1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Foz do Iguaçu avança 9 colocações no ranking de Cidades Inteligentes em um ano

Município passou da 44ª para a 35ª posição do ranking Connected Smart Cities, divulgado nesta terça-feira (04)

Durante o Connected Smart Cities, o maior evento de cidades inteligentes e mobilidade urbana do Brasil, nesta terça-feira (04), foi lançado o ranking dos 100 municípios com melhores níveis de desenvolvimento do país: Foz do Iguaçu está na 35ª posição, representando um avanço de 9 posições em relação a 2021, quando estava na 44ª.

De acordo com o ranking do Connected Smart Cities, Foz tem a quarta colocação entre as cidades paranaenses. Estão à frente Curitiba, na 1ª colocação, Maringá, na 20ª, e Londrina, na 24ª. A avaliação das cidades, feita pela empresa Urban Systems, considera 75 indicadores de 11 eixos temáticos: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.

Veja também

“Este significativo avanço de Foz do Iguaçu no ranking do desenvolvimento demonstra que estamos no caminho certo para tornar nossa cidade cada vez mais preparada para nossa população e nossos visitantes, com projetos que promovem a qualidade de vida e o bem-estar de todos”, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

A Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Turismo e Projetos Estratégicos e de Tecnologia da Informação, e o Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu participam do evento Connected Smart Cities, que segue até esta quarta-feira (05), em São Paulo. A estratégia de apresentação da cidade no evento é organizada em conjunto com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e o Conselho Municipal de Ciência, Inovação e Tecnologia (CMCIT).

O diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido, comentou que o anúncio do ranking do Connected Smart Cities 2022 comprova que as iniciativas de cidades inteligentes em Foz têm sido bem sucedidas. “É um processo em que a cidade vem confirmando sua atuação em prol de transformá-la em uma cidade inteligente e, com isso, proporcionando cada vez mais qualidade de vida ao cidadão”.