1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Jardim da Oma abre para visitação do público em Foz do Iguaçu

Espaço privado conta com acesso via internet e abriga diferentes espécies de plantas em 1.800 metros quadrados de área

Localizado num dos pontos mais movimentados da cidade, o Jardim da Oma abre seu portão para oferecer aos visitantes momentos únicos de contato com a natureza. O portal de entrada, formado por lágrimas-de-cristo e jasmim-estrela, dá as boas-vindas para o passeio em um espaço com cerca de 70 espécies de plantas, árvores e ervas, na Rua Edmundo de Barros, 370.

Um pequeno refúgio onde é possível conectar-se com a natureza, em meio a trilhas curtas que levam a uma caminhada entre camélias, hibiscos e columeias. O local preserva ainda árvores de grande porte como tipuana, abacateiro e embaúba com mais de quatro décadas na área. Por outro caminho é possível conhecer de perto um espaço dedicado a plantas medicinais.

As vias de cimento que recriam o formato de um imenso broto também levam o visitante a nichos nos quais é possível descansar, ou ler um bom livro em confortáveis balanços, ou mesmo acessar à internet. O espaço central, climatizado, tem por função atender a diferentes visitantes, assim como comportar reuniões e pequenas confraternizações.

Uma segunda construção abriga um espaço especial de café, com cozinha mobiliada, banheiros e espaço interativo.

O passeio fica completo com a disposição de balanços, bancos e redes espalhadas pelo jardim. As pequenas estruturas para descanso são removíveis, facilitando o conforto dos visitantes.

O Jardim da Oma também se utiliza de tecnologia em sua composição. Com sistema de piso drenante, num terreno com declive, ao entrar no espaço é possível desfrutar a mesma sensação de um passeio no bosque, longe do barulho da cidade, e conhecer algumas experiências sensoriais.

Outra utilização da tecnologia está no acesso feito exclusivamente pela internet, via site oficial (www.jardimdaoma.com.br) e leitura de QR code na entrada do jardim. O ingresso custa R$ 15 (tanto para moradores quanto para turistas).

Criação

Criado pela professora e empresária Hildegard Litzinger Ghisi, o ambiente induz a experiências sensitivas, de contemplação, relaxamento, lazer e acolhimento. “O desenho do jardim é metamórfico, pois suas formas, funções e usos mudam conforme o crescimento de suas plantas, se adaptando ao tempo e ao espaço.”

A ideia saiu dos planos e virou ação em 2019, quando Hildegard, com apoio de profissionais como o arquiteto André Schmidt e a paisagista Iáscara Bresolin, iniciou os trabalhos. “Em julho de 2019, pensamos pela primeira vez na idealização desse espaço, que se pretende ofereça aos visitantes lazer, descanso, contato com plantas e flores e espaço de convivência.”

Ao longo de 2021, todo o processo foi ganhando corpo, com a pintura do muro principal – feita pela artista iguaçuense Cleise Vidal – e o desenvolvimento do projeto de tecnologia para controle de circulação no espaço.

Significado

Oma, em alemão, significa avó e remete a lembranças de outros jardins, espalhados secretamente pela cidade, e a memórias de infância, quando um passeio entre arbustos e flores era uma verdadeira viagem.

O Jardim da Oma abre à visitação pública nesta segunda-feira, 4 de julho, das 12h às 18h. Os ingressos podem ser adquiridos por meio do site (www.jardimdaoma.com.br).

O Jardim da Oma é um empreendimento de IDEA HOLDING LTDA.

Fotos:JP e Christian Rizzi