de Lula. Alguns deputados comentaram em conversas reservadas que, se as redes sociais pegarem um desvio e apostarem contra a reforma, o partido de Bolsonaro verá suas fileiras reduzidas drasticamente.

Privilégios mantidos  O deputado federal Zeca Dirceu, segundo informou o Boca Santa, disse que a reforma não passa de uma mentira. “Do R$ 1 trilhão que o governo quer economizar, R$ 850 bilhões saem de quem ganha até três salários mínimos”.

Ronildo Pimentel
Editor