1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Feira qualifica e gera oportunidades de negócios aos microempreendedores de Foz

Fotos: Thiago Dutra/PMFI

Evento foi aberto na tarde de hoje e segue até amanhã (10) no Clube Gresfi com oficinas, rodas de conversa e debates; todas as atividades são gratuitas e ocorrem das 15h às 22h

Formalizar a pequena empresa, aperfeiçoar os serviços prestados, conhecer as novidades do mercado ou utilizar ferramentas que alavanquem os negócios. Essas são algumas das opções ofertadas na 1ª Feira do Microempreendedor (MEI) de Foz do Iguaçu, evento aberto na tarde desta quarta-feira (09) no Clube Gresfi e que seguirá até amanhã (10), com uma série de atividades gratuitas aos MEIs, entre oficinas, palestras, rodas de conversas e debates com cases de sucesso.

A Feira do MEI é uma promoção da Prefeitura de Foz do Iguaçu, através da Secretaria Municipal da Fazenda, em parceria com o Sebrae e a Acifi.

Veja também

Durante a cerimônia de abertura, a secretária da Fazenda, Salete Horst, ressaltou a importância de fomentar esta categoria, representada atualmente por 23 mil microempreendedores individuais no município.

“A feira surge para fortalecer este segmento, que vem crescendo no país inteiro. O MEI pode faturar até 81 mil reais por ano, pode ter um funcionário, mas muitas vezes falta a ele informações. Com nossos parceiros – Acifi e Sebrae, estamos mostrando as possibilidades de qualificação para este microempresário, para que se aperfeiçoe e possa ampliar seus negócios”.

O secretário de Transparência e Governança do Município, Leandro Ricardino Correa, representou o prefeito Chico Brasileiro na abertura do evento e reiterou o compromisso da gestão com a geração de emprego e renda. “A feira tem uma grande importância para a gestão, que tem um olhar especial com o pequeno empreendedor. Acreditamos que eventos como este contribuem para a melhoria do ambiente de negócios e para a economia da cidade”.

De acordo com o consultor do Sebrae Marcelo Padilha, dos 23 mil MEIs registrados na cidade, somente 10 mil buscam orientações através da Central do Empreendedor. “A proposta deste evento é justamente ampliarmos esse número, levar informações sobre como esse pequeno empresário pode se manter no dia a dia. A troca de experiência é um dos principais focos da feira, mostrar aos participantes as possibilidades de empreender e melhorar os serviços prestados”, explicou.

Apesar de ser a primeira edição feira, a expectativa da Acifi é torná-la frequente. “Este é um projeto-piloto e inovador, e não temos dúvidas de que será replicado em todo o Paraná, porque somos um estado inovador. Acreditamos que o evento veio para ficar”, disse o presidente da Associação Comercial, Danilo Vendrusculo. Ele também adiantou que a Acifi tem como meta atingir mil novos associados dentro da categoria dos MEIs até 2024. “Os MEIs terão 24 meses de isenção e acesso a todos os convênios. Também estamos buscando junto aos bancos linhas de créditos especiais para as pequenas empresas”, disse.

De acordo com o Ministério da Economia, o Brasil tem cerca de 14 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs) ativos. Eles representam quase 70% das empresas em atividade no país.

Programação para o dia 10 de novembro

  • Manipulação de alimentos -15h
  • Benefícios do associativismo – 16h
  • Formas de atender mais rápido o cliente – 18h
  • Orientação para motoristas de APPs – 19h30
  • Como ampliar as vendas para o mercado público – 20h.