1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Parque das Aves de Foz do Iguaçu, história de proteção aos animais

A família Croukamp, Anna, Carmel, Sophie-Helene e Dennis.

O historiador Marcos Kidricki Iwamoto retorna neste início de noite de sexta-feira (7) chuvosa para contar um pouco sobre um dos principais atrativos turísticos de Foz do Iguaçu, que já recebeu mais de 10 milhões de visitantes. O Parque das Aves surgiu da história de amor de Anna-Sophie com Dennis Croukamp.

Acompanhe a narrativa do colaborador do CabezaNews:

1. Na década de 70, a jovem Dra. Anna-Sophie mudou-se da Alemanha para Harare, a antiga Salisbury no sudeste da África, para trabalhar como uma veterinária de campo.

2. Lá conheceu Dennis Croukamp, um inglês charmoso por quem se encantou, e tiveram uma vida cheia de aventuras. Anos depois, vieram as duas filhas: Anna-Luise e Carmel.

3. Ainda na África, adotaram um Papagaio do Congo chamado “Pumuckl”. Foi assim que a admiração por aves começou. Em 1990, eles se mudam uma Ilha no Reino Unido.

4. Graças ao amor pelos animais, um amigo sugeriu que abrissem um Parque em um lugar mágico chamado Foz do Iguaçu. Lá existiam muitos rios, cachoeiras e matas intocadas.

5. Foi o suficiente para escolherem a tríplice fronteira como destino de um sonho: Abrigar animais resgatados ou em risco de extinção, além de promover a educação ambiental

Inauguração do Parque, com a presença de Roberto Marinho e outros autoridades.

6. O início foi osso. Investiram todas as suas economias para construir um parque “feito a mão” sem derrubar árvores. A grana era curta, mas com o apoio de todos seguiram voando.

7. Atualmente, o Parque das Aves é um ícone do turismo mundial. Em 27 anos receberam mais de 10 milhões de “pax”, além de vários prêmios e certificados internacionais.

8. Abrigam cerca de 1500 animais de até 150 espécies, algumas raras. A maioria originária da Mata Atlântica, que é o foco das ações de pesquisa e conservação do Parque.

9. Uma nova experiência está no ar: Agora é possível alimentar as aves como periquitos, o custo é R$10. Horário das 9h30 às 12h e das 13h30 às 16h30, no Viveiro Cecropia.

10. Você também pode assistir à alimentação dos papagaios e das araras gigantes. É uma atração incrível que acontece no Viveiro das Araras, sempre às 10h30, 14h e 15h30.

11. No Quiosque Tropicana, você pode encher sua garrafa de água, provar a famosa coxinha, beber água de côco, ou ainda curtir os picolés da Oficina do Sorvete

12. No Restaurante Sabores da Floresta, estão servindo café da manhã e um delicioso almoço que pode ser acompanhado de um chopp. Aqui está o cardápio: https://bit.ly/3tiD4id

E hoje 07 de outubro é aniversário do Parque das Aves! Parabéns a toda equipe

* Marcos Kidricki Iwamoto é Auditor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)