1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida chega a Foz neste domingo

Nossa Senhora de Aparecida é a padroeira do Brasil para os católicos — Foto: Carlos Santos/ G1

Foz do Iguaçu recebe neste domingo (2) a 19ª visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. A chegada da santa abre a programação da semana em honra à Padroeira do Brasil. A pequena escultura virá do santuário de Aparecida, em São Paulo, e será acolhida pelo bispo Dom Sérgio de Deus Borges e vários fiéis, no campo de futebol Gustavão, no bairro Porto Meira.

Informa o GDia que a imagem chegará de helicóptero ao gramado, por volta das 17h30. Uma missa de recepção será realizada às 18h no espaço e, em seguida, a santa será levada em procissão até a Paróquia Espírito Santo e Nossa Senhora Aparecida, onde ficará em exposição até o dia 13 de outubro.

Veja também

Entre os dias 3 e 11 de outubro será realizada uma novena, com início sempre às 6h. Durante os nove dias os fiéis poderão participar ainda da reza do terço, consagração a Nossa Senhora, Coroa de Maria e missas.

No dia 9 será realizada a festa em homenagem à padroeira, com almoço festivo servido ao meio-dia e bingo. Em 12 de outubro (quarta-feira), Dia de Nossa Senhora, uma série de celebrações ocorrerão, com início meia-noite e encerramento às 19h com a coroação da virgem.

A programação detalhada está disponível no Facebook da Paróquia Espírito Santo: @comunidadecatolicaportomeira. A igreja está localizada na Rua Brilhantes, n° 203, bairro Parque Ouro Verde. Maiores informações pelos telefones: (45) 3527-1058 e (45) 99963-8587.

Devoção

Foi em 1717 que uma imagem simples e quebrada transformou a fé de um povo até receber o título de Padroeira do Brasil. Os pescadores João Alves, Felipe Pedroso e Domingo Garcia foram encarregados de conseguir peixe para o banquete que a Vila de Santo Antônio de Guaratinguetá iria oferecer a Dom Pedro de Almeida e Portugal, o Conde de Assumar, que na época também era o Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, e estava visitando a região no período de 17 a 30 de outubro de 1717.

Foi após várias tentativas de pesca, que os três pescadores tiraram das águas escuras do Rio Paraíba uma imagem de Nossa Senhora que veio nas redes em dois pedaços: primeiro o corpo e em seguida, rio abaixo, a cabeça.

João, Felipe e Domingos depois de colocar a imagem dentro do barco, tiveram a ação da Mãe de Deus. Os pescadores, que antes não tinham conseguido pescar nada, encheram as suas redes com uma quantidade abundante de peixes.

Antes de levarem os peixes para o banquete, os três homens entregaram os pedaços da estátua a Silvana da Rocha Alves, esposa de Domingos, irmã de Felipe e mãe de João, que reuniu as duas partes com cera, e a colocou num pequeno altar na casa da família, agradecendo a Nossa Senhora o milagre dos peixes.

Nascia ali uma devoção, reunindo todos os sábados os moradores da região para rezarem o terço e cantarem a ladainha. Hoje a imagem original encontra-se preservada no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo.

Santuário no Oeste

Na próxima semana tem início também a peregrinação ao monumento de Nossa Senhora, na cidade de Itaipulândia. Localizada no ponto mais alto do município, a 367 metros de altitude, a estátua possui 26 metros e é a maior escultura de Nossa Senhora Aparecida da América Latina.

Entre os dias 3 e 12 de outubro a cidade do Oeste espera receber cerca de 80 mil pessoas de toda a região e dos países vizinhos Paraguai e Argentina. Missas e novena serão celebradas durante toda a semana na paróquia onde a imagem está localizada. A visitação é aberta ao público e totalmente gratuita.