1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Justiça Eleitoral de Foz a fará carga e lacração de urnas nesta semana

Foz do Iguaçu terá 587 urnas distribuídas em 63 pontos de votação (Foto: Arquivo/TRE-PR)

Preparação das eleições vai durar três dias no município; TRE começa hoje o trabalho nas urnas eletrônicas do Paraná

A Justiça Eleitoral de Foz do Iguaçu vai realizar, esta semana, o carregamento de dados e lacração das urnas para o primeiro turno das eleições no dia 2 de outubro. Para o pleito deste ano, mais de 196 mil moradores do município estão aptos a votar. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) abre neste sábado (17) os trabalhos de preparação dos equipamentos em todo o Estado.

As cerimônias de carga e lacração das urnas, adianta o GDia, serão realizadas a partir das 8h de quinta-feira (22) no Fórum Eleitoral localizado na Avenida Costa e Silva, 1599, na região central de Foz do Iguaçu. Os trabalhos serão desenvolvidos, sempre em horário comercial, até às 19h do sábado (24) e poderão ser acompanhados pela população e profissionais da imprensa.

Foz do Iguaçu tem duas zonas eleitorais. A 46ª tem 314 seções (urnas) distribuídas em 38 diferentes endereços e a 147ª, com 273 seções distribuídas em 25 locais de votação. A zona eleitoral abrange ainda os eleitores de Santa Terezinha de Itaipu. O município contará com 53 seções (urnas) distribuídas em cinco locais de votação.

A partir deste sábado, até o dia 26 de setembro, o TRE-PR realiza a preparação das urnas eletrônicas para o primeiro turno das eleições, nos 154 fóruns eleitorais do Estado. Mais de 25,8 mil urnas serão carregadas com os dados, testadas e lacradas para, na véspera das eleições, serem distribuídas a 4,7 mil locais de votação nos 399 municípios.

Leia também

Geração de mídias

“O processo de carga e lacração corresponde à inserção, em cada uma das urnas que serão utilizadas no dia da votação, de informações oficiais referentes aos dados dos candidatos e eleitores de cada seção eleitoral”, afirma o advogado e consultor legislativo Gilmar Cardoso (foto abaixo). Os equipamentos terão inseridos dados das tabelas de partidos políticos, federações e coligações.

Advogado Gilmar Cardoso (Foto: Arquivo pessoal)

As urnas receberão ainda informações das eleitoras e eleitores, seções com as respectivas agregações e candidatas e candidatos (com os respectivos números, nomes indicados na urna e fotografias). “Em todo estado serão carregados os dados oficiais nas urnas de votação e urnas de reserva. Após o procedimento, as urnas serão devidamente lacradas”, reforça o advogado.

Procedimento

As mídias são utilizadas para a carga da urna, para votação, para ativação de aplicativos da urna e gravação do resultado. O processo é acompanhado por juízes, representantes do Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil, além de técnicos e representantes dos partidos políticos e coligações.

“A intenção é assegurar à todos os eleitores a garantia do sigilo, segurança e confiabilidade no sistema eleitoral, tão frequentemente atingido por fake news e notícias que não guardam relação com a realidade”, frisou Gilmar Cardoso.

Durante o carregamento e lacração, os representantes das entidades fiscalizadoras devem conferir os dados das urnas e a integridade e autenticidade dos sistemas eleitorais instalados. As Cerimônias de Geração de Mídias e Carga e Lacração são disciplinadas pela Resolução TSE nº 23.669/21.