Mais de 7.800 testes para Covid foram realizados nas cinco escolas municipais

Pontos de coleta funcionam de segunda a sábado, das 9h às 21h, sem a necessidade de agendamento. Foz já registrou 13.892 casos da doença em janeiro

Desde que a Secretaria Municipal de Saúde implantou os novos pontos de coleta para a Covid-19 em cinco escolas municipais, mais de 7.800 testes de antígeno foram feitos, quase mil por dia, com uma média de 50% de casos positivos. Os dados referem-se aos dias 15 a 22 de janeiro, e foram repassados pela Fundação Municipal de Saúde, responsável pela organização dos locais.

Os testes de antígeno (ou testes rápidos) são ofertados para pessoas sintomáticas e apresentam resultados em menos de 15 minutos. Os pontos de coleta funcionam de segunda a sábado, das 9h às 21h, nos seguintes locais: escolas Adele Zanoto (Porto Meira); Elenice Milhorança (Jardim América); Padre Luigi Salvucci (Vila C Nova); João Adão (Três Lagoas); e CMEI Guilherme Augusto Terres dos Santos (Morumbi II).

As coletas são feitas por 76 estagiários dos cursos de enfermagem, técnico em enfermagem, saúde coletiva, biomedicina e farmácia e supervisionados por 12 profissionais destas áreas.

Somados aos testes executados nas unidades de saúde e Hospital Municipal Padre Germano Lauck desde o início do mês de janeiro, são mais de 37 mil testes realizados; 15.247 nos últimos sete dias e 2.188 realizados nas últimas 24 horas, conforme o relatório integrado da saúde.

“Foz do Iguaçu é uma das cidades que mais realiza testes para a Covid-19, o que é essencial para termos dados estatísticos que fundamentam todas as decisões tomadas pelo poder público”, afirma a secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo.

De acordo com ela, a implantação dos novos pontos de coleta ajuda a desafogar as unidades de saúde, que além dos atendimentos clínicos e da vacinação, também realizam os testes. “A população tem acesso facilitado, seja através das unidades de saúde, nas escolas que se tornaram pontos de coleta e também via Plantão Coronavírus, que realiza o agendamento para o exame no Hospital”, explica a secretária.

Nas escolas, as coletas são priorizadas para pessoas com sintomas respiratórios e a partir do terceiro dia, conforme explica a supervisora da Fundação Municipal de Saúde, Michele dos Santos Hortelan. “As coletas são feitas em pessoas sintomáticas, a partir do terceiro dia. Aquelas que procuram ao primeiro dia de sintoma, são notificadas, recebem um atestado sanitário para o isolamento e orientadas a retornar no terceiro dia. Os contactantes irão coletar no quinto dia de sintoma”. Casos positivos terão de cumprir o isolamento por 10 dias a contar do primeiro dia de sintoma e contactantes devem permanecer por 5 dias. Para assintomáticos, o isolamento é de 7 dias.

O atendimento para pessoas com sintomas respiratórios foi priorizado em 19 unidades de saúde, na Unidade Padre Ítalo, no Porto Meira e na UPA Dr. Walter Cavalcante Barbosa, no Morumbi. Somente neste mês de janeiro, a cidade soma 13.892 casos de Covid.