1 cabeza 2022 (150 px × 50 px) (1)

Obras da segunda ponte com Paraguai começam nesta quarta (7) na região do Porto Meira, em Foz do Iguaçu

Começa nesta quarta-feira (7) a construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai. Maquinários e operários darão início às obras com a atividade de terraplanagem, nas imediações do Marco das Três Fronteiras, na margem brasileira do Rio Paraná.

As ações serão lançadas às 9h, na Avenida General Meira (acesso ao Marco das Três Fronteiras), pelo diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o gerente de contrato do Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, Osman Bove, o coordenador de obras, André Toledo e o gerente de planejamento, Mauri Maiconi.

A ordem de serviço foi assinada na última quinta-feira (1º), pelo governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, e pelo diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. O contrato prevê um prazo de 36 meses para a execução.

A solenidade de assinatura ocorreu no Palácio Iguaçu, em Curitiba, com a presença de autoridades. Toda a mobilização para a construção da ponte já vinha sendo feita nos últimos meses. A pedra fundamental foi lançada em Foz do Iguaçu pelos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, em 9 de maio.

Na prática, a assinatura deu início ao cronograma de execução da nova ligação rodoviária sobre o Rio Paraná, entre os municípios de Foz do Iguaçu, no Brasil, e Presidente Franco, no Paraguai.

Segundo Osman Bove, gerente de contrato do Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec, responsável pelas obras, a movimentação para início dos trabalhos já começou e, na terça-feira, o local começa a se transformar no canteiro de obras.

O investimento total, de R$ 463 milhões, é da Itaipu, sendo R$ 323 milhões para a ponte e R$ 140 milhões para a perimetral de acesso entre a BR-277 e a Avenida das Cataratas. O gerenciamento das obras estará a cargo do governo estadual. A previsão é de contratação direta de 400 operários.

Um dos benefícios a curto prazo é a geração de empregos diretos na região. O Consórcio Construbase-Cidade-Paulitec recebeu cerca de 11 mil currículos para preenchimento de vagas.

Características

Com 760 metros de comprimento e vão-livre de 470 metros, a nova ponte será do tipo estaiada, com duas torres de 120m de altura. A pista será simples, com 3,7m de largura, acostamento de 3m e calçada de 1,7m. O investimento previsto também contempla algumas desapropriações que serão necessárias para a construção da perimetral.

A nova ponte deve absorver o tráfego pesado na fronteira entre Brasil e Paraguai, deixando para a Ponte da Amizade, construída há 53 anos, o trânsito de carros de passeio, vans e ônibus que transportam turistas.