1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Curso aborda aspectos do Programa de Gerenciamento de Riscos

O ciclo de cursos e capacitação não para na AEAC (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Cascavel). Dessa vez, o foco central é o PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) – Segurança no Trabalho. Será nesta quarta (24) e quinta-feira (25), ministrado pelo engenheiro de segurança do trabalho, Agnaldo Mantovani. O curso é gratuito e ocorrerá no auditório do Sinduscon Paraná Oeste, em Cascavel. Para participar, basta levar um quilo de alimento não perecível. Toda arrecadação será destinada a uma entidade carente do município. O curso terá também a participação da engenheira de segurança do trabalho, Mônya Vitória.

O Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) é a materialização do processo de Gerenciamento de Riscos Ocupacionais (por meio de documentos físicos ou por sistema eletrônico), visando à melhoria contínua das condições da exposição dos trabalhadores por meio de ações multidisciplinares e sistematizadas.
Agnaldo Mantovani tem mais de duas décadas de carreira no ramo. Formado pela Unioeste, com especialização na UFPR (Universidade Federal do Paraná), além de possuir vários cursos de extensão e fazer parte dos seguintes comitês: Permanente Regional (CPR/PR – NR 18); Incentivo à Formalidade na Indústria da Construção Civil/PR e Política e Relações do Trabalho – CPRT do Sinduscon Paraná Oeste.
O curso desta semana é destinado a engenheiros, arquitetos, construtores, estudantes e profissionais envolvidos com saúde e segurança do trabalho. Os participantes serão recepcionados com um coffe break a partir das 17h45 e ao fim do curso, receberá a certificação.

Segundo o palestrante, o PGR nada mais é o que a lei já definia, desde a consolidação das leis do trabalho. “Existem artigos e capítulos da CLT que preveem cuidados com a saúde e segurança do trabalhador”. Para o engenheiro de segurança do trabalho, o diagnóstico é um bom caminho. “Eu falo sempre: o importante é trazer mais proximidade do que está acontecendo com o que existe no papel”.

Nas situações em que os processos destoam do planejado, é preciso realizar a correção, alterando o processo para ficar igual no documento. “Tudo é para facilitar o entendimento quando acontece algo”. Em casos de acidente, doença, agravo à saúde, comprometimento no meio ambiente ou em uma estrutura, o PGR é um documento a ser avaliado. É um descritivo técnico em tempo real, que precisa acontecer.
Para se inscrever, basta acessar o Site

Fonte: Assessoria de Imprensa AEAC